Aluno toca em parte íntima de professor e é agredido com soco no rosto em escola de Mossoró

Segundo matéria publicada na manhã desta terça-feira(19), no Jornal de Fato, o professor de Química, Márcio Fabrício, de 24 anos, agrediu um aluno com um soco, na noite dessa segunda-feira (18), na Escola Estadual Monsenhor Raimundo Gurgel, localizada no bairro Belo Horizonte, em Mossoró. O aluno é estudante do 1º ano e tem 17 anos. Segundo relato do vice-diretor da escola, Francinilson de Oliveira, a agressão aconteceu depois de uma brincadeira obscena do aluno com o professor, que perdeu o controle e o agrediu com um soco no rosto.

“A informação é que sempre havia brincadeiras exageradas entre professor e aluno. Daí, Rômulo apertou o peito do professor, que disse para não apertar porque tinha um piercing. O professor disse ainda que tinha outro nos testículos. O rapaz tocou os testículos do professor, que o agrediu com um soco”, declarou.

De acordo com o jornal, o vice-diretor da escola, Francinilson de Oliveira, relatou que se trata de um professor recém-contratado pela Diretoria Regional de Educação (Dired). Francinilson irá ter uma reunião com a coordenadora do Dired, Magali Delfino, na tarde desta terça-feira (19) para que Márcio Delfino seja desligado da escola.

“Ele não é concursado. A escola estava sem professor de Química, porque uma professora foi transferida para Pau dos Ferros. Daí, a Dired fez contrato com esse rapaz e nos mandou há uns 15 dias. Mas, depois desse acontecimento, não há mais condições dele continuar lecionando em nossa escola”, relatou Francinilson.

Ainda segundo o jornal, o vice-diretor não soube informar se o aluno procurou a Polícia para prestar queixa. O Jornal De Fato entrou em contato com a Delegacia de Plantão, que não tinha qualquer registro de denúncia do aluno.

Com informações do Jornal De Fato