Diversos

Após reitora apontar necessidade, Governo estuda possibilidade de concurso da UERN já em 2021

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) pretende realizar novo concurso público para servidores da instituição. O assunto foi discutido na sexta-feira (27), durante reunião entre a reitora em exercício da Uern, Profa. Fátima Raquel Morais, e a governadora do Estado, Fátima Bezerra. A reitora apresentou a necessidade à governadora e pediu que a demanda seja analisada pela equipe de governo, ainda este ano. Para realização do certame, é preciso autorização do governo.

“Já temos demanda para preenchimento de vagas tanto de docentes como de técnicos. A garantia de um novo concurso é fundamental para a continuidade do fortalecimento da nossa instituição. Caminhando tudo certo, seria muito bom termos nosso concurso já no próximo ano”, disse a reitora. “Importante as informações trazidas pela Uern sobre esta necessidade. Garanto que vou tratar o assunto com toda a atenção, e discutir com nossa equipe esta possibilidade”, afirmou a governadora.

Acompanhada da Chefe de Gabinete da reitoria, Profa. Cicília Maia, a reitora em exercício tratou também sobre a necessidade do avanço na discussão sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores – assunto já discutido com o governo -, e sobre a concretização da autonomia financeira da Universidade. “Estas são pautas vitais para nossa comunidade, governadora, e temos como construir um momento importante e histórico para nossa instituição”, reforçou Fátima Raquel.

Sobre estas pautas, a governadora reafirmou o compromisso assumido anteriormente de buscar efetivá-las até o final do seu mandato. “Vamos instalar a comissão responsável pelo estudo destas pautas e avançar nestes pontos. Agora vamos oficializar a comissão”, disse a governadora.

O secretário estadual de planejamento, Aldemir Freire, também participou da reunião, que tratou também sobre as necessidades de reestruturação de infraestrutura nos campi da instituição. Ele garantiu o repasse das ordens bancárias de custeio da Universidade, medida importante para equalização das contas e encerramento do ano fiscal.

“Temos tido diálogo constante com a equipe de governo para sanar questões que exigem recursos financeiros para solução”, disse a reitora ao falar sobre necessidades mais urgentes.

Durante a reunião, a governadora falou sobre a entrega do novo prédio do Campus da UERN, em Natal. “Fizemos todo o esforço necessário, junto com a equipe da Uern, e vamos entregar esta importante obra”, afirmou.

Participaram também da reunião, o vice-governador, Antenor Roberto; a secretária adjunta do Gabinete Civil, Socorro Batista; a chefe de gabinete da Secretaria Estadual de Educação, Ana Morais; o assessor da Secretaria de Educação, Renato Bezerra; o Pró-Reitor de Planejamento e Finanças da Uern, Iata Anderson; o Assessor de Governança da Informação e Transparência da Uern, Esdras Marchezan, e a chefe da assessoria de obras da Uern, Bruna Medeiros.

Opinião dos leitores

  1. Nova Cruz precisa urgente de um campus da UERN, já que a UFRN abandonou a maior cidade do agreste potiguar. Governadora nem tchum pra educação.

    1. UFRN q abandonou tua cidade é federal.
      Coloca na conta do teu presidente.

    2. Concordo plenamente. É muito triste para os Novacruzvence não ter um núcleo de curso superior e não se perceber o empenho dos líderes que buscam apoio dessa gente a cada quatro anos, para a conquista na de Educação.

  2. Vai fazer o concurso em 2021 , para ocuparem os cargos em 2022, já na gestão do outro governador, pois essa só terá esse mandato.
    Rogério Marinho ou Styverson será o futuro governador do RN, vai ser peia na Fátima Bokus.

  3. Os Bolsominions que é a favor da privatização (menos Estado né) já nem fazem a inscrição por gentileza. Até pq é na área da Educação (Paulo Freire lembra)…faça não…coisa de esquerdista…deixa que a gente ocupa as vagas….

    1. Petistas e esquerda só ocupam cargos comissionados, aqueles indicados pela bajulação e subserviência aos mandamentos da cartilha esquerdopatas.

    2. Calígula, mente e seja feliz no seu mundo fantasioso.
      Vc mente tanto que Bolsonaro não quer deixar que os reitores sejam eleitos pq julga que só tem esquerdista ocupando cargos públicos e que vão eleger mais esquerdistas.

      Tenha vergonha de mentir homi.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Moro e Olavo de Carvalho discutem no Twitter após general criticar governo

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro e Olavo de Carvalho, considerado o guru da família Bolsonaro e seus aliados, discutiram no Twitter em razão de uma crítica do general Carlos Alberto dos Santos Cruz a integrantes do governo.

Em entrevista ao site O Antagonista, o ex-ministro da Secretaria da Presidência falou em “pessoal limitado, que coloca tudo em termos de direita e esquerda” ao se referir a aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Olavo de Carvalho atacou o general pela declaração e usou a expressão “Seja homem”, o que causou indignação de Moro. O ex-ministro respondeu que Santos Cruz “é muito mais corajoso do que aqueles que usam as redes para atacar de longe a honra de pessoas do bem e das Forças Armadas”.

A resposta de Moro gerou reação de Olavo de Carvalho, que atacou Sergio Moro em uma série de tuítes, sendo que um deles o chamou de traidor. Moro integrou o Governo Bolsonaro até abril deste ano, quando pediu demissão alegando tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

O general Santos Cruz tem se manifestado criticamente ao Governo Bolsonaro. Na última semana, o ex-ministro disse que estava “cansado de show” em resposta à fala do presidente de que o Brasil parecia um “país de maricas” no combate à pandemia do novo coronavírus.

UOL

Opinião dos leitores

  1. Olavo, primeiro pague a indenização para o Caetano. Depois você paga a passagem para o Moro ir futricar com você.

  2. Quero ver os petebas votando em Moro no 2º turno de 2022, e bem caladinhos, viu? Não reclamem não.

  3. Lindo ver a direita se digladiando. Daqui pra frente é surra em cima de surra. Preparem o lombo!

  4. Bg devo desculpas a você pelo comentário a pouco, agora acertou os posts que aparecem são variados , mas quando abri o seu blog apareceu sequência 8 posts com discursão do Olavo com várias pessoas.

  5. Tomou ódio do Olavo também Bg? Qual o objetivo destes posts em sequência de fofoca, de disse me disse?
    No próximo post informe a briga dele com a mulher, no outro com o aluno, a seguir com o taxista e por final se tiver, pergunte, você é contra ou a favor do Olavo?
    Acho mais importante você fazer posts seguidos da invasão por hacker na super sucata do TSE. Isso sim é importante pois pode alterar o destino de uma nação.

    1. Chora, mais cedo. O teu guru é que busca o noticiário, com as besteiras e ataques que faz, sem ser político, filósofo, nada. Apenas um pseudo orientador do gado desnorteado com a peia que tomou. Chora mais cedo, ou depois será tarde demais.

  6. Não se fala em outra coisa no curral, até a jumentada está comentando: agora que a vaca foi pro brejo será que o gado vai (literalmente) fazer uma vaquinha pra ajudar o grande guru bovino Orvalho de Cavalo, o filósofo do rebanho, a pagar a multa milionária para Caetano Veloso? Tá vencendo o prazo e o velho ainda não pagou. Idiota, maluco e alienado a gente já sabia que ele era, agora também caloteiro.

    1. Vcs num guentam cinco segundo de debates com o "Astrólogo' da Vírginia. Só ataques ao argumentador, nunca aos argumentos.

    2. Eita que o cavalo do olavo também quer participar da festa no curral. Porque não? Cite, se souber,um só argumento dessa besta que mereça ser debatido.

    3. A estratégia das tesouras entre PT e PSDB, por exemplo. A existência do Foro de São Paulo, por anos ocultada pela nossa imprensa. A cristofobia. A necessidade de se dominar aspectos cullturais antes de se pensar em tentar se ter o poder. Mas nada convence alguém que decidiu, aprioristicamente, que não quer ser convencido (e nem nesse espaço de comentários isso é viável, Fique na sua bolha.

  7. Vixi, é cobra engolindo cobra.
    Por isso eu digo Bolsonaro é duro, quem não quiser cair que se deite, pq o Véio é pau de dar em doido.

    1. Só o pt que tem levado peia até agora, acho que no próximo pleito vão extinguir o jumentário, talvez fique só o de codinome pixuleco… Esse foi furado na venta pelo luladrão, que determina o que ele deve comentar ou não. Rsrsrs

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Senadores de diferentes partidos reagem a Barroso e discutem barrar afastamento de Chico Rodrigues

Foto: GloboNews

Senadores de diferentes partidos ouvidos pelo blog reagiram ontem à decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso de afastar o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) do mandato. A decisão ainda precisa ser referendada pelo plenário do Senado.

Chico Rodrigues foi alvo de operação da Polícia Federal na quarta-feira (14) em Roraima, quando foi flagrado em casa com dinheiro na cueca. A operação foi deflagrada para combater um suposto esquema criminoso de desvio de recursos públicos para o combate ao coronavírus em Roraima.

Parlamentares criticaram nesta quinta-feira (15) em grupo de WhatsApp a decisão do ministro do STF pelo afastamento, segundo relatos à reportagem. Eles discutem barrar a decisão do ministro.

Entre as mensagens apresentadas no grupo, segundo o blog apurou, senadores foram praticamente na mesma linha: de que o caso do senador Chico Rodrigues precisa ser decidido pelo Conselho de Ética, e que o Senado não dará espaço à sobreposição de poderes.

Para senadores, a decisão de Barroso (veja vídeo acima) seria “usurpação de poder”, quando um dos poderes invade a competência do outro. Além disso, os parlamentares dizem que o mandato popular não “deve depender do humor” de qualquer ministro. Por isso, o Senado quer que o Conselho de Ética da Casa discuta o caso.

No entanto, senadores, de forma reservada, não garantem que o caso no conselho terá desdobramento imediato. Nas palavras de um líder, “vai depender do processo” envolvendo Chico Rodrigues na Justiça.

Andréia Sadi – G1

Opinião dos leitores

  1. Vamos continuar nos degladiando e eles se
    deleitando nas verbas públicas…eh vida de gado, povo marcado, povo feliz…SIC

  2. Complementado: alguém escreveu> sem qualquer processo contra ele< vejo que o processo é apenas uma instrumento formal para dar validade e continuidade ao fato que ocorreu nas investigações, ou seja, um flagrante de um provável delito.

  3. A ordem dos fatores não altera o produto.
    Tanto faz para o povo que o pilantra seja afastado pelo Ministro do STF ou pelo parlamento.

  4. Desculpem, mas os Senadores têm razão. Barroso entrometeu-se em assunto de outro poder, sem qualquer processo formal contra o senhor Chico.

  5. Se não afastar serão considerados bandidos iguais a ele! Grande novidade. De olho nos senadores do RN. Acredito haver honra nos nossos representantes, digo, nos representantes do RN.

  6. Bando de pilantras defendendo o outro… dá uma enxada pra cada um e manda pro Nordeste plantar mandioca….

  7. Bota o dinheiro que saiu do fundo do Chico na mão deles… eles nem vão se importar, porque adoram pegar e fazer merd….

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Líderes da esquerda discutem criação de novo partido para enfrentar Bolsonaro em 2022

Governador do Maranhão, Flávio Dino Foto: Governo do Maranhão

Uma série de conversas envolvendo líderes da esquerda brasileira está em curso, com o objetivo de colocar de pé um novo partido depois das eleições municipais de novembro. O primeiro sinal que revela as articulações é o namoro entre o PSB e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), revelado pelo GLOBO na semana passada.

Na verdade, o que Dino realmente deseja é uma fusão das duas siglas, de olho na eleição presidencial de 2022. Ele quer ser candidato ao Palácio do Planalto, embora negue publicamente o sonho. Setores do PSB gostam da ideia de unir forças, e o partido parou de lançar o balão de ensaio da candidatura do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, filiado desde 2018.

Com a fusão, seria possível tocar um fundo eleitoral de mais de R$ 145 milhões, valor superior ao que é recebido por PSDB, DEM e PP. A interlocutores, Dino chama o projeto de “MDB da esquerda”, pois acredita que poderá trazer para o novo partido vários nomes insatisfeitos com os rumos das suas próprias legendas. Um dos exemplos é o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ).

Faz tempo que Freixo e PSOL não se bicam no Rio. O ápice deu-se este ano, quando o partido queria obrigá-lo a participar de prévias na disputa pela Prefeitura do Rio, mesmo sendo ele a principal força eleitoral da esquerda carioca. Freixo também cansou há tempos do radicalismo da legenda no estado e se irrita com o fogo amigo interno por ter bom relacionamento com outras forças políticas — o deputado sempre teve diálogo aberto com figuras como o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) Jorge Picciani (ex-integrante do MDB) e o atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

É justamente esse tipo de conexão da esquerda com outros atores que Dino tem tentado fazer nos últimos meses. Conforme informou o colunista Guilherme Amado na revista Época, ele, Freixo, Maia, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), e o apresentador Luciano Huck já fizeram vários encontros virtuais recentemente para debater a conjuntura política. São personagens que jamais estarão juntos eleitoralmente em um primeiro turno, mas que, ao assinarem manifestos recentes contra o presidente Jair Bolsonaro, constroem pontes para outras etapas de uma possível disputa.

Os obstáculos para a relevância dessa nova esquerda que tenta nascer estão dentro da própria esquerda: faltando mais de dois anos para a eleição presidencial, PT e PDT não arredam o pé de encabeçar uma chapa para enfrentar Bolsonaro. E, no meio da rivalidade entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes, está Fernando Haddad, derrotado em 2018 por Bolsonaro.

Atualmente, existe o Haddad que aparece em entrevistas e o Haddad das conversas nos bastidores. O primeiro não contraria Lula em público e sua estratégia de rejeitar manifestos suprapartidários contra Bolsonaro. A propósito, no último fim de semana, o petista teve que passar horas em conversas telefônicas desmentindo mais uma vez que vai ceder à vontade do ex-presidente de colocá-lo na disputa pela prefeitura de São Paulo no lugar de Jilmar Tatto. Já o segundo Haddad é muito mais enfático na necessidade de a esquerda organizar um discurso mais amplo. Ele vem conversando frequentemente com Dino e Freixo sobre esses movimentos, embora não cogite deixar o PT.

Dino avalia que a esquerda poderá perder em todas as capitais brasileiras em novembro, diante dos pré-candidatos escolhidos até o momento — PSB e PDT comandam, somados, cinco capitais, enquanto PT e PCdoB não estão à frente de nenhuma. Esse grande fracasso, como lamenta a interlocutores, poderá catalisar a criação de um novo partido e, talvez, ensaie uma união maior do campo. O governador do Maranhão vem tentando mostrar isso a Lula em conversas periódicas por telefone, justamente por acreditar não ser possível vencer Bolsonaro abdicando do lulismo. Por ora, contudo, o PT não abre mão de jeito nenhum de ter candidato próprio em 2022.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Só de aparecer o Flávio Dino (próximo presidente do Brasil) que os minions piram! Parece aquele momento de loucura generalizada no hospício. Vai ser bonita a festa, ó pá.

  2. Sugestão de nomes para o "novo partido".
    PNV partido nacional dos vampiros
    PPT & C partido dos petralhas e companhia
    PC $ C partido dos corruptos e companhia
    PTC do B+BLGT de AZ
    PCS e L partido dos corruptos Salafrários e Ladrões…….podem ir acrescentando suas propostas

  3. Pra que homi? 1° que daqui pra lá não vai sobrar nada do Brasil e 2° ele vai pro partido de Roberto Jeferson.

  4. Pode trazer o partido comunista da China, da Venezuela, o escambau, vão pra peia.
    Dessa vez até no Nordeste, só vai dá Bolsonaro!

  5. Primeiro grande gol contra de Bolsonaro: desfazer-se do do melhor quadro de sua equipe SÉRGIO FERNANDO MORO.

    1. Essa saída do traidoro, foi muito melhor do que três pontos fora de casa. Nem só descobrimos a identidade do colunistas, como tivemos palanque de graça uma semana kkk

  6. Pode vir o TREM, Bolsonaro bota tudo no bolso novamente, o presidente tem o meu apoio, voto nele mil vezes se for preciso, só pra mim ter o gosto de despachar esses ESQUERDOPATAS kkkk

  7. Qualquer coisa é melhor que Bolsonaro. Da direita ou da esquerda.
    Prometeu isenção do IR até R$ 5.000,00
    Prometeu acabar com reeleição no país
    Prometeu acabar com o foro privilegiado
    Prometeu não fazer acordo com o Centrão
    Prometeu colocar técnicos de renome nos ministérios
    Prometeu acabar com o Cartão Corporativo
    E ainda tem gente pra defender isso na Presidência

    1. Bolsonaro é melhor do que qualquer um desses esquerdistas.
      Prometeu não roubar e está cumprindo.

  8. Isso só comprova que o pt derreteu, vão se camuflar com uma capa do "bem" na busca sedenta ao poder.

  9. Só discurso para os bestas. Essa esquerda só quer saber de dinheiro.
    Só pensa no fundo eleitoral.
    O BOLSO sem um tostão vai ganhar de novo desses filhos do Lula.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Em almoço promovido pelo ministro Fábio Faria, Guedes e Maia se reaproximam e discutem agenda econômica

Após um tempo de distanciamento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), conversaram longamente nesta quarta-feira (15), em Brasília. O encontro ocorreu na casa do ministro das Comunicações, Fabio Faria, que promoveu um almoço com o intuito de reaproximar os dois.

Desde o início do governo do presidente Jair Bolsonaro, a relação entre Maia e Guedes passou por altos e baixos, com atritos e afastamento.

Na quarta-feira, eles conversaram por cerca de três horas, “lavaram roupa suja” e discutiram a agenda econômica, como a reforma tributária.

O clima, segundo o blog apurou, foi de “alinhamento total” na pauta econômica.

Blog da Andréia Sadi – G1

Opinião dos leitores

    1. Assim ja dizia o Lula da Silva e o poste ensacadora de vento, Dilmanta Roussef.

  1. Rodrigo Maia vai prestar novamente. Roberto Jefferson já voltou a prestar. O centrão já está prestando e participando. Agora sim teremos a nova política. A velha já "ACABOU PORRA….ACABOU! ….CHEGA!".

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Covid-19: Estado e Município discutem instalação do Hospital de Campanha de São Gonçalo do Amarante

Foto: Ariel Dantas

Na segunda-feira (13), representantes das secretarias municipal e estadual de Saúde se reuniram com representantes da Fundação Sao Camilo para discutir a instalação do hospital campanha para enfrentamento da Covid-19 em São Gonçalo do Amarante/RN. A estrutura será montada no Centro Especializado em Reabilitação (CER) e contará com 100 leitos, sendo 30 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com Jalmir Simões, o hospital campanha de São Gonçalo será uma parceria entre Município, Estado e Fundação São Camilo. “A prefeitura está entregando a estrutura física adequada com equipamentos básicos para funcionar, toda climatizada. Além de custear a energia elétrica e o consumo de água. Já a gestão do equipamento ficará por conta da São Camilo que também vai alocar os profissionais em caráter complementar”, observou o secretário de saúde do município.

O Governo do Estado vai ser responsável pelo custeio do funcionamento, incluindo equipe médica e os demais profissionais de saúde, pessoal e de apoio, sob recrutamento da São Camilo, como também a disponibilização, instalação e manutenção dos equipamentos especializados, incluindo respiradores para área de terapia intensiva.

Por videoconferência, o secretário adjunto de Saúde Pública do Rio Grande do Norte, Petrônio Souza, participou da reunião. Representando a São Camilo, a diretora Liziane Gurgel.

Opinião dos leitores

  1. Toquem o barco adiante, pq se for depender dessa turma da Sec. Saúde Estado, vcs irão ficar vendo a pandemia se alastrar sem nada resolver, façam como Natal, Parnamirim e Mossoró.
    Essa turma só sabe conversar e discutir e nada resolve, depois da desastrosa estatística de morte pelo Corona no RN.
    A saúde do Estado tá um caos na mão de pensadores do SUS.

  2. O governo sozinho não consegue fazer nada, se não fosse o governo federal ou uma prefeitura, estávamos f*****

    1. Fatoca ta super alinhada com o governo federal: nao é necessario fazer nada, afinal de contas é so uma gripezinha! Quem diria, Fatoca e Bozo no mesmo proposito!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Onyx Lorenzoni e Osmar Terra discutem saída de Mandetta; veja diálogo

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o deputado federal Osmar Terra, conversaram na manhã desta quinta-feira sobre a substituição do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e a mudança da política do governo de enfrentamento ao coronavírus no Brasil.

A CNN ouviu a conversa após ter telefonado às 8h33 para Terra. O ministro atendeu ao telefonema, nada falou e não desligou, o que possibilitou que o diálogo de pouco mais de 14 minutos fosse ouvido.

No trecho inicial da conversa, Terra defende a mudança da política do governo. “Tem que ter uma política que substitua a política de quarentena. Ibaneis (Rocha, governador do Distrito Federal) é emblemático. Se Brasília começa a abrir… (Mas) ele está com um pouco de receio. Qualquer coisa que fala em aumentar…”, disse fazendo uma analogia de como as pessoas estão, mesmo com a restrição, saindo às ruas: “Supermercado virou shopping”.

Para ele, a política do atual ministério da Saúde “não está protegendo o grupo de risco” e que uma ideia é estabelecer uma política especial para os municípios onde há asilos.

Ambos fazem ainda projeções sobre número de mortos no Brasil pelo COVID-19. Onyx estima que deve chegar a 4 mil mortos. Terra acha que fica “entre 3 e 4 mil”. “Vai morrer menos gente de coronavírus do que da gripe sazonal.” Ele também cita São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza como os locais onde deve estar concentrada a restrição de circulação de pessoas.

Ambos começam, então, a falar mais especificamente de Mandetta.

Onyx: “Eu acho que esse contraponto que tu tá fazendo…”

Terra: “É complicado mexer no governo por que ele tá…”

Onyx: “Ele (Mandetta) não tem compromisso com nada que o Bolsonaro está fazendo.”

Terra: “E ele (Mandetta) se acha.”

Onyx: “Eu acho que (Bolsonaro) deveria ter arcado (com as consequências de uma demissão)…”

Terra: “O ideal era o Mandetta se adaptar ao discurso do Bolsonaro.”

Onyx: “Uma coisa como o discurso da quarentena permite tudo. Se eu tivesse na cadeira (de Bolsonaro)… O que aconteceu na reunião eu não teria segurado, eu teria cortado a cabeça dele…”

Terra: “Você viu a fala dele depois?”

Onyx: “Ali para mim foi a pá de cal. Eu já não falo com ele (Mandetta) há dois meses. Aí acho que é xadrez. Se ele sai vai acabar indo para a secretaria do Doria.”

Terra: “Eu ajudo, Onyx. E não precisa ser eu o ministro, tem mais gente que pode ser.”

Onyx é do DEM, mesmo partido de Mandetta. Ele começou o governo como ministro da Casa Civil, mas neste ano acabou sendo deslocado para a Cidadania. É, porém, um dos aliados mais fieis do presidente. Foi ele que desde o início se entusiasmou com o projeto político de Bolsonaro.

Em 2018, promoveu reuniões com parlamentares para coletar apoios ao então candidato. Onyx é muito próximo aos filhos do presidente, o senador Flávio, o deputado federal Eduardo e Carlos, vereador pelo Rio de Janeiro. Também é próximo ao ministro da Educação, Abraham Weintraub. É próximo, portanto, ao que se convencionou chama “ala ideológica” do governo, um núcleo que nos últimos meses foi perdendo espaço para os militares, mas que manteve grande influência com o presidente e com sua militância nas redes sociais.

Já Terra é deputado federal pelo MDB. Deixou o ministério da Cidadania após algumas queixas do Palácio do Planalto, mas principalmente para que Bolsonaro pudesse abrigar Onyx, a quem tem uma grande dívida por ter sido dos primeiros a acreditar e a se empenhar no seu projeto presidencial.

Ambos têm um projeto político conjunto no Rio Grande do Sul. A ideia predominante é que Terra seja o candidato ao governo gaúcho em 2022.

Esse contexto político ajuda a explicar também porque Terra se aproximou do Palácio do Planalto nesta crise do coronavírus. Seu discurso é alinhado ao que o presidente Jair Bolsonaro tem defendido: flexibilização do isolamento, foco das políticas nos grupos de risco e investimento na hidroxicloroquina.

Mas o que a conversa de ambos mais deixa claro é que a saída de Mandetta continua a ser algo ainda aventado no entorno do presidente Jair Bolsonaro. Procurado, Terra disse que não ia comentar porque se trata de uma conversa privada. Onyx não se manifestou.

CNN Brasil

 

Opinião dos leitores

  1. CNN a TV que ganhou o título nos Estados Unidos pelo presidente Donald Trump, de tv das fake News. Quem garante que essa conversa não forjada pela própria TV, estão vendo que a crise do corona vírus tá sendo desmacarda, aí agora estão vindo com esta suposta conversa entre onyx lorezone e o terra. A narrativa de que a cloroquina não serve para o tratamento dos infectados pelo corona vírus, está perdendo força por falta de argumentos fortes, aí agora surge esta conversa entre os dois . Essa agora será a nova crise criada pela imprensa no governo Bolsonaro.

    1. Rapaz se fosse mentira, o Onys não teria ligado pro Mandetta só acho.

  2. Briga de poderes em cima da desgraça da população. É uma vergonha alguns políticos que temos em nosso país. Lamentável.

    1. É verdade, esses políticos que se diz relevante esquece da responsabilidade do MINISTRO DA SAÚDE, caso contrário nosso país estava pior do que a ITÁLIA e outros países.

  3. DJALMA MARINHO UMA VEZ DISSE EM UM
    MOMENTO DE DECISÃO E PERSONALIDADE : “AO REI TUDO MENOS A HONRA “ , ESSES DOIS ALÉM DE FRACOS POLITICAMENTE SÃO FOFOQUEIROS .

  4. A política acima de qualquer coisa
    Seboseira pura! Safadeza!
    Não se leva em consideração uma questão puramente técnica, é tudo politicagem… E muito besta acreditando e defendendo político. São todos iguais!

  5. Omi… aproveita esse monte de hotéis e resorts fechados, reabre, coloca todos os idosos em isolamento em regime de all inclusive. O governo paga as diárias de hospedagem dos idosos e permite a reabertura da economia. Olhai que solução mágica. Todo mundo ganha.

    1. Um dia vc vai ser idoso, irresponsável!
      Já pertuntou quais idosos vão querer ir?

  6. Concordo plenamente, eu já teria demitido esse ortopedista boneco do bandido Rodrigo Maia

    1. AINDA bem que você não é coisa alguma, ponto pro Brasil! ??????

  7. Conversa arrumada de dois pra tumultuar o que está sobre controle por enquanto .Podres poderes !

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo e ministério discutem continuidade da operação do Aeroporto de São Gonçalo

Fotos: Edson Leite e Ricardo Borges

O Governo do Estado acertou com o Ministério da Infraestrutura a participação de um membro da gestão estadual no grupo de trabalho que vai acompanhar o processo para a nova licitação do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante.

A requisição para integrar o grupo foi feita diretamente pela governadora Fátima Bezerra ao ministro Tarcísio Gomes de Freitas e ao secretário nacional de Aviação Civil Ronei Saggioro Glanzmann durante reunião em Brasília-DF, na manhã desta quarta-feira (11). O nome indicado para compor o grupo de trabalho foi o do presidente da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), Bruno Reis.

A reunião contou com a presença da bancada potiguar no Congresso Nacional, representada pelos senadores Jean-Paul Prates e Zenaide Maia e os deputados federais Natália Bonavides, João Maia, Benes Leocádio, Beto Rosado, Walter Alves, Fábio Faria e General Girão. Também participaram o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emídio, os secretários de Estado Gustavo Coelho (Infraestrutura) e Ana Maria Costa (Turismo), o procurador geral do Estado, Luiz Antônio Marinho, e o adjunto, José Santana, além da subsecretária do Gabinete Civil, Laíssa da Costa.

A governadora voltou a destacar que o processo para substituição da Inframérica na gestão do aeroporto será monitorado de perto pelo Governo do Estado. “Vamos ficar 24 horas por dia acompanhando todo o processo. O ministro Tarcísio reiterou que a legislação obriga a concessionária a manter os serviços até que seja feita a transição. Nosso papel é acompanhar a manutenção dos serviços e dos empregos”, afirmou Fátima Bezerra.

O processo de relicitação da gestão do terminal aeroportuário, segundo o ministro da Infraestrutura, será tranquilo e sem prejuízos para quem chega ou sai do Rio Grande do Norte pelos ares. “Será feito um termo aditivo ao contrato da concessionária para que ela cumpra os requisitos de operação, mantenha o serviço de excelência dentro dos padrões internacionais até que seja feita a transição. De antemão, digo à população que há interesse concreto no equipamento. Teremos um bom operador, que com certeza vai trazer novos voos e novas oportunidades para aproveitar o grande potencial que o estado tem”, ressaltou Tarcísio Gomes de Freitas.

O Governo do Estado foi informado oficialmente pelo grupo argentino Inframérica no dia 5 de março sobre a desistência da operação do aeroporto, que foi licitada em 2011 como a primeira operação totalmente privada do setor no Brasil. Durante reunião, o vice-presidente do grupo, Jean Dedjeian, ressaltou os esforços do Governo do Estado para o crescimento do fluxo de voos e consequente incremento na atividade turística. O executivo também isentou a gestão estadual e a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante pela quebra de contrato, justificada pela empresa por seguidos prejuízos e dificuldades com a rigidez dos contratos e do marco regulatório da aviação.

Opinião dos leitores

  1. De que forma um estado literalmente quebrado pode influir em uma operação econômico-administrativa privativa do governo federal (do qual é inimigo político) com agentes do mercado? Conta outra lorota, Fatão GD, eu adoro.

  2. Se o povo não engoliu esse aeroporto não tem ministro, governadora, deputados, facção nenhuma que dê jeito. O povo vem de avião para João Pessoa e vai com agência paraibana para Pipa e de lá visita os poucos lugares que estão de pé no RN. Até de Fortaleza vão para PB, bem mais barato, ainda passeia na bela JP.

    Deveriam fazer um plebiscito pra ver e aproveita lacra o ASG com Riquinho preso dentro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governadores do Nordeste discutem linhas de crédito com agência francesa

FOTOS: ELISA ELSIE

No segundo dia da missão na Europa, os governadores do Nordeste discutiram com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) o financiamento de projetos para o desenvolvimento sustentável da região. No encontro com a diretoria-geral da AFD, realizado em Paris, nesta terça-feira (19), os gestores trataram de linhas de crédito para investimentos principalmente nas áreas de sustentabilidade e agricultura familiar.

O Nordeste possui 3,9 milhões de estabelecimentos agrícolas, sendo 77% da agricultura familiar. O Consórcio Nordeste pretende estabelecer parcerias para desenvolver políticas e implementar ações que aumentam a renda do agricultor familiar, permitam a assimilação de tecnologia produtiva e gerem desenvolvimento sustentável com preservação da biodiversidade.

Presente no Brasil desde 2007, a AFD financia e acompanha projetos que melhoram a vida das populações, com foco na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e nos resultados do Acordo de Paris. As equipes da AFD trabalham em iniciativas em 115 países. No Brasil, a agência atua em 40 projetos, com 1,9 bilhão de euros já investido.

O vice líder da Divisão de Desenvolvimento da Agricultura Rural e Biodiversidade da AFD, Matthieu Le Grix, comentou a importância do setor agrícola para o Nordeste e falou sobre os objetivos da AFD. “Damos prioridade para agricultura familiar porque queremos transformar os pequenos agricultores em grandes. Lutamos contra a pobreza e para aumentar a produtividade da agricultura”.

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, reforçou a importância da parceria entre a AFD e os governos do Nordeste. “Vai contribuir para nosso desenvolvimento sustentável. O Rio Grande do Norte tem o absoluto compromisso na defesa do meio ambiente, daí a importância de termos boas parcerias com a AFD para fortalecer o desenvolvimento da agricultura familiar e segurança hídrica”.

Fátima Bezerra também destacou que o Governo do RN promove ações de uso sustentável da água como indutora da inclusão nos planos social, econômico e ambiental no contexto da agricultura familiar. “Nossos eixos de atuação passam pelo aumento da segurança hídrica para as famílias rurais difusas do semiárido, água para a produção de alimentos saudáveis. Devemos registrar ainda que a agricultura familiar é responsável por mais de 70% dos alimentos que chegam à mesa do o povo brasileiro” afirmou a governadora. Ela ainda enfatizou a recuperação de áreas degradadas, o fortalecimento das ações de assistência rural com olhar voltado para o fortalecimento da política territorial. “Encontramos o Rio Grande do Norte em uma situação muito difícil, mas temos feito todos os esforços para levar adiante nosso projeto de inserir o nosso Estado em um Nordeste forte, produtivo e inclusivo”, declarou.

Na Europa, o consórcio destaca o potencial de consumo e de desenvolvimento da região nordestina, que reúne 57,1 milhões de habitantes e responde por 14,3% do PIB brasileiro.

Além de Paris, o grupo estará em Roma, na quarta-feira (20), e em Berlim, na quinta (21) e sexta-feira (22).Participam da missão os governadores Rui Costa (Bahia), Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), assim como o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão). O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, está sendo representado pelo superintendente de Parcerias Público Privadas, Oliveira Junior.

Opinião dos leitores

  1. Essa gente de esquerda foi apenas fazer turismo às nossas custas. Esse consórcio de governadores do NE é inconstitucional e essa viagem é totalmente inócua para os nossos estados. Muitas das atividades alegadas não são sequer atribuições dos estados. O RN está quebrado, com 3 folhas salariais atrasadas, devendo a fornecedores, com a saúde destroçada (pelo próprio governo), sem saber como vai pagar o 13º do funcionalismo, dependendo de recursos repassados pelo governo federal (que o PT odeia e combate), com a economia estagnada, com enorme déficit previdenciário e sem perspectiva de melhoras. Triste RN sem norte e sem sorte.

  2. Como tomar dinheiro de empréstimo se a capacidade de endividamento da maioria dos Estados, inclusive do RN, encontra-se literalmente esgotada?

  3. Estou vendo a publicação de tantas fotos e de muitas "estórias" que os governadores do nordeste estão fazendo muitos esforços para atrairem acordos comerciais e buscando parcerias na Europa e logo vão ao oriente, sendo tudo que fizerem pôr lá muita coisa terá quer ter anuência do governo federal.
    É interessante observar que alguns países da Europa estão em situações econômicas difíceis em especial a França, que tem para a sua agricultura uma forte barreira de protecionismo.
    Outra coisa, antes todos pediam socorro ao governo federal, hoje sobre orientação partidária e tendo Lula com guru, preferem outros caminhos cujo resultado é por enquanto só de turismo.
    E fala disso não foi possível vizualizar a presença do "papagaio de pirata" nas fotos, só assim Fatinha tem um pouco de privacidade.

    1. Flauberto, sempre leio seus comentários e acho muito admirável a maneira como você articula tanta baboseira e tem a habilidade de florear tamanhas asneiras. Poderia candidatar-se a auxiliar de Alexandre Garcia.

    2. Verdade, Flaubert. Estão fazendo turismo às nossas custas. Esse tal consórcio de governadores é inconstitucional e essa viagem é absolutamente imprestável para os estados nordestinos. Vários dos assuntos pseudamente tratados sequer são da competência dos estados. E onde estão os empresários? Por que nenhum participa dessa tal caravana? E esse senador Prates e o secretário Mineiro, o que foram fazer por lá? Turismo, passeio, deleitar-se com o dinheiro suado do povo sofrido e carente, como SEMPRE fazem esses esquerdistas aproveitadores. Socialismo pros outros, pros bestas, luxo e riqueza para eles. É sempre assim.

  4. Independentemente das preferências e antipatias pessoais , os verdadeiros CIDADÃOS tem que torcer a favor do seu Estado, da sua Região e do seu País. Chega de paixões políticas cegas e idiotas, de um lado e de outro !!

  5. Como ??? Esses PTralhas não são contra o Capitalismo??? Porque não fazem TURISMO PELA VENEZUELA???
    Não irão trazer uma cigarreira da EUROPA, só doido para investir em um estado sem segurança jurídica e pública , exemplo; veja o HOTEL REIS MAGOS , vivem os PTralhas gritando para não derrubar aquela MERDA , veja se saiu algum RESORT NO LITORAL NORTE , nenhum conseguiu licença , IBAMA, IDEMA E O DIABO não liberam , aqui prevalece BOLSA ESMOLA

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Prefeitura e Dnit discutem ajustes em sinalização nas marginais da BR-101 em Parnamirim

FOTO: ASCOM

O prefeito Rosano Taveira recebeu na manhã dessa terça-feira(03), em seu gabinete, o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Daniel de Almeida Dantas e o chefe do serviço de operações da autarquia, Fábio Lisboa para discutir possíveis mudanças nas sinalizações ao longo das marginais na BR-101.

Na ocasião, o secretário Marcondes Pinheiro (SESDEM), solicitou ao general Daniel Dantas uma visita ao local onde estão instalados os semáforos da Rua Edgard Dantas e Getúlio Vargas para ver a real necessidade destes dois equipamentos. O prefeito Rosano Taveira reforçou a necessidade de alguns ajustes na sinalização nas marginais. “Aproveito a oportunidade para informar que já concluímos a iluminação do viaduto da Cohabinal com lâmpadas de led”, disse o gestor.

O superintendente regional ouviu a solicitação e se prontificou a fazer uma averiguação no local para as devidas providências. “Vamos analisar e ver a necessidade dos ajustes”, disse.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Idema e Prefeitura do Natal discutem enrocamento em Ponta Negra


Foto: via TripAdvisor

Representantes do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) e da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura de Natal (Semov), se reuniram na manhã desta terça-feira (06), para discutir as etapas das obras de contenção de erosão na orla de Ponta Negra, que contemplam o prolongamento do enrocamento, a drenagem e o aterro hidráulico da praia. Na ocasião, os técnicos das instituições discutiram sobre quais medidas devem ser adotadas para viabilizar tais projetos.

Segundo o diretor geral do Idema, Leon Aguiar, o encontro com a Prefeitura contribuiu para o entendimento a respeito do processo. “O impasse que existia foi dirimido, e os recursos continuam assegurados para a execução da obra. Estamos buscando uma solução adequada para a cidade do Natal, pois o mais importante é a recuperação da praia”, disse.

De acordo com o secretário de obras, Tomaz Neto, os entendimentos entre a Prefeitura e o Idema tem avançado consideravelmente. “Precisávamos desse encontro para fortalecer o diálogo. Tínhamos colocações que compreendemos que não eram pertinentes, bem como o Instituto Ambiental recebeu recomendações nossas que foram acatadas”, afirmou.

O Idema solicitou à equipe técnica da Prefeitura a apresentação do Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA), que agora será viabilizado pelo município através da contratação da empresa Tetra Tech. A contratada esteve presente na reunião, na qual foram esclarecidas dúvidas a respeito do Termo de Referência elaborado pelo órgão ambiental.

Participaram do encontro, representantes do setor de Obras Públicas do Idema, Assessoria Técnica, Subcoordenadoria de Gerenciamento Costeiro, técnicos da Semov, Semurb, além de engenheiros e técnicos da Tetra Tech.

Opinião dos leitores

  1. A prefeitura vai fazer uma obra com milhões e de forma ineficaz, podendo fazer algo moderno sem tirar a beleza de ponta negra, que povo imundo esses nossos políticos.

  2. Esse enrocamento só deixa Ponta Negra cheia de lixo e rato. Ainda vão conseguir a façanha de piorar a situação que já é deplorável…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

Prefeitura de Parnamirim e PRF discutem termo de cooperação técnica para monitorar a cidade

Os representantes da Polícia Rodoviária Federal, Hudson Araújo e Luciano Vieira, entregaram na manhã desta quinta-feira, 25, ao prefeito Rosano Taveira um termo de cooperação técnica para integrar o trabalho da Central de Monitoramento com a PRF/RN. A entrega do documento foi feita durante visita às instalações do Centro de Operações Integradas (COI), juntamente com delegados, promotor, empresários e a secretária Elequicina Maria dos Santos (STTU).

Rosano Taveira apresentou ao grupo as instalações do COI e falou sobre a importância de parcerias para se combater a criminalidade no município. “Com essa unidade moderna e as parcerias que estamos fazendo vamos combater a criminalidade de maneira efetiva, inteligente e tecnológica”, disse o gestor. O secretário da SESDEM, Marcondes Pinheiro, também esteve presente e falou sobre os benefícios do sistema. “Não é apenas uma estrutura para a segurança, mas que contribui, inclusive para o trânsito de Parnamirim, com as câmeras instaladas nos principais corredores da cidade”, justificou.

Hudson Araújo, da PRF, classificou a unidade como muito inovadora. “Tenho certeza que juntos poderemos desenvolver um trabalho de fundamental importância para a segurança de Parnamirim e da região Metropolitana”, disse, acrescentando que irão unir o sistema de inteligência da PRF, permitindo uma base maior de dados da região, incluindo Natal, Macaíba, São Gonçalo do Amarante e agora Parnamirim.

A secretária Elequicina dos Santos parabenizou o prefeito Rosano Taveira pela iniciativa e elogiou a equipe do Grupo de Ciência, Tecnologia da Informação e Inovação (GCTI), comandada por Dario Cândido de Medeiros. “Estou impressionada com a estrutura montada e a qualidade das imagens. Parabéns prefeito pela iniciativa”, disse Elequicina dos Santos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *