Sérgio Andrade rebate Paulinho Freire e avisa: "O PP está aberto a negociações com todos"

Presidente estadual do Partido Progressista (PP), o vereador de Parnamirim Sérgio Andrade desmentiu, com exclusividade ao Blog do BG, praticamente todas as declarações dadas pelo presidente da Comissão Provisória do PP em Natal e vice-prefeito Paulinho Freire.

Em entrevista publicada hoje no Novo Jornal, Paulinho chegou a dizer que o partido não estava de olho na chapa majoritária para as eleições municipais de 2012 e que não procedia a informação de que Albert Dickson estava lançado pré-candidato a Natal. Sérgio Andrade rebateu e mandou o aviso contra: “O PP é maior do que Paulinho Freire, Albert Dick e Chagas Catarino”.

De acordo com o presidente do diretório estadual, o partido está aberto a negociação com todos os pré-candidatos, sem distinção partidária e sem deixar de lado a possibilidade de o partido lançar um nome próprio.

“Nós temos uma pesquisa em que Albert despontou e foi ele quem nos procurou para fazer. Ele que gostou do resultado e que se interessou pela vaga. Temos, inclusive, documentos que mostram o interesse dele na pesquisa pedindo para ver cada um dos bairros. O partido está de olho na majoritária sim. Respeito Micarla, mas o PP não faz parte do governo. Eles são apenas vereadores e o vice-prefeito que apoiam nominalmente a prefeita. Acredito que Tanto Paulinho, quanto Albert, quanto Chagas devam se preocupar com suas pré-candidaturas e não com o partido. O PP, hoje, está aberto a negociações com todos. Seja com Wilma de Faria, Carlos Eduardo, Rogério Marinho ou até a própria prefeita. Qualquer um, mas não estamos com apoio fechado”, disparou.

Sérgio Andrade ainda explicou que Paulinho, na autoridade de presidente da Comissão Temporária, não tem poder para falar pelo partido, sem o aval do diretório estadual ou nacional.

“O PP realmente vai com tudo, porém o partido está buscando sua identidade e todos esses que estão falando, hoje, pelo partido, estão falando sem autorização da Executiva estadual, vez que a Comissão Provisória do diretório municipal, que tem a frente Paulinho Freire, exercendo a função provisoriamente e pode ser mudada a qualquer instante. A Comissão só pode falar com autorização”, avisou.

Uísque Johnnie Walker quer dar a rasteira na cachaça João Andante

 

Acredite se quiser. A cachaça mineira João Andante, pouco conhecida no mercado potiguar, está sendo processada pela fabricante de uísque Johnnie Walker e o motivo? Plágio!

A marca de uísque argumenta que o nome João Andante é exatamente a tradução literal do nome Johnnie Walker, mas não é só isso. A marca do uísque é representada por um lorde andando para a direita (pra frente), já na da cachaça a marca é um andarilho andando para trás. É muita coincidência, mas que é engraçado, isso é!

Os quatro jovens que detêm a marca disseram que o nome João é bastante comum no Brasil e que o Walker da gigante do mercado de bebidas é um sobrenome e nada tem haver com o andar.

Não estou aqui para julgar, pelo contrário, para noticiar, mas como bom brasileiro tenho que confessar que fiquei curioso para saber da qualidade da cachaça. Ah! Um detalhe: A marca brasileira fabricava apenas 200 garrafas por mês e somente esta semana, após a abertura do processo, os pedidos feitos pela internet já ultrapassam mil garrafas. Se você também ficou curioso em experimentar a cachaça, vai ter que entrar na fila.