Assessor de Bolsonaro diz que querem criminalizar com expressão “gabinete do ódio” aqueles que defendem o presidente: “trata-se de um fenômeno real”

Foto: Jovem Pan

Em entrevista ao Pânico, da Jovem Pan, Filipe Martins, assessor de Jair Bolsonaro para assuntos internacionais, negou a existência de um “gabinete do ódio” no governo e acusou os críticos de tentarem criminalizar aqueles que defendem o presidente.

“A impressão que fica é que as pessoas querem criminalizar a defesa do governo, como se qualquer coisa que se diga a favor do governo é por um grupo de milhões de robôs”, afirmou. “É não entender como funciona a internet, os fluxos da informação, que é uma coisa totalmente incontrolável.”

Martins criticou o que chamou de “show” em que teria se transformado a CPI das Fake News no Congresso.

“[Trata-se de] Um fenômeno real que as pessoas estão tentando criminalizar, com a expressão ‘gabinete do ódio’ e todo aquele show que estamos vendo na CPI”, disse.

O Antagonista, com Jovem Pan

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Safira disse:

    Inocente!
    Me engana que gosto.
    A PALAVRA DO CLÃ DE MILICIANOS E DE SEUS LARANJAS É UM RISCO NAGUA. BASTA ALGUÉM CONTESTAR OU BATER FORTE DE FRENTE, QUE VOLTAM ATRÁS COM O RABO ENTRE AS PERNAS.

    • Fran disse:

      O único cabeça dura que não volta atrás quando recebe críticas construtivas, é a cobra de duas cabeças (antiga cascavel) mais honesta do mundo, que com seu insofismável luladrão livre, vai deixando o PT aos frangalhos, para num próximo passo desintegrá-lo. hoje o símbolo de desonestos, cujo PT tinha impichado ao Malufismo, caiu como uma luva na mão do PT, mais bem representada por seu mais ultrajante símbolo, o luladrão. A campanha luladrão livre, além da simbologia da desonestidade, da idolatração de criminosos, deixa um rastro de que enseja o pior pra o país, pois monta uma orquestração com todos, inclusive corrompendo os mais altos graus da república a defender com todo afinco "A IMPUNIDADE". Degradante

    • Filgueira disse:

      Fran…
      Deixa de ser encantado, inocente útil. Nem todo mundo que crítica ou discorda é petista ou eleitor de Lula.
      Acorda alienado.

  2. Carlos Bastos disse:

    Esse tem cara de meliciano

COMENTE AQUI