Menos famílias com dívidas em setembro segundo pesquisa

Depois de três meses consecutivos em alta, o endividamento dos brasileiros apresentou pequena queda em setembro. O percentual de famílias que relataram ter dívidas entre cheque pré-datado, cartão de crédito, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguros atingiu 58,9%, contra 59,8% no mês anterior – o nível mais elevado de 2012. Em setembro de 2011, o endividamento afetava 61,6% das famílias.

De acordo com a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) nesta quinta-feira (27), também recuou o percentual de famílias com dívidas ou contas em atraso.

O percentual de famílias inadimplentes alcançou 19,1% do total em setembro, ante 21,3% em agosto e 24,3% em setembro do ano passado.

“As políticas de estímulos ao crédito e à aquisição de bens duráveis continuam exercendo impacto moderado sobre o número de famílias endividadas, que continua inferior ao observado em 2011”, disse, em nota, Marianne Hanson, economista da CNC.

Tipos de dívida

O cartão de crédito foi apontado como um dos principais tipos de dívida por 73,3% das famílias endividadas, seguido por financiamento de carro, para 17,4%, e, em terceiro, por carnês, para 16,5%.

A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic Nacional) é apurada mensalmente pela CNC a partir de janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas capitais dos estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores.

Fonte: G1, São Paulo