Coopmed-RN elege nova diretoria


Foto: cedida

A Cooperativa Médica do RN elegeu na noite desta segunda (9) a nova diretoria para os próximos quatro anos à frente da associação.

A composição da chapa única eleita é a seguinte: Diretor Presidente: Victor Vinicius; Diretor Administrativo: Álvaro Barros; Diretor Financeiro: Luís Eduardo.

A Coopmed-RN

Fundada em 19 de fevereiro de 2003, a Cooperativa Médica do RN começou a funcionar efetivamente em 2006.

O principal objetivo da entidade é a prestação de serviços médicos nas variadas formas e especialidades; prestação de serviços administrativos, em estruturas ou entidades hospitalares públicos ou privados, podendo para isso, efetuar contratos de serviços auxiliares aos trabalhos médicos, através de contratos firmados com os órgãos públicos municipais, estaduais, federais, além de fundações, autarquias, caixas de assistência e entidades particulares a serem executadas por seus associados, de maneira individual ou coletiva.

SMS emite comunicado informando mudanças no funcionamento da saúde em Natal

A Secretaria Municipal de Saúde emitiu, no fim da tarde desta sexta-feira (14), um comunicado à população sobre o funcionamento das unidades de saúde de Natal .

Por meio do comunicado, a prefeitura afirma que o atendimento de pronto-socorro de clínica médica será concentrado no Hospital dos Pescadores. O Pronto-socorro Sandra Celeste vai concentrar os atendimentos pediátricos e os partos acontecem nas maternidades Leide Morais e das Quintas. Enquanto isso, o Corpo de Bombeiros e o Samu Metropolitano vão atender no lugar do Samu Natal.

O SAMU Metropolitano e o Corpo de Bombeiros darão um suporte às chamadas de emergência. Ainda no comunicado, a Secretaria de Saúde ainda fala sobre as negociações com a Coopmed.

 

Confira a nota na íntegra:

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL
SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE
COMUNICADO À POPULAÇÃO

Considerando que a Cooperativa Médica (COOPMED) e a Cooperativa de Anestesiologistas (COOPANEST) suspenderam os plantões prestados nas Unidades de Pronto Atendimento e Maternidades do Município do Natal e SAMU Natal; e a inexistência de recursos humanos suficientes para complementar todas as escalas de plantão nas Unidades de Saúde municipais;

Considerando que não podemos deixar de oferecer serviços essenciais à população;

Comunicamos que a Secretaria Municipal de Saúde, após reunião com diretores de todas as unidades de saúde da capital, adotou as medidas que serão tomadas, em caráter emergencial e provisório, no intuito de amenizar os transtornos causados à população de Natal, e, por extensão, do Rio Grande do Norte.

• Pronto Socorro de Clínica Médica: Atualmente funcionando UPA Pajuçara, Cidade Satélite, Mãe Luiza e Hospital dos Pescadores.

O atendimento será concentrado no Hospital dos Pescadores com o remanejamento provisório dos profissionais médicos e de enfermagem das demais unidades e também na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pajuçara.

• Pronto Socorro de Pediatria: Atualmente funcionando no Pronto Socorro Sandra Celeste.

O atendimento será de acolhimento e encaminhamento para outras unidades ambulatoriais, quando for o caso, e nas urgências para o Hospital Maria Alice Fernandes e Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel;

• Assistência Materno-infantil: Atualmente funcionando na Maternidade Leide Morais, Maternidade das Quintas e Maternidade de Felipe Camarão;

O parto normal será realizado nas Maternidades das Quintas e Leide Morais;

O parto cirúrgico (cesárea) será concentrado na Maternidade das Quintas;

A curetagem e a drenagem de abscessos serão realizados na Maternidade Leide Morais.

• SAMU Natal:

Readequação da escala com um número reduzido de profissionais

O SAMU Metropolitano e o Corpo de Bombeiros darão um suporte às chamadas de emergência.

Informamos ainda à população que a Prefeitura do Natal apresentou proposta à Coopmed que prevê, para a próxima segunda-feira, 17, pagamentos no valor total de R$ 1.037.534,20 oriundos do Orçamento Geral do Estado, referentes aos meses de junho e julho. Também serão pagos R$ 621.161,16 referentes à parcela de julho do SUS.

Para a próxima sexta-feira, dia 21, a proposta prevê o pagamento de R$ 1.448.285,01 referentes aos serviços prestados em junho e oriundos do Orçamento Geral do Município. A proposta apresentada pela PMN/SMS prever pagamento, em 10 de outubro, de R$ 1.614.598,45, referentes aos serviços prestados em julho e oriundos do Orçamento Geral do Município.

Apesar de prever o pagamento, até 21 de setembro, de 80 por cento dos débitos com a Coopmed, infelizmente a proposta foi rejeitada em Assembleia dos médicos que decidiu manter a paralisação dos serviços de atendimento à população.

Diante disso, a Prefeitura decidiu pelo realinhamento dos serviços prestados à população e retomou contatos com o Governo do Estado, que tem se mostrado disposto a colaborar com a solução do problema uma vez que atinge não somente a população de Natal, mas a dos demais municípios do Rio Grande do Norte, que se utiliza da rede de serviços existente na capital.

A colaboração do governo estadual será na forma de antecipação de parcela referente a débitos do Estado para com o Município de Natal, da ordem de R$ 23,3 milhões relativos ao setor de Saúde.

A Prefeitura do Natal reafirma o seu compromisso com a população e garante que todos os esforços estão sendo feitos para abreviar o máximo possível os transtornos causados por esta situação temporária.

 

Natal, 14 de setembro de 2012