Vigilância Ambiental discute qualidade da água de Felipe Camarão

Marcando o Dia Mundial da Água (22), a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Setor de Vigilância em Saúde Ambiental, promove na sexta-feira 21, das 8h30 às 13h, um debate sobre a qualidade da água com autoridades e a população de Natal, na Escola Municipal Djalma Maranhão.

Em meio a um ciclo de palestras, representantes da Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico do Município do Natal ( ASBAN), Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), Assembleia Legislativa, CMN, Ministério Público (MP/RN) e sociedade civil tratarão sobre a qualidade da água consumida pelos moradores do Bairro de Felipe Camarão.

Temas que serão abordados: abastecimento da água do bairro Felipe Camarão; fiscalização da água; ações desenvolvidas no bairro; atribuições da Vigiagua; participação do MP/RN, interação lúdica (Palhação Saudinha) e degustação de lanche.

A Escola Municipal Djalma Maranhão fica localizada na Rua Santa Cristina, s/n, Felipe Camarão.

Vigilância Ambiental faz visita a mercados públicos de Natal

18531Dando continuidade à campanha de prevenção às doenças de veiculação hídrica, iniciada em janeiro, o setor de Vigilância em Saúde Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde de Natal estará visitando, no próximo dia 14, os mercados públicos existentes na capital.

O objetivo é sensibilizar os comerciantes que manipulam os alimentos, a desenvolverem práticas de higienização pessoal e das frutas, verduras, e legumes utilizados nas refeições. Além das orientações, serão distribuídos frascos de hipoclorito de sódio a 2,5%.

“No mês de janeiro esse trabalho foi desenvolvido em todas as praias da capital, tendo sido distribuídos mais de 3.000 frascos de hipoclorito entre os comerciantes e usuários”, explicou o chefe do setor de Vigilância Ambiental, Marcílio Xavier.

As visitas estarão acontecendo nos Mercado Público da 4 e Mercado Público da 6, no Alecrim, Mercado Público das Rocas, Mercado Público do Peixe, Mercado Público das Quintas, Mercado Público de Petrópolis e Mercado Público da Redinha, durante as sextas – feiras do mês de fevereiro.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carol disse:

    Inspecionar os locais onde as pessoas adquirem seus alimentos é fundamental!
    Higiene é o mínimo necessário para se obter um produto de qualidade.
    Espero que essa fiscalização seja ampliada.
    Não entendo como certos comerciantes sobrevivem sendo tão descuidados com as cozinhas e as instalações. Obsevem a foto: isso é local digno pra preparar refeições para trabalhadores?
    O profissional que auxilia na implantação de boas práticas de manipulação de alimentos é o NUTRICIONISTA.

  2. fausto cunha disse:

    Posso te responder Valkiria: quem calou os estudantes foi a caneta de dona Dilma cheia de REAIS transferidos as centrais estudantis. Simples né?