Para presidente do PV, caso oposição chegue ao poder, acabará com AMES e UPAS

O presidente de honra do PV, ideólogo Rivaldo Fernandes está denunciando existir uma tentativa de desestabilização da administração Micarla de Sousa, articulada por setores conservadores da oposição ainda não revelados à opinião pública, objetivando acabar com as conquistas dos servidores públicos municipais concedidos pela prefeita de Natal, caso cheguem ao Poder a partir do próximo ano.

As conquistas, segundo Rivaldo Fernandes, são o caso do Plano de Cargos e Salários dos Servidores Municipais, as UPAS – Unidades de Pronto Atendimento, as AMES – Unidade de Assistência Médica Especializada e a remoção de várias favelas em Natal, relocando dezenas de famílias que antes habitavam em moradias sub-humanas. “Até agora nenhum postulante ao cargo de prefeito apresentou o que pretende fazer por Natal”, observa.

Segundo Rivaldo Fernandes, “Micarla de Sousa recebeu a cidade com a insustentável posição de descaso com 70 favelas herdadas de governos anteriores e apesar das dificuldades e limitações financeiras removeu seis e até final deste ano removerá mais quatro.

De acordo com informações sigilosas, caso a oposição chegue ao Poder, acabará com as AMES e UPAS por considerá-las onerosas”, disse o dirigente partidário, que é um dos mentores intelectuais da administração verde, acrescentando que iniciou em janeiro a discussão do programa de governo municipal na sua segunda versão que prevê, entre outras ações, a ampliação e fortalecimento das unidades básicas de saúde e manutenção dos avanços conquistados, a exemplo da gratuidade das carteiras de estudantes, do programa de bolsas para estudantes pobres e aumento do número de Centros de Educação Infantil.

REELEIÇÃO

Rivaldo Fernandes afirmou que o PV está defendendo a tese de que a prefeita Micarla de Sousa deve concorrer à reeleição este ano porque “tem viabilidade eleitoral para enfrentar novamente as elites conservadoras do Estado e vencer as eleições de outubro”.

Ele cita como parâmetro a situação de Gilberto Kassab que na sua sucessão em julho, portanto, há três meses da eleição estava com apenas dois por cento nas pesquisas de opinião pública, enquanto Geraldo Alckmin apresentava 40 por cento e Marta Suplicy, 32. Resultado: Alckmin não foi nem para o segundo turno e Kassab venceu as eleições e atualmente é prefeito reeleito de São Paulo.

O PV, segundo seu presidente de honra, Rivaldo Fernandes, está elaborando uma estratégia a ser apresentada à prefeita Micarla de Sousa visando melhorar o desempenho da administração municipal e conseqüente auferir dividendos político/eleitoral com vistas as eleições deste ano. A estratégia verde consta inicialmente no seguinte: a prefeita Micarla de Sousa imprimir imediatamente um processo de celeridade às obras de infraestrutura de mobilidade urbana que de acordo com o professor Rivaldo Fernandes “transformará Natal numa metrópole nordestina das mais sustentáveis do Brasil”. Rivaldo Fernandes lembra que Natal foi a primeira cidade-sede a conceder o licenciamento ambiental, um dos pré-requisitos para o início das obras da Copa do Mundo.

Após afirmar que o PV defende que a prefeita Micarla de Sousa dispute sua reeleição este ano, Rivaldo Fernandes ressalta ser necessário uma união de forças de todos que estão sintonizados com sua gestão e com o programa de governo, mesmo aqueles que pertencem a partidos não coligados. Ele também considera importante o início de um trabalho objetivando ampliar a bancada do PV na Câmara Municipal de Natal, se possível passando de dois para quatro ou cinco parlamentares. “O grupo ideológico do PV deverá apresentar uma candidatura unificada entre os nomes de Elias Nunes, Aristotelino Monteiro ou o presidente de honra, Rivaldo Fernandes”, ressaltou.

E conclui o presidente de honra do PV. “Acredito que com essa disposição a prefeita Micarla de Sousa reconquistará os antigos aliados e avançará no diálogo com as forças de apoio ao governo Dilma Rousseff, entre eles, PMDB, PHS, PP e PTB”.

Fonte: Carta Potiguar

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. caio fábio disse:

    Lógico, ele quer garantir a boquinha "emprego" dele.

  2. Carlos Roberto disse:

    Com todo respeito mas esta conversa de "fonte sigilosa" é história da carochinha. A única coisa certa é que a administração do PV é uma  lástima, e se ele é o mentor então ele o responsável por esta gestão desastrosa. O que entristece é começar a se defender inventando boatos e conversa fiada.  Ele ainda não aprendeu nestes últimos três anos, que ficar acusando os outros sem fazer nada não dá bom resultados. Veja a gestão de Micarla e veja o que está acontecendo também no governo Rosalba, que seguiu a mesma linha…

COMENTE AQUI