Excesso de flatulências acaba na delegacia

Blog do Luciano Vale:

Essa é uma daquelas notícias que poucos acreditariam, mas de fato aconteceu. Na sexta-feira passada( 27), uma médica informou ao Portal Hora Exata algo digno de filme. Um passageiro viajava em um ônibus da empresa Guanabara que saiu de João Pessoa por volta das 16h com destino a Catolé do Rocha.

No meio do caminho, segundo a médica que também seguia no veículo, iniciou-se uma discussão entre os passageiros. Eles estavam revoltados com o fato de um deles está soltando flatos, ou seja “peido” a todo momento em suas direções, causando um imenso constrangimento.

Foi quando o passageiro “atirador”, que não foi identificado, foi até o motorista reclamar que a empresa deveria disponibilizar alas para “peidantes” e “não peidantes” já que os demais passageiros estariam reclamando de seus ataques letais dentro do veículo.

O motorista se virou para o passageiro e disse que não estava entendendo bem o que ele dizia. O passageiro, revoltado, começou a agredir o motorista com vários socos no rosto tendo afirmado: “Não está entendendo o que, seu cabra safado”. A confusão se deu logo na parada para refeição na cidade de Soledade, mas a discussão entre os passageiros teria iniciado em Campina Grande.

A polícia foi acionada e deteve o passageiro por agressão física levando-o para Delegacia de Polícia. Na confusão, o motorista não teria revidado às agressões. Ele ficou ferido com cortes no rosto e foi atendido. Antes de ser liberado para seguir viagem, ele prestou esclarecimentos na Delegacia.

Ao chegar a Patos, o motorista pediu à empresa que fizesse a troca de turno já que ele não tinha condições de seguir viagem. O “atirador” teria ficado detido em Soledade e não seguiu viagem até Patos.