Após reitora apontar necessidade, Governo estuda possibilidade de concurso da UERN já em 2021

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) pretende realizar novo concurso público para servidores da instituição. O assunto foi discutido na sexta-feira (27), durante reunião entre a reitora em exercício da Uern, Profa. Fátima Raquel Morais, e a governadora do Estado, Fátima Bezerra. A reitora apresentou a necessidade à governadora e pediu que a demanda seja analisada pela equipe de governo, ainda este ano. Para realização do certame, é preciso autorização do governo.

“Já temos demanda para preenchimento de vagas tanto de docentes como de técnicos. A garantia de um novo concurso é fundamental para a continuidade do fortalecimento da nossa instituição. Caminhando tudo certo, seria muito bom termos nosso concurso já no próximo ano”, disse a reitora. “Importante as informações trazidas pela Uern sobre esta necessidade. Garanto que vou tratar o assunto com toda a atenção, e discutir com nossa equipe esta possibilidade”, afirmou a governadora.

Acompanhada da Chefe de Gabinete da reitoria, Profa. Cicília Maia, a reitora em exercício tratou também sobre a necessidade do avanço na discussão sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores – assunto já discutido com o governo -, e sobre a concretização da autonomia financeira da Universidade. “Estas são pautas vitais para nossa comunidade, governadora, e temos como construir um momento importante e histórico para nossa instituição”, reforçou Fátima Raquel.

Sobre estas pautas, a governadora reafirmou o compromisso assumido anteriormente de buscar efetivá-las até o final do seu mandato. “Vamos instalar a comissão responsável pelo estudo destas pautas e avançar nestes pontos. Agora vamos oficializar a comissão”, disse a governadora.

O secretário estadual de planejamento, Aldemir Freire, também participou da reunião, que tratou também sobre as necessidades de reestruturação de infraestrutura nos campi da instituição. Ele garantiu o repasse das ordens bancárias de custeio da Universidade, medida importante para equalização das contas e encerramento do ano fiscal.

“Temos tido diálogo constante com a equipe de governo para sanar questões que exigem recursos financeiros para solução”, disse a reitora ao falar sobre necessidades mais urgentes.

Durante a reunião, a governadora falou sobre a entrega do novo prédio do Campus da UERN, em Natal. “Fizemos todo o esforço necessário, junto com a equipe da Uern, e vamos entregar esta importante obra”, afirmou.

Participaram também da reunião, o vice-governador, Antenor Roberto; a secretária adjunta do Gabinete Civil, Socorro Batista; a chefe de gabinete da Secretaria Estadual de Educação, Ana Morais; o assessor da Secretaria de Educação, Renato Bezerra; o Pró-Reitor de Planejamento e Finanças da Uern, Iata Anderson; o Assessor de Governança da Informação e Transparência da Uern, Esdras Marchezan, e a chefe da assessoria de obras da Uern, Bruna Medeiros.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Elio Cesario disse:

    Nova Cruz precisa urgente de um campus da UERN, já que a UFRN abandonou a maior cidade do agreste potiguar. Governadora nem tchum pra educação.

    • Manoel disse:

      UFRN q abandonou tua cidade é federal.
      Coloca na conta do teu presidente.

    • Sonia disse:

      Concordo plenamente. É muito triste para os Novacruzvence não ter um núcleo de curso superior e não se perceber o empenho dos líderes que buscam apoio dessa gente a cada quatro anos, para a conquista na de Educação.

  2. Calígula disse:

    Vai fazer o concurso em 2021 , para ocuparem os cargos em 2022, já na gestão do outro governador, pois essa só terá esse mandato.
    Rogério Marinho ou Styverson será o futuro governador do RN, vai ser peia na Fátima Bokus.

  3. Greg disse:

    Os Bolsominions que é a favor da privatização (menos Estado né) já nem fazem a inscrição por gentileza. Até pq é na área da Educação (Paulo Freire lembra)…faça não…coisa de esquerdista…deixa que a gente ocupa as vagas….

    • Calígula disse:

      Petistas e esquerda só ocupam cargos comissionados, aqueles indicados pela bajulação e subserviência aos mandamentos da cartilha esquerdopatas.

    • Chicó disse:

      Calígula, mente e seja feliz no seu mundo fantasioso.
      Vc mente tanto que Bolsonaro não quer deixar que os reitores sejam eleitos pq julga que só tem esquerdista ocupando cargos públicos e que vão eleger mais esquerdistas.

      Tenha vergonha de mentir homi.

COMENTE AQUI