Saúde

Com pior taxa de vacinação entre nações ricas, União Europeia vai restringir exportação de imunizantes

União Europeia pode bloquear exportação da AstraZeneca Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket/Getty Images

A União Europeia fez um ultimato e pode bloquear as exportações de vacinas da AstraZeneca contra a Covid-19, caso a empresa não entregue as doses compradas pela região a tempo. A declaração foi dada neste domingo pelo comissário de mercados internos do bloco, Thierry Breton, à rádio RTL e à rede de televisão LCI.

“Enquanto a AstraZeneca não cumprir suas obrigações, tudo o que é produzido em solo europeu é distribuído aos europeus”, disse Breton. “Se houver excedentes, eles irão para outro lugar”, completou ele.

De acordo com o comissário, a AstraZeneca se comprometeu a entregar 70 milhões de doses à União Europeia até o segundo trimestre e, até agora, cumpriu cerca de 30% de seu compromisso com o bloco contra 100% com o Reino Unido.

Breton disse ainda que a União Europeia exportou cerca de 40% das 180 milhões de doses produzidas em seu solo, incluindo cerca de 20 milhões para o Reino Unido. O bloco está aumentando suas capacidades e produzirá 420 milhões de doses até meados de julho, o que seria suficiente para alcançar a imunidade coletiva na população.

Os países que integram a União Europeia devem criar um “passe de saúde” a partir de meados de junho para quem estiver vacinado. O objetivo é facilitar a recuperação das viagens de lazer, turismo e negócios. Dessa forma, os cidadãos europeus poderão exibir seu status de vacinação e os resultados mais recentes de testes de Covid-19, usando um código QR.

A União Europeia sofre críticas pela implementação da vacinação, que tem sido mais lenta do que nos Estados Unidos e no Reino Unido. Com a imunização a passos vagarosos, países da União Europeia lutam para frear uma terceira onda da propagação da Covid-19. Por isso, os governos têm tomado medidas de bloqueio e restrições, incluindo o fechamento de restaurantes, museus e escolas.

Veja

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN 10 ANOS DE ATRASO: João Pessoa-PB inicia vacinação de idosos com mais de 63 anos neste sábado e chega aos 60 até terça

Foto: divulgação/secom-JP

A vacinação contra a covid-19 para os idosos com mais de 63 anos, residentes em João Pessoa, será iniciada a partir deste sábado (27). De acordo com o secretário de Saúde, Fábio Rocha, a perspectiva é de que até a próxima terça-feira (30) seja iniciada a imunização dos idosos com mais de 60 anos.

“Queríamos ter feito uma convocação para acima de 60 anos para amanhã, mas entendemos que é melhor fazer gradativamente, para evitar aglomeração. Amanhã 63, domingo 62, segunda 61 e terça 60. As pessoas que não fizeram antes também podem o fazê-lo”, explicou Fábio Rocha.

Conforme o secretário, a vacinação deve ocorrer da seguinte forma:

Sábado (27) – mais de 63 anos

Domingo (28) – mais de 62 anos

Segunda (29) – mais de 61 anos

Terça (30) – mais de 60 anos

O prefeito Cícero Lucena, que tem 63 anos, também deve receber a vacina nesta etapa da campanha de vacinação contra a covid-19. “A pretensão e que cheguemos no final da próxima semana vacinando pessoas a partir dos 60 anos, mas isso vai depender do quantitativo de vacinas que estarão disponíveis”, explicou.

Aplicativo

Para facilitar o acesso das pessoas que podem tomar a vacina, a prefeitura lançou hoje (29) uma plataforma de agendamento para a vacinação. A ideia é agilizar o atendimento dos grupos prioritários para a imunização e reduzir as filas nos locais de vacinação.

O prefeito Cícero Lucena afirmou que o aplicativo traz uma série de vantagens, facilitando a vida da população e reduzindo filas, já que ao chegar no posto o cidadão precisará informar apenas o seu CPF.

A utilização das ferramentas é simples. Ao acessar o aplicativo Vacina João Pessoa ou o site, o usuário precisa apenas procurar o botão “pré-cadastro”, sendo encaminhado para um formulário onde informará seus dados pessoais.

Em seguida será solicitada a informação sobre possíveis comorbidades e sobre a inclusão do cadastrado em algum grupo de risco. Pronto. Depois disso basta esperar o SMS informando sua data de vacinação.

Vacinação

Desde a última terça-feira (24) que o calendário de vacinação em João Pessoa está ‘parado’ na faixa etária de maiores de 64 anos. Inicialmente foram abertos três drive thrus e 15 postos de vacinação para atender a demanda. Na quarta em diante, com a redução das vacinas disponíveis, foram mantidos apenas os drive thrus. Nesta quinta (25), foram reabertos quatro postos, mas apenas para aplicação da segunda dose da vacina.

A chegada de um novo lote com 76 mil doses da vacina na Paraíba, na manhã desta sexta-feira, deu um novo fôlego à campanha, permitindo a vacinação de 60+ na capital.

Jornal da Paraíba – Blog Conversa Política

Opinião dos leitores

  1. Graças a Deus, parabéns!! Fátima COVID aqui só pensa no pleito de 2022, não vai eleger ninguém. Será a resposta dos sobreviventes, espero tá entre eles.

  2. 10 anos de diferença entre nosso estadoe e a paraiba, é um crime o que estão fazendo conosco.

  3. Falha da prefeitura,estado e do governo federal.Cada qual com a sua culpa.
    Ja pensou se não fosse o Doria…

  4. Vcs aplaudam pela vacinação aí. Aqui em Caicó ainda não foi vacinado parte dos Médicos que constitui grupo de risco e prioritário.

  5. O Rio Grande do Norte continua o mesmo, cada um quê queira ser o pai da criança.

    Pra dizer sou o salvador da pátria.

    Por isso que vamos continuar a mendigar por alguma coisa.

    Com esta nossa classe política que temos.

  6. BG
    Ainda não chegou na previsão de 10.000 mortos do secretario de saúde do estado, então pra que se preocupar?. Quanto mais mortes mais R$$$$$$$$$$ pro estado.

    1. Então isso também está acontecendo em PE, SE, BA, AL e demais estados que estão entre 05 a 10 anos a menos na vacinação. O RN é o penúltimo estado brasileiro em número de vacinas aplicadas.
      Aqui não é por lentidão, poucos pontos de vacinação, horário curto para vacinar, não vacinar no sábado e domingo, tudo é culpa da justiça… Quando dizem que os apoiadores são zumbis amestrados, com esse comentário fique explícito isso.

    2. Não comenta besteira Manoel, o RN foi o que mais recebeu vacina, inclusive a desculpa do governo era um estoque de reserva, isso tem algo mais grave, e está claro, optando pelas mortes e assim aumentar as estatísticas e acusar o governo central. Acontece q descobriram antes que eles pudessem maquiar. É terrorismo e muito assassinatos

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

ABC quita pagamentos em atraso de acordos trabalhistas

Foto: Ilustrativa

A queda de arrecadação provocada pela ausência de torcida em seus jogos, por causa da pandemia do novo coronavírus, fez o ABC Futebol Clube não cumprir a programação financeira definida entre o clube e o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), para o pagamento de dívidas trabalhistas.

Há dois meses que o ABC não honrava seus compromissos com ex-atletas e funcionários, abrangidos por uma série de conciliações feitas na Justiça do Trabalho, em função do comprometimento da principal fonte de receita vinculada a esse acordo, as rendas da Timemania, que sofreram uma redução drástica.

O trabalho do juiz Michael Knabben, do Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputa (CEJUSC-Natal) e da diretoria do ABC, junto aos organizadores da Copa do Nordeste, permitiu a quitação das parcelas em atraso e a regularização do pagamento dos acordos firmados pelo clube, através do pagamento das cotas a que o time potiguar tem direito.

Justiça Potiguar

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Em nota, Ceasa diz que não há atrasos no pagamento à empresa responsável pela equipe de vigilância armada

Em nota enviada nesta quinta-feira(11), a Administração das Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) esclarece que não há atrasos no pagamento à Empresserv, empresa responsável pela equipe de vigilância armada da Ceasa-RN.

A Ceasa ressalta também que não existe nenhuma notificação sobre atrasos de pagamento por parte dos vigilantes contratados. Por fim, todas as obrigações contratuais firmadas com a empresa estão sendo cumpridas rigorosamente.

Opinião dos leitores

  1. Então o governo do Estado está fazendo de forma equivocada a gestão desse contrato pois somente se paga uma empresa que presta serviços terceirizados quando ela comprova que pagou os seus funcionários. Não se paga antecipado nem se paga com folha salarial em atraso…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Vigilantes da Ceasa não recebem há 2 meses

Foto: Divulgação

Um protesto do Sindicato dos vigilantes – SINDSEGUR. acontece na manhã desta quinta-feira(11), em frente ao portão de entrada da Ceasa, por falta de pagamento aos vigilantes que prestam serviço a Central de Abastecimento.

Segundo o sindicato, os vigilantes não recebem seus pagamentos há dois meses.

Opinião dos leitores

  1. A desgovernadora do PT sempre deixando a desejar. O que ela sabe fazer muito bem é mentir pra enganar os bestas.

  2. O governo do Estado não repassa o dinheiro e quem paga são os mas necessitados.
    Fátima é uma ótima enganadora dos asnos que a acompanham.
    Até o cabaré da Maria é mais organizado que o atual governo do estado do RN.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

VÍDEO: Entregador é demitido em SP após se atrasar enquanto ajudava a salvar vida de motorista em acidente

O entregador Robsom dos Santos foi demitido de seu serviço por ter chegado atrasado. Segundo ele, o patrão não aceitou que ele tenha parado para ajudar motorista que sofreu um acidente de trânsito na rodovia Rio-Santos, na região de Bertioga, litoral norte de São Paulo.

Robsom conta que estava indo para o trabalho quando viu um carro que vinha logo atrás dele tentar uma ultrapassagem. O motorista do veículo perdeu o controle da direção, capotou várias vezes, cruzou duas pistas e caiu em um matagal.

O entregador não pensou duas vezes, e parou para prestar socorro. “O motorista corria risco de morrer afogado, então puxamos pelo braço”, conta. Durante o resgate, Robsom deixou o celular cair e acabou danificando. Mesmo assim, foi possível tirar fotos do local do acidente para mostrar ao patrão.

Robsom prestou apoio à vítima, e ficou no local por volta de meia-hora ajudando no socorro. Em seguida, foi ao trabalho. Quando chegou, o patrão não aceitou o atraso e o demitiu no mesmo dia. “Ele falou que o cliente sempre tem razão, e os clientes estavam reclamando”.

O entregador é pai de dois filhos, e dependia desse emprego para sustentá-lo, mas afirma que não se arrepende de ter parado para ajudar a vítima do acidente.

R7

Opinião dos leitores

  1. Foi o que o golpe trouxe para o trabalhador, capitalistas só olham para o seu umbigo, é isso que a raça desse Bozo despreparado tem para a nação, aí os otários levam fumo e gritam "mito, mito" …

  2. É bom verificar a outra versão. Tem muitos empregados que não valem nada, sempre se passam por vítimas.

    1. Perdeu uma oportunidade ficar quieto. Minion sendo Minion.

  3. Patrão sendo patrão.
    Com a terceirização e sem direitos trabalhistas, vai ser assim, de agora em diante…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Professores do Estado do Projeto “Juntos no Enem” ainda não receberam; expectativa de pagamento ocorre desde o fim do ano passado

Noticiado pelo Blog do BG na primeira quinzena de janeiro no post(Professores do Estado que participaram do Projeto “Juntos no Enem”, iniciado no fim de outubro, ainda não receberam), o pagamento do projeto JUNTOS NO ENEM, gravado no final de outubro, ainda não foi pago aos educadores colaboradores.

Em contato com o Blog, a categoria se queixa de duas datas expiradas para o pagamento dos professores envolvidos no projeto. “Inicialmente, o Governo do Estado informou duas datas não cumpridas, que foram 31 de dezembro e 03 de fevereiro”, disse uma fonte ao Blog.

Diante das datas expiradas, a categoria sugere até mesmo uma reunião dos professores envolvidos no projeto, mesmo que de forma remota, com o secretário da educação, Getúlio Marques.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Prefeitura de Natal conclui pagamento de todos os servidores ativos, enquanto aposentados e pensionistas ainda não receberam

Foto: Uelder-ferreira/Thinkstock

A Prefeitura de Natal chega nesta terça-feira (05) ao percentual de 80% de pagamento da folha do funcionalismo público municipal referente ao mês de dezembro. Com isto, o Município conclui o pagamento de todo o seu funcionalismo da ativa.

Recebem seus vencimentos os servidores ativos das secretarias municipais de Trabalho e Assistência Social, Defesa Social e Segurança Pública, Obras Públicas e Infraestrutura, Tributação, Meio Ambiente e Urbanismo, Mobilidade Urbana e pessoal administrativo da secretaria de Educação.

“Ao longo do dia, as informações bancárias estão sendo enviadas à instituição financeira responsável pelo crédito nas contas e o dinheiro poderá ser movimentado nesta quarta-feira (06). A gestão municipal trabalha para efetuar o pagamento dos aposentados e pensionistas até o quinto dia útil de janeiro, para assim integralizar o pagamento da folha de dezembro”, conclui nota.

Opinião dos leitores

  1. Ele deve pensar que aposentados e pensionistas não tem compromissos. Ele já se elegeu para mais 4 anos, não está preocupado com essas classes.

  2. Falou tanto de Fátima que acabou esquecendo de fazer o dele e acabou se igualando ao ex-governador Robinson Farias, o qual nem honrou o pagamento do funcionalismo público.

  3. Não foi o que o Sr. Promete a minha na porta da Igreja , onde o Sr. Estava com sua esposa . O Dr. Falou pagamento dos funcionários Ativos e Aposentado é sagrado . No seu último dia de campanha foi o que o Sr. Prometeu . Estou decepcionada e triste . Pois lhe elogiei durante todo seu mantado
    Não sabia que tinha que voltar a mendigar salário . O mundo dá muitas voltas!! A gente ainda vai se encontrar.

  4. Passou a eleição, tudo volta ao normal! Salário dos servidores está atrasado, mas o aumento dos VEREADORES passou ligeiro…

  5. Estive em Caicó, é um vá na disse que aqui em Caicó ele não ganha nem pra vereador, natal agora que aguente aí papaiii

  6. Bora prefeito de natal paga os aposentado sao preferencias deicha de tortura voce ja vem com essa pratica a anos

  7. As pessoas que deveriam receber seus proventos primeiro, deveria ser os aposentados. Pessoas que já fizeram sua parte e contribuíram para os ativos. Mas Brasil é Brasil!

    1. Galado é um elogio em Natal amigo. Ele é muito mais que isso! Ele é AVARENTO !

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Só hoje Prefeitura do Natal consegue pagar 70% da folha de dezembro

A Prefeitura de Natal informa que paga nesta segunda-feira (04) os salários referentes ao mês de dezembro de todos os servidores ativos das secretarias municipais de Saúde, Governo, Comunicação Social, Cultura, Habitação, Planejamento, Políticas Públicas para as Mulheres, Esporte e Lazer, Serviços Urbanos, Turismo, Administração e Recursos Humanos, Procon, Controladoria e Procuradoria.

O dinheiro estará disponível para movimentação no final do dia. Com esses repasses, a Prefeitura quitou até o momento, 70% da folha de dezembro.

“A expectativa é que até o quinto dia útil de janeiro a gestão municipal pague integralmente as demais categorias”, encerra nota.

Opinião dos leitores

  1. Bem que avisei…
    Com o Veiaco Dias a coisa vai só na maquiagem. É daí pra pior!
    Não esperem muita coisa, apenas politicagem e enrolação dos bestas.

  2. Com salarios congelados desde 2014…sendo menor que o minimo nacional tá pagando aos pedaços, imaginem se fosse salários atualizados nao ia pagar nunca!! E um gestor senfuturo esse coroné…e ai da essa praga colocou na sua conta a luta dos servidores no enfrentamento ao covid..

  3. Poderiam ter votado no candidato do PT, ia fazer igual a Fátima, pagar no calendário ou fazer o possível pra tentar pagar o mais rápido. O impossível não dá pra fazer pq o povo já votou em tanto ladrão que deixaram o estado a beira da falência, do jeito que Bolsonaro está no caminho de deixar.

  4. Porque será que o prefeito só arrasou a folha após as eleições? Isso é só o começo aguardo notícias.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Coligação no Seridó diz que atraso atrapalhou a missa e se desculpa

Nota Oficial

A manifestação popular tem sido um forte em nossa campanha. No último sábado (24), amigos e correligionários organizaram uma carreata pelas ruas da cidade com o objetivo de declarar apoio ao nosso projeto de construir uma Currais Novos melhor para se viver.

No percurso, estava prevista a passagem dos veículos pelas principais praças da cidade. Uma das preocupações da coordenação da campanha era o horário da missa na Matriz de Sant´Ana. Por um atraso na programação, a carreata passou no local quando a missa já havia sido iniciada. Mesmo assim, uma equipe se posicionou ao lado da antiga Central do Cidadão, orientando os participantes a baixarem o som até que saíssem do perímetro. Infelizmente, por quase cinco minutos, o barulho do evento atrapalhou a celebração da missa.

Diante do exposto, a Coligação “Currais Novos Forte Novamente” vem a público reconhecer a falha e pedir desculpas à Paróquia de Sant´Ana pelo ocorrido, comprometendo-se a não permitir que falhas como essa voltem a acontecer.

Lamentamos por entender a importância das celebrações religiosas para a sociedade, mas principalmente por ver que uma “falha” foi transformada em um fato político.

Reforçamos a sociedade curraisnovense o nosso compromisso, primeiramente com Deus e em segundo lugar com o povo. Seguiremos nossa caminhada baseados nos princípios da fé, honestidade e respeito. Pois como está escrito em Lucas 6:37 “Não julguem e vocês não serão julgados. Não condenem e não serão condenados. Perdoem e serão perdoados”.

João Neto e Geraldo Mozar

Opinião dos leitores

  1. Isso é desculpa de amarelo, pois esses políticos não respeitam nem as mães deles, quanto mais uma missa ou mesmo hospitais e outras coisas mais. A população tem que punir esse candidato que cometeu esse desrespeito com a igreja e seus praticantes.

  2. Será que esse pedido de desculpas teria vindo se o fato não tivesse tido toda essa repercussão ? Acredito que esse fato não tenha acontecido apenas em Currais Novos, deve estar se repetindo em outros municípios, atrapalhando igrejas e hospitais.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Seturn repudia ato do Sintro que retardou o início das operações do serviço de transporte coletivo urbano em Natal no início da manhã desta sexta

NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (SETURN) repudia o ato realizado na madrugada desta sexta-feira (19) pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (SINTRO) que retardou o início das operações do serviço de transporte coletivo urbano na capital do Estado.

O ato se torna ainda mais agudo visto que, na noite de anterior, o SINTRO divulgou à sociedade que adiaria a greve anunciada para a data de hoje. Mas em contrapartida promoveu manifestações nas portas das garagens das empresas das 04:30h às 06:30h. Levando a justa expectativa de regularidade dos serviços pelos usuários para o campo da frustração.

Esse ato de militância do SINTRO gerou aglomerações nos pontos de embarque e desembarque no transporte público no início da manhã, configurando não apenas uma infração de ordem trabalhista, mas uma irregularidade sanitária.

Rogamos ao SINTRO a compreensão da quadra histórica em que vivemos para que retroceda na realização da greve ou, pelo menos, cumpra sua função social e na próxima segunda-feira (22) permita a circulação da quantidade de veículos indicada pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU).

O momento é de defender vidas e os empregos. O Sistema de Transportes de Natal encontra-se em colapso econômico, as empresas de ônibus deverão entrar em recuperação judicial. Após 3 meses da pandemia esgotaram suas reservas e realizam com atrasos o pagamento dos principais insumos, como salários e combustível, além estarem inadimplentes com todos os tributos e grande parte dos fornecedores.

Uma paralisação neste momento apenas acelerará a falência do setor, provocando a perda definitiva de todos os empregos e a convulsão do sistema de transporte público municipal. Caso o SINTRO não cumpra as diretrizes da Lei de Greve o setor provocará o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região para aplicar as medidas cabíveis, prevenir responsabilidades e reparar danos.

Natal/RN, 19 de junho de 2020.

SETURN

Opinião dos leitores

    1. E o tipo de atos que tiram o pão de cada dia de nossa messa tira o pão de cada dia de nossos filhos e corta nosso salário em mais de metade e o que seu hipócrita.

  1. Existe alguma lei em que presidentes de sindicatos podem receberem pedido de impeachment? Se existe me comuniquem através deste Blog, que pedirei a justiça que sejam expulsos a maioria dos que dirigem alguns dos piores sindicatos, principalmente pelos petistas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

“Chegamos ao nosso limite. A economia do Rio Grande do Norte não suporta mais”, diz presidente da CDL Natal

Foto: Ilustrativa

Nota de José Cordeiro de Lucena Neto, presidenta da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal(CDL), nessa segunda-feira(15), diz que o comércio potiguar chegou ao limite quanto a paralisação forçada de atividades durante a pandemia. “Fomos empáticos nesses quase 90 dias de isolamento social. Temos contribuído a todo momento, seja com plano de retomada das atividades, doação de máscaras, conserto de respiradores, e apoio aos decretos governamentais por exemplo. Só que não dá mais para continuar assim”, diz trecho. Leia íntegra abaixo:

Chegamos ao nosso limite. Fomos empáticos nesses quase 90 dias de isolamento social. Temos contribuído a todo momento, seja com plano de retomada das atividades, doação de máscaras, conserto de respiradores, e apoio aos decretos governamentais por exemplo. Só que não dá mais para continuar assim.

A economia do Rio Grande do Norte não suporta mais. Estamos com um crescente no desemprego. A quantidade de pedidos de seguro-desemprego de trabalhadores com carteira assinada, no Rio Grande do Norte, subiu 43,21% no mês de maio, em comparação com o mesmo período do ano passado. O Sistema Nacional de Emprego (Sine) no Estado recebeu, ao longo do mês de maio, 10.526 pedidos para o seguro-desemprego, em 2019 foram 7.350, e isso é o que? Reflexo dessa crise de saúde pública que levou a reboque a economia do Estado.

O que o setor produtivo busca é o equilíbrio das ações em prol da Saúde, segurança, educação e economia para salvar vidas. Continuamos defendendo a retomada das atividades. Uma retomada planejada, consciente e segura para todos.

Natal, 15 de junho de 2020

José Cordeiro de Lucena Neto

Presidente CDL Natal

Opinião dos leitores

  1. Quando a polícia federal agir, tudo voltava a funcionar e aparecerão. Leitos vazios igual a Manaus.

  2. Só a governadora Fátima Bezerra que ainda não enxergou essa catástrofe econômico no estado do RN, pois a mesma nunca possui nem um tabuleiro de vender confeito e seus gurus cientistas vivem enclausurados em seus mundos científicos, por isso que ela não estar nem aí para a classe empresarial., ou seja, foda-se que quiser, pois ela não está nem aí.

  3. Ele queria que uma pandemia o desemprego diminuísse?ou então seu faturamento começam aumentasse

  4. Se o Governo não abrir leitos de UTI nunca haverá teremos leitos disponíveis. Seguindo essa linha de pensamento, o Governo pretende deixar tudo fechado pra sempre?

  5. Gostaria de saber qual modelo de "retomada segura" aqui no RN? Entregar a população à própria sorte como faz o Governo do Estado de São Paulo? Se os empresários estivessem realmente preocupados com a população e com salvar empregos, teriam feito campanha (desde março) para a população ficar em casa. Somente assim, estaríamos com um declínio no número de casos. Os países que estão reabrindo a Economia, estão fazendo isto com uma curva de casos descendente, rigoroso controle em transporte público e comércio, fronteiras em muitos casos, ainda fechadas. O Governo Estadual, infelizmente , não resistirá muito tempo a pressão desses… Lamentável, os que , por ignorância ou "burrice" mesmo quiserem se arriscar a ir comprar como loucos, que o façam. É lamentável, mas, aos tolos, as consequências.

  6. O Brasil é o único país que abriu (a economia) com aumento de casos e óbitos. Entenda-se que muitos não respeita quarentena, assim fica difícil, o povo não ajuda, não tem PAPA que dê jeito no RN…não temos educação pra cumprir quarentena…apenas apontar culpados.

  7. Gostaria de perguntar ao sr. José Cordeiro de Lucena Neto se ele é de acordo de abrir as escolas agora também.?

  8. Enquanto acaba de quebrar o já combalido RN, a governadora do PT nada faz de verdade para melhorar o sistema de saúde, visando ajudar o povo potiguar nesses dias difíceis. O que foi feito pelo RN até o momento, em qualquer setor? A resposta é óbvia. O RN segue padecendo. Rumo ao caos.

  9. O governo ja esticou D+ a corda dos empresários. Não teve capacidade de fiscalizar as feiras livres e o comércio popular. Perdeu tempo e não instalou leitos de UTI. O Consórcio Nordeste para compras coletivas, já é foco de tensões e suspeitas. Comprou respiradores , pagou antecipafo e não recebeu .

  10. Que tal o resto comércio (ou o que dele restou) fazer o que os supermercados estão fazendo? Precisa reinventar a roda?

  11. Que tal o Governo do Estado fazer um hospital de campanha e gastar o dinheiro que veio para esses fins!?

    1. Que tal o governo ter se preparado nesses dias de isolamento, afinal o vírus não vai morrer de fome com as pessoas trancadas em casa, o objetivo do isolamento não é acabar com o vírus, e sim dar tempo para que o estado se preparasse e para o achatamento da curva, mas pelo visto nada foi feito, apesar do dinheiro federal, infelizmente!!!

      Esse vírus, assim como os outros não vai acabar, temos que aprender a conviver com ele.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Trabalhadores do transporte escolar, alternativo e taxistas reclamam de atraso diário em departamento de vistoria na STTU

Fotos: Divulgação

Trabalhadores do transporte escolar e similares enviaram uma reclamação ao Blog sobre o expediente da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU). Eles se queixam quem o pessoal do DOP- Departamento de Operações, responsável para abrir os processos de vistorias, tem sido aberto de entre 9h e 9h30, enquanto muitos que precisam do atendimento ficam aguardando, diariamente, desde às 8h.

Segundo os denunciantes, o prejuízo com o atraso se estende também a categorias como taxistas e alternativos. Pedem, portanto, uma normalização e posicionamento da secretaria. “Revoltante”, resumem.

Opinião dos leitores

  1. BG
    Uma pergunta que não quer calar, quando essa secretaria há 20 anos na STTU, vai ser exonerada?. INCOMPETÊNCIA chegou ai e parou. Basta ver o exemplo recente da Av. Senador Salgado Filho o que ela e sua "equipe" impuseram, inclusive peitando a PRF em área fora de sua competência (sttu).

  2. Não sei porque a reclamação sempre que vou resolver alguma coisa resolvo dentro do horário, e sou muito bem atendido, principalmente por um rapaz de Óculos que atende super bem todos os usuários.

  3. A central do usuário, prédio onde fica o departamento citado "DOP" abre as 08hs e encerra os atendimento às 14hs, todos os departamentos tem por obrigação de funcionar no horário estabelecido, são apenas 06hs de expediente para atendimento, agora se alguns tem regalias e trabalham menos e ainda tem.gente q defende, somente NiNa para resolver… chamem Nina!!!!

  4. Se o atendimento começa às 09 ou 09:30hs por q eles chegam as 08:00hs? … o povo gosta mesmo é de reclamar de tudo, a mesma coisa tá acontecendo com aquelas sebosas escadas que a PMN de forma certa retirou da praia de Ponta Negra, os quiosqueiros fizeram aqueles trambolhos para não ter que andar e usar as "oficiais" e agora vão para a TV reclamar.

  5. Acho que foi um caso isolado, pois todas as vezes que precisei, fui muito bem atendido pelo barbudo que fica no guichê.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Advogado será indenizado em R$ 4,6 mil por atraso em voo para Natal

Foto: Reprodução

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, à unanimidade, manteve condenação da empresa Transportes Aéreos Portugueses S/A a pagar indenização por danos morais e materiais em favor de um advogado causados por atraso de voo internacional. Com isso, a TAP – Linhas áreas deve pagar o valor de R$ 4 mil pelos danos morais sofridos e mais o valor de R$ 600 pelos danos materiais experimentados pelo consumidor. Veja matéria completa no Justiça Potiguar aqui.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Viação Nordeste é condenada no RN por atraso em viagem para João Pessoa

O juiz André Luis de Medeiros Pereira condenou a Viação Nordeste Ltda. a pagar a quantia de R$ 3 mil, acrescidos de juros e correção monetária, como indenização por danos morais, em favor de um passageiro. Isto em razão da má prestação de serviços por parte da empresa que, em uma viagem contratada para o trajeto Natal/João Pessoa, houve um grande atraso, desde a partida, culminando com a quebra do ônibus do meio do trajeto.

O autor moveu Ação de Indenização por danos morais contra a Viação Nordeste Ltda., dizendo a que comprou da empresa uma passagem de ônibus com destino à cidade de João Pessoa, cujo a data era 17 de outubro de 2016, com horário de saída às 19h30min e previsão de chegada ao destino às 22h30min do mesmo dia.

O passageiro afirmou que a sua intenção era ir imediatamente até o aeroporto da capital paraibana, para embarcar em um voo com destino à cidade do Rio de Janeiro, marcado para às 02h25min do dia seguinte, em viagem a trabalho.

O cliente comunicou que antes mesmo da saída do ônibus de Natal, já houve um atraso de quase duas horas e que na viagem o ônibus ainda parou para abastecimento. Completou que, para piorar a situação, o ônibus quebrou nas proximidades da cidade de São José de Mipibu, colocando em risco os passageiros, no meio da noite.

Informou que, passados 30 minutos, sem qualquer previsão, ao indagar do motorista do ônibus sobre a solução, diante da sua pressa, este não lhe deu qualquer atenção. Depois, falou que chegaria um outro ônibus, com estimativa de chega em uma hora.

Disse que como já eram 22h11min, com receio de perder o seu voo para o Rio de Janeiro, entrou em contato com a sua esposa que o buscou no local, na margem da rodovia, e fez a viagem no seu carro, arcando com os custos com gasolina.

Versão da empresa

A Viação Nordeste se defendeu alegando que o autor reside em Natal, que é servida por aeroporto, sendo descabida o pedido de indenização pela possibilidade de perder um voo marcado para a cidade de João Pessoa, fazendo a viagem na mesma noite em que pegaria um voo para o Rio de Janeirio.

A companhia argumentou que a autora não pode imputar à empresa o fato de ter arriscado a perder o seu voo para o Rio de Janeiro. Afirmou que disponibilizou os transportes para dar continuidade ao trajeto dos passageiros, não causando nenhum prejuízo aos mesmos.

E defendeu que o defeito do ônibus faz parte da imprevisibilidade da atividade e que a manutenção destes é feita periodicamente, mesmo com as dificuldades financeiras. Disse que o autor não fez prova do dano alegado e que meras situações de constrangimento não se configuram como dano moral.

Atraso ficou configurado

Segundo o magistrado, ficou incontroverso o atraso na viagem, seja o atraso inicial, ainda em Natal, de quase duas horas, como o atraso em razão da quebra do ônibus nas proximidades da cidade de São José de Mipibú.

Quanto à alegação da empresa de que o autor reside em Natal, que é servida por aeroporto, sendo descabida o pedido de indenização pela possibilidade de perder um voo marcado para a cidade de João Pessoa, entendeu que o autor pode comprar passagens aéreas para embarcar onde lhe for mais conveniente, seja em razão de preços ou dos horários do voo oferecido. “Não é porque a cidade de Natal conta com aeroporto que o autor esteja obrigado a embarcar somente neste”, comentou.

Ele acrescentou que no caso, houve uma má prestação do serviço contratado pelo autor, consumidor. “É obrigação do transportador de passageiros levar seus clientes com segurança ao destino e dentro dos horários estabelecidos. Não é razoável, em uma curta viagem entre Natal e João Pessoa, de apenas 190 quilômetros, aproximadamente, ter um atraso superior a três horas, como no caso, que é quase o tempo do percurso contratado”, apontou.

Para o juiz, o defeito do ônibus faz parte da previsibilidade da atividade empresarial desenvolvida pela empresa, e não da imprevisibilidade, devendo esta colocar à disposição dos passageiros ônibus que tenham condições de rodar sem quebras no meio da noite, em plena rodovia, colocando em risco os passageiros.

Processo nº 0848275-88.2016.8.20.5001
TJRN

 

Opinião dos leitores

  1. Em matéria de atraso a Viação Nordeste só perde para a Justiça do RN, que passou quase três anos para julgar a denúncia do passageiro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Pagar contribuições em atraso pode reduzir tempo necessário para aposentadoria; veja como consultar extratos

Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

Quem deixou de contribuir por algum tempo para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) durante a vida profissional — e por conta da iminente reforma da Previdência viu reacender a vontade de aposentar — pode fazer o pagamento retroativo das contribuições em atraso para que este período a mais de trabalho seja computado. Entretanto, para ter esse acréscimo, o trabalhador precisa comprovar que exerceu atividade remunerada no intervalo em que ficou sem recolher para o órgão.

No caso dos autônomos, a comprovação desse tempo adicional de atividade é feita por meio de documentos como notas fiscais, contratos com pessoas físicas ou empresas para quem prestou serviços e comprovantes de pagamento de impostos. Mas, em alguns casos, não há exigência de comprovação. Basta o trabalhador pagar os atrasados.

— Advogados, arquitetos, médicos, por exemplo, são totalmente responsáveis pelos recolhimentos de suas contribuições. Eles têm atividade presumida, ou seja, têm um órgão de classe para o qual fazem uma contribuição anual, e podem pagar o valor retroativo, sem precisarem apresentar provas — explicou a advogada especialista em Direito Previdenciário, Denise Rocha.

Há ainda casos em que os trabalhadores começaram a contribuir como autônomos — chamados de contribuintes individuais —, mas ficaram um período sem recolhimentos ao INSS e depois começaram a trabalhar na iniciativa privada (com carteira assinada). Nessas situações, para fazer o pagamento referente à lacuna contributiva, é preciso comprovar o efetivo exercício da função, mesmo que o vínculo inicial tenha sido de profissional liberal.

Apesar de a cobrança das contribuições serem de responsabilidade da Receita Federal, é ao INSS que o contribuinte tem que comparecer para acertar ou obter a autorização para recolhimento fora do prazo. O instituto é que decide se aceita ou não o aporte. A advogada explica o que pode ser feito se o órgão não reconhecer o tempo de trabalho para fins de contribuição:

— É necessário extrair o cadastro do INSS (obter informações do Cadastro Nacional de Informações Sociais – CNIS), juntar toda a documentação e ajuizar uma ação na Justiça Federal, para ter direito a esse reconhecimento.

COMO FAZER O PAGAMENTO ATRASADO

Pessoas que têm acesso à internet podem acessar o sistema do INSS (www.inss.gov.br), que vai gerar uma guia de recolhimento com o valor atualizado. Na página inicial, basta clicar no link “Guia da Previdência Social”, à esquerda. É preciso informar o código de sua atividade e outros dados.

Já os contribuintes com dificuldade digital, como os idosos, podem comparecer a agências da Previdência Social e fazer todo o procedimento pessoalmente.

COMO CONSULTAR O EXTRATO DO CNIS NO PORTAL MEU INSS

O Extrato do CNIS — ou extrato previdenciário — é o histórico de toda a situação contributiva do trabalhador na ativa — seja empregado, contribuinte individual, empresário, doméstico ou aposentado (que ainda trabalha). O sistema mostra se a empresa está repassando as contribuições todos os meses, e se os recolhimentos estão sendo feitos de forma correta.

Também é possível descobrir que períodos estão pendentes, além de verificar se o trabalhador está perto ou não de se aposentar. Tanto o Banco do Brasil, quanto a Caixa Econômica Federal, oferecem diretamente a consulta ao extrato previdenciário.

Também é possível acessar os dados pelo portal Meu INSS (meu.inss.gov.br). Para isso, é necessário fazer um cadastro, informando diversos dados: Número de Inscrição do Trabalhador (NIT), filiação, endereço, e-mail, CPF e senha, além de responder a várias perguntas pessoais que servem de proteção contra fraudes.

Quando perceber incorreções, o contribuinte pode pedir retificação, apresentando os documentos que comprovam a alegação.

— É comum acontecer de uma empresa não comunicar a demissão de algum funcionário. Dessa forma, há uma brecha inconsistente: o vínculo existe, mas o segurado está sem a contribuição. É preciso apresentar a carteira de trabalho para comprovar o fim do vínculo e pedir a exclusão de tal período — exemplificou Denise.

O QUE FAZER QUANDO AS CONTRIBUIÇÕES NÃO APARECEM

Quando as contribuições não aparecem no sistema e foram pagas por meio de carnê, deve-se agendar o atendimento em uma agência do INSS para abrir um processo administrativo. O prazo para a conclusão é de, no máximo, 90 dias. Ultrapassando esse período, o segurado pode fazer uma reclamação à ouvidoria do instituto pela internet ou entrar com uma ação judicial pedindo a retificação.

— A pessoa deve levar cópias e originais do carnê, para que seja feita a conferência na agência e, depois, acompanhar o processo pelo próprio sistema do INSS — explicou Denise Rocha.

Se a empresa foi quem deixou de recolher, basta comprovar o vínculo no INSS. O órgão é obrigado a reconhecer a qualidade de segurado e cobrar os valores pendentes diretamente do empregador.

Caso o INSS negue a retificação mediante às provas apresentadas, seja para concessão de aposentadoria, auxílio-doença ou auxílio-acidente, a via para resolver a questão é judicial. O contribuinte deve apresentar a cópia do processo administrativo e a negativa, além das provas de que foi empregado da empresa, para que o Judiciário tome a decisão.

COMO COMPROVAR ATIVIDADE INFORMAL

De acordo com a advogada Denise Rocha, pessoas que atuam no mercado informal têm maior dificuldade para comprovar a atividade e fazer o pagamento de retroativos. Nesses casos, podem ser usados como provas: notas fiscais de produtos (para camelôs), fotos e testemunhas.

— A informalidade afeta muito as mulheres, que têm maior dificuldade de inserção no mercado de trabalho. Nota-se que há mais aposentados homens do que mulheres e mais pensionistas mulheres do que homens — analisou a advogada.

CALCULADORA DA REFORMA

Para ajudar os que estão em dúvida sobre as mudanças sugeridas pela proposta de reforma da Previdência, consulte uma calculadora que ajuda a entender as possibilidades que estarão disponíveis para os trabalhadores privados e do setor público. Acesse a calculadora aqui.

Extra – O Globo

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *