Turismo

Turismo: Natal tem a pior Semana Santa dos últimos 3 anos

A rede hoteleira de Natal registrou a pior Semana Santa dos últimos três anos, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Rio Grande do Norte (ABIH/RN). A taxa de ocupação hoteleira, definida com base em pesquisa realizada junto aos empresários, variou entre 70 e 77% – muito atrás da registrada no mesmo período do ano passado, quando quase 100% dos leitos (camas nos hotéis) ficaram ocupados. A hotelaria agora se prepara para a pior baixa estação dos últimos anos, segundo Habib Chalita, presidente da associação.

Rodrigo SenaHotel em Ponta Negra: queda na ocupação é creditada à falta de divulgação e de aposta no turismo de eventos

O setor, um dos 52 que integram a cadeia produtiva do Turismo, não foi o único que sofreu com baixa na movimentação no período. Empresas que prestam serviço de receptivo – translado e city tour – registraram retração de até 30%, em relação ao mesmo período do ano passado. Em capitais como Recife/Pernambuco, empresas que prestam o mesmo serviço registraram incremento médio de 15%, em função de grandes eventos, como a Paixão de Cristo, encenada em Nova Jerusalém, a 187 quilômetros da capital Recife.

No cajueiro de Pirangi, o número de visitantes durante a Semana Santa só não caiu porque a Associação de Moradores de Pirangi do Norte, responsável pelo maior cajueiro do mundo, investiu  em divulgação, afirmou Francisco Cardoso, presidente da associação. “Esperávamos queda, mas as visitas subiram 1%”. Número, que segundo ele, precisa ser comemorado. De acordo com Francisco Cardoso, a taxa só tem se mantido estável porque muitos potiguares tem visitado o cajueiro nos últimos meses, devido a maior divulgação dentro do estado. O mesmo não ocorre com hotéis e empresas que prestam serviço de receptivo como a do empresário George Costa, cujos clientes ou moram no centro-sul ou fora do país.

A crise, segundo George Costa, que também é diretor executivo do Natal Convention & Visitors Bureau (Natal CVB) – entidade mista que capta eventos de todos os portes – não é a única responsável pelo desempenho abaixo da média. Ele critica a falta de divulgação e a inércia do poder público. “A nossa queda foi bastante acentuada diante de outros destinos que registraram uma boa ocupação”, afirma.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, mostram a desaceleração em marcha no Rio Grande do Norte. Segundo o ministério, a geração de empregos formais no setor de hospedagem e alimentação no RN recuou 62,7% no primeiro bimestre de 2012, em relação ao mesmo período do ano passado. Em Pernambuco, a retração foi quase quatro vezes menor (-17,8%).

A diferença, segundo George, está na realização de  grandes eventos – isca para atrair visitantes durante o período de baixa estação e manter a ocupação hoteleira. O Natal CVB captou vários para o segundo semestre de 2012, “mas o número ainda está bem aquém de nossa capacidade”, afirma o diretor executivo da entidade. “Falta o poder público apostar no turismo de eventos”, completa.

Para Habib Chalita, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no RN (ABIH/RN), o futuro do turismo potiguar preocupa. E há razões para isso. Qualquer perda, por menor que seja, no setor é significativa. Até o final de 2011, o Turismo era o setor com maior participação na  economia formal do estado. De acordo com estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e divulgado em 2011, a participação do turismo na economia formal do estado chegava a 4,4%, a maior do Brasil. O índice mostrava que o estado era o que mais dependia desta atividade econômica no país.

Fonte: Tribuna do Norte

Opinião dos leitores

  1. como que levaria sua familia pra uma cidade que não tem acesso a prais, nem calçadão em ponta negra, nem segurança, nem informação e com tudo caro!

  2. A cidade muito suja e mal cuidada( praias urbanas), litoral norte acesso as praias com estradas ainda de barro,litoral sul muitos buracos e a noite o que fazer? Quase nenhuma opção… Que cidade turística é essa????

  3. estive em joao pessoa nossa vizinha, e esta de parabéns, cidade hospitaleira, custo menor e com muitas opções de lazer… o governo do estado tem que abrir os olhos, o rn ja foi uma cidade de turismo esta ficando muito a desejar….

  4. MUITO CARA A CIDADE E OS SEUS SERVIÇOS. ESTÁ NA HORA DO SETOR ENXERGAR ISSO E SE CONSCIENTIZAR  QUE TEM DE BAIXAR PREÇOS EM TODA A CADEIA DO TURISMO.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

SINE-RN oferece nesta segunda-feira 26 vagas de emprego para Natal, região metropolitana e Mossoró

Para concorrer às vagas, o(a) candidato(a) deve acessar o seu cadastro via Internet no Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego, através do endereço empregabrasil.mte.gov.br ou nos aplicativos Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital, disponíveis para Android e IOS e presencial nas agências do SINE instalados nas centrais do Cidadão de Natal e interior do Estado.

Quer tirar alguma dúvida ou agendar um atendimento para Seguro Desemprego?

Ligue: (84) 3190-0783 e 3190-0788.

O atendimento no SINE Matriz Candelária/RN é de segunda a sexta, das 8:00h às 13:00h.

Siga o Sine-RN no Instagram: @sine.rn para maiores informações sobre os serviços do SINE Estadual RN.

NATAL e REGIÃO METROPOLITANA – (Vagas Permanentes)

OCUPAÇÃO QUANT. DE VAGAS

ASSISTENTE DE LOGÍSTICA DE TRANSPORTE 1

ASSISTENTE DE VENDAS 1

CABELEIREIRO UNISSEX 2

CONTROLADOR DE PRAGAS 1

MASSAGISTA 6

MECÂNICO DE AUTO EM GERAL 1

MECÂNICO DE AUTOMÓVEL 3

MECÂNICO DE REFRIGERAÇÃO 2

PIZZAIOLO 1

TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA 1

VENDEDOR PRACISTA 1

Total 20

NATAL e REGIÃO METROPOLITANA (Vagas PCD – Pessoas Com Deficiência)

OCUPAÇÃO QUANT. DE VAGAS

AUXILIAR DE ENGENHEIRO DA CONSTRUÇÃO CIVIL 1

PEDREIRO 1

RECEPCIONISTA ATENDENTE 1

SERVENTE DE OBRAS 1

Total 4

MOSSORÓ e REGIÃO

OCUPAÇÃO QUANT. DE VAGAS

ATENDENTE DE PADARIA 1

PADEIRO 1

Total 2

Total geral: 26 vagas

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Bolsonaro diz que conversou com ministro sobre como reduzir preço de combustíveis

(Foto: Getty Images)

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que conversou nesta segunda-feira, 27, com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, sobre como “melhorar ou diminuir” o preço dos combustíveis, um dos principais vilões da atual escalada inflacionária.

A declaração foi feita em evento da Caixa Econômica Federal que lançou uma nova linha de crédito para “comemorar” os mil dias de governo.

“Hoje falei com o ministro Bento, conversando sobre a nossa Petrobras, o que nós podemos fazer para melhorar ou diminuir o preço na ponta da linha, onde está a responsabilidade”, declarou Bolsonaro durante o evento.

Ele ainda voltou a defender sua decisão, anunciada no início do ano, de indicar um novo nome para a Petrobras – no caso, Joaquim Silva e Luna para substituir Roberto Castello Branco. “Me acusaram de interferir. É um direito meu”, ressaltou o chefe do Executivo, ponderando que não tem poder de decidir as coisas dentro da empresa. “Aqui, o grande acionista é o governo federal, mas temos regras, a lei da paridade.”

Na tentativa de se defender sobre a alta dos preços dos combustíveis, Bolsonaro citou avanço das cotações também nos Estados Unidos e afirmou que é preciso “ter conhecimento do que está acontecendo antes de culpar quem quer que seja”. Ainda assim, reconheceu que qualquer fala sua equivocada ou distorcida mexe com a Bolsa ou com o preço do dólar, com potencial de impactar ainda mais o preço dos combustíveis.

Época Negócios

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

MPF vai apurar se ministros Rogério Marinho e Gilson Machado cometeram irregularidade em obra de mirante turístico no RN

A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu uma apuração preliminar para avaliar se há indícios de que os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e do Turismo, Gilson Machado, cometeram atos de improbidade administrativa.

O caso envolve possíveis irregularidades na indicação, por parte de Marinho, de R$ 1,4 milhão do orçamento da União para a construção de um mirante turístico.

A obra, em tese, beneficiaria Marinho, já que está localizada perto de um terreno em que o ministro lançará um condomínio privado, no município de Monte das Gameleiras (RN), em sociedade com seu assessor, Francisco Soares de Lima Júnior.

No caso do ministro do Turismo, os procuradores vão avaliar se houve omissão.

Os ministros ainda não são formalmente investigados. Caso os procuradores avaliem que há indícios contra Marinho e Machado, um inquérito pode ser aberto para investigar os atos.

A apuração foi aberta pelo procurador da República Paulo de Carvalho a partir de uma representação da deputada Natália Bonavides (PT-RN), que citou fatos revelados em reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo”.

Orçamento paralelo

Segundo o jornal, a verba faz parte do chamado orçamento paralelo, que se origina do pagamento das emendas de relator do orçamento.

As emendas de relator previstas no orçamento deste ano somam R$ 18,5 bilhões, mas diferentemente das emendas individuais, de deputados e senadores, não seguem critérios transparentes.

Na prática, a destinação desses recursos é definida em acertos informais entre parlamentares aliados e o governo federal. Por isso são chamados de orçamento paralelo.

O esquema tem sido usado pelo governo para ampliar sua base de apoio no Congresso. Partidos de oposição acionaram o Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender a execução dessas emendas. A ministra Rosa Weber é a relatora das ações.

G1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Governo Jair Bolsonaro completa mil dias e presidente vai viajar por todas as regiões do país; veja agenda

Em meio às dificuldades para enfrentamento da pandemia de Covid-19, crise hídrica e energética, além da busca pela recuperação econômica, o governo Jair Bolsonaro completa mil dias nesta segunda-feira (27).

A marca deve ser tema de uma série de viagens do presidente e eventos organizados pelo Palácio do Planalto nesta semana.

Segundo o analista de política Caio Junqueira, os eventos estão organizados há três meses. Pelo planejamento elaborado pelos ministros da Casa Civil, Ciro Nogueira, e das Comunicações, Fabio Faria, a ideia é regionalizar as entregas e fazer com que o governo esteja em um período de uma semana em todos os estados do país.

Bolsonaro testou negativo para a Covid-19 neste domingo (26), e por isso poderá cumprir a agenda normalmente.

A primeira agenda será realizada ainda nesta segunda-feira (27), o lançamento da linha de crédito Caixa Tem. Nos dias seguintes, a ideia é que o presidente vá a todas as regiões do país.

Ele ficará presencialmente em um estado da região e os outros ministros nos outros estados da região também entregando obras e, à certa altura, o presidente entra na solenidade em todos os estados simultaneamente.

O calendário prevê que isso ocorra na terça-feira (28) no Nordeste, com o presidente na Bahia; na quarta-feira (29) no Norte, com local do presidente ainda indefinido; na quinta-feira (30) no Sudeste, com o presidente provavelmente em Belo Horizonte; e na sexta-feira (1º) no Centro-Oeste e Sul, com Bolsonaro em Brasília e em Maringá, no Paraná.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. O que tem de bom ? NADA!
    Gasolina, inflação, gás de cozinha, energia elétrica, ameaça de apagão, aumento da pobreza, diminuição da qualidade de vida, diminuição da expectativa de vida, aumento do desemprego…
    Absolutamente NADA de bom!

  2. Mil dias, sem corrupção, sem toma lá dá cá, 1000 dias de desenvolvimento, recordes de produção de grãos.
    MITO REELEITO

  3. Só p ver o povo passando fome, comendo pé de galinha e cozinhando a lenha. Se fosse ele ficava escondido.

  4. E ele faz alguma coisa além de viajar e promover aglomerações durante a pandemia? Quando é que ele vai começar a governar e trabalhar pelo Brasil? Ele não tinha prometido que não iria concorrer a reeleição? O que mudou? É o medo de ser preso pelos crimes que cometeu?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

VÍDEO: Macron é alvo de ovada em evento na França

O presidente da França, Emmanuel Macron, foi atingido por um ovo enquanto estava rodeado pela imprensa e pelo público na cidade de Lyon, hoje, durante uma visita ao centro de convenções Eurexpo, onde ocorre uma feira de restaurantes e hotéis.

O ovo atingiu Macron no ombro, mas ricocheteou sem quebrar. Nas imagens, é possível ver que os seguranças do presidente tentam imediatamente protegê-lo.

De acordo com veículos internacionais, o jovem que atirou o ovo fez um gesto de protesto e gritou “vive la révolution” (viva a revolução, em tradução literal).

O rapaz, de cerca de 20 anos, foi algemado pelos seguranças. Macron pediu a sua equipe para entrevistar o homem.”Se ele tem algo a me dizer, deixe-o vir”, disse Macron, de acordo com a agência AFP. “Eu vou vê-lo depois.”

É a segunda vez em quatro meses que Macron é atacado durante uma visita oficial. No início de junho, o presidente francês levou um tapa durante uma reunião com funcionários do setor de hospitalidade na região de Drôme, no sudeste da França.

UOL

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Natal amplia data de segunda dose de Oxford e inicia dose de reforço a acamados de 70 anos

© Reuters/Sergio Perez

A Prefeitura do Natal comunica que quem se vacinou com o imunizante da Oxford até 18 de Julho deve procurar um dos pontos de vacinação levando cartão de vacina e comprovante de residência de Natal para receber a D2 e completar seu esquema vacinal.
Outra mudança em relação à vacinação em Natal é sobre a dose de reforço dos idosos acamados com 70 anos e mais que completaram seis meses da segunda dose. Cada Distrito Sanitário tem o cadastro dessas pessoas que já foram vacinadas anteriormente pelas equipes da SMS Natal e cada Distrito é o responsável pelas rotas.
“Essa vacinação foi iniciada na semana passada e em Natal são mais de três mil acamados. Portanto, a logística é bem complexa devido à temperatura necessária do imunizante da Pfizer, sem contar que cada ampola tem seis doses. Vamos cumprir o cronograma e pedimos que a população tenha um pouco de paciência para que todos sejam imunizados”, explica o secretário municipal de Saúde, George Antunes.
A SMS Natal também iniciou a vacinação dos idosos que residem em Instituições de Longa Permanência.

PRIMEIRA DOSE

Pessoas a partir de 12 anos que ainda não tomaram a primeira dose, se dirijam a um dos drives de vacinação para serem atendidas. A lista com as Unidades Básicas e os pontos de drives e grupos em vacinação, podem ser acessados através do https://vacina.natal.rn.gov.br/ para agilizar a vacinação é importante o cadastro prévio na RN Mais Vacinas.

SEGUNDA DOSE

CORONAVAC
As pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac podem procurar as UBS do município ou qualquer drive-thru.
OXFORD
UBS do município e todos os drives estão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou até o dia 18 de julho.
Grávidas que tomaram a D1 de Oxford
As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer e em todas as UBS do município ou qualquer ponto de aplicação.
PFIZER
A segunda dose da Pfizer está disponível nas UBS do município ou nos drives Nélio Dias, Palácio dos Esportes, Via Direta e SESI para quem tomou a primeira dose até 06 de agosto.

TERCEIRA DOSE

Pessoas com 90 anos e mais e que não estejam acamadas e nem residem em instituições de longa permanência, que tenham completado o esquema vacinal, com duas doses, de qualquer imunizante (Coronavac, Oxford ou Pfizer) há pelo menos seis meses, estão aptas a receber a D3. Para isso, as pessoas devem levar o cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal em qualquer ponto de aplicação da cidade.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

SECANDO: Lagoa do Bonfim tem menos da metade da sua capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (27), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN somam 1.917.294.535 m³, percentualmente, 43,80% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo período de setembro de 2020, as reservas hídricas superficiais totais do Estado eram de 2.254.100.757 m³, correspondentes a 51,50% do volume total, que o Estado consegue acumular. No cenário atual, chama a atenção a Lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, que acumula 40.720.427 m³, percentualmente, 48,32% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.235.565.027 m³, correspondentes a 52,07% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No mesmo período de setembro de 2020, o manancial estava com 1.429.694.895 m³, equivalentes a 60,25% do seu volume total.

Segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi acumula 232.125.370 m³, equivalentes a 38,71% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 194.569.450 m³, percentualmente, 32,44% do seu volume total.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 189.320.006 m³, correspondentes a 64,66% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de setembro de 2020, o reservatório estava com 246.053.646 m³, equivalentes a 84,03% do seu volume total.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que ainda estão com mais de 80% da sua capacidade, são: o açude público de Encanto, com 84,13%; o açude Flechas, localizado em José da Penha, com 87,34%, o açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 87,33%, e Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 84,77%.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que ainda estão com mais de 70% da sua capacidade, são: o açude público de Marcelino Vieira, com 79,49%; o açude Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 79,72%; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 78,5%; e Rodeador, localizado em Umarizal, com 79,69%.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 24.048.806 m³, correspondentes a 43,85% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 16.535.048 m³, equivalentes a 30,15% do seu volume máximo.

Já a barragem Poço Branco, localizada em município homônimo, acumula 17.070.117 m³, correspondentes a 12,55% da sua capacidade total, que é de 136.000.000 m³. No final de setembro de 2020, o reservatório acumulava 29.856.693 m³, equivalentes a 21,95% do seu volume total.

O açude Boqueirão de Parelhas acumula 10.998.112 m³, correspondentes a 12,97% da sua capacidade total, que é de 84.792.119 m³. No mesmo período do ano passado, o reservatório estava com 21.368.598 m³, equivalentes a 25,20% do seu volume total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 6.362.752 m³, percentualmente, 14,32% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo período de setembro de 2020, o manancial estava com 11.746.759 m³, equivalentes a 26,44% do seu volume total.

Os mananciais monitorados pelo Igarn que estão em nível de alerta, com volumes inferiores a 10% da sua capacidade, atualmente são 5: o Caldeirão de Parelhas, localizado em Parelhas, com 9%; o açude público de Cruzeta, com 5,05%; o açude Itans, localizado em Caicó, com 2,28%; o Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 1,2% e o Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,25% da sua capacidade.

Os açudes monitorados pelo Igarn que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e o Trairi, localizado em Tangará.

Mais Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, acumula 10.145.848 m³, correspondentes a 92,07% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

A lagoa do Boqueirão, que atende a usos diversos, acumula 9.375.524 m³, correspondentes a 84,66% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

 

Opinião dos leitores

  1. Cobrem do governador das águas , Garibaldi Alves, pois é o culpado pelo baixo nível da lagoa do Bonfim. Foi no seu governo que começaram a puxar água do Bonfim para abastecer as adutoras. Agora ele quer voltar à política . Botem nele de novo.

  2. Absurdo !! vão deixar a lagoa do Bomfim secar, é muita incompetência a gestão hidrica de nosso estado, mas está tudo bem, pois colocamos a folha em dia.
    O RN precisa se mover, O estado esta parado.
    Estamos com lama até o pescoço, pois a agua esta sumindo.

  3. Carnaval esta chegando e os principais pontos turisticos serão Macau e Caico, este ultimo será o mais polemico por querer fazer restriçoes em relaçao ao racionamento de agua, porem sem controle dos milhares de visitantes que receberá, sabemos que todo ano, antes do covid, sempre foi assim.

  4. O Governo do Estado, não tem planos, nem política pública de combate à seca , vive falando o sol com a peneira.

  5. O nível real da Lagoa do Bonfim é INFERIOR a 38% !!!

    É só ver a marcação das cotas na estação de bombeamento

    A Caern em breve não conseguirá manter o bombeamento clandestino – desde 2014 venceu a licença – e nesse dia teremos 33 municípios e 133 comunidades sem água.

    Então não teremos mais lagoa nem água nas comunidades. Falta muito pouco.

    O governo Fátima passará à história como o governo que destruiu aquele ecossistema que abrange 3 municípios.

    1. Fátima é? Faz uns 20 anos que bombeiam água dessa lagoa

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra 01 morte por Covid nas últimas 24 horas; novos casos são 03

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (27). São 368.308 sendo destes, 03 confirmados nas últimas 24h horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.334 no total, sendo 01 ocorrido nas últimas 24 horas, no município de Natal. No domingo eram 7.333 mortes. Óbitos em investigação são 1.328.

Recuperados são 259.490. Casos suspeitos somam 175.472 e descartados são 733.101. Em acompanhamento, são 101.484.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 24,6%

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 24,6%, registrada no fim da manhã desta segunda-feira (27). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 96.

Até o momento desta publicação são 159 leitos críticos (UTI) disponíveis e 52 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 110 disponíveis e 44 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 30% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 13% e a Região Seridó tem 17,6%.

Opinião dos leitores

  1. 🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷 🤭🤣🥱🤭🤣🥱🤭 mumumu mumu mumumumu mu mumu, 🤤🤤🤤🤤🐭🐭🐭🐭🐭, 🤫🤫🤫🤫🤫🥸🥸🥸🥸🥸🥸🥸 mumumumu muuuuuuuuu, 🐭🐭🐭🐭🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮, mu 😏😏😏😏😏😏🧐🧐🧐🧐🧐🧐🧐🥱🥱🥱🥱🥱🥱.

  2. Só pode ser muita ivermectina, cloroquina e outros placebos que estão causando essa redução no número de casos e mortes de covid né?! Afinal, segundo a narrativa de alguns bovinos adestrados que postam aqui no Blog, as vacinas contra covid não inibem nem o contágio nem as mortes por essa doença… Muuuuuu

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: RN possui 159 leitos críticos e 112 leitos clínicos disponíveis

Foto: Regulação/Sesap

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta de 11h desta segunda-feira(27).

Neste período, havia 01 paciente com perfil para leitos críticos na lista de regulação. Apenas 01 aguardava avaliação. Foram registrados disponíveis 159 leitos críticos e outros 112, sendo clínicos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *