Pais estão insatisfeitos com falta de datas para retorno de aulas presenciais no Núcleo de Educação da Infância – NEI/CAp/UFRN

(Foto: Trecho reproduzido)

Um leitor entrou em contato com o Blog para reclamar do Núcleo de Educação da Infância – CAp/UFRN, que não apresenta uma previsão de retornos das aulas presenciais. Ele diz que a insatisfação não está resumida ao seu caso. Outros pais também se queixam.

O leitor, que prefere ter a identidade preservada, é pai de um aluno no NEI, e se queixa desde as aulas remotas. “Aulas que iniciaram faz apenas dois meses, uma hora e meia por dia. Quando chega a ser duas horas é uma raridade”, diz.

O reclamante, por fim, questiona o  Núcleo de Educação da Infância – CAp/UFRN, que é composto por professores concursados e servidores da instituição. “Não querem voltar as aulas presenciais. Agora no final do mês os salários caem no bolso”, classificando o comunicado em destaque como “absurdo”.

 

(Foto: Trecho reproduzido)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mayara disse:

    Me inclua fora dessa! Sou mãe de aluna da escola NEI-UFRN não concordo com o retorno das aulas nesse momento. Acompanho e participo ativamente das aulas remota e posso declarar que estou satisfeita.

  2. Gilberto disse:

    O MEC tem ministro? Porque ainda não vi nenhuma posição deste ministério para a volta as aula. Inclusive, gostaria que vc desse sua opinião BG. Ainda não vi nenhuma posição sua sobre a postura do MEC, que parece que nem existe.

  3. Adriana disse:

    Acompanho as aulas on-line do NEI e vejo uma grande dedicação e esforço dos professores e assistentes para manter as crianças estudando. Tem programação e atividades semanais e bem variadas, não falta atividade e as aulas duram em média 2 horas. Além disso o NEI está sempre em comunicação através de e-mails, reuniões e estão à disposição. Assim também são os professores, que ficam à disposição para tirar dúvidas mesmo após as aulas on-line. Não tenho o que reclamar, mas a elogiar. Trabalho em empresa privada e confio no NEI. Não acho seguro o retorno das aulas presenciais, neste momento. É o que penso.

  4. Christianne disse:

    Faltou também o Blog publicar a nota do NEI no IDEB, superando a média Nacional e, de longe, a média Estadual.
    Isso o Blog não mostra.

  5. Antonio Turci disse:

    Simplesmente vergonhoso o comportamento da UFRN. Nenhum pronunciamento do Reitor. A carruagem é grande,a preguiça impera. Mas no final do mês os docentes, cuja maioria ganha em média R$14 mil, recebem seus salários em dia. Setores de aulas e prédios estão fechados. Os professores que querem estudar em "suas' salas são proibidos de exercerem este direito. Isto é uma VERGONHA. E o Dr . José Daniel não dá a mínima. Decepção.

  6. carlos disse:

    No próximo ano, o Reclamante tem a opção de matricular o filho em um local onde os professores não sejam "concursados e servidores da instituição“, e passar a pagar por uma mensalidade de uma escola privada.

  7. PASQUALINO BRASILEIRO disse:

    Não é apenas lá, o Marista, que já foi um exemplo de disciplina e moral, além exaltar o comunismo, agora também não quer voltar, mas sabe cobrar os pais. Aulas só em outubro, e olhe lá… para metade dos alunos.

  8. bolo preto disse:

    Concordo João.
    Td desculpa p n voltar ao trabalho eles arranjam
    qto mais pandemia, mais tempo em casa, shoppings, compras, praias, bares, comícios….
    " Quem não te conhece que te compre"
    fingem q " morrem de trabalhar"

  9. bolo preto disse:

    Funcionários Públicos, grana religiosamente em dia, e muito corpo mole para trabalhar.
    tão cedo vão retornar ….

    • Jr disse:

      Salvo engano foi o próprio governo federal, através do MEC que suspendeu até 31/12 as aulas presenciais nas universidades federais e o NEI faz parte dela. Reclamem do Presidente!

    • disse:

      Sou servidor público e, em nenhum momento desde o dia 18.03.2020 (quando saiu resolução para o isolamento) deixei de trabalhar. Consegui manter minha produtividade nesses meses, a despeito das limitações físicas e estruturais.
      Sobre os docentes não retornarem às aulas presenciais, o absurdo maior é de os alunos da UFRN não terem aulas e não se ver os mestres e doutores de lá ministrarem sequer um curso gratuito destinado à sociedade… tampouco realizarem com seus alunos de graduação aulas online (chegaram a perder o semestre e deixarem de ser formar no meio do ano… não acredito que esses docentes tenham perdido oportunidades de criar meios de palestrar ou outras formas de "se promover" (e receber por isso um extra, consequentemente)…
      Enquanto professores do IFRN protestam contra um reitor pro tempore, os alunos até pouco tempo estavam sem aulas… quer dizer que aquela instituição não dispõe de condições para gerar aulas em EaD ou online??? Mas os salários permaneceram em dia…

  10. Natalense disse:

    Um retorno presencial nesse momento de pandemia na educação infantil é um absurdo !!! Só sabe o que é um funcionamento de um centro de ensino infantil quem trabalha nele . Os pais que tem crianças deveriam se conscientizar e não querer esse retorno agora sem uma vacina . Vamos brincar , cuidar e ensinar as nossas maravilhosas crianças , mas em CASA.

  11. Joao disse:

    Pela UFRN, a volta às praias e à campanha política é imediata, mas aulas só em 2021

COMENTE AQUI