RIO DE JANEIRO: Ex-subsecretário de Saúde preso tinha liberdade para lidar com milhões em dinheiro público durante a pandemia

Foto: Reprodução / TV Globo

Preso no último dia 7 de maio, o então subsecretário executivo da Secretaria estadual de Saúde, o advogado Gabriell Carvalho Neves Franco dos Santos é acusado de pertencer a um grupo suspeito de integrar uma organização criminosa que envolvida com superfaturamentos em contratos emergenciais para a aquisição de respiradores pulmonares usados no tratamento de pacientes graves com Covid-19. Outras três pessoas também foram presas na operação desencadeada pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECC), entre elas o então também subsecretário de saúde Gustavo Borges da Silva.

Outro preso na Operação Mercadores do Caos foi Aurino Batista de Souza Filho, dono da 2A2 Comércio Serviços e Representações Ltda, empresa de informática que ganhou contrato para fornecer respiradores para o estado.

Gabriell Neves foi afastado do cargo no dia 20 de abril por suspeita de irregularidades. Inquérito instaurado no dia 15 de abril visava a apurar “eventual superfaturamento de ao menos R$ 4,9 milhões num contrato de R$ 9,9 milhões celebrado com a empresa 2A2”, informou o Ministério Público. Cada equipamento teria sido comprado por R$ 198 mil, mais do que o dobro do preço no mercado brasileiro.

As investigações indicaram que houve liberação antecipada de parte dos recursos para a empresa contratada. Isso aconteceu mesmo com os preços mais elevados e a falta de experiência da empresa na compra e venda de materiais hospitalares. O contrato diz que a 2A2 é especializada em equipamentos de informática. O MP também investigou se o modelo previsto pela contratada é o mais adequado, segundo as especificações técnicas, para o uso em pacientes vítimas de Covid-19.

Gustavo Borges da Silva assumiu o cargo de Gabriell Neves após sua exoneração ser publicada no Diário Oficial do Estado.

No dia 20 de abril, o GLOBO publicou reportagem sobre a instauração de inquérito do Ministério Público para investigar a compra emergencial de mil ventiladores pulmonares para o combate ao surto do novo coronavírus. Sem licitação,o negócio envolveu o empenho de R$ 183,5 milhões de em recursos do Fundo Estadual de Saúde (FES) direcionados para três contratos de fornecimento junto a distribuidoras sem tradição no mercado.

O site Transparência RJ apontou que pelo menos R$18 milhões foram disponibilizados para a compra de equipamentos.

Gabriell Neves prestou depoimento de nove laudas para o MP estadual sobre o esquema de fraudes da saúde. Este depoimento foi encaminhado ao STJ, porque o governador tem foro privilegiado. Ele também disse que as compras tinham a anuência do ex-secretário de Saúde Edmar Santos.

A maior parte dos recursos para o combate ao novo coronavírus, R$ 836 milhões, estava destinada à Organização Social (OS) Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas) para a implementação de 1.400 leitos em hospitais de campanha. Cerca de 30% já foram pagos, mesmo com a proibição de a OS de participar de contrato com a prefeitura por suspeitas de irregularidades.

O “Blog do Berta”, do jornalista Rubem Berta, publicou em seu site ainda em março que o advogado Gabriell Neves era acusado de dar um golpe de mais de R$ 200 mil em uma idosa. Ele teve seus bens indisponibilizados no dia 17 de fevereiro pela desembargadora Daniela Brandão Ferreira, da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio no valor equivalente a R$ 215,4 mil. O valor é parte de um total de R$ 393,6 mil pedidos pela idosa, de 75 anos, na ação por danos morais e materiais que move desde janeiro deste ano contra ex-subsecretário.

Gabriell fora contratado pela idosa para atuar um processo contra uma concessionária de veículos que vendeu a ela um carro com defeito. O processo foi ganho, mas o advogado não depositou o dinheiro para a cliente.

O ex-subsecretário de saúde ingressou na política ao se aproximar de um deputado estadual do MDB. Ele foi subsecretário executivo da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia quando o parlamentar foi o titular da pasta, na gestão de Luiz Fernando Pezão. Ele chegou a assumir a titularidade do cargo com a saída do deputado em 2017.

No ano passado, Gabriell Neves acabou se tornando secretário de Saúde de Seropédica, na Baixada Fluminense, cargo que ocupou até ir para o governo estadual.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Azevedo disse:

    Esse bandido preso que faz parte do governo do RJ é só um mero laranja na organização criminosa que opera no governo do RJ.

  2. Direita-Honesta disse:

    Apenas mais um mentiroso que se elegeu às custas do presidente e agora virou seu feroz oponente. Mas, quando vai ver, não passa de mais um corrupto e inimigo do Brasil. Como tantos outros. Aí a gente vê certos comentários indecentes por aqui. Essa gente só pode estar sendo paga por alguém. Dinheiro "vermelhinho"? Aposto.

  3. CIDADAO55 disse:

    Quando começar a pipocar os casos de corrupção do Centrão no governo JB quero ver qual vai ser o argumento do PR.

    • Vergonha disse:

      Deixa de escrever merda…esses são todos quero Bolsonaro chamou de ESTRUME … não mude o foco seu PTralha, esqueci , vá aprender a trabalhar, vou dar uma dica; a carteira de trabalho é azul

    • DOIDODOPLANALDO disse:

      JA JA chega no Palhaco da republica… Pois esse WW é do mesmo time de falso moralista.. Esses apoiadores de bolsonaro pensa que corrupção é so colocar dinheiro na cueca. UM gadoburro memso

    • Vitor Silva disse:

      Vergonha esquece rápido dos aliados de outrora. Witzel e Dória ajudaram o mito e TB foram ajudados. São inimigos de ocasião. Quando interessar omito fica amigo deles, como está sendo com o centrão.

  4. nasto disse:

    Não tem jeito . Ou BRASIL para ter LADRÃO. Está enraizado , a turma não perde oportunidade, é todo mundo viciado no roubo. VERGONHA. Onde vam0s parar ? Se gritar pega ladrão até os prédios se balançam .

LEMBRAM DELE? Piá, ex-meia da Ponte Preta, Corinthians e Santos, tem prisão preventiva decretada por furto a caixa eletrônico

Foto: Divulgação/Guarda Municipal de Cordeirópolis

O ex-meio-campista Piá foi transferido na tarde desse domingo (24) para o Centro de Detenção Provisório (CDP) de Limeira, depois de uma audiência de custódia realizada online às 13h em que teve a prisão preventiva decretada. O ex-jogador de Ponte Preta, Corinthians e Santos foi preso em flagrante no sábado (23) no momento em que tentava furtar envelopes com dinheiro e cheque de caixas eletrônicos de Cordeirópolis, interior de São Paulo.

Piá, hoje com 46 anos e aposentado desde 2011, foi detido pela quarta vez em seis anos. De acordo com o boletim de ocorrência, ele e outro suspeito foram detidos com dinheiro e uma folha de cheque de mais de R$ 8 mil furtados de envelopes de depósitos de caixas eletrônicos de dois bancos.

Ainda segundo informações do Boletim de Ocorrência, os dois foram monitorados por câmeras de segurança de duas agências bancárias de Cordeirópolis. Ao flagrar a ação de Piá em conjunto com o outro suspeito, a Guarda Municipal foi até o local. Ambos passaram a noite na Delegacia Seccional de Limeira. O outro suspeito também está preso no CDP.

Após a aposentadoria, Piá começou a ter problemas com a justiça. Em janeiro de 2014, ele chegou a ficar 21 dias detido no Centro de Detenção Provisória de Hortolândia. Na ocasião, o ex-atleta foi indiciado por tentativa de furto em um caixa eletrônico de Campinas.

Em abril do ano seguinte, ele foi preso em flagrante em Americana cometendo o mesmo delito. Quatro meses depois, Piá foi pego tentando “pescar” envelopes em um banco de Bauru. A reportagem tentou contato com pessoa ligada ao ex-atleta, mas não obteve sucesso.

UOL

Trio suspeito de diversos assaltos é preso pela PM após perseguição na Grande Natal

Foto: Ilustrativa

O portal G1-RN destaca nesta quarta-feira(13) que três suspeitos de assalto foram presos nessa terça-feira (12) após uma perseguição, que começou em Emaús e terminou em Nova Parnamirim, bairros de Parnamirim, na Grande Natal. De acordo com a Polícia Militar que fez a prisão, o trio já havia praticando diversos assaltos pela cidade ao longo da semana. Um dos suspeitos, que estava com uma arma de fogo falsa, não tem antecedentes criminais e afirmou aos policias que trabalhava como motorista de aplicativo. Já os outros dois detidos têm extensa ficha criminal. Eles foram ouvidos na 2ª Delegacia de Polícia Civil em Nova Parnamirim e devem responder pelo crime de assalto. Os policiais apreenderam um arma falsa. Veja mais detalhes aqui.

Ex-subsecretário de Saúde do RJ é preso por suspeita de fraude na compra de respiradores

Gabriell Neves foi exonerado do cargo de subsecretário de Saúde do RJ — Foto: Reprodução/TV Globo

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil do RJ prenderam nesta quinta-feira (7) Gabriell Neves, ex-subsecretário estadual de Saúde, e mais três pessoas.

Além de Gabriell, foram presos Gustavo Borges da Silva e Aurino Batista de Souza Filho — o nome do quarto não foi divulgado.

O grupo é suspeito de ter obtido vantagens na compra emergencial de respiradores para pacientes de Covid-19 no estado. Uma quinta pessoa era procurada até a última atualização desta reportagem.

Aurino faz parte da A2A, uma empresa de informática que ganhou contrato para fornecer respiradores.

Neves foi exonerado pelo governador Wilson Witzel no dia 20 de abril justamente por suspeita de irregularidades — os contratos questionados somaram R$ 1 bilhão, entre respiradores, máscaras e testes rápidos comprados sem licitação.

Equipes do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc/MPRJ) e da Delegacia Fazendária também cumprem 13 mandados de busca e apreensão no Município do Rio.

Suspeitas e exoneração

Duas ações do subsecretário aparecem como suspeitas:

A montagem dos hospitais de campanha pelo Instituto de Atenção Básica Avançada à Saúde (Iabas);

Contratação de uma empresa para gerenciar serviço de Samu por R$ 76 milhões, sem licitação, que, anteriormente, era exercido pelo Corpo de Bombeiros.

Reportagem exibida no RJ2, em 11 de abril, afirmava que o Governo do RJ gastou R$ 1 bilhão para fechar contratos emergenciais, sem licitação, para o combate do Covid-19.

Os valores seriam destinados para a compra de respiradores, máscaras e testes rápidos.

A maior parte deste dinheiro, quase R$ 836 milhões, seria destinada para a Organização Social (OS) Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas).

O G1 apurou que, nos últimos meses, Gabriell Neves centralizou boa parte das decisões da pasta, desde que assumiu, em fevereiro deste ano. Houve uma disputa com a subsecretária Mariana Tomasi Scardua que resultou em sua saída da pasta.

Gestão do Samu

Uma das suspeitas de problemas de Gabriell Neves na Saúde está na contratação por R$ 76,5 milhões da empresa OZZ Saúde Eireli para fazer a gestão do Samu na cidade do Rio de Janeiro, que antes era feita exclusivamente pelo Corpo de Bombeiros.

Ao fundamentar a compra, a secretaria cita a Lei Federal 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que permite a contratação de serviços “destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus”.

Na notícia presente no site da pasta, no entanto, o próprio governo diz que a mudança na gestão do Samu não foi fruto da pandemia – que sequer é mencionada na notícia –, mas sim por uma determinação do Tribunal de Contas do Estado.

Contratação para os hospitais de campanha

O G1 também mostrou indícios de fraude no processo de construção de sete hospitais de campanha do governo do Rio de Janeiro. A medida é a principal ação contra a pandemia da Secretaria de Estado da Saúde.

Esse contrato com o Iabas foi assinado por Gabriell Neves antes de ser afastado.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Véi de Rui disse:

    É por isso que o Bolsonaro não presta, e tentam tirar o homem a todo custo pra liberar a roubalheira como era de costume

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Eu é que não boto a minha mão no fogo por político brasileiro nenhum. Especialmente aqueles que fazem das tripas coração para ter os órgãos policiais sob seu controle.

    • Antenado disse:

      Se lembrou de Lula né!!?

  2. francisco Carlos Xavier disse:

    Vai ser no Brsil todo, vai faltar lugar nas cadeias

  3. santa Cruz disse:

    Os Petralhas do Rio Grande do Norte , que se oriente, se não o bicho vai pegar!

  4. Ojuara disse:

    Primeiro a ir pra gaiola. Kkkk
    Tem que pegar todos que estão se aproveitando da desgraça do covid, pra continuar roubando.

CASO FANTONE: Após recurso do MPRN, jipeiro acusado de assassinato em Extremoz é preso

Foto: Reprodução

Após um recurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), o jipeiro Ailton Berto da Silva, réu confesso do assassinato de Fantone Henry Filgueira Maia e da tentativa de homicídio de outras três pessoas a tiros, foi preso na tarde desta sexta-feira (24). Os crimes foram cometidos durante uma confraternização de “jipeiros” na praia de Santa Rita, litoral Norte potiguar, em dezembro do ano passado. Todos os detalhes aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo disse:

    BG
    Mais que "agilidade" da justiça, se quisesse tinha fugido tranquilamente.

Decreto de isolamento descumprido: Homem é preso após se recusar a parar partida de futebol em Natal

Foto: PMRN/Divulgação

O portal G1-RN destaca. Um homem foi preso na quinta-feira (2) por descumprimento ao decreto estadual 29.583/2020, que proíbe aglomerações como norma de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). Ele fazia parte de um grupo de cerca de 30 pessoas que estavam jogando futebol na Praia do Meio, Zona Leste de Natal.

A atividade coletiva acontecia na tarde desta quinta quando foi interrompida por uma viatura da Companhia Independente de Policiamento Turístico da Polícia Militar. Das 30 pessoas, apenas uma se recusou a parar de jogar. Diante da desobediência, ele foi conduzido para a delegacia onde foi autuado em flagrante.

Matéria completa aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mito disse:

    Jogar futebol não pode, agora bandido roubando toda hora pode!

  2. Jr disse:

    Não é ilegal não. Leiam o art. 268 do Código Penal . Por esse crime não vai preso mas Pode ser preso em flagrante.

  3. Carlos disse:

    A Lei de Abuso de autoridade foi às favas

  4. Carlos disse:

    Um absurdo. Prisão ilegal. Desobedecendo um Decreto? Mostra um despreparo geral. Polícia Militar. Polícia Civil. Ministério Público e principalmente Judiciário.

    • Vitor disse:

      Art. 268 – Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa

      A determinação do poder público está no decreto, então não há ilegalidade da prisão

VÍDEO: Polícia divulga imagens que mostram que preso por atropelamento e morte em Natal já era investigado por ameaçar mulher por discussão de trânsito

A Polícia divulgou um vídeo que mostra que o Bruno Costa, preso pelo atropelamento e morte do senhor Cícero, já era investigado por ameaçar uma mulher durante uma discussão de trânsito. Detalhes em reportagem da TV Ponta Negra em destaque.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Celso disse:

    Esse caso também é culpa do Bolsonaro!

  2. Brasil disse:

    Caba de peia, pra não dizer pior, tem que mofar na cadeia, matou um sr pedreiro, pai de 5 filhos e que estava indo comprar medicamento para um deles.

  3. Everton disse:

    Calhorda, tem que sofre as consequências.

  4. Fernando disse:

    Esse bandido tem que mofar na cadeia.
    Assassino!!!

  5. Tonho disse:

    PetralhaRn, ele é fanático eleitor do pt!Destemperado, nervosa e violento!

  6. PetralhaRn disse:

    Deve ser o típico cidadão que defende a família e presa por seis valores. Alguém sabe em quem ele votou?

  7. Cidadão Indignado disse:

    Verdadeiro CANALHA!

  8. Cidadão Indignado disse:

    Mostra que esse cara é um delinquente! Tem que tomar alguns anos de cadeia, esse assassino!

  9. Zuza disse:

    Serve de exemplo para os covardes de plantão. Se alguém não der jeito, a justiça termina resolvendo.

  10. Pedro Melo disse:

    Outro caba de peia.
    O tal do valentão!

  11. Manoel disse:

    Ele é bem corajoso quando se depara com uma mulher e uma moto estando ele de carro…

Promotor de eventos suspeito de atropelar e matar pedreiro após discussão no trânsito se apresenta à polícia em Natal e é preso

Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

Errata: fizemos uma alteração no primeiro parágrafo quanto à natureza da prisão. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária, não preventiva.

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deram cumprimento, na manhã desta terça-feira (10), a um mandado de prisão temporária em desfavor do produtor de eventos Bruno Luis Duarte da Costa Pereira, 34 anos. De acordo com as investigações, ele é o motorista que guiava o Renault Clio, de cor branca, que atropelou e matou Cícero dos Santos, 53 anos. Bruno Costa se apresentou à DHPP, onde prestou esclarecimentos sobre o caso.

Após a identificação do motorista, realizada na segunda-feira (9), a Justiça atendeu o pedido da Polícia Civil e determinou a prisão temporária do suspeito nesta terça-feira. Entretanto, antes mesmo da Polícia chegar ao suspeito para efetuar a prisão, o próprio condutor resolveu se apresentar na sede da DHPP.

Durante o depoimento, o suspeito confirmou a briga de trânsito e declarou que perseguiu o motociclista para que o pedreiro aguardasse a chegada da perícia, mas que não tinha a intenção de atropelá-lo. Bruno Costa também teria informado que não sabia que tinha matado o pedreiro no momento do acidente.

Ele será encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Claudio Araújo disse:

    Assassino confesso seria o termo correto.

  2. Brasil disse:

    Cabra de peia, matou uma pessoa trabalhadora por besteira, tem que pagar caro, tirar vida de outro é o pior crime que existe

  3. Luan disse:

    É preciso apenas uma decisão q leva 1 segundo para vc alterar o rumo d sua vida, por isso pense muito bem antes de qualquer tomada decisão.

  4. Paula disse:

    Essa imprensa Potiguar passa pano viu, ele não é suspeito e sim o assassino, usou o carro como arma para matar um trabalhador.

  5. Mily disse:

    Um pouco arrependido?! Meu caro, nada justifica o que vc fez.

  6. Jeba disse:

    covarde, com todas as letras.

Radialista é preso em nova fase da ‘Calvário’ na PB suspeito de extorsão de investigados

Foto: Divulgação/PF-PB

O radialista Fabiano Gomes foi preso na manhã desta terça-feira (10) na oitava fase da Operação Calvário, em João Pessoa. Ele é suspeito de atrapalhar as investigações solicitando dinheiro aos investigados para não divulgar informações sigilosas. Outros nove mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em João Pessoa e Bananeiras, na Paraíba. Um auditor também é investigado.

A defesa do radialista Fabiano Gomes ainda não teve acesso a decisão do desembargador Ricardo Vital, mas acompanha a busca e apreensão e a prisão temporária. No entanto, informou estar surpresa com ação, pois, segundo a defesa, “Fabiano até então não era investigado, citado ou sequer foi ouvido antes pelo Gaeco na Operação Calvário, a quem sempre se colocou e novamente se coloca à disposição para todo e qualquer esclarecimento”.

A 8ª fase da Operação Calvário e investiga a lavagem de dinheiro de recursos desviados de organizações sociais da área da saúde, por meio de jogos de apostas autorizados pela Loteria do Estado da Paraíba (Lotep).

De acordo com as investigações, parte dos recursos teriam sido desviados com a participação de um auditor do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Ele teria recebido uma valor para atrapalhar a fiscalização nas organizações sociais.

Além disso, também com o objetivo de impedir a investigação da Operação Calvário, o radialista Fabiano Gomes estaria utilizando canais da imprensa para constranger os investigados ou potenciais investigados. Ele teria solicitado a eles uma quantia em dinheiro para não revelar nenhum conteúdo sigiloso sobre eles.

Ao todo, 55 policiais federais e cinco auditores da Controladoria Geral da União participaram do cumprimento dos mandados, que aconteceram nas residências dos investigados e no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

As ordens foram expedidas pelo Desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

Operação Calvário

A Operação Calvário foi desencadeada em dezembro de 2018 com o objetivo de desarticular uma organização criminosa infiltrada na Cruz Vermelha Brasileira, filial do Rio Grande do Sul, além de outros órgãos governamentais. A operação teve oito fases, resultando na prisão de servidores e ex-servidores de alto escalão na estruturado governo da Paraíba.

A investigação identificou que a organização criminosa teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, no período entre julho de 2011 até dezembro de 2018.

Na sétima fase, o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), se tornaram alvos, no dia 17 de dezembro de 2019. Um mandado de prisão foi expedido contra o ex-governador. Em relação ao atual governador, houve somente mandados de busca e apreensão, determinados para o palácio de governo e para a residência oficial.

Também foram expedidos mandados de prisão contra a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) e a prefeita do município paraibano de Conde, Márcia Lucena (PSB). Ao todo, a “Operação Calvário – Juízo Final” expediu 17 mandados de prisão preventiva e 54 de busca e apreensão.

O ex-governador Ricardo Coutinho foi preso no fim da noite do dia 19 de dezembro e teve a prisão preventiva mantida no dia 20 de dezembro após audiência de custódia. Ele foi encaminhado para a Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, no bairro de Mangabeira, na capital paraibana, onde também foram os demais presos na sétima fase da Operação Calvário com prerrogativa de prisão especial. Ele deixou o presídio no dia 21 de dezembro de 2019.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vicente disse:

    Paraíba e RJ São distantes de tudo, afinidade mesmo, só por terem gestores corruptos, e tinham íntima ligação com luladrão, todos os 2 gestores até foram sondados como pretensos candidatos a vice presidente dele. A outra afinidade é uma corrupção entranhada em toda a máquina administrativa, bem ao estilo do governo federal petralha. Pior é Ainda ter quadrúpedes defendendo esses patifes.

  2. paulo disse:

    BR
    É uma corja de marginais roubando o dinheiro público e a justiça prendendo num dia e soltado no outro, a policia fica enxugando gelo. Na prisão deste ex-governador veio uma equipa da Policia Federal da Paraíba busca-lo aqui no RN, no outro dia um ministro do STF mandou solta-lo. Isto é uma VERGONHA

Pastor evangélico é preso na Grande Natal com veículo furtado

Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal recuperou, no final da noite desse domingo (08), no Km 167 da BR 406, em São Gonçalo do Amarante/RN, um veículo Uno e prendeu um homem de 46 anos.

Durante fiscalização na Unidade Operacional, os policiais abordaram o condutor do veículo, que se identificou como pastor evangélico. Este informou que havia comprado o carro há quatro meses, pelo valor de R$ 5.000,00, a um amigo da igreja.

Ao consultar os sistemas, foi constatado que o uno tinha sido furtado em Parnamirim/RN, no dia 24 de outubro de 2019.

Diante do flagrante, o homem foi detido e encaminhado com o veículo à Delegacia de Plantão da Zona Norte em Natal/RN.

Pastor evangélico é preso em São Gonçalo do Amarante/RN com veículo furtado

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ovelhas… Não sigam esse 'pastor'…

Polícia Civil prende na Grande Natal suspeito de participação em latrocínio de coronel da reserva da PM

Francildo de Souza Nunes foi morto em uma loja de roupas. Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia Municipal de Macaíba deram cumprimento, nesta quarta-feira (4), a três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária em desfavor de um homem de 22 anos. Ele foi preso em sua residência no bairro Vilar, no município de Macaíba.

Segundo as investigações realizadas pela DHPP, o homem é suspeito de ser coautor do latrocínio que vitimou o coronel da reserva da Polícia Militar Francildo de Souza Nunes. O crime aconteceu no dia 28 de dezembro de 2019, quando dois homens realizaram um roubo a uma loja de roupas no bairro Cidade Alta, na Capital Potiguar. Durante a ação, a vítima foi atingida por disparos de arma de fogo e morreu no local. Um dos suspeitos morreu em confronto com policiais militares, logo após o crime.

O suspeito foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Militar brasileiro preso com 39 quilos de cocaína na Espanha recebe pena de seis anos

Sargento da Aeronáutica brasileira Manoel Silva Rodrigues, que foi detido na terça-feira (25) no aeroporto de Sevilha, na Espanha — Foto: Redes sociais/ Reprodução TV Globo

O sargento Manoel Silva Rodrigues, que foi preso na Espanha com 39 quilos de cocaína levados num avião da comitiva do presidente Jair Bolsonaro, em julho de 2019, fez um acordo com a promotoria espanhola e vai cumprir pena de seis anos e um dia de prisão.

É uma redução da condenação anterior, de oito anos. Rodrigues também deve pagar uma multa de 2 milhões de euros (cerca de R$ 9,5 milhões, na cotação atual).

Segundo a agência Efe, a pena foi diminuída depois da admissão de autoria por parte de Rodrigues — na corte, o sargento afirmou estar profundamente arrependido.

Rodrigues foi preso em Sevilha em 25 de junho de 2019. Ele havia viajado a Sevilha com 39 kg de cocaína na bagagem, e ia em um dos voos da comitiva que levava Jair Bolsonaro a um encontro do G20, no Japão. O presidente não estava no mesmo avião.

O brasileiro afirmou que sua missão era levar a droga até a Europa e voltar. Ao sair do aeroporto, ele iria para um centro comercial, onde aguardaria uma pessoa que daria um sinal.

Em 20 anos de limitar, nunca abriram nenhum processo contra mim, e eu nunca tive nenhuma sanção, mas meu salário não é muito alto e eu estava passando por dificuldades econômicas”, disse o condenado, segundo o jornal “ABC de Sevilla”.

Ele ainda afirmou que pretende voltar ao Brasil e trabalhar.

A promotoria considerou que o militar brasileiro foi sincero e reconheceu seus crimes.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Iranilson disse:

    É hilario vê os defensores do maior bandido já gerado na humanidade querer condenar quem não cometeu crime e querer absorver o bandido mor.

  2. Ferreira disse:

    " Dr., eu não me engano, o Bozonaro é Miliciano!"

  3. Ex-Pretralha disse:

    Quando sair da cadeia ele paga a multa ou então a família paga, e se ele for dos milicianos eles pagam mesmo babaca, e ele não foi preso por causa de Bolsonaro, foi por causa do pó que o otário levou, achando que teria proteção como antes…acabou a mamata!

  4. Maria disse:

    E como ele vai pagar essa multa?

    • MalvadaMiliciana disse:

      O Miliciano chefe dele paga para ele assumir e ficar calado. Kkkk nem a imprensa fala mais nisso.

    • Bento disse:

      Mas como o cachaça vai pagar se o dinheiro e os bens estão bloqueados pela justiça

  5. Everton disse:

    Cocaína na comitiva presidencial brasileira foi a primeira vez! Bolsonaro sabia disso?

    • Luciana Morais Gama disse:

      Everton, esse militar viajava na comitiva presidencial desde de DILMANTA, será que ele pensava que ia continuar tudo igual a época dos PTtralhas?? Pense nisso!

    • Minion alienado disse:

      Luciana, você acredita que ele foi preso na Espanha por causa do Bozo.

    • Bento disse:

      Acho que estava acostumado a fazer isso nos governos anteriores

Advogado é preso após dirigir embriagado, tentar fugir só de cueca e morder policial, diz PM

Foto: Ilustrativa

Um advogado foi preso dirigindo embriagado no fim da noite desta segunda-feira (17), em Pitanga, na região central do Paraná, segundo a Polícia Militar (PM). A polícia informou que o homem foi preso após tentar fugir e agredir um policial militar com uma mordida.

O caso foi registrado no Centro da cidade. De acordo com a PM, uma equipe tentou abordar o advogado, de 47 anos, porque ele estava fazendo manobras perigosas com um carro.

Segundo a polícia, o homem tentou fugir com o carro. Momentos depois, ele desceu do veículo vestindo apenas uma cueca e xingou os policiais, conforme a PM.

O suspeito ainda pulou muros e correu por ruas da cidade durante a fuga, de acordo com a polícia. Na sequência, ele foi segurado pela perna por um dos policiais no momento em que subiu em um muro com três metros de altura.

A PM informou ainda que o homem disse que era da alta sociedade, que havia bebido e que se fosse preso não ficaria um dia na cadeia.

O advogado tentou fugir novamente ao pular do muro, mas foi contido por policiais, conforme a PM. Durante a ação, o homem mordeu um dos agentes de segurança na perna e o agrediu com chutes, segundo a polícia.

Após ser algemado, o advogado foi levado para um hospital, de acordo com a PM.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gustavo Ferreira disse:

    Como dito em outro post, em uns mostra-se tudo e em outros nada.
    Por que na foto com a Professora teve até foto com copo de cerveja e referência a sua profissão, vínculo funcional e militância, e nesse nada?
    E não há pessoalidade e passionalidade na seleção e discriminação nesse e em outros inúmeros blogs, jornais, revistas e demais meios de comunicação de massas?

  2. Aparecida disse:

    Interessante, foi preso em flagrante e mesmo assim não divulgaram sua foto.

  3. Antonio Barbosa Santos disse:

    Como se vê, não é apenas no RN que advogado comete crimes. Não sei se isso é bom ou ruim.
    Cada vez mais integrantes de uma classe outrora tão respeitada se envolve em fatos lamentáveis.
    Talvez repliquem o discurso do Presidente Nacional da categoria, que se acha imune a tudo.
    Uma pena.

VÍDEO: Procurado por tráfico internacional de drogas é preso pela PRF na BR-101 no RN

A Polícia Rodoviária Federal prendeu, às 21h desta quarta-feira (05), no km 167 da BR-101, em Canguaretama/RN, um homem de 33 anos, natural de Mossoró/RN.

O suspeito era fugitivo da justiça do Rio Grande do Norte e tinha um mandado de prisão em aberto por tráfico internacional de drogas e seguia como passageiro de um gol.

No momento da abordagem, ele tentou fugir mas foi contido pelos policiais. Ainda apresentou documento falso, mas após consulta aos sistemas, foi identificado e preso. Ele é conhecido como “Nem da Abolição” e era um dos fugitivos mais procurado no Estado.

Na semana passada, a mulher dele, que também era foragida, foi presa no estacionamento de um supermercado, em Parnamirim/RN, por uma equipe de policiais da Deicor.

A ocorrência foi encaminhada à Deicor – Divisão Especializada no Combate ao Crime Organizado, em Natal.

Homem é preso em Maceió por tramar assalto a ex-namorada para salvá-la e tentar reatar o namoro

Foto: Ilustrativa

Um homem foi preso na terça-feira (4) por tramar um assalto a ex-namorada. Segundo a polícia, o objetivo era salvá-la e impressioná-la a ponto de reatar o namoro. O crime ocorreu no dia 28 de maio de 2019, no bairro da Serraria. Um amigo dele também foi preso por participação na ação.

A Delegacia Especializada de Roubos da Capital (DERC) cumpriu na terça dois mandados de prisão temporária, expedidos pela 4ª Vara Criminal da Capital, contra os dois homens.

O delegado José Carlos André explicou que a vítima estava com o ex-namorado em casa quando teve a residência invadida por dois homens armados, que a agrediram e levaram pertences avaliados em R$ 4 mil. Mesmo sabendo que tinha tramado o assalto, o ex-namorado fingiu surpresa com a ação dos dois assaltantes. Ao ser preso, ele contou que planejou o assalto para que a namorada se assustasse, fosse salva por ele e, impressionada, reatasse o relacionamento.

O segundo homem foi preso em Guaxuma é um motorista de aplicativo que emprestou o próprio carro para o assalto tramado pelo amigo. O delegado contou que, como a placa do carro foi anotada durante o crime, o motorista de aplicativo registrou um boletim de ocorrência falso alegando que o carro dele havia sido roubado. O homem negou participação no roubo, mas confirmou que não teve o veículo roubado e que somente registrou um B.O. falso para acobertar a versão do amigo.

De acordo com o delegado José Carlos, provas técnicas que apontavam para a participação dos investigados no crime de roubo foram reunidas, mas o investigadores da DERC ainda realizarão diligências para esclarecer outros detalhes do crime.

G1-AL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Everton disse:

    Pega o doooido

Preso na operação Intocáveis II, policial era responsável por investigar milícia na Muzema, e tinha diálogos” com Ronnie Lessa, acusado de executar Marielle Franco

Foto: Reprodução

Preso nesta quinta-feira durante a operação Os Intocáveis II, policial civil Jorge Luiz Camillo Alves é chefe do Setor de Investigações (SI) da 16ª DP (Barra da Tijuca). Ele era responsável pelas investigações sobre as construções irregulares na Muzema, na Zona Oeste do Rio. A área é dominada por uma milícia, que lucrava com construção de imóveis e empreendimentos comerciais. É a essa mesma milícia que, segundo o Ministério Público (MP), Camillo dá apoio.

De acordo com o MP, Camillo — preso em casa — foi flagrado em uma “intensa sequência de diálogos” com Ronnie Lessa, acusado de executar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes junto com Élcio de Queiroz.

O policial era tratado por Lessa como o “Amigo da 16”, numa referência à delegacia da Barra da Tijuca, informou o MP. Segundo o órgão, o tratamento se repetia em “em vários trechos dos diálogos.

Até as 9h45, 31 pessoas haviam sido presas durante a operação Os Intocáveis II. Todos foram levados para a Cidade da Polícia. Agentes estiveram em endereços na Zona Oeste do Rio. A ação acontece ainda no Piauí e na Bahia.

Dr. Bumbum foi um dos investigados

Camillo participou de investigações que ganharam destaque na mídia. Uma delas foi a que levou à prisão Denis Furtado, o Dr. Bumbum. Ele foi indiciado por homicídio doloso após a morte de Lilian Calixto, de 46 anos, que passou por um procedimento estético na cobertura de Denis, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Dr. Bumbum ficou na cadeia por seis meses e depois teve a prisão substituída por medidas cautelares. Denis também teve o registro profissional cassado

Outra investigação conduzida pelo policial foi a da agressão sofrida pela paisagista Elaine Caparróz. Mãe do lutador Ryron Gracie, ela foi espancada durante quatro horas em seu apartamento, na Barra. Acusado do crime, o lutador de jiu-jítsu Vinícius Batista Serra foi denunciado por tentativa de homicídio triplamente qualificado (meio cruel, mediante dissimulação e contra mulher por razões da condição de sexo feminino — feminicídio).

Extra – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco disse:

    CHOCOLATE COM LARANJA, UMA RACHADINHA MILICIANA DE SUCESSO!

    TODO MUNDO SABE QUE ELE É AMIGO DO QUEIROZ, QUE É AMIGO DO FLAVINHO BOLSONARO, QUE É FILHO DO BOZONARO…

  2. Deco disse:

    A gloriosa PM KKKKKK

    • joaozinho da escola disse:

      Leia e releia, é um policial civil. Independente da profissao, assim como nos meios politicos, de professores, medicos etc, existem bandidos tambem. Mas nao se deve confundir instituicao, profissao com a pessoa. Mas cuidado com o pessoal de esquerda, esses parecem que costumam mentir mais quando se infiltram em blogs pra denegrir instituicoes.