Televisão

VÍDEO – Ratinho defende Sérgio Reis e condena ‘cancelamento’ : “Quantos artistas alinhados do outro lado do poder falam coisas muito piores e são aplaudidos?”

O apresentador Ratinho saiu em defesa do cantor Sérgio Reis e, ao vivo em seu programa no SBT, disse que acha injusto o que estão fazendo com o sertanejo. “O Sérgio teve um vídeo vazado na internet com uma fala infeliz e ele já disse estar arrependido das palavras que usou. Muita gente está embarcando em uma onda amaldiçoando esse cantor que, aos 81 anos, ficou sem o direito de falar e ser ouvido. Eu não entro nos detalhes se o que ele falou é certo ou errado”, começou Ratinho. “O Brasil hoje não suporta opiniões contrárias. O Sérgio está sofrendo uma perseguição sem igual. Quantos artistas alinhados do outro lado do poder falam coisas muito piores e são aplaudidos? Já vi jornalista falar que queria matar o presidente e não aconteceu nada. Cada um tem sua opinião, respeita a dos outros.”

Sérgio Reis virou assunto nas redes sociais após vazar um áudio em que fala sobre uma manifestação que está sendo organizada para o próximo dia 7 de setembro, na qual irão exigir o voto impresso e o impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O que chamou atenção no áudio foi a parte em que Sérgio disse: “Se em 30 dias eles não tirarem aqueles caras, nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra. Pronto”. Com a repercussão, o cantor passou a ser investigado por incitação à violência e ameaça à democracia e teve seu celular apreendido pela Polícia Federal. As polêmicas declarações do artista fizeram com que muitos fãs começassem a queimar seus discos e os cantores Guarabyra, Guilherme Arantes, Maria Rita e Zé Ramalho cancelaram a participação no próximo DVD de Sérgio. Paula Fernanda é a única artista até o momento que manteve sua participação.

Segundo Ratinho, o intérprete de O Menino da Porteira “fez do seu sucesso porta de entrada para muitos cantores” na vida artística. “Alguns artistas estão anunciando que não vão participar do seu DVD, vi um tal de Guarabyra”, comentou o apresentador, que mandou um recado para o artista. “Guarabyra, você não existe, é bom que você não vá, vai atrapalhar o DVD. Alguns desses cantores não fazem sucesso há muito tempo, mas o Sérgio, com toda generosidade, ia dar oportunidade para que eles voltassem. Tenho a seguinte opinião, se ele falou algo que não devia, deve responder por isso, mas o que não tem justificativa é usar o ódio e não dar direito que ele se defenda.” O comunicador também enfatizou que está ao lado do sertanejo: “Sérgio Reis, quero dizer que você tem meu apoio contra essa verdadeira cruzada do mal que você está sofrendo”.

Jovem Pan

Opinião dos leitores

  1. Esse apresentador medíocre está apenas defendendo as “tetas” generosas onde está mamando.

  2. Com rios de verba pública derramada no programa dele ” péssima qualidade” só podia defender mesmo.

    1. A mamata de dinheiro público acabou talkei! (Na Globolixo acabou… Pq no SBT, Record, Rede TV e para alguns que receberam uma grana alta para defender tratamento precoce e aderir ao negacionismo no MINTO das rachadinhas, a mamata só aumentou)…

    2. Homi, vai correr atrás do ladrão de nove dedos que anda passando vergonha aqui no Nordeste.
      Vc e Mané f.udido.
      Vai atrás dele homi.
      Kkkkkkkkkkkkkkkk
      Deu ruim!!!
      Estado governado pela corja vermelha e o vagabundo falando pras paredes.
      Kkkkkkkkkkkkkkkk
      Ladrão nunca mais.
      Eu já sabia.
      O povo não vota em ladrão.
      Se brincar, nem candidato é, basta abrir a sala secreta do computadozão da justiça eleitoral.
      Kkkkkkkkkkkkkkk
      Morreu boi véi!!!
      Já era!!!!

    3. Mito Show (acho muito criativo os pseudônimos da milícia digital paga que temos por aqui): Cara, quem parece correr (ou pilotar moto – afinal, gasolina tá muito cara para fazer carreata né!) atrás do bandido do MINTO das rachadinhas deve ser vc! Eu não tenho nada a favor nem do presidente inepto, muito menos de Lulaladrão. Também não dependo deles nem de outros políticos para pagar minhas contas, diferentemente de uma corja de gente que fica aqui inventando codinome para merecer a mamata que tem … Mas da mesma forma que a mamata dos petistas acabou a de vocês deve estar pertinho de acabar viu! E cuidado com Xandão… KKKK

    1. O ratinho??
      Se faça de doido!!!
      Kkkkkkkkkkkkm
      Esse povo do pt estão tudo doido, jaja vão chamar urubu de meu lôro.
      Kkkkkkkkkkkk
      E pegue pêia!!
      Vai até 2026 viuuuuu??
      No mínimo!!
      Kkkkkkkkkkkkkkķ

  3. Essa mania de cancelamento vem da época de Dilma na presidência. Eu sempre fui contra. Muita gente achava legal acabar com a imagem de outras através de pré julgamento em redes sociais.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Mario Frias diz que ‘tratar Sérgio Reis como ameaça compromete cultura nacional’

Foto: Reprodução

O Secretário Especial da Cultura do governo Bolsonaro, Mario Frias, foi às redes sociais opinar sobre a investigação envolvendo o cantor Sérgio Reis. Em um post curto, ele diz que “Quando um artista da relevância e da importância do Sérgio Reis é tratado como uma ameaça ao Estado de Direito, isso compromete a cultura nacional, pois não há cultura artística sem liberdade. Deus proteja nossa nação.”

Nesta sexta, o ministro do STF Alexandre Moraes autorizou mandados de busca e apreensão contra o cantor e o outros nove investigados por organizar um ato para o dia 7 de setembro em favor do impeachment dos membros do Supremo e em defesa do voto impresso nas próximas eleições. A decisão também impede que os investigados participem de qualquer evento em ruas e monumentos no Distrito Federal.

Segundo no comando da secretaria, André Porciúncula, secretário de Fomento e Incentivo, replicou o post de Frias em seu perfil no Twitter, repetindo a frase: “Não há cultura sem liberdade!”

Após a divulgação de um áudio em que o cantor sertanejo convoca atos antidemocráticos em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Depois de Gutemberg Guarabyra, famoso pela dupla com o cantor e compositor Luiz Carlos Sá, anunciar que não participará mais do novo disco de Sergio Reis, os cantores Maria Rita e Guilherme Arantes comunicaram ao GLOBO que também deixaram o álbum.

A decisão de ambos acontece diante da divulgação de um áudio em que Sergio, em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), convoca uma paralisação de caminhoneiros e produtores de soja, em setembro, até que o Senado afastasse os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de seus cargos.

O caso é alvo de operação da Polícia Federal, que cumpre mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o cantor Sergio Reis e o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ).

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Essa turma investigada queria provocar um quebra geral. Invadir o supremo e quebrar tudo, tirar os ministros na marra, obrigar o congresso a tomar posições de acordo com o que eles pensam e fazer os militares interferir. Por isso, estão como estão, sendo investigados e podem ser condenados. Existem mecanismos legais para se fazer isso, um foi tomado pelo cagão, embora as razões não sejam nobres, é para impedir investigação da sua turma, mas é legítimo pedir o impedimento de membros do supremo. Agora, tentar levar as pessoas a agirem fora da legalidade, a ameaçar, já passou da medida. O Sérgio chorão da porteira escapou de ir pra cadeia, pelo menos por enquanto.

    1. Vc precisa ler baby, perguntas idiotas só demonstram a qualidade de quem as faz.

  2. Kkkkkk. O gado eh um bicho muito estranho mesmo, vive sendo traído pelo MINTOmaníaco das rachadinhas que descumpriu 99% das promessas de campanha e ainda vem falar de Cultura? Logo esse governo inepto que não investe nem preservar Cultura nenhuma?! Muita cara de pau mesmo … Deixa eu só avisar uma coisa pros que vivem na gadolandia: sem liberdade não há Cultura realmente… Mas sem instituições democráticas (coisa que TODOS os que foram presos pelo STF ameaçaram de alguma forma) , também não há liberdade muito menos Cultura bando de idiotas! O discurso de vcs eh muito fajuto…

    1. Todo mundo xinga presidente, políticos, cidadãos comuns, mas só esses sinistros não podem ser contestados por atos ilegais e até inconstitucionais. Porque? Soltam corruptos, assassinos, traficantes e acham que o povo tem que aplaudi-los? O povo tem direito de questionar a parcialidade deles. Tempos de ativismo judicial com traços de ditadura.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Enquanto o mundo acompanha assustado o terror no Afeganistão, o partido que defende Lula e o Talibã, o PCO, celebra vitória contra o “imperialismo”

Foto: Wali Sabawoon/NurPhoto/Getty Images

O mundo acompanha, assustado, o cenário caótico instalado no Afeganistão com a volta do Talibã ao poder. Por aqui, o Twitter do Partido da Causa Operária (PCO), chama atenção. Além de fazer campanha para o ex-presidente Lula, de defender o voto impresso e de convocar seguidores para se manifestarem contra Bolsonaro, a legenda publica tuítes elogiando a ação do Talibã que, segundo eles, é uma vitória contra o imperialismo.

Neste sábado, 14, o partido rejeitou a ideia de uma terceira via para as eleições de 2022. Segundo eles, uma terceira via seria um golpe contra Lula. “Os golpistas planejam mais um golpe contra o movimento popular e operário. Para evitar a eleição da liderança mais popular do país, querem impor um candidato que substitua Bolsonaro apenas na aparência, mas que preserve seu conteúdo político”, escreveu o PCO com a hashtag #LulaPresidente.

No mesmo dia, a legenda chamou a invasão do Talibã no Afeganistão de grande vitória de todo povo oprimido contra o imperialismo. “Ao bater em retirada, o imperialismo estadunidense revela a crise em que se encontra. Sem sombra de dúvida, o avanço do Talibã representa uma enorme vitória sobre os piores inimigos dos oprimidos de todo o planeta. Pelo fim das ocupações imperialistas”.

Já no domingo, 15, o PCO divulgou comentário de Rui Costa Pimenta, presidente do partido, no qual ele chama a entrada do Talibã no poder de “derrota espetacular do imperialismo”.

Na semana passada, no dia 11, o partido publicou que o voto impresso é um direito democrático dos eleitores. “A imprensa golpista, os políticos da direita e, à reboque da burguesia, a esquerda pequeno-burguesa saíram numa cruzada contra mais um direito democrático da população. Urnas invioláveis, TSE a serviço do povo? Ora, a quem serve a campanha contra o voto impresso?”, questiona o PCO.

Defender a invasão do Talibã no Afeganistão é assustador. Um partido que prega defesa dos direitos humanos deveria saber que muitos desses direitos serão desrespeitados a partir de agora naquele país. É provável que nem Lula queira apoio de um partido que chama de “vitória” a tomada de poder que aconteceu este fim de semana.

Blog Matheus Leitão – Veja

https://veja.abril.com.br/blog/matheus-leitao/o-partido-que-defende-lula-e-o-taliba/

 

Opinião dos leitores

  1. Vocês são ridículos. Bolsonaro apoia a Arábia Saudita que é um país islâmico, não democrático e, que rechaça a participação de mulheres em tudo.

  2. Tanto eles como os bárbaros assassinos que eles defendem são um bando de psicopatas imbecis. Canalhas. Escória vagabunda.

    1. Qual a necessidade de colocar no título “partido que defende Lula”?

  3. “PCO usa hashtag #LulaPresidente, defende o voto impresso e a invasão do Talibã no Afeganistão”
    Esse PCO tá doido, só pode.

  4. Esse povo é doente.. vao matar crianças, homens e mulheres.. muita gente vai morrer de fome ou degolado.. e esses esquerdopatas defendem isso. Doença similar aos que os socialistas nazistas faziam.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Aras opina contra pedido da defesa de Flávio Bolsonaro para arquivar caso das ‘rachadinhas’

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

O procurador-geral da República, Augusto Aras, opinou contra o pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) ao Supremo Tribunal Federal (STF) para arquivar as investigações do Ministério Público do Rio de Janeiro no caso das “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio. O pedido corre sob sigilo no Supremo.

De acordo com informações obtidas pelo GLOBO, Aras afirma, no parecer, não reconhecer as ilegalidades apontadas pelos advogados do filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e diz não ver o constrangimento ilegal alegado pela defesa. Por isso, o procurador-geral da República opinou para que o pedido de habeas corpus seja negado pelo Supremo.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro, as chamadas “rachadinhas” eram o esquema segundo o qual assessores do gabinete de Flávio Bolsonaro, então deputado estadual, devolviam parte da remuneração que recebiam.

No recurso, o advogado Frederick Wassef afirma ao STF que o caso deve ser encerrado porque houve ilegalidades ao longo da investigação — como os relatórios produzidos pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) e compartilhados com o Ministério Público do Rio de Janeiro que embasaram a investigação aberta em 2018.

Os relatórios do órgão de inteligência apontam que no período em que Flávio Bolsonaro foi deputado estadual, funcionários dele devolviam parte dos salários que recebiam. Um dos funcionários seria o ex-assessor Fabricio Queiroz, com uma movimentação atípica de R$ 1,2 milhão.

Em março deste ano, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou dois recursos da defesa do senador que pediam a anulação de provas e decisões judiciais que embasaram a investigação sobre o esquema no antigo gabinete do parlamentar na Alerj.

Ao prosseguir com as apurações, a promotoria obteve judicialmente, em abril e junho de 2019, o direito de afastar os sigilos fiscal e bancário de Flávio e de mais cem pessoas e empresas suspeitas de ligação com os desvios.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Perseguição política. Que seja investigado. No entanto, para ser justo, deveriam investigar quase todos os gabinetes de parlamentares brasileiros, começando pelos que movimentaram valores maiores. Na ALERJ, por exemplo, os valores ditos “suspeitos” do gabinete do então deputado Flávio Bolsonaro foram irrisórios comparados com os demais. O “campeão”, do deputado André Siciliano (do PT, claro), movimentou quase 50 milhões. Mas ele não é filho do presidente Bolsonaro, né?

  2. Pro PGR petista capacho do MINTOmaníaco das rachadinhas ser contrário ao arquivamento deve ser por excesso de provas contra a família rachadinha viu! Aguardando o mugido da gadolandia…

    1. Vc, ze, japi, e seus personagens, tem tudo pra ser beneficiários de rachadinhas.
      Pode transformar em cadeias o Maracanã e todos estádios de futebol do país, que ainda não cabe quem participa e recebe dim dim.
      Tô certo ou estou errado?
      Kkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“Ninguém vai levar o papelzinho para casa. O papel automaticamente é depositado dentro da urna”, diz Bolsonaro, sobre voto auditável, em entrevista ao BG

Foto: Reprodução/YouTube

Em entrevista ao Meio-Dia RN, com o BG, via 96 FM, nesta quarta-feira(04), o presidente Jair Bolsonaro disse que a discussão e decisão sobre o voto auditável será do parlamento, ‘e o que for decidido, será executado, inclusive, com o seu apoio’.

Bolsonaro ainda esclareceu a polêmica sobre o voto auditável.  “Ninguém vai levar o papelzinho para casa. O papel automaticamente é depositado dentro da urna.

O presidente ainda disse que a questão de Barroso é pessoal com ele, e que “não vai ganhar na canetada”, voltando a falar que a decisão cabe ao Congresso.

 

 

Opinião dos leitores

  1. Mas, segundo o projeto, após a apuração, você pode requisitar seu comprovante. Assim a gente pode mostrar para Pastor da igreja em quem votou.

    1. Como vou saber q o q saiu no papel e na urna é o q eu votei? Quero voto auditável para o “futuro voto auditável” q estão sugerindo.

  2. Urna eletrônica no Brasil:
    6 eleições p presidente, 6 p deputado federal ( 513 a cada eleição) e 6 p senador (81 a cada eleição).
    6 eleições p prefeito (mais de 5000 a cada eleição ) e 6 para vereador ( milhares a cada eleição)
    E até hoje não há um único caso de fraude, ou melhor, não há um único indício de fraude.
    Arrumem outro argumento!

  3. Bolsonaro não quer lisura nas eleições coisa nenhuma. Na verdade está ciente da possibilidade concreta de perder a eleição e deseja claramente tumultuar. Já tem dois discursos preparados caso esse tal de voto impresso seja aprovado. Primeiro, se ganhar irá dizer que só foi eleito porque o voto foi impresso. Segundo, se perder irá questionar o resultado. Isso está claro!

  4. O bolsonaro quer o voto impresso, mas impõe sigilo de 100 anos para a movimentação de seus filhos no planalto. É hipocrisia ou sacanagem mesmo?

  5. A nota do TSE sobre “voto impresso auditavel” é muito clara sobre a possibilidade de fraude no voto eletrônico:

    0% de chance e enorme chance de fraude para o voto impresso.

    Na realidade, Bolsonaro quer dois resultados diferentes: um resultado para DIGITAL e outro para IMPRESSO .

    Quer desacreditar o sistema.

    Basta uma urna ser diferente do impresso em comparação ao DIGITAL , depois dos bolsonaristas alterarem alguns votos impressos e assim coloca em todas as redes bolsonaristas (inclusive blogs alinhados).

    Consequência: o sistema eleitoral cai em descrédito, mas em virtude da fraude na adulteração do impresso.

    Essa é luta imbecil dos “patriotas”. Investimento bilionário (quase 500 mil impressoras e novas urnas) para o objetivo ser o oposto do que se propõe: fraudar as eleições e desacreditar o sistema.

    1. Precisa ser muito gado pra não entender que o MINTOmaníaco das rachadinhas sabe que vai perder as eleições de 2022 e está somente procurando inventar desculpas pra dar o golpe quando sair o resultado… Trump tentou o mesmo nos Estados Unidos e o retardado daqui quer tentar o mesmo com os generais pé de chinelo (mais uns que são corruptos mesmo) do governo dele…

    2. Presidente auditável Já. Como vou ter certeza q o Bozó quer o bem do país se não faz nada que preste.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Barroso e ex-presidentes do TSE divulgam nota em defesa do modelo de eleições do Brasil

Foto: André Rodrigues/Arquivo/Gazeta do Povo

Ex-presidentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desde 1988 divulgaram nesta segunda-feira (2) uma nota em defesa do modelo de eleições no Brasil.

A nota também é assinada pelo atual presidente do TSE, ministro Luis Roberto Barroso, e pelo vice, Edson Fachin.

A manifestação do atual e dos ex-presidente do TSE ocorre em um momento em que o presidente da República, Jair Bolsonaro, decidiu colocar em dúvida as urnas eletrônicas. O próprio Bolsonaro já admitiu que não tem provas, mas mesmo assim tenta emplacar o voto impresso.

Na nota, os ministros ressaltam que a volta da contagem manual seria um regresso a um cenário de “fraudes generalizadas”.

“A contagem pública manual de cerca de 150 milhões de votos significará a volta ao tempo das mesas apuradoras, cenário das fraudes generalizadas que marcaram a história do Brasil”, afirma um trecho do texto.

A nota lembra ainda que a urna eletrônica é usada nas eleições desde 1996 e nunca houve fraude.

“Jamais se documentou qualquer episódio de fraude nas eleições. Nesse período, o TSE já foi presidido por 15 ministros do Supremo Tribunal Federal. Ao longo dos seus 25 anos de existência, a urna eletrônica passou por sucessivos processos de modernização e aprimoramento, contando com diversas camadas de segurança”, dizem os ministros.

Os ex-presidentes do TSE e a atual cúpula da Corte ressaltaram que o voto eletrônico é, sim, auditável, ao contrário do que prega Bolsonaro a seus aliados.

“As urnas eletrônicas são auditáveis em todas as etapas do processo, antes, durante e depois das eleições. Todos os passos, da elaboração do programa à divulgação dos resultados, podem ser acompanhados pelos partidos políticos, Procuradoria-Geral da República, Ordem dos Advogados do Brasil, Polícia Federal, universidades e outros que são especialmente convidados. É importante observar, ainda, que as urnas eletrônicas não entram em rede e não são passíveis de acesso remoto, por não estarem conectadas à internet.”

Íntegra

Veja a íntegra da nota:

Nota pública

O Presidente, Vice-Presidente, futuro Presidente e todos os ex-Presidentes do Tribunal Superior Eleitoral desde a Constituição de 1988 vêm perante a sociedade brasileira afirmar o que se segue:

1. Eleições livres, seguras e limpas são da essência da democracia. No Brasil, o Congresso Nacional, por meio de legislação própria, e o Tribunal Superior Eleitoral, como organizador das eleições, conseguiram eliminar um passado de fraudes eleitorais que marcarama história do Brasil, no Império e na República.

2. Desde 1996, quando da implantação do sistema de votação eletrônica, jamais se documentou qualquer episódio de fraude nas eleições. Nesse período, o TSE já foi presidido por 15 ministros do Supremo Tribunal Federal. Ao longo dos seus 25 anos de existência, a urna eletrônica passou por sucessivos processos de modernização e aprimoramento, contando com diversas camadas de segurança.

3. As urnas eletrônicas são auditáveis em todas as etapas do processo, antes, durante e depois das eleições. Todos os passos, da elaboração do programa à divulgação dos resultados, podem ser acompanhados pelos partidos políticos, Procuradoria-Geral da República, Ordem dos Advogados do Brasil, Polícia Federal, universidades e outros que são especialmente convidados. É importante observar, ainda, que as urnas eletrônicas não entram em rede e não são passíveis de acesso remoto, por não estarem conectadas à internet.

4. O voto impresso não é um mecanismo adequado de auditoria a se somar aos já existentes por ser menos seguro do que o voto eletrônico, em razão dos riscos decorrentes da manipulação humana e da quebra de sigilo. Muitos países que optaram por não adotar o voto puramente eletrônico tiveram experiências históricas diferentes das nossas, sem os problemas de fraude ocorridos no Brasil com o voto em papel. Em muitos outros, a existência de voto em papel não impediu as constantes alegações de fraude, como revelam episódios recentes.

5. A contagem pública manual de cerca de 150 milhões de votos significará a volta ao tempo das mesas apuradoras, cenário das fraudes generalizadas que marcaram a história do Brasil.

6. A Justiça Eleitoral, por seus representantes de ontem, de hoje e do futuro, garanteà sociedade brasileira a segurança, transparência e auditabilidade do sistema. Todos os ministros, juízes e servidores que a compõem continuam comprometidos com a democracia brasileira, com integridade, dedicação e responsabilidade.

Ministro LUÍS ROBERTO BARROSO
Ministro LUIZ EDSON FACHIN
Ministro ALEXANDRE DE MORAES
Ministra ROSA WEBER
Ministro LUIZ FUX
Ministro GILMAR MENDES
Ministro DIAS TOFFOLI
Ministra CÁRMEN LÚCIA
Ministro RICARDO LEWANDOWSKI
Ministro MARCO AURÉLIO MELLO
Ministro CARLOS AYRES BRITTO
Ministro CARLOS MÁRIO DA SILVA VELLOSO
Ministro JOSÉ PAULO SEPÚLVEDA PERTENCE
Ministro NELSON JOBIM
Ministro ILMAR GALVÃO
Ministro SYDNEY SANCHES
Ministro FRANCISCO REZEK
Ministro NÉRI DA SILVEIRA

Blog do Valdo Cruz – G1

 

Opinião dos leitores

    1. Por que o medo?
      Dizem que nunca houve fraude.
      Pode não ter havido.
      Mas também fica difícil provar.
      Dizer que outros países desenvolvidos que imprimem o voto não passaram pelo mesmo processo histórico é conversa para boi dormir.
      Todos os outros países estão errados?
      Falaram na legislação e no congresso.
      Em 2015, o Congresso aprovou a impressão do voto.
      O STF não deixou.
      Por que tanto medo?
      Não cabe ao TSE ou ao STF decidirem como será a eleição.
      Quem decide é o povo e o congresso.
      Por que ministros tentam interferir no livre exercício do poder legislativo e foram convencer parlamentares a mudar de voto?

  1. Até ontem, o sistema era inquestionável.
    Coincidentemente, depois que Bolsonaro caiu nas pesquisas, as urnas passaram a ser passíveis de fraude.
    É o famoso FATO NOVO, pra justificar a derrota!

    1. Engano seu idiota, já ocorreram três PECs tentando mudar essa situação e transformar o sistema mais seguro, se não vai transformar o sistema mais seguro para todos, qual o prejuízo? Acredito que esse medo é por ter algo errado.

    2. Primeiro.
      Não caiu nas pesquisas, só na foia de São Paulo.
      Segundo. O ladrão tá solto.
      Entendeu??
      Ou quer que desenhe??
      As urnas tem que ser auditadas e ponto final.

  2. Era só o que faltava.
    Esses togados sem votos querer mandar no nosso voto.
    Eu quero o meu voto contado pra Bolsonaro, tem que cair na urna pra ser auditavel.
    Ponto final.
    Chega de sacanagem no Brasil.
    Arroche meu presidente.
    Ô véi corajoso da gota serena.

  3. Só QUERO ENTENDER QUE, SE O PROCESSO ELEITORAL NO BRASIL É LIMPO E HONESTO E A PROVA DE FRAUDES, QUAL O PROBLEMA DE TER O COMPROVANTE IMPRESSO, QUE NÃO VIRÁ PARA MÃO DO ELEITOR SERVINDO TÃO SOMENTE PARA CASOS DE AUDITORIA. OUTRA COISA, SE O VOTO É UM ATO DEMOCRATICO PORQUE A APURAÇÃO TEM QUE SER FEITA AS ENCONDIDAS DOS OLHOS DO POVO. ASSIM COMO A MEGA SENA É TRANSMITIDA EM REDE NACIONAL ASSIM TEM QUE SER A APURAÇÃO. TRANSPARENCIA É O NOME. AGORA ELES SABEM QUE NÃO É ASSIM.

  4. A fraude tá na cara ao ponto divulgarem Fake News.
    É mentira que tenha que contar os votos manual.
    O sistema continua do mesmo jeito, o que muda é a impressora na urna para imprimir o voto, para CASO SEJA PRECISO CONTAR OS VOTOS TER COMO, hoje não tem como verificar .
    Se mudar os votos lá na sala cofre, como parece ter sido mudado na eleição de Aécio e o primeiro turno de 2018, ja era, já foi meu camarada, a brejeira fica aplicada e vc não tem como verificar.
    Esses caras estão de sacanagem.
    Meia dúzia de sem votos, mandando nos votos do povo.
    Isso não pode.
    Voto auditado já!!!!!
    Ou faz limpa, ou não tem.
    Bolsonaro tá certíssimo mais uma vez.

  5. alguem sabe explicar esse temor do voto ser auditavel, chegando ao ponto desse ministro fazer um papel ridiculo deste, ele é quem deveria deixar claro para acabar as suspeitas , ai ele faz o contrario gerando mais desconfiança da população , realmente nimguem sabe qual o intere$$e de deixar a eleição sob suspeita

    1. Só canhoto.
      Vcs estão de brincadeira??
      Querer empurrar goela abaixo um ex presidiário pra presidente do Brasil.
      Vai roubar de novo e financiar ditaduras com o nosso dinheiro.
      Ta bêbado???

  6. Bolsonaro é tão louco e miliciano quanto Lula é honesto.
    Só a esquerda e aqueles que devem favor a políticos da esquerda, devido ao aparelhamento estatal, são contra o voto auditável em papel, são contra o direito de auditar o voto de forma simples e ao alcance das pessoas, sem necessidade de ser através de especialistas em computação.
    Se a esquerda quer tomar o poder, sem ser pelo voto, a direita tem todo direito de exigir eleição limpa e auditável. Se não for assim, que a corda arrebente de vez e acabe com esse golpe que estão tentando impor ao Brasil.

  7. Bem na eleição que Bolsonaro ganhou os ministros estavam com raiva do PT.Agora estao desgotosos com Bozo.será por isto?hum!

  8. Boa parte desses ministros presidiram eleições no sistema antigo de voto totalmente manual. Como é que podem atestar que as urnas eletrônicas, que na época nem existiam, são confiáveis?

    1. Pesquise omi, o voto eletrônico começou em 1996… Faz somente 25 anos sabia?

  9. O Brasil esta vigilante e ativo por seus interesses cívicos e patriotas. Uma patota desta envergadura assinando contra o voto auditáveis é para desconfiar, todos sem a menor credibilidade.

  10. Interessante ver que esses doutores em informática togados com tanta preocupação em barrar uma auditoria acessível ao povo do voto. Uma auditoria simples, onde o voto da urna possa ser comparado com o resultado do computador central, conferindo voto a voto.
    A primeira mudança estranha imposta pelo TSE foi centralizar toda apuração em 01 único computador, retirando os resultados dos TRE nos estados.
    A segunda foi fazer a apuração numa sala fechada com o resultado sendo apresentado no final.
    Agora vem toda essa campanha institucional contrária a transparência numa auditoria simples, de fácil conferência pelo papel. As desculpas são as mais esfarrapadas possíveis.
    Segundo a Constituição Federal, o poder emana do povo e quem se coloca contra a vontade do povo está impedindo o processo democrático.
    Qual a razão de tanta reação contra auditoria aberta, simples e contabilizada voto a voto? As reações contrárias as incontáveis manifestações do povo em favor do voto auditável, no papel, beira ao autoritarismo.

    1. Beira ao autoritarismo não, é atitude de ditador mesmo. Em países que presam pela democracia não se vê isso.

  11. La Garantia Soy Jo… ano que vem o TSE está nas mãos de Xandão, o cara das conexões obscuras e ligações perigosas. Pode deixar que vamos confiar.

  12. O presidente e seus filhos sempre foram eleitos desde e sempre através do atual sistema de votação, e agora é que está contestando? Será se ele já está certo que Rachadinha, dinheiro de Corrupção do lider do governo, do sales, do centrão e superfaturamento de vacinas não serão suficiente pra reverter a derrota e tenta através dessa teoria, se perpetuar como presidente? Não tem outra resposta. Luladrão até comemora pra voltar em peso com sua quadrilha. Entretanto tem a terceira via, e muita água pra passar por debaixo da Ponte, o povo não vai entregar o país a essas quadrilhas não, quem viver verá.

  13. Após ver essa relação chego a conclusão que realmente o voto tem que ser impresso. Se isso está incomodando essa casta é porque algo está errado. Voto Impresso já.

    1. Não está incomodando, ele é presidente do TSE têm a obrigação de mostrar o sistema, já quem têm tantos imbecís no Brasil. Esse presidente e filhos foram eleitos com essas urnas eletrônicas, na verdade essa corja só sabe criar tumulto, e o gado vai na onda do berrante. Gente idiota. Às urnas são seguras!!!

    2. Né isso gadolino! Ainda bem que temos um presidente que eh contra a casta do centrao corrupto e dos militares patriotas que ganham mais de 100 mil por mês … Ops…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

VÍDEO: Randolfe defendia compra da Covaxin sem licitação e exigindo agilidade e urgência da Anvisa

Circula nas redes sociais nesta segunda-feira(19) um vídeo do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), defendendo a compra da Covaxin sem licitação e exigindo agilidade e urgência da Anvisa. Uma contradição em tempos de CPI da Pandemia.

Vídeo abaixo:

Opinião dos leitores

  1. Fernando, pode repetir o nome! Só muda o comentário! Não precisa se passar por nordestino. Tá manchando o nome dos que fazem parte dessa bela região. Kkkk

  2. Saltitante é uma beleza, coerência em pessoa, a pouco tempo estava descendo o lanho em Renan, agora são amigos de circo. Por sinal a sua vida é mudar de lado.

  3. Mudou muito o discursso em Sr. Randolfe Rodrigues,nem parece o cão raivoso da CPI ,que ladra pra os quatro cantos que a compra era pra ter percorrido todos os trâmites,blá,blá,blá quem tá assistindo a CPI fica sem acreditar nesse vídeo. Lixo esquerdista!

  4. Conta outra BG, quer jogar pra quem? Quer quem tem haver compra com dispensa de licitação (dispositivo previsto na lei 8666) com tratativas de superfaturamento proporcionada por membros do governo?

  5. Não vi nada nesse vídeo, apenas ele é a favor de comprar vacina , comprar vacina que o MS se negou a comprar . Não tem nada haver de ser superfaturada

    1. Vai estudar verbos! Tinha que ser esquerdista tapado. Pode ser que haja algum entendimento kkk

  6. Comprar com agilidade é diferente de pagar propina. Agilidade, óbvio, se buscava, ou ia esperar o presidente matar ainda mais gente com a letargia e o soluço dele?

    1. E comprou? Recebeu ? Pagou ? Foi superfaturado aonde ?TCU aprovou ! O Brasil ia pagar o mesmo valor de outros países, a Índia msm afirmou! Esquerda é só na narrativa do colar, colou. Adorador de bandido, ladrão, presidiário de nove dedos, esse sim, roubou bilhões!

    2. Agilidade igual aos respiradores, né? Por Falar nisso… Cadê o gabas?

  7. Aos poucos o circo vai baixando a empanada.
    O Brasil todo já tá sabendo pra que serve essa CPI.
    Só pra fazerem cachorradas, humilhar pessoas de bem.
    Basta vê o naipe dos integrantes, só vagabundos bandidos intimidando gente, pessoas de boa índole sem nenhum processo.
    Já pensou um general honrrado cheio de estrelas, ter que ta dando satisfações, explicações para uns sujeito igual a esses mais sujos do que poleiro de galinha.
    É foda!!!!
    Pqp…

  8. Tem reunião do senador com empresas negociando? O senador contactou intermediarios para compra de vacinas? Querer facilitar a compra de vacinas era o desejo de todo o povo brasileiro. Todo e qualquer político com compromisso com o combate a pandemia, desejava isso. Menos o presidente e sua turma que boicotaram as ofertas do butantan e da Pfizer. Agora sabemos que vacina para eles só com propina. As fonts desse blog já foram melhores, pois estão apelando até para as redes bolsonaristas, claramente envolvidos em fake news, sendo inclusive investigadas pela PF e pelo supremo. Não tem como o presidente e seu governo se livrarem das falcatruas. Essas tem reuniôes, citaçoes, gravações, Cabo, soldado, coronel, general, ministro, reverendo, presidente, mulher do presidente, filho do presidente, diretos ou indiretamente suspeitos. Só os bichos de chifres acreditam.

    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk;vc é um doente mesmo!

    2. Quanta narrativa inútil, não houve uma única compra, um único pagamento, uma única despesa realizada. Tentativa de corrupção sempre existirá onde houver grandes recursos, mesmo no setor privado sempre existirá alguém querendo ser mais esperto.
      O que torna um governo corrupto é a falta dos controles internos para evitar a consumação dos desvios, e isso está funcionando perfeitamente no atual governo, que segue sem qualquer caso de corrupção consumada.
      O ridículo é criticarem o governo por ter servidores identificando problemas nos contratos, quando a missão deles é exatamente esta, e é o que faz com que o governo siga sem nenhum caso de desvio de recursos públicos.
      Procure se informar mais sobre administração pública.
      DESVIO DE RECURSOS PÚBLICOS ocorreu foi no consórcio NORDESTE, quase 50 MILHÕES sumiram deixando a população sem respiradores. Isso sim foi uma vergonha.

    3. Cesar Bomone: O crime de Corrupção não admite a modalidade TENTADA. Logo, uma vez prometida à vantagem indevida, o crime estará consumado! Então, no caso da compra da vacina que o governo do MINTO das rachadinhas ia comprar SUPERFATURADA e com PROPINA, independentemente de ter sido paga ou não, o CRIME DE CORRUPÇÃO está COMETIDO! Basta pesquisar …

    1. Comprar vacinas, não uma superfaturada, não com propina!! Comprar vacinas que o governo não queria comprar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Eike Batista dá calote e advogados abandonam sua defesa

Foto: Jorge WilliamJorge William | Agência O Globo

Escritórios de advocacia que trabalhavam nos casos de Eike Batista abandonaram a defesa do empresário nas últimas semanas. O motivo é que, há meses, Eike não paga as três bancas que o atendiam.

O calote despertou nos advogados o receio de que o empresário não honre, inclusive, os pagamentos do acordo de delação que firmou ano passado com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Na negociação, foi acertado o pagamento de R$ 800 milhões pelo empresário. Eike chegou a ser preso e, hoje, seu caso corre no Supremo Tribunal Federal, porque a delação firmada por ele envolve pessoas com foro privilegiado.

Procurado pela coluna, Eike Batista disse por meio de sua nova defesa, conduzida pelo advogado Bruno Fernandes, que mudou de escritório “por entender que, estrategicamente, era o melhor para a representação de seus interesses”. Ele não comentou as dívidas com sua antiga defesa. Em relação a eventuais obrigações com qualquer órgão público, o empresário afirma que “as quitará oportunamente, como sempre fez até hoje”.

Bela Megale – O Globo

Opinião dos leitores

  1. O caso dele “corre” no STF? Ah, então ele não deve se preocupar. Os advogados não serão necessários. Os próprios ministros do STF acharão alguma “marmota jurídica” para inocentá-lo. Talvez algum dos ministros chore durante o julgamento. Enfim, Brasil, país da IMPUNIDADE.

  2. Esse tipo de gente foi beneficiada pelo roubalheira dos governos do PT. Levou bilhões do BNDES e não vai pagar. Eram os “campeões” do PT.

    1. Nisso concordo com vc… Fora o que foi financiado pelo BNDES no exterior como em Cuba, Venezuela…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Defesa de DJ Ivis entra com pedido de liberdade e diz que o músico está sem regalias na cadeia

Foto: Reprodução/Instagram

O advogado do DJ Ivis, André Quezado, entrou com um pedido de liberdade para o produtor musical que foi preso na última quarta-feira (15), acusado de violência domiciliar contra a ex-esposa Pamella Holanda.

As informações foram divulgadas pela UOL. Segundo o portal, a defesa do produtor musical disse que entrará com uma solicitação de conversão da prisão preventiva em medidas cautelares, como o uso de tornozeleira.

André Quezado ainda confirmou ao veículo que o músico está dividindo cela com outros pesos que estão respondendo pelos mesmos crimes de agressão domiciliar.

“Ele está com o abalo emocional, continua em cela comum, a alimentação dele é igual a fornecida aos outros presos. Ele não tem privilégio nenhum”, contou o advogado ao UOL, garantindo que DJ Ivis não está desfrutando de qualquer regalia.

PROTESTOU

Xuxa Meneghel se manifestou nas redes sociais nesta quinta-feira (15) sobre a prisão do DJ Ivis, acusado de agredir duramente a ex-esposa, Pamella Holanda.

A prisão aconteceu no Ceará, no início da noite da quarta-feira (14). Durante as investigações por crime de violência doméstica, a Justiça decretou a prisão preventiva do produtor musical.

Indignada com o caso, a apresentadora soltou os cachorros e se adiantou sobre as possíveis atribuições que o músico pode receber.

Contigo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Braga Netto reafirma defesa da harmonia entre os poderes

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Após nota polêmica divulgada pelas Forças Armadas e o Ministério da Defesa na quarta-feira (7) causar mal estar com o Legislativo, o general e ministro da Defesa, Braga Netto, afirmou nesta sexta-feira (9) que as Forças prezam pela harmonia entre os poderes.

Em discurso em Pirassununga (SP), durante entrega de espadins aos cadetes da turma Arion da Academia da Força Aérea Brasileira, disse “que as Forças Armadas continuarão com fé em suas missões constitucionais como instituições nacionais permanentes, com base na hierarquia e da disciplina, sob autoridade suprema do presidente da República”.

“Para assim assegurar a defesa da soberania, a independência e harmonia entre os poderes e a manutenção da democracia e da liberdade do povo brasileiro, a quem devemos servir e buscar o bem comum. Brasil acima de tudo.”

No meio da semana, o Ministério da Defesa e as Forças Armadas emitiram uma nota oficial repudiando declarações do presidente da CPI da Pandemia, o senador Omar Aziz (PSD-AM). Segundo o comunicado, ele “desrespeitou” os militares e “generalizou esquemas de corrupção”. A nota foi considerada desproporcional por parte dos legisladores.

Omar Aziz (PSD-AM) havia dito, durante a CPI da Pandemia, que “os bons das Forças Armadas devem estar muito envergonhados com algumas pessoas que hoje estão na mídia, porque fazia muito tempo, fazia muitos anos que o Brasil não via membros do lado podre das Forças Armadas envolvidos com falcatrua dentro do governo”.

No mesmo dia, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), botou panos quentes no conflito. “Quero aqui, em nome do Senado Federal, render o meu mais profundo respeito ás Forças Armadas, ao Exército, à Marinha, à Aeronáutica, cuja previsão constitucional haverá de ser sempre observada por todos nós.”

Presidente presente

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou do evento, mas não discursou. Também estava presente o vice-presidente da república Hamilton Mourão (PRTB), marcando uma rara aparição conjunta dos dois.

Ainda na comitiva presidencial, estavam nomes como os ministros Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil; Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia e Inovações; Augusto Heleno, do Gabinete do Segurança Institucional (GSI); e Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Mourão…assume essa bagaça logo…
    E manda o mentiroso da casa de vidro para o manicômio(ele tá desesperado e louco) por uma temporada junto com Carluxo…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Defesa da Precisa reúne documentos e aponta contradições de Luís Miranda sobre Covaxin

Foto: Vishal Bhatnagar/NurPhoto via Getty Images

A defesa da Precisa Medicamentos, que atuou na venda da Covaxin ao governo federal, reuniu novos materiais que apontam contradições do deputado Luís Miranda (DEM-DF) sobre os documentos que ele teria apresentado ao presidente Jair Bolsonaro como prova de irregularidades na contratação da vacina indiana.

Os advogados do empresário Francisco Maximiano, dono da Precisa, avaliam apresentar os novos elementos à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal no Distrito Federal, que abriram investigações sobre a aquisição da Covaxin.

A compra do imunizante produzido pela Bharat Biotech é um dos principais focos da CPI da Pandemia e o ponto central do inquérito instaurado no STF (Supremo Tribunal Federal) para apurar eventual crime de prevaricação pelo presidente.

No domingo (4), o deputado afirmou em vídeo em suas redes sociais que, no encontro que teria tido com Bolsonaro no dia 20 de março, o presidente não chegou a olhar os documentos apresentados por ele e pelo irmão, e pelo servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda. Segundo o parlamentar, Bolsonaro somente verificou matérias publicadas na imprensa sobre o grupo empresarial contratado pela pasta para o fornecimento da vacina.

A mudança no discurso de Luís Miranda acontece depois de o empresário Francisco Maximiano enviar, na semana passada, documentos e um vídeo à CPI da Pandemia, na qual acusa o deputado de ter mentido à Comissão Parlamentar de Inquérito. Como antecipou a CNN, o dono da Precisa informou ao colegiado que os irmãos Miranda não teriam como ter levado a invoice a Bolsonaro em 20 de março, porque o documento só foi enviado ao Ministério da Saúde dois dias depois, em 22 de março.

“Eu não vou defender se a invoice estava ou não estava conosco quando levamos [os documentos] para o presidente. É desnecessário. Se alguém perguntar pra gente, a gente vai dizer assim: ‘Levamos os documentos que estavam na pasta’. Até porque o presidente não olhou nada disso. O presidente focou nas matérias que já falavam quem era esse grupo econômico”, afirmou Miranda, em referência a reportagens publicadas na imprensa sobre outras situações de supostas irregularidades envolvendo a Precisa e outra empresa de Maximiano, a Global Gestão em Saúde.

À CPI, Luís Miranda havia dito que ele e o irmão tinham levado a invoice ao presidente no dia 20 de março.

“Apresentamos pra ele [Bolsonaro] a LI [Licença de Importação], no caso, a LI, não, uma invoice, que até aquele momento era a invoice que queriam que assinasse”, afirmou o deputado no depoimento.

No vídeo publicado no domingo, Luís Miranda também apresenta uma versão que não foi passada aos senadores durante o depoimento. Depois que Francisco Maxiamo disse que nunca colocou o invoice dentro de um link dropbox, como havia dito o irmão do deputado, agora Luís Miranda diz que, na verdade, o documento foi colocado em pen drive no sábado, antes do encontro com Bolsonaro.

“Eles [a Precisa] encaminharam um pen-drive na manhã de sábado com todos os documentos. É o que eu fiquei sabendo, hein, Max?”, diz o deputado no vídeo, em referência a Maximiano, que também é chamado por Miranda de “mau caráter, mentiroso e sociopata”.

CNN Brasil

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO: Vereador Robério Paulino diz que as manifestações da esquerda são justas e da direita são para ‘debochar’

O vereador em Natal, professor Robério Paulino(PSOL), opinou nesta quarta-feira(02) sobre as manifestações da esquerda em tempos de pandemia. Na ocasião, fez a defesa e criticou as realizadas pela direita no país. Veja abaixo vídeo:

Opinião dos leitores

  1. Isso mostra como o ensino no Brasil está e sempre foi com ideologias de esquerda, faça o que eu digo não faça o que eu faço. Pura hipocrisia mostra a qualidade de professores que temos por isso que a educação do país só declina, professores que estão em sala de aula para fazer politica e não ensinar, ele acha que todos são alienado como ele.

  2. Hipocrisia, mentiras e um retumbante fracasso. Afora os “sem noção” de sempre, os já convertidos e saudosos das “boquinhas” perdidas, o povo brasileiro está entendendo o que se passa. E quando se vê idiotas úteis e gente mal intencionada demonstrando a intenção de serem governados por um vigarista, canalha, cachaceiro, analfabeto, sem escrúpulos, mentiroso, preguicoso, vagabundo, corrupto e lavador de dinheiro, a coisa fica ainda mais explícita. A escolha será mais uma vez entre Bolsonaro ou o caos. É só olhar prá Venezuela e agora prá Argentina.

  3. A manifestação da esquerda foi uma atitude desesperada contra um governo que mata deliberadamente a população. Que venham outras e outras. Parabéns Robério pela sua coragem!

    1. Cala boca Teresa Maaaaagda, de nobre vc não tem nada, mais de burra vc tem muito. A ótica e aglomerar mais, para morrer mais? Desespero para morrer? Vc não pode ter família ou filhos, se tiver doe, vc é infame torpe e não representa o espírito das grandes mulheres.

  4. Interessante como a direita se assanha quando alguém fala a verdade. O professor está corretíssimo

  5. Bonito ver os comentários de trabalhadores apoiando o genocida que só retira seus direitos

    1. E a reforma da previdência estadual, feita pela governadora Fátima do PT? E as duas reformas da previdência feitas pelo bandido de 9 dedos? O seu caso é de ignorância ou má fé?

  6. Aproveite o seu primeiro é último mandato e de quebra sua primeira e última vez em um mandato, fraco ao extremo. Kkkk

    1. O primeiro de muitos, eleito com o voto de pessoas conscientes

  7. Deboche/ódio/pornografia/vandalismo/profanação da crença religiosa dos brasileiros sãos os ítens mais presentes
    nas manifestações de esquerda. É vergonhoso. Esse Senhor deve sofrer de cegueira por conveniência. A maioria dos participantes são manipulados e robotizados. Nem sabem porque estão protestando. Mas numa manifestação o número de participantes é o que importa para a esquerda. Mesmo assim, esse número caiu drasticamente na última manifestação.

  8. Esse vereador esquerdopata esta completamente equivocado, é ao contrario, o povo de direita são pessoas do bem, são patriotas, famílias, jovens, crianças, idosos e trabalhadores. agora essas esquerda só tem baderneiros, torcidas organizadas, drogados, bandidos, mulheres nuas; homens nus, essa é a turma da pesada, as imagens estão ai para todo mundo ver. Contra fatos não há argumentos.

  9. Sou contra manifestações durante a pandemia, seja ela de direita, esquerda, centro: O erro dos seguidores do MINTO não justificam outros grupos de promover manifestações…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CPI da Covid: Nise Yamaguchi defende tratamento precoce baseado em ‘ciência profunda’ e diz que ‘não se pode impedir médico de dar opinião’; imunologista desconhece suposto ‘gabinete paralelo’

Foto: Reprodução

A CPI da Pandemia ouve neste momento a médica Nise Yamaguchi, oncologista e imunologista, que defende o chamado “tratamento precoce” para a Covid-19. O depoimento, previsto para começar às 9h, foi iniciado por volta das 10h10.

Funcionária do Hospital Israelita Albert Einstein, Nise tem 62 anos e chegou a ser cotada para o cargo de ministra da Saúde após a demissão de Luiz Henrique Mandetta, em abril de 2020, e no mês seguinte, quando Nelson Teich deixou o comando da pasta, 29 dias após sua nomeação.

Frases em destaque da médica durante a CPI:

“Isso é baseado em ciência e uma ciência bastante profunda [sobre o tratamento precoce]”.

“Não podemos impedir os médicos de exprimir sua opinião. O grande inimigo comum é o vírus, é a mortalidade”.

Resumo de CPI da Pandemia:

Médica diz não integrar e desconhecer existência de gabinete paralelo

Perguntada se fazia parte de um suposto gabinete paralelo de aconselhamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre assuntos relacionados à pandemia à margem do Ministério da Saúde, Nise disse desconhecer a existência de tal estrutura.

“Eu desconheço um gabinete paralelo e muito menos que eu integre qualquer gabinete paralelo”, afirmou.

“Eu sou uma colaboradora eventual e participo junto com os ministros de Saúde, deixei bem claro, como médica, cientista, chamada para opinar em comissões técnicas, em reuniões governamentais, reuniões específicas com setores do Ministério da Saúde”, completou.

Ela disse ainda que nunca levou para essas reuniões com Bolsonaro sua defesa de tese da imunidade de rebanho.

“Não, nunca discuti imunidade de rebanho com ele. Na realidade, tive poucos encontros. O que eu tenho são posições públicas, que são bastante detalhadas e muito bem estruturadas, baseadas na ciência daquele momento.”

Imunidade de rebanho era pertinente em junho de 2020, defende Nise

O relator da CPI exibe dois vídeos em 2020 em que Nise defende a retomada de atividades e a imunidade de rebanho, associada ao tratamento dos casos de Covid-19 e da vacinação. Na sequência, questionou se ela mantinha essa posição atualmente.

“A resposta não é simples porque a imunidade de rebanho tem sido declarada como ir para as ruas, fazer a convivência normal e isso gerar a imunidade absoluta. O que estou dizendo é que a imunidade de rebanho é um fato, não deve ser interpretada”, disse Nise.

Renan insistiu na pergunta, querendo saber se ela mantinha sua opinião. “Estou dizendo que a resolução daquela época, em junho passado, tínhamos uma realidade diferente. Imaginávamos que uma segunda, terceira onda, viria com o mesmo vírus. Para aquele momento, a discussão era pertinente”, explicou a especialista.

Ela disse também que não retira o que falou por que “para aquele momento era bastante conveniente e necessária a discussão”. Nise também falou que nunca defendeu a imunidade de rebanho apenas pelo contágio natural da doença.

“Não só a natural, a vacinal também. Eu citei ali, está claro, eu falava que as vacinas também fariam parte daquele momento. E mais, que o tratamento precoce e imediato também seria parte, que é o que eu preconizo.”

Nise diz que busca de novos tratamentos norteou vida profissional

Em sua exposição inicial, antes de ser questionada pelo relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL), Nise afirmou que a vontade de “buscar novos horizontes e novos tratamentos” fez parte de sua vida profissional.

“Tudo isso para dizer que estou à disposição do nosso país. Não estou aqui para defender um governo, estou aqui para defender o povo brasileiro com relação às ações que considero importantes”, afirmou.

“Tenho sido conhecida pela minha defesa em prol do tratamento imediato. Isso é baseado em ciência e uma ciência bastante profunda, em que temos artigos científicos publicados (…) Imagina você ter um médico que, depois, o mundo inteiro desacredita? Em prol dessa confiança que procuramos o senador Omar Aziz para conversarmos neste sentido.”

“Queria me antecipar e colocar os dados científicos antes da discussão política. Meu objetivo é estar aqui como perita técnica, como médica e como convidada”, concluiu.

O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), esclareceu que o depoimento de Nise é na condição de convidada, apesar dela ter aceitado fazer o juramento se comprometendo a falar toda a verdade aos questionamentos da comissão – como é obrigatório a quem é convocado pela CPI.

“Caso haja algum senador não satisfeito com as respostas, aí, sim, faríamos uma convocação”, disse Aziz.

Governistas reclamam de alteração na agenda da CPI

Senadores governistas, como Marcos Rogério (DEM-RO) e Eduardo Girão (Podemos-CE) questionaram a mudança da agenda da CPI, com o cancelamento da participação de médicos a favor e contra o uso da cloroquina na quarta-feira (2) para adiantar o depoimento de Luana Araújo, que ficou apenas dez dias no cargo de secretária extraordinária de enfrentamento à Covid, no Ministério da Saúde.

“Essa é uma forma desrespeitosa de tratar nossos depoentes. (…) Não podemos tratar os depoentes dessa forma. Deve-se haver respeito por cada um dos convidados dessa comissão”, disse Rogério.

Aziz afirmou que a mesa diretora da CPI entende que não é papel da CPI fazer audiências públicas, mas sim investigar.

“Publicamos ontem a pauta de quarta-feira, não vai acontecer novamente de desconvocarmos alguém (…) Eu peço desculpa para as pessoas que estavam convocadas.”

Com CNN Brasil e G1

Opinião dos leitores

  1. Tudo tem limite. E o limite em uma sociedade civilizada e racional é a Ciência praticada pelos estudiosos pesquisadores e confirmada por suas instâncias certificadoras. Não há outras formas fora dessa perspectiva que não sejam dignas de observação e questionamentos. Ou vamos agora largar séculos de estudos, experiências e pesquisas por “tratamentos miraculosos” sem comprovação de eficácia em nenhum lugar do mundo?
    Fanatismo mata!!!
    Foi assim na Idade Média durante a Peste Negra.

  2. Esses canalhas corruptos que dominam essa CPI passam vergonha a cada depoente que tentam humilhar. O povo já entendeu o significa aquilo lá. E o presidente sairá ainda mais forte de mais essa palhaçada.

  3. Os opiniosos deviam criticar e perguntar aos senadores pilantras numa grande CPI publica se eles roubam; sim ou não ? E deixar de fazer essa pseudo oposição rasteira , odiosa, desnecessária e inútil. Porque não patrulharam Qd a quadrilha que saqueou o Brasil por 16 anos agia ? Aonde estavam a imprensa , ministério público,receita federal , banco central e os canhotos eleitores ? !?!

  4. Uma médica respeitada, uma verdadeira cientista sendo questionada e humilhada por vagabundos. Muitos anos de conhecimentos, de estudos e experiência sendo postos em dúvida por politicos corruptos que deveriam estar presos ao invés de estarem interrogando pessoas decentes. E ainda vemos alguns imbecis ignorantes, alguns comentando por aqui mesmo, fazendo coro a esses absurdos cometidos por essa CPI circense. No Brasil, os vagabundos se consideram gente.

    1. Direita Honesta: Uma médica respeitada…blablabla
      A médica: NÃO SABE qual é a diferença entre um vírus e um protozoário.
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    2. Médico, Otto Alencar desmascara Nise Yamaguchi: “não sabe o que é vírus, brincou com a cara do povo brasileiro”
      Durante depoimento da médica à CPI, o senador Otto Alencar revelou que a médica conselheira de Bolsonaro não tem apreço pela ciência: “A senhora apostou em uma droga que podia dar certo ou não. E a ciência, por mais que a senhora tenha curso, não admite isso: querer apostar no escuro”.

  5. Quando pequeno ouvia as pessoas falarem que se cavasse um buraco profundo iria chegar no Japão. Deve ser isso a que ela se refere, já que ela é japonesa de descendência. Orientada, obviamente pelo mito, conhecedor com profundidade da ciência da ignorância.

    1. Pode acreditar, vcs acreditam em tudo, mentira, galhofa, cachaça, frases da Anta e do molusco, que Cuba, Venezuela e Angola são bons países, Que Palocci é mentiroso, não tinha dinheiro na cueca do irmão do deputado, o catador de excremento é um Ronaldinho, a Anta é inteligente o triplex e o sítio eram da defunta, Emílio e Marcelo Odebrecht são safados, bem como, Sérgio Machado, Leo Pinheiro, Marcos Valério, Nelma Kodama, Pedro Barusco, Paulo, Nestor Cervero, Vixe, vou parar.

    2. Você deve ser desses que acredita que Lula é inocente kkkk

    3. Puro que tô veno, tu deve de ser um dotô formado na ciênça. acho que tu deve ter ganhado um prêmo nobeu da paz pro mode ter descoberto a cura do cancer. Deves ser, por obra do divino, a essência do conhecimento científico no Mundo. Onde estais, Ser Supremo, que não nos passou a fómula da cura contra o covid 19.

  6. Ciência profunda faz referência a muito estudo, muita pesquisa, muita responsabilidade, muitos testes, segurança no resultado. A esquerda não entende nada disso, ela só sabe o que é cota nas universidades, passar sem fazer prova, ou seja, estudo e conhecimento que é preciso, nem pensar.
    Tanto que seu maior ídolo é um semi analfabeto, sem qualquer diploma de ensino, mas que sabe profundamente o que é corrupção generalizada e compra de apoio através da corrupção.

    1. Ciência profunda faz referência à ciência das trevas…não é sem razão que agora temos no Brasil: fome, pandemia e seca…O omi é mesmo o enviado do satanás!

  7. Se tivéssemos imunidade de rebanho em 2020, imagine a quantidade de mortos que não estaria agora. Até porque não conhecíamos o vírus naquela época e agora, estamos começando a conhecer. Não se pode fazer uma imunidade de rebanho, sem ao menos ter o minimo de conhecimeto, que na verdade naquela época, nem os maiores cientistas do mundo sabiam se comportar frente a essa pandemia. Portanto, acho inócuo e iresponsável, assim como ela tem a opinão dela, também tenho a minha, estudiosa como sou.

    1. Kkkkkkkkkkk só não é profunda com tu, relés porta voz da esquerda falida, analfabeta e ladrona. Por mais que esses três acéfalos da CPI, cortem falas propositadamente, inventem, tentem impor opiniões, não é a toa que essa profissional é reconhecida no meio médico e científico. Vc precisa estudar e sai dessa redoma imbeciloide Kkkklk.

    2. Além de imbecis, mentirosos. A médica acabou de esclarecer nessa propria CPI dos corruptos que continua atendendo normalmente no Hospital Alberto Einstein e que o mal-entendido foi totalmente sanado há tempos. Porque a esquerdalha insiste tanto em mentir? Só pode ser falha de caráter, má índole.

    3. As hienas que emitem sons assemelhados a sorrisos, usam essa forma de comunicação para demonstrar união, eficiência, intimidação e capacidade de luta. Vc dessa vez vai aprender Kkkklk, se quiser desenho. Por outro lado, vcs idiotas, ineptos, covardes, mentiroso, só sabem entortar a boca suja, que exala odor fétido, por isso mesmo, nunca conseguem manter nada na vida, são uns eternos perdedores. Por mais, a hiena sorri, enquanto vcs resmunga amedrontados, ou só emitem sons de bichinhas, tipo, sai daí bem…kkkkkkk.

  8. A CPI do circo presidida, redigida e composta por senadores que respondem a processo por corrupção, passa vergonha todo dia. Os condenáveis senadores, só sabem impor suas mentiras aos depoentes e nem assim, conseguem as respostas que eles desejam.
    São políticos com processos por corrupção querendo achar erro na conduta de profissionais que tentam salvar vidas e respeitam a vida, acima da ideologia política. No mais é o de sempre, narrativa, versão, mentira e mais mentira que saem dos senadores querendo criar o que não existe.
    Vários países já produziram estudos científicos comprovando a eficácia da medicação contra o vírus, só no Brasil a esquerdalha continua negando os estudos científicos publicados e comprovados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Pazuello volta a negar: ‘Bolsonaro não me obrigou a tomar decisões’; veja resumo da CPI nesta quinta

ATUALIZAÇÕES E VÍDEOS AQUI

A CPI da Pandemia retomou nesta quinta-feira (20) o depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello – assista ao vivo acima.

A CPI votaria uma série de requerimentos na abertura da sessão, mas o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), propôs que os pedidos sejam analisados na próxima semana, o que foi aprovado por unanimidade.

Resumo da CPI da Pandemia:

Manaus: ‘Foram tomadas todas as ações que podiam ser tomadas naquele momento’

Ao ser questionado pelo senador Angelo Coronel (PSD-BA) sobre sua atuação diante da crise em Manaus, Pazuello afirmou que “foram tomadas todas as ações que podiam ser tomadas naquele momento”.

“Sofri muito em Manaus. Perdi parentes e amigos. Seria absurdo dizer que isso não me afeta. Claro que existem limites, mas foram tomadas todas as ações que poderiam ser tomadas naquele momento”, disse o ex-ministro.

“As pessoas que trabalhavam com a gente e estavam lá foram sendo contaminadas. Isso é muito sério. Minha família estava em Manaus e estavam todos com medo. Eu olho para Manaus todos os dias.”

Ex-ministro fala sobre negociações com Pfizer e Butantan

Em seus questionamentos a Pazuello, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), focou nos contratos de vacina negociados pelo Ministério da Saúde.

Ele negou que tenha deixado de responder às propostas feitas pela farmacêutica norte-americana Pfizer e voltou a dizer que, tão logo foi aprovada a Medida Provisória com as condições jurídicas, o contrato com a empresa foi assinado.

Já sobre a Coronavac, vacina produzida pelo Instituto Butantan, o ex-ministro afirmou que o presidente nunca falou com ele pessoalmente para não comprar o imunizante.

“[Não foi comprado antes] porque não havia MP que permitisse. Nós fizemos a carta de intenção para o Butantan no dia 17 de outubro, que é a carta que vale. A próxima medida é o contrato, que só é possível com a Medida Provisória, sancionada e publicada no dia 6 de janeiro”, disse.

“A outra vacina [da AstraZeneca] foi diferente. Foi encomenda tecnológica e só foi distribuída com registro. Não fizemos encomenda tecnológica com o Butantan pela simples razão que ele já dominava a tecnologia. Tinha que ser por compra”, completou.

Já ao ser perguntado porque no painel de informações do novo coronavírus do Ministério os dados sobre os pacientes recuperados da doença aparecem com mais destaque que o número de mortos, Pazuello disse que é uma forma de “dar clareza que 97% de pessoas salvas é importante”.

Senador diz que governadores defenderam uso de cloroquina

Em seu tempo de questionamento ao ex-ministro da Saúde, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) apresentou uma série de vídeos de 2020, nos primeiros meses da pandemia, em que governadores defendem o direito de médicos e pacientes optarem pelo uso da cloroquina no tratamento da Covid-19.

“[Falaram no vídeo] o governador do Maranhão, do Pará, do Piauí, da Bahia, do Ceará, Alagoas, e o de São Paulo (…) Fazendo um registro aqui de que não estou expondo os governadores para os condenar, porque acho que agiram com acerto”, disse o parlamentar.

App TrateCov teria sido hackeado

Questionado sobre o aplicativo TrateCov, que recomendava o uso de medicamentos como cloroquina e ivermectina, foi hackeado e, por isso, apresentava resultados diferentes do esperado. Ele disse ainda que a ideia original do Ministério da Saúde era oferecer uma ferramenta que auxiliasse os médicos a fazerem um diagnóstico mais rápido de casos de Covid-19.

“No dia 6 de janeiro a secretaria Mayra [Pinheiros], quando voltou de Manaus, trouxe a sugestão de fazermos uma plataforma, uma calculadora, que facilitasse o diagnóstico (…) Temos que separar o que foi feito, o resultado, com a ideia do projeto. A ideia era uma calculadora que facilite o diagnóstico”, disse o ex-ministro.

O ex-ministro afirmou que a ideia era, após os médicos colocarem sintomas observados no aplicativo – dando pesos para cada um deles – receber uma sugestão de diagnóstico. Ele disse, porém, que depois da apresentação o TrateCov foi hackeado e teve seus parâmetros alterados.

“Naquele dia [10 de janeiro] a plataforma foi hackeada, roubada por um cidadão, que foi descoberto. Ele alterou dados lá dentro e colocou na rede pública. Quem colocou foi ele, tem todo o Boletim de Ocorrência e vou disponibilizar aos senhores”, detalhou.

“Quando descobrimos que ele foi hackeado mandei tirar do ar imediatamente. O TrateCov, no fim das contas, nunca foi utilizado por médico algum. Ele foi retirado. Ele foi iniciado, apresentado ainda não concluso.”

Amazonas não acompanhou estoque de oxigênio, diz Pazuello

Sobre a crise no fornecimento de oxigênio aos hospitais do Amazonas, Pazuello disse considerar que os principais responsáveis neste caso são a empresa White Martins, principal fornecedora do estado, e a secretaria de Saúde, que não acompanhou os estoques do insumo.

“Fica claro para mim que a preocupação com o acompanhamento do oxigênio não era um foco da secretaria de saúde do estado do Amazonas, isso lá em dezembro. Ficou focada em outras coisas… No plano de contingência apresentado para nós não havia nenhuma medida sobre oxigênio”, disse Pazuello.

“Então, a empresa White Martins – que é a grande fornecedora – já vinha consumindo a sua reserva estratégica e não fez essa posição de uma forma clara desde o início. Começa aí a primeira posição de responsabilidade. O contraponto é o acompanhamento da secretaria de Saúde, que não fez”, completou.

Senador diz que assessora parlamentar vazou documentos da CPI

Em questão de ordem antes do início da sessão, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) afirmou que uma assessora parlamentar vazou documentos internos da comissão e pediu que o caso seja investigado pela Polícia Federal.

“Desde o dia 18 de maio foram registrados alguns documentos dessa CPI saindo já, sendo vazados na imprensa. Inclusive, nós já identificamos – eu peço reservas em relação ao nome, para não expor a pessoa –, foi uma assessora parlamentar que estava aqui”, afirmou o parlamentar.

“Queria pedir apuração da Polícia Federal em relação a isso porque documento é algo muito sério”, completou.

Girão disse que encaminharia ao presidente da CPI as informações sobre o caso e o pedido oficial de encaminhamento da investigação.

Primeiro dia de depoimento

Depois de mais de sete horas de questionamentos na quarta-feira, a reunião foi suspensa devido às votações no Plenário do Senado. De acordo com o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), 24 senadores ainda estão inscritos para fazer perguntas ao ex-ministro.

Na avaliação do presidente da CPI, Pazuello se esquivou de algumas perguntas, mas terá mais cinco ou seis horas na frente dos senadores. Omar opinou não ver necessidade de quebrar os sigilos do ex-ministro, como pedido pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Randolfe e o relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), afirmaram que Pazuello mentiu várias vezes aos senadores, além de omitir informações.

Para Randolfe, as contradições do depoimento mostram que Pazuello terá de ser acareado com outros depoentes da CPI. Para Renan, Pazuello estava “fingindo responder” e negou as próprias declarações que fez anteriormente.

Com a continuidade do depoimento de Pazuello, a oitiva com Mayra Pinheiro, secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, antes prevista para esta quinta, foi adiada para a terça-feira (25).

CNN Brasil

 

Opinião dos leitores

  1. CPI da cleptocracia, comandada pelo notório Renan Calheiros. Vagabundos humilhando e ameaçando pessoas de bem. É o retrato do Brasil da Era PT. Mas, estamos limpando o país aos poucos. O general hoje deu outro show, apesar das grosserias de vários senadores. Teve vários que, com medo de passar vergonha, nem fizeram perguntas e usaram o seu tempo apenas para atacar o governo e o depoente. Uma vergonha.

  2. Até agora só o homem da ANVISA não teve medo de dizer a verdade e sem medo de perder o cargo, esse tem valor.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro cita uns “idiotas” do “fique em casa” e diz que se o homem do campo tivesse ficado em casa “tinha morrido de fome”

Foto: Alan Santos/Presidência

Em mais uma crítica a políticas de distanciamento social, uma das principais recomendações no combate à pandemia de Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que “tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa”. Desde o início da pandemia Bolsonaro se opôs a políticas que visam reduzir a circulação de pessoas, para diminuir o impacto do novo coronavírus. A Covid-19 já matou 435 mil pessoas no Brasil.

A declaração foi feita em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, quando Bolsonaro comentava uma manifestação em defesa do seu governo realizada no sábado, organizada principalmente por ruralistas. De acordo com ele, se os trabalhadores rurais tivessem “ficado em casa”, o resto da população teria morrido de fome. Entretanto, a maioria dos especialistas e das autoridades sempre defendeu a continuidade de atividades essenciais, entre elas a agricultura.

— O agro, realmente, não parou. Tem uns idiotas aí, o “fique em casa”. Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa. Se o campo tivesse ficado em casa, esse cara tinha morrido de fome, esse idiota tinha morrido de fome. Daí, ficam reclamando de tudo. Quem tem salário fixo ou uma gorda aposentadoria, pode ficar em casa a vida toda, sem problema nenhum — disse o presidente.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro se opôs às principais recomendações dos especialistas para combater a doença, como usar máscaras e não participar de aglomerações. O presidente também critica frequentemente medidas tomadas por governadores e prefeitos para reduzir a circulação de pessoas, mesmo nos piores momentos da pandemia.

Nesta segunda-feira, Bolsonaro também voltou a criticar um projeto de lei em discussão na Câmara que pode liberar o cultivo de maconha no Brasil para fins medicinais. O presidente fez, em tom irônico, uma comparação com a cloroquina — remédio que ele defendeu que seja utilizado contra a Covid-19, mas que é considerado ineficaz contra a doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

— Se chegar para mim, eu veto. Engraçado. Maconha, pode. Cloroquina não pode. A esquerda sempre pega uma oportunidade para querer liberar as drogas. Maconha e cocaína faz bem, se problema.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Tá doido esse imundo……pega o doido…..
    E ainda em quem siga um lunatico desses, so sendo umas vacas sebosas mesmo.
    Esse idiota não fala coisa com coisa.

  2. Os hipócritas do “fique em casa”. Jogam sinuca em bares, vão à praia, viajam para Miami, vão assistir jogo no Maracanã, São pelos cantando em roda de samba… Alguns até ficam em casa, recebendo seus salários em dia e sendo servidos por uma legião de trabalhadores que não podem se dar a esse luxo. E não há comprovação científica de eficácia desse “lockdown”. Nenhum estudo que comprove. Nunca foi pela saude.

    1. Não creio que um sujeito honesto e de direita consiga ser tão imbecil.

    2. Certíssimo presidente Jair Messias Bolsonaro, esses esquerdopatas fecharam tudo para acabar com a economia, com exceção dos bailes funk.

    3. Direita Honesta, você só não é um perfeito idiota porque, afinal de contas, não há nada perfeito nesse mundo. Mas você chega bem perto.

  3. Esse lixo nunca trabalhou na vida, nunca teve uma carteira de trabalho assinada, sempre viveu as custas do estado.
    Os dias de mamata desse miliciano, estão perto do fim.

  4. “O homem do campo” como fala o MINTO, não tem como aglomerar né?! Por falar em salário fixo ou uma gorda aposentadoria, o presidente inepto ainda aumentou o salário dele e pra completar, criou um novo teto salarial que possibilita acumular até quase 65 mil reais de salário! Valeu MINTO! Muito coerente!!! Só sendo muito retardado para acreditar nesse cara! KKKK

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Médica cita pesquisadores e especialistas internacionais que defendem a ivermectina contra a covid e chama UFRN para debate sobre o tratamento

Defensora do medicamento Ivermectina no tratamento precoce da Covid-19, a médica Roberta Lacerda, convidou os infectologistas da UFRN que reuniram a imprensa nessa segunda-feira (29) e afirmaram que, cientificamente, não há eficácia comprovada para o uso de medicamentos como hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina no tratamento da doença.

“Bom é fazer nota pública. Relembro aqui o convite feito há 1 mês pra discutir em audiência pública na Assembleia ou na Associação Médica”, escreveu a médica Roberta Lacerda em sua conta no Instagram. Os professores da UFRN ainda não responderam ao convite para o debate.

Conforme o post em destaque, a médica afirmou ainda que o BIRD (British Ivermectin Recomendation Development), que reúne 76 pesquisadores e especialistas em medicina baseada em evidências – muitos deles referência para a Organização Mundial da Saúde (OMS) – reforçaram a recomendação, pela terceira vez, para que a OMS libere o uso emergencial de Ivermectina para uso em profilaxia e tratamento da Covid-19.

Veja a postagem da médica Drª Roberta Lacerda, censura momentos depois pelo Instagram:

Opinião dos leitores

  1. Essa história novamente? BG parece que tem um "fetiche" com esse assunto, como ele mesmo falou, quem se sentir confortável e sob orientação de seu médico, tome, quem não acredita, não toma, ponto final, o futuro dirá quem estava certo, só não pode ficar nesse círculo sem fim.

  2. OS CAMARADAS DA UFRN ESTÃO EM CASA HÁ MAIS DE 1 ANO, NÃO TRABALHAM, SÓ VIVEM DE ESPECULAR PELA INTERNET E QUEREM MAIS GRATIFICAÇÕES, MAIS AUMENTO, MENOS TRABALHO E MAIS POLÊMICA, PRINCIPALMENTE COM QUEM ENTENDE DE MEDICINA E ESTÁ NA LINHA DE FRENTE DO COMBATE AO COVID.

    VERGONHA DESSA CAMBADA DE MAMADORES DE VERMELHO.

  3. Uma coisa importante, a Dra está propondo uma coisa certa, debates e discussões da área médica do Estado.
    Troca de informações, sobre os efeitos práticos dos medicamentos, esclarecendo-se a existência de efeitos ou não.
    Muitos dos que são contra, dos Comitês, não estão atendendo na linha de frente, só defendem o que outras pessoas de outros Estados, ou outros Países dizem.
    Não querem nem ouvir os profissionais que estão vivenciando diariamente a doença.
    Falta humildade.

  4. Dra. Roberta Lacerda está gostando dos holofotes.

    Contudo, ainda estou no aguardado do estudo 1A acerca da Ivermectina que ela disse que existe na entrevista à Rádio 98.

    Ahhh…e a recomendação do NIH é de desfavorável para "nem a favor e nem contra" o que está longe de ser uma indicação de uso da medicação.

    Essa bravata só cola com ignorantes.

  5. Dra. Roberta Lacerda está gostando dos holofotes.

    Contudo, ainda estou no aguardado do estudo 1A acerca da Ivermectina que ela disse que existe na entrevista à Rádio 98.

    Ahhh…e a recomendação do NIH é de desfavorável para "nem a favor e nem contra" o que está longe de ser uma indicação de uso da medicação.

    Essa bravata só cola com ignorantes.

  6. Muito bom saber que existem muitos médicos competentes como Dra. Roberta, que não se intimidam pelo poder da mídia que só apoia o que lhe pagam, isso sim é médicina de verdade, raiz, vamos lembrar que quem escolhe o médico é o paciente.

  7. Cadê a turma do comitê científico para debater com a Dra.Roberta??? Corre todo mundo….kkkkkkkkkkkkkkk

  8. Doutorazinha, vou lhe propor um desafio: tome a ivermectina, a sra. e toda sua família, e se infectem com o coronavírus. E veja o que acontece e nos conte depois, se escapar. Tudo documentado! Boa sorte.

  9. Conheço duas pessoas que fizeram bem direitinho o tratamento precoce sugerido por uma infectologista que não segue protocolo científico . As duas estão hoje em paz repousando em berço esplêndido. Uma no cemitério do alecrim e a outra no morada da paz.

  10. Por que o índice de mortalidade de Natal é mais alto mesmo com o uso indiscriminado de ivermectina. Fica aí o questionamento

  11. A Dra Roberta coloca no chinelo qualquer infectologista da UFRN, ela debate com dados científicos comprovados mundialmente , esse comitê científico da UFRN está alinhado com a esquerda , não tem credibilidade alguma .

  12. O Rio Grande do Norte a maioria das pessoas tomaram ivermectina, em Natal acho que quase 100% da população tomou , e Natal é a cidade com mais mortes de covid19, e aí? Como explicar?

    1. Aonde isso de quase 100% tomaram? Em Nárnia? Um remédio que custa 25 reais por pessoa mês. Coloque uma família de 5 pessoas. Só aí já se vão 125. Vc acha que uma família pobre tem condições de comprar? Vc acha que se consegue esse remédio fácil de graça na rede pública?

    2. Pela virulencia dessa variante, se nao tivessem tomando estava pior ainda…

  13. Dra. Roberta não se desgaste.
    Essa turma não tem ouvidos de ouvir.
    A Sra já faz muito por todos nós.
    Gratidão!

  14. Enquanto essa montanha de evidências e estudos vem a tona, o FantasticU afirmando em matéria tendenciosa que seu uso afeta os rins. Nada disso é verdade, essa droga é eliminada em 96% pelo intestino e essa nova cepa ataca justamente os rins.

  15. Continuem seguindo a recomendação do comité científico Estadual, na pessoa do seu chefe, Dr em engenharia elétrica Ricardo Valentim… NÃO usem nada, se conseguir uma uti, só respirador kkkkkkkk

  16. Dra Roberta, não vão discutir, pq acima de tudo o que vale é o clubismo politico em detrimento das evidências. Então vão mudar constantemente o discurso para fazer parecer que a molécula, entre outros do ANDROCOV, não possuem eficácia.

  17. Alguém faça uma revisão da literatura pesada sobre isso, com tudo o que saiu desde o início da pandemia, plotem em tabelas e analisem!
    Mais ciência, menos ideologia (dos dois lados!)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *