Detran realiza final de semana com educação de trânsito no litoral potiguar

Fotos: Divulgação

O final de semana foi de operações realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) no litoral potiguar. As atividades estão dentro da Operação Verão 2021 deflagrada pelo Governo do Estado e contemplam trabalhos de educação e fiscalização de trânsito na área litorânea do Rio Grande do Norte. O objetivo é somar forças com as demais instituições envolvidas na Operação com o intuito de promover um verão seguro para os potiguares e turistas que visitam o Estado.

As ações de segurança no tráfego de veículos pelas vias litorâneas já vinham sendo realizadas pelo Detran desde o final do mês de dezembro quando o trânsito é ampliado nas praias do Estado. Agora com a deflagração da Operação Verão 2021, as intervenções estão intensificadas na orla.

O diretor do Detran, Jonielson Pereira, informou que o órgão está atuando em duas frentes conjuntas que une educação para o trânsito e as medidas de fiscalização de condutores e veículos. Um ponto importante que todo ano é reforçado pelo Detran são as fiscalizações do trânsito irregular de automóveis pela faixa de areia de praia, o que compromete a segurança de banhistas.

Já nas medidas educativas o Detran vem com blitzen em locais de maior movimento de veículos alertando os condutores sobre direção defensiva, Lei Seca, itens de segurança veicular, necessidade de conduzir veículo com a documentação regular do condutor e do automóvel, locais proibidos de tráfego, perigos de conduzir em velocidade superior a máxima prevista para a via, e outras condutas que agem na prevenção de acidentes.

Nessas situações o Detran age com o teatro educativo para o trânsito, entrega de folders com informações de segurança, distribuição de brindes com mensagens pedagógicas para o trânsito e abordagens conversando diretamente com o condutor.

A Operação Verão 2021 envolve, além do Detran, as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Itep, Idema, e as secretarias estaduais de Educação, Saúde e a Administração Penitenciária.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Calígula disse:

    Brincar com o dinheiro do contribuinte é mole, quer o é que o Detran volte a funcionar.

Transporte e trânsito em Natal terão reforço para o ENEM; confira

Foto: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), vai reforçar o sistema de transporte público neste domingo (17/01) e no próximo (21/01), quando ocorrem as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Agentes de mobilidade urbana estarão nos principais corredores para dar suporte a possíveis ocorrências.

Segundo a STTU, as linhas N-07 (Alvorada IV/Cidade Jardim) e N-29 (Nova Natal/Nova Descoberta, via Campus) terão seus itinerários estendidos até o Praia Shopping, de modo a dar acesso as instituições de ensino localizadas ao longo da Av. Engenheiro Roberto Freire.

A linha L-51 (Rocas/Pirangi, via Praça) circulará a partir das 8h30 nos domingos do ENEM, de modo a atender a demanda oriunda do bairro de Neópolis. Pelo bairro ainda circularam as linhas S-50 (Serrambi/Santa Catarina) e O-83 (Felipe Camarão/Ponta Negra, via Cidade Satélite).

Já as linhas N-60 (Pajuçara/Mirassol) e N-77 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) vão circular pelo Campus Universitário para permitir o acesso dos estudantes as salas que serão locais de prova na UFRN a partir das 9h. A linha 588 (Circular UFRN) também irá circular, com três veículos. Cabe ressaltar que, além dessas linhas, circularão pelo Campus as linhas N-29, O-63 (Felipe Camarão/Campus), 304 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) e 503 (Planalto/Nova Descoberta).

A linha N-75 (Parque das Dunas/Alecrim, via Petrópolis) também irá circular neste domingo, de modo a atender a demanda do Parque das Dunas com destino as escolas localizadas na Ribeira, Cidade Alta, Alecrim e Petrópolis.

Além das linhas citadas, também terão reforço na frota as linhas N-08 (Redinha/Mirassol, via Rodoviária), N-15 (Pajuçara/Petrópolis), O-21 (Felipe Camarão/Areia Preta), O-22 (Felipe Camarão/Rocas, via Bom Pastor), O-30 (Felipe Camarão/Mirassol, via Candelária), N-35 (Soledade/Candelária), L-37 (Rocas/Cidade Satélite, via Praça), O-39 (Cidade Nova/Tirol), S-46 (Ponta Negra/Ribeira, via Praça), L-54 (Rocas/Ponta Negra, via Alecrim), N-70 (Parque dos Coqueiros/Ribeira) e N-84 (Soledade/Petrópolis).

A STTU orienta que os estudantes não deixem para sair de casa em cima da hora da realização da prova, de modo a evitar aglomeração no sistema de transporte público, além de possíveis incidentes que gerem atrasos no deslocamento. Em caso de dúvidas os passageiros podem ligar para STTU, no telefone 156.

TRÂNSITO

De acordo com a STTU, agentes de mobilidade urbana estarão nos principais corredores – como Av. Hermes da Fonseca/Sen. Salgado Filho, Av. Bernardo Vieira e Av. Prudente de Morais – e no entorno do Campus Universitário, além de dar suporte em outros locais em caso de necessidade.

Ao todo, serão 29 agentes de mobilidade urbana e 16 viaturas trabalhando na operação ENEM. Em caso de ocorrências no dia da prova, o cidadão pode ligar para o 156.

INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL

A Web Rádio 156Natal vai realizar uma cobertura especial do trânsito nos dois domingos de realização do ENEM. Das 09h30 às 13h00 você vai acompanhar boletins de tráfego especiais com as condições do trânsito nas principais vias e nos acessos aos principais locais de prova. Acompanhe pelo APP rádio na Google Play (http://bit.ly/2nK3Vn9) ou ouça no RadiosNET (http://l.radios.com.br/r/64793) ou TuneIn Radio (http://tun.in/sfAui).

No Twitter, o @156Natal também vai monitorar em tempo real as condições de trânsito, informando locais de congestionamento e incidentes. Acompanhe em www.twitter.com/156Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Calígula disse:

    Tô ansioso e tranquilo, vou fazer jornalismo dessa vez.

    • Fifi disse:

      Tia, mudou para COMUNICAÇÃO SOCIAL faz tempo.
      A Sra está desatualizada.
      Outra, para fazer o Enem, tem que ter concluído o ensino médio.

    • Francisco de Assis disse:

      Pelos padrões atuais você já é jornalista, seu Neco Gibira. Aos moldes do Allan dos Santos e Oswaldo Eustáquio.

    • Sobrinho de Caca disse:

      Titio, sua prova é o ENCEJA, não ENEM. Menos comentário e mais tabuada.

Balanço da PRF sobre acidentes de trânsito no RN vê queda de 51% das mortes na década

Foto: PRF/Divulgação

Em levantamento divulgado nesta terça-feira(22), a Polícia Rodoviária Federal informa que registrou este ano 347 acidentes graves, 89 mortes e 1.264 feridos nas rodovias federais no Rio Grande do Norte. Os dados contabilizam o período de 1º de janeiro a 30 de novembro, o que representa uma queda de 51% no número de mortes em acidentes de trânsito em rodovias federais no RN na década – em 2011, foram 183 óbitos.

A PRF também destaca que dos acidentes registrados entre 2017 e 2019, foram 347 mortos, sendo 70% homens. O levantamento indica que 26% das mortes ocorreram na BR-304, que liga Natal a Mossoró – as duas maiores cidades do estado. Os dados também mostram que 28% das mortes ocorreram provavelmente devido à realização de ultrapassagens indevidas e que, em 13% das mortes registradas, um dos condutores havia ingerido bebida alcoólica. Os rodoviários ainda destacam que 42% das mortes ocorreram entre 17h e 22h. Entre os tipos de acidente neste período, 98 mortes foram causadas por colisão frontal de veículos.

Com acréscimo de informações do G1-RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bozoloide abestalhado disse:

    Isso é passado. Com a política necrofila do Bozo esses números irão disparar novamente.

STTU define operação de trânsito para Black Friday

Foto: Divulgação

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), preparou uma operação especial para o trânsito em mais uma edição da Black Friday. Os pontos de monitoramento, bem como os locais onde os agentes ficarão posicionados, foram definidos com base na experiência de anos anteriores e a operação vai priorizar as proximidades de supermercados, shoppings, centros comerciais, de forma que, tanto o trânsito de veículos comuns, quanto dos ônibus, táxis e serviço de Uber não sejam prejudicados durante o período do evento.

De acordo com o inspetor Carlos Eugênio, agentes de trânsito, batedores e viaturas do órgão estarão orientando pedestres e condutores de veículos nas principais regiões comerciais da cidade. “Os agentes estarão monitorando o trânsito e realizarão os ajustes necessários em tempo de semáforos, intervenções nas vias e outras ações de acordo com a necessidade de cada corredor viário. Nas áreas adjacentes aos shoppings, como por exemplo o Midway, será permitido o desembarque e embarque de passageiros de Uber, táxis e veículos particulares na Romualdo Galvão, visando desafogar o fluxo de veículos nos corredores que dão acesso ao centro comercial.”

Os bairros do Alecrim, Cidade Alta e os centros comerciais no entorno da região Sul da cidade também estarão com efetivo da STTU e o telefone 156 estará à disposição dos usuários para ocorrências no trânsito e no transporte.

(VÍDEO) – O QUE FALTA? Homem transporta geladeira em garupa de moto na Zona Norte de Natal

“Tá de sacanagem”, foi uma das frases repetidas em tom de indignação por homem que flagrou um garupa de uma motocicleta equilibrar uma geladeira em uma motocicleta em plena Avenida João Medeiros Filho, na zona norte de Natal.

O que mais falta ser presenciado no “versátil ” trânsito da capital potiguar depois desse flagrante de “malabarismo”, em plena luz do dia?

Video: cedido

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose disse:

    Em poucos segundos o cidadão conseguiu falar diversos palavrões… Como diria Faustão: "Ôh louco, meu!"

  2. Lázaro Lemos disse:

    Tá totalmente errado…. Mas a necessidade financeira as vezes nos faz cometer falhas.
    Mas quem é este cara tão indignado com Natal….Deve ser de algum estado diferenciado…

  3. Inaraí disse:

    É diferente papai!!
    Quem não tem cachorro, caça com um gato.

  4. Andre disse:

    O que mais chama a atenção são os " Palavrões " do motorista. kkk

  5. Marcelo disse:

    Que irresponsabilidade do trasnportador,e que boca suja de quem gravou o vídeo!

  6. tony disse:

    Ridícula é a falta de fiscalização com os motoqueiros e suas velozes poluições sonoras…atormentam os ouvidos e os senhores autoridades nada fazem…horrível….STTU SO SERVE PSRA MARCHAR NA CONTRA RE . É cada absurdo…essa divisão de forças por localidade e outro questionamento sem nexo…se um carro bate numa rodovia.. so polícia federal..nem para servir de socorro a estadual ou municipal nao faz o seu papel…policia era para ser uma so…Brasil medíocre

  7. Ricardo disse:

    O que falta é FISCALIZAÇÃO!!! Os motoqueiros pintam e bordam nessa cidade e s STTU fecha os olhos!! Motoristas de carros, caminhões, ônibus, todos desrespeitam as leis de trânsito nesse país, mas venhamos e convenhamos: os motoqueiros alopram!!!! E quando são repreendidos ficam cheios de razão.

Advogado e motoboy saem no tapa no bairro de Petrópolis, em Natal, diz reportagem

Foto: Victor Augusto/Via Certa Natal

O Via Certa Natal destaca um desentendimento na noite dessa quarta-feira(11) que teria envolvido um advogado e um motoboy na rua Açu, na altura do food park, no bairro Petrópolis, região leste da capital. A briga resultou em ocorrência policial. Veja abaixo relato:

“O advogado criminalista que não quis se identificar para reportagem do Via Certa Natal, afirma que ia atravessar a rua com sua esposa e filha quando o motofretista quase atropelou sua criança. Segundo ele, o mesmo teria dando um tapinha nas costas no piloto da moto e, em seguida, o motoboy teria mostrado o dedo do meio para a esposa do advogado”.

Na sequência, narra o Via Certa Natal, os homens partiram para as vias de fato. “O motofretista disse que não existia criança na rua, e que ele foi agredido primeiro e que só não apanhou mais graças a ajuda de amigos que passavam na hora do local”.

No desfecho da confusão, uma viatura da Polícia Militar do batalhão feminino passava pelo local e conduziu todos para central de flagrantes da zona sul, na Cidade da Esperança. No local, diz o Via Certa Natal, foi constatado que o motoboy não possuía habilitação, nem documentação pessoal e sua moto só seria liberada mediante um condutor habilitado.

DO BLOG: O Blog do BG destaca que o texto em questão não revela o nomes dos envolvidos, por isso, não revela suas identidades.

Matéria na íntegra no link abaixo:

https://www.viacertanatal.com.br/2020/11/advogado-e-motoboy-saem-no-tapa-no.html

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ex-Petralha disse:

    Tá faltando alguém trazer informações para temperar o fato, como quem era o nêgo, quem era gado de Bolsonaro e quem era hiena ou jumento esquerdopata, para justificar as vias de fato.

  2. Neide Miriam disse:

    Acho um absurdo carros estacionados em calçadas… Aqui onde moro a rua Tibaú Nova Parnamirim… Andamos no meio da rua. Um dia desse um carro sai de ré na calçada não me atropelou por pouco! Ainda fui xingada! Você e cega!?

  3. Ricardo disse:

    Não me cabe avaliar o caso concreto, pois não presenciei o fato. Mas uma coisa é certa: o motorista brasileiro não respeita o básico das leis de trânsito! Uma simples faixa de pedestre não é respeitada, ou uma vaga especial.
    Mas os motoqueiros, sem sombra de dúvidas, são os maiores infratores de trânsito. E nessa pandemia eles passaram de todos os limites possíveis e imagináveis!! Hoje mesmo um motoboy entrou na contra mão e por pouco não se esborracha sobre meu carro, ele simplesmente pegou a contramão no meio do trânsito para fazer um atalho.
    Eles não respeitam nada nem ninguém, e se você reclamar ainda querem ter razão.
    Cortam sinal, andam na contramão, sobre as calçadas, em alta velocidade, fazendo zigue-zague no trânsito. Qualquer pessoa de bom senso há de concordar com essa infeliz realidade que estou narrando. Ela pergunta que fica é: até quando?!!

  4. Luciano Brito disse:

    Fui profissional nas duas categorias remunerado, os dois estão completamente errado.

  5. Calígula menininha do Pr. disse:

    Entregador de pizza vs Paulo.

  6. Zeca Urubu disse:

    E os motoristas que andam em seus carrões “financiados” e se acham os donos das ruas?
    Eu tenho os 2 (moto e carro), e uma coisa é fato, alguns imortais não respeitam ninguém.
    Pedestre, motoqueiro, ciclista, nada.
    Se não estava lá, não julgue!!!!

  7. Fabio disse:

    Eu passo o dia inteiro vendo atrocidades praticadas pelos motoqueiros, especialmente os motoboys, eles xingam, sobem calçadas, estiram o dedo, vejo isso todos os dias, ninguém é de ferro, um dia vc enche o saco e sai na porrada mesmo, raça ruim. Não existe lei para eles.

    • Apolônio disse:

      Eu possuo os 2(moto e carro),e posso te garantir uma coisa,os motoristas não respeitam de forma alguma os motociclistas

    • Antonio Barbosa Santos disse:

      Você disse tudo.
      Se tem uma raça que não respeita qualquer limite, não respeita qualquer regra, é a de motoboy.
      No dia que pegar um cara armado…

    • Lucas disse:

      Toda hora motoqueiro faz merda no trânsito, corta sinal, passa pela direita, são uns irresponsáveis, por isso todo dia entram no Walfredo uns 10 lascados.

  8. Pixuleco disse:

    Lamentável

Conselho Nacional de Trânsito publica requisitos para fiscalização da velocidade de veículos

Foto: Divulgação/PRF

A partir de 1º de novembro, entram em vigor os requisitos técnicos mínimos para a fiscalização da velocidade de veículos automotores, elétricos, reboques e semirreboques definidos pela Resolução Nº 798, publicada em setembro pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Com as medidas, o Contran, órgão vinculado ao Ministério da Infraestrutura, pretende privilegiar o caráter educativo, em vez do meramente punitivo, em suas fiscalizações ostensivas no trânsito.

A Resolução 798 apresenta regras e critérios técnicos para instalação e uso de radares fixos ou portáteis, de forma a evitar que sejam instalados em locais pouco visíveis. A norma determina que os locais em que houver fiscalização de excesso de velocidade por meio de medidores do tipo fixo sejam precedidos de sinalização, de forma a garantir a segurança viária e informar, aos condutores, a velocidade máxima permitida para o local.

Segundo o presidente do Contran e diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Frederico Carneiro, o propósito das mudanças é fazer com que o condutor seja alertado do limite de velocidade da via, perceba os riscos, reduza a velocidade do veículo e, com isso, reduza as chances de sofrer acidentes.

“O que se pretende é fazer com que os limites de velocidade sejam obedecidos em vez de simplesmente multar o condutor. A fiscalização ostensiva e educativa fortalece medidas preventivas e de segurança, evitando violações de normas”, acrescentou Carneiro, em e-mail enviado à Agência Brasil.

Entre as mudanças implementadas estão também a proibição do uso de equipamentos sem dispositivo registrador de imagem; a restrição do uso do radar do tipo fixo redutor em trechos críticos e de vulnerabilidade de usuários da via, especialmente, pedestres, ciclistas e veículos não motorizados; e a publicação da relação dos trechos e locais aptos a serem fiscalizados nos sites da autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eu disse:

    So precisa garantir que tenha sinalização da velocidade no trecho, o resto ébesteira , tem placa na via velocidadetem que ser respeitada.

CNH, cadeirinha, farol: veja mudanças na lei de trânsito sancionadas por Bolsonaro

Foto: Divulgação

Mudanças na lei de trânsito foram sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (13). Dentre as alterações estão a ampliação de 20 para até 40 pontos do limite para a suspensão da Carteira Nacional de Trânsito (CNH) e o aumento da validade do documento para até 10 anos.

Desde que foi apresentado pelo próprio presidente, em 2019, o texto passou por diversas mudanças na Câmara e no Senado. As novas regras passam a valer 180 dias após a publicação da lei, que foi realizada nesta quarta-feira (14), no Diário Oficial da União

Os trechos retirados por Bolsonaro serão reanalisados pelo Congresso Nacional, que pode restaurar as medidas ou derrubá-las em definitivo.

O projeto original foi criticado por entidades de segurança viária, que pediram, na época, diálogo e estudos técnicos para embasar as futuras regras.

O Congresso manteve ampliação do limite de pontos para a suspensão da CNH, mas acrescentou um escalonamento, conforme o nível de gravidade das infrações cometidas, e a exigência de não constar infrações gravíssimas na carteira do motorista.

Da mesma forma, as normas para o transporte de crianças, onde o governo propôs a troca da multa por advertência por escrito, em caso de não cumprimento, acabaram sendo endurecidas pelos parlamentares.

Veja as principais mudanças, como ficou na lei, como é atualmente e como era a proposta do governo:

Suspensão da CNH por pontos

Como ficou: haverá uma escala com três limites de pontuação, para que a CNH seja suspensa:

20 pontos, se o condutor tiver duas ou mais infrações gravíssimas em um período de 12 meses;

30 pontos, se tiver apenas uma infração gravíssima no mesmo período;

40 pontos, se não constar entre as suas infrações nenhuma infração gravíssima nesse intervalo.

No caso de motoristas profissionais, a medida foi flexibilizada: eles poderão atingir o limite de 40 pontos independente da natureza das infrações cometidas.

Como é atualmente: a suspensão ocorre quando o condutor atinge 20 pontos em 12 meses ou por transgressões específicas.

Como o governo queria: a suspensão ocorreria quando o condutor atingisse 40 pontos em 12 meses ou por transgressões específicas.

Renovação da CNH

Como ficou: estipula o prazo de dez anos para renovação dos exames de aptidão física e mental para a renovação da habilitação de condutores, de acordo com as seguintes situações:

10 anos para condutores com menos de 50 anos;

5 anos para condutores com idade igual ou superior a 50 anos e inferior a 70 anos;

3 anos para condutores com 70 anos ou mais.

O texto diz ainda que em caso de indícios de deficiência física ou mental ou de progressividade de doença que diminua a capacidade de condução, o perito examinador pode diminuir os prazos para a renovação da carteira.

Como é atualmente: o artigo 147 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) diz que o exame é renovável a cada 5 anos ou, no caso de idosos acima de 65 anos, a cada 3 anos.

Como o governo queria: que o exame de aptidão física e mental seria renovável a cada 10 anos. No caso dos idosos, acima de 65 anos, a renovação seria a cada 5 anos.

Cadeirinha para crianças

Como ficou: o dispositivo de cadeirinhas ou assento de elevação será obrigatório para crianças de até 10 anos que não atingiram 1,45 metro de altura, e elas devem ser transportadas no banco traseiro. Segue mantida a penalidade de infração gravíssima para quem descumprir a obrigatoriedade.

Como é atualmente: o CTB diz que as crianças com idade inferior a 10 anos devem ser transportadas nos bancos traseiros. Uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) de 2008 determina o uso de dispositivos de retenção no transporte de crianças de até 7 anos e meio. Entre 7 anos e meio e 10 anos, a criança deve usar o cinto de segurança.

O artigo 168 do CTB diz que o descumprimento dessas regras é infração é gravíssima, com multa e retenção do veículo até a regularização da situação.

Como o governo queria: até 7 anos e meio, crianças deveriam ser transportadas nos bancos traseiros e com cadeirinha adaptada ao tamanho e peso. Entre 7 anos e meio e 10 anos, seriam “transportadas nos bancos traseiros” e utilizariam cinto de segurança.

Ainda segundo a proposta do governo, a violação às regras seria punida apenas com advertência por escrito. Ou seja, a advertência poderia substituir a multa e a medida administrativa (retenção do veículo) aplicadas até então.

Lesão corporal e homicídio com embriaguez

Como ficou: uma das principais mudanças feitas no Congresso prevê que em casos de lesão corporal e homicídio causados por motorista embriagado, mesmo que sem intenção, a pena de reclusão não pode ser substituída por outra mais branda, que restringe direitos.

Como é atualmente: a legislação diz que a prisão pode ser substituída por penas restritivas de direitos se o crime for culposo (sem intenção). Dessa forma, se um motorista embriagado ou sob efeito de drogas pratica lesão corporal e até homicídio, a condenação pode ser convertida em uma pena alternativa.

Como o governo queria: não havia mudanças nessas punições no projeto original.

Exame toxicológico (categorias C, D e E)

Como ficou: exame toxicológico é mantido. Ele serve para verificar o consumo de substâncias psicoativas que, comprovadamente, comprometam a capacidade de direção.

Quem tem menos de 70 anos também terá que se submeter ao exame a cada 2 anos e meio, independentemente da validade da CNH. Objetivo é impedir que eventual mudança do prazo da carteira implique em alteração na periodicidade do exame.

Como é atualmente: condutores das categorias C, D e E, como caminhoneiros, motoristas de van e ônibus, com CNH com validade de 5 anos devem fazer o exame no prazo de 2 anos e meio. Para condutores idosos o prazo é 1 ano e meio. Se reprovado, tem suspenso o direito de dirigir pelo período de 3 meses.

Como o governo queria: eliminar a obrigatoriedade do exame.

Luz diurna nas estradas

Como ficou: seguiu o projeto do governo de manter obrigatório o uso de faróis acesos durante o dia em rodovias de pista simples. Porém, retira a obrigatoriedade do uso quando essas vias estiverem em perímetros urbanos.

Como é atualmente: uma norma de 2016 diz que o condutor é obrigado a manter o farol aceso de noite e dia “nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias”, sejam essas de pista simples ou não — em caso de descumprimento, a infração é média.

Como o governo queria: o texto dizia que os veículos sem luzes diurnas de rodagem (conhecidas pela sigla em inglês DRL), deveriam manter acesos os faróis mesmo durante o dia, em rodovias de pista simples, túneis e sob chuva, neblina ou cerração.

O projeto afirmava ainda que a infração para quem não acendesse a luz seria leve. No entanto, seria aplicada apenas “no caso de o proprietário ser pessoa jurídica e não haver identificação do condutor”.

Luzes diurnas de rodagem serão obrigatórias em veículos no Brasil

Moto no corredor

Como ficou: o governo vetou a proposta da Câmara para definir regras para a circulação de motocicletas, motonetas e ciclomotores quando o trânsito estiver parado ou lento.

De acordo com o texto dos deputados, os motociclistas deveriam transitar com velocidade compatível com a segurança dos pedestres e demais veículos nessas situações.

A proposta também criaria ainda uma “área de espera” para motociclistas junto aos semáforos.

Como é atualmente: o CTB não proíbe, e também não regulamenta, o uso de motocicletas entre as faixas de trânsito. Em 1997, o artigo 56 restringiria o uso das motos no corredor, porém, foi vetado pelo então presidente, Fernando Henrique Cardoso.

No entanto, existem relatos de motociclistas enquadrados no artigo 192 do CTB, que fala que o condutor de qualquer veículo não pode “deixar de guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu veículo e os demais”

Como o governo queria: no projeto original não havia alteração quanto à circulação de motos no corredor.

Multa mais branda para capacete sem viseira

Como ficou: a lei altera trecho do Código de Trânsito que trata da obrigatoriedade do uso do capacete, retirando a menção sobre a viseira – o que, atualmente, é considerado infração gravíssima. O não uso da viseira no capacete ou dos óculos de proteção ganhou um artigo separado na lei, tornando-se infração média.

Como é atualmente: o artigo do CTB sobre regras para motociclistas obriga o uso de capacetes sempre com viseira ou óculos de proteção — a multa atual é gravíssima e há suspensão do direito de dirigir.

E também existe uma resolução específica sobre o uso incorreto da viseira: ela diz que que o motociclista não pode conduzir o veículo com a viseira levantada nem com óculos de proteção fumê. Nesse caso, seria aplicado o artigo 169 do CTB, com aplicação de multa leve.

Como o governo queria: o projeto estabeleceria uma punição específica para quem usasse capacete sem viseira ou óculos de proteção. O ato se tornaria uma infração média, com multa e retenção do veículo até que a situação fosse regularizada. Andar com a viseira levantada também seria uma infração média.

Documento em carro com recall

Como ficou: a lei torna o recall uma condição para o licenciamento anual do veículo a partir do segundo ano após o chamamento.

Como é atualmente: não há impedimento para emissão do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) caso o veículo não tenha passado por algum recall.

Como o governo queria: a proposta era impedir que o CRLV fosse emitido na venda de um veículo se o proprietário anterior não tivesse realizado algum recall.

Outras mudanças

Multas administrativas

A lei dá a isenção de pontos na carteira de motorista em algumas situações de infrações de natureza administrativa, por exemplo:

conduzir veículo com a cor ou característica alterada;

conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório;

portar no veículo placas em desacordo com as especificações e modelos estabelecidos pelo Contran;

deixar de atualizar o cadastro de registro do veículo ou de habilitação do condutor.

No entanto, a aplicação das penalidades e medidas administrativas continuam.

Penalidade de advertência

O texto define que para infrações leves ou médias deve ser imposta a penalidade de advertência por escrito, em vez de multa, se o infrator não tiver cometido nenhuma outra infração nos últimos 12 meses.

Atualmente, a legislação já permite essa possibilidade se a autoridade de trânsito “entender esta providência como mais educativa” e desde que o motorista não tenha cometido a mesma infração nos últimos 12 meses.

Cadastro positivo

A mudança cria o Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), em que serão cadastrados os condutores que não tenham cometido infração de trânsito sujeita a pontuação nos últimos 12 meses.

O cadastro positivo vai possibilitar que estados e municípios concedam benefícios fiscais e tarifários aos condutores cadastrados.

Escolas de trânsito

O lei prevê a criação de “escolas públicas de trânsito” para crianças e adolescentes. O intuito é oferecer aulas teóricas e práticas sobre legislação, sinalização e comportamento no trânsito.

G1

Conselho Nacional de Trânsito proíbe radares escondidos nas vias

Foto: Divulgação/PRF

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) proibiu os radares ocultos no Brasil. Com a Resolução 798, publicada no Diário Oficial da União na quarta-feira (9), todas as vias monitoradas deverão ter placas indicando a velocidade máxima permitida, com medidores sempre visíveis. Os trechos monitorados e a localização dos radares também deverão ser divulgados na internet. A regra entra em vigor a partir do dia 1º de novembro deste ano.

As mudanças feitas pelo Contran atendem a um pedido do presidente Jair Bolsonaro. No ano passado, ele solicitou as novas regras ao Ministério da Infraestrutura e defendeu que radares em estradas fossem apenas “educativos”, e não punitivos. Ele também já havia determinado a suspensão de radares móveis em rodovias federais, mas a Justiça suspendeu de determinação.

Agora, pelas novas regras, também fica proibido o uso de equipamentos sem registrador de imagem. E haverá restrições à instalação de radares do tipo fixo redutor, conhecido popularmente como “lombada eletrônica”. Esses equipamentos deverão ser utilizados apenas em locais considerados críticos – inclui trechos de maior vulnerabilidade para os usuários da via, como pedestres, ciclistas e veículos não motorizados.

Outra determinação diz respeito aos locais onde houver redução gradual de velocidade. Nesses pontos, será obrigatório haver sinalização. A medida visa eliminar radares instalados em locais onde haja oscilação do limite de velocidade. A seguir, tire suas dúvidas sobre o assunto, com as respostas de Mauricio Januzzi, presidente da Comissão de Direito Viário da OAB-SP.

Quais são os tipos de radar?

Os radares são de dois tipos: fixos e portáteis. O fixo é aquele medidor de velocidade com registro de imagem instalado em um local definido e em caráter duradouro, podendo ser especificado como:

a) controlador: medidor destinado a fiscalizar o limite máximo de velocidade da via ou de seu ponto específico, sinalizado por meio de placa R-19; ou

b) redutor: medidor, conhecido como “lombada eletrônica”, obrigatoriamente dotado de display que exibe a velocidade do veículo, em trechos críticos e de vulnerabilidade dos usuários da via.

O portátil é aquele medidor de velocidade com registro de imagem, podendo ser instalado em viatura dos agentes de trânsito estacionada, em tripé, suporte fixo ou manual, que apresente limite de velocidade igual ou superior a 60 km/h em vias urbanas e em rodovias com limite mínimo de 80 km/h.

Todos os medidores de velocidade terão de ser equipados com câmera para registro da infração e deverão registrar a latitude e a longitude do local de operação.

Quais tipos de radares estão proibidos?

Estão proibidos os radares móveis, aqueles que ficam dentro da viatura do agente de trânsito, em movimento.

Para os fixos e portáteis permitidos, o radar precisa ficar visível ao olho do motorista. Não pode ser instalado em árvores, marquises, passarelas, postes de energia elétrica, ou qualquer outra obra que dificulte a visão.

Além disso, os do tipo portátil, operados manualmente ou apoiados em um suporte, somente deverão ser utilizados pelo agente fora da viatura, no exercício regular de suas funções, devidamente uniformizados, em ações de fiscalização.

Como deve ser a sinalização para o radar?

Os locais em que houver fiscalização de excesso de velocidade por meio de medidores do tipo fixo devem sempre ser precedidos de sinalização com placa R-19, aquelas que indicam a velocidade permitida no trecho.

As regras valem para vias dentro da cidade e estradas?

As regras valem para vias dentro de cidades e estradas, em todo o território nacional.

Quais serão as restrições para lombadas eletrônicas?

A lombada eletrônica precisa ser visível e tem de indicar, necessariamente, a quilometragem no momento em que o veículo passou pelo equipamento. É obrigatório haver também a indicação do limite de velocidade daquele local.

Esse tipo de radar também terá uso vedado para fiscalização aleatória. Serão permitidos em trechos considerados críticos: aqueles que concentram número de acidentes com mortes e lesões no trânsito ou apresentem maior vulnerabilidade para os usuários da via, como pedestres, ciclistas e veículos não motorizados.

Quando as novas regras passam a valer?

As regras entram em vigor no próximo dia 1º de novembro para novos equipamentos ou radares já em operação instalados em local diferente após essa data. Já os demais terão de ser adequados ou substituídos até 1º de novembro de 2021.

É possível recorrer em relação a multas já tomadas por radares ocultos?

O motorista não pode recorrer das multas que já foram dadas por radares ocultos porque estava sob a legislação anterior (Resolução 396). Lembrando que as novas regras só começarão a valer a partir do dia 1º de novembro, ou seja, as mudanças ainda não estão valendo.

Como o motorista poderá provar que foi multado por um equipamento oculto?

A prova tem de ser documental – fotografia, declaração, filme -, que apresente informações de que o radar está em local inapropriado. Na fase administrativa, os documentos devem ser as provas utilizadas para tentar retirar a multa. Caso o processo seja judicializado, também há a possibilidade de o motorista utilizar testemunhas para atestar a localização inapropriada do medidor de velocidade.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. olimpio disse:

    Quem não quiser ser multado, é só respeitar as sinalizações de trânsito e não cortar sinal vermelho.

  2. eu disse:

    se tiver placa informando o limite de velocidade poderia ser escondido, por video ou por denuncia. a obrigação é respeitar a sinalização.

  3. Luciana Morais Gama disse:

    Em Natal são os amarelinhos escondidos atrás das árvores.

    • Batista disse:

      São uns safados mesmo. Nunca vejo um safado desses orientando algum motorista, só multando. Deveriam ser canceladas essas multas aplicadas irregularmente. Se eu fizer alguma coisa errada, passe o tempo que passar sou obrigado a corrigir. Se dever ao banco, dez anos a conta tá lá. E porque não cobra de quem nós cobrou irregularmente com

VÍDEO: Homem avança carro, atropela vizinho em moto e começa briga em Nova Parnamirim; caso vai parar em delegacia

Foto: Reprodução

O portal G1-RN destaca nesta quinta-feira(03) que câmeras de vigilâncias flagraram o momento em que um homem acelerou o carro para atropelar seu vizinho que saia de casa em uma motocicleta, na manhã desta quinta-feira (3). Após acertar a vítima, que teve ferimentos leves, ele ainda saiu do veículo e começou uma briga, com troca de agressões. Na ocasião, outros vizinhos correram para tentar apartar os dois envolvidos. O caso aconteceu na rua Rua Serrânia, no bairro Nova Parnamirim, em Parnamirim, e foi parar na 2ª Delegacia de Polícia do município da Grande Natal. Confira vídeo e matéria na íntegra aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ARMA AMADA BRASIL disse:

    Tem que liberar logo a posse e o porte de arma de fogo para todo mundo. Um problema desse vai se resolver logo no local. Só vai um para a DP e o outro pro ITEP. Só vai ficar bom quando cada cidadão estiver com uma pistola na cintura. As mulheres principalmente precisam se armar urgentemente para resolver alguns problemas conjugais. O presidente deve lançar o programa Bolsa Pistola.

  2. Marcelo lins disse:

    Apenas um cidadão trabalhador !!!! Basta "orientar"!!!!
    A conversinha agora é essa!!!!!

  3. Fernando disse:

    Detalhe: cidadão de bem, como citado acima Por José, não tenta matar ninguém

  4. Théo disse:

    Vdd, José. Imagine só se a posse e o porte de armas fossem liberados como bem quer esse sujeitinho q.está na presidência?! Misericórdia!

    • Claudio disse:

      Esse sujeitinho é o melhor presidente que o Brasil ja teve, pena que tem muito ignorante por aí que gostava dos bandidos que faliram o país. Pra sua sorte nessa pandemia a gente não tem um petista na presidência. Você já pegou sua parcela desse mês do auxílio? Não esquece de reclamar que não vai ser pra sempre. #FechadoComBolsonaro

  5. Silva Santos disse:

    Armas não matam pessoas. Pessoas matam pessoas. E para isso, usam os mais variados métodos: esfaqueamento, estrangulamento, fogo, atropelamento, tiro, etc… Se o vizinho do carro quisesse realmente matar o da moto, teria passado por cima deste com o veículo, mais de uma vez, se fosse necessário.
    Mas aprendi que a única coisa que pode fazer frente a um homem do mal armado é um homem do bem armado.
    O reino de Deus não é deste mundo. Aqui encontraremos as ovelhas, os lobos e os cães pastores.
    A maioria das pessoas em nossa sociedade são ovelhas. Eles são amáveis e gentis, criaturas produtivas que só podem ferir um ao outro por acidente. Isso é verdade. (Lembre-se, a taxa de homicídios atual é de 40 por 100 mil no Brasil).
    Depois, há os lobos e os lobos alimentam-se das ovelhas sem perdão. Você acredita que há lobos lá fora que irão alimentar-se do rebanho sem misericórdia? É melhor acreditar. Há homens mal neste mundo e eles são capazes de más ações. O momento que você se esquece disso ou fingir que isso não é assim, você se torna uma ovelha. Não há segurança na negação.
    Depois, há os cães pastores. Ele vive para proteger o rebanho e confrontar o lobo. Ele intimida aqueles que intimidam os outros.
    Se você não tem capacidade para a violência, então você é um cidadão saudável e produtivo: uma ovelha. Se você tem uma capacidade para a violência e não tem empatia por seus concidadãos, então você é um sociopata agressivo – um lobo. Mas e se você tem capacidade para a violência e um profundo amor por seus concidadãos? Então você é um cão pastor, um guerreiro. Alguém que pode entrar no coração das trevas, dentro da fobia humana universal, e sair ileso.

  6. Pedro disse:

    Desde quando possuir arma é condição primária para se matar alguém, até com colocações imbecis e roubo, como nove dedos fez, morre muita gente. Nem é preciso possuir um trabuco, esse daí ia matando, propositadamente com um carro, agora vamos eliminar os carros.

  7. Pedro disse:

    O FATO é que, da mesma forma, sem arma de fogo, um dos dois poderia ter morrido. Eita Mané besta, sai daqui chulé.

  8. José, o arquiteto do universo! disse:

    Senhores e senhoras,imaginem essa cena de violência entre esses dois vizinhos,se houvesse a liberação total da posse e do porte de armas como deseja o atual presidente da República,a desavença entre esses dois cidadãos de bem armados,provavelmente teria acontecido uma tragédia ainda maior um assassinato,um homem poderia ter atirado no outro pelas costas,vis a vis.

    • RMS disse:

      senhor Jose, o porte de armas não e tão simples como o senhor pensa, e se fosse liberado continuaria sendo complicado para se adquiri uma arma, não sei se o senhor sabe, hoje no brasil praticamente ninguém que não seja das forças policiais ou militares consegue portar uma arma. apenas os criminosos que andam as margens da lei andam armados para todos os lados. a proposta de liberação do porte de armas, facilitaria a aquisição porem seria necessário atender alguns requisitos, teste psicológicos, antecedentes criminais, curso de tiro e outros.

    • Manoel disse:

      Um dos dois teria morrido. Fato.

Briga de trânsito termina com um morto em Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal

O portal G1-RN destaca nesta sexta-feira(03) que um homem morreu após uma briga de trânsito no Conjunto Cidade Satélite, Zona Sul de Natal, na noite dessa quinta-feira (2).

A luta corporal que terminou com a morte do eletricista Bruno Evangelista Nolasco Lemos, de 39 anos, foi filmada por um motorista e também flagrada pelo sistema de câmeras de segurança de uma residência da região.

A discussão foi registrada na Rua Raimundo Correia. Leia matéria completa aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Faço coro às viúvas cascudianas: melhor do Brasil é o brasileiro, esse ser pacífico e cordial.

Natal reduz taxa de óbitos no trânsito em 51% nos últimos 10 anos

Foto: Divulgação

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), apresentou, na manhã desta quinta-feira (02/07) os números dos acidentes de trânsito de 2019 à Comissão Intersetorial de Gestão de Dados do Projeto Vida no Trânsito. Segundo o órgão, foram registrados 5.560 acidentes – o que representa um aumento de 2,1% em relação a 2018, quando foram registrados 5.444 acidentes – e 53 óbitos, o que representa uma redução de 8,6% em relação a 2018, quando foram registrados 58 óbitos.

Os dados se referem a registros dentro do município do Natal, incluindo as vias sob responsabilidade da Prefeitura, do Governo do Estado e do Governo Federal, compilado pela STTU com dados do próprio órgão, do Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP), Sistema de Informação de Mortes do Ministério da Saúde e Unidade Móvel de Trânsito (UMT), a última ligada ao Poder Judiciário.

DÉCADA DE AÇÕES PARA SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Analisando os últimos 10 anos, a taxa de óbitos a cada 100 mil habitantes dentro do município do Natal caiu de 12,19 para 5,99 por 100/hab., uma redução de 51% e que indica que a cidade deve cumprir a meta da Década de Ações para Segurança no Trânsito (2011 a 2020), definida pelas Nações Unidas (ONU) e que estabelece uma meta de reduzir em 50% os óbitos no trânsito.

Durante esse período, as cinco vias que registraram o maior número de óbitos foram a Av. Dr. João Medeiros Filho (30 óbitos), BR-101 Norte (21 óbitos), BR-101 Sul (20 óbitos), BR-226 (15 óbitos) e Av. Moema Tinoco da Cunha Lima (13 óbitos). A primeira e a última são administrados pelo Governo do Estado, enquanto as demais são de responsabilidade do Governo Federal.

Dentre as vias municipais, a Av. Prudente de Morais aparece em 6º lugar (11 óbitos), a Ponte Newton Navarro em 9º lugar (10 óbitos) e a Av. Interventor Mário Câmara em 10º lugar (08 óbitos).

NATAL+VIDA

Para buscar reduzir o número de acidentes, a Prefeitura do Natal – por meio da STTU – criou o Programa Natal+Vida, que selecionou as dez vias sob responsabilidade municipal com maior número de óbitos para realizar uma análise detalhada e adotar ações nas áreas da engenharia, fiscalização e educação de trânsito.

Além das vias municipais já citadas, participam do programa as avs. Hermes da Fonseca, Coronel Estevam, Deodoro da Fonseca, Presidente Café Filho e Senhor do Bonfim.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    E a Bernardo Vieira, é mesmo o quê: estadual, municipal, federal, LGBTS+, samsung+…?

FOTOS: Acidente provoca grande congestionamento na Ponte Nova

Fotos: Cedidas

Um acidente sem detalhes foi registrado na manhã desta segunda-feira(22), na Ponte Newton Navarro, em Natal. Conforme imagens em destaque, até um post foi atingido, tombando no meio da via. Em decorrência, um congestionamento foi formado no sentido Zona Norte/Zona Sul foi formado. Policiais do Comando da Polícia Rodoviária Estadual(CPRE) se encontram no local.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Netto disse:

    Já perceberam que esses postes só de iluminação, quando derrubados, nunca são repostos?

    • Tarcísio Eimar disse:

      E já perceberam também que parece não sofrer manutenção

VÍDEO: Congestionamento é registrado na Lima e Silva, próximo ao Arena das Dunas, devido a fila da vacina contra a gripe

Via Certa Natal destaca na tarde desta terça-feira(24) um trânsito travado na Avenida Lima e Silva, próximo ao Arena das Dunas. Segundo o registro, o congestionamento acontece devido a fila da vacina contra a gripe.

Aprovado projeto que cria Semana Municipal de Educação no Trânsito

Para garantir mais segurança aos motoristas, ciclistas e pedestres, a Câmara Municipal de Natal aprovou na sessão ordinária desta quinta-feira (12) o Projeto de Lei n° 213/2019, encaminhado pelo vereador Bispo Francisco de Assis (PRB), que institui a Semana Municipal de Educação no Trânsito com o objetivo de incentivar mudanças de comportamentos e conscientização da população em geral.

O texto estabelece que serão realizadas, anualmente, ações entre os dias 18 e 25 de setembro, mesmo período da Semana Nacional de Trânsito. A iniciativa prevê uma programação com eventos que envolvam toda comunidade, inclusive no âmbito escolar, a fim de sensibilizar a juventude sobre o respeito nos espaços públicos.

“É de imensa importância o diálogo com a sociedade sobre problemas do trânsito e a responsabilidade de cada um, para que a convivência nas ruas e avenidas seja melhor e mais segura, diminuindo o número de acidentes e beneficiando diretamente o município, que gastará menos, com serviços de saúde. Para tanto, torna-se clara a necessidade de promover campanhas, que esclareçam condutas a serem seguidas, para que as pessoas se tornem multiplicadoras da educação e segurança”, defendeu Bispo Francisco.

Na sequência, o plenário derrubou um veto integral do Executivo ao Projeto de Lei n° 161/2017, de autoria da vereadora Eleika Bezerra (PSL), que estabelece determinações para denominação e renomeação das vias e logradouros públicos da capital potiguar.

“Considerando que o Instituto Histórico e Geográfico do RN é, atualmente, o grande guardião da memória potiguar, e visando resguardar o patrimônio histórico e cultural do nosso Estado e Município, se faz razoável a sua participação nos projetos de denominação e alteração dos nomes das vias da cidade, por meio da emissão de parecer prévio sobre a proposta apresentada”, concluiu a vereadora Eleika Bezerra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raphael disse:

    O bom é o respeito. Enquanto um vereador fala, os outros ou estão no Instagram ou em uma conversa paralela.

  2. Raimundo disse:

    Serve de nada

    • Sanches disse:

      Concordo com você.
      Mas, se eles não fizeram isso vão fazer o que?!
      Essa galera num sabe fazer outra senão essas inutilidades.

VÍDEOS: Chuva em Natal na manhã desta quinta, e olha que não foi muita, voltou a alagar vias e provocar caos no trânsito

 

Ver essa foto no Instagram

 

Alagamento na Felizardo Moura. Confira o vídeo.#transitonatal #chuvasnatal

Uma publicação compartilhada por Via Certa Natal (@viacertanatal) em

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. MAURICIO disse:

    quem ta torrando milhões do contribuinte é aquele ex presidente, gastando o nosso dinheiro e falando mal do BRASIL

  2. Paulo disse:

    BG.
    Enquanto isto acontece o prefeito festeiro continua torrando milhões com festas . Não é possível que se vote nesse tipo de gente que inverte as prioridades (Saúde,educação, segurança e infraestrutura. Fora forasteiro.