China diz que empresa no Brasil suspendeu venda de carne por vírus

Foto: Pixabay

A China, principal importadora de carne do mundo, disse nesta terça-feira (23) que um exportador de carne bovina do Brasil e uma fábrica de carne suína no Reino Unido suspenderam voluntariamente exportações devido a infecções pelo coronavírus.

Muitos países exportadores, como Brasil e Estados Unidos, têm visto milhares de casos de covid-19, a doença respiratória causada pelo vírus, entre trabalhadores em fábricas de carnes.

A brasileira Agra Agroindustrial de Alimentos suspendeu voluntariamente exportações de carne bovina à China depois de uma infecção pelo vírus entre sua força de trabalho, disse a Administração Geral de Alfândegas da China em seu site.

Em um comunicado em separado na rede social Weibo, o departamento acrescentou que a britânica Tulip também suspendeu embarques de forma voluntária em sua fábrica de carne suína de Tipton, em West Midlands, devido a um surto de covid-19.

A China ampliou inspeções sobre importações de carne após uma nova série de infecções pelo vírus em Pequim ter sido associada a um grande mercado de alimentos na capital.

Na semana passada, as alfândegas chinesas pediram a exportadores que assinassem declarações de que sua produção estava livre de contaminação pelo vírus.

Reuters

 

Há uma saída legal para a crise financeira da minha empresa?

Foto: Reprodução

Por Lucas Bezerra

A crise econômica ocasionada pelo coronavírus vem afetando de forma grave milhares de empresas. A redução do consumo atinge diretamente o caixa de negócios, que, em sua grande maioria, não tem qualquer reserva mínima para cenários negativos. Do outro lado, os custos da empresa permanecem: empregados precisam receber seus salários, os tributos continuam sendo cobrados, as contas correntes seguem chegando…

Para não “quebrar” de vez, resta ao empresário buscar saídas para fazer o seu comércio sobreviver até o fim desta estagnação, que, infelizmente, não se sabe até quando durará.

Uma das soluções para aquelas empresas se aproximam da UTI é a recuperação judicial. Tal mecanismo, regulamentado pela Lei Federal n.º 11.101/2005, busca viabilizar a recuperação da situação de crise econômico-financeira do devedor, com a manutenção da atividade econômica em atividade.

Este não é um procedimento simples. Requer muita dedicação e organização do empresário, e o seu insucesso tem o poder de decretar a falência da empresa. Entretanto, a sua realização se torna atrativa pois permite o parcelamento de tributos federais em até 84 meses (24 meses a mais que o parcelamento regular), além de suspender temporariamente das ações e execuções que corram em desfavor da empresa. Além disso, o procedimento autoriza a concessão de descontos em débitos tributários e possibilita o pagamento dos credores com deságio que pode alcançar mais da metade da dívida, a depender da negociação com estes.

É importante, portanto, que nessa guerra pela sobrevivência, os empresários busquem alternativas para recuperar o equilíbrio financeiro, negociando os débitos com os credores, buscando a postergação dos pagamentos de tributos e outras fontes de receita para o seu negócio. Caso tais medidas não surtam efeitos, a recuperação judicial pode ser a melhor saída para a subsistência da sua empresa.

* Lucas Bezerra (@lucasbzvieira), advogado empresarial do QBB Advocacia.

Justiça Potiguar

Miguel Falabella é dispensado da Globo após 38 anos de empresa

O ator e diretor Miguel Falabella foi dispensado da TV Globo após 38 anos de empresa. Na última quinta-feira (4), Falabella foi comunicado que seu contrato não seria renovado com a emissora, segundo informações da colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Na manhã desta sexta-feira (05), Miguel Falabella usou o seu perfil no Instagram para falar sobre a sua saída da emissora global. “Era esse o rosto que eu tinha quando assinei meu primeiro contrato com a TV Globo. Nesses quase quarenta anos fui muito feliz e muito bem tratado sempre. Seguir novos caminhos não significa abandonar o que se conquistou na caminhada. Só tenho boas lembranças. Só tenho sorrisos. Cheio de gratidão por todos os companheiros que estiveram ao meu lado nessa jornada e ao público que viu algo em mim que nem eu mesmo via. Obrigado. Eu ia fazer um vídeo, mas nessas horas a gente fica com o coração mole. Como diria Drummond, amanhã eu recomeço!”, escreveu ele na legenda da foto.

Desde 1981 na Globo, ele trabalhou como ator, diretor, roteirista e apresentador. Também foi responsável por séries como Pé Na Cova, Toma Lá, Dá Cá, e por novelas como A Lua Me Disse. Deu vida ao personagem Caco Anthibes, em Sai de Baixo e apresentou o programa Video Show entre 1987 a 2000.

Isto É

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Beto Araújo disse:

    Grande ator, tenho certeza que continuará sua carreira de sucesso no teatro como sempre fez em paralelo com a TV Globo. Parabéns Falabella.

  2. Pedro disse:

    Pois é Cigano Lulu, só não alimenta mais a Globo com papinha e exclusividade.

  3. Zé Ninguém disse:

    Quem está no real ($) é o Baú da Felicidade. Tá ok??? O real ($) governamental mudou de canal. Tem canal que em dia de PF de fake, não tem telejornal.

  4. Tobias disse:

    Quem passar por último, favor botar a tramela.
    Kkkkkkk
    A boquinha acabou!!!

  5. Pedro disse:

    Bom os tempos estão ficando difíceis, atirar usando a pólvora alheia está ficando difícil, bastou cortar um pouco das famigeradas publicidades institucionais do governo federal, que os rios secaram, é assim

  6. paulo disse:

    BG
    Acabou a Mamãe Brasil para a bobo lixo. A farra acabou.

    • Cigano Lulu disse:

      Farra acabou nada, apenas mudou de endereço.

    • Marcos araujo disse:

      Governo tem que cortar essa publicidade institucional. Centrão na área.presidente canalha.nunca senti tanto asco em 1 voto

Empresa alvo de ação em compra de respiradores têm negócios no RN; empresário preso anunciou parque eólico em encontro com governadora em 2019, destaca reportagem

A operação que resultou na prisão de três pessoas envolvidas na compra de respiradores para estados do Nordeste tem entre os detidos um representante de empresa que tem negócios no Rio Grande do Norte.

Deflagrada na segunda-feira (1º), a Operação Ragnarok alvejou Cristiana Prestes e Luiz Henrique Ramos, da Hempcare Pharma, e Paulo de Tarso Carlos, da Biogeoenergy.

A Hempcare compraria respiradores da China e recebeu antecipado por isso R$ 48,7 milhoes. Após não conseguir, tentou com a Biogeoenergy, que desenvolveu respirador nacional, mas que ainda não tem autorização para comercializar. Na ação policial, todos foram apontados como grupo de estelionatários.

Paulo de Tarso, da Biogeoenergy, esteve em reunião com a governadora Fátima Bezerra em dezembro de 2019, quando um negócio de R$ 3,5 bilhões em energia eólica foi anunciado. O grupo já tem um parque eólico em Ceará-Mirim, a partir de tratativas deflagradas no governo Robinson.

O registro foi localizado pelo Blog do Dina ao investigar o histórico da empresa, que tem experiência em infraestrutura e logística e desenvolveu posteriormente projeto para fabricar respiradores pulmonares.

Leia todos os detalhes AQUI em texto completo.

Empresa que forneceu EPIs para Prefeitura de Tibau do Sul solta nota reconhecendo erro na entrega dos produtos

A empresa LifeFarma, que forneceu EPIs para a Prefeitura do município de Tibau do Sul, admitiu em nota divulgada que forneceu erradamente um lote de máscaras de proteção, do tipo TNT, juntamente com as caixas de máscaras cirúrgicas triplas descartáveis.

“Foram enviadas equivocadamente algumas poucas caixas para a Secretaria de Saúde de Tibau do Sul/RN, dentre a carga de caixas de máscaras corretas. A servidora da Secretaria de Saúde ao constatar que os produtos eram inadequados, comunicou a empresa que imediatamente já enviou ao município as máscaras corretas ao uso dos profissionais de Saúde e aguarda a devolução do material enviado por equivoca”.

Veja nota na íntegra da Prefeitura de Tibau do Sul:

A Prefeitura Municipal de Tibau do Sul vem por meio desta nota fazer esclarecimento à população, com a finalidade de trazer informações verídicas e transparentes, o que tem feito em outras oportunidades diante de publicações que visam confundir e prejudicar as ações do enfrentamento e combate ao novo Coronavírus.

Circulou ontem (18) nas redes sociais, e hoje (19) na InterTV, a informação de que a Prefeitura comprou máscaras de proteção de material TNT e que elas foram distribuídas aos profissionais das Unidades Básicas de Saúde do município. É preciso que fique claro que essa informação não é verdadeira.

O que aconteceu foi que a Prefeitura recebeu do fornecedor um lote de máscaras de proteção, do tipo TNT, juntamente com as caixas de máscaras cirúrgicas triplas descartáveis, momento em que por lapso, não foi verificado o erro em um dos lotes, no recebimento das caixas que estavam lacradas e assim foram enviadas as unidades de saúde. Diante do fato, a Prefeitura de
Tibau do Sul, ao observar o erro na entrega recolheu o material e estocou, por entender que o mesmo não atendia aos protocolos de proteção para os profissionais de saúde. Infelizmente algumas já teriam sido distribuídas. A empresa foi comunicada imediatamente e foi acordado a devolução de todo o lote entregue de forma equivocada, e inclusive as máscaras já foram devidamente trocadas.

A Prefeitura de Tibau do Sul também esclarece que o Procedimento Licitatório que circula nas redes sociais se refere as máscaras de proteção respiratória – PFF2 (N95), que já estão sendo distribuídas aos profissionais de Saúde do município, e o mesmo processo também contempla a aquisição de Máscaras descartáveis tripla com elástico e equipamento de proteção facial. O município de Tibau do Sul já adquiriu uma média de mais de 800 máscaras N95 e mais 8000 descartáveis triplas cirúrgicas, como também está elaborando um novo processo para aquisição de máscaras 100% algodão dupla face, para distribuição gratuita para a população em breve.

Por fim, vale salientar que mesmo em época de calamidade, a Prefeitura Municipal de Tibau do Sul, tem se pautada de zelo e transparência nas contratações públicas, e neste caso, realizou a compra das máscaras com preço bem abaixo do preço praticado no momento atual do mercado, adquirindo as Máscaras N95 a um custo de R$ 29,90 cada, e as cirúrgicas de tripla ação a R$ 69,50 a caixa com 50 unidades. Prefeitura Municipal de Tibau do Sul

Assessoria de Comunicação Social de Tibau do Sul

DOCUMENTOS

ESCLARECIMENTO LIFARMA

Fotos: Reprodução

 

MAIS UMA BOA NOTÍCIA: Empresa dos EUA anuncia resultado inicial positivo da vacina do coronavírus

Foto: Getty Images

A Moderna, empresa de biotecnologia dos EUA, anunciou nesta segunda-feira(18) que testes preliminares com uma possível vacina para o novo coronavírus tiveram resultados positivos.

Veja mais – Laboratório americano diz ter descoberto anticorpo contra covid-19: “Queremos enfatizar que existe uma cura. Existe uma solução que funciona 100%”

Oito pacientes receberam doses pequenas e médias da vacina e desenvolveram níveis de anticorpos semelhantes ou superiores aos encontrados em pacientes já recuperados da doença.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. De olho👀 disse:

    Esse laboratório é comunista. Tem que prescrever cloroquina, a droga do enviado para salvar o mundo.

    • Neco disse:

      lacrou

    • Keynesianista disse:

      Ele defende essa m… de cloroquina pq o exercito gastou uma fortuna produzindo isso em seu laboratório e se não usar vai ficar bem escancarado o esquema dos generais!

    • Severino disse:

      Essa m..como vc diz, já ajudou a salvar muita gente.

  2. Bolsonaro Junior disse:

    Espero que o presidente finja ser contra essa vacina.
    Só assim os lulanáticos não serão contra a cura.

  3. Chicó disse:

    O país imperialista opressor salvando o mundo !!!

  4. Nego disse:

    Será que os governadores vão aceitar?

    • CIDADAO disse:

      Nego a pergunta seria: será que o asno do presidente vai aceitar?? Porque graças a não participação do Brasil na ação de Colaboração Global para Acelerar o Desenvolvimento, Produção e Acesso Equitativo a diagnósticos, tratamento e vacina contra o covid-19, pq o asno do pesidente estava mais preocupada em livrar seus filhos da PF, O BRASIL PODE IR PRO FINAL DA FILA PRA RECEBER ESSAS VACINAS. TA BOM NE?

    • Neco disse:

      Depende do emba$amento científico.

  5. Jk disse:

    Se Deus quiser vai dar certo. Assim eu acredito, pesquisa, comprovações baseadas em conhecimento científico, com testes e resultados… Não em senso comum, crenças, achismos, fantasias… Criadas na cabeça de Governantes semi analfabetos.

Sesap contrata empresa para implantação de 30 leitos de UTI nos hospitais João Machado e Alfredo Mesquita

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) publicou, hoje (15), no Diário Oficial do Estado, a contratação da empresa mineira Avante Social, vencedora do processo licitatório, que será a responsável pela implementação e gestão de 30 (trinta) leitos de terapia intensiva (UTI), sendo 20 (vinte) leitos no Hospital Doutor João Machado, em Natal, e 10 (dez) leitos Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho, em Macaíba, destinados ao enfrentamento da Covid-19. O contrato emergencial foi assinado esta semana e terá duração de seis meses, podendo ser prorrogado de acordo com a duração da pandemia. O valor do contrato é R$ 10.504.325,68.

O Instituto Jurídico para Efetivação da Cidadania e Saúde – Avante Social atendeu a todos os critérios do edital de Chamamento Público Emergencial COVID 19 02/2020, incluindo a comprovação de experiência na gestão de serviços de Urgência e Emergência. Após a assinatura do contrato, a empresa terá um prazo de 15 a 20 dias para implantação dos leitos. Essa contratação se insere dentro do programa de expansão assistencial, contido no Plano de Contingência da Covid-19 no RN.

A abertura de novos leitos tem sido um esforço constante na gestão da Saúde, de forma a desenvolver o Plano de Contingência Estadual para a contenção da pandemia do coronavírus. Em Mossoró, por meio de parceria com a prefeitura local, serão instalados 35 UTIs e 65 leitos de enfermaria no Hospital São Luiz, geridos pela Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância de Mossoró (Apamim).

Em parceria com a Liga Norte-rio-grandense Contra o Câncer, serão instalados 60 novos leitos, sendo 40 deles – 20 UTIs e 20 de enfermaria – na primeira etapa. O Governo também está reativando a UTI do Hospital Pediátrico Maria Alice Fernandes, localizado na capital, com mais 7 leitos de UTI, voltados para as crianças acometidas pelo novo coronavírus.

PREFEITURA DEFENDE CONTRATAÇÃO E SUSPENDE DE NOVO CONTRATO: empresa forneceria mão de obra para hospital de campanha de Natal

Foto: Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi

Reportagem do G1-RN nesta sexta-feira(08) destaca que a Prefeitura de Natal rescindiu pela segunda vez o contrato com a empresa T&N Serviços em Saúde LTDA-EPP, contratada para fornecer mão de obra para o Hospital de Campanha de Natal durante o combate à pandemia do novo coronavírus. A decisão foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial nessa quinta-feira (7).

“A Secretaria Municipal de Saúde deverá providenciar a imediata contratação de outra empresa para a prestação dos serviços visando o funcionamento do Hospital de Campanha do Município do Natal”, informa o decreto assinado pelo prefeito Álvaro Dias.

Vencedora de uma concorrência para contratação emergencial por meio de dispensa de licitação, a empresa foi contratada no dia 14 de abril, após vencer outras três empresas, ao custo de cerca de R$ 19 milhões – para fornecer mão de obra terceirizada para o hospital de campanha.

Veja todos os detalhes aqui em reportagem completa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. […] em Saúde LTDA-EPP que forneceria mão de obra para que fosse possível abrir o hospital, como noticiamos aqui. A empresa, ao tomar conhecimento da rescisão contratual emitiu nota afirmando não entender a […]

  2. Emerson Fonseca disse:

    Se fosse no Governo do Estado o mundo já tinha vindo abaixo. Porém ? Mistério ?

  3. Lourdes Siqueira disse:

    Esse hospital só vai sair quando for na campanha para governo. Oh negócio enrolado. Deve ser em busca da propina mais robusta.

Respiradores: Justiça nega recurso da União e empresa deve entregar equipamentos ao RN

O Governo do Estado conquistou mais uma decisão judicial favorável ao recebimento de respiradores que serão utilizados no tratamento de pacientes potiguares com a Covid-19. O Tribunal Regional Federal da 5ª Rregião (TRF5) negou o pedido da Advocacia Geral da União (AGU) para barrar a entrega de 14 respiradores que foram comprados pela gestão estadual junto à empresa Intermed Equipamento Médico Hospitalar LTDA.

A decisão do TRF5 reforça a liminar que já tinha sido expedida pelo juiz federal Magnus Augusto Delgado, da 1ª Vara da Justiça Federal no Rio Grande do Norte (JFRN), e foi contestada pela AGU, que pedia para que se aguardasse o julgamento do mérito da questão.

Notícia completa aqui no Justiça Potiguar.

Covid-19: Empresa laticínia do RN consegue liminar para suspender dívida bancária por seis meses

Foto: Reprodução

Uma empresa de laticínios potiguar, que gera mais de 150 empregos, conseguiu liminar na Justiça contra o banco Santander para repactuar os contratos de operação de crédito. A juíza Amanda Grace Dias deferiu a liminar para que o banco só faça cobrança seis meses após o fim da pandemia do coronavírus. A notícia é destaque no Justiça Potiguar. Clique aqui e confira texto completo.

Presidente da Petrobras diz que empresa não fará demissões em massa

Foto: © Fernando Frazão/Agência Brasil

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou nesta sexta-feira (17) que a estatal não planeja fazer demissões em massa em meio à crise do coronavírus, que afetou a demanda e os preços no setor de petróleo. O executivo e diretores da estatal concederam entrevista coletiva por videoconferência no início da tarde desta sexta (17) para comentar as medidas tomadas durante a pandemia de coronavírus.

“A Petrobras não está demitindo, não tem planos de fazer demissões em massa e isso nunca esteve sob consideração”, disse Castello Branco. “Quanto aos terceirizados, eles não são empregados da Petrobras. Eles não têm contrato [com a Petrobras]. São das empresas fornecedoras de mão de obra, então essa pergunta tem que ser endereçada a essas empresas, e não à Petrobras”.

A estatal informou que tem 160 casos confirmados de coronavírus, sendo metade deles de empregados e a outra metade de trabalhadores terceirizados. Duas plataformas afretadas estão com a produção parada neste momento devido ao vírus: a FPSO Cidade de Santos, que deve retomar a produção no fim de semana, e a FPSO Capixaba, que ainda deve ficar parada por cerca de 10 dias.

O diretor executivo de relacionamento institucional, Roberto Ardenghy, afirmou que a empresa aplica protocolos rígidos discutidos com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e as autoridades, e está estudando a possibilidade de realizar testes de coronavírus em trabalhadores próprios e terceirizados antes do embarque offshore.

“Estamos discutindo com a Anvisa e já estamos conversando com os fornecedores de testes para saber de que maneiras podemos começar a testar, caso seja a recomendação das autoridades sanitárias”, disse o diretor. Ele afirmou que a empresa já realiza anamnese e checagem de temperatura antes do embarque para as plataformas.

Imposto sobre importação

O presidente da Petrobras alertou, durante a coletiva, que um aumento no imposto sobre a importação da gasolina poderia tornar o combustível mais caro e prejudicar a oferta de gás de cozinha, já que a produção dos dois combustíveis nas refinarias é interligada. Segundo Castello Branco, esse é um pedido de produtores de etanol, que desejam aumentar a competitividade do álcool frente à gasolina.

O executivo argumentou que tornar a gasolina menos competitiva em um cenário em que a demanda pelo combustível já é baixa pode obrigar as refinarias a reduzirem a produção do combustível, o que consequentemente levaria a uma redução da produção do gás de cozinha.

“Isso nos levará à necessidade de importar mais GLP [gás de cozinha] para abastecer o mercado, e como existe uma capacidade limitada de internação de GLP importado, isso significaria um risco de desabastecimento no mercado brasileiro”.

A diretora de refino e gás natural, Anelise Lara, acrescentou que um aumento na Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) que incide sobre a gasolina poderia ter o mesmo impacto, prejudicando a oferta de gás de cozinha como consequência. “Acarreta desorganização na cadeia”, avaliou.

O diretor de Exploração e Produção, Carlos Alberto Pereira de Oliveira, disse aos jornalistas que o corte de 200 mil barris na produção diária que foi implementado em meio à crise está “dentro da ordem de grandeza” do cenário atual. “Vamos fazer uma administração dia a dia em torno desse valor. E obviamente vai depender da evolução do cenário em relação à demanda mundial de petróleo.”

Agência Brasil

Empresa contratada por R$ 19 milhões pela PMN para terceirização de pessoal do Hospital de Campanha tem menos de 10 meses de fundação e 200 mil de capital social

A T&N saúde, empresa Contratada pela Prefeitura do Natal por R$ 19.158.626,40, sem licitação, em razão de decreto de calamidade pública, para ofertar profissionais terceirizados para o Hospital de Campanha foi fundada há menos de 10 meses e tem capital social de R$ 200 mil.

A T&N saúde, tem entre seus sócios, uma sócia que tem parentesco com sócios  da a empresa JMT serviço de locação de Mão de Obra, que tem contratos de terceirização em várias secretarias da Prefeitura Municipal de Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jonh disse:

    Tem coisa ae por trás! Só o MP investigar.

  2. Mauro disse:

    Cadê o MPF?

  3. Luiz disse:

    Chama o MP para averiguação.

  4. Cigano Lulu disse:

    No Brasil, a pandemia caiu como uma luva neste ano de eleições municipais.

  5. Rafael Franco disse:

    Cadê o sindicato dos médicos pra fazer zuada ? Só funciona se for contra o
    Governo ?

  6. Luiz disse:

    Alô MP

Teleperformancer impede entrada de equipe de fiscalização da Sesap na empresa, destaca reportagem

Foto Ilustrativa  – Denúncia

A Agência de Reportagem Saiba Mais destaca nesta sexta-feira(03) que uma equipe de fiscalização da secretaria estadual de Saúde Pública foi barrada na quinta-feira (2), quando tentava entrar em uma das unidades da empresa de Call Center Teleperformance. O objetivo da visita era verificar se as medidas e condições determinadas pelo Ministério Público do Trabalho e pelo Governo do Estado para a prevenção de contágio pela Covid-19 estavam sendo cumpridas. O episódio aconteceu na Teleperformance de São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal, e a tentativa de acompanhamento presencial da situação se deu pelo recebimento diário de reclamações e denúncias de funcionários da empresa, que continuam trabalhando diante situação de pandemia.

Segundo o Saiba Mais, a vistoria foi executada por equipe do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador da SESAP. A assessoria da pasta informou que após a resposta negativa da empresa, o órgão encaminhou um relatório para o Ministério Público do Trabalho explicando a situação e solicitando providências.

A subcoordenadora do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador da SESAP, Kelly Barros, explicou que as medidas a serem fiscalizadas devem ser cumpridas como forma de cuidado com cada pessoa que circula dentro da empresa.

“Para todas as empresas que estamos fiscalizando é necessário o cumprimento de medidas como a diminuição do efetivo de trabalho dando férias coletivas ou instituindo teletrabalho, medida possível para a empresa Teleperformance. Também é recomendado a afastamento a pessoas que apresentem sintomas de gripe por 14 dias, sem qualquer prejuízo aos salários. Além disso, indicamos que haja a conscientização desses funcionários quanto a importância dos cuidados de prevenção, bem como deve a empresa disponibilizar produtos de higiene de forma ininterrupta”, esclarece a subcoordenadora.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do RN (Sinttel/RN), Iara Martins, a empresa não permite qualquer diálogo conclusivo sobre a situação dos trabalhadores.

“Nós temos recebido reclamações e denúncias diárias e tentamos tratativas com a empresa, que sempre nos dá respostas genéricas, inconclusivas dificultando a resolução desses problemas. Não recebemos qualquer informação sobre o número de funcionários liberados ou que estão cumprindo regime de banco de horas”, relata Iara.

Alguns funcionários de Call Centers do RN denunciaram à Agência Saiba Mais a situação vivida nas empresas.

Veja matéria completa aqui.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. TRABALHO DIGNIFICA O SER disse:

    Quem "manda" é a Teleperformance,, quero ver alguém para-lá!

    MPT?!
    Sindicato?!
    TRT?!
    SUVAG?!
    INSS?!

    Mas há esperança: POLÍCIA FEDERAL, MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL E ESTADUAL.

    Por favor, trabalho digno em todo tempo e para todos.

  2. Luiz Fernando disse:

    Quando a empresa fechar e milhares perderem o emprego, vão pedir ajuda a Sesap e MPT.

  3. Cap_Mor disse:

    Pra isso tem polícia.

  4. João Felipe disse:

    Empresa sem o menor respeito com os seus funcionários…e os funcionários lá ajudando a empresa a faturar enquanto ganham uma mixaria.

MAIS UMA: Empresa que dizia investir em bitcoins quebra; MP diz que pode ser fraude

Leonardo Araújo, fundador da DD Corporation. Imagem: Reprodução

Até novembro, o centro de convenções do Salvador Trade Center, um complexo empresarial da capital baiana, recebia pouco mais de 100 pessoas às terças-feiras à noite. Lá, havia palestras dos líderes da DD Corporation (antiga Dreams Digger), empresa que em seu antigo site afirmava vender cursos sobre o mercado financeiro.

Nessas reuniões, o fundador do negócio, Leonardo Araújo, e seus colaboradores deixavam de lado a venda dos supostos ensinamentos sobre finanças e convenciam as pessoas a investir em bitcoins. A promessa era de lucro médio de 11% ao mês, segundo denúncia feita ao Ministério Público do Estado da Bahia.

Desde o final do ano, a DD Corporation não paga os investidores. Em janeiro, o MP ajuizou uma ação civil pública contra Araújo e a empresa. O órgão pede a suspensão do negócio, com o argumento de que “comprovadamente é insustentável, pois concede aos consumidores expectativas irreais de ganhos fáceis” e “assegura ganhos fraudulentos e inalcançáveis, gerando falsas expectativas e ocultando os riscos do empreendimento ilícito”.

Não há estimativa de vítimas, mas o valor da causa é de R$ 5 milhões. A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) também investiga a DD, que nunca teve autorização da autarquia para ofertar contratos de investimento coletivo.

A reportagem não localizou nenhum advogado ou representante da empresa.

Como a empresa prometia lucros altos?

A empresa foi fundada por Araújo em janeiro de 2018. Os rendimentos altos, de acordo com os autos do processo aberto pelo MP, eram supostamente obtidos por meio de arbitragem, que é a compra e venda de criptomoedas em diferentes corretoras com o objetivo de fazer lucro.

Além de fazer investimentos, os clientes tinham que pagar uma taxa de adesão de US$ 10 (R$ 44,65) ao ano. A empresa também oferecia uma quantidade excessiva de bônus e gratificações por meio de marketing de rede, com comissões que poderiam chegar a 10%.

Essa prática de prometer uma “abundância de remunerações”, segundo a ação do MP, “geralmente torna o esquema insustentável em longo prazo, similar às pirâmides financeiras”.

Dono culpa empresa de tecnologia por quebra

No final do ano passado, Araújo disse que a empresa passaria por uma auditoria e retirou o site do ar. Depois, ele afirmou que a DD quebrou. “Não temos mais possibilidade financeira alguma, caixa algum, para poder devolver imediatamente todo aquele capital que você colocou no nosso negócio”, falou, em um vídeo publicado no YouTube.

De acordo com o empresário, a empresa não teria mais capital por causa de supostos problemas na plataforma do negócio, que foi desenvolvida pela Graff Tecnologia, uma empresa com sede em Curitiba (PR).

“Eu errei sim, mas em acreditar e terceirizar nosso sistema de multinível. Errei em apostar a vida de diversas famílias na empresa Graff, mas eles erraram muito mais em falhar conosco”, disse o empresário. Segundo ele, a suposta falha permitiu que saques, rendimentos e depósitos pudessem ser duplicados e até triplicados.

Terceirizada nega problemas

Em nota, a Graff informou que a acusação de Araújo mancha a “índole, imagem e trabalho sério” da empresa e “tem por objetivo apenas projetar sobre a Graff todo e qualquer tipo de culpa” da DD Corporation. A empresa disse também que ações judiciais cabíveis estão sendo tomadas no âmbito cível e criminal.

A Graff informou ainda que tem provas que mostram o real motivo da saída da DD Corporation do mercado, mas não pode enviar para terceiros “sem uma autorização judicial para a quebra deste sigilo contratual”.

Meu dinheiro vem da roça, diz um dos investidores

(mais…)

Empresa do grupo do Beach Park vai construir novo parque aquático na orla de Lucena, na região metropolitana de João Pessoa, com investimentos de R$ 100 milhões

O Sun Park será construído em Lucena e já conta com um investimento inicial de R$ 100 milhões (Foto: Clilson Júnior)

Em 2019 viralizou nas redes sociais um vídeo publicitário do projeto de construção de um parque aquático na Região Metropolitana de João Pessoa. Pelo projeto, a promessa era de ser o maior parque aquático da América Latina. Nessa quinta-feira (27) o canal Hapfun, no Youtube, divulgou as primeiras informações sobre a concretização deste projeto.

O Sun Park será construído em Lucena e já conta com um investimento inicial de R$ 100 milhões. O terreno total do parque é de 2 milhões de m², sendo uma área de 300 mil m² dedicada para instalação do parque aquático, rede hoteleira, projetos imobiliários e estacionamento.

Atualmente a empresa responsável pelo novo parque aquático está na fase de projeto. A expectativa é de que as obras sejam iniciadas no prazo de 24 meses.

Os youtubers Fagner Marques e Alisson Traldi, responsáveis pelo canal Hapfun, foram convidados pela empresa executora do Sun Park para conhecer o projeto. O canal tem mais de 54 mil inscritos e é especializado em novidades sobre parques no Brasil.

Click PB

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco Xavier das Chagas disse:

    O governador Camilo Santana do Ceará é do PT e esta dando certo

  2. Tarcísio Eimar disse:

    E o RN só ficando pra trás

  3. Sérgio paulo disse:

    E o Rn levando corro da Paraíba. Eita verdade. Isto é bom acontecer pra ver se a população acorda e não vota neste bando de safado.

  4. Claudia Leite disse:

    O pior dos piores essa desgovernadora isso aí nunca foi professora e diploma comprado a única coisa que essa criatura faz e comer pipoca e comer caraca e beber cachaça imissão aí ela é competente obreiro e lixo coitado do RN e o que da voto comprado e ainda comprou a bancada esse deputados estatuais que não estão nem aí para esse estado só querem encher os bolsos o estado ferrado e só o que esse partido dasbtrevas faz por onde passa e pior que tem ainda gente Sega eu são idiotas mesmo estamos pág um oreço alto por ter sido comprados esses voto só Deus

  5. Paleo disse:

    Inseguranca juridica, o RN é bom nisso.

  6. Ceará-Mundão disse:

    E as ações da desgovernadora do PT em prol do RN? E o passeio turístico que ela fez por Europa e Ásia, com direito a contrabando de queijo para a França? Nenhum resultado? Como foi que o povo potiguar foi cometer a loucura de eleger essa senhora, depois de TUDO que vimos o PT fazer com o Brasil? A única coisa que essa senhora já fez na vida foi políticar. A que se diz professora mas que ninguém dá notícia de um aluno seu sequer. É ainda deixou outra nulidade no seu lugar no Senado, um franco carioca sem qualquer aptidão para o cargo. Pobre RN, sem senador, com 2 ou 3 deputados e sem governo. Haja oração!

  7. Raimundo disse:

    MP do meio ambiente e o MP do trabalho não deixam esse tipo de empreendimento ser aqui

  8. Laura disse:

    Se viesse para o Rn,não iriam conseguir os alvarás, ministério do trabalho ia perseguir,por isso foi para a PB é nosso RN cada vez lá para trás.

  9. Gerardo disse:

    E aquela viagem a China, Europa, Afeganistão, Iraque, baixa da égua ?? Gerou alguma coisa ou só turismo ???

  10. Pedro disse:

    E o velho RN de guerra, com essa governadora dando passadas largas na incompetência, a Paraíba, outrora estado sem muito brilho, vai deslanchando em competência. Parabéns paraibanos, nós temos o que vcs não querem aí.

  11. Mendonça Jr disse:

    E aí Natalenses ecologicamente incorretos!? Tá vendo o que ter muito mimimi ambiental? João Pessoa engolirá Natal em breve.

  12. Morani disse:

    Enquanto isso no Reino do faz de conta, continuamos comendo bokus. Fafá arrudiada de desenvolvimentista e teóricos, alguns oportunistas outros até bem intencionados, porém sem vez e voz. Abre do olho Fafá!!!

  13. Gervásio Mila disse:

    Mais uma vez o RN fica prá trás.Cadê nossos governantes?

  14. Luciana Morais Gama disse:

    E o nosso RN capengando, resultado de 60 anos de ALVES e MAIA, e agora pra terminar de quebrar o PT.

Auditoria do Governo acha uma diferença de R$ 6,4 milhões em cobranças de empresa de alimentos no Sistema Prisional

A auditoria realizada para averiguar contratos de fornecimento de refeições às unidades prisionais do Rio Grande do Norte atestou uma diferença de R$ 6,4 milhões entre o valor do débito reclamado pela empresa contratada e a real dívida do Estado potiguar. O resultado desse trabalho foi apresentado pela Controladoria Geral do Estado (Control) na manhã desta quinta-feira (20).

Os contratos foram firmados entre a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) e a empresa PJ Refeições Coletivas Limitada – EPP. A auditoria foi promovida a partir de requerimento da Seap em fevereiro de 2019, quando da cobrança pela contratada de débitos relativo a fornecimentos realizados, mas não pagos, em anos anteriores pelo Governo do RN.

De acordo com o setor financeiro da Seap os pagamentos não eram realizados por consequência da falta de orçamento. Após a verificação, através de cotejamento dos pagamentos, a auditoria do Governo apurou débito de R$ 22.886.068,40, uma diferença de aproximadamente R$ 6,4 milhões ao valor de R$ 29.291.402,13 reclamado pela empresa contratada.

A empresa, na época da auditoria, era responsável pelo fornecimento de refeições para todos os presídios do estado do RN, que eram destinadas aos internos, policiais penais e policiais militares de plantão. Esses contratos tiveram início no ano de 2012 e, através de aditivos, vigoraram até 2018 (exceção ao contrato nº 13 que teve início em 2015 e vigorou até junho de 2019).

Auditoria também investigou qualidade dos alimentos

Durante o desenvolvimento da auditoria, a Ouvidoria do Estado também recebeu denúncia apontando baixa qualidade dos alimentos fornecidos, abrindo nova fiscalização a partir da demanda original. Em 2019 eram fornecidas em média 30 mil refeições diárias (café, almoço e jantar), para 10 mil usuários, ao custo unitário diário de R$ 16, totalizando R$ 4,8 milhões por mês ao Governo com alimentação do sistema prisional.

Relativo à apuração da denúncia na Ouvidoria, a auditoria realizou vistoria in loco em unidades do sistema prisional e constatou a ocorrência de baixa qualidade dos alimentos, problemas na oferta de proteínas no desjejum e no almoço, além de longo intervalo entre o jejum noturno e o desjejum, que poderia gerar até uma hipoglicemia nos internos.

Segundo o controlador geral do Estado, Pedro Lopes, a Control recomendou adoção de medidas administrativas pela Seap para melhorar a capacidade dos servidores no exercício da função de fiscalização dos contratos, além de sugestão de punição à contratada quando do descumprimento das cláusulas de fornecimento dos alimentos. Pedro ressaltou ainda que foi constatado também que todo o sistema prisional tinha apenas um fiscal de contrato e nenhuma nutricionista, contribuindo para o descumprimento de cláusulas relacionadas à qualidade do fornecimento.

O relatório completo de auditoria pode ser conferido na página da Control, através do link: http://adcon.rn.gov.br/ACERVO/control/DOC/DOC000000000225067.PDF

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gilberto Felipe de Lima disse:

    De acordo com a SEAP, haverá nova licitação, acreditando que seja sem cartas marcadas, e que ganhe esta licitação, empresa com capacidade, e
    que tenha em seu quadro funcional,
    Pessoas capacitadas.

  2. Gilberto Felipe de Lima disse:

    Dre acordo com a SEAP, haverá nova licitação, acreditando que seja sem cartas marcadas, e que ganhe esta licitação, empresa com capacidade, e
    que tenha em seu quadro funcional,
    Pessoas capacitadas.

  3. Marcelo disse:

    Ta na hora de obrigar os presos a trabalhar para pagar por sua comida e "hospedagem" , como todos os homens dw bem, honestos e pais de família.

  4. De olho 👀 disse:

    Fraudes nas tornozeleiras, nas quentinhas e por aí vai. Se procurarem outros contratos como por exemplo o da reforma do presídio vão encontrar mais dinheiro roubado com conivência e participação da SEAP e do governo do estado. Tem que mandar os responsáveis pra trás das grades.

  5. Mota disse:

    Essa comida e de péssima qualidade…está mas que na hora de mudar…