Bebê é encontrado engatinhando e chorando ao lado da família morta em montanha em Fiji

Foto: Reprodução/Twitter @fiji_force

Um bebê de um ano foi encontrado chorando ao lado de sua família morta em uma montanha em Nausori Highlands, Fiji.

Os moradores da região encontraram a menina de 1 ano de idade engatinhando ao lado dos corpos de cinco pessoas que estavam no fundo de um penhasco, nesta segunda-feira (26).

As autoridades de Fiji informaram que a causa da morte da família foi a ingestão de substância tóxica.

Policiais informaram que o bebê, identificado pela mídia local como Samaira Kumar, foi levado ao hospital e passa bem.

“Felizmente ela não andou porque ela teria caído no penhasco”, afirmou Kelera Toloi, 25, uma das pessoas que encontrou o bebê ao jornal local Fiji Sun. “Fico me perguntando que mente poderia ter feito uma coisa dessas”.

O funeral da família será realizado neste sábado.

Raj Kumar, irmão de uma das vítimas indentificada como Nirmal Kumar, afirmou ao jornal Stuff NZ que a família está lutando para aceitar a morte. “Não é um, são cinco. Não é um momento fácil”.

De acordo com a BBC, os investigadores estão interrogando duas pessoas sobre a morte da família, um homem e sua esposa.

R7

Bebê é encontrada morta em quintal de casa em Parnamirim

O portal G1-RN destaca nesta quarta-feira(27). O corpo de uma bebê foi encontrado nesta manhã no quintal de uma casa no bairro Rosa dos Ventos, em Parnamirim, na Grande Natal.  De acordo com a reportagem, a dona da casa contou que ouviu os cachorros latindo ainda na madrugada, mas que só levantou para ver o motivo da barulheira quando o dia amanheceu. Então, disse que, ao chegar no local, encontrou o corpo dentro de uma sacola e que a bebê não estava vestida.

Segundo a reportagem, dentro da casa, os policiais se depararam com a filha da proprietária, uma jovem de 20 anos, que apresentava um sangramento muito forte e estava com dificuldade de andar.

Para esclarecimentos, mãe e filha foram levadas para serem ouvidas na 1ª DP de Parnamirim. O delegado solicitou um exame de DNA para saber se a filha da dona da casa é a mãe da bebê morta.

https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2019/03/27/bebe-e-encontrada-morta-em-quintal-de-casa-na-grande-natal.ghtml

Bebê que teve morte confirmada por médico é descoberto com vida no caixão

Foto: Shutterstock – Imagem ilustrativa – Confira a impressionante história deste bebê recém-nascido

Entenda o impressionante caso do bebê recém-nascido que foi encontrado com vida duas horas após ter tido sua morte declarada
O caso de um bebê recém-nascido impressionou o mundo. O pequeno Dhilan Daren nasceu prematuro de 27 semanas em Santa Cruz na Bolívia no dia 8 de fevereiro. O menino teve sua morte atestada pelos médicos do hospital em que nasceu, segundo eles, o pequeno morreu no parto.

Porém, quando sua mãe e seu pai colocaram o filho no caixão, horas após seu nascimento, eles ficaram impressionados ao perceberem que o pequeno estava respirando! Agora, o recém-nascido está internado na UTI neonatal do Hospital de la Mujer, o mesmo no qual nasceu.

O hospital está sendo investigado por negligência médica. Porém, de acordo com o diretor do hospital onde o parto ocorreu, Federico Urquizo, o pequeno veio ao mundo sem sinais vitais. “O recém-nascido não tinha nenhum sinal vital, então foi considerado morto. Os médicos seguiram o procedimento e checaram o menino um pouco após o nascimento e mais uma vez confirmaram que ele estava morto”, disse o diretor em entrevista à imprensa local.

Os médicos continuaram com o procedimento padrão para se atestar uma morte. “Uma hora após o parto, eles checaram novamente e o diagnóstico foi o mesmo. Duas horas depois, eles fizeram a última avaliação no bebê e comprovaram a morte”, afirmou o diretor.

Para o diretor do hospital, o caso não é uma negligência, mas sim um milagre. “A única coisa que eu posso dizer a todos é que foi um milagre”.

Além de aguardarem as respostas das investigações, os pais do pequeno Dhilan agora lutam para trocar a certidão de óbito do filho por uma certidão de nascimento. Richard Jurad, pai do menino, mostrou a certidão de óbito que havia assinado no hospital e agora aguarda a certidão de nascimento do filho.

Foto: CEN – O pai do bebê recém-nascido, Richard Jurad, agora aguarda a certidão de nascimento do filho

R7, via Bebe Mamãe
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Daniel disse:

    E tem gente q não acredita em milagres..

FOTOS: Bebê nasce e sai ileso em acidente que matou gestante em SP

Um bebê do sexo feminino nasceu em meio a um acidente automobilístico em que a barriga de sua mãe gestante foi atingida pela carga de um caminhão, na tarde desta quinta-feira, 26, na Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), em Cajati, interior de São Paulo. A criança foi resgatada em meio às vísceras da mãe, atingida pela carga de pranchas de madeira processada do caminhão.

O médico que atendeu o bebê na rodovia e os profissionais de saúde que receberam a criança no hospital falam sobre a baixa possibilidade de a criança ter escapado de também ser uma vítima do acidente. Na tarde desta sexta-feira, 27, a bebê permanecia internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital Regional de Pariquera-Açu, mas em bom estado de saúde. Sua mãe ainda não tinha sido identificada.

A mulher, em gestação adiantada, viajava de carona com o motorista do caminhão, no sentido Curitiba-São Paulo, quando o veículo capotou. A gestante foi projetada para fora da cabine e acabou esmagada pela carga. O médico que atende a concessionária da rodovia, Elton Fernando Barbosa, ainda se emociona quando conta o que viu quando chegou ao local. “Era um acidente grave e havia relato de uma pessoa morta. Ao chegar, vi que o motorista estava ferido, mas era atendido pela equipe básica. Segui em busca da vítima fatal que estava sob a madeira, quando ouvi um choro de bebê. Foi uma apreensão total, pois não havia relato de outra vítima.”

Ele conta que, ao remover parte da madeira, encontrou o corpo da mulher bastante ferido, mas o bebê chorava em meio ao sangue. Rapidamente, ele liberou o corpo, cortou o cordão umbilical e providenciou a condução da criança, de ambulância, ao hospital. “Ela estava perfeita, saudável, sem um arranhão. Podemos classificar que, naquelas circunstâncias, foi realmente um milagre ela ter sobrevivido.”

O motorista Jonathan Ferreira também foi levado ao hospital de Pariquera-Açu. Ele disse aos socorristas que não conhece a mulher e apenas havia dado carona a ela. Nesta sexta, o corpo da mãe do bebê permanecia no Instituto Médico Legal (IML) de Registro à espera de identificação e de que algum familiar fosse localizado. Se nenhum parente se apresentar, o Conselho Tutelar de Pariquera-Açu vai encaminhar o caso à Justiça, que decidirá o destino da criança.

Bebê pode ter sido curada do HIV após tratamento nas primeiras horas

Uma menina nascida com o vírus da aids mantém-se sem sinais da infecção 11 meses depois de ter sido submetida a tratamento com antirretrovirais. É o segundo caso conhecido no mundo, segundo as agências de notícias internacionais.

Nascida no subúrbio de Los Angeles, nos Estados Unidos, em abril do ano passado, a menina recebeu tratamento com antirretrovirais quatro horas depois de ter nascido. Quase um ano depois, não tem sinais da infecção e os médicos estão otimistas, apesar de não afastarem a possibilidade de o HIV voltar ou estar oculto nos tecidos, dizem as agências.

Trata-se do segundo caso idêntico no mundo, depois de, no ano passado, ter sido anunciado que um bebê norte-americano recebeu tratamento nas primeiras horas de vida. Agora com 3 anos, a menina parece estar livre do vírus.

O caso mais recente, apresentado hoje (6) durante uma conferência científica em Boston, é recebido pelos médicos com otimismo, sobretudo pela rapidez do desaparecimento do vírus.

“O que é mais notável em relação a este bebê é a rapidez com que o vírus desapareceu, os testes de DNA estavam negativos quando tinha seis dias e continuaram negativos despois”, disse Yvonne Bryson, professora de pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia.

Agência Brasil

FOTO: Bebê abandonado no nordeste foi mordido por formigas e arrastado por cachorro

3prx1e6amy_3gk76nousy_fileReprodução – Record BA

O bebê abandonado na manhã de terça-feira (18), em uma rua de Abrantes, na rms (região metropolitana de Salvador), foi mordido por formigas e arrastado por um cachorro.

Segundo a acusada Ângela Karolina Lopo de Carvalho, de 18 anos, a gravidez era escondida por receio da mãe não aceitar a situação.

—Eu deixei o bebê enrolado na porta, porque quando eu tinha entrado em casa, ela me disse para fechar a porta porque eu estava no sereno (…). Quando eu voltei para limpar a sujeira da minha varanda, e tirar a placenta que estava no chão, sai para ver se o bebê estava no mesmo  local, mas já tinham tirado ele.

Segundo a delegada, Maria Danielle Monteiro, em depoimento, a acusada confessou o crime e levou a polícia até o local onde havia abandonado a criança.

A acusada foi presa no local de trabalho horas após abandonar a filha em uma rua próxima à residência. O bebê chegou a ser mordido por formigas e ser arrastado por um cachorro.

Caso:

A criança foi encontrada por uma pessoa que passava pela região. A recém-nascida ainda estava com o cordão umbilical. Segundo a Centel (Central de Polícia), o bebê foi encaminhado para o HGC (Hospital Geral de Camaçari).

Segundo iformações da Sesab (Secretaria da Saúde da Bahia), a garota apresentava baixo peso mas passava bem. O Conselho tutelar foi avisado e adotará as medidas cabíveis.

R7

França chocada com bebê que era criado num porta-malas

20131028151653347107iA França ficou em choque nesta segunda depois que veio a público a história de uma menina desnutrida e desidratada que tinha sido mantida no porta-malas de um carro aparentemente desde o seu nascimento.

O bebê, que tem entre 15 e 23 meses, foi encontrado pelos mecânicos na sexta-feira, quando sua mãe levou o carro para uma garagem de Terrasson, na região central da França.

A polícia disse que um dos mecânicos ouviu “barulhos estranhos, como gemidos” vindos do porta-malas de um carro, que, quando aberto, revelou a menina, nua, deitada em seu próprio excremento, desidratada e febril.

O bebê foi levado para um hospital, onde os médicos disseram que ele estava sofrendo de atraso de crescimento e problemas mentais.

“A menina aparentemente estava escondida desde o nascimento, e o mais sério é que ela sofre de atrasos significativos em seu desenvolvimento”, disse à AFP o promotor local, Jean-Pierre Laffite. A situação é “inacreditável”, afirmou.

A mãe da menina, de 45 anos, e o seu companheiro, de 40 anos, foram presos no domingo, acusados pelos crimes de abuso infantil e exposição de menor ao perigo.

Os dois podem ser condenados a até 10 anos de prisão.

A mãe disse à polícia que tinha dado à luz escondido e mantinha a existência do bebê em segredo para todos, incluindo o seu companheiro, o pai da menina.

O casal tem outros três filhos – uma menina de quatro anos e dois meninos de nove e dez anos -, que foram entregues aos serviços sociais após a detenção dos seus pais.

O casal é de origem portuguesa e estão ambos desempregados.

O mecânico que encontrou a menina, Guillaume Iguacel, disse à AFP nesta segunda-feira que ainda estava se recuperando da descoberta.

“Ainda estou tendo problemas para dormir. Ver aquela menina deitada em suas fezes, sem ser capaz de sequer manter a cabeça erguida, branca como uma folha foi uma visão horrível”, afirmou.

Iguacel informou que a mãe da menina parecia ter pouca preocupação com a filha.

“Ficamos profundamente chocados porque ela não achou isso anormal. Nós mandamos que ela tirasse a menina do carro e desse algo para ela beber imediatamente”, contou.

AFP

Polícia autua acusado de acertar pedra em cabeça de bebê e ainda bater em criança de 4 anos em Natal

Após chocar Natal nesta semana durante agressão a um bebê de 10 meses com uma pedrada e ainda esbofetear uma criança de 4 anos, este último, seu filho, durante um ataque de fúria que tinha como objetivo atingir a sua ex-companheira, na Zona Norte, o acusado, João Maria Freire dos Santos Junior, de 25 anos, foi atuado por lesão corporal, ameaça, violência doméstica e ainda dano ao patrimônio público.

Segundo a Polícia, o acusado é ex-presidiário e depois de toda a confusão, ainda quebrou o vidro do carro da Guarda Patrimonial, e tentou se cortar, com intuito de simular uma agressão dos guardas.

Detido no Centro de Detenção Provisório (CDP) da Zona Norte, João Maria Freire dos Santos Junior nega todas as acusações.

Homem é preso após acertar pedra em cabeça de bebê e ainda esbofetear criança em Natal

A Guarda Patrimonial de Natal prendeu um homem na manhã desta quarta-feira (18), em via pública no conjunto Vale Dourado, Zona Norte de Natal, acusado de acertar um bebê de dez meses com uma pedra e ainda bater em uma criança de 4 anos, que seria seu filho, durante uma briga com sua ex-companheira.

Segundo a Guarda Patrimonial, o fato aconteceu por volta de 9h. Na ocasião, o acusado tinha o objetivo de acertar com a pedra na mãe das crianças, contudo, mesmo errando, partiu para cima da mulher e esbofeteou a criança mais velha, que seria seu filho. Logo após a sucessão de agressões, o homem foi alcançado pelos guardas e preso.

As vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência(SAMU) para o Hospital Maria Alice. No bebê foi constatado uma lesão na parte frontal na cabeça, enquanto a criança de 4 anos teve um hematoma na região do olho.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mércia disse:

    Daqui a pouco ele tá solto. Vejam o caso de Josenilde, matou o filho no carnaval, passou 4 meses presa e agora tá na rua pintando e bordando.

Mãe acusada de matar bebê de 8 meses em Natal continua em liberdade

A ré confessa Josenilde Lopes de Mendonça, acusada de ter assassinado o filho de apenas 8 meses(encontrado em uma cama, coberto por um lençol, com hematomas na região do rosto), dentro do imóvel em que morava no bairro de Nova Descoberta, Zona Sul da capital, em fevereiro deste ano, continua em liberdade, após decisão da 3ª Vara Criminal de Natal.

A acusada, que havia confessado o crime, mudou a sua versão e nega o homicídio, afirma sua defesa. Josenilde, que alega ser usuário de drogas, sendo internada diversas vezes, realiza um tratamento psicológico e psiquiátrico e teve sua prisão relaxada em decorrência dos “problemas” apontados.

Nesta quarta-feira (11), a acusada participa de uma nova audiência de instrução, quando deverá ser conhecido se o caso será levado ao júri popular ou não.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. rnatal disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Que piada é esta? A demônia mata uma criança indefesa e inocente e ainda vão decidir se terá juri popular. Mas, pensando bem, não devia ter juri mesmo, pois ela devia ir direto para a penitenciária. Outra coisa que me chama a atenção é "audiência de instrução", a impressão que dá é que esta senhora está sendo muito bem tratada. Coitada da criança. Ainda bem que existe a justiça de Deusqu e ao contrário da nossa: Funciona.

Recém-nascido dado como morto volta a respirar após cinco horas em necrotério no MS

17_55_25_344_fileUm bebê dado como morto voltou a respirar cinco horas após dar entrada no necrotério do Hospital Universitário, em Campo Grande (MS), na última segunda-feira (2). A mãe, uma adolescente de 17 anos, procurou o hospital sentindo contrações. Ela estava com apenas seis meses de gestação e precisou fazer um parto de urgência.

Após o nascimento, a médica declarou que a criança estava morta e não apresentava mais sinais vitais. O corpo foi levado ao necrotério do hospital e cinco horas depois, quando estava sendo preparado para o velório, um funcionário notou que o garoto voltou a respirar.

A criança foi levada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e deverá ficar três meses internada. O quadro de saúde é considerado estável.

A mãe deu o nome de Lázaro a criança e disse acreditar que se trate de um milagre. A assessoria de imprensa do hospital informou que abriu uma sindicância para investigar o caso.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael Vale disse:

    Fico imaginando na repercussão do caso se esse erro tivesse sido cometido por um médico estrangeiro do programa "Mais Médicos"

    • Lívia disse:

      Pode ter certeza que a própria reportagem se encarregaria de fazer seus oportunos comentários, se fosse esse o caso.

Angústia e revolta: Recém-nascido é resgatado de cano de esgoto na China

281114-970x600-1

Bombeiros na China resgataram um bebê recém-nascido preso dentro de um cano de esgoto ligado a uma privada. Moradores de um edifício na cidade de Jinhua, na província chinesa de Zheijang, chamaram equipes de resgate no sábado, assim que ouviram o choro do bebê.

Os bombeiros tentaram puxar o bebê do cano, mas não conseguiram e acabaram serrando um pedaço do cano e levando-o, com o bebê dentro, para um hospital.

Uma vez lá, o cano de dez centímetros de diâmetro foi cuidadosamente desmantelado por médicos e por bombeiros, a fim de que o bebê pudesse ser retirado. Segundo relatos, a criança agora está em condição estável. Há suspeita de que o bebê teria sido jogado na privada.

Segundo o correspondente da BBC em Pequim, Martin Patience, a polícia está tratando o caso como uma tentativa de homicídio e está em busca dos pais.

A agência de notícias Associated Press informou que o bebê foi chamado de Bebê Número 59 –em homenagem ao número da incubadora do hospital para onde foi levado.

INDIGNAÇÃO

Vários visitantes chegaram ao hospital com suas contribuições de fraldas, roupas de bebê e leite em pó.

O caso gerou uma onda de indignação na rede social chinesa weibo, uma espécie de híbrido entre o Twitter e o Facebook.

“Os pais que fizeram isso têm corações ainda mais sujos do que aquele cano de esgoto”, afirmou um dos usuários da rede social, citado pela agência Reuters.

“Será que essas pessoas podem ser chamadas de seres humanos?”, afirmou outro usuário, citado pela agência de notícias France Presse.

A China conta com leis de planejamento familiar rígidas, com a política de um só filho por família em vigor há mais de três décadas.

Existem diversas exceções às regras, mas casais podem sofrer uma série de multas caso não estejam entre os que estão isentos de cumpri-las.

O país também já registrou diversos casos de bebês nascidos fora do casamento e de bebês do sexo feminino abandonados, devido a uma tradicional preferência por bebês do sexo masculino.

Morre, aos 9 meses, bebê que causou comoção no RN

De acordo com matéria publicada no portal DEFATO.COM, o bebê Fabrício Rafael Ferreira, de nove meses, morreu na manhã desta quarta-feira(8), no hospital Maria Alice, em Natal. Ele sofria de cardiopatia, chegou a ser transferido pelo helicóptero Potiguar I de Parelhas, onde residia, para a capital. Contudo, não resistiu e veio a óbito, causando comoção em todo o estado.

Fabrício deu entrada no hospital com quadro de pneumonia, o que agravou os sintomas da cardiopatia. Segundo a família, os médicos fizeram tudo que estavam ao alcance para salvar a criança. O pai de Fabrício, Nildo Soares, estava inconsolável. Abatido e chorando muito, ele agradeceu aos médicos e lamentou a perda da criança, seu primeiro filho.

A hipótese é que Fabrício tenha morrido em decorrência de uma descompensação cardíaca por conta de um quadro infeccioso, segundo informou a direção do Maria Alice. O enterro do menino será em Parelhas.

Bebê sobrevive à queda de 8 andares nos braços da mãe em Nova York

 Um bebê de 10 meses sobreviveu nos braços de sua mãe a uma queda de um prédio em Nova York, na quarta-feira, mas a mulher morreu, no que parece ter sido suicídio, informou a polícia.

O canal WABC-TV de Nova York noticiou que a mãe e o bebê caíram do oitavo andar.

A polícia encontrou a mulher morta na calçada, segundo a porta-voz da polícia de Nova York, detetive Kelly Ort.

O bebê foi levado para o Centro Hospitalar de Harlem. O seu estado era grave, porém estável, afirmou a porta-voz.

A polícia não divulgou imediatamente a identidade da mulher e investiga se a mulher pulou do prédio para cometer suicídio.

Um bilhete foi encontrado em seu apartamento, informou o porta-voz da polícia de NY, sargento John Buthorn.

Reuters

Casal é preso por tentar embarcar com bebê em bagagem de mão

Um casal egípcio foi preso após ser flagrado tentando entrar em um voo da Emirates em Sharjah (Emirados Árabes Unidos) com um bebê dentro da bagagem de mão.

O bebê de 5 meses, que é filho do casal, foi descoberto quando a bagagem passou pelo equipamento de raio-X.

Marido e mulher não tinham qualquer documento que compravasse que o bebê é filho deles. Então, os dois decidiram adotar a medida extrema para embarcar com a criança, noticou o “Sun”.

“Eles arriscaram a vida do bebê”, disse um porta-voz da polícia de Sharjah.

Fonte: Pagenotfound