Após 580 dias, ex-presidente Lula deixa a prisão em Curitiba

Foto: Diego Vara/Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a prisão em Curitiba na tarde desta sexta-feira (8). Ele estava preso desde abril do ano passado, na Superintendência da Polícia Federal, na capital paranaense.

Ele é um dos beneficiados pela decisão do STF que determinou a prisão de réus após todos os recursos na Justiça, e não mais após a segunda instância.

A defesa do ex-presidente entrou com o pedido na Justiça nesta sexta. Lula estava encarcerado desde abril de 2018 após duas condenações, em primeira e segunda instâncias, pela propriedade do tríplex do Guarujá.

O juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, expediu o alvará de soltura às 16h16.

O caso foi denunciado pela força-tarefa da Operação Lava Jato. O ex-presidente também já foi condenado em primeira instância pelo sítio de Atibaia.

Supremo

Na noite de quinta-feira (7), o STF decidiu, por seis votos a cinco, que os réus do Brasil podem ser presos somente após o fim do processo, com o esgotamento de todos os recursos.

Os votos contrários à prisão após a condenação em segunda instância foram do presidente do STF, Dias Toffoli, assim como o relator das ações, Marco Aurélio Mello, e os ministros Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello. Foram derrotados os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luiz Fux, Luís Roberto Barroso e Cármen Lúcia.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Calma QUERIDO, já já vc volta pra jaula.

  2. João Vitor disse:

    Esse ladrão é pra mofar na cadeia. Mas vai voltar pra lá.

  3. Wellington disse:

    A pergunta que não quer calar: de onde esse cara tirou tanto dinheiro todo esse tempo para ser solto

  4. Gerson disse:

    Enquanto os ministros do supremo, for indicação de político, vc quer o que, amigo, vamos trabalhar pra sustentar esse vagabundo de toga, vergonha nosso Brasil.

  5. Adalberto disse:

    O crime compensa!!

  6. Wellington disse:

    O caos agora está generalizado. Agora vai ser fogo cruzado. A guerra só está começando

  7. Black Show disse:

    há quem ache bom a soltura desse ladrão, mas não pensam nas consequências, pois muitos bandidos também serão libertados, aí quero ver se um fizer mau a vc ou a um familiar as seu, se vc vai defender a liberdade deles!

  8. Azevedo disse:

    País de bandidos, aonde vamos parar com esses ladrões do dinheiro público. Será que vamos ter uma intervenção militar nos poderes e instituições para que esse Brasil pare de sangrar com a corrupção? Acho que esse seriado último remédio, mas pelo que estou vendo deverá ser o primeiro. Justiça no ZBrasil foi feita para ladrão de galinha e pai que não paga pensão alimentícia.

  9. Maria disse:

    Vai ter muito ódio, choro, mas logo essa dor passa, já agora em novembro, o STF vai julgar aquela decisão do Tofoli que suspendeu as investigações do Flavinho e do Queiroz. O Tofoli vai sustentar que é inconstitucional o que o COAF vinha fazendo, aí dessa vez ele vai estar certo?

    • George disse:

      Na minha opinião ele também estará errado. Não podemos ter bandidos de estimação.

      É uma pena o STF ter se passado a este ridículo, mas vamos aguardar o congresso se mexer e colocar isto na legislação de forma mais clara, pra acabar com a farra dos bandidos que estão sendo libertados.

COMENTE AQUI