Trânsito

VÍDEO: Acesso por baixo de viaduto do “Gancho de Igapó” é liberado e trânsito local ganha outra realidade em trecho da capital com a região metropolitana

A área conhecida como “Gancho de Igapó”, na Zona Norte de Natal, teve seu trecho por baixo do viaduto liberado nesta quarta-feira(07).

O novo viaduto com todo seu entorno de mobilidade liga a BR-101 Norte à BR-406 e à RN-160.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) estima que cerca de 50 mil motoristas passam pela região todos os dias.

Vídeo cedido abaixo:

Opinião dos leitores

  1. Lembrando que a multa por estacionar nesses locais é bem carinha, viu?
    Mas quem quiser colaborar com os custos da obra, fique a vontade.

  2. Gostei do estacionamento que já criaram embaixo do viaduto… Tem que ser “ixsperto” e estacionar na sombra né?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Violação dos direitos das crianças e adolescentes cresce 257% no RN; estado está acima da média nacional

Foto: Ilustrativa

O cenário pandêmico e a imposição do isolamento social como medida mitigadora do avanço do coronavírus no Brasil podem ter mascarado as infrações dos direitos das crianças e dos adolescentes ao longo de 2020. Na passagem para 2021, os casos de violação contra esse público notificados pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) cresceram 217,97%.

No Rio Grande do Norte, o avanço negativo foi ainda maior: 257,91%. Esse percentual é superior ao registrado em atos de violência doméstica e familiar contra a mulher. Os dados foram tabulados pelo Instituto Santos Dumont (ISD) e chamam a atenção da sociedade para a temática em virtude do 18 de Maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

“Tendo em vista que a maior parte das violações são cometidas no ambiente intrafamiliar, considerando o aspecto da pandemia e a permanência das famílias em isolamento por maior tempo ao longo de 2020, compreende-se que as pessoas que sofrem violência, sobretudo a sexual, tiveram mais dificuldade em denunciar aos órgãos oficiais bem como à comunicação aos parentes, aos professores, pessoas próximas que poderiam prestar algum apoio”, analisa a preceptora assistente social do ISD, Alexandra Lima.

Ao avaliar os números, ela aponta que a flexibilização para o retorno às rotinas pré-pandemia possibilitou que as vítimas e parentes se sentissem mais seguros em denunciar, visto que, encontraram alternativas de notificação dos casos sem a presença dos supostos agressores.

Conforme o órgão ministerial, o Rio Grande do Norte contabilizou, no primeiro ano da pandemia, 935 denúncias que se configuraram em 2.345 violações aos direitos das crianças ou adolescentes. Uma denúncia pode gerar mais de uma violação. No ano de 2021, esses números saltaram para: 2.096 denúncias e 8.393 violações. Do total de denúncias do ano em referência, 35,54% são relacionadas à violência sexual (física ou psíquica) cometida contra crianças e adolescentes no território potiguar.

Alexandra Lima ressalta que a violência sexual, em específico, ocorre em todas as fases da vida, porém, ela é mais comum na faixa de 0 a 10 anos. Ela aconselha que a criança deve ser educada a reconhecer os sinais de violência, quais tipos de atitude configuram violações ao seu próprio corpo e que segredos entre ela e seus responsáveis não devem existir.

Os números relativos às violações sofridas por crianças e adolescentes no Rio Grande do Norte são, inclusive, superiores aos registrados em relação à violência doméstica e familiar contra a mulher e contra a pessoa idosa no estado. O MMFDH registrou, ao longo de 2021 nos municípios potiguares, 1.234 denúncias e 5.713 violações cometidas contra mulheres.

No que diz respeito às infrações dos direitos dos idosos foram 1.635 denúncias e 6.948 violações. A maioria dos casos de violência ocorre na residência da própria vítima e por um intervalo de tempo superior a um ano até o registro da denúncia, segundo o órgão ministerial. A comunicação do ato violento às autoridades, na maioria dos casos, ocorre por terceiros ou anônimos.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Primeira-ministra anuncia que Suécia solicitará adesão à Otan

Foto: HENRIK MONTGOMERY

A Suécia solicitará sua adesão à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), anunciou nesta segunda-feira (16) a primeira-ministra, Magdalena Andersson, que destacou que isso significa uma nova “era” para o país escandinavo.

O governo decidiu informar a Otan sobre a vontade da Suécia de virar um membro da aliança”, afirmou em uma entrevista coletiva. “Deixamos uma era para entrar em uma nova”, disse a primeira-ministra. O embaixador sueco na Otan apresentará em “pouco tempo” a candidatura de Estocolmo, segundo Andersson.

Suécia e Finlândia anunciaram o desejo de apresentar as candidaturas de forma simultânea. “Esperamos que (a adesão) não demore mais de um ano”, com a necessária ratificação pelos 30 membros da Aliança, declarou a chefe de Governo sueca.

Com a decisão, os suecos seguem os passos da Finlândia, que anunciou neste domingo (15), seu desejo de entrar para a Otan. A adesão dos dois países à aliança ocidental é uma reação à invasão da Ucrânia feita pela Rússia.

O país comandado por Vladimir Putin é radicalmente contra a entrada dos escandinavos na Otan, já que ficam geograficamente muito próximos do território russo. A Finlândia, por exemplo, tem fronteira de 1.340 quilômetros de extensão com a Rússia.

Nesta segunda, Serguei Riabkov, vice-ministro das Relações Exteriores russo, afirmou que seu país considera um erro a adesão de Finlândia e Suécia à Otan. “Um grave erro adicional, cujas consequências terão um longo alcance”, declarou. Desde 2007, a Rússia exige do Ocidente que não aumente os territórios da Otan.

R7

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Profissionais de saúde passam a ser obrigados a notificar casos de Covid-19 à Saúde, determina Portaria

Foto: Rovena Rosa

Portaria publicada pelo Ministério da Saúde no Diário Oficial da União desta segunda-feira (16) inclui a Covid-19 na Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública. Isso significa que médicos como e outros profissionais de saúde ou responsáveis pelos serviços públicos e privados de saúde devem comunicar as autoridades competentes casos suspeitos ou confirmados da doença. No caso de profissionais da saúde, ela é obrigatória.

“Esta portaria dispõe sobre a inclusão do Sars-CoV-2 no item da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) associada a coronavírus e, também, sobre a inclusão da covid-19, da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) associada à covid-19 e da Síndrome Inflamatória Multissistêmica em Adultos (SIM-A) associada à covid-19 na Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública, nos serviços de saúde públicos e privados em todo o território nacional”, detalha a Portaria nº 1.102.

Para tanto, a portaria publicada atualiza o anexo com as 52 doenças ou agravos a serem notificados, bem como o prazo, que, dependendo, pode ser imediato (até 24 horas) ou semanal. Informa também a qual autoridade o caso deve ser informado – Ministério da Saúde ou secretarias estadual ou municipal de saúde.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. O Nosso MESSIAS JB onisciente e onipotente descansará o cajado nos idólatras e mentirosos. Por isso ele quer testar a confiabilidade dos Profissionais da Saúde.
    Ninguém vai ao pai a não por Jair.
    Kkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Emprego

Sine tem 280 vagas de emprego para Natal e mais cinco cidades do RN

Foto: Reprodução

O Sistema Nacional de Empregos do Rio Grande do Norte (Sine) está oferecendo 280 vagas de emprego para Natal e mais cinco municípios do estado nesta segunda-feira (16). As outras cidades com disponibilidade são Mossoró, João Câmara, Caicó, Assu e Currais Novos.

Para concorrer às vagas, o candidato deve se cadastrar via Internet no Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego ou nos aplicativos Sine Fácil e Carteira de Trabalho Digital, disponíveis para Android e IOS.

As vagas para pessoas com deficiência são uma parceria da Subsecretaria do Trabalho da Sethas com a Coordenadoria de Promoção e Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Semjidh.

Os interessados também podem entrar em contato com Sine para tirar dúvidas pelos telefones (84) 3190-0783 e 3190-0788. O atendimento é de segunda a sexta, das 7h30 às 13h30, na Unidade Matriz, em Candelária.

Confira o número de vagas por município:

Natal e região metropolitana
AUXILIAR DE MANUTENÇÃO ELÉTRICA E HIDRÁULICA – 1
AUXILIAR TÉCNICO ELETRÔNICO – 1
CHURRASQUEIRO – 1
CORRETOR DE IMÓVEIS – 6
ENCARREGADO DE OBRAS – 1
MECÂNICO – 1
MECÂNICO DE AUTOMÓVEL – 2
MESTRE DE OBRAS – 1
MONTADOR DE VIDROS – 2
SONDADOR DE POÇOS TUBULARES E SISTEMAS ROTATIVOS – 1
TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO (INSTALAÇÃO) – 1
TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO – 1
VENDEDOR INTERNO – 2
Vagas para Estágio

ENGENHEIRO ELÉTRICO – 01
Vagas para Pessoas com Deficiência – PCD

ARMADOR DE ESTRUTURA DE CONCRETO – 2
CARPINTEIRO – 2
CARPINTEIRO AUXILIAR – 2
CUIDADOR DE IDOSOS – 3
SERVENTE DE OBRAS – 1

Mossoró e Região
ATENDENTE DE FARMÁCIA – BALCONISTA – 1
MECÂNICO DE MANUTENÇÃO HIDRÁULICA – 1
SOLDADOR – 1
VENDEDOR PRACISTA – 1
Assu e Região
AUXILIAR DE LIMPEZA – 2
AUXILIAR DE MANUTENÇÃO PREDIAL – 2

Currais Novos e Região

VENDEDOR PORTA A PORTA – 1

João Câmara e Região
OPERADOR DE MÁQUINA PERFURATRIZ – 1

Caicó e Região
ATENDENTE DO SETOR DE FRIOS E LATICÍNIOS – 23
ATENDENTE DO SETOR DE HORTIFRUTIGRANJEIROS – 23
AUXILIAR DE ALMOXARIFADO – 1
AUXILIAR DE CRÉDITO – 8
EMPACOTADOR, A MÃO – 20
FIEL DE DEPÓSITO – 12
MOTORISTA CARRETEIRO – 2
OPERADOR DE CAIXA – 100
PEDREIRO – 7
REPOSITOR – EM SUPERMERCADOS – 35
SERVENTE DE OBRAS – 7

Opinião dos leitores

  1. Os petistas comedores de mortadela vencida, lendo, se souber lê kkkk, infartam ou tem um troço.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Luto

Último post: antes de morrer, perito homenageou a esposa e as filhas

Foto: Redes Sociais

A última publicação feita pelo perito assassinado na zona norte do Rio foi uma homenagem à mulher e às duas filhas. “E Deus me confiou a missão de amá-las! Feliz dia da mulher!”, diz publicação feita em 8 de março por Renato Couto, de 41 anos.

O perito papiloscopista da Polícia Civil foi morto na última sexta-feira (13/5), após uma discussão em um ferro-velho. Quatro homens, sendo três militares, foram presos suspeitos de cometer o crime.

Nos comentários, amigos da família se solidarizaram com a família: “Rose, Deus console teu coração. Força para criar as gurias. Um abraço com muito carinho”, disse uma mulher.

Segundo as investigações, Renato foi abordado pelos militares em um ferro-velho, localizado na Praça da Bandeira, na zona norte do Rio, enquanto tentava reaver materiais que teriam sido furtados de uma obra e revendidos ao estabelecimento.

O perito foi assassinado e teve seu corpo jogado no Rio Guandu, na Baixada Fluminense. De acordo com o G1, o Globocop, da TV Globo, sobrevoava a área das buvas quando identificou um corpo preso em galhos. Os bombeiros foram acionados, recolheram o corpo, e parentes e amigos reconheceram a vítima.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Nada justifica a morte desse Pol. Civil, mas ele foi no ferro velho, ameaçou, apontou arma pra cabeça, mandou o Sr se ajoelha, deu tapas no dono do ferro velho, o filho viu e fez o que fez.
    O PC tbm não gera esse santo todo.
    Queria ver alguém ver o pai sendo esculachado e ficar de boa. Nos grupos tá rolando o vídeo, onde o PC ameaça o Sr dono do Ferro velho.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

RN registra acumulado de chuvas acima de 100mm no fim de semana

Foto: Reprodução

Mais um final de semana chuvoso no Rio Grande do Norte. O Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registrou chuvas acima de 100 milímetros no final de semana. O boletim pluviométrico registrou precipitações em todas as regiões do estado, com maiores acumulados nos municípios, por região, de Encanto (Oeste Potiguar) com 102,6mm, Serra Negra Potiguar (Central Potiguar) com 88,6mm, Vila Flor (Leste Potiguar) com 62,8mm e Lagoa D´Anta (Agreste Potiguar) com 38,8mm.

De acordo com as análises da unidade de meteorologia da Emparn, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) segue atuando no território potiguar e as águas oceânicas, próximas ao litoral, seguem mais aquecidas. “A atuação da ZCTI é uma importante condição meteorológica que favorece a formação de nuvens e a ocorrência de chuvas no estado”, comentou o meteorologista da Emparn, Gilmar Bristot.

Previsão e temperatura

A previsão para semana é de céu parcialmente nublado a claro com pancadas de chuvas nas regiões do Alto Oeste, Mossoró e Litoral, nesta terça-feira (17) e chuvas em todas as regiões na quinta-feira(19). Nos demais dias, a previsão é de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões.

Nos municípios da área do Litoral Potiguar, como Natal, os termômetros deverão variar entre 22°C nas madrugadas e 32°C, durante as tardes. No interior, a previsão é de temperaturas entre 20°C e 24°C.

O Sistema de Monitoramento da Emparn pode ser acessado pelo endereço eletrônico emparn.rn.gov.br, aba Meteorologia ou pelo meteorologia.emparn.rn.gov.br. Lá estão disponíveis boletins pluviométricos diários por município, região, previsão do tempo, zoneamento agrícola e outros dados relacionados.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

STJ proíbe “baculejo” por atitude suspeita; decisão atinge RN

Foto: Reprodução

A revista pessoal, popularmente conhecida como “baculejo”, foi considerada ilegal, de acordo com uma decisão tomada pela Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça. A medida aconteceu após policiais encontrarem drogas durante uma abordagem, mas não apresentarem “justificativa plausível” para o procedimento.

Conforme a ação, os policiais utilizaram do argumento de que os indivíduos estavam com “atitude suspeita” e, por isso, realizaram a ação. Por unanimidade, os ministros consideraram que, para a realização de busca pessoal é necessário que suspeita seja descrita de modo objetivo e justificada por indícios de que o indivíduo esteja na posse de drogas, armas ou outros objetos ilícitos, caracterizando a urgência para a diligência.

De acordo com a presidente da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (ADEPOL), Taís Aires, a situação é mais uma que faz um policia hesitar no momento de realizar alguma abordagem ou ação. Ainda conforme Taís, isso inibe que o agente utilizem do seu “feeling” para poder agirem em ocasiões suspeitas.

“Dificulta o trabalho da polícia e o dia a dia do policial. A gente sabe que o feeling do policial é um fator importante. Nessa decisão, o caso foi feito em cima de uma abordagem em que foram encontradas drogas. Existem milhões de coisas que fazem um policial pensar dez vezes antes de agir. O policial está ficando cada vez mais temeroso antes de tomar uma atitude”, contou.

Em contato com a Polícia Militar, nossa reportagem apurou que amanhã será realizada uma reunião para saber como repassar melhor a situação à imprensa sobre a forma em que os policiais devem agir nessas circunstâncias.

96 FM

Opinião dos leitores

  1. Pra que Polícia na rua depois de uma decisão estrujura dessa. O cidadão qd precisar do trabalho da Polícia tem que recorrer primeiro ao STF ou STJ.

  2. Isso é um absurdo, o STJ tomando posição contra uma prerrogativa policial de altíssima importância, isso chama-se querer ocupar o poder de polícia, habilidade e técnicas que os ministros do STJ não possuem. Isso só vai beneficiar a bandidagem, como a outra atitude de não fazer operações policiais em favelas do RJ.

  3. Além do crime compensar no Brasil, agora confirmou que ele está vencendo a batalha contra as pessoas de bem.

    1. Se analisar cada dia o bandido tem mais direito que o cidadão de bem.

  4. Stj e stf querem a todo custo destruir o país, eles trabalham incessantemente pra impulsionar e generalizar a corrupção com decisões anulando condenações, mesmo existindo provas robustas, quanto a criminalização, essa decisão só incentiva a bandidagem a agir toda hora, e portando armas, pois sabem que não vai ter risco de baculejo. É foda esse país

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

MPRN ajuíza ação civil para obrigar Estado a nomear delegados, agentes e escrivães de Polícia Civil

Foto: PC/RN

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ajuizou uma ação civil pública com pedido de tutela antecipada para determinar que o Estado nomeie todos os candidatos aprovados nas cinco etapas no concurso público para o provimento de vagas dos quadros de delegado, agente e escrivão de Polícia Civil substituto. Essa nomeação deve ser feita no prazo de 30 dias, contado da divulgação do resultado definitivo do curso de formação profissional, previsto para acabar em 31 de agosto deste ano.

De acordo com levantamento da própria Polícia Civil, o déficit de policiais civis no Rio Grande do Norte chega a 75,09% atualmente. Além disso, há 145 policiais civis aptos à aposentadoria voluntária na atualidade, dos quais 29 estão próximos à idade limite de 75 anos, além de outros 155 policiais civis com expectativa de completarem os requisitos para aposentadoria até 2025.

Para o MPRN, a situação já é de quase colapso, na medida em que muitos serviços, notadamente na área plantonista, são disponibilizados apenas mediante a escalação de policiais civis que se voluntariam, em período de folga, para o serviço, em troca do recebimento de diária operacional.

Ainda no documento, o MPRN destaca que o resultado da escassez de efetivo é que a Polícia Civil não cumpre a contento o papel que lhe é constitucionalmente confiado na área de segurança pública, restringindo suas atividades, no mais das vezes, à lavratura de boletins de ocorrência e à formalização de autos de prisão em flagrante, sem, contudo, realizar atividades investigativas e operações de combate à criminalidade no nível exigido pelo atual cenário.

Para ilustrar esse cenário, o MPRN requisitou que a delegada geral de Polícia Civil informasse quantos inquéritos policiais estão em tramitação, aguardando intimações, oitivas, relatório final, diligências complementares ou quaisquer outras providências, independentemente da sua data de instauração ou de estarem dentro ou fora do prazo de conclusão, em cada uma das unidades policiais civis do Estado do Rio Grande do Norte, no momento da respectiva informação. Ao todo, 34 unidades operacionais responderam a requisição, informando a existência de 11.802 inquéritos policiais em aberto, dos quais pelo menos 4.356 dizem respeito a crimes violentos letais intencionais.

O MPRN frisa que a recomposição do efetivo policial civil, longe de ser uma decisão administrativa discricionária, configura medida urgente e imperativa com vistas não apenas de evitar o colapso e viabilizar uma melhor prestação do serviço público, mas também de expandir esse serviço à nova realidade normativa.

Ainda na ação, o MPRN lembra que a Lei das Eleições proíbe que os agentes públicos nomeiem servidores públicos, na circunscrição do pleito, nos três meses que o antecedem e até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade, e que Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece que é nulo de pleno direito “o ato de que resulte aumento da despesa com pessoal nos 180 dias anteriores ao final do mandato do titular de Poder”. Mesmo assim, o MPRN entende que as essas normas não afastam a obrigação de o Estado nomear os candidatos aprovados no concurso público urgentemente.

A Polícia Civil teve o último concurso para o preenchimento dos seus cargos há mais de dez anos, funciona com menos de um quarto do efetivo previsto em lei e convive com a expectativa de sofrer mais desfalques em breve. Para o MPRN, o defasado quadro de policiais civis contribui significativamente para a atual situação de impunidade e insegurança vivenciada pela população potiguar, o que representa grave ofensa ao direito fundamental à segurança pública.

MPRN

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Menores de idade são resgatadas de casa de prostituição na Grande Natal

Na noite de sábado, a Polícia Militar resgatou duas adolescentes de 17 e 16 anos em situação de risco em casa de prostituição em Parnamirim, na região Metropolitana de Natal

O dono do estabelecimento é um homem de 33 anos que acabou conduzido à Delegacia de Plantão e autuado em flagrante por exploração sexual de crianças e adolescentes.

A Polícia Militar reforça que a população pode ajudar no combate da exploração sexual de crianças e adolescentes denunciando a prática através do 190.

Portal da Tropical

Opinião dos leitores

  1. Messias terrestre morreu na cruz e há de voltar, o seu paganismo está com dias contados, seus quinta-coluna!

  2. Amém, meu nobre Calígula! Que Nosso Messias Terrestre derrame sua ira sobre esses vagabundos pecadores de satã

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Quadrilhas do Pix usam vítimas de sequestro para fazer empréstimos

Foto: Agência Brasil

Com as facilidades do Pix, bancos digitais abriram brechas para as quadrilhas de sequestro-relâmpago praticarem outros crimes além de tirarem o dinheiro das contas das vítimas. Os criminosos passaram a abrir “contas-laranja” no nome das pessoas sequestradas enquanto elas estão em seu poder. Após as vítimas serem libertadas, eles continuam usando essas contas para empréstimos ou para receberem transferências via Pix de outras pessoas que venham a ser capturadas.

As contas podem ficar abertas por meses sem que as vítimas percebam que foram usadas como “comparsas” em outros crimes. Às vezes os bandidos também se aproveitam de vazamentos de bancos de dados pessoais e roubos de celulares e documentos para criar as contas-laranja. Em outros casos, pessoas se voluntariam como “laranjas” do golpe para receber e sacar o dinheiro.

Essas diferentes dinâmicas do crime passam pela organização especializada de quadrilhas que juntam até dezenas de pessoas em diversas funções: o raptador, o cativeirista, o conteiro (que desvia o dinheiro para as contas-laranja). A especialização da criminalidade nos crimes que envolvem o Pix fez o número de casos de sequestro-relâmpago crescer 35,4% no estado de São Paulo.

Além do Pix, outras ferramentas virtuais têm sido usadas paralelamente nos golpes, como os aplicativos de relacionamento. O delegado da 1ª Delegacia Antissequestro, Eduardo Bernardo Pereira, afirma que os golpes com perfis falsos nesses apps — que já atingiram um a cada quatro brasileiros — são hoje os principais responsáveis por trás das extorsões em São Paulo.

“Ficou muito fácil para eles com esses aplicativos de encontro. No sequestro-relâmpago tradicional, em que se aborda a vítima na rua, eles têm que se expor um pouco mais, à luz do dia, em locais que são monitorados por câmeras. Nos casos dos aplicativos, a vítima acaba sendo seduzida para o local que o criminoso bem entende, em rua erma, sem monitoramento e já perto do cativeiro”, diz.

Ele também relata que os criminosos começaram a aproveitar mais aplicativos fora do círculo de plataformas de relacionamento e as redes sociais, como o Tinder. Até mesmo aplicativos para compra e venda de itens ou de frete de caminhão são usados como isca.

Apesar do rumo complexo de investigação, a 1ª Delegacia Antissequestro prendeu 116 pessoas por causa desses crimes em 2021. No primeiro semestre de 2022, outras 23 prisões foram realizadas.

R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *