Vigilância Sanitária em Natal alerta contra golpe

Nas últimas semanas, criminosos têm se utilizado de um dos trabalhos da Vigilância Sanitária de Natal (Visa Natal), que é fiscalizar estabelecimentos comerciais para garantir que os mesmos não ofereçam riscos para a saúde da população, para tentar aplicar golpes nos comerciantes.

A abordagem é sempre a mesma. Ligam se identificando como profissionais da Visa Natal, muitas vezes como o próprio chefe da Vigilância da capital, José Antônio, porém utilizando outro nome, mas a mesma foto chefe da Visa, alegando que irá ser feita uma fiscalização e que o estabelecimento corre o risco de ser fechado, mas que para evitar que isso não ocorra, basta pagar uma determinada quantia em dinheiro. Apenas a ligação já é motivo para que a população desconfie, pois não é a prática utilizada pela Visa Natal.

A Vigilância Sanitária de Natal enfatiza que as fiscalizações são feitas sem avisar. Não ligam para ninguém informando que vão fazer uma fiscalização, pois querem analisar o local da forma como ele funciona normalmente.

Outro fator de desconfiança é a cobrança de qualquer valor, já que isso fica de responsabilidade apenas da Secretaria de Tributação. Não existe cobrança de nada por parte dos fiscais da Vigilância Sanitária. A fiscalização é feita e é deixado apenas o Termo de Inspeção Sanitária com as providências que o estabelecimento deve tomar para regularizar sua situação.

Quem desconfiar de alguma ligação ou visita de uma pessoa se identificando como da Vigilância, deve procurar a polícia, uma vez que todos os profissionais da Vigilância estão identificados com crachás e geralmente trabalham em dupla. Se desconfiar da postura, a população deve procurar a polícia para que essa pessoa seja presa em flagrante.