SMS emite comunicado informando mudanças no funcionamento da saúde em Natal

A Secretaria Municipal de Saúde emitiu, no fim da tarde desta sexta-feira (14), um comunicado à população sobre o funcionamento das unidades de saúde de Natal .

Por meio do comunicado, a prefeitura afirma que o atendimento de pronto-socorro de clínica médica será concentrado no Hospital dos Pescadores. O Pronto-socorro Sandra Celeste vai concentrar os atendimentos pediátricos e os partos acontecem nas maternidades Leide Morais e das Quintas. Enquanto isso, o Corpo de Bombeiros e o Samu Metropolitano vão atender no lugar do Samu Natal.

O SAMU Metropolitano e o Corpo de Bombeiros darão um suporte às chamadas de emergência. Ainda no comunicado, a Secretaria de Saúde ainda fala sobre as negociações com a Coopmed.

 

Confira a nota na íntegra:

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL
SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
COMUNICADO À POPULAÇÃO

Considerando que a Cooperativa Médica (COOPMED) e a Cooperativa de Anestesiologistas (COOPANEST) suspenderam os plantões prestados nas Unidades de Pronto Atendimento e Maternidades do Município do Natal e SAMU Natal; e a inexistência de recursos humanos suficientes para complementar todas as escalas de plantão nas Unidades de Saúde municipais;

Considerando que não podemos deixar de oferecer serviços essenciais à população;

Comunicamos que a Secretaria Municipal de Saúde, após reunião com diretores de todas as unidades de saúde da capital, adotou as medidas que serão tomadas, em caráter emergencial e provisório, no intuito de amenizar os transtornos causados à população de Natal, e, por extensão, do Rio Grande do Norte.

• Pronto Socorro de Clínica Médica: Atualmente funcionando UPA Pajuçara, Cidade Satélite, Mãe Luiza e Hospital dos Pescadores.

O atendimento será concentrado no Hospital dos Pescadores com o remanejamento provisório dos profissionais médicos e de enfermagem das demais unidades e também na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pajuçara.

• Pronto Socorro de Pediatria: Atualmente funcionando no Pronto Socorro Sandra Celeste.

O atendimento será de acolhimento e encaminhamento para outras unidades ambulatoriais, quando for o caso, e nas urgências para o Hospital Maria Alice Fernandes e Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel;

• Assistência Materno-infantil: Atualmente funcionando na Maternidade Leide Morais, Maternidade das Quintas e Maternidade de Felipe Camarão;

O parto normal será realizado nas Maternidades das Quintas e Leide Morais;

O parto cirúrgico (cesárea) será concentrado na Maternidade das Quintas;

A curetagem e a drenagem de abscessos serão realizados na Maternidade Leide Morais.

• SAMU Natal:

Readequação da escala com um número reduzido de profissionais

O SAMU Metropolitano e o Corpo de Bombeiros darão um suporte às chamadas de emergência.

Informamos ainda à população que a Prefeitura do Natal apresentou proposta à Coopmed que prevê, para a próxima segunda-feira, 17, pagamentos no valor total de R$ 1.037.534,20 oriundos do Orçamento Geral do Estado, referentes aos meses de junho e julho. Também serão pagos R$ 621.161,16 referentes à parcela de julho do SUS.

Para a próxima sexta-feira, dia 21, a proposta prevê o pagamento de R$ 1.448.285,01 referentes aos serviços prestados em junho e oriundos do Orçamento Geral do Município. A proposta apresentada pela PMN/SMS prever pagamento, em 10 de outubro, de R$ 1.614.598,45, referentes aos serviços prestados em julho e oriundos do Orçamento Geral do Município.

Apesar de prever o pagamento, até 21 de setembro, de 80 por cento dos débitos com a Coopmed, infelizmente a proposta foi rejeitada em Assembleia dos médicos que decidiu manter a paralisação dos serviços de atendimento à população.

Diante disso, a Prefeitura decidiu pelo realinhamento dos serviços prestados à população e retomou contatos com o Governo do Estado, que tem se mostrado disposto a colaborar com a solução do problema uma vez que atinge não somente a população de Natal, mas a dos demais municípios do Rio Grande do Norte, que se utiliza da rede de serviços existente na capital.

A colaboração do governo estadual será na forma de antecipação de parcela referente a débitos do Estado para com o Município de Natal, da ordem de R$ 23,3 milhões relativos ao setor de Saúde.

A Prefeitura do Natal reafirma o seu compromisso com a população e garante que todos os esforços estão sendo feitos para abreviar o máximo possível os transtornos causados por esta situação temporária.

 

Natal, 14 de setembro de 2012