VÍDEO: Polícia Civil de Assú resgata idoso de 70 anos mantido em “cela” por cuidadores; espaço tinha grades, cadeados e não possuía janelas

A equipe de policiais civis da Delegacia de Municipal de Assú, durante a execução da 6ª Fase da Operação 60 Horas, resgatou no último sábado (10), o idoso Manoel Salustino de Lucena, de 70 anos, que era mantido em um espaço semelhante a uma cela, na cidade de São Rafael. A Polícia Civil chegou até o local após ter recebido informações que foram enviadas para o Disque-Denúncia da Polícia Civil.

As denúncias informavam que um idoso estava sendo mantido por cuidadores, há mais de um ano, em cárcere privado, em um espaço semelhante com uma cela e que sua aposentadoria estava sendo desviada por tais cuidadores para os mais diversos fins. O espaço onde o idoso era mantido tinha grades e cadeados, além de estar próximo de chiqueiros e galinheiros.

Diante das informações, uma equipe de policiais foi ao local e encontrou o idoso numa pequena construção com dois cômodos, sendo um deles o quarto do idoso, onde também ficava o banheiro com uma torneira, baldes e um sanitário, além de uma cama. Nada mais existia no quarto, como ventilador, televisão ou rádio. Sem janelas, o local era fechado com uma porta, uma grade, corrente e cadeados, muito se assemelhando a uma jaula ou cela.

Ao libertar a vítima, a equipe de policiais civis conversou com o idoso. Ele, que estava lúcido, informou aos policiais que estava sendo mantido como se fosse um preso, um criminoso, mas que nenhum mal causou a ninguém. Afirmou também que estaria no local há mais de um ano, contra sua vontade, saindo apenas para ser vacinado, sendo proibido de tomar sol ou ir até a calçada.

O idoso será encaminhado para um abrigo e o procedimento investigatório já foi instaurado para apuração das responsabilidades criminais de todos os envolvidos no caso. A Polícia Civil agradece as informações recebidas e pede para que a população continue enviando denúncias para os números (84) 99992-2122 e 98155-2956.

Homem de 70 anos é preso em flagrante tentando sacar R$ 7 mil com documentos falsos

Um homem de 70 anos foi preso pela Polícia Civil na manhã de hoje. O senhor tentou sacar R$ 7 mil em agência no Alecrim com uso de documento falso. O acusado foi levado para a Delegacia Especializada em Defraudações para ser autuado em flagrante por estelionato.

As informações foram divulgadas no twitter da Polícia Civil.
1285115188564

*foto meramente ilustrativa

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Breno disse:

    "FOTO MERAMENTE ILUSTRATIVA"

  2. fulvio nobre disse:

    Ö tal ¨senhor¨,tão ciente da impunidade consentida,simula revolta e ainda dá o dedo para todos nós,imbecis brasileiros.

  3. Maurício Giovani disse:

    Esse velho só pode ser americano. Olha só o boné dele. Olha só o dedo dele. Olha só a mania de americano que ele tem de estirar o dedo para os outros na foto. Que vergonha velho! Vai tomar juízo!

Caetano Veloso completa hoje 70 anos de idade

Caetano Veloso nasceu na pequena Santo Amaro da Purificação, na Bahia / Onofre Veras/AgNews

Caetano Veloso chega aos 70 anos sem nunca deixar de ter sido… Caetano Veloso. Desde que apareceu para o Brasil e para o mundo, em meados dos anos 1960, o baiano nascido na pequena Santo Amaro da Purificação sempre foi um protagonista. Primeiro, por liderar um movimento que ganhou o nome de Tropicalista e mudou os rumos da música popular brasileira; depois, por manter o espírito de artista inventivo e irrequieto, capaz de ir da bossa nova ao rock e homenagear até gêneros musicais considerados menos nobres.

Em todos esses anos, Caetano foi polêmico e deu opiniões exageradas, mas cantou tudo e todos: o amor, a desilusão, a alegria, o sol, o vento, os presos, a miséria, a política, o carnaval, Londres, sua amada Salvador, até a dura poesia concreta de São Paulo. É impossível dizer qual é canção mais linda de Caê, ou qual é o melhor disco entre os 50 que gravou, mas uma coisa é certa: o baiano tem uma das vozes mais perfeitas da música popular brasileira e é um grande intéprete de suas canções e de outros compositores.

Mais? Caetano escreveu um livro fundamental sobre a música brasileira, o seu “Verdade Tropical” (1997), se aventurou pelo cinema e assina uma das melhores frases da nossa cultura: “de perto, ninguém é normal”.

Caetano não programou nada em especial para comemorar o dia de hoje. Está em estúdio, gravando um novo disco de músicas inéditas – que certamente será surpreendente e adorável. O único compromisso do músico por esses dias, conforme o seu site, é um show de voz e violão no dia 10 para homenagear outro baiano ilustre, o centenário Jorge Amado.

Parabéns, Caetano. E faça valer sua canção: “o homem velho deixa a vida e a morte para trás…”

 

Fonte: Band