Mãe quer mudar sexo de filho de 6 anos, pai discorda, entra na Justiça, e corre risco de perder a guarda da criança

Foto: Ilustrativa

Um pai iniciou uma batalha judicial nos Estados Unidos para impedir que sua ex-mulher mude o sexo do filho James, de seis anos. O processo tramita em Dallas, no Texas. A mãe veste o menino com roupas de menina desde quando ele tinha três anos de idade e o matriculou na escola com nome de “Luna”.

No processo de divórcio, a mãe que é pediatra, acusou o pai de abuso infantil por não “admitir que James era transgênero” e luta para que o ex-marido perca a guarda compartilhada. Ela quer que ele seja condenado a pagar as consultas do filho para a mudança de sexo o que inclui, além de um terapeuta, a esterilização hormonal a partir dos oito anos.

E a mulher já conseguiu algumas vitórias. O pai foi legalmente impedido de falar com seu filho sobre sexualidade e gênero, tanto do ponto de vista científico quanto religioso, e foi obrigado a oferecer roupas unissex para o filho.

Diagnóstico

O menino foi diagnosticado com “disforia de gênero” por especialista escolhido pela mãe. O termo caracteriza um “transtorno psicológico de identidade de gênero” e quer dizer que a criança se sente desconfortável com o sexo de nascimento. Termos como estes vêm sendo muito utilizados pelas militâncias do movimento LGBT.

O terapeuta confirmou que quando James está só com a mãe, prefere roupas de menina e quer ser chamado de Luna, mas quando está com o pai, só atende por James e escolhe roupas de menino.

Processo judicial

O Tribunal decidirá se a mãe poderá seguir com plano de “castração química” a partir dos 8 anos e se o pai terá o direito de continuar a ver o filho. A castração consiste em tentar bloquear a testosterona, diminuindo drasticamente o desejo sexual e até a ereção. É um procedimento que usa métodos hormonais.

O pai reuniu testemunhos de amigos para tentar convencer a justiça que o filho é um menino, e assim, evitar esse procedimento. Pessoas preocupadas com a decisão final e a repercussão do caso, criaram um site para tentar persuadir a corte de que é preciso esperar e não seguir perigosamente o diagnóstico precoce.

Com informações da Gazeta do Povo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Conceição disse:

    É UMA FRUSRATA POR NÃO TER DADO À LUZ À UMA MENINA E INFLUENCIOU A CRIANÇA DESDE OS TRÊS ANOS DE IDADE, QUANDO ELA NÃO TINHA DISCERNIMENTO PARA NADA. PORTANTO, A DEFESA DO PAI DEVE ALEGAR QUE O FILHO NÃO PODE SER ANALISADO SÓ PELO COMPORTAMENTO ATUAL, DEVIDO À LAVAGEM CEREBRAL SOFRIDA DESDE TENRA IDADE. SE A CASTRAÇÃO QUÍMICA DETÉM A TESTOSTERONA, QUE PROVOCA O DESEJO SEXUAL E A EREÇÃO, É SINAL QUE ISSO EXISTIA DE FORMA INTENSA E PORTANTO ISSO, POR SI SÓ, JÁ DERRUBA A ALEGAÇÃO DE QUE A PESSOA NASCEU TRANSGENERO, JÁ QUE É CAPAZ DE SENTIR DESEJO PELO SEXO OPOSTO. UMA LOUCA QUE PRECISA SER TRATADA.

  2. Katia Benatti disse:

    Pelo amor de Deus, o que está mãe está fazendo é muito grave, ele é só uma criança não entendi e não sabe o que está fazendo. Ele está confuso, se ele quer se vestir como mulher ok, mas trocar de sexo agora ele é muito novo. E se ele crescer e quiser voltar a ser menino?

  3. Maria disse:

    Estamos na era do apocalipse …Jesus disse.:aí daquele que escandalizar um só pequenino.

  4. Joseivandesouzarabelo disse:

    Fim de mundo, a mãe quer se vingar do ex-marido, trocando o sexo masculino para feminino.
    É uma aberração.

  5. João Bustos Moreno Neto disse:

    Em hipótese alguma. Nasceu homem e pronto. Se ela influencia o menino como usar roupas femininas ou bonecas ou se mostrando, é preciso um acompanhamento psiquiátrico para o menor e não impor vontades suas ao garoto. O problema é ela. Psiquiatria nela.

  6. Francisca disse:

    Isso não existe, pois como há medicação para a castração química, há também cura da criança se tornar mais propensa ao sexo de nascença, no caso é de gênero masculino e não feminino.

  7. Ems disse:

    De onde uma criança de 6 anos tem condições de decidir algo de tamanha importância ? O mundo pirou !

  8. Nelson disse:

    Isso é tão absurdo que custo a crer que não seja fakenews

    • Ed tigrão disse:

      O Jean willis tem um projeto igualzinho…onde diz que uma criança de 7 anos pode fazer cirurgia de mudança de sexo…vagabundagem isso…onde uma criança de 6 anos pode decidir?? E nesse caso acima,é visível que a criança está confusa! Com a louca da mãe quer ser menina e com o pai quer ser menino…deixa a criança crescer e escolher!

    • Rute disse:

      Senhor!! Esas mae ja esta com os dois pes no quinto…?
      Que absurdo!!!Induzir o proprio filho a uma "distorcao" de genero e comportamento desea maneira!! Ela odeia esse menino, se ela o amasse nao faria tal coisa!☹

COMENTE AQUI