Enildo pode entregar a liderança da Prefeita a qualquer momento

Se o vereador Enildo Alves vai entregar ou não a liderança da Prefeita na Câmara não se sabe. Mas o descontentamento dele está claro. A insatisfação não é de hoje. Enildo reclama da falta de compremetimento de alguns vereadores da bancada com a Prefeita. A gota d´agua pode ter sido a Prefeita não ter segurado e sustentando a nomeação para Urbana do seu maior assessor e amigo de muitos anos, Fúlvio Saulo. Segue reportagem do Nominuto.com

A ausência do vereador Enildo Alves (sem partido), líder da prefeita Micarla de Sousa (PV), durante a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) na Câmara Municipal de Natal, nesta quinta-feira (30), deu margem a várias especulações nos bastidores políticos.  

Em meio à votação do projeto, chegou a notícia que Enildo Alves, fiel defensor da comandante do Executivo do Município, entregaria o cargo de líder da prefeita na Câmara. A informação, porém, não pôde ser confirmada, porque o parlamentar não atendeu as ligações da nossa reportagem nem enviou nenhum comunicado oficial à CMN.  

Indagados sobre a renúncia de Enildo, os vereadores governistas se esquivaram, dizendo somente que não iriam comentar o assunto. Em tom de brincadeira, o vereador Júlio Protásio (PSB) chamou o colega Aquino Neto (PV) de “novo líder da prefeita”, mas o verde, prontamente, recusou a deferência.  

Enildo Alves é o autor do requerimento da CEI das Obras Inacabadas, com o objetivo é investigar a gestão do ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT). A comissão foi criada em represália à CEI dos Contratos, aberta pela oposição para passar a limpo a administração do PV.  

Na liderança da prefeita na Câmara Municipal, Enildo se notabilizou pela defesa incansável das ações de Micarla, muitas vezes travando duelos ásperos e comprando briga com os colegas de parlamento.  

Em seu blog no portal Nominuto.com, o jornalista Marcos Alexandre disse que a ausência de Enildo Alves à sessão de hoje da CMN é atribuída ao afastamento do servidor Fúlvio Saulo da comissão gestora da Urbana.

 Ainda segundo Marcos Alexandre, Fúlvio é ligado politicamente ao vereador e foi retirado da comissão pela prefeita após uma matéria do jornal Tribuna do Norte revelar que o servidor é réu em um processo por improbidade administrativa.

Insatisfeito com a atitude da prefeita, Enildo estaria disposto a entregar a liderança da bancada governista na Câmara Municipal.

Em entrevista, no início do mês, ao portal Nominuto.com, Enildo já havia declarado que, em conversas informais com a prefeita, havia cogitado entregar a liderança de Micarla na CMN.  

“Não sei se aguento ficar [na liderança do governo] até o fim do ano. Eu vou tentar”, disse, à época, o vereador.