Nelter sugere CPI para investigar atraso no pagamento dos servidores estaduais

z-1Foto: João Gilberto

Exatamente quando tramita na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, o pedido de impeachment da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), eis que o deputado oposicionista Nelter Queiroz (PMDB) sugere uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar o atraso no pagamento dos servidores estaduais pelo Governo do Estado.

Em seu discurso, Nelter disse ter graves informações de esquema de corrupção no Governo de Rosalba Ciarlini, que está apurando para em breve tornar público.

O parlamentar adiantou em seu discurso, que o secretário Estadual de Recursos Hídricos, Leonardo Rêgo, filho do deputado Getúlio Rêgo, poderá entregar o cargo a qualquer momento, por falta de autonomia para gerir a pasta. Em plenário, Rêgo deu o silêncio como resposta.

Barragem de Oiticica

Ainda em seu pronunciamento, Nelter fez críticas à governadora pelo fato de ter ido visitar a Barragem de Oiticica, que está sendo construída no município de Jucurutu, sem ter convidado o atual prefeito George Queiroz, nem o ex-prefeito Júnior Queiroz, nem muito menos ele próprio, que é filho da terra. “Rosalba faltou com respeito ao prefeito e a mim, e foi ingrata com o ex-prefeito Júnior Queiroz, seu amigo e aliado de primeira hora. O povo de Jucurutu merece respeito”, disse.

O parlamentar ainda rebateu a informação publicada no twitter da Chefe do Executivo Estadual, dando conta de que o município de Jucurutu já teria recebido R$ 750 mil em ISS, e na verdade foi repassado aproximadamente R$ 229 mil reais. “A governadora não tem noção dos números de sua administração. Ela está dizendo uma coisa que não é verdadeira”, criticou.

Insegurança Pública em Caicó

Para finalizar seu pronunciamento, o peemedebista pediu ao Governo do Estado mais Segurança Pública na cidade de Caicó, principal cidade do Seridó Ocidental. “Recentemente, em Caicó, pessoas da sociedade foram assaltadas, humilhadas e agredidas por bandidos. Cito os nomes de Mariquinha Torres (irmã do saudoso Manoel Torres de Araújo), de Zé do Ouro (Economista e Empresário) e recentemente de Eva do Cartório (sogra do ex-deputado Álvaro Dias). E até agora a polícia não conseguiu desvendar o mistério”, denunciou.

Queiroz também citou o caso de ontem (11), onde a empresária Eliene Dantas, da Maré Mansa e Casa Bela, também teve sua residência invadida por bandidos.