FOTOS: Artista plástico e professor da UFRN será homenageado com a maior honraria do Corpo de Bombeiros de São Paulo

Fotos: cedidas

O artista plástico e professor do Departamento de Artes, do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da (CCHLA/UFRN), Marcos Alberto Andruchak, será agraciado com a “Medalha Comemorativa do Centenário do Corpo de Bombeiros de São Paulo”, maior honraria da instituição que é destinada a pessoas com relevantes serviços prestados ao Corpo de Bombeiros e a sociedade paulista.

“Esta honraria provavelmente nos está sendo concedida por conta do Projeto de Extensão Arte Brasil, do Departamento de Artes da UFRN, onde vimos trabalhando Arte e Design Urbano desde 2009 e através do qual já produzimos mais de 100 murais no Brasil e também no exterior. Em São Paulo fizemos em 2016 um grande mural no Centro de Memória dos Bombeiros. Posteriormente fizemos outros trabalhos, um no Comando central e outro na ESB – Escola Superior de Bombeiros, além dos murais monumentos na USP, no IFSP, no Comando da ROTA da Polícia Militar e na UNITAU -Universidade de Taubaté”, destacou o professor Andruchack.

A solenidade da entrega da Medalha Comemorativa estava marcada para esta quarta-feira, 11, porém devido aos recentes desastres naturais com as chuvas em São Paulo que vitimaram várias pessoas, incluindo dois bombeiros, uma nova data será marcada.

Mesmo assim, o professor estará na capital paulista para ministrar no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), em parceria com profissionais da arte e design do mercado brasileiro, palestra sobre “Como a arte se relaciona ao design, à indústria criativa e aos negócios?”, no Colóquio “Arte, Design e Mercado”, na quinta-feira, 12, no IFSP.

PERFIL

Marcos Andruchack, é natural do Paraná, artista plástico e professor da área de Arte e Arte Digital na UFRN. É doutor em Artes pela Universidade de São Paulo (USP) e trabalha com design gráfico animado, arte e novas tecnologias. É referência na pintura de painéis em grandes dimensões onde utiliza tintas acrílicas, relevos e o estilo geometricista. Suas obras estão espalhadas em várias partes do Brasil e no mundo.

Na UFRN é possível contemplar a arte do professor Andruchack em vários pontos como o painel da Biblioteca Central Zila Mamede, na fachada do CCHLA e no DEART.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Franco disse:

    Parabéns ao artista.
    Por falar em UFRN, tem gente se destacando em outras áreas também:
    https://olhardigital.com.br/ciencia-e-espaco/noticia/projeto-melhora-em-100-vezes-visao-de-cacador-de-exoplanetas/97122

Professor de jiu-jitsu é assassinado a tiros por dupla em motocicleta em Mossoró

Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

O portal G1-RN destaca que um segurança e instrutor de artes marciais foi assassinado a tiros em Mossoró, na noite dessa quarta-feira (19), no bairro Abolição IV. De acordo com a reportagem, Alcemir Guimarães de Souza, conhecido como Júnior Bispo, sofreu cerca de quatro disparos no peito e na cabeça.

Segundo o G1, a vítima também era professor de jiu-jitsu e foi justamente quando retornava de uma das aulas em uma academia da região, que ele foi abordado pelo atiradores. A PM conta que as primeiras informações dão conta que uma dupla chegou em uma moto e começou a conversar com a vítima. Em seguida, o homem que estava na garupa abriu fogo contra o segurança, que tinha 39 anos. Os dois criminosos conseguiram fugir. A Delegacia de Homicídios de Mossoró (DHM) irá assumir as investigações do caso.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Pinheiro disse:

    Pode colocar na conta da incompetência e negligencia da nossa (des)governadora!

    Salvem o RN!
    Fora Fátima!!

  2. guga disse:

    Tem que proibir motociclista dirigir com alguém na garupa. Motociclista tem que andar só.

  3. Joel Carlos disse:

    Dupla de motocicleta em Mossoró assassina 1,2,3….50… já são quantos mesmo?
    A quanto tempo isso virou rotina em Mossoró? A quanto tempo isso vem sendo noticiado?
    Algum motociclista já foi preso? Algum suspeito já foi preso? Como isso pode se repetir sem que ninguém seja preso?
    É uma inércia preocupante das autoridades, descaso com a segurança, descaso com o povo, completa omissão oficial de quem deveria cuidar da segurança e da vida em sociedade.
    Levem essas situação para globo que eles vão culpar Bolsonaro pelos assassinatos em Mossoró, pelo menos aparece um culpado já que nada é feito para prender e impedir a atuação dos motoqueiros.

Professor em Natal diz que teve conta do Facebook hackeada

Após repercussão nesta terça-feira(04) sobre supostas mensagens do advogado e professor da UFRN, Mario Trajano,  no Facebook, sobre uma comentário que falava em “revolução popular e o fuzilamento  de apoiadores do golpe de 2016 e eleição fraudulenta de 2018”, o mesmo disse que as mensagens não são de sua autoria.

Mario Trajano diz que foi hackeado no fim de semana, e que passou a ter dificuldades de acesso, só conseguindo controle adiante. Informou também que comunicará ao Facebook a invasão de seu perfil.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Justo disse:

    Quando o Presidente da República em rede nacional disse que ia fuzilar os petistas não aconteceu nada. Agora um simples Professor falar isso dos bolsonaristas em uma rede privada vira um escândalo.
    Que país é este? Onde estão as pessoas de bem? Cadê a justiça?
    Sob o pretexto econômico da elite de sempre, estamos marchando cada vez mais rápido para nos tornarmos um país cada vez mais pobre, como os países da África. Onde os ricos ficam cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres.
    Se o povo não tiver condições de compra, como as indústrias irão crescer? Para quem irão vender? Cria-se um círculo vicioso que impede o desenvolvimento do país e só favorece uma minoria que busca o lucro imediato, que não pensa no futuro. Desmatam as florestas para vender a madeira. Matam as vacas para vender a carne, e não se importam se no futuro vai faltar oxigênio e leite.
    Os países mais desenvolvidos de hoje são os em que, em algum momento das suas histórias, a população se deu conta que estavam sendo enganados e se revoltou. Não aceitou as injustiças da elite que existe em todo canto e que só quer levar vantagem em tudo. Não estaõ nem um pouco preocupados com o povo do país. A única coisa que importa para eles é o lucro imediato.

    • Safira disse:

      Disse tudo e muito bem. O dinheiro ganho pelos mega empresários é depositado em contas fora do país, na maioria na Suiça, e passa a ser investido na bolsa de valores onde os juros são bem mais rentáveis do que investir em produção pra gerar emprego e renda.
      A riqueza gerada pelos mais ricos não beneficiam necessariamente o país e nem os trabalhadores.
      Acordem.

    • CARLOS disse:

      Só podia ser Esquerdalha, quando foi que o presidente Bolsonaro disse que Metralharia petista , só se petista tem Complexo de Bandido, tipico dos Adoradores do Luladrão.

  2. Pablo Romério disse:

    Quando saiu a matéria mostrando o diálogo com o professor, fiquei imaginando em quanto tempo a "desculpa" seria lançada.
    Interessante ver essa retórica do pessoal da esquerda. Sempre que são flagrados em seus atos, sempre que a máscara cai, logo surge uma desculpa para encobrir seus feitos.
    Os corruptos processados e presos com milhões de provas apresentadas, vestem a máscara de "perseguido político" e a militância fica repetindo a mentira do "não tem prova".
    Os militantes passam dos limites, falam barbaridades, incitam desordem, verbalizam todo ódio, ficam dizendo que o que eles fazem são os outros e quando o flagrante é exposto, correm para se vitimar afirmando ser fake, obra de hackers e tantas outras desculpas preparadas e usadas.
    Não estou julgando ou culpando o professor, ele tem direito a ampla defesa, pois no mundo democrático quem deve decidir a culpabilidade é a justiça e não qualquer militância ou pessoa. Faço apenas um paralelo entre tantas ocorrências que já foram publicadas.
    É rotineiro ver isso os ataques serem transformados em retórica, até na tentativa de assassinato de Bolsonaro, devem ter apostado que Adélio seria linchado, mas como ele foi pego, trataram de torná-lo inimputável e não permitiram sequer investigar as contas bancárias, telefônica e a rede social dele. Para um desempregado, a tanto tempo, tinha uma vida pra lá de estável e fora dos padrões de um pedreiro ou pessoa sem formação que vivia de fazer bico.
    Mas isso são apenas conjecturas, fascistas, reacionários e desordeiros são aqueles que não dão suporte a corrupção e não votaram na direita, mesmo que nenhum desses adjetivos tenham ligação com as atitudes das pessoas ditas da direita.

  3. Ceará-Mundão disse:

    Isso é o que ele está dizendo. Recomendo acionar a Polícia Federal. Afinal, o assunto é MUITO sério. Ou vamos deixar passar impunemente mais uma bárbara demonstração de intolerância. MUITOS outros esquerdopatas, inclusive de "alta patente", já disseram absurdos semelhantes. Os exemplos desse tipo de absurdo são INCONTÁVEIS. Prá não falar dos casos concretos de agressões físicas e atentados. MUITOS, nem são divulgados pela mídia.

“Professor da UFRN propõe fuzilamento de bolsonaristas”, repercute jornalista

O Blog Gustavo Negreiros repercute um comentário que teria sido feito pelo advogado e professor da UFRN, Mario Trajano,  no Facebook, em que propõe uma revolução popular e o fuzilamento  de apoiadores “do golpe de 2016 e eleição fraudulenta de 2018”.

O comentário do professor teria sido feito em uma postagem no perfil de Welligton Duarte no domingo. Até o momento, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte não se posicionou. Post de Gustavo Negreiros aqui.

Fotos: Reprodução/Facebook

Ao longo da manhã desta terça-feira(04), o post de Gustavo Negreiros ganhou repercussão. Gustavo Rocha, por exemplo, pediu posicionamento do Ministério Público Federal:

Foto: Reprodução/Twitter

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mineiro disse:

    O PROBLEMA MAIOR FOI DO CEL USTRA QUE DEIXOU VIVOS ESTES BANDIDOS

  2. Angela disse:

    Se dizem democratas mas jamais aceitam o contraditório ou a derrota. Quando perdem, tentam melar o jogo , alegando que houve fraude.

  3. Fred disse:

    Esse pessoal de esquerda tá sem limites ,

  4. Ceará-Mundão disse:

    Não há NADA de bom na esquerda e os países que hoje adotam o dito "estado de bem estar social" (não é propriamente Socialismo) o fazem após terem atingido a riqueza, fruto do velho e bom capitalismo. Quem quis "pular" essa etapa, apenas universalizou a miséria. Temos vários exemplos disso.

    • Romualdo disse:

      Canadá socializou a pobreza? Conte-me mais.

    • Ceará-Mundão disse:

      E desde quando o Canadá é socialista? Vc é incapaz sequer de ler um texto simplório? Tenha paciência!

  5. Gaius Baltar disse:

    Ninguém se engane. Tanto os bolsonaristas quanto os petistas fuzilariam seus adversários, se pudessem. São a mesma coisa, só com sinal trocado. Apoiar incondicionalmente qualquer um dos lados é o maior sinal de burrice que se pode ter. Nada é absoluto, todos podem e devem ser criticados.

    • Everton disse:

      Você está correto, pena que a maioria aqui já escolheu seu Deus particular.

    • Dilma disse:

      Não é assim que o governo federal tá tratando seus adversários. o que Bolsonaro já sofreu de ataques do stf, câmara, senado, luladrão, dilmanta… Enfim de todo mundo, e até não retaliou ninguém, isso só demonstra o quanto o Bolsonaro foi atacado por fake news. Mas, pelo contrário, se comporta com total espírito democrático, sem reagir ou mesmo propondo censura como fez os petralhas.

    • Alexandre disse:

      Perfeito

    • Cidadão Atento disse:

      Vcs esão obviamente falando de fanáticos extremistas. Não vamos generalizar, porque em ambos os lados e fora desses lados, existem milhões de pessoas.
      Nunca é demais lembra que as abstenções, os votos nulos e anulados, deram a vitória ao atual Governante, O percentual foi muito alto de quem não optou por nenhum dos lados.

    • Ceará-Mundão disse:

      Não, dona Dilma (coincidência?), nem todos possuem bandidos de estimação. Os conservadores apoiam o Brasil e quem esteja lhe fazendo bem. Se errar, a gente troca na próxima eleição. Isso é o certo a fazer. Mas tem aqueles que não ligam sequer prá condenações judiciais e defendem fanaticamente quem quase destruiu nosso país e prega a divisão do nosso povo. A diferença é MUITO grande, minha cara.

    • Everton disse:

      Conversa é essa de Brasil, tu não enxerga um palmo na tua frente, Bolsonaro e seus filhos podem defecar na sua mesa que você faz uma ginástica mental. Qualquer pessoa que tenha lido umas das suas 30 postagens diárias já percebeu.

  6. Silva disse:

    A esquerda caiu de podre !!! Todos os governos socialistas são estabelecidos através da força e não se sustentam por muito tempo. O único êxito desse sistema político é igualar todos na fome e pobreza.

  7. Ceará-Mundão disse:

    Fico imaginando se essas pérolas de intolerância (nesse caso foi até mais que isso) estivessem sendo ditas por alguém de direita. O mundo já estaria se acabando. A UFRN não vai se manifestar? E a OAB, também não (esse sujeito é advogado)?

  8. Carlos disse:

    Vejo esse desabafo como alguém que está farto de tantos desentendimentos por parte de uma população analfabeta, ignorante e cega no quesito sigla partidária. De fato não conheço o professor, no entanto sou solidário com parte da sua raiva. O governo apregoa aos quatro cantos que funcionário público vai pagar isso, descontar aquilo e por aí vai, eles não dão detalhes que na verdade só quem vai pagar essa conta é o executivo. O judiciário, legislativo e os milica permanecerão com o mesmo tratamento, ou seja, altos salários, se aposentando com todos os bebefícios inclusive para filhas solteiras, auxílio creche de 2.000,00 auxilio alimentação no valor de 1.100,00 diárias de 350,00 etc. São apenas alguns exemplos do descaramento pelo qual eles ganhão e tentam passar uma imagem para população analfabeta onde todo funcionalismo público vai dá sua cota e melhorar o país. Coloquem na cabeça de uma vez por toda que não vai mudar nada, eles cada vez mais, permanecerão usufruindo e nutrindo dessa ignorância do povão.

    • Ceará-Mundão disse:

      Esse é apenas mais um dentre os incontáveis exemplos de intolerância dos esquerdopatas. E essa prática vem desde os chefões dessa ideologia nefasta, que prega abertamente a divisão da nossa sociedade. Essa corja ainda não aceitou sequer o resultado das últimas eleições. Não suportam quem não aceita sua doutrinação nojenta, quem ousa querer punição para seus bandidos de estimação. O Brasil só sairá do atraso quando o nosso povo se conscientizar de que essa esquerda não presta prá nada. Simples assim. E o RN, como vai?

  9. Manoel disse:

    Vixe! Esse "professor" Mario Trajano deve estar se referindo ao aumento da alíquota da Previdência resultado da Reforma da Previdência federal… Mas será que ele também está defendendo essa mesma postura contra os que votaram em Fátima? A governadora quer fazer reforma da previdência aqui no Estado… E aí ???

  10. Fabio disse:

    A situação de alguns esquerdopatas vem piorando a cada dia. Eles nem conseguem mais esconder todo ódio e descontrole que nutrem por ter perdido o poder e as mamatas que os recursos públicos lhes proporcionavam. Tem para todo gosto e lugar, na classe artística, nas universidades, no jornalismo, na educação, e a todo momento surge uma demonstração de rancor profundo, incitação pública a desordem e ameaça a vida humana.
    Atestam que não suportam a democracia, não aceitam a divergência de opinião, não sabem conviver com a diversidade, condenam qualquer pensamento que seja diferente de suas vontades ideológicas. nada diferente será aceito, nada que vá de encontro as aspirações políticas pode ser aprovado. O mundo só presta se tiver de acordo com sua doutrina insana de dominação e poder, a exemplo das potências econômicas de Cuba e Venezuela (idolatram, mas não querem nem pensar em ir vive lá, sequer passar férias). Alguma dúvida?
    Que tal ver as declarações de José de Abreu, as declarações de José Dirceu, as declarações contra Danares, as mentiras jogadas contra o governo pelos jornalista sem compromisso e respeito com a verdade e todas as inversões de valores impostas a sociedade.
    Qual foi o único partido que não aceitou a lei da fake news?
    Qual partido não aceitou a CF 1988?
    Quais os partidos são contra as ações que combatem a corrupção? Salvo as ações que eles determinam e as pessoas que eles condenam publicamente sem direito a defesa. Viva a democracia…

  11. Ivan disse:

    Rapaz tolerante!!!! Esse é do time de José de Abreu, adoram chamam os outros de facistas… kkkkkkk

    • Mauro disse:

      Tolerante era Ulstra e o Ditador do Chile constantemente elogiado por Bozonaro.

  12. Dilson disse:

    Então o Gustavinho entrou de vez pra galera do mimimi, que ele tanto critica?

  13. gusthenrique disse:

    esses esquerdistas pregam o ódio. vivem da escória, da contenda, da miséria, da raiva entre as pessoas. Não aceitam a democracia nem o republicanismo. Esquerdismo é doença.

    • Ceará-Mundão disse:

      Democracia pra eles é passar 16 anos no poder, e assim, sucessivamente, sem direito a renovação. Impressionante o conceito que eles têm.

    • Aécio disse:

      Acho que o fanatismo é que é doença, venha ele de onde vier. Toda generalização é burra, fechada em si mesma. Tem gente boa de esquerda, do mesmo jeito que países mais progressistas tem elementos da esquerda em suas políticas, como Canadá, Suécia e Dinamarca, por exemplo (cobertura social extensa e carga tributária elevada).

Homem se apresenta à polícia, confessa assassinato de professor no litoral sul do RN e é liberado

O portal G1-RN destaca nesta sexta-feira(24) que um dos suspeitos de ter matado o professor Eliezel Urbano, de 42 anos, se apresentou à Polícia Civil nesta quinta-feira (23) e confessou ter esfaqueado a vítima durante uma briga, em uma casa da praia de Barreta, em Nísia Floresta, na região metropolitana de Natal, na madrugada da última quarta-feira (22). Como não foi preso em flagrante, o homem acabou sendo liberado. e agora só pode ser detido por força de mandado judicial. Matéria completa aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruno disse:

    Que absurdo!!!!!!!!!
    O criminoso se apresentar na delegacia, confessar o crime de homicídio e depois ser liberado.
    Ou seja pode continuar matando, o crime compensa.

  2. Az disse:

    Depois a culpa da violência brasileira é só exclusivamente da polícia, tem muita coisa que tem que mudar nesse país, começando pelas leis mas quem tem o poder da caneta não está muito preocupado pois a violência não bateu na sua porta, ainda.

  3. é foda disse:

    Tudo certo, pode sair matando a torto e a direito, pois é só escapar do flagrante e stá tudo certo.

Professor é assassinado a facadas dentro de casa no litoral sul potiguar, destaca reportagem

Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

O portal G1-RN destaca nesta quarta-feira(22) o assassinado a facadas de um professor durante a madrugada na praia de Barreta, em Nísia Floresta, Litoral Sul potiguar. De acordo com a Polícia Civil, a vítima sofreu pelo menos oito cutiladas. Segundo a Polícia Civil, ele estaria em uma casa com outro amigo professor e a dupla teria chamado outros três rapazes para uma bebedeira, que acabou em confusão e desfecho tráfico. Confira todos os detalhes aqui.

O professor de Harvard que acredita que podemos estar diante de uma prova de vida alienígena

É em meio ao silêncio que o físico Abraham Loeb, chefe do Departamento de Astronomia da Universidade Harvard, encontra inspiração para resolver de forma criativa problemas científicos complexos. Questões sobre a origem e o destino da humanidade sempre estiveram presentes em sua vida. Até a adolescência, Avi, como é conhecido, viveu na fazenda de seus pais, em Israel. Aos fins de tarde, ele buscava ovos no galinheiro. E, nos finais de semana, trabalhava dirigindo um trator.

Alimentava sua solidão lendo filósofos e escritores existencialistas, como o francês Jean-Paul Sartre e o argelino Albert Camus. Se não fosse o serviço militar obrigatório, Loeb poderia ter estudado filosofia. “Trabalhava na fazenda sozinho, sem pessoas à minha volta, cercado pela natureza e pensando sobre as questões fundamentais”, explica Loeb à Galileu. “Atualmente, eu consigo inspiração na maioria das vezes quando estou sozinho, sem pessoas por perto. Eu gosto de ser independente.”

Sua mais recente paz criativa, no entanto, tem causado uma das maiores polêmicas no mundo científico. Loeb é um dos primeiros cientistas considerados sérios, de uma prestigiada universidade norte-americana, a defender que o Oumuamua, o primeiro objeto a cruzar nosso espaço vindo de fora do Sistema Solar, possivelmente tenha sido construído por uma civilização alienígena, quem sabe na própria Via Láctea.

“Eu não considero a discussão sobre vida fora da Terra de forma especulativa. Cerca de um quarto de todas as estrelas possuem um planeta do mesmo tamanho e temperatura como a Terra, onde água líquida deve existir e a química da vida como a conhecemos possa ter se desenvolvido”, afirma. “Se você jogar os dados dezenas de bilhões de vezes só na Via Láctea, há uma pequena chance de estarmos sozinhos. Qualquer um que defenda que somos únicos e especiais está demonstrando arrogância.”

Em outubro de 2017, pesquisadores da Universidade do Havaí detectaram por meio do telescópio Pan-Starrs esse objeto. Devido à sua trajetória fora dos padrões dentro do Sistema Solar, batizaram-no de Oumuamua, que em havaiano significa “mensageiro de muito longe que chega primeiro”. Cientistas do mundo se debruçaram sobre esse estranho visitante. De onde teria vindo tal objeto?

Com cerca de 400 metros de comprimento, ele mostrava desvios de órbita em relação ao Sol e uma aceleração e brilho incomuns a cometas e asteroides. Até que em 2018, Loeb e seu aluno de pós-doutorado Shmuel Bialy publicaram um artigo científico na revista Astrophysical Journal Letters que deixou todo mundo de cabelo em pé.

Com as informações obtidas nas três noites de observação em 2017, foi possível sugerir que o formato do Oumuamua se assemelhava a um charuto alongado e muito fino, de cor avermelhada, com brilho dez vezes mais intenso que um asteroide ou cometa. Para Loeb, o objeto poderia ser natural, produzido de uma forma desconhecida no universo, ou realmente um objeto artificial.

Pela sua velocidade, de 26 km/s, e aceleração próximo ao Sol sem a detecção de emissões de gás, como ocorre no derretimento de gelo em cometas, Loeb sugere que poderia ser uma vela solar flutuando no espaço, um lixo espacial de algum equipamento tecnológico. “Outra alternativa, em um cenário mais exótico, o Oumuamua pode ser uma sonda totalmente operacional enviada intencionalmente para as vizinhanças da Terra por uma civilização alienígena”, escrevem os pesquisadores.

Desde então, Loeb virou pop star da ciência, um garoto propaganda da possibilidade de se encontrar vida além da Terra, procurado pela imprensa e por cineastas interessados em levar a sua história para as telas.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Já não bastasse o dogma de reencarnação do espiritismo, ainda aparece esse louco de pedra.

  2. Lima disse:

    Melhor ele continuar procurando ovos em galinheiro, porque alienígena ele não vai encontrar nunca.

    Como é que a pessoa passa a vida inteira estudando para nada?

    Só Freud para explicar a cabeças desses babacas mesmo

  3. Abadon disse:

    Tal qual a propagando do shampoo denorex, aquele que 'parece mas não é', uma prova de vida que parece ser alienígena diante das asneiras que profere, seria a ameba fascista, sua prole imbecil e seus seguidores alien nados.

DCE/UFRN emite nota de repúdio contra decisão judicial que indenizou em R$ 40 mil professor alvo de polêmica com aluna

Foto: Reprodução

O Diretório Central dos Estudantes da UFRN e outros centros acadêmicos enviaram nota de repúdio contra a decisão judicial que determinou que a UFRN pague R$ 36 mil e o chefe de Departamento de Ciências Sociais, César Sanson, pague R$ 4 mil a título de danos morais ao professor Alípio Sousa Filho, em episódio que ganhou a mídia após ele ter sido contra uma aluna estar coma  filha de 5 anos em sala de aula.

Após a decisão, publicada em primeira mão pelo Justiça Potiguar na última terça-feira, 3,  o Diretório Estudantil manifestou repúdio ao desfecho do episódio.

Confira aqui a nota na íntegra no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Turci disse:

    A justiça foi feita. Alípio, que não vejo há muito tempo, sempre foi uma pessoa correta, um bom profissional.

  2. Fernando disse:

    Quando se defende ladrão, também perde toda a razão. Já dizia minha tataravó

  3. Zovão disse:

    DCE é meu ovo, certíssima decisao.

  4. Bruno disse:

    Concordo plenamente com a decisão judicial, imagine se quem não tivesse com quem deixar seu filho, levasse pra sala de aula, como é que seria essa sala de aula.
    Decisão judicial, se cumpre.

  5. aof disse:

    Decisão da Justiça se cumpre. Se couber recurso, recorre-se. Os deusesinhos ficaram melindrados. Ninguém escapa da Justiça. Nem mesmo os seus servidores.

  6. Justo Veríssimo disse:

    Lamentável fato. Fui aluno ali e vi muitas vezes professores transgredirem os limites de suas atividades e desrespeitarem os alunos. Atraso, bate-boca, aulas não aplicadas, passar trabalho ao invés de dar uma verdadeira aula, faltas injustificadas. O aluno ali é tratado sem respeito. Com certeza a aluna levou a filha pois não teria opção de onde deixar a menor. É crime não cuidar de menor incapaz.

  7. Jackson disse:

    O que se esperar desse tipo de gente que não respeita nem as decisões do Judiciário!

  8. paulo disse:

    BG
    Decisão da justiça se cumpre, esses que assinaram a nota de repudio deveriam serem penalizados também, pois estão infringindo a Lei com suas insensatezes e fazendo enfrentamento a justiça.

    • Rômulo© disse:

      Agora deu! Decisão judicial se cumpre, sim. Mas isso não quer dizer que não pode ser criticada, como vocês Minions criticaram a decisão do STF sobre a prisão após o trânsito em julgado da ação penal.

    • Rômulo© disse:

      Decisão judicial só se cumpre quando vai de acordo como nosso espectro ideológico, quando é contrária é questionado. (Brasil, 2020)

VÍDEO: Professor alvo de polêmica com aluna que levou filha para aula será indenizado em R$ 40 mil pela UFRN e chefe de Departamento

Foto: Reprodução

O caso do professor do Departamento de Ciências Sociais da UFRN, Alípio de Sousa Filho, que gerou repercussão nas redes sociais e na imprensa por supostamente expulsar uma aluna que assistia a aula com a filha de 5 anos e foi alvo de vários protestos, afastado das disciplinas e teve a sua imagem acadêmica comprometida, parou na Justiça que deu ganho de causa ao professor por danos morais e será indenizado em R$ 40 mil, dos quais R$ 36 mil a serem pagos pela Universidade e R$ 4 mil ao chefe do Departamento de Ciências Sociais da UFRN, César Sanson.

Na peça que o Justiça Potiguar teve acesso em primeira mão nesta terça-feira, 3,  com base em todas as provas e depoimentos a Justiça entendeu que não houve expulsão da aluna e a UFRN não teria agido para preservar o professor do assédio moral. “ Com essas considerações, julgo parcialmente procedente o pedido formulado na inicial, nos termos da fundamentação exposta, condenando os réus UFRN e César Sanson ao pagamento de indenização por danos morais ao autor, no valor de R$ 40.000,00 (quarenta mil Reais), na proporção de 90% (noventa por cento) pela UFRN e 10% (dez por cento) pelo réu César Sanson”, diz a decisão.

Matéria completa no Justiça Potiguar aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tete disse:

    Foi pouco, a honra do Professor foi atingida, imagine se todas as mães levassem seus filhos para a Ufrn. Parabéns a Justiça.

  2. Arnaldo Franco disse:

    Acho que onde diz dinheiro da UFRN, entenda-se dinheiro do contribuinte. O professor deveria ser indenizado integralmente pelos Diretores da Universidade, a começar pelo reitor.

  3. Julio disse:

    só deveria comentar algo quem estava lá na hora… críticas margeadas de julgamentos dúbios não deve incentivar razões alheias.
    Mas será que o professor também não foi grosseiro ao não entender que a mãe não tinha com quem deixar a filha e não poderia perder a aula?
    Um verdadeiro professor deve saber pesar suas decisões de acordo com o contexto.

  4. José aldomar disse:

    Lugar de criança eh na escola mas na hora certa e horário adequado

  5. Delano disse:

    Foi pouco a indenização, o coordenador deveria ser penalizado com a perda do cargo. Canalhice petralha fizeram com esse verdadeiro mestre.

VÍDEO: Professor na Grande Natal desenvolve projeto reaproveitando o Lixo Eletrônico e transformando em artes

Reportagem na TV Ponta Negra aqui. Assista a partir de 43 minutos e 26 segundos.

O Professor Lindemberg Caridade desenvolveu um projeto intitulado, RESET: Reaproveitando o Lixo Eletrônico e transformando em artes. Isso, aconteceu numa escola pública Estadual na cidade de Extremoz/RN.

O Lixo Eletrônico ou Lixo Tecnológico nada mais é do que todo resíduo material presente em aparelhos eletrônicos que são qualificados como sem utilidade e que são descartados, podendo gerar danos ao meio ambiente, assim como a saúde dos seres vivos, devido a presença de alguns metais pesados como: chumbo, mercúrio, cádmio. Estes são uns dos principais danos ambientais causados pelo lixo eletrônico ao meio ambiente, pois tratam-se de substâncias altamente poluentes e que afetam tanto a qualidade do solo quanto da água, dos rios e dos lençóis freáticos.

Danos à saúde pública

Embora não seja uma consequência ambiental propriamente dita, este problema está diretamente relacionado ao descarte incorreto do lixo eletrônico, porque a poluição causada pelo descarte errado desse tipo de lixo pode causar danos à saúde da população que vive no entorno dos aterros sanitários ou que vivem da seleção dos resíduos destinados aos mesmos.

Então, com o objetivo de despertar a importância do descarte correto desse tipo de lixo e ainda no intuito de reaproveitar e transformar o lixo em artes, o professor Lindemberg Caridade conterrâneo da cidade mais precisamente do distrito de Estivas junto com alunos do Centro Estadual de Educação Profissional Prof. Hélio Xavier de Vasconcelos – CEEP de Extremoz, tocaram esse projeto semanalmente e foram expostos no dia 20/11/2019 todas as criatividades desenvolvidas com o uso do lixo eletrônico e que teve a cobertura da TV PONTA NEGRA e noticiado no Programa Notícias da Manhã RN do dia 21/11/2019.

A importância do descarte correto

“No intuito de evitar os danos causados pelo lixo eletrônico, na minha opinião não há outro caminho que não seja investir no descarte correto e em projetos e/ou programas de reciclagem que induzam todas as pessoas e instituições/órgãos envolvidos na vida útil dos equipamentos”, diz o Professor Lindemberg Caridade.

O professor ainda reforça que é preciso ajudar a evitar os danos causados pelo lixo eletrônico ao meio ambiente, pois se trata de um método difícil, em específico porque muitas empresas fornecedoras desses tipos de equipamentos eletrônicos ainda não têm programas de logística reversa verdadeiramente ativas.

“Dessa forma, quero agradecer aos colegas profissionais que fazem parte do CEEP de Extremoz, aos queridos alunos e as pessoas de um modo geral que direta e indiretamente contribuíram, para com o projeto RESET, pois jamais conseguiria sozinho. Sempre penso: é melhor uma esperança tardia do que um desengano sempre!”, encerrou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mecia Rodolfo de Albuquerque disse:

    Parabenizo o Professor Indemberg Caridade, pela iniciativa.

VÍDEO: Professor na região do Vale do Paraíba pula corda com aluno cadeirante no colo e viraliza

Foto: Reprodução/Redes Sociais

João Hoffmann, um professor de educação física de Taubaté, na região do Vale do Paraíba-SP, viralizou nas redes sociais depois de compartilhar um vídeo junto com um de seus alunos, que é cadeirante e queria pular corda.

Ao ouvir o pedido, João, que é treinador, personal trainner, especialista em ciclismo e Mountain Bike, além de ex-atleta profissional, prontamente pegou o menino no colo e começou a brincar.

O flagra foi feito por outro professor da escola e divulgado no perfil do Facebook de João. O treinador, que usa a página para divulgar seu dia a dia na escola, teve mais de 900 mil visualizações e 18 mil compartilhamentos no vídeo do momento.

Essa não foi a primeira vez que João ajudou seu aluno a interagir com os outros colegas na hora da brincadeira. Em outro vídeo publicado é possível ver o professor brincando de pega pega com o menino nas costas.

ASSISTA AQUI no fim de matéria na íntegra no R7

Professor do IFRN desenvolve método alternativo para detectar toxoplasmose

Foto: Patrícia Mesquita

O professor do IFRN – Campus São Paulo do Potengi, Carlos Henrique Bezerra de Oliveira, desenvolveu um método alternativo para detecção da toxoplasmose. A pesquisa “Comparação e métodos de identificação de imunoglobulinas para diagnóstico da toxoplasmose” foi realizada como tese de doutoramento do professor, na Universidade do Minho – instituição que mantém um acordo de cooperação com o IFRN desde 2012 -, localizada em Portugal.

O objetivo da pesquisa foi desenvolver um método inovador utilizando o aparelho espectrofotômetro para detectar a presença de anticorpos anti-toxoplasmose por meio de exame que, segundo o professor, apresenta resultados promissores e pode substituir os métodos atuais. Atualmente os exames utilizam 30 ml de sangue, diferentemente do método resultante da pesquisa, que promete baixo-custo (ao operar com o espectrofotômetro), e fazendo uso de apenas 5 ml de sangue com a mesma eficiência dos procedimentos já empregados no mercado.

A toxoplasmose é uma infecção causada por um protozoário chamado “Toxoplasma Gondii”, encontrado nas fezes de gatos e outros felinos, que pode se hospedar em humanos e outros animais. Sendo ocasionada pela ingestão de água ou alimentos contaminados, a doença é uma das zoonoses (doenças transmitidas por animais) mais comuns em todo o mundo. De acordo com dados do Ministério da Saúde, uma em cada três pessoas no Brasil tem toxoplasmose.

A doença se manifesta sem sintomas e afeta, majoritariamente, os recém-nascidos e portadores de doenças imunológicas. No caso de mulheres, a infecção durante a gestação, pode levar ao abortamento ou ainda, ao nascimento de crianças com icterícia, macrocefalia, microcefalia e crises convulsivas. “O novo método de identificação da toxoplasmose, desenvolvido a partir da espectrometria, é realizado principalmente por grávidas para evitar a toxoplasmose congênita. Ele é muito importante principalmente na fase gestacional, pois a doença pode causar danos irreversíveis ao feto”, elucida Carlos.

A partir dos resultados encontrados em sua tese de doutoramento, o professor espera que o método possa ser adotado por instituições de saúde pública. “A utilização de um aparelho mais barato e de fácil transporte facilita o rastreio da doença para que o poder público possa criar política públicas de prevenção”, explica o pesquisador. O rastreamento e levantamento da doença é  relevante para a saúde pública, pois mapeia casos e permite que sejam tomadas providências para evitar surtos e epidemias.

Com informações do IFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Amon Carlos de Oliveira disse:

    Parabens pelo objetivo alcançado, Carlos Henrique é um jovem de muito talento, eu o conheço, e sei que seu objetivo está apenas no começo, haverá outras conquistas ao longo de sua brilhante carreira, parabéns você é um vencedor.

  2. José disse:

    O atual governo federal poderia investir mais nos IF's nos interiores, que com certeza dá resultado!

  3. Dunga disse:

    Parabéns!!!!!

  4. Josi Flores disse:

    Pessoas de valor que trabalham em busca do bem maior da sociedade. A toxoplasmose é triste e afetou um dos olhos da minha Filha. Tem danos irrevesíveis. Parabéns aos pesquisadores.

  5. Andrerson Barbalho disse:

    Excelente profissional. Fazendo diferença para a educação do nosso RN

Secretaria de Educação em Natal divulga edital para vagas temporárias de professor

Foto: Divulgação/Prefeitura do Natal

Foi publicada na edição do Diário Oficial do Município (DOM) desta segunda-feira (06) a abertura do Processo Simplificado de Seleção para Contratação Temporária, a fim de integrar cadastro de reserva para Educador infantil, Professor de Artes Dança, Artes Música, Artes Teatro, Artes Visuais, Ensino Religioso, Ciências, História, Inglês, Libras e Professor de Anos Iniciais.

O Edital nº 02/2019, da Comissão Permanente de Concurso Público (COMPEC) da Secretaria Municipal de Educação, foi devidamente autorizado pelo prefeito Álvaro Dias.

Por se tratar de seleção para cadastro de reserva, não há número de vagas pré-determinado, sendo preenchido à medida em que forem surgindo as demandas. Vale lembrar, também, que fica reservado o total de 5% (cinco por cento) das vagas para pessoas com deficiência e de 20% (vinte por cento) para candidatos negros.

A inscrição deverá ser realizada, exclusivamente, a partir das 8h do dia 06 de maio de 2019 até às 23h59 do dia 12 de maio de 2019, via internet, no Portal da Prefeitura Municipal do Natal, através do endereço eletrônico https://www.natal.rn.gov.br/sme/paginas/ctd-888.html. A taxa de inscrição é de R$ 60,00 (sessenta reais) para todos os cargos. Para isenção da taxa de inscrição, o candidato deverá se enquadrar nos requisitos listados no edital, conforme endereço https://www.natal.rn.gov.br/siigpmn/sme/processoseletivo/EDITAL_02_2019.pdf.

Ao realizar a inscrição e efetuar o pagamento do boleto, o candidato deverá comparecer no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure), na Av. Coronel Estevam, 3705 – Nossa Sra. de Nazaré, no período de 07 a 13 de maio de 2019, das 8h às 13h, para entrega dos documentos exigidos conforme edital.

Os candidatos ao cargo de Professor de Libras serão submetidos à análise curricular e avaliação em Língua de Sinais, de caráter eliminatório e classificatório, enquanto os demais candidatos passarão apenas pela análise curricular, também de caráter eliminatório e classificatório.

O Processo Simplificado de Seleção terá validade de 2 (dois) anos, a contar da data de publicação da homologação, podendo ser prorrogado por igual período. O candidato aprovado para o cargo de Educador Infantil ficará sujeito à carga horária parcial de 30 (trinta) horas semanais, com a remuneração de R$ 2.676,57. Já os professores das demais disciplinas deverão cumprir carga horária de 20 (vinte) horas semanais, com remuneração mensal de R$ 2.421,79. O resultado final do concurso será divulgado no dia 11 de junho de 2019, no DOM.

 

Concurso público oferece vagas para professor do Instituto Metrópole Digital da UFRN; remuneração inicial de R$ 10.043,67, e inscrições até esta quinta

O Instituto Metrópole Digital (IMD), unidade acadêmica especializada da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está com três vagas a serem preenchidas para professor do magistério superior, em regime de trabalho de dedicação exclusiva, com remuneração inicial de R$ 10.043,67.

As vagas são destinadas às áreas de Internet das Coisas, Ciências de Dados Educacionais e Segurança da Informação. O edital nº 023/2018-Progesp, que estabelece as regras do concurso público, inclui vagas para várias áreas da UFRN e foi publicado no último dia 7 de dezembro. As inscrições seguem abertas até esta quinta-feira(24).

Tanto o edital quanto as relações dos programas do concurso, os temas das provas didáticas e as expectativas de atuação profissional estão disponíveis no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), neste link. Para verificar esses documentos, deve-se acessar a opção Concursos no menu principal do site.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente via internet, e a taxa é de R$ 220. O concurso, além de exigir regime de trabalho de dedicação exclusiva, requer titulação de doutor e tem remuneração inicial (incluindo auxílio-alimentação e retribuição por titulação) de R$ 10.043,67.

Dentre as datas do calendário do concurso, está a divulgação da relação preliminar de inscritos no dia 4 de fevereiro e a divulgação da relação definitiva, em 11 de fevereiro. O prazo para os candidatos anexarem eletronicamente o currículo, o memorial descritivo e o projeto de atuação profissional, além de documento de identificação com foto, é de 25 de fevereiro a 8 de março.

Já a divulgação das comissões julgadoras e seus respectivos calendários deve ocorrer a partir de 25 de março, e o período de aplicação de provas vai acontecer entre 19 e 25 de maio.

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Medeiros disse:

    Denuncia grave , MP deveria abrir investigação.
    Vá no MP, Augusto

  2. Everton disse:

    Então denunciem ao MPF, ouvidoria, Ministério da educação…

  3. Augusto disse:

    Nesses concursos para professor da UFRN só passam, na sua maioria, os apaniguados. Já vi candidatos pós-doutores, inclusive já sendo professores em outras universidades brasileiras e estrangeiras, serem reprovados.

TRT-RN nega indenização a professor por salas superlotadas

O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) não reconheceu o direito de um ex-professor da Sociedade Potiguar de Educação e Cultura S.A (UnP) a indenização por danos morais, por lecionar em salas de aulas superlotadas.

A decisão unânime da Primeira Turma TRT-RN confirmou julgamento anterior da 2ª Vara do Trabalho de Mossoró (RN).

O professor prestou serviço à UNP entre agosto de 2015 e julho de 2017 e alegou ter sofrido desgastes físico e psicológico por lecionar em salas com mais de 50 alunos, chegando a 80, sendo 90 em uma só turma (Introdução ao Estudo do Direito).

Para ele, as salas superlotadas e a falta de equipamentos adequados, como microfone, seria prática comum na universidade, “baseado em uma política de lucro máximo”.

O professor juntou ao processo um email em que a UnP se mostra satisfeita com o trabalho dele e trata da continuidade das suas atividades, mas foi demitido logo em seguida, após voltar de um evento nacional, em Brasília, onde representou a instituição.

Na decisão, a juíza convocada Daniela Lustoza Marques de Souza Chaves, relatora no processo no TRT-RN, ressaltou que, para configurar o dano moral, dever ser “comprovada a exposição do ofendido a vexame ou constrangimentos juridicamente relevante”, o que não seria o caso.

Daniela destacou, ainda, que o próprio professor reconheceu, em seu depoimento, que inexiste limite legal para o número de alunos em sala e que esse número variava, chegando a lecionar para menos de 50 estudantes.

Para a juíza convocada, nos depoimentos, incluindo os das testemunhas, não se constatou “a prática de nenhum ato concreto que tenha implicado dano aos direitos de personalidade do empregado”.

Ela destacou ainda, que, sem a existência de normas legais que trate do número de alunos por sala de aula, não seria possível determinar “a quantidade de trabalho a que submetido o autor do processo refuja das obrigações cotidianas de um professor”.

Quanto à demissão do ex-empregado, a juíza entendeu que, pelos depoimentos das testemunhas, não se poderia concluir que o término do contrato de trabalho, por si só, “implicou em mácula a honra e a dignidade do trabalhador”.

Para ela, a demissão se situa no “poder diretivo do empregador de definir, além do modo como a atividade de seus empregados deve ser exercida, quando as funções desempenhadas não se mostram mais úteis ao seu propósito”.

Processo: 0001152-47.2017.5.21.0012

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. teste disse:

    Estranho.
    Parecer 151/2005, do Ministério da Educação, que fixou o número máximo de 50 alunos por sala de aula. creio que o vestibular limita o numero de alunos na entrada

  2. Edu disse:

    Que Pelé, enquanto estava empregado nunca reclamou, nunca deixou de receber o salário. Agora quem vai ter que pagar as custas do processo é o sabido.

  3. Dias melhores virão! disse:

    Parabéns, senhora Juiza! Não se pode afirmar que é o caso deste processo, mas, ao que tudo indica, os tempos de supostas "aventuras judiciais", do "se colar, colou" começam a refletir no retrovisor.

VÍDEO: Situação de professor da UFRN vai de mal a pior e alunos fecham cerco contra ele

Vai de mal a pior a situação do professor de Sociologia Alípio Sousa Filho, da UFRN.

Na noite dessa terça-feira, o setor II da universidade produziu mais um take da sequência de polêmicas em que ele está se metendo desde que não permitiu que uma aluna assistisse aula acompanhada de sua filha de cinco anos. Horas antes, ele tinha se metido em outra discussão com alunos.

Dessa vez, Alípio foi alvo de um protesto ainda mais contundente por parte dos alunos. Ele foi fustigado e acuado dentro de sua sala. Ganhou contornos dramáticos o que era apenas intenção de reagir à postura do professor.

Nas imagens que viralizaram, os alunos aparecem fazendo um cerco na sala do professor. Confira:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Joseph disse:

    Moço, você tá um pouco desinformado, eu estava lá e ele nem sequer apareceu na sala. Procure uma fonte melhor de informações porque essa tá péssima.
    E outra, pra quem AINDA defende a atitude do professor: O problema não foi o que ele disse (até então estava no seu direito) foi COMO ele disse! Algo que poderia ser resolvido em 5 minutos de conversa com a aluna tomou uma proporção gigantesca, mas fazer o quê? Doutorado e a porra toda pra não saber dialogar com uma mãe de família…

  2. Anderson disse:

    Acredito realmente que ele teve as razões dele para não querer a criança em sala de aula. Mas o maior problema não foi esse. No áudio que divulgaram de dentro da sala de aula, o professor entra em outros méritos, e ainda desafia os alunos a reclamarem, denunciarem e coisas do tipo. Ele desafiou todos eles e esperava que não tivesse consequência nenhuma. Triste fim.

  3. José disse:

    Parar uma universidade, há mais de uma semana, em torno de uma questão menor como essa, que já devia ter-se deslocado para resolução no seu "fórum" próprio, é mesmo deveras risível. Coisa de esquerdopatas. Não há outra conclusão. Mas…vocês que são "brancos", que se entendam.

  4. Calixto Silva disse:

    Este professor esquerdista, está provando do seu próprio veneno, ele ensinou aos seus alunos a se revoltar contra o autoritarismo e agora está sentindo na pele o que é ser esculachado kkk. Quanta ironia, acho que a partir de agora ele vai mudar de lado, passará a ser de direita. Kkkkkk

  5. Rodrigo disse:

    Não vou entrar aqui no mérito em dizer se o professor Alípio está certo ou errado, mas o que tem que ficar claro é que o comando da sala é dele, se ele assim determinou, assim tem que ser cumprido, se por algum motivo os alunos querem questionar as atitudes do professor tem que procurar as instâncias acadêmicas para tal.

  6. Tomaz disse:

    Fascistas não teram paz!Quanto aos outros que comentaram dar para entender o quanto eles sao sabios

  7. Tomaz disse:

    Não deixa-lo e/ paz.Fascistas

  8. O curioso disse:

    Tática terroristas de guerra de alunos comunistas de IPhone. Lugar de uma criança dessa idade não é nada sala de aula de uma Universidade. Estão tirando a atenção do verdadeiro problema. Poderiam fazer uma "vaquinha" e pagar uma babá pra ela como fazem com o PT!

  9. WandeC disse:

    O Brasil tem que ser desesquerdizado.

  10. Waldemir disse:

    E só fechar e pronto acaba com a mamata de muita gente q
    Alunos recebendo 2.000 para estudar isso é foda
    Acaba com isso emproaria quer estudar vai trabalhar e pagar seu estudo foi sempre assim
    Agora essa mãe que não tem com que deixar o filho boa coisa não é

  11. Romualdo disse:

    É preciso desideologizar a questão e se observar os fatos. Aparentemente, pelas informações que tem sido disponibilizadas até o momento, "o Professor agiu certo de forma errada".
    Não se pode fazer o que se quer dentro de uma escola ou universidade sob o discurso da liberdade de expressão ou qualquer outro do tipo. Também não se pode exercer o poder e a autoridade com extremismos ou abuso.
    Não sabemos todo o contexto que cerca a situação.
    Pois: 1 – Será que essa foi a primeira vez que essa aluna levou seu filho pra sala de aula?
    2 – Será que foi a primeira vez que o professor falou com ela sobre essa assunto?
    3 – Será que esse ambiente é bom pra crianças?
    4 – Será que a presença da criança na sala de aula não distraia e perturbava as aulas?
    5 – De quem era ou é a responsabilidade para lidar com a situação, achando uma solução para o caso concreto, do Professor, da alunas ou da Universidade?
    Julgar é muito fácil, e as vezes, contaminados por outros conteúdos fora dos acontecimentos, costumas condenar ou absolver sem se aprofundar num fato ou situação que as vezes somente reflete uma consequência de outras coisas que na verdade geraram ou geram essas coisas.

    • Ceará-Mundão disse:

      Até concordo com a sua enumeração do contexto (os itens de 1 a 5). Mas é impossível "desideologizar" a questão. A origem do problema é exatamente a introdução da ideologia (de esquerda) no ensino. Por isso precisamos demais da "escola sem partidos".

    • Mortadela com pão disse:

      Escola sem partido do Ceara-anti PT é financiado pelo DEM/PSDB. Pimenta nos dos outros é refresco. Coloca um comitê do DEM/PSDB na UFRN Ceara-anti PT, é mais fácil.

  12. Carlos Souto disse:

    Quem manda na sala de aula é o professor, como em um avião é o comandante ou no navio é o capitão , estamos perdendo todos os valores , não temos mais hierarquia, por isso vivemos nesse caos

    • Guilhermina Alecrim disse:

      Foi objetivo. Essa é a questão: respeito à hierarquia.

  13. Saintclair disse:

    Minha avó dizia: respeitado é, quem respeita. Com esse procedimento de "cavalo batizado" esse indivíduo, que de professor, só tem o nome, está colhendo o que plantou.

  14. Carlos disse:

    Ao que parece é um processo autofágico. O professor de esquerda enfrentando as criaturas que ele mesmo criou.

    • Ceará-Mundão disse:

      Pois é. Eu fiquei sabendo por aqui que ele é esquerdista. Continuo com a mesma opinião quanto à situação em si. Mas confesso que sinto um enorme prazer em ver um professor comunista provando do próprio veneno. Só reforça o que digo: acaba com essas espeluncas públicas. Privatiza ou extingue todas e distribui bolsas de estudos para quem realmente precisa. Simples.

    • Maria Helena disse:

      Melhor análise até agora. ??????

  15. Brasil não é de corruptos disse:

    Vote 13 e tenha universidade de MIMIMI…acabou apenas buscar o conhecimento…universidade virou TUDO …MENOS ESTUDAR

  16. Santos disse:

    Alunos facistas, estamos com vc professor, não baixe a guarda para esses ESQUERDISTAS!!

  17. euzim disse:

    Esses alunos deveriam ser suspensos. O professor agiu certo em não permitir fazer da sala de aula uma creche. Cambada de comunistas do boutique mimados. Olha no que se transformou a universidade pública. Uma selva de zumbis esquerdopatas escravos de uma ideologia nefasta e alienante.

  18. marcus disse:

    O professor está coberto de razão.

  19. Chico disse:

    Bando de comunistas FACISTAS. que não respeitam um professor imagine os seus pais. Essas universidades estão contaminadas por esses esquerdistas. Siga firme professor tem o apoio da direita.

    • Júnior disse:

      Vá lá com a bandeira da direita apoiar a esquerda. Quero ver a cena.

    • Ceará-Mundão disse:

      Não seria apoiar a esquerda. Seria apoiar os professores em geral. O fato ocorrido não o desabona. se é de esquerda, é ótimo vê-lo provar do próprio veneno. Quem sabe ele não vem pro lado bom da força. kkkkkkk

  20. Maria Helena disse:

    Por que a Universidade não está protegendo esse professor de todo esse constrangimento?
    Se ele errou, erram também os alunos e a reitoria. Agora todos os professores serão reféns de alunos?
    Pela lei do retorno, cada uma dessas pessoas irão em algum momento de suas vidas receber todo mal ou bem que praticarem. Que a consciência de casa um seja seu guia.

  21. lirinha disse:

    COMENTARISTAS, me digam uma coisa:
    Como se sentem defendendo um professor de esquerda, que é um dos maiores defensores do ensino da identidade de gênero?
    E agora, onde está o moralismo de vocês? Alípio é de extrema esquerda. Viraram defensores de comunista???

    • euzim disse:

      Nesse aspecto o professor tem razão. Isso é o que importa. E, ao contrário da esquerda, não existe ódio no meio conservador, muito pelo contrário. Quem segrega e fomenta contenda é a esquerda. Aliás, você nem deveria mencionar a sexualidade do professor. Ninguém aqui está interessado nisso e não tem nada a ver com a situação. Pelo visto o preconceituoso é você, esquerdista (assim como o eram seus ídolos facistas, nazistas e genocidas).

    • Júnior disse:

      O povo defende de acordo com a conveniência conveniência moral de cada um hehehehe. Quero ver um movimento defendendo ele na porta da sala dele.

    • Helio Mota disse:

      Devolvo a pergunta considerando que a ideologia do professor e suas crenças não estão sendo defendidas, mas apenas o respeito que se deve a ele por SER PROFESSOR. Mas claro que para gente como você entender isso é complicado. São sempre básicos e rasteiros na inteligência.
      "Como se sentem os esquerdopatas atacando um professor de esquerda, que é um dos maiores defensores do ensino da identidade de gênero?
      E agora, onde está o moralismo de vocês? Alípio é de extrema esquerda. Viraram opressores de comunista???"

    • Netto disse:

      Nosso moralismo nos faz defender pessoas, mesmo que se possa discordasr em muitas coisa.

    • Netto disse:

      *coisas.

    • Ceará-Mundão disse:

      Deixe de besteira. Vc parece conhecer esse professor mas o que se comenta por aqui é o fato, o desrespeito com os professores de forma geral. Se ele é de esquerda, é ótimo vê-lo experimentar do próprio veneno que sua ideologia prega por ai. Mas isso não invalida os comentários. Ao contrário. Aprenda a separar as coisas.

    • Maria Helena disse:

      Não reconhecer que ele agiu com coerência nos faria igual aos militontos. Ser de Direita não significa ficar imune a verdade quando ela é dita, mesmo que seja por um professor de Esquerda.

  22. Chico disse:

    As cotas servem pra isso, partidários travestidos de alunos.
    Não sabem esses alunos anormais que essas ações insanas só iram fazer com que a população se revolte com eles.
    Melhor voltar a estudar e se quiserem dar respostas maios exatas que o façam por meio de ações práticas para que a sociedade acredite em vocês.
    Vão estudar.

  23. Ceará-Mundão disse:

    Essas universidades públicas, sustentadas pelo NOSSO dinheiro, com custos altíssimos (vejam o exemplo da UERN, que custa muito dinheiro ao RN, um estado pobre que atravessa grave crise financeira já faz tempo), se transformaram em antros de vagabundos, de gente que se disfarça de estudante para adotar comportamentos que destoam totalmente dos bons valores, da ordem e do progresso estampados na nossa bandeira (mas eles preferem aquelas bandeiras vermelhas, não é mesmo?). Estamos gastando rios de dinheiro (e dinheiro que não temos) para sustentar essas instituições, que já prestaram bons serviços à sociedade mas que foram transformadas pela turma de esquerda em arapucas, centros do atraso e da exaltação de tudo o que não presta. Cidadãos de bem já começam a evitar por seus filhos nesses antros de vagabundagem, com medo da "lavagem cerebral" a que serão fatalmente submetidos. Para não falar das constantes e infindáveis greves, onde só os discentes são prejudicados, já que os professores e funcionários continuam recebendo seus polpudos salários integralmente e usufruem de tais eventos para "curtir a vida", viajar, vagabundar, para ser mais explícito. Precisamos dar um basta nessa situação. Que esses mastodontes brancos sejam
    extintos ou privatizados. Que os alunos cujas famílias tenham boa condição financeira paguem por seus estudos. Aqueles realmente carentes, receberiam bolsas de estudos. Sairia MUITO mais barato aos cofres públicos, seria MUITO mais justo e o ensino seria de MUITO melhor qualidade. Duvido que alguém quisesse pagar do próprio bolso ou utilizar uma bolsa de estudo dada pelo governo para estudar numa dessas arapucas que hoje são públicas. Alguém aposta?

    • lirinha disse:

      Vai defender o professor comunista de esquerda, que é especialista em identidade de gênero? Né você o bichão, caçador de comunistas???

    • Maria Helena disse:

      ????????

    • euzim disse:

      Concordo com tudo, amigo!

    • Netto disse:

      Ceará coberto de razão. Por mim formaria os matriculados, não abria mais vagas e usaria a grana para cursos técnicos.

    • Netto disse:

      Liberais defendem as pessoas em seus acertos. ainda que possa haver discordâncias.

    • Ceará-Mundão disse:

      É isso mesmo. Não faço a menor ideia de quem seja esse professor. Por ser de Sociologia, provavelmente tenha ideias esquerdistas. Mas analiso o fato, a realidade. Essa é mais uma prova, como já bem disse o Netto, de que liberais não perseguem pessoas. Liberais lidam com ideias, conceitos. Petralhas nunca conseguirão entender isso. É da índole dessa gente.

  24. José Júnior Lima Dias disse:

    Esse lamentável episódio não passa de um movimento político-partidário orquestrado para manchar a imagem do professor Alípio.

  25. Helio Mota disse:

    Mais um que descobre que não pode contraria a geração Nutella. A geração que não pode ser contrariada, não pode ser responsabilizada, não pode ser exigida, não sabem o que é hierarquia, disciplina e respeito.
    A UFRN tem sido um nascedouro de inúteis sociais. Serão sustentados pelo INSS e pelo contribuinte.
    Mas o que mais estranho é o silêncio da reitora. Tudo bem que ele é refém desses grupelhos. Só se mantém no cargo enquanto ficar calada na dela, mas essas agressões a um professor deveria lhe dar mais coragem…

  26. joao ligeiro disse:

    Essa Reitora donba Angela, é uma fraca petista da canela vermelha. Se nada fez para impedir a imoral festa na faculdade de engenharia onde rolou tudo que fazia inveja a sodoma e gomorra, sexo drogas e rock and roll, muito pelo contrário aplaudiu e concordou com o descalabro, imaginem agora com essa atitude onde o professor foi humilhado em plenas funções, o único erro do mestre foi ter se trocado com essa ruma de adolescentes inconsequentes. era pra ter expulsado a aluna e pronto. não falava mais nada. tudo que ele falou ta sendo usado contra ele.

    • lirinha disse:

      Alipio é mais petista que ela. Você vai permanecer defendendo o maior especialista em identidade de gênero do RN? Coxinha é uma piada mesmo.

    • Ceará-Mundão disse:

      Piada é gente como vc, "cumpanhera", que não sabe distinguir as coisas. Seu raciocínio rasteiro e limitado (vcs todos parecem usar "viseiras") jamais lhe deixará diferenciar fatos e ideias, de pessoas. Vcs são radicais, raivosos, intolerantes e de cognição primária. Por isso suas ideias devem ser combatidas.

  27. Franbo disse:

    Vão estudar….. O professor tem suas razões, só pecou quando falou que não tinha nada haver se a estudante era pobre e não podia pagar uma creche e outra coisas. A criança ir um dia esporadicamente é uma coisa,agora toda aula é inconcebível.

  28. Fábio disse:

    A UFRN foi transformada em uma pocilga, pocilga cara, e o mais grave, com recursos públicos.

  29. Brasil não é de corruptos disse:

    Se essa moda pegar …teremos crianças em baixa da mesa do centro cirúrgico( pai cirurgião)no ônibus ( colo do motorista ),em cima do poste da cosern(pai eletricista),correndo dentro do posto de gasolina ( pai frentista),na cabine do avião ( pai piloto) …..esses vagabundos querem MIMIMI …não querem estudar ,coisa de PTRALHAS

    • João disse:

      CERTÍSSIMO……………………….

    • Ceará-Mundão disse:

      Verdade, amigo. No afã de defenderem suas bandeiras absurdas essa gente perdeu totalmente o bom senso, a noção do ridículo. Não é função de professor algum providenciar qualquer tipo de assistência social aos seus alunos. Que essa aluna mãe e esses baderneiros que estão acuando o professor procurem a direção da universidade e lutem por creches. Ouvi dizer que já existe na UFRN. É verdade? Enfim, essa gente não quer estudar, quer "causar". Como vc disse, isso é coisa de "ptralhas".

  30. lopes disse:

    Uma mentira contada mais de cem vezes vira verdade…essa situação que estão colocando o professor e uma mentira…o professor tem autoridade na sala…a reitoria e muito fraca..tem medo do 13..

  31. Ermeson Rezende disse:

    Esse é o país da esculhambação, o povo soo tem direitos, deveres nada. Quero saber se ela tem esse "direito" de levar a filha para o local de trabalho tbm, duvidooooo!
    Todo apoio a esse mestre, precisamos moralizar essa bagunça chama Brasil.

  32. Observador disse:

    Bando de hipócritas. Esquerdista não pode ser contrariado, mas o professor que quer dar aula deve aceitar tudo… ome, vão pra baixa da égua.

    • lirinha disse:

      Ô sabidão, Alípio é de esquerda. É comunista, é PSOL e defende e ensina identidade de gênero.

  33. Bolsonaro disse:

    Não foi isso q ele ensinou aos alunos? Está colhendo o que plantou…

    • lirinha disse:

      Exatamente. A maioria aqui está defendendo ele, kkkkkkkkk

    • Ceará-Mundão disse:

      Ninguém está defendendo a pessoa dele. Nem sei quem é, muito menos o que ele pensa. Trata-se do fato em si. Sei que isso é muito difícil de ser entendido por pessoas como vc, mas…

  34. Rubens disse:

    Todo apoio a esse mestre. Fez o que é certo.

  35. joao disse:

    Quem sao os fascistas, os alunos que estao tentando açoitar o professor, ou o professor que estava apenas tentando dar aula e foi impedido novamente por alunos?
    Sinal dos maus tempos nas universidades publicas, colhem o que plantaram em 13 anos. Agora so servem pra financiar a doutrinacao partidaria e açoitar professores que querem trabalhar e sao contrarios aos seus pensamentos ideologicos. Fim da UFRN. Aluno nao é trabalhador dentro do ambiente academico. Creche é pra trabalhador. Daqui a pouco vao fazer açoite em professores pra ter moradia dentro da UFRN e plano de saude coletivo.

    • Carlos Lima disse:

      Cadê a Reitora?

    • Júnior disse:

      A culoa sempre é do PT hahahaha Está bom de começar a arrumar outro discurso. Se isso fosse em uma instituição privada a repercussão seria a mesma?

    • Ceará-Mundão disse:

      Em instituição privada isso não ocorreria. E se ocorresse, pessoas sofreriam as devidas consequências. Essa é a enorme diferença.

  36. Juvenal disse:

    "Queima Quengaral". Foi o que disse um pseudo-estudante, mas cuja imagem não aparece no vídeo. Esse é o reflexo das nossas Universidades, o que era para ser um espaço de desenvolvimento do conhecimento tornou-se um mero "Quengaral", mas daqueles piores possíveis, porque se isso fosse lá em Zé Muringa, em Caicó, ou no saudoso Nira Drink´s aqui em Natal, o negócio num instante ficava em ordem.
    Mas quiseram transformar as Universidades num antro de libertinagem, num espaço onde todos mandam, mas onde falta comando. E o comando em sala de aula tem que ser do professor. Se a aluna sentiu-se prejudicada, que procure os meios dentro da própria UFRN para garantir o direito que acha que tem, vá reclamar com a coordenação do curso, com a Reitoria. Aliás, por onde anda nossa Reitora que não deu um piu sobre isso? Será que abona toda essa baderna dentro do campus?

  37. Aparecida disse:

    Que ridículo. Que desrespeito. Eles deveriam ir a porta da reitoria solicitar creche nos três turnos para as mães que precisam estudar. Professor vc tem o meu apoio. A criança deve estar em local onde possa ser criança.

  38. Henrique disse:

    Tem que privatizar urgente estas UF do Brasil e acabar com esse poço de esquerdismo no Brasil. O professor no seu direito e um bocado de "alunos" criticando. Escola sem partido urgente.

    • JBS disse:

      Lá vem o mimimi de privatização. Isso não resolve o problema, mestre.

    • Júnior disse:

      Privatizar resolve o problema? Se resolver levante a bandeira e fique com ela na UFRN.