Educação

Alunos temem presença de Suzane Von Richthofen em aulas de turismo

Foto: Reprodução

Um número restrito de alunos e professores forma a comunidade acadêmica do campus do Instituto Federal Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Educação de São Paulo (IFSP) em Campos do Jordão para onde Suzane Von Richthofen, presa pelo assassinato dos próprios pais, foi aprovada para estudar este ano. Quem estuda na unidade, cujo prédio reaproveita a estrutura de uma antiga rodoviária, afirma que “todo mundo se conhece” no local.

Escolhido por Suzane no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) esta semana, o curso de Gestão em Turismo está iniciando sua terceira turma. Ele começou a ser disponibilizado para inscrições em 2018, quando o campus entrou em atividade. O tempo normal de formação é de dois anos e seis meses, com perspectiva de que os alunos atuem como tecnólogos em áreas diversas do campo do turismo. Um formando pode se tornar recreador em um hotel da região, por exemplo, ou atuar no planejamento turístico de um município.

Suzane, de 36 anos, foi a oitava colocada de uma turma de 36 alunos e já é chamada de “caloura” entre os alunos do curso, que descobriram sobre sua aprovação na quinta-feira.

Se ela realmente passar a frequentar as aulas noturnas, deverá chegar às 19h e sair às 22h40m, de segunda a sexta-feira. A hospitalidade com os novatos é característica dos estudantes do IFSP: embora a instituição não autorize os chamados “trotes”, todos recebem as boas-vindas no início do semestre, em fevereiro, e é esperado que logo se juntem aos colegas e professores para confraternizar no Bar do Jegue, localizado no próprio prédio.

A possível presença de Suzane, no entanto, cria apreensão em quem costuma participar desses momentos de lazer.

— Pensei sobre o assunto o dia inteiro. Acredito na ressocialização quando a pessoa demonstra remorso e intenção de mudar. Não é o que vemos na Suzane em todos esses anos. A impressão que ela passa é a de que o assassinato dos pais foi algo corriqueiro e isso nos assusta — afirma um aluno de 27 anos que estuda no terceiro período do curso de turismo.

Além do medo da convivência com uma pessoa envolvida no assassinato da própria família, alunos também temem que a frequência de Suzane nas aulas desperte a atenção pública para o prédio. Eles imaginam que a presença de uma das detentas mais conhecidas do Brasil poderá atrair um fluxo de pessoas incompatível com a rotina pacata do local nos últimos dois anos.

— As pessoas ficaram um pouco assustadas. A chegada dela vai atrair muita gente até o campus, curiosos da própria cidade e também da imprensa. E, para além de apenas vê-la, as pessoas podem querer impor algum tipo de represália a ela — diz o estudante.

Viagem diária

Para chegar ao IFSP todos os dias, Suzane precisará viajar de ônibus antes e depois das aulas. No semiaberto, ela é obrigada a dormir todos os dias na penitenciária feminina de Tremembé, a 40 quilômetros do campus, o equivalente a cerca de 1h10m no transporte coletivo.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo, a participação de Suzane no curso estará condicionada ao pagamento dela pelo próprio transporte. Em um mês, as idas e voltas dela à unidade de ensino devem somar cerca de R$ 420 — cada passagem de ônibus custa R$ 10,55.

Em classe, durante o primeiro semestre, Suzane deverá assistir a aulas de oito disciplinas. Elas envolvem conhecimentos básicos em administração, informática, geografia, inglês, comunicação e legislação sobre turismo. Nas fileiras, ao seu lado, ela encontrará desde adolescentes a adultos de até 40 anos: mesmo com as diferentes faixas etárias, os alunos de cada turma costumam se comunicar em grupos de WhatsApp.

— Falamos muito sobre isso nas mensagens hoje. Há um tom de piada, mas também de preocupação. Campos do Jordão é uma cidade conservadora em que muitas pessoas levam a sério a ideia de que bandido bom é bandido morto. Isso explica a comoção em torno da aprovação da Suzane — justifica uma estudante de 23 anos.

Presa desde 2002, Suzane cumpre pena de 39 anos por ter matado os pais junto com o namorado, Daniel Cravinhos, e o irmão dele, Christian Cravinhos. Ela já cumpriu 18 anos de detenção e, com os estudos, terá chance de remição da pena: a cada 12 horas de estudo, ela eliminará um dia de pena. Se cumprir o curso em sua totalidade (com cerca de 500 dias letivos), Suzane se formará com menos 166 dias — praticamente um semestre — a passar na cadeia.

O Globo

 

Opinião dos leitores

    1. Boa kkkkkkkkkkkkkk
      Aí será reincidência e com isto voltará para a prisão kkkkkkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN completa 15 dias com taxa ocupação de leitos de UTI Covid abaixo de 30%

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 25,4%, registrada no início da tarde deste domingo (26). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 96.

Até o momento desta publicação são 156 leitos críticos (UTI) disponíveis e 53 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 112 disponíveis e 43 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 29,7% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 16,7% e a Região Seridó tem 17,6%.

A última vez que o RN registrou taxa de ocupação de leitos de UTI Covid acima de 30% foi no dia 11 deste mês, há 15 dias.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: RN possui 156 leitos críticos e 112 leitos clínicos disponíveis

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 13h deste domingo (26).

Neste período, havia 02 pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e 01 aguardava avaliação. Foram registrados disponíveis 156 leitos críticos e outros 112, sendo clínicos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN não registra mortes por Covid nas últimas 48 horas

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste domingo (26). São 368.303 casos totalizados. No sábado (25) eram contabilizados 368.192, ou seja, 111 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 14 confirmados nas últimas 24h horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.333 no total, sem registro de óbitos ocorridos nas últimas 48 horas. Também não houve registro de mortes após resultados de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores, segundo a Sesap. Óbitos em investigação são 1.328.

Recuperados são 259.490. Casos suspeitos somam 175.393 e descartados são 733.071. Em acompanhamento, são 101.480.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO E FOTOS: Polícia Civil retira câmeras instaladas por facção criminosa em Mãe Luíza para monitorar ações policiais

A Polícia Civil retirou na manhã deste domingo (26) diversas câmeras, cabos e equipamentos que haviam sido instalados de maneira irregular em postes no bairro de Mãe Luíza.

O material apreendido havia sido instalado por uma facção criminosa para monitorar a presença e ações policiais no local.

Opinião dos leitores

  1. O governo deve lutar com todas as forças para impedir este tipo de coisa. Isto mais uma amostra da uso maléfico de um benefício tecnológico.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Hamilton vence GP da Rússia e se torna o primeiro piloto a conquistar 100 vitórias na história da F1

Foto: Peter Fox/Getty Images

Lewis Hamilton conquistou neste domingo (26) uma vitória surpreendente no Grande Prêmio da Rússia de Fórmula 1. O britânico da Mercedes fez uma largada ruim, mas conseguiu um ritmo competitivo, e acabou beneficiado pela chuva no fim.

Frente à chuva que esperou para cair nas voltas finais, o heptacampeão levou a melhor ao antecipar a troca de pneus. Lando Norris vinha liderando com a McLaren, mas tentou se segurar com os slicks, mesmo com o asfalto já molhado. Acabou não se segurando na pista e terminou em sétimo.

No fim, Hamilton ficou com o primeiro lugar e conquistou sua 100ª vitória na história da categoria, o único piloto a atingir a marca.

Max Verstappen foi o segundo, em uma prova competitiva que também acabou coroada pelo asfalto molhado. Carlos Sainz, da Ferrari, completou o pódio.

Com o resultado da prova, Lewis Hamilton chegou a 246,5 pontos na temporada e reassumiu a liderança do Mundial de Piloto. Max Verstappen, com 244,5, caiu para o segundo lugar. Valtteri Bottas (151), Lando Norris (139) e Sergio Pérez (120) completam as cinco primeiras posições.
Band

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Crianças se afogam no Rio Potengi e menino de 7 anos morre

Foto: reprodução/redes sociais

Um menino de 7 anos morreu afogado neste sábado (25) após tentar atravessar o Rio Potengi, às margens da RN-160, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal.

Ele estava com outras três crianças, nadando no rio. Das quatro, duas delas se afogaram e uma foi salva por um pescador que estava perto e ouviu os gritos de socorro.

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros Militar foram acionados e localizaram o corpo do menino de 7 anos após 1h30 de buscas. O corpo foi recolhido pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).

Com informações de G1-RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Golpes e estelionatos têm aumento de 314% no RN

Foto: reprodução

O número de registros de estelionatos, golpes e fraudes disparou no Rio Grande do Norte em 2021. De acordo com dados enviados a pedido da Tribuna do Norte pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais da Secretaria da Segurança Pública (Coine/Sesed), até agosto deste ano foram registradas 12.388 denúncias de casos, contra 2.992 no mesmo período em 2020. O aumento é de 314%. Com relação a 2019, o aumento foi de 265%.

A pandemia de coronavírus, que obrigou os potiguares a passar mais tempo em casa com as medidas restritivas, fazendo maior uso do celular e o computador, pode ter sido um dos fatores que fizeram com que esses números crescessem tanto em 2021, segundo especialistas, investigadores e vítimas. Matéria completa na Tribuna do Norte.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gastronomia

Confira as receitas de Chambaril, Camarão Alho e Óleo e Tulipa de Frango na Brasa do Papo de Fogão Raiz

PRATO 1

Chambaril

1 kg de chambaril

1 ½ tomate picado

1 cebola roxa

1 cebola branca

1 pimentão pequeno

1 maço de coentro

3 dentes de alho com um pouco de alho

2 batatas inglesas descascadas e inteiras

1 cenoura em pedaços grandes

½ repolho

Sal e pimento do reino a gosto

2 colheres de sopa colorau

Modo de preparo:

Aqueça bem a panela de pressão.

Acrescente o alho e deixe dourar um pouco.

Adicione as cebolas, o pimentão, o tomate e deixe refogar por uns 5 minutos.

Coloque a carne sobre o refogado.

Acrescentar o sal, o colorau e a pimenta do reino.

Acrescente a água, mexa um pouco, feche a panela e deixe pegar pressão e  por uns 30 minutos.

Deixe sair a pressão, abra a panela e coloque a cenoura e deixe cozinhar por uns 10 minutos, acrescente a batata, refogue por 5 minutos e acrescente o repolho. Feche a panela e deixe por 5 minutos.

Acrescente o coentro na hora de servir.

Pirão

Ingredientes:

1 litro do caldo

Farinha de mandioca o quanto baste para dar o ponto.

Coentro e cebolinha a gosto.

Modo de preparo:

Misture a farinha com o caldo cuidadosamente, deixe dar o ponto do pirão.

Desligue o fogo e acrescente o coentro e a cebolinha.

Sirva em seguida acompanhado de arroz.

 Tempo de preparo: 20 min

Tempo de cozimento: 40 min

DICA RÁPIDA 1

Camarão no Alho e Óleo 

Ingredientes:

300g de camarão inteiro

Sal a gosto

3 cabeças de alho picada

Óleo para fritar

Modo de preparo:

Tempere o camarão com sal a gosto.

Em uma frigideira coloque um fio de óleo e deixe ficar bem quente.

Acrescente o camarão e deixe ficar rosado de um lado, em torno de 3 minutos.

Acrescente o alho, misture, vire os camarões e deixe por mais 2 a 3 minutos.

Retire e sirva em seguida.

Tempo de preparo: 3 min

Tempo de cozimento: 7 min

DICA RÁPIDA 2

Tulipa de Frango na Brasa

Ingredientes:

1/2 k de tulipa de frango(meio da asa)

Sal e pimenta do reino a gosto.

Modo de Preparo

Acenda a churrasqueira e deixe o braseiro bem quente, sem ter labareda.

Tempere as tulipas apenas com sal e pimenta do reino.

Coloque no espeto para churrasco, 3 por espeto.

Coloque na churrasqueira e a cada 5 minutos vire de lado, até ficar bem assada.

Sirva com farofa e vinagrete.

Tempo de preparo: 3 min

Tempo de cozimento: 25 min

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Rogério Marinho diz que Ricardo Noblat “falta com a verdade” em publicação que atribuiu ao ministro fala sobre Bolsonaro

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro Rogério Marinho fez críticas ao jornalista Ricardo Noblat e disse que o profissional “falta com a verdade” após publicação feita por ele em seu blog afirmando que Marinho, durante um almoço em Brasília, teria dito que está “difícil sustentá-lo”, referindo-se ao presidente Jair Bolsonaro.

VEJA MAIS: Rogério Marinho diz que “está difícil sustentar Bolsonaro”

“Não disse e nunca diria tal bobagem”, escreveu Marinho em seu perfil no Twitter. E também questionou “a que interesses servem esse tipo de conduta?”.

 

 

Opinião dos leitores

  1. Não duvido que o jornalista tenha mentido mas acho mais provável que o ministério esteja mentido ao desmentir o que eh obvio: o governo do MINTOmaníaco das rachadinhas eh um desastre e não tem sustentação em nada. O desespero está grande a ponto de se aumentar impostos pra tentar bancar um aumento do auxílio pra tentar comprar votos, coisa que o PT fazia e o presidente inepto tanto criticava e agora faz pior…

    1. Menino sabido, esse veio mito é duro na queda, quanto mais a imprensa mente, mais ele se consolida, vai ser muita peia.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Luto

Potiguar José Xavier Cortez, fundador da Cortez Editora, que morreu aos 84 anos, foi plantador de algodão e lavador de carros antes de ingressar no mercado editorial

Foto: J. F. Diorio

O editor José Xavier Cortez, fundador da Cortez Editora, que morreu na sexta-feira (24) aos 84 anos, devido a um câncer em estágio avançado, foi militar da Marinha, plantador de algodão e lavador de carros antes de começar sua carreira no mercado editorial. O ponto de partida foi uma banca de livros na PUC-SP, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, onde se matriculou no curso de economia em 1966.

“Comecei a levar uns livros que os professores indicavam para vender aos alunos da faculdade. Em cima disso, eu ganhava uma comissão”, relatou ele numa entrevista à Folha de 2008. Com o tempo, os pedidos tanto da turma de economia como dos alunos de outros cursos aumentaram, daí a banca. “Era conhecido como o ‘sacoleiro do livro”‘, disse na mesma ocasião.

Natural de Currais Novos, município do interior do Rio Grande do Norte, ele viu o negócio crescer ao oferecer títulos censurados pela ditadura militar que outras editoras temiam publicar. Fidelizou, assim, o público universitário intelectual que encontrava na instituição, parte fundamental da identidade da editora que viria a fundar em 1980.

A Cortez Editora surgiu, assim, especializada em textos de serviço social e de educação. Com um catálogo de mais de 1.300 títulos, ela atualmente tem uma grande quantidade de obras escritas por professores, pesquisadores e intelectuais brasileiros.

Com passagem pela direção da Câmara Brasileira do Livro, a CBL, Cortez teve a vida retratada no documentário “O Semeador de Livros”, dirigido por Wagner Bezerra.

“Sua trajetória profissional e o seu empenho como grande incentivador do livro e da leitura é o expressivo legado que nos deixa, e foi com esse sentimento que a Cortez Editora cresceu, e é exatamente com esses valores que continuaremos a contar essa história”, diz a nota de falecimento que a Cortez Editora publicou nesta sexta.

FolhaPress

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *