Tiroteio no aeroporto de Los Angeles deixa 2 mortos, diz jornal

13305622O tiroteio ocorrido na manhã desta sexta-feira (1º) no aeroporto internacional de Los Angeles, nos Estados Unidos, deixou ao menos duas pessoas mortas. Segundo o jornal Los Angeles Times, um agente de segurança e o próprio atirador foram mortos no incidente. Ainda há um número incerto de feridos.

O incidente ocorreu por volta das 9h30 (horário local, 14h30 em Brasília), em um posto de checagem no terminal 3 do aeroporto. O local foi fechado e as decolagens, canceladas.

Segundo testemunhas, o atirador portava um rifle e disparou contra um agente da Administração de Segurança de Transportes (TSA, na sigla em inglês), que morreu. Outros oficiais estariam feridos, mas a informação não é confirmada pela polícia de Los Angeles.

Imagens aéreas mostram pessoas uniformizadas — possivelmente seguranças do aeroporto — sendo atendidas por equipes de resgate.

O corpo de bombeiros de Los Angeles disse estar ajudando a polícia — que faz a varredura do aeroporto — a atender ‘um incidente com múltiplos pacientes’.

Disparos

‘Ouvi o alarme de segurança disparar. Achei estranho, até que vi as pessoas correndo em todas as direções (…) e funcionários de empresas aéreas se esconderem atrás de seus balcões’, disse a testemunha Terry Malloy à emissora americana ABC.

Outra testemunha, Jack Cave, disse à emissora que estava no balcão de atendimento de uma companhia aérea quando escutou cerca de dez disparos.

— Todos nós nos agachamos, e eu me joguei atrás da área de bagagens. Daí as [autoridades] chegaram e nos tiraram do terminal.

A Casa Branca afirmou que o presidente Barack Obama já foi notificado sobre o episódio.

R7

Atualizado às 16h01

Diretor de Top Gun, Dias de Trovão e Um tira da pesada se joga de ponte em Los Angeles

O diretor Tony Scott na pré-estreia de ‘Incontrolável’, em Los Angeles, em 2010Foto: Gus Ruelas / APO cineasta britânico Tony Scott, diretor de filmes como “Top gun”, “Dias de Trovão” e “Um tira da pesada II” morreu neste domingo ao saltar de uma ponte em Los Angeles. Ele era o irmão mais novo do também diretor Ridley Scott.

A polícia investiga a morte de Tony Scott como um suicídio. Autoridades locais disseram que o diretor, de 68 anos, saltou da ponte Vincent Thomas que liga San Pedro e a Ilha Terminal de Los Angeles.

A tenente Jennifer Osburn, do serviço da guarda costeira dos Estados Unidos disse ao jornal “Daily Breeze’ que encontrou um bilhete de suicídio no carro Toyota Prius de Scott, que estava estacionado na pista sentido leste da ponte.

Testemunhas afirmam ter visto Scott escalar uma cerca no lado sul da ponte e saltar “sem hesitação” por volta de 12h30m de domingo (16h30m em Brasília).

O filme “Fome de viver” (1983), estrelado por Catherine Deneuve, David Bowie e Susan Sarandon, marcou a estreia do publicitário Anthony D. L. Scott na direção de longa-metragens. Seu maior sucesso nas telas foi “Top gun” (1986), protagonizado por Tom Cruise . Scott também dirigiu filmes como “Maré vermelha”, “Amor à queima Roupa”, “Incontrolável”, “Chamas da vingança”, “Inimigo do Estado” e o remake de “O sequestro do metrô 123”.

Tony foi parceiro de negócios do irmão Ridley na empresa Scott Free Productions. Juntos, eles produziram vários filmes e programas de televisão, como “The good wife”. Ele foi um dos produtores de “Prometeu”, o mais recente longa de Ridley.

Scott foi casado três vezes e deixa dois filhos de seu casamento com a terceira mulher, a atriz e modelo Donna Wilson.