Diversos

CREF informa que em 10 meses, 187 pessoas foram flagradas no RN trabalhando ilegalmente como educadores físicos

Foto: Cref/Divulgação

O Conselho Regional de Educação Física no Rio Grande do Norte divulgou que fiscais flagraram 187 pessoas exercendo ilegalmente a profissão de Educador Físico no estado entre os meses de janeiro e outubro de 2019.

Segundo o CREF, a maior parte dos flagrados é formada por estudantes que ainda não terminaram a graduação em educação física e sem registro no Conselho. Não bastasse, além de trabalhar na função de personal trainer, muitas dessas pessoas também ofereciam serviços de consultoria pela internet.

O CREF informa que essa atividade ilegal pode causar problemas à saúde dos clientes e é considerada contravenção penal, podendo resultar em prisão. Pessoas identificadas atuando ilegalmente como Profissional de Educação Física são denunciadas ao Ministério Público e podem ser punidas pela justiça. O exercício ilegal da profissão é considerado contravenção penal prevista no artigo 47 da lei das contravenções penais, decreto de lei número 3688/41, com pena de prisão de 15 dias a três meses ou multa.

O CREF, por fim, destaca que uma forma fácil de identificar um Profissional de Educação Física devidamente habilitado é pedindo que ele apresente a Cédula de Identidade Profissional, um documento emitido pelos Conselhos Regionais de Educação Física.

Opinião dos leitores

  1. A profissão Educação Física está crescendo exponencialmente devido a busca na melhoria da qualidade de vida por parte da população. No entanto, isso tem atraído todo tipo de aventureiro, principalmente essas demandas formadas mais recentemente 100% Ead. Está uma verdadeira bagunça generalizada. A sorte que existe o CREF pra averiguar e fiscalizar as irregularidades da profissão como, por exemplo, inúmeros Personais sem formação. Parabéns ao CREF pela sua serventia em prol da Profissão de Educação Física e da sociedade.

  2. Bolsonaro tem q acabar com esses conselhos. Muitos são verdadeiros caça-níqueis. O cara faz um curso meia boca de seis meses, depois mandam o coitado assinar um papel, 4 anos depois chega a conta do conselho e o desavisado trabalhando em outra coisa completamente diferente. Bolsonaro está de olho em vcs. Preparem o lombo q vem porrada.

    1. Que comentário sem pé nem cabeça esse de LUCA. Que danado tem haver Bolsonaro com concelhos ou cursos de seis meses? Kkkkkkk Esse camarada tá igual a rádio fora de estação….

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Mãe vai a motel com dois homens e leva bebê de 10 meses junto

estadão.com.br

Uma mulher e dois homens foram detidos com um bebê de 10 meses dentro de um quarto de motel na Rodovia Raposo Tavares, em Cotia, na Grande São Paulo, nesta segunda-feira.

Uma funcionária do estabelecimento ouviu o choro da criança no momento em que levava um lanche para o quarto e acionou a Guarda Municipal. Ao chegarem ao local, os agentes encontraram a mãe da menina, uma empregada doméstica de 29 anos, com um mecânico de 38 anos no quarto. Em seguida, um pedreiro de 44 anos, foi encontrado dentro do porta-malas do veículo em que os dois chegaram.

Os três foram levados para a Delegacia Central de Cotia junto com o bebê. Eles vão responder em liberdade por satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente.

O Conselho Tutelar foi acionado e a criança foi entregue ao pai. A menina passará por exame em um hospital da região para saber se ela sofreu abuso sexual. A polícia apreendeu os celulares dos envolvidos para a perícia.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *