Geral

Novo decreto flexibiliza eventos no RN a partir de 23 de julho; veja cronograma

(Foto: Reprodução/DOE)

Em novo decreto prorrogando as medidas de enfrentamento à pandemia, publicado pelo Governo do Rio Grande do Norte nesta quarta-feira (23), também ficou definido um calendário para retomada do setor de eventos no estado.

Pelo calendário, eventos de massa poderão ser realizados com 100% da capacidade a partir de setembro, mas a liberação para público inferior já começa em 23 de julho.

Veja detalhes, especialmente, a partir da fase 3, destaque neste post:

I – Fase 01: a partir de 25 de junho de 2021, observada a ocupação máxima de 20% (vinte por cento) da capacidade do local, limitada à frequência máxima simultânea de 150 (cento e cinquenta) pessoas;

II – Fase 02: a partir de 09 de julho 2021, observada a ocupação máxima de 40% (quarenta por cento) da capacidade do local, limitada à frequência máxima simultânea de 300 (trezentas) pessoas;

III – Fase 03: a partir de 23 de julho de 2021, observada a ocupação máxima de 60% (sessenta por cento) da capacidade do local, limitada à frequência máxima simultânea de 450 (quatrocentos e cinquenta) pessoas;

IV – Fase 04: a partir de 06 de agosto de 2021, observada a ocupação máxima de 80% (oitenta por cento) da capacidade do local, limitada à frequência máxima simultânea de 600 (seiscentas) pessoas;

V – Fase 05: a partir de 20 de agosto, permitida a ocupação de 100% da capacidade do local.

EVENTOS SOCIAIS

A primeira fase dos eventos sociais só começa em 24 de julho – também limitado a 20% e 150 pessoas.

(Confira íntegra de texto no Diário Oficial do Estado clicando AQUI).

Opinião dos leitores

  1. DISCORDO DESSA FLEXIBILIZAÇÃO, ESSES EVENTOS DEVERÃO OCORRER QUANDO TODOS ESTIVEREM VACINADOS.

    1. aula o que homi? tem que primeiro vacinar os funcionários das escolas!

    2. Os funcionários da Educação Pública, não querem trabalhar, essa é a realidade uma e crua.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Revista IstoÉ compara Bolsonaro a Hitler e chama o presidente de ‘genocida’

Imagem: reprodução/IstoÉ

Retratado como Adolf Hitler, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é a capa da revista IstoÉ, divulgada nesta sexta-feira (15). No lugar do conhecido bigode do ditador nazista, aparece a palavra “genocida”. Além disso, o presidente é chamado ainda de “mercador da morte” pela revista.

Na capa da publicação, a justificativa para a comparação é a de que o presidente teria patrocinado “experiências desumanas inspiradas no horror nazista durante a pandemia, segundo o relatório final da CPI da Covid”.

A revista ainda faz críticas às declarações de Jair Bolsonaro de que não vai se vacinar e diz que “a história já deu seu veredito, mas falta a Justiça condená-lo”. Outro ponto presente na capa é uma crítica aos apoiadores de Bolsonaro, definidos pela revista como uma “seita negacionista e obscurantista”.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

RN cai 2 posições em ranking de competitividade entre os Estados e fica em penúltimo em sustentabilidade

O Rio Grande do Norte caiu duas posições no Ranking de Competitividade dos Estados 2021. Elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), o ranking avalia 86 indicadores de dez temas fundamentais para medir a competitividade e s gestões públicas. Em 2021, o RN caiu da 20ª para a 22ª posição. De 2019 para 2020, a queda havia sido da 15ª para a 20ª colocação.

Os temas avaliados são: Infraestrutura, Sustentabilidade Social, Segurança Pública, Educação, Solidez Fiscal, Eficiência da Máquina Pública, Capital Humano, Sustentabilidade Ambiental, Potencial de Mercado e Inovação. Cada indicador é subdividido em outros mais específicos.

Segundo o CLP, a queda do RN no ranking se deve principalmente à Infraestrutura (13º) e Sustentabilidade Ambiental (23º), itens nos quais houve uma piora. As outras posições nas quais o RN encontra-se não foram suficientes para evitar a quesda de duas posições no Ranking: Capital Humano (6º), Potencial de Mercado (22º) e Eficiência da Máquina Pública (18º) e Segurança Pública (18º).

Na educação (16º) e Sustentabilidade Social (16º), o RN ficou estagnado, de acordo com o ranking. O RN também não evoluiu em Solidez Fical, ficando com a 25ª colocação entre as 27 unidades federativas.

RN é penúltimo em Sustentabilidade

No ranking que avalia 17 objetivos relacionados ao Desenvolvimento Sustentável, o RN é o penúltimo entre todos os Estados. O ranking regral por ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU) mede por exemplo itens como Erradicação da Pobreza, Saúde e Bem-Estar, Educação de Qualidade, Água limpa e Saneamento, Redução das desigualdades, Emprego digno e crescimento econômico.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Eleição na OAB: Aldo Medeiros e Lidiana recebem apoio de advogados de Apodi

A sucessão para OAB do Rio Grande do Norte ganha ritmo intenso e a chapa pré-candidata Aldo Medeiros para reeleição e Lidiana Dias para vice recebeu mais uma grande demonstração de apoio dos advogados que atuam no interior. Dessa vez foi em Apodi. Durante encontro, os advogados destacaram a atuação do atual presidente da Ordem e fecharam apoio para o avanço do trabalho.

Aldo Medeiros assumiu o compromisso de reativar a Subseção da OAB em solo apodiense. “Na próxima gestão teremos como uma das metas a reativação da Subseção aqui (em Apodi), o que garantirá maior capilaridade da nossa Ordem no interior potiguar”, disse o presidente da OAB, ao lado da pré-candidata a vice-presidente Lidiana Dias.

Em solo apodiense, Aldo Medeiros foi saudado pelos advogados Igno Araújo e Ravardierison Noronha. Os dois, ao falar durante o encontro, lembraram lutas travadas pela gestão e chamaram a atenção para importância de manter a Ordem atuando diretamente nas grandes causas da advocacia, como as prerrogativas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Natal amplia limite de ocupação de estádio, mas ABC não vai ampliar carga de ingressos

Foto: Fabiano de Oliveira

A Prefeitura do Natal publicou, neste sábado (16), novo decreto ampliando o limite de público nos estádios de futebol. Neste novo decreto, a prefeitura libera o funcionamento de estádios e ginásios esportivos para a realização de partidas de jogos de futebol com a presença de público até o limite de 50% da sua capacidade máxima de ocupação, desde atendidos os protocolos de segurança sanitária.

A medida poderia beneficiar imediatamente o ABC, que terá confronto no domingo (17), no Frasqueirão, contra o Caxias, em jogo que vale o acesso à Série C. Porém, devido à falta de tempo para se traçar o plano de segurança para o jogo, o alvinegro não vai colocar à venda os mais 1,1 mil ingressos que poderia. Veja a matéria completa na Tribuna do Norte.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro ironiza possível indiciamento pela CPI e chama Renan Calheiros de ‘bandido’

Foto: Alan Santos/PR

Após o relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmar que deve pedir o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por 11 crimes, Bolsonaro ironizou a intenção de Renan e chamou o relator de “bandido”. O relatório de Renan deve ser apresenta na próxima semana à CPI e precisa ser aprovado pela maioria dos senadores.

“Sabia que eu fui indiciado hoje por homicídio? Alguém está sabendo aí? A CPI me indiciou por homicídio. O Renan Calheiros me indiciou por homicídio. 11 crimes” — disse Bolsonaro, rindo, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

VEJA MAIS: CPI vai pedir indiciamento de Bolsonaro por 11 crimes, diz Renan Calheiros

Depois, enquanto falava de medidas tomadas pelo governo durante a pandemia, o presidente falou sobre Renan Calheiros:

“O que nós gastamos com auxílio-emergencial foi o equivalente a 13 anos de Bolsa Família. Tem cara que critica ainda. O Renan me chama de homicida. Um bandido daquele. Bandido é elogio para ele” — disse, acrescentando depois: “O Renan está achando que eu não vou dormir porque está me chamando de homicida, está de sacanagem.”

O presidente afirmou que “para o mundo tudo” será retratado como um “homicida”, e reclamou de governadores não receberem a mesma acusação:

“O que passa na cabeça do Renan Calheiros naquela CPI? Eu vi que…O que passa na cabeça dele com esse indiciamento? Esse indiciamento, para o mundo todo, vai que eu sou homicida. Eu não vi nenhum chefe de estado (governador) ser acusado de homicida no Brasil por causa da pandemia. E olha que eu dei dinheiro para todos eles”.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. O senador Renan Calhorda é o pior tipo de pessoa que existe, contra ele, existe várias investigações e todas elas estão no STF, esperando caducar.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

MISSÃO LUCY: Foguete da Nasa decola para viagem de 12 anos até asteroides de Júpiter

Imagem: reprodução/Nasa

Lucy, a primeira missão da Agência Espacial americana, a NASA, aos asteroides troianos de Júpiter, começou neste sábado (16) da Flórida, para uma viagem de 12 anos que buscará entender melhor a formação de nosso sistema solar. O foguete Atlas V decolou às 09:34 GMT (6h34 no Brasil) do Cabo Canaveral.

É a primeira espaçonave movida a energia solar a se aventurar muito longe do Sol. Ela observará mais asteroides do que qualquer outra nave anterior – oito ao todo.

Foto: Southwest Research Institute/Nasa

Cada um desses asteroides deve “oferecer uma parte da história de nosso sistema solar, de nossa história”, disse Thomas Zurbuchen, diretor da divisão científica da agência espacial dos Estados Unidos.

Lucy sobrevoará pela primeira vez um asteroide entre Marte e Júpiter por volta de 2025.

O custo da missão é de cerca de US$ 981 milhões.

g1

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

RN é o estado com a menor remuneração para professores do Brasil

O Rio Grande do Norte oferece a menor remuneração para os educadores entre os estados brasileiros, com uma média de R$ 1.798,51, aponta levantamento realizado pela plataforma Catho e divulgado nesta sexta-feira (15), Dia do Professor.

As médias salariais oferecidas a professores do ensino privado no Brasil variam de R$ 1.700 a R$ 5 mil. As informações são do g1/economia.

Segundo o estudo, os estados que oferecem a maior média de remuneração atualmente são o Distrito Federal (R$ 5.167,64), Pará (R$ 4.341,34) e Maranhão (R$ 4.223,44). Em 13º lugar, São Paulo oferece uma média salarial de R$ 3.464,68.

Na divisão por especialidade, os professores de ensino superior são os que recebem salário acima da média: até R$ 8.761,33. Os educadores do ensino médio vêm logo depois, com ofertas de salários de R$ 3.861,64 para práticas pedagógicas e de R$ 3.749,40 para o ensino de línguas estrangeiras.

Já os que atuam no ensino fundamental recebem entre R$ 2.941,30 e R$ 3.035,21 para ensinar educação física e matérias regulares, respectivamente.

Agora RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Presidente da Comissão garante votação do Plano Diretor de Natal até dezembro

Foto: Verônica Macedo/CMN

O presidente da Comissão Especial de Estudos do Plano Diretor, vereador Aldo Clemente (PDT), garantiu que até dezembro o plano será aprovado e entregue para a votação.

“Serão onze audiências e no final teremos um relatório para embasar a votação na Câmara e conseguirmos entregar esse Plano aprovado no final de dezembro. O que temos aqui é a bancada mais qualificada para se debruçar sobre o Plano Diretor que terá impacto na vida do natalense nos próximos dez anos”, explicou o vereador.

Aldo Clemente ressaltou a importância da participação das entidades e da população na discussão do plano. “Nós iremos abrir para que o Ministério Público, OAB, Universidades, comunidades em geral participem das audiências, tirem suas dúvidas e apresentem propostas, queremos um debate democrático e equilibrado para o bem de nossa cidade”, disse Aldo Clemente.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Xampu, miojo e frango: pequenos furtos levam pobres à prisão e mobilizam até o STF

Enquanto mais de 20 milhões de brasileiros passam fome, uma mãe de cinco filhos foi presa por furtar R$ 21 em alimentos em um supermercado de São Paulo. O episódio causou comoção nas redes sociais, e posteriormente Rosângela de Almeida foi solta por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Mas sua história está longe de ser exceção.

Furtos por fome ou de pequenos valores movimentam o Judiciário todos os dias, chegam até suas mais altas instâncias, e muitas vezes o custo processual é maior do que o prejuízo dos itens roubados. Rosângela foi parar na cadeia por furtar dois miojos, uma garrafa de refrigerante e suco em pó no valor de R$ 21.

Em fevereiro de 2020, R. foi preso por roubar dois xampus, que custavam R$ 10 cada, em Barra Bonita, interior de São Paulo. Por subtrair dois steaks de frango, de R$ 2 cada, C.F.H. foi preso em Araxá, Minas Gerais.

Por tentar pegar sem pagar duas peças de lombo suíno, de R$ 65, R.L. foi preso em um supermercado da capital paulista, em 2018. Por furtar um creme de pentear de R$ 7 na zona leste da capital, A.F. foi preso em 2019. Em 2014, W.O. foi preso por tentar roubar um pacote de fraldas de R$ 17.

Há uma lista infindável de processos semelhantes em todos os tribunais do país. Uma busca rápida nas cortes estaduais, que são responsáveis por julgar esses crimes, mostra pessoas acusadas, denunciadas e condenadas por furtos de baixo valor, geralmente em supermercados e farmácias, de itens de alimentação ou higiene pessoal.

O perfil comum é de pessoas de baixa renda que alegam que estavam com fome, em situação de rua, desempregadas, em situação de dependência química, que precisam alimentar a si mesmo ou a família, que necessitam de itens de higiene ou que compram itens de fácil revenda – seja para trocar por alimentos, drogas ou outros produtos.

Num cenário de superlotação de presídios e de aumento de processos judiciais ano a ano, o princípio da insignificância (quando o item roubado é de um valor muito baixo) e o furto famélico (quando o furto tem objetivo de saciar a fome de que rouba ou de pessoas próximas), teses de advogados e defensores que buscam absolver seus representados por estes pequenos delitos, têm prosperado nos tribunais superiores.

Entretanto, juízes e desembargadores ainda são resistentes em dar decisões mais benéficas aos réus nas instâncias inferiores. A razão principal dos magistrados é a reincidência.

Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Falaremos com a Anvisa “muito em breve”, diz diretora sobre pílula anticovid

A diretora médica da MSD Brasil, Márcia Datz Abadi, afirmou que a farmacêutica norte-americana pretende “falar com a Anvisa muito em breve” sobre o pedido de autorização para o uso emergencial do medicamento molnupiravir no tratamento de covid-19.

Na última 2ª feira (11.out.2021), a empresa, também conhecida como Merk, anunciou que solicitou à FDA (Food and Drug Administration, agência regulatória dos EUA) a autorização do uso emergencial do comprimido depois que resultados preliminares mostraram uma redução de 50% nos riscos de hospitalização e morte em pessoas com casos leves e moderados da doença.

“O objetivo é que a gente tenha, a partir de agora, outras conversas [com as agências regulatórias], inclusive com a Anvisa, num tempo regular e muito em breve”, disse Márcia Abadi em entrevista ao Poder360.

A diretora médica avalia que no momento não é possível especificar uma data devido à necessidade de atender os requerimentos da FDA, mas afirma que já houve conversas preliminares sobre o medicamento com a agência regulatória do Brasil

Produzido pela farmacêutica norte-americana, o molnupiravir é um antiviral oral que impede a replicação do vírus. Ele foi descoberto a partir de um estudo inicial da biotech RidgeBack Biotherapeutics que analisava o remédio contra o Sars-CoV-1 e o MERS – vírus causador da Síndrome Respiratória do Oriente Médio.

Poder 360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *