Caetano Veloso completa hoje 70 anos de idade

Caetano Veloso nasceu na pequena Santo Amaro da Purificação, na Bahia / Onofre Veras/AgNews

Caetano Veloso chega aos 70 anos sem nunca deixar de ter sido… Caetano Veloso. Desde que apareceu para o Brasil e para o mundo, em meados dos anos 1960, o baiano nascido na pequena Santo Amaro da Purificação sempre foi um protagonista. Primeiro, por liderar um movimento que ganhou o nome de Tropicalista e mudou os rumos da música popular brasileira; depois, por manter o espírito de artista inventivo e irrequieto, capaz de ir da bossa nova ao rock e homenagear até gêneros musicais considerados menos nobres.

Em todos esses anos, Caetano foi polêmico e deu opiniões exageradas, mas cantou tudo e todos: o amor, a desilusão, a alegria, o sol, o vento, os presos, a miséria, a política, o carnaval, Londres, sua amada Salvador, até a dura poesia concreta de São Paulo. É impossível dizer qual é canção mais linda de Caê, ou qual é o melhor disco entre os 50 que gravou, mas uma coisa é certa: o baiano tem uma das vozes mais perfeitas da música popular brasileira e é um grande intéprete de suas canções e de outros compositores.

Mais? Caetano escreveu um livro fundamental sobre a música brasileira, o seu “Verdade Tropical” (1997), se aventurou pelo cinema e assina uma das melhores frases da nossa cultura: “de perto, ninguém é normal”.

Caetano não programou nada em especial para comemorar o dia de hoje. Está em estúdio, gravando um novo disco de músicas inéditas – que certamente será surpreendente e adorável. O único compromisso do músico por esses dias, conforme o seu site, é um show de voz e violão no dia 10 para homenagear outro baiano ilustre, o centenário Jorge Amado.

Parabéns, Caetano. E faça valer sua canção: “o homem velho deixa a vida e a morte para trás…”

 

Fonte: Band