Abertura de novo refeitório descentraliza refeições no campus da UFRN

Foto: Cícero Oliveira

Localizado entre os setores 3 e 4, o novo refeitório da UFRN começou a funcionar nesta terça-feira, 6. Construído com o intuito de descentralizar as refeições servidas originalmente no Restaurante Universitário (RU), o espaço pretende receber um terço da demanda oriunda do restaurante central. Segundo Luiz Pedro de Araújo, Superintendente de Infraestrutura (Infra/UFRN), esse é mais um sonho sendo tornado em realidade. “Tenho ouvido muitos elogios sobre o nível de acabamento da obra, devo afirmar que esse mérito é da equipe”, afirma em tom orgulhoso.

Responsável por administrar o sistema de restaurantes universitários da UFRN, a nutricionista Michelle Medeiros expressou felicidade e alívio ao falar sobre o local. Para ela, foi um desafio dar início às atividades, mas com o esforço de toda a equipe, a abertura dentro do prazo aconteceu. Com projeto inicial feito pelo arquiteto Luiz Alexandro, professor no Centro de Tecnologia (CT/UFRN), e sua equipe, o novo refeitório está recebendo, por enquanto, apenas os alunos considerados prioritários pela Assistência Estudantil da instituição.

Os servidores e estudantes pagantes, integrais ou subsidiados, vão ser beneficiados pelos serviços do Restaurante Universitário apenas com o término das obras, que estão em fase de conclusão. O Superintendente de Infraestrutura da Universidade informou que a área de produção do Restaurante Universitário Central já está pronta. No entanto, a parte externa deve ser entregue ao final deste mês de novembro. “Nosso restaurante ficará cem por cento acessível, atendendo todas as exigências dos órgãos de fiscalização”, disse.

Usuário do restaurante desde o início deste ano, o estudante Mycleison Costa não perdeu o primeiro dia de funcionamento do novo espaço do refeitório. Ele conta que o ambiente o agradou por ser aconchegante e enfatizou a importância de ter um restaurante na universidade. “Muitos de nós passamos mais de um turno aqui. O RU, além de facilitar nosso dia a dia, é essencial para a permanência do estudante na academia”, comenta.

Edmilson Lopes, Pró-reitor de Assistência Estudantil, concorda com Mycleison. De acordo com ele, a UFRN tem um conjunto de políticas que procura atender aos princípios do Plano Nacional de Assistência Estudantil. Com o objetivo de garantir melhor auxílio para a permanência de estudantes na instituição, o novo refeitório custou aproximadamente R$ 1.600.000,00, entre custos iniciais, extras e excedentes.

Atualmente, cerca de dez mil estudantes são beneficiados mensalmente pelos programas de assistências estudantil da UFRN, desde residência universitária a auxílios com alimentação, moradia, transporte e bolsas. Ainda em fase de teste, o novo refeitório representa, portanto, mais um passo para o acolhimento à população estudantil.

Com informações da UFRN

 

UFRN abre inscrições para mutirão de mamografias

Foto ILUSTRATIVA: Margarida Neide/ Agência A Tarde

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte realiza, em parceria com o Grupo Reviver, mutirão de mamografias nos dias 11 e 12 de novembro.

A ação trará a unidade móvel de mamografia do Grupo Reviver para dentro do campus central da UFRN, com a finalidade de facilitar o acesso da comunidade ao exame e, com isso, contribuir para o diagnóstico precoce do câncer de mama.

Para realizar o exame, é necessário realizar agendamento através do telefone 3342-2330 (ramais 300, 371 e 375), ter idade entre 40 e 70 anos e apresentar os seguintes documentos no ato do de realização do exame: cartão SUS, documento de identificação e comprovante de residência.

Com informações da UFRN

UFRN arrecada cabelos e lenços nesta segunda-feira

Foto: Cícero Oliveira/ Divulgação/UFRN

Nesta segunda-feira, 21, a UFRN, por meio da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp), promove a arrecadação de cabelos e lenços dentro da programação do Mês do Servidor 2019 – Amor à Universidade Pública. A campanha será realizada na antiga Galeria Conviv’art, localizada no Centro de Convivência Djalma Marinho, Campus Central UFRN, entre 9h e 16h.

Para participar da ação, o único critério é ter um cabelo que esteja seco e limpo e cujo comprimento permita a retirada de pelo menos 25 centímetros. Menores de idade também podem participar, desde que estejam acompanhados de responsáveis. Na mesma ocasião, os organizadores recebem lenços de todos os tipos, que serão usados por mulheres em tratamento de câncer. Quem já tem cabelo cortado em casa e quiser doar é só comparecer ao local citado, contanto que o cabelo possua no mínimo 25 centímetros e esteja seco e limpo.

No ano passado, a campanha arrecadou cerca de 140 cabelos e 116 lenços. Jéssica Martins é membro da comissão organizadora do Mês do Servidor e fala da ação como uma ocasião para “melhorar a autoestima das mulheres que estão lutando contra o câncer”. Ela comenta que quem enfrenta essa doença passa por uma carga psicológica muito forte, por isso a importância de receber esse tipo de apoio.

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone (84) 3342-2330, ramal 375.

Com informações da UFRN

Departamento de Arquitetura da UFRN divulga carta aberta à comunidade quanto ao Plano Diretor de Natal, que visa à verticalização da orla da capital

Departamento de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DARQ) se pronunciou, por meio de uma carta aberta, acerca do posicionamento de membros do Departamento quanto ao Plano Diretor de Natal, que visa à verticalização da orla da capital e deve ser votado no primeiro semestre de 2020.

No decorrer do documento, assinado pelo DARQ e apoiado pelo Curso de Arquitetura e Urbanismo (CAU), pelos programas de pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU) e em Projeto, Arquitetura e Meio Ambiente (PPAPMA) e pelo Centro Acadêmico do Curso de Arquitetura e Urbanismo (CAAU) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o Departamento reitera seu “seu compromisso histórico e público de mais de 40 anos com a formação profissional no estado do Rio Grande do Norte”.

O DARQ afirma ainda que “nunca deixou nem deixará de participar e de se posicionar nas questões que dizem respeito ao campo profissional da arquitetura e do urbanismo”, o que inclui as dimensões do projeto urbano, suas relações com o conforto ambiental e os direitos sociais, entre outros inscritos na Constituição Federal e no Estatuto da Cidade. Com isso, “o DARQ não pode fugir a sua responsabilidade social, uma vez que essas dimensões estão presentes na discussão e nos debates do Plano Diretor de Natal”.

Leia a carta completa.

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Junior disse:

    Falou, falou, falou….. e não disse nada. Apenas uma "carta aberta" recheada de ideologia.
    "Tempos de intolerância e ataques à educação pública", apenas reforçou o conceito que eu já tinha desses que fazem o tão "excelso e incriticável" Departamento de Arquitetura da UFRN! Apenas a vanguarda do atraso e defensores da perpetuação da pobreza.

    Do que adianta a UFRN formar engenheiros e arquitetos se não não se pode conatruir aqui devido a esse "maravilhoso" Plano Diretor? Vão construir em outros Estados e no fim das contas não é a Natal que este Departamento está servindo. Parabéns aos envolvidos!

  2. Luiz Antônio disse:

    A melhor urbanização da orla foi a de João Pessoa. Fortaleza e Recife, repetiram o erro do Rio de Janeiro, com a construção de um paredão de arranhas-céu na primeira rua da praia.

  3. ricardo disse:

    O departamento tem demonstrado forte ódio a qualquer coisa que lembre Dubai, preferindo ver pessoas sem possibilidade de vender ou negociar seus imóveis dadas as fortes limitações do plano diretor, pessoas, milhares já teriam mudado de vida não fosse a perda do direito de valorização de suas áreas e embelezamento da cidade , atraso fortemente causado pelos atuantes agentes de um plano diretor travante

  4. Contrate um (a) arquiteto (a) desse grupo, pague bem e aí verá quem manda nele (a).

  5. Juvenal disse:

    Basta ler o último parágrafo para perceber que não se trata de uma mera discussão quanto aos aspectos arquitetônicos da cidade:
    "Em que pese esse percurso respeitável de produção acadêmica e profissional, o
    conhecimento assim gerado tem sido objeto de ataques e críticas infundadas ao longo
    do processo de revisão do Plano Diretor de Natal, que escamoteiam e confundem o
    debate democrático. Desta forma, em tempos de intolerância e ataques à educação
    pública, o DARQ reafirma a importância da livre exposição de ideias, dados técnicos e
    científicos, por meio de seus projetos de pesquisa e extensão validados pela UFRN
    como contribuição para toda a sociedade."
    O DARQ defende a "livre exposição de ideias", mas diz que as críticas que recebe são infundadas e "que escamoteiam e confundem o debate democrático", atribuindo isso aos "tempos de intolerância e ataques à educação pública".
    Bem se vê qual o pensamento desse pessoal. Longe de ser uma discussão sobre o crescimento ordenado da cidade, o DARQ apega-se a questões ideológicas e político-partidárias para tentar desqualificar as críticas que recebe. Querem, na verdade, manter a cidade ligada ao atraso!

UFRN realiza Seminário de Direito Tributário nesta sexta-feira

O Departamento de Direito Público (DiPub) do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) realiza, nesta sexta-feira, 18, o Seminário de Direito Tributário. Acontecerá das 15h30 às 19h, no Auditório do Núcleo de Pesquisa em Ciências Sociais Aplicadas (Nepsa) 1. O evento é destinado a alunos de Direito, da graduação e pós-graduação.

O evento contará com os professores Luís Eduardo Schoueri, da Universidade de São Paulo (USP); Fernando Zilveti, da USP e Fundação Getúlio Vargas (FGV); e Pedro Schoueri, da Universidade de Viena (Áustria). O objetivo é debater as questões mais atuais da área do direito tributário, tanto brasileiro quanto internacional.

As inscrições para o evento podem ser realizadas aqui.

UFRN lança edital para seleção de professor do magistério superior; 53 vagas em diversas classes e níveis

A Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp) da UFRN lançou edital para seleção de candidatos para o cargo de professor do magistério superior. São 53 vagas em diversas classes e níveis, com e sem dedicação exclusiva.

O concurso prevê vagas para professor nas classes de adjunto-a e assistente-a, com dedicação exclusiva, além de assistente-a e auxiliar, no regime de 20 horas. Os aprovados serão distribuídos entre  CCS, CE, CCHLA, CCET, CCSA E CT, além da EAJ, Escola de Música, CERES e Facisa.

As inscrições vão do dia 11 de novembro ao dia 2 de janeiro, e estarão disponíveis na aba de concursos do Sigrh e do site da Progesp.

Com informações da UFRN

UFRN aprova Calendário Universitário de 2020; início de aulas previsto para 17 de fevereiro

O Conselho de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Consad-UFRN) aprovou o Calendário Universitário referente aos anos letivos de 2020 e 2021, que contém atividades acadêmicas e administrativas da instituição de ensino. O início das aulas está previsto para ocorrer em 17 de fevereiro de 2020, já o término acontece em 12 de dezembro de 2020.

O Calendário do próximo ano tem como novidade a 72ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que é considerada o maior evento científico da América Latina e está previsto para acontecer de 12 a 18 de julho junto com a Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura da UFRN (Cientec).

Outras datas importantes para as atividades administrativas e acadêmicas estão disponíveis no documento, como prazos de matrícula, lançamento de editais, atividades de capacitação dos professores, eventos científicos, feriados, entre outras ações.

Confira a publicação no Portal da UFRN, acessando os menus “Institucional”, “Documentos”, “Documentos dos Colegiados Superiores” e “Conselho de Administração”, buscando por “Calendário Acadêmico”.

Com informações da UFRN

Experimento de teatro da UFRN provoca choque estético e transparece a queda da rotina

Foto: Redes sociais

Estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte(UFRN), através das redes sociais, informam que os registros compartilhados em redes sociais fazem parte de um trabalho da turma de Teatro, da disciplina Jogo de Cena II, cujo objetivo é provocar um “choque estético”

Segundo os estudantes, o exercício realizado na área de Ciência e Tecnologia do campus central, em resumo, provoca nas pessoas a quebra da rotina.

A espécie de “praia”, criada no setor de engenharia, fora da sala ensaio,  de fato, provocou o choque estético e o êxito do experimento da turma.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Choque estético mesmo, porque não tem uma fit, parece q botaram só fofinhas, q por sinal não tenho nada contra as fofinhas.

  2. Flávio A disse:

    Sinceramente,arranjem outra desculpa pois essa tá difícil de deglutir!!

  3. natalsofrida disse:

    Choque no rabo desses vagabundos.

  4. djalma disse:

    Meu suado dinheiro confiscado pelo leão dos impostos excessivos vai para choque estético, sinceramente eu preferia que fosse para a merenda escolar do primeiro grau, para manter na escola quem realmente pensa no Brasil, para pagar melhor um professor de primeiro grau para de fato alfabetizar nossas crianças… choque estético.. caramba…

Escola de Saúde da UFRN oferece 220 vagas em cursos técnicos

Foto: Reprodução

A Escola de Saúde da UFRN (ESUFRN) tornou público o Edital nº 06/2019, que orienta a seleção de alunos para ingresso em quatro cursos técnicos, em 2020. São oferecidas 220 vagas no total, sendo 80 para o Técnico em Enfermagem, 50 vagas para o curso Técnico em Registros e Informações em Saúde, 50 para o curso Técnico em Agente Comunitário de Saúde e 40 vagas para o curso Técnico em Massoterapia.

As inscrições começam nesta segunda-feira, 23 de setembro, e vão até o dia 22 de outubro de 2019, exclusivamente pela Internet, através do site do Núcleo Permanente de Concursos da UFRN (Comperve). A taxa de inscrição custa R$ 30,00 e as provas serão aplicadas no dia 17 de novembro de 2019, em Natal. Todas as informações, critérios de seleção e documentos referentes ao processo seletivo, inclusive o programa de estudos, estão disponíveis no site(AQUI).

Os interessados podem saber mais informações sobre cada um dos cursos técnicos oferecidos pela Escola de Saúde da UFRN acessando o site e acompanhando a ESUFRN nas mídias sociais; no Facebook – Escola de Saúde da UFRN e no Instagram @esufrn. Ou ainda pelo telefone 3342-2290 (ramal 101).

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria Edna da silva Barbosa disse:

    Quero saber se paga alguma taxa

Cientista da UFRN é única brasileira indicada a prêmio da Nature

Natalia Mota é psiquiatra e neurocientista e desenvolve sua pesquisa como pós-doutoranda do ICe/UFRN – Foto: José de Paiva Rebouças

A neurocientista Natalia Mota, membro do laboratório Sono, sonhos e memória, do Instituto do Cérebro da UFRN, foi a primeira brasileira e a única sul-americana indicada para concorrer ao prêmio Nature Research Award de 2019, na categoria Ciência Inspiradora. A iniciativa tem como objetivo homenagear mulheres cientistas excepcionais, a fim de incentivar e inspirar a próxima geração.

Ela e outras nove mulheres de todo o mundo foram escolhidas entre 150 submissões das diversas áreas da ciência e agora concorrem ao prêmio de 20 mil dólares e outros benefícios. A seleção, que está em sua segunda edição, foi realizada por especialistas independentes, membros da Estée Lauder Companies, funcionários e corpo editorial da Nature Research, incluindo a editora-chefe Magdalena Skipper.

Por estar na lista final das concorrentes, Natalia terá acesso a uma rede privada e espaço on-line de mentoria para interagir com as outras indicadas deste e do ano passado, trocar experiência com os jurados, editores da Nature e funcionários da Estée Lauder Companies. Além disso, participará de atividades a fim de conhecer mais a participação de mulheres em profissões para incentivar meninas a buscar carreiras nesses campos.

Para Natalia, a indicação é um incentivo e uma inspiração para continuar fazendo ciência em um momento tão complexo. “A gente trabalha em uma perspectiva difícil, com falta de recursos, lutando por bolsas, por financiamento e enfrentando muita dificuldade. Saber que lá fora tem gente que reconhece o nosso esforço, não só para mim, mas para as mulheres da ciência no nosso país, em especial no nosso Nordeste, nos dá nova energia e gás para continuar trabalhando”, disse.

Pela mulher na ciência

Grupo Sci-Girls se reúne para discutir o lugar da mulher na Ciência – Foto: José de Paiva Rebouças

Natalia Mota é uma cientista com experiência e em evidência. Sua seleção foi motivada não apenas por isso, mas também pelo incentivo e troca de experiências com outras mulheres que fazem ciência aqui no Rio Grande do Norte. Ela coordena um grupo de cientistas no Instituto do Cérebro da UFRN chamado Sci-Girls que se reúnem, com frequência, para trabalharem juntas e discutirem o papel da mulher no campo da pesquisa. Pelo menos dez meninas, experientes e iniciantes, compõem esta iniciativa atualmente.

Uma delas é Fernanda Palhano, que tem se destacado pelos estudos sobre o uso da ayahuasca no controle da depressão severa. Para ela, neste momento pelo qual passa o Brasil, é importante se cercar de pessoas que querem construir alguma coisa e têm motivação para isso. “Esse grupo é muito importante porque conseguimos nos apoiar mutuamente. Importante ainda a indicação de Natalia, representante do ICe e da UFRN, porque quando temos pessoas próximas com este destaque internacional, nos motivamos a acreditar naquilo que estamos fazendo. Sempre bom ter exemplos próximos de pessoas que passam pelas mesmas dificuldades que a gente”, depõe.

Juliana Alves Brandão estuda o comportamento social dos filhotes de modelos animais com autismo e acabou de chegar ao Sci-Girls. Ela destaca a semelhança com Natalia, pois, além de pesquisadoras, as duas também são mães. “É muito significativo a gente ver que conseguimos alcançar nossos objetivos mesmo tendo outras atividades e demandas em paralelo. Ficamos muito orgulhosas quando vemos uma mulher chegar lá no alto representando todas nós depois de termos acompanhado todo o seu esforço”, diz.

A estudante de doutorado em neurociências, Priscila Kelly da Silva Barros Nunes, integra o grupo coordenado e terá acesso aos temas debatidos na mentoria do prêmio por intermédio de Natalia. Para ela, essa é uma oportunidade para compartilhar as dificuldades de se trabalhar no Brasil sendo cientista. “Natalia representa bem estas dificuldades e ela mostra, a partir de sua experiência, como enfrentar essas dificuldades”, completa.

Para Natalia, o prêmio da Nature serve para quebrar o viés de sempre associar figuras masculinas com os avanças científicos. Neste sentido, ele incentiva iniciativas como as desenvolvidas no Instituto do Cérebro, que se esforçam para divulgar avanços científicos de ponta feitos ou liderados por mulheres. “Hoje as mulheres têm de mostrar duas, três vezes mais produção para conseguir o mesmo espaço que os homens e isso precisa mudar. Temos de incentivar que a mulher seja destaque em todas as áreas e profissões e continue contribuindo com o desenvolvimento da ciência”, reforça.

Análises computacionais

Foto: José de Paiva Rebouças

Médica psiquiatra, Natalia Mota tem se dedicado à neurociência, área em que estuda o comportamento humano por meio de estratégias computacionais de linguagem, desde o desenvolvimento típico em crianças, até o declínio cognitivo em pessoas com esquizofrenia. Nos últimos dois anos, uma série de estudos seus, que permitiu o desenvolvimento de um método diagnóstico para esquizofrenia a partir de sistema que utiliza grafos matemáticos, vem se destacando dentro e fora do Brasil.

Mediante esta pesquisa, ela e seus orientadores desenvolveram um sistema que auxilia profissionais da psiquiatria a identificar estes quadros pelo menos seis meses antes do habitual. O melhor de tudo é que o SpeechGraphs, nome dado à ferramenta, está disponível gratuitamente no site da instituição.

Por sua inovação, este trabalho venceu, em dezembro de 2017, a 16ª edição do Prêmio de Incentivo em Ciência, Tecnologia e Inovação, do Sistema Único de Saúde (SUS), na categoria “Trabalho Científico Publicado” e, um ano depois, o Prêmio Abril & DASA de Inovação Médica.

Com informações da UFRN

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Profa Áurea Melo UFRN DPED disse:

    Parabéns Natália e sua equipe. Foi gratificante saber não só dos prêmios já ganhos e também por você ser nossa ex-aluna por sinal brilhante e inteligente, pela UF RN e por representar uma vitória da mulher no campo da ciência. Viva, avante e fico aguardando outras vitórias.

  2. Safira disse:

    PARABÉNS UFRN
    PARABÉNS EDUCAÇÃO
    PARABÉNS CIÊNCIA
    PARABÉNS AOS QUE, APESAR DOS CONSTANTES ATAQUES, CONTINUAM ACREDITANDO NA CIENCIA, NA EDUCAÇÃO E NAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS.

  3. JBBatista. disse:

    E ainda falam que na UFRN só tem maconheiro.

  4. Rivanaldo disse:

    Já já aparece um minion criticando a Ufrn.

    • Minion disse:

      Méritos da moça à parte, o custo-benefício das UFs é o pior possível. Se fosse bom estaríamos cheios de encubadorad co-patrocionadas pela iniciativa privada, de clusters de tecnologiaa e afins. Agora pesquisa cara e inútil sobre banheiro trans e teses na linha rouba-pq-é -pobre são o pau que mais tem.

Especialização em Mediação e Arbitragem na UFRN oferece 50 vagas

O Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) inscreve até sexta-feira, 20, para o processo seletivo da primeira turma do curso de Especialização em Negociação, Conciliação, Mediação e Arbitragem. São ofertadas 50 vagas para a comunidade, sendo cinco delas reservadas para servidores ativos da UFRN.

Podem se inscrever portadores de diploma de graduação em direito ou áreas afins. Os interessados devem anexar ao cadastro no sistema cópias dos documentos especificados no edital 01/2019. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas através deste link.

O curso tem carga horária de 360 horas e prevê aulas nas sextas-feiras, das 19h às 22h, e aos sábados, das 8h às 12h e das 13h às 17h, com previsão de início das aulas para 4 de outubro. O custo do investimento da especialização é de 18 parcelas de R$ 400. Outras informações podem ser consultadas no site do curso, através do e-mail [email protected] ou no Instagram do projeto.

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    A julgar pelo portfólio de cursos caça-níquel que a Uferrenê vem apresentando, já já ela supera a UnP.

UFRN define quadro de vagas para 2020: via Sisu, 6.933, em um total de 8141, distribuídas em cursos e outras formas de ingresso

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFRN (Consepe) aprovou na última terça-feira, 10, o quadro de vagas para ingresso de novos estudantes em 2020. Serão oferecidas 8.141 vagas no total, destas 6.933 por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para o qual é mantido o mesmo número de 2019, com distribuição entre 4.649 vagas para o 1º semestre e 2.284 para o 2º semestre.

As demais vagas se destinam às outras formas de ingresso na UFRN, sendo 229 para as graduações com Processo Seletivo Específico (PSE), que incluem os cursos de Dança, Teatro, Música e Libras; 70 vagas para mobilidade interna, em que os estudantes são transferidos para o mesmo curso de outro campus da UFRN; 101 vagas para o Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G), voltado aos estudantes de países em desenvolvimento que mantêm acordo com o Brasil, além de 58 vagas para o convênio com instituições do Timor Leste.

A UFRN ainda dispõe de 750 vagas para os cursos de 2º ciclo, que recebem estudantes graduados em primeiro ciclo. Entre eles estão as engenharias de Materiais, do Petróleo, Mecatrônica e Ambiental, além das graduações em Ciência da Computação e Engenharia de Software.

De acordo com a pró-reitora de Graduação da UFRN, Maria das Vitórias Vieira, o quadro de vagas foi elaborado de acordo com as propostas enviadas pelos cursos. Em relação ao quadro de 2019, foram adicionadas três vagas no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, que serão ofertadas via PSE.

Com informações da UFRN

Inscrições de “Vestibular” da UFRN com 448 vagas residuais encerram nesta segunda

O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), segue com inscrições abertas no processo seletivo para reocupação de vagas residuais nos cursos de graduação da instituição de ensino. Ao todo, estão sendo oferecidas 448 vagas, distribuídas nos campi de Natal, Caicó, Currais Novos, Macaíba e Santa Cruz. As inscrições podem ser feitas neste link até as 23h59 desta segunda-feira(09). A taxa de inscrição é de R$ 30,00.

O candidato inscrito poderá acessar a página da Comperve para consultar sobre a validação de sua inscrição a partir do dia 16 de setembro. A divulgação dos locais de realização das provas estará disponível a partir do dia 23 de setembro.

Podem se candidatar às vagas quem possui vínculo ativo em cursos de graduação, candidatos portadores de diploma e ex-alunos de graduação da UFRN. O processo seletivo, que lembra o saudoso vestibular,  será composto por prova escrita objetiva de língua portuguesa e matemática, redação e prova de títulos.

As vagas residuais são geradas por cancelamentos de curso, conforme o Regulamento dos Cursos Regulares de Graduação da UFRN. Confira o edital no site da Comperve.

Com informações da UFRN

Pesquisa da UFRN está entre as mais lidas da Scientific Reports

Foto: Reprodução

O artigo Thermal Conductivity of Graphene-hBN Superlattice Ribbons, fruto da dissertação de mestrado de Isaac Felix, sob orientação do professor Luiz Felipe Pereira, foi um dos mais lidos em 2018 pelo Scientific Reports na área de física. A publicação, que foi integralmente desenvolvida na UFRN utilizando recursos computacionais do Núcleo de Processamento de Alto Desempenho (NPAD), com apoio da Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PRPG), foi incluída na coleção Top 100 in Physics e pode ser lida livremente aqui.

O estudo trata da condução de calor em super-redes formadas por grafeno e nitreto de boro. Estas estruturas têm espessura de um único átomo e foram sintetizadas em laboratório há menos de uma década. Os resultados do trabalho mostram que quando o tamanho das regiões aumenta gradativamente, o sistema apresenta uma transição no transporte de calor de um regime coerente para um regime incoerente.

Este fenômeno permite o controle da condutividade térmica das super-redes, que podem ser utilizadas na fabricação de dispositivos termoelétricos para produzir energia elétrica a partir do calor dissipado em indústrias e automóveis. O periódico Scientific Reports é uma publicação de acesso aberto do grupo editorial Nature, um dos mais respeitados do mundo na publicação de artigos científicos.

Com informações da UFRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Evan Jegue disse:

    👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽

Estudantes da UFRN tem até sexta para solicitar trancamento de matrículas do período 2019.2

Reprodução/UFRN/Sigaa

Os estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) têm até sexta-feira, 30, para solicitar o trancamento de matrículas em turmas para o período 2019.2, de acordo com o prazo estabelecido no calendário acadêmico da instituição. Conforme o regulamento dos cursos de graduação, o procedimento significa “a desvinculação voluntária do estudante da turma referente ao componente curricular em que se encontra matriculado”, concedido nas seis primeiras semanas do período letivo. Não podem ser trancadas as atividades coletivas que não preveem aulas, atividades de orientação individual e atividades autônomas.

O trancamento de matrícula é permitido apenas uma vez no mesmo componente curricular, seja em períodos consecutivos ou não. Para realizar a operação, o aluno deve acessar o Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa), na aba Ensino – Trancamento de matrícula – Trancar, com a possibilidade de selecionar uma ou mais matrículas. A efetivação ocorrerá sete dias após a solicitação, sendo facultado ao discente desistir do trancamento nesse período.

Com informações da UFRN

“Vestibular” da UFRN com 448 vagas residuais está com inscrições abertas até 9 de setembro

O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), inicia inscrições do processo seletivo para reocupação de vagas residuais nos cursos de graduação da instituição de ensino. Ao todo, estão sendo oferecidas 448 vagas, distribuídas nos campi de Natal, Caicó, Currais Novos, Macaíba e Santa Cruz. As inscrições podem ser feitas neste link até as 23h59 do dia 9 de setembro. A taxa de inscrição é de R$ 30,00.

O candidato inscrito poderá acessar a página da Comperve para consultar sobre a validação de sua inscrição a partir do dia 16 de setembro. A divulgação dos locais de realização das provas estará disponível a partir do dia 23 de setembro.

Podem se candidatar às vagas quem possui vínculo ativo em cursos de graduação, candidatos portadores de diploma e ex-alunos de graduação da UFRN. O processo seletivo, que lembra o saudoso vestibular,  será composto por prova escrita objetiva de língua portuguesa e matemática, redação e prova de títulos.

As vagas residuais são geradas por cancelamentos de curso, conforme o Regulamento dos Cursos Regulares de Graduação da UFRN. Confira o edital no site da Comperve.

Com informações da UFRN