ABC segue isolado na liderança do 1º turno do Campeonato Potiguar

Foto: Andrei Torres/ABC F.C.

O ABC enfrentou o Santa Cruz de Natal nessa quarta-feira (30), no Estádio Frasqueirão, pela 6ª rodada do primeiro turno do Campeonato Potiguar, e venceu a partida pelo placar de 1 a 0. O gol do triunfo foi marcado por Xavier.

Com a vitória, o alvinegro chegou aos 12 pontos conquistados e segue na liderança isolada do turno. A próxima partida na competição está marcada para a quarta-feira (06/02), contra o Potiguar de Mossoró, às 20h, no Estádio Nogueirão, em Mossoró (RN).

Antes, o ABC entra em campo pela Copa do Nordeste, no sábado (02/02), diante do Santa Cruz/PE, às 16h (Horário de Natal), na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Com informações do ABC e FNF

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo martins disse:

    Eita campeonato bão da peste… Aonde é mêrmu que a cabocada se reúne? Cuma?

  2. Carlúcio disse:

    Fui ao Frasqueirão ontem, conclusão: para início de temporada o ABCFC montou o pior time da história. Ridículo.

Pesquisa Vox Populi, encomendada pela CUT, mostra Haddad na liderança com 22%, e Bolsonaro em segundo, com 18%

A nova pesquisa Vox Populi mostra Fernando Haddad em primeiro lugar com 22% da intenção de votos. A pesquisa, encomendada pela CUT e divulgada nesta quinta-feira (13), coloca Jair Bolsonaro, do PSL, em segundo lugar, com 18% e Ciro Gomes, do PDT, com 10%.

Cabeça de chapa recente, visto que a candidatura de Lula foi impugnada, Haddad é também o menos conhecido entre os nomes com grandes chances: 42% dos eleitores afirmaram saber quem ele era; 37% disseram que só o conhecem de nome.

Bolsonaro ficou em primeiro quando o tema era rejeição, figurando como a pior opção entre 57% do eleitorado. Em seguida, Alckmin tem 52% e Marina tem 50%.

O Vox Populi ouviu 2 mil eleitores em 121 municípios entre os dias 7 e 11 de setembro. De acordo com a revista eletrônica Conjur, o instituto de pesquisas foi proibido de divulgar a pesquisa de opinião feita a respeito dos candidatos para o governo do estado de São Paulo.

A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-01669/2018.

Money Times e Catraca Livre

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ricardo Carvalho disse:

    Mais uma Fake News da turma do PT e seus asseclas, acabei de consultar no site do TSE! "É MENTIRA DO PT" Segue o endereço eletrônico para quem quiser confirmar! http://www.tse.jus.br/@@busca?searchable_text=pesquisa+registrada+no+TSE+sob+o+n%C3%BAmero+BR-01669%2F2018.&rotulo_noticia=

  2. Leo disse:

    As pesquisas da BGT/Pactual (um Banco) e a da Paraná Pesquisa (q deu 8% de vantagens pra Aecin contra Dilma) divulgam tda semana barbaridades e o coxas mais os fascistas não dao um piu.
    Essa turma é estranha mesmo.

  3. Ceará-Mundão disse:

    É incrível como essa gente se alimenta, vive da mentira. E não é possível que pessoas do bem não consigam enxergar como essa gente é nociva e exala intolerância e mal caráter por todos os poros. Uma "pesquisa" (com aspas, claro) dessas não poderia ter sua divulgação permitida. Que ficasse apenas com eles próprios, para alimentar seu fanatismo, suas intenções macabras, sua distância da realidade e do bom senso. O melhor nome que se pode dar a isso é porcaria. Em respeito ao blog.

  4. ANTONIO FELIX NETO disse:

    BOLSONARO 17. ELEITO NO PRIMEIRO TURNO. OS NÚMEROS NÃO METEM.

  5. realmadriddepiumgenerico disse:

    Não há nada demais e há tudo. O nome do Lula. Os outros institutos esconderam que o Haddad era o o Lula e o Lula o Haddad. O Vox Populi não escondeu. Resultado: Haddad na frente.

    • Manoel disse:

      KKK… Pensei que o povo votava em Lulaladrão pela lenda que se criou em cima da história de vida dele e não em qualquer poste que ele apoiasse…

  6. LOL disse:

    Será que tem credibiliddad???

  7. Jorge disse:

    CUT, braço direito do PT dentro dos sindicatos. Costumeiramente essa Central se envolve em todo tipo de tramoia durante as eleições sindicais, desde sumir com urna , colocar votos a mais em urnas, mentir e fazer todo tipo de maracutaia, semelhante aos políticos do partido. Lembrando que Luladrao saiu exatamente de um sindicato como esse que fez essa pesquisa. Colocou a esposa pra tomar conta do galinheiro

  8. JCabral disse:

    Pode até ser verdade??? Apenas não há registro no TSE…

  9. O MICO disse:

    Tucanos começam a reconhecer que o golpe foi um erro e se aliar a Temer foi um tiro no pé.
    O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) é o primeiro tucano de peso a admitir o erro histórico que foi embarcar no governo golpista de Michel Temer, fruto de uma conspiração PSDB-MDB para derrubar a presidente Dilma Rousseff; ele afirmou que os tucanos realizaram um 'conjunto de erros memoráveis' após a eleição de Dilma Rousseff, com reflexos dramáticos para o próprio PSDB nas eleições deste ano; Tasso diz ainda que o primeiro erro foi questionar o resultado das eleições em 2014; para ele, esse gesto não foi digno de um partido que se dizia agente do processo democrático.

    • Ceará-Mundão disse:

      PT e PSDB sempre foram irmãos, esquerdistas e aliados. Seus antigos membros foram exilados (nenhum foi para Cuba, kkkkkkkkk) e voltaram beneficiados pela tal "redemocratização", o que foi uma enorme ironia já que todos eles lutavam (literalmente, inclusive com ações terroristas) para implantar uma ditadura comunista no nosso país. Os militares nos livraram dessa desgraça, embora apenas momentaneamente, como estamos vendo hoje. Portanto, deixe de comentários infantis. O único candidato realmente diferente nessa eleição se chama Bolsonaro. Só ele pode evitar a volta da esquerda ao poder e a consequente destruição do que resta do nosso Brasil, após os desastrosos governos petistas. De verdade, só temos dois candidatos: JAIR OU JÁ ERA.

  10. jonas disse:

    So pode ser coisa da CUT junto com os PTRALHAS essa pesquisa se for feito na casa do hadad ainda da empate tecnico desepero total

  11. Carlos Santiago disse:

    PESSOAL, O PIOR É QUE ESSA PESQUISA É VERDADEIRA…..

    SÓ TEM UM DETALHE:

    ELA só pode ter sido FEITA DENTRO DO SINDICATO DOS METALURGICOS!!!

    KKKKKKKK

  12. Nilvan Rodrigues da Silva disse:

    Eu cantei esse percentual ontem numa roda de conversa.

    Acho que a fatura não será liquidada no primeiro turno, devido boa parte da população querer votar qualificando o resultado, vendo que as reformas de Temer prejudicaram os trabalhadores e precisam serem revogadas/anuladas.

    Nessa perspectiva tanto o Guilherme Boulos como Ciro Gomes podem crescer.
    Esse voto qualificado pode deixar Bolsonaro de fora do segundo turno.

    Anote mais essa.

    • DANIEL disse:

      CARA, VOCÊ PODE ENTENDER DE SERVIÇOS DOMÉSTICOS, AGORA DE POLÍTICA KKKKK

    • Ceará-Mundão disse:

      Fabulosa loucura, esse seu comentário. Talvez vc sonhe com um 2º turno entre o poste do presidiário e o invasor de apartamentos alheios. Seria o seu paraíso, não? Acho que vc anda "no mundo da lua". Resta descobrir a causa disso.

  13. Joao disse:

    kkkkkkk.. CUT??? desespero total.. perderam o imposto sindical retirado a força do trabalhador, agora querem eleger um poste pau mandado de presidiario pra recuperar o poder e continuar mamando no trabalhador….. kkkkkkk. Fracasso total..

  14. Galego Loiro disse:

    KKKKKKKKKK MENTIR E ACREDITAR NA PROPRIA MENTIRA É ALGUM TIPO DE DOENÇA? KKKKKK

  15. GERSON JERONIMO disse:

    Causa surpresa, essa pesquisa deveria mostrar Haddad eleito no 1º turno. Sacanagem, é publico e notorio que o PT fará oposição, nada além disso.

  16. CESAR disse:

    estes são os candidatos que estarão no segundo TURNO: Haddad e Bolsonaro.
    Bolsonaro já tem consolidado um percentual entre 20 a 30%. Haddad e o PT terão com certeza o outro terço do eleitorado e o próximo presidente será decidido no segundo turno.

  17. Galego Loiro disse:

    Pesquisas dessa natureza era pra ser proibida de ser veiculada. Todo mundo sabe que Addad vai subir nas pesquisas, o PT tem seu capital eleitoral é inegável. Mas todo mundo sabe que Addad e desconhecido do eleitorado brasileiro. Todo mundo sabe também que Addad não é lula. Todo mundo sabe que Lula não transfere seus votos todos pra Addad, isso é impossível. Portanto essa pesquisa é mais falsa que uma nota de 17 reais.

  18. arcanjo disse:

    Essa pesquisa alegrou meu dia. Precisava de rir. Será que até a turma de vermelho vai acreditar nela? Foi muito bem humorado o resultado. A mula sem cabeça, o saci Pererê também foram citados nela?

  19. Sergio Dias disse:

    Vox Populi, e CUT? ahahahahah. Cadê o TSE para punir essa fake news? Esse partido de bandidos pode tripudiar da justiça e das leis impunimente o tempo todo?

CÂMARA: Picciani articula para retomar liderança do PMDB ainda nesta semana

piccianiContando com a artilharia do Palácio do Planalto, o deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ) sonha em reassumir a liderança do PMDB o mais rápido possível. Ele, que normalmente chega a Brasília somente às terças-feiras, já estava em seu gabinete nesta segunda articulando a retomada do posto. O peemedebista foi destituído do cargo após excluir a ala rebelde e acomodar na comissão que discute o impeachment da presidente Dilma Rousseff apenas deputados governistas. Para voltar ao trono, ele agora fala até em ceder vagas a parlamentares favoráveis à queda da petista.

Picciani conta com o voto flutuante de deputados para conseguir atingir o apoio necessário para voltar ao cargo de líder. Criticado por não unificar a bancada peemedebista, tradicionalmente rachada, ele agora busca uma aproximação com pelo menos um conhecido adversário de Dilma Rousseff, como o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), com quem conversou na última semana e, apesar das divergências políticas, a quem declarou admiração. “Se o Supremo Tribunal Federal (STF) anular a sessão que elegeu a comissão, evidentemente que nós discutiremos a composição”, disse o peemedebista ao site de VEJA. “Eu gostaria de colocar o Jarbas Vasconcelos na comissão, mas ele não me pediu. Se essa questão for retomada, esse assunto pode ser rediscutido”, continuou. Vasconcelos também é um algoz do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e chegou a ser cotado para assumir o comando da Casa se ele for cassado.

O agora ex-líder mantém sua posição contrária ao afastamento de Dilma e ressalta que “não há fundamentos” para a retirada da presidente do cargo. Ele conta com uma ofensiva do Planalto para voltar ao posto e barrar a ação de alguns de seus correligionários em derrubar a petista. “Esta terça-feira será decisiva para eu concretizar os apoios para voltar à liderança. Está tudo caminhando bem e consigo essas assinaturas até o fim da semana”, afirma Picciani. Para reassumir o posto, o peemedebista precisa angariar o apoio de pelo menos metade mais um deputado da bancada.

Considerado uma “cria” de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado fluminense não esconde a irritação por ter sido tirado do cargo, ato classificado por ele como uma “violência”, e critica as investidas do presidente da Câmara e do vice-presidente Michel Temer para barrar a filiação de parlamentares ao PMDB para engordar as assinaturas. “Isso é uma tentativa de intimidar os que me apoiam. Ninguém vai se constranger com isso. É desespero”, avaliou. “É justamente essa tática do constrangimento que tem envergonhado a Câmara”, destacou, alfinetando Cunha. O peemedebista, no entanto, destaca apreço por Temer e diz ter problemas com o presidente da Câmara apenas no âmbito político.

Se o recesso estiver mantido, a vida de Picciani na liderança pode ser breve, já que esta deve ser a última semana antes das férias parlamentares e em fevereiro costumam ser feitas novas eleições. O seu substituto, Leonardo Quintão (PMDB-MG), afirma que o ex-líder quebrou um acordo e já trabalhava para permanecer no cargo por mais um cargo. “A eleição já estava marcada e eu posso disputá-la. A decisão será no voto”, pondera Picciani.

Fonte: Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junior pinheiro disse:

    Isso dá nojo, é muita sujeira, nem o povo do rio das quintas fazia tanta fofoca, esses deputados conseguem ser pior que RAPARIGAS!!!

Nordeste registra mais indenizações por acidentes de trânsito do que o Sudeste

Apesar de abrigar 16,08% da frota nacional de veículos, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a Região Nordeste se manteve como a que mais registrou indenizações no Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat), com 30% de todos os benefícios pagos entre janeiro e setembro de 2013.

De acordo com o boletim estatístico da Seguradora Líder Dpvat, divulgado hoje (17), o Nordeste supera até mesmo o Sudeste no número de benefícios pagos. A região mais populosa do país concentrou 26% das indenizações, apesar de ter 50,16% da frota de veículos, que, além de carros, inclui ônibus, caminhões e motos.

As duas regiões apresentam diferentes perfis de acidentes. O Sudeste lidera, com 37%, o índice de mortes, contra 28% do Nordeste, que registra um número maior de acidentados com invalidez permanente (33%). O Sudeste contribuiu com 24% deste tipo de indenização, que representou 73% do total de benefícios pagos até setembro deste ano.

As motos, que correspondem a 44% da frota do Nordeste, envolveram-se em 82% das indenizações por invalidez permanente, contra 15% dos carros. No número total de acidentes, o percentual cai para 60%.

Entre os nove estados do Nordeste, apenas na Bahia as indenizações por acidente com moto não são mais do que 50% do total de benefícios pagos a parentes das pessoas que morreram. No Piauí, a proporção chega a 68%.

“É preciso uma política de conscientização do cidadão. As pessoas tiveram um mais acesso ao crédito e um aumento de renda e isso aumentou a capacidade de aquisição do cidadão. Nas regiões Norte e Nordeste, onde são mais precários os transportes públicos, as pessoas optam pela moto, que é mais barata, mas, muitas vezes, sem estar conscientes dos riscos que estão correndo. É preciso educar e fiscalizar mais”, alertou o diretor-presidente da Seguradora Líder Dpvat, Ricardo Xavier.

No Sudeste, acidentes com automóveis respondem a mais da metade das mortes no Rio de Janeiro (56%) e em São Paulo (55%) e chega a 48% em Minas Gerais. O Espírito Santo, por outro lado, registra 46% de mortes em ocorrências com motos e 40% com carros.

A unidade da federação onde as motos representam a menor proporção de mortes é no Distrito Federal, com 26%. Lá, os automóveis chegam a 62% dos acidentes fatais indenizados pelo Dpvat.

Como no Nordeste, na maior parte do Norte os acidentes com moto geraram mais benefícios por mortes do que os com carro, chegando a 63% em Roraima. Acre e Amapá são as únicas exceções. Nos dois estados, houve mais mortes em ocorrências com carros (50% e 49%, respectivamente).

A Região Sul lidera os pedidos de reembolso de despesas médicas, com 40% do total nacional, contra 25% do Sudeste e 19% do Nordeste. Entre esses pedidos, 64% são por acidentes envolvendo motos.

No número total de indenizações, o Sul fica em terceiro lugar, com 24%, apesar de ter a segunda maior frota do país, com 19,94% do total nacional. O Centro-Oeste e o Norte empatam em 10%, embora o primeiro tenha 9,02% da frota nacional e o segundo, 4,79%.

Agência Brasil

Pesquisa CNI/Ibope: Rosalba lidera rejeição no ranking dos piores governadores do Brasil

A pesquisa Ibope divulgada nesta manhã pela Confederação Nacional da Indústria revela que Sérgio Cabral (PMDB) é o quarto governador pior avaliado do país, atrás dos governadores do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT).

De acordo com o levantamento,o governador do Rio é hoje considerado ótimo ou bom por 18% dos eleitores do estado. Outros 33% consideram o governo regular, 47% o avaliam como ruim ou péssimo e 2% não souberam responder.

Rosalba tem 7% de ótimo e bom, 17% de regular, 74% de ruim e péssimo e 2% não souberam responder. O governador do DF, por sua vez, foi considerado ótimo ou bom por 9%, enquanto 24% o consideram regular e 62%, ruim ou péssimo – 4% não souberam responder.

O levantamento ouviu 15.414 eleitores em 727 municípios, das 27 unidades da federação, entre os dias 23 de novembro e 2 de dezembro.

O Globo

Grupo Ponta Negra comemora liderança no Ibope e 21 anos da 95fm

O grupo Ponta Negra de Comunicação, TV e Rádio 95fm, comemora nesta quinta – feira, 31, às 19h, no Espaço Guinza – Via costeira, o primeiro lugar absoluto na audiência local da TV Ponta Negra, afiliada ao SBT, e a nova cara da programação da 95fm que na ocasião festeja seus 21 anos.

Cerca de 300 convidados entre agências de publicidade e propaganda, anunciantes e autoridades são aguardados na festa que tem a assinatura do produtor Chrystian de Saboya, com decoração da Amorosa Décor e iluminação da Castelo Casado.

Os comunicadores do grupo apresentarão um novo conceito de comunicação, além das novidades da nova programação dos dois veículos. A proposta é que os convidados se sintam dentro de um estúdio de rádio/tv.

Segundo a superintendente do grupo Ponta Negra de comunicação, Mirian de Sousa, este é o momento  de agradecer os parceiros, clientes e amigos e mostrar para o mercado que a empresa  já está consolidada e que conquistou a audiência através de um trabalho sério com uma equipe comprometida.  “A festa está sendo preparada com muito amor e doçura”, acrescenta Mirian.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Elves Alves disse:

    Só não conseguem comemorar o Ibope da 'borboleta'. Será que a bruxa anda solta?

Dilma lidera pesquisa intenção de votos para eleição de 2014, diz CNT

A presidenta Dilma Rousseff tem 16% da intenção espontânea de voto, no caso de uma possível candidatura para as eleições presidenciais de 2014, segundo pesquisa divulgada hoje (10) pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT). Na pesquisa anterior da CNT, em julho, Dilma tinha 14,8% das intenções de voto – 1,2 pontos percentuais a menos, no caso de uma possível candidatura, quando não são apresentadas opções de candidatos.

Em segundo lugar, os entrevistados espontaneamente citam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (9,7%), Marina Silva (5,8%), Aécio Neves (4,7%), Eduardo Campos (1,6%), José Serra (1%), Geraldo Alckmin (0,5%) e Joaquim Barbosa (0,5%).

Na pesquisa estimulada, quando são apresentados os nomes de possíveis candidatos para primeiro turno, a presidenta Dilma tem 36,4% da intenção de voto. Na última pesquisa, o percentual era 33,4%. Em junho, a intenção chegava a 52,8%. Nesse cenário, Marina Silva tem 22,4% da intenção de voto, Aécio Neves, 15,2%, e Eduardo Campos, 5,2%.

Em um possível segundo turno, a presidenta Dilma tem 40,7% das intenções de voto, contra Marina Silva, com 31,9%.

Nesta edição da pesquisa foram entrevistadas 2.002 mil pessoas, em 135 municípios de 21 estados, entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro.

Agência Brasil

iPhone? Não! Galaxy S3 é o smartphone mais vendido nos Estados Unidos

O Galaxy S 3, celular desenvolvido pela sul-coreana Samsung e lançado em maio de 2012, alcançou o status de smartphone mais vendido dos Estados Unidos, de acordo com a consultoria americana Canaccord Genuity. Em relatório publicado nesta terça-feira, no qual não constam números de aparelhos comercializados, a empresa afirmou que o dispositivo está no topo das listas de produtos mais procurados em operadoras como Sprint e Verizon. O iPhone 4S, da Apple, caiu para o segundo lugar, seguido do One, da taiwanesa HTC.

Apesar da vantagem sobre as rivais, a companhia sul-coreana não deve se manter em primeiro lugar por muito tempo. A queda nas vendas do iPhone 4S, que se manteve no topo da lista desde o seu lançamento em outubro de 2011, significa apenas  que os consumidores estão se preparando para o lançamento do novo smartphone da Apple, que será apresentado no próximo dia 12 de setembro.

No último dia 24 de agosto, a Apple obteve uma vitória importante sobre a rival Samsung em mais um capítulo da guerra de patentes entre as duas companhias. De acordo com a decisão do júri do tribunal de San Jose, na Califórnia, a sul-coreana violou diversas patentes de design e utilidade da concorrente e em diversos aparelhos, o que levou a juíza Lucy Koh a aplicar uma pena de 1,05 bilhão de dólares à companhia. Agora a Apple procura barrar a venda de diversos produtos da concorrente nos Estados Unidos, incluindo a do próprio Galaxy S 3.

Fonte: Veja

Nando Parrado: "A fome é horrível, a sede é horrível, a morte é pior!"

O uruguaio Nando Parrado, autor do livro “Milagre nos Andes”, é o palestrante do Seminário Internacional de Liderança, que será realizado no Teatro Riachuelo, nesta quarta-feira (18).

Agora a tarde, ele deu uma entrevista em que externou um pouco dos sentimentos que sente até hoje após a experiência de sobreviver ao acidente aéreo de 1972, na Cordilheira dos Andes. “A fome é horrível. A sede é horrível. A morte é pior! Eu amo a vida! A vida é muito curta para se desperdiçar”, disse.

Em 13 de outubro de 1972, o voo 571, da Força Aérea Uruguaia, caiu nos Andes com 45 passageiros. 17 deles morreram e havia pouca esperança de vida. O lugar era inacessível, pouquíssima comida, 30 graus negativos, não havia abrigo ou agasalhos adequados. O tempo passava, as tentativas de resgate foram abandonadas e os sobreviventes começaram a morrer, vítimas de avalanches, do frio ou de seus próprios ferimentos. Quase 2 meses após o acidente, Parrado, que havia perdido a mãe e a irmã, encontra forças para deixar o local em busca de ajuda. Nando enfrentou, por mais de 10 dias, montanhas geladas, temperaturas negativas, dor e fome para encontrar socorro.

Seu esforço heróico ajudou a salvar a vida dos outros sobreviventes e desde então, Nando viaja pelo mundo, encantando plateias e mostrando que a esperança nunca morre e que sempre vale a pena lutar.

Sobrevivente de acidente aéreo em 1972 nos Andes dará palestra em Natal

O uruguaio Nando Parrado, autor do livro “Milagre nos Andes”, é o palestrante do Seminário Internacional de Liderança, que será realizado no Teatro Riachuelo, no dia 18 de julho deste ano. O conferencista, um dos sobreviventes do acidente aéreo de 1972, na Cordilheira dos Andes, é mundialmente reconhecido e admirado por sua história.

Pela primeira vez no Nordeste, Nando falará sobre como o trabalho em equipe, a determinação e a ação das lideranças foram fundamentais para sua sobrevivência, fatores que o mundo corporativo vivencia nos dias de hoje. Também foi considerado o melhor palestrante do mundo pelo World Business Fórum, além de ter recebido os três maiores reconhecimentos de um conferencista internacional: principal orador; principal conferencista; e capa da revista Speaker, a mais influente do setor.

A expectativa do evento, organizado pela K&M Group, é de atrair um público estimado em 1.500 participantes, entre empresários, executivos, gestores, bem como estudantes e demais profissionais interessados em reciclar conhecimentos e implantar conceitos de sucesso em suas carreiras. Inscrições pelo site www.seminarioskemgroup.com.br.

Demóstenes pede afastamento da liderança do DEM

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) pediu afastamento da liderança do DEM no Senado, na tarde desta terça-feira (27), em carta enviada ao presidente nacional da legenda, José Agripino Maia (RN). No texto, Demóstenes sinaliza que precisa de mais tempo para se dedicar à defesa das denúncias que o envolvem com o empresário Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira.

Nelson Jr. – 3.mar.10/STF
O senador Demóstenes Torres
O senador Demóstenes Torres

“A fim de que possa acompanhar a evolução dos fatos noticiados no últimos dias, comunico à Vossa Excelência meu afastamento da Liderança do Democratas no Senado Federal”, disse o senador, na correspondência.

O corregedor do Senado, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), enviou pedido de informações ao Ministério Público para saber se há envolvimento de Demóstenes no esquema de corrupção investigado pela Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. Depois dessas informações, Vital do Rêgo definirá se o caso será remetido ao Conselho de Ética da Casa.

Em meio às denúncias de irregularidades, Demóstenes confirmou apenas que havia recebido presentes de casamento – uma geladeira e um fogão importados – de Cachoeira. Porém, vieram à tona informações que o senador mantinha uma linha telefônica para conversar com o empresário.

Fonte: Folha

Ou Dilma entrega o que lhe exigem os lobos e as raposas do Congresso ou vai colecionar derrotas legislalivas em conta-gotas

Dilma Rousseff, informam seus auxiliares, aprendeu uma lição no seu primeiro Waterloo no Senado. Não ficou muito claro para o condomínio governista qual foi o aprendizado. É como na história do menino que gostava de puxar o rabo do gato.

Um dia o gato deu uma mordida no menino. E ele aprendeu a lição. Na vez seguinte, o menino deu uma cacetada na cabeça do gato antes de puxar o rabo. O que fará Dilma nas próximas vezes?, eis a dúvida que embatuca os “aliados”.

A maioria dos governistas acha que Dilma respondeu ao recado do Senado com outro recado: às favas com todos os pruridos políticos. Há apoiadores rebeldes no plenário? Cacetada neles!

A troca dos dois líderes –Jucá no Senado e Vaccarezza na Câmara— espalhou no Legislativo um rastilho de rancores. Dona da caneta, Dilma fez o que bem quis. Nem por isso livrou-se do risco de outras derrotas. Ao contrário, potencializou-o.

Pela nova lógica que passou a conduzir os movimentos do Planalto, sob influência da ministra Ideli Salvatti, isso só quer dizer que o que falta para garantir as vitórias legislativas é a permanente ameaça de reações radioativas. Na próxima vez…

Meio zonzos, os comandantes da infantaria congressual crêem que a lição do apagão do Senado deveria ter sido outra. Dilma olharia ao redor e se daria conta de que a causa do curto-circuito está na cozinha do Planalto, não no Congresso.

A base da coligação atual é a mesma que deu suporte a Lula, só que ampliada. Carrega as mesmas virtudes (poucas). São idênticos também os vícios (muitos). Ao absorver a mega-aliança que se formou na eleição de 2010, Dilma sinalizara que jogaria o jogo.

Significa dizer que não teria ministros, mas auxiliares capazes de saciar os apetites dos partidos e providenciar os votos. O consórcio treme porque não se sente suficientemente atendido nas verbas, nos cargos e no prestígio. Pior: avalia-se que Dilma entrega ao PT a mercadoria que sonega aos demais partidos.

Ao servir ressentimento a aliados que pedem os privilégios de que se julgam credores, Dilma produz isolamento, não unidade. Se desejava governar como freira, deveria ter sacado sua castidade no instante em que Lula a levou para passear no bordel.

A tática de Dilma parte de uma premissa falsa. Coisa de política neófita. Onde a presidente enxerga felinos domesticados não há senão feras criadas. Lobos e raposas já farejam os próximos movimentos do porrete. E não se dispõem a oferecer graciosamente nem a cabeça nem o rabo.

No Senado, Dilma entregou a liderança que era exercida desde sempre por Romero Jucá a Eduardo Braga, senador de primeiro mandato. No câmbio oficial, um pemedebê por outro. No paralelo, um novo líder que se aparelha para presidir o Senado e desafia a proeminência de Renan Calheiros e de José Sarney.

Na Câmara, Dilma substituiu Cândido Vaccarezza por Arlindo Chinaglia. No oficial, seis por meia dúzia, um petê por outro. No paralelo, um novo líder que é visto pelos colegas como cultor do sonho de voltar à presidência da Câmara.

Na guerra fria inaugurada por Dilma, ficou entendido que foi armada no Planalto uma bomba atômica: ou o PMDB se enquadra ou o governo moverá céus e terras para impedir que a legenda obtenha em fevereiro de 2013 o comando simultâneo das duas Casas legislativas.

Como não pensa noutra coisa senão em tornar-se novamente o mandachuva do Senado, Renan cuidou de informar que não está morto. Com a rapidez de um raio, valeu-se da prerrogativa de líder do PMDB para converter o “desalojado” Jucá em novo relator da Comissão Mista do Orçamento Geral da União.

Henrique Eduardo Alves, líder do PMDB e candidato à presidência da Câmara, também apressou-se em reavivar da tribuna a memória do Planalto e do petismo. Lembrou que PT e PMDB celebraram um acordo.

Prevê que, saindo o petê Marco Maia, vai ao painel de controle da Câmara um pemedebê. Henrique absteve-se de dizer, por desnecessário, que falava em causa própria. É algo que ninguém ignora.

Henrique também recordou que o contrato atual é mera renovação de outro. Firmado na legislatura passada, o primeiro acerto teve Chinaglia como beneficiário direto. Na época, ele revezou-se na presidência da Câmara com o atual vice-presidente da República Michel Temer.

Quer dizer: levando sua tática às últimas consequências, Dilma arrisca-se a converter o Orçamento de 2013, a ser votado em dezembro de 2012, numa peça tóxica. E comprará uma briga com Henrique, com o pacato Temer e com um PMDB que, embora trincado, costuma unificar-se em tempos de guerra.

De resto, a troca de líderes, idelizada como remédio contra a divisão, terminou resultando numa soma cujo resultado foi menos zero. Onde havia apenas divisão parcial agora existe desconfiança generalizada.

De cabelos hirtos, os aliados enxergam na movimentação de Dilma, tida por amadora, as digitais de Ideli, definida como primária. Eduardo Baga, o novo líder do Senado, integra o chamado G8, grupo de senadores “independentes” do PMDB.

Imaginou-se que, sob a nova liderança, os “independentes” se reposicionariam em cena. Tolice. Jarbas Vasconcelos alinhado ao Planalto? Nem a porretadas. Pedro Simon sem acidez na língua? Pode esquecer. Roberto Requião no cercadinho? Impensável.

Ou seja: além de não dissolver a independência, o Planalto levou os dependentes às armas. Numa brincadeira de corredor, Eduardo Braga disse que já providenciou um “colete à prova de balas”. Nada poderia ser mais acertado. Abriu-se o paiol.

Na Câmara, a ascensão de Chinaglia foi recebida com dezenas de pés atrás. A sessão que entrou pela noite desta terça (13) foi dedicada à despedida de Vaccarezza e à recepção do novo líder.

Coube ao ex-petê Chico Alencar, hoje um combatente do PSOL, traduzir a cena. Impressionado com a enxurrada de elogios ao líder deposto, disse que, se Dilma tivesse ouvido seus aliados, jamais teria dado a “rasteira” em Vaccarezza.

Chinaglia assume sob o signo da desconfiança num instante em que o condomínio arma uma cilada para o governo no Código Florestal. A primeira providência do novo líder foi requerer o adiamento da votação.

Quem olha Dilma a partir das arquibancadas fica com a impressão de que ela responde à chantagem dos aliados com altivez e espírito público. Quem a observa a partir dos plenários da Câmara e do Senado tem a percepção de que a presidente escala o cadafalso acenando para a platéia.

O relacionamento do governo com seu condomínio precisa, não é de hoje, pegar um ar fresco. Mas a lição dessa penúltima crise deveria ser a de que a premissa sobre a qual Dilma ergueu os alicerces políticos do seu governo é feita da mesma matéria prima usada por seus antecessores: o cinismo.

É um pouco tarde para corrigir o erro. Agora, ou Dilma entrega o que lhe exigem os lobos e as raposas ou vai colecionar derrotas legislalivas em conta-gotas. Uma aqui, outra acolá. Pior: arrisca-se a chegar em 2014 assistindo à derrocada do seu projeto reeleitoral e descobrindo que aprendeu a lição errada.

Fonte: Josias de Souza

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eduardo disse:

    Esses politicos estão cada vez mais "cara de pau". É escancarado a troca de favores, o pedido de cargos e por ai vai. A cada dia que passa me convenço mais que o problema do Brasil é a classe politica. Nada mais verdadeiro que o filme Tropa de Elite 2, onde o "Coronel Nascimento" luta contra o "SISTEMA".

Henrique Alves admite que tem "culpa" depois de reunião de 2 horas de Temer com os descontentes

Folha.com

O vice-presidente Michel Temer precisou costurar na noite desta segunda-feira uma trégua entre deputados descontentes do PMDB e a liderança do partido na Câmara.

Em uma reunião de mais de duas horas, o vice ouviu oito deputados descontentes com o que chamaram de “posição periférica” nas decisões da sigla. Em seguida, chamou o líder do partido na Câmara, Eduardo Henrique Alves (RN), para a conversa.

(mais…)

Enildo pode entregar a liderança da Prefeita a qualquer momento

Se o vereador Enildo Alves vai entregar ou não a liderança da Prefeita na Câmara não se sabe. Mas o descontentamento dele está claro. A insatisfação não é de hoje. Enildo reclama da falta de compremetimento de alguns vereadores da bancada com a Prefeita. A gota d´agua pode ter sido a Prefeita não ter segurado e sustentando a nomeação para Urbana do seu maior assessor e amigo de muitos anos, Fúlvio Saulo. Segue reportagem do Nominuto.com

A ausência do vereador Enildo Alves (sem partido), líder da prefeita Micarla de Sousa (PV), durante a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) na Câmara Municipal de Natal, nesta quinta-feira (30), deu margem a várias especulações nos bastidores políticos.  

Em meio à votação do projeto, chegou a notícia que Enildo Alves, fiel defensor da comandante do Executivo do Município, entregaria o cargo de líder da prefeita na Câmara. A informação, porém, não pôde ser confirmada, porque o parlamentar não atendeu as ligações da nossa reportagem nem enviou nenhum comunicado oficial à CMN.  

Indagados sobre a renúncia de Enildo, os vereadores governistas se esquivaram, dizendo somente que não iriam comentar o assunto. Em tom de brincadeira, o vereador Júlio Protásio (PSB) chamou o colega Aquino Neto (PV) de “novo líder da prefeita”, mas o verde, prontamente, recusou a deferência.  

Enildo Alves é o autor do requerimento da CEI das Obras Inacabadas, com o objetivo é investigar a gestão do ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT). A comissão foi criada em represália à CEI dos Contratos, aberta pela oposição para passar a limpo a administração do PV.  

(mais…)