Polícia

Estrangeiro com covid é detido no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante ao tentar embarcar sem máscara

O Saiba Mais – Agência de Reportagem, destaca que um homem adulto de nacionalidade estrangeira e com resultado positivo para covid-19 tentou embarcar na manhã desta sexta-feira (26), no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, na região Metropolitana de Natal. Ele também se recusou a usar máscara. Houve tumulto entre passageiros após a insistência do homem em embarcar.

As informações foram confirmadas, através de nota oficial, pela empresa administradora do terminal aéreo, Inframerica, que acionou a Polícia Federal. O homem foi levado por agentes para uma sala isolada no aeroporto e detido pela PF e pela Anvisa, chamada para que os protocolos sanitários fossem realizados. A equipe de limpeza do aeroporto também foi acionada para uma desinfecção total com produtos de higienização de UTI hospitalar das áreas do terminal.

Funcionários que tiveram contato com o homem serão orientados e monitorados pela Anvisa.

Veja mais detalhes AQUI em reportagem completa.

Opinião dos leitores

    1. Quem é quê preferiu construir estádios ao contrário de hospitais??? O FDP LADRDO CONDENADO LULA , quando alguém da sua família estiver passando mal ,vá naquele estádio lindo que não serve pra nada , só para o ladrao Lula TER ROUBADO

    2. Cara, qual o problema de vcs, é Bolsonaro e Lula em todas as notícias, vão se tratar!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Fábio Faria anuncia edital da relicitação do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante

Tem boa notícia chegando para o RN!!!”, publicou o ministro das Comunicações em suas redes sociais. E seguiu informando que a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) aprovou, nesta terça-feira (9), as minutas do edital e do contrato de concessão para a relicitação do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (ASGA) – RN.

Segundo Faria, agora os documentos jurídicos para a concessão e os Estudos de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental (EVTEA) serão submetidos à consulta pública por 45 dias, após a publicação no Diário Oficial da União.

A relicitação é um mecanismo que traz segurança jurídica aos contratos e permite a continuidade da prestação dos serviços, uma vez que a concessionária deve manter a qualidade e os requisitos de segurança operacional até que a nova empresa assuma as operações do aeroporto.

O ministro ainda adiantou que o Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, pretende relicitar o aeroporto ainda este ano.

Opinião dos leitores

  1. Podiam dar a gestão do aeroporto pros Alves. Não foram eles q trouxeram essa desgraça pro RN e acabaram com o antigo q era ótimo ? Joga no colo deles agora, já forma favorecidos com a venda das terras q não valiam nada. Agora pergunte se querem esse elefante…

  2. Só resolveria o caso do aeroporto daqui baixando o preço das passagens saindo daqui de Natal.
    Compensa muito mais sair de João Pessoa, Recife ou Fortaleza do que daqui para a maioria dos voos internacionais e nacionais .(mesmo contando com os gastos do deslocamento e diárias de estacionamento nestas outras cidades).
    O que danado é isso???!!!

  3. Boa notícia seria a transformação daquele elefante num hospital. E a volta dos voos para Parnamirim..

    1. Sr. Silver…..porque lá nada funciona. Nem uma farmácia tem, estacionamento caríssimo, não tem um restaurante, percurso perigoso e distante de tudo…..por isso, homi.
      ????????

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Aeroporto da Grande Natal deverá ter 312 voos extras em janeiro de 2021

Foto: Divulgação

Com a alta temporada de verão e a procura pelas praias do Rio Grande do Norte, o Aeroporto da Grande Natal deverá movimentar cerca de 220 mil passageiros no primeiro mês do ano. Estão previstos aproximadamente 1.500 pousos e decolagens, destes 312 são extras para atender a demanda do período. Segundo pesquisa do Ministério do Turismo realizada com agências e organizações de viagens, Natal desponta como destino mais procurado por pessoas que desejam viajar. “Com muitas fronteiras de países fechadas ainda, os brasileiros estão procurando as praias brasileiras nestas férias e Natal tem todas as características para receber e atrair turistas”, conta Roberto Luiz, diretor de Negócios Aéreos da Inframerica.

Para a secretária de turismo do estado, Ana Maria Costa, esse resultado reforça o apoio das iniciativas de planejamento e ação do Governo do Estado para o retorno do turismo. “A atividade turística é um pilar importante da nossa economia, e representou um grande desafio no contexto da pandemia. Agimos desde o início para nos tornarmos um destino seguro, adotamos todos os protocolos de biossegurança, fechando quando foi preciso e agora o nosso compromisso é com a reabertura gradual e responsável”.

A previsão da Inframerica, concessionária que administra o Aeroporto, é atingir neste mês 81,2% do fluxo pré-covid. “Janeiro e fevereiro são meses importantes para o turismo que move a economia da região, e, aos poucos estamos retomando o movimento do terminal. Este retorno está sendo cauteloso, com parcimônia e as companhias aéreas estão retomando os voos e as rotas para Natal sempre atentas aos protocolos sanitários”, explica Luiz.

Atualmente o Aeroporto da Grande Natal está com 49 voos diários para os principais aeroportos do Brasil. Para o mês de janeiro as cidades de Belo Horizonte (MG) e São Paulo – Congonhas (SP) começam a fazer voos diretos para a capital potiguar. Em dezembro foram incluídos na malha aérea os voos de Goiânia, Ribeirão Preto e Uberlândia, para atender a demanda da estação.

Por conta do movimento, a administradora orienta os passageiros a chegarem no Aeroporto com 2h de antecedência. “Devido aos cuidados com a covid-19, adotamos diversas medidas para que o passageiro viaje pelo terminal potiguar mais tranquilo”, destaca o executivo. Quem passar pelo aeroporto vai encontrar adesivos no chão para que haja o distanciamento social nas filas dos balcões de check-in, raio-x e portões de embarque. Elas demarcam uma distância que asseguram a saúde do passageiro, conforme orientação dos órgãos sanitários. O uso da máscara é obrigatório em todo o terminal, e a Inframerica espalhou alertas sobre o seu uso pelo terminal. A higienização de todo o terminal, em especial dos banheiros foi reforçada, assim como a reposição de sabão. Dispensers de álcool gel foram instalados pelo aeroporto e estão à disposição do passageiro.

A Inframerica reforça que a colaboração de todos é essencial. A máscara deve ser usada de forma correta, tapando nariz e boca e o passageiro deve respeitar as regras para ter uma experiência mais tranquila pelo aeroporto.

Opinião dos leitores

  1. Aeroporto da grande Natal? Aeroporto novo? O que já tem, de São Gonçalo do Amarante governador Aluísio Alves não tem movimento, imaginem agora com dois.

  2. A crítica deve ser feita de forma construtiva e geralmente é isso que particularmente falo. Este estado ficou na inérci por décadas, os governantes desviando recursos público, aproveitando tudo que o dinheiro pode comprar e os "inteligentes" brigando por político y ou z. Às pessoas devem entender e cobrar políticas públicas pra ontem e não ficar nesse mi mi mi defendo apenas o seu interesse.

  3. Única e exclusivamente pelas belezas naturais e mesmo assim conforme falado, não conheço outro lugar que tenha involuido turisticamente falando. Hoteis caros, insegurança etc
    Pensem o que quiser, prefiro pegar voo por João Pessoa ou Recife a ser assaltado a caminho desse aeroporto, além das tarifas bem mais em conta do que sair por Natal.

  4. Toda as vezes que se fala nesse aeroporto surge esses doentes falando em parnamirim com uma pista de pouso como se fosse a solucao

    1. Um monte de imbecis, que querem ter uma pista de pouso no fundo do quintal. Acho engraçado ninguém da zona Norte nunca reclamou

  5. O Bob’s, a Casa do Pão de Queijo, a Farmácia… todos já fecharam no aeroporto do FIM DO MUNDO. Lamentável!!

  6. Tem alguns Potiguares torcendo contra o RN devido ao fanatismo. As notícias boas incomodam muito os fanáticos de esquerda e de direita. Quando nós fomos destaque como destino mais procurado, algumas claques deram sinal de comportamentos no mínimo estranhos.

    1. Infelizmente, esse é o povo brasileiro. Não torce pelos seu País, nem pelo seu Estado e nem pelo seu Município, mas se matam por políticos canalhas que os fazem de marionetes úteis.
      É triste…

    2. Povo potiguar, sempre que aparece alguma empresa vindo mandam ir embora. Os tontos não entendem que as empresas só ficam o tempo que tem renúncias fiscais.

  7. Que Extra? Esse aeroporto nem movimento tem.
    Notícia controversa é essa.
    A caneta na mão de mau jornalista é pior que um bisturi na mão de um mau médico.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Donos de terrenos desapropriados para o aeroporto Aluízio Alves entram na Justiça para cobrar valores que chegam a R$ 30 milhões e não foram pagos até hoje

Foto: Reprodução/Inframerica

Proprietários de terrenos onde foi construído o Aeroporto Internacional Aluizio Alves, em São Gonçalo do Amarante, que está em processo de relicitação após a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) aprovar a revisão do contrato atestando o prejuízo de aproximadamente R$ 20,5 milhões em decorrência da pandemia para a Inframérica, entraram com ação na Justiça Federal com a finalidade de receberem após mais de 20 anos do início do processo de desapropriação, os valores devidos pela União que seriam aproximadamente R$ 30 milhões.

O advogado Diógenes da Cunha Lima, que representa parte dos proprietários ressalta o histórico das desapropriações. “O Estado conseguiu a posse provisória, deferida por medida liminar em ação de desapropriação, com preço auferido através de laudo unilateral, em valor irrisório, tendo o Juízo autorizado a posse precária. Não houve pagamento para quitar 2/3 das propriedades, algo em torno de 1.500 hectares, sendo o aeroporto construído por concessão da União à Inframerica, em propriedade privada. No curso de um dos processos, que perdura há quase 25 anos, o Estado do RN protocolou 25 recursos, demonstrando zelo processual. Entretanto, não obteve êxito em qualquer deles, confirmando-se, por força de laudo pericial judicial, a injusta indenização pretendida para concretização da desapropriação”, ressaltou o advogado.

Ainda segundo Cunha Lima, a responsabilidade legal da desapropriação da área, para funcionamento do Aeroporto, é do Governo Federal, através de sua autarquia e de sua empresa pública. Contudo, para responder pelas desapropriações das terras, a União repassou, através de Convênio, a incumbência ao Estado do RN, como mero intermediário, já que os insuficientes recursos para quitação das desapropriações advêm de verba federal, repassada ao RN com finalidade exclusiva de pagamento das terras. “A desapropriação foi consumada em via transversa à lei, e assim, sem respeito ao estado de direito. O Governo do Estado alega não ter recursos para o pagamento da área.

Leia matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. Ta aí o real motivo desse aeroporto. DINHEIRO. Unicamente dinheiro. Essa história de progresso, acessibilidade, melhorias é tudo baboseira.

  2. Pra construir um hospital de trauma, Rosalba disse que não tinha dinheiro pra contrapartida aí desistiram ,aí pra fazer um elefante branco, foi ligeiro, é deixou um legado, o governo paga 9 milhões todo mês, se juntasse o dinheiro que já foi pago, dava pra construí quantos hospitais, gestores sebosos, é secretários com a conta gorda.

  3. Arena da Dunas e Aeroporto de SGA duas nabas que os políticos colocaram no povo do RN. Outra trolha gigante era o tal consórcio INSPAR, mas graças a Deus foi abatida em pleno voo pelo Ministério Público. Nessa os políticos safados e corruptos, junto com os empresários mafiosos, se deram mal. Um deles, parece que ao ser preso se cagou todinho, entregou o esquema todo e depois foi desmentir o que disse.

  4. Esse aeroporto é amaldiçoado. Tudo que for implantado em um raio de 10km dele está fadado ao fracasso. A solução é transformar aquilo em presídio e devolver aquela terra amaldiçoada pela corrupção e sem valor, pois longe de tudo e de todos, aos antigos donos.

  5. Alô Alô Ministros Fábio e Rogério! A volta do aeroporto civil para Parnamirim é a solução mais viável.

  6. Os donos das terras quando venderam pensaram que tinham tirado na Mega da virada, terras sem valor econômico nenhum, lá no fim do mundo. E agora nem eira nem beira, vão morrer sem receber o valor prometido. Dica: vão atrás de Henriquinho e sua patota.

  7. Calma. São obras p copa e elas deixarão um legado. A Jerônimo Câmara e Mor Gouveia até hoje têm buracos. Com um aeroporto sem futuro daqueles é melhor desembarcar em João Pessoa e vir de ônibus curtindo a viagem!

    1. Calma amigo, vão fazer um aeroporto em cada bairro de Natal pra dar conforto a vossa excelência

    2. Não falei em conforto, pois sou morador da zona leste consequentemente mais próximo do malfadado aeroporto de São Gonçalo. Falei em questão de logística e localização, mas o amigo "Nordestino" acredita que mora em uma megalópole e por isso a gente precisava de um segundo aeroporto, mesmo o Augusto Severo tendo passado por uma ótima reforma…

  8. Essa mudança de aeroporto de lugar foi a ideia mais infeliz q já vi. Nao conheço ninguém q tenha gostado dessa palhaçada.

    1. Só quem mora em São Gonçalo e os assaltantes na espera.

    2. Para quem mora no oeste é em Mossoró,é mas viável fortaleza, mas Seguro é fácil, . Agora esse aeroporto ficou muito contra mão de Natal. Politicagem pura.

  9. A solução não está no aeroporto de Parnamirim. Falta compromisso dessa classe nojenta com RN. veja os exemplos dos nossos vizinhos aqui tudo e difícil.

    1. É a solução ideal. O Sr Henrique Eduardo Alves, que nunca trabalhou na vida, exceto em política, deve ter um patrimônio suficientemente grande para pagar as indenizações. Vamos ver quem tem coragem de apresentar a fatura para ele.

  10. Devolve essa bomba e voltamos ao Augusto severo, quem apoia? Meu Deus ninguém vê que esse aeroporto está afundando o RN, acorda políticos

    1. Os aviões vão posar no quintal desse pessoal que acha que tem um rei na barriga, não querem gastar combustível, as pessoas que moram em outros municípios não reclamava quando tinha que entrar no ovo que ficava em Parnamirim, vão procurar o que fazer

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Anac reconhece ‘desequilíbrio’ de quase R$ 20,5 milhões e aprova revisão do contrato de concessão do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante

Foto: Reprodução/Diário Oficial da União(DOU)

A Agência Nacional de Aviação Civil reconheceu um “desequilíbrio” de quase R$ 20,5 milhões provocado pela pandemia da Covid-19 no Aeroporto de Natal e aprovou uma revisão extraordinária no contrato de concessão do terminal ao Consórcio Inframérica. A decisão foi publicada nesta segunda-feira (4) no Diário Oficial da União. Ainda de acordo com a agência, o objetivo é recompor o equilíbrio econômico-financeiro do aeroporto. Somente em 2020, esse desequilíbrio teria sido de R$ 20.499.736,34.

A decisão publicada prevê duas medidas a serem tomadas. A primeira é o abatimento das contribuições mensais, devidas em 2020; porém, é necessária anuência do Ministério da Infraestrutura para isso. A segunda medida é o aumento “temporário” da Tarifa de Uso das Comunicações e dos Auxílios Rádio e Visuais em Área Terminal de Tráfego Aéreo (TAT) pagos pelas companhias e donos de aeronaves, que serão taxados com valores operados em aeroportos de classe “A”. Leia documento AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Eu tb tive prejuízo nos meus negócios mas as contas estão chegando tdas do mesmo jeito.
    Como é bom ser poderoso neoliberal no Brasil.
    O lucro é privado mas o prejuízo é socializado.

  2. Em todos os ramos de negócios existe o risco do mesmo ser lucrativo ou não, mas se for com o governo o prejuízo será compensado. Alguém dúvida que o aumento dessa taxa será repassado aos preços já altíssimos das passagens para o RN?

  3. Air Port de SSG fracassou. O retorno para o Augusto Severo se faz urgente.
    Bora pessoal se manifestar, tomar as ruas de Natal e RN por seu retorno.

  4. Pode abater contribuições, pode aumentar tarifa…a verdade é que esse aeroporto foi a desgraça do turismo no RN. Longe de tudo, percurso perigosíssimo qualquer hora do dia, aeroporto presídio, a pessoa tem que ficar presa o dia todo se tiver uma conexão ou atraso. Escassez na área de alimentação, farmácia (a que tinha fechou) e a exploração no estacionamento. O povo potiguar tem que ser eternamente "grato" ao Riquinho Aeroporto Alves.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

FOTO: Carro capota e derruba poste em acidente no acesso sul do aeroporto de São Gonçalo

Foto: Cedida

Mais uma acidente sem detalhes, até a publicação deste post, foi registrado no fim da manhã, dessa vez, na Grande Natal. Na ocasião, um veículo não identificado capotou e destruiu um poste em pista de acesso sul ao aeroporto de São Gonçalo do Amarante. Não se tem informação do estado de saúde do motorista, e se haviam outros ocupantes no automóvel.

Opinião dos leitores

  1. Tadinho do motorista! Nem tava correndo nem nada e, de repente, aparece esse poste na frente. Sacanagem!!!!!!!

  2. Eu acho que foi a culpa da chuva que a celerou o carro e do asfalto que estava liso
    e o poste que tava no meio

    1. O problema não é nem este poste em si. Imagina que, com certeza, muitos outros ficaram apagados devido o curto que este ai ocasionou.

  3. Ta com cara de ser poste da lombada eletrônica, motorista deve ter freado e o carro deslizado na pista molhada.

  4. Nas imagens vejo o asfalto molhado. Com certeza a culpa foi da chuva que acelerou o carro e derrubou o poste que era feito de açúcar… O motorista nunca tem culpa e sempre dirige de forma diligente… kkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

AEROPORTO DA GRANDE NATAL: Grampos e pedras furam pneus de carros em acesso e polícia suspeita de ação de assaltantes

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

O portal G1-RN destaca nesta sexta-feira(30) grampos e pedras deixados no meio da pista que dá acesso ao Aeroporto Internacional Aluísio Alves, na região metropolitana de Natal, furou pneus de veículos que passavam pelo local na noite dessa quinta-feira (29). Pelo menos três carros tiveram pneus furados. O caso aconteceu entre a principal rotatória que dá acesso ao terminal e a BR-304 em Macaíba. A Polícia Militar suspeita que da ação de bandidos que tinham a intenção de fazer assaltos na região. Ninguém foi preso. Veja detalhes AQUI.

Opinião dos leitores

  1. Infelizmente uma cidade cuja principal renda é o turismo perde muito com um aeroporto tão longe e com acesso extremamente perigoso.

  2. Dia 5/11, chegarão 1mil novos policiais e em 2021 mais 300.
    O problema está aí, mas a nossa excelentíssima governadora professora Fátima, a melhor governadora de todos os tempos está fazendo o seu trabalho.
    Poderia ser melhor, poderia.
    Mas pegar um Estado depois da administração de Robson, Rosalba, Vilma, Garibalde, José Agripino e Geraldo Melo, é quase um milagre o que ela está fazendo hj.
    Mas Deus está com ela e o RN vai superar.

    1. Um elefante passa por um buraco de agulha 10x e a Aeronáutica não devolve o aeroporto. O mais estranho foi que ele foi devolvido pouco tempo depois de uma ótima reforma.

  3. Eu queria saber qual a dificuldade de se colocar um policiamento noturno nas principais vias da cidade. Falta de vontade?

  4. Resumo da ópera:
    1. Um bando de políticos articula um esquema para ressuscitar um aeroporto abandonado, usando como desculpa a realização da Copa do Mundo de 2018;
    2. Se juntam num conluio e realizam as obras "nas cochas", sem a infraestrutura necessária em "parceria" com grandes empreiteiras e operadoras de aeroportos;
    3. Na calada da noite, desativam o velho, bom e histórico Aeroporto Augusto Severo (único do país com "acesso expresso e servidos por duas BRs) e correm para devolvê-lo à aeronáutica para "não atrapalhar o negócio do "novo" aeroporto.
    4. Os políticos que participam e que bancam a "empreitada" caem em desgraça, perdem poder e abandonam os parceiros privados (sócios), os usuários e as empresas que operam o aeroporto à própria sorte;
    5. A chegada ou a saída deste elefante branco passa a ser uma aventura de altíssimo risco, pela total insegurança em seus acessos. Quando o usuário não é assaltado nos trajetos e roubado no "único pedágio de aeroporto do mundo".
    6. Nada é apurado, ninguém é punido, a empresa que opera o aeroporto ameaça devolvê-lo por prejuízos, o aeroporto torna-se um problema cada dia maior e quem sofre são os seus usuários e quem lá trabalha.
    Enquanto isto…os pais da ideia estão em suas altas varandas, olhando para mar e para os aviões de carreira.
    É isto e somente isto. E, enquanto isto, nem um movimento para reativar o velho e bom Augusto Severo.

    1. Leitura muito boa da situação, mas ainda tem muito mais coisa ruim para se falar daquele elefante branco.

    1. A polícia tem medo de instalar um posto naquele trecho. Nunca vi um carro da polícia naquela área. O governo tem que instalar, no mínimo, uma companhia de polícia para garantir a segurança da região e com patrulhamento permanente.

  5. Estes acessos ao Aeroporto, são de uma insegurança terrível. Deveria ser obrigatório uma tinha permanente
    a partir das 18hs, nos dois acessos até às 05hs do dia seguinte.
    A população

  6. A Governadora Fátima Bezerra PT deve tomar atitudes jóridicas para solucionar o caso kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk É GOPI

  7. A insegurança no RN está tomando proporções alarmantes , mas a única preocupação do governo de de espalhar pânico do covid, para encobrir sua inércia e incompetência em outras áreas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Aeroporto da Grande Natal estima circulação de 20 mil passageiros no feriado

Foto: Inframérica/Divulgação

A Inframerica informa que o Aeroporto de Natal estima que aproximadamente 20 mil passageiros vão passar pelo terminal para voos neste feriado prolongado de sexta-feira (30) até a segunda (2), Dia de Finados. A concessionária responsável pelo aeroporto diz que estão previstos 143 pousos e decolagens nestes quatro dias. Com a alta demanda, precisaram ser incluídos 14 voos extras na malha aérea. As cidades mais procuradas pelos passageiros de Natal são São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Brasília.

Segundo Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, o movimento neste feriadão será 34% maior que o feriado anterior, de 12 de outubro. Naquele, 14.879 mil passageiros circularam pelo terminal. Apesar do crescimento neste momento, o fluxo de passageiros durante o ano ainda é 31,2% menor que o registrado ao longo de 2019, em função da pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Inframerica, alguns trabalhos têm sido feitos para o passageiros voar tranquilo. As filas de embarque, dos portões, das pontes de embarque e do raio-x estão demarcadas com adesivos de distanciamento social. Além disso, há pontos com álcool em gel 70% em todo o aeroporto. A utilização da máscara facial também é obrigatória durante todo o tempo, incluindo o voo – só serão permitidos embarques de usuários utilizando o acessório.

Com acréscimo do G1

Opinião dos leitores

  1. Como viajo bastante entendo como sendo: Aeroporto moderno com toda infra estrutura, tudo funcionando , gerando diversos empregos direto e indireto, quanto a distancia entendo que vale o sacrifício pois a maioria dos aeroportos modernos não distante do centro da cidade.
    Ex. Aeroporto de Guarulhos além da distancia o congestionamento se precedente, no entanto o fluxo é muito maior que Congonhas, do Rio para São Paulo prefiro utilizar Guarulhos, por conta da infra estrutura.

    1. Miguel, o aeroporto de São Gonçalo é distante, porem no caminho não tem nada a não ser fazenda (deve ser de alguma oligarquia política), ou seja não é habitável, além de que num raio de até 3 km não tem hospital, hotel, restaurante, linhas regulares de ônibus, nem segurança… Entendeu a nossa diferença para outros aeroportos distantes?

  2. Como viajo bastante entendo como sendo: um aeroporto moderno com toda infra estrutura , tudo funcionando , gerando muitos empregos direto e indiretos com funcionários qualificados, quanto a distancia para mim vale um pouco o sacrifício , pois a maioria dos aeroportos modernos são distante do centro da cidade. Ex. Aeroporto de Guarulhos além da distancia o transito totalmente congestionado.

  3. Saudades de viajar no antigo aeroporto… íamos a pé até o avião, eu achava um luxo aquele vento batendo nos meus lindos cabelos crespos à base de neutrox

  4. Vão ser assaltados isso sim. Só um louco sai da sua casa para, de madrugada, percorrer aquele trecho até Natal. Fiquem sabendo, seus turistas desavisados, que aquela área é tão perigosa e sem policiamento, que criaram até serviço de carro blindado para fazer transporte de passageiros até o aeroporto de São Gonçalo.

  5. Esse aeroporto no fim do mundo, longe de tudo e de todos, ajudou a acabar de quebrar o RN. Hoje estamos pagando um preço muito caro por essa mudança.

    1. Falou tudo amiga, mais valeria arrendar o aeroporto de João Pessoa com transfer gratuito pra Natal e transformar o aeroporto SGA em um presídio.

    2. Em muitas cidades o aeroporto é distante.
      Tipo Brasília, Maceió , Salvador.
      E. Ninguém deixa de viajar.
      O daqui fica a 25 km.
      Sem dúvida Fortaleza e Recife são ótimos.
      Mas para quem mora na zona Norte de Recife não é tão perto.

    3. Certo que o aeroporto é longe, mas se o cara deixar de viajar para o RN porque vai pagar um taxi ou um UBER, pode ficar em casa pq vc tá fudido.

    4. O pior é que as "otaridades" não querem reconhecer a idiotice que fizeram. Só irão tentar reverter quando o RN estiver totalmente isolado no Nordeste e o Augusto Severo não prestar mais. Poderiam aproveitar a estrutura do ASG e transformar em um Presídio.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Aeroporto da Grande Natal espera 15 mil passageiros no feriado prolongado da padroeira do Brasil

Foto: Reprodução/Youtube

A inframérica informa que o fluxo de passageiros no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, durante o feriado prolongado de 12 de outubro, dia da Nossa Senhora Aparecida, deverá ser de 15 mil passageiros, contando a partir desta sexta-feira (9), até terça-feira (13).

Estão previstos para o período 104 pousos e decolagens, sendo 18 extras para atender o feriado. A previsão é que o movimento do feriado de Nossa Senhora Aparecida, que é celebrado na segunda-feira (12), seja 47,7% maior que 7 de setembro, quando 10.077 passageiros circularam pelo aeroporto potiguar. Mesmo com este aumento, a circulação de pessoas ainda é 39,0% menor quando comparada ao período anterior à pandemia.

A Inframerica informou que usou adesivos para demarcar o distanciamento social em filas de embarque, portões, pontes de embarque e no raio-x.

A empresa ainda recomenda que o passageiro chegue ao aeroporto com 1h30 de antecedência para voos domésticos.

Com acréscimo de informações do G1-RN

Opinião dos leitores

  1. E os preços?
    Fui comprar uma passagem para Salvador estava por 1380 reais ainda com escala no Rio de Janeiro. Vejam só. Comprei em João Pessoa, direto para Salvador por 378,00, com combustível de carro até JP, ainda saiu pela metade do preço.

    1. Você levou carro no avião? Pelo que me consta, estacionamento de aeroporto não é barato.

    2. Já fiz o mesmo algumas vezes com destino a Brasília. A diferença de preço paga gasolina, estacionamento no aeroporto e ainda sobra.

    3. Senhor Manoel, o carro ficou no estacionamento do aeroporto de João Pessoa. Não fui em avião cargueiro da FAB como o senhor sempre viaja. Paguei estacionamento e ainda foi vantajoso demais. Já fiz o mesmo indo para Recife e valeu a pena. Entre no site e veja o valor de uma passagem saindo daqui pra qualquer lugar do Brasil e veja comprando nesses lugares a volta pra Natal. A diferença é gritante.

    1. Siginfica 10 vôos chegando e 10 saindo por dia (o mesmo avião), cada um com 150 passageiros,
      durante os cinco dias (20 vôos x 150 x 5). Não dá três mil passageiros por dia.

    2. Severino, nosso turismo nunca mais foi o mesmo desde que inauguraram esse aeroporto no fim do mundo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Coronavírus: Aeroporto de Natal conta com apenas um fiscal para barreira epidemiológica e recebe, só nesta terça, mais de 10 voos de regiões com último grau de contágio

O Blog do Dina – por Dinarte Assunção destaca nesta terça(17). O aeroporto internacional de Natal tem apenas um fiscal operando na barreira epidemiológica montada para conter o avanço do coronavírus. O fiscal é da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, cuja representação baseada em Natal explicou ao blog que está atuando dentro dos protocolos estabelecidos por Brasília.

O posto de fiscalização é alternado, ficando sempre uma pessoa 24 horas por dia.

Só entre as 9h10 desta terça-feira (17) e as 2h30 da quarta (18) a previsão é que o aeroporto receba 21 voos, sendo oito de São Paulo, três do Rio de Janeiro, um de Salvador, regiões onde o contágio já atingiu o último estágio, chamado de transmissão sustentada, quando as autoridades médicas não conseguem mais mapear quem está transmitindo para quem.

Há ainda um voo de Lisboa previsto para chegar à noite. Portugal também é um pais com transmissão sustentada.

Fiscal nunca foi acionado

O fiscal da Anvisa nunca foi acionado em face do coronavírus, informou a agência ao Blog do Dina.

De acordo com o que foi explicado, em caso de suspeita de passageiros com o vírus, cabe ao comandante de cada voo fazer contato prévio com o aeroporto informando haver no voo passageiro com suspeita da doença.

Blog do Dina – por Dinarte Assunção

Opinião dos leitores

  1. o prefeito disse na TV que acabaria com o coronavirus ,logo após a declara o o papa ligou para ele pedindo para ir até a Itália para curar o povo .antes de embarcar prefeito cuide de natal.

  2. Estilo Petista de ser:
    Se IMMANUEL KANT fosse do Partido dos Trabalhadores, se Kant fosse do PT, se Kant fosse petista, KANT seria um absoluto imbecil. Kant imediatamente deixaria de ser Kant e desapareceria por completo da História. Seria um imbecilóide. Se Kant fosse petista, Kant desapareceria integralmente do planeta TERRA.

  3. Método do Brasil p combater o coronavírus: não fazer os testes nos doentes…
    Meu Deus do céu…

  4. Eu só gostaria de saber quando o Excelentíssimo Presidente da República Federativa do Brasil vai fechar as fronteiras e proibir vôos internacionais. Medida importantíssima e que já foi tomada por vários Países do mundo, inclusive vizinhos nossos.

    1. A governo estadual poderia dar o exemplo e fechar as fronteiras do estado !

  5. Por que este elefante branco ainda está funcionando e trazendo possíveis contaminados para o RN ? Fecha logo isso…

  6. Por que não fecharam este elefante branco que só traz prejuízos ao povo do RN? E agora está trazendo por suas portas, possíveis contaminados pelo Corona vírus, mas o governo ainda não disponibilizou efetivo suficiente para fiscalizar os que entram/retornam de muitos lugares deste mundo….

    1. Esta é a grande vantagem de um aeroporto ser privado pois o prejuízo é dos acionistas.
      Sendo público o prejuízo é de toda população, mesmo dos que não utilizam os serviços.

  7. Por que não fecharam este bendito aeroporto de São Gonçalo do Amarante ainda ???? Até quando vão sacrificar o povo natalense com esta aberração???

  8. Arena das dunas transformado num grande centro de atendimento aos infectados com covid 19 já! RN, isso é Urgente!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo e ministério discutem continuidade da operação do Aeroporto de São Gonçalo

Fotos: Edson Leite e Ricardo Borges

O Governo do Estado acertou com o Ministério da Infraestrutura a participação de um membro da gestão estadual no grupo de trabalho que vai acompanhar o processo para a nova licitação do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante.

A requisição para integrar o grupo foi feita diretamente pela governadora Fátima Bezerra ao ministro Tarcísio Gomes de Freitas e ao secretário nacional de Aviação Civil Ronei Saggioro Glanzmann durante reunião em Brasília-DF, na manhã desta quarta-feira (11). O nome indicado para compor o grupo de trabalho foi o do presidente da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), Bruno Reis.

A reunião contou com a presença da bancada potiguar no Congresso Nacional, representada pelos senadores Jean-Paul Prates e Zenaide Maia e os deputados federais Natália Bonavides, João Maia, Benes Leocádio, Beto Rosado, Walter Alves, Fábio Faria e General Girão. Também participaram o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emídio, os secretários de Estado Gustavo Coelho (Infraestrutura) e Ana Maria Costa (Turismo), o procurador geral do Estado, Luiz Antônio Marinho, e o adjunto, José Santana, além da subsecretária do Gabinete Civil, Laíssa da Costa.

A governadora voltou a destacar que o processo para substituição da Inframérica na gestão do aeroporto será monitorado de perto pelo Governo do Estado. “Vamos ficar 24 horas por dia acompanhando todo o processo. O ministro Tarcísio reiterou que a legislação obriga a concessionária a manter os serviços até que seja feita a transição. Nosso papel é acompanhar a manutenção dos serviços e dos empregos”, afirmou Fátima Bezerra.

O processo de relicitação da gestão do terminal aeroportuário, segundo o ministro da Infraestrutura, será tranquilo e sem prejuízos para quem chega ou sai do Rio Grande do Norte pelos ares. “Será feito um termo aditivo ao contrato da concessionária para que ela cumpra os requisitos de operação, mantenha o serviço de excelência dentro dos padrões internacionais até que seja feita a transição. De antemão, digo à população que há interesse concreto no equipamento. Teremos um bom operador, que com certeza vai trazer novos voos e novas oportunidades para aproveitar o grande potencial que o estado tem”, ressaltou Tarcísio Gomes de Freitas.

O Governo do Estado foi informado oficialmente pelo grupo argentino Inframérica no dia 5 de março sobre a desistência da operação do aeroporto, que foi licitada em 2011 como a primeira operação totalmente privada do setor no Brasil. Durante reunião, o vice-presidente do grupo, Jean Dedjeian, ressaltou os esforços do Governo do Estado para o crescimento do fluxo de voos e consequente incremento na atividade turística. O executivo também isentou a gestão estadual e a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante pela quebra de contrato, justificada pela empresa por seguidos prejuízos e dificuldades com a rigidez dos contratos e do marco regulatório da aviação.

Opinião dos leitores

  1. De que forma um estado literalmente quebrado pode influir em uma operação econômico-administrativa privativa do governo federal (do qual é inimigo político) com agentes do mercado? Conta outra lorota, Fatão GD, eu adoro.

  2. Se o povo não engoliu esse aeroporto não tem ministro, governadora, deputados, facção nenhuma que dê jeito. O povo vem de avião para João Pessoa e vai com agência paraibana para Pipa e de lá visita os poucos lugares que estão de pé no RN. Até de Fortaleza vão para PB, bem mais barato, ainda passeia na bela JP.

    Deveriam fazer um plebiscito pra ver e aproveita lacra o ASG com Riquinho preso dentro.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

ANAC analisa relicitação do aeroporto de São Gonçalo do Amarante para trâmites para nova concessão

Posicionamento da Agência Nacional de Aviação Civil(ANAC) sobre relicitação do aeroporto de São Gonçalo do Amarante

A adesão à relicitação é um ato voluntário da concessionária e consiste na devolução amigável do ativo com a consequente realização de novo leilão e assinatura de contrato de concessão com outra empresa, nos termos da Lei nº 13.448/2017 e do Decreto nº 9.957/2019. O requerimento da concessionária Inframérica para relicitação do Aeroporto de Natal foi formalizado hoje na ANAC, que analisa a viabilidade técnica e regulatória da relicitação. Posteriormente, o processo é encaminhado pela Agência para o Ministério da Infraestrutura.

O processo de relicitação, com as manifestações da agência e do ministério, é então submetido ao Conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), previamente à deliberação do presidente da República. Após a qualificação do aeroporto pelo PPI são iniciados os trâmites preparatórios para a nova concessão, inclusive quanto à necessidade de aprovação de novo plano de outorga e aos requisitos previstos na legislação. A partir dessa fase o prazo previsto em lei é de 24 meses até a realização do novo leilão.

A ANAC entende a relicitação amigável como um mecanismo que traz segurança jurídica para os contratos, além de permitir a continuidade da prestação de serviços aos usuários.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Prefeito de São Gonçalo do Amarante emite nota e esclarece sobre a Inframérica e o Aeroporto

Foto: Elisa Elsie/AssecomRN

Participei, junto com Jaime Calado e outros secretários, hoje, da reunião com a nossa governadora Fátima Bezerra e dirigentes da Inframérica que vieram comunicar oficialmente ao Estado que a empresa decidiu submeter o contrato de concessão do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante ao processo de RELICITAÇÃO previsto na Lei 13.448/2017.

O que isso significa para a operação do aeroporto?

Em princípio, nada. Não muda nada de como está agora. Não haverá qualquer mudança no funcionamento do aeroporto. Continuará, inclusive, com os investimentos na sua melhoria e na expansão de vôos. As normas das concessões garantem isso.

A relicitação, se e quando acontecer (daqui a um ou dois anos), resultará na possível troca de comando do aeroporto por outra empresa do mesmo ramo, talvez com melhores condições de investir mais na expansão das suas atividades.

Quais os motivos alegados pela Inframérica?

Motivos regulatórios. O contrato assinado da concessão do aeroporto de São Gonçalo, por ter sido o primeiro do país, desequilibrou-se financeiramente ao longo do tempo. Os outros aeroportos, concedidos depois, tiveram contratos melhores. E a única forma de melhorar o contrato do nosso é colocando ele para relicitação. A nova empresa que ganhar e assumir vai ter melhores condições pra operar e investir mais no aeroporto.

Prefeito Paulinho
São Gonçalo do Amarante

Opinião dos leitores

  1. O choro desse povo é que eles queriam o aeroporto no quintal da casa deles, chega a ser hilário falando na barraquinha que operava em Parnamirim,

    1. Verdade. O movimento de um aeroporto se deve ao crescimento da economia e não a distância do aeroporto ao centro da cidade, Pelo contrário, todo aeroporto tem de está afastado de área de moradia por questão de segurança.

  2. Ainda que – hipoteticamente – não tenha embolsado nada por debaixo da mesa, Jaime Calado é de longe o grande beneficiado com a trágica transferência do aeroporto de Natal para São Gonçalo do Amarante.
    Esbravejando a lorota de que SGA seria automaticamente transformada em cidade-aeroporto, com a inauguração do terminal, Jaime Calado convenceu o eleitor bocó que o elegeu prefeito, reelegeu e ainda elegeu o seu sucessor.
    A fictícia 'cidade-aeroporto' foi tão bem usada, eleitoralmente, que culminou na eleição da mulher de Jaime para o Senado Federal. E pavimentou o caminho dele próprio para o primeiro escalão do governo Fatão GD.

  3. Os norte-riogandenses foram ludibriados. Este aeroporto é um engodo. Ideal será o retorno do Aeroporto AUGUSTO SEVERO, em Parnamirim. É difícil? Pode ser. Mas não faz mal sonhar um bom sonho.

  4. Parabéns ao prefeito de São Gonçalo do Amarante pela clareza e concisão !!! Deu uma aula ao governo estadual.

    1. Kkkkkkk, melhor dizer, vão nos foder mais ainda, o pt e nós fudemos Natal com esse elefante branco, agora terminamos com tudo

  5. Esclareceu primeiro que o próprio governo do Estado, inoperante como sempre. Se o que diz a nota vai se concretizar, são outros quinhentos. Mas, ao menos prestou algum esclarecimento. Nem pra isso o governo do Estado serve.

  6. Esse aeroporto fica em SGA município que, perdoem-me os cidadãos de bem que lá moram, é o maior depósito de bandidos sem futuro do RN. Quando penso em voar e lembro o trajeto para o aeroporto desisto na hora. O risco de morrer no caminho é muito grande, até carro blindado estão oferendo para o transporte.

  7. Engana que eu gosto. O Brasil tá como tá pq fomos enganados durante anos. Vamos deixar de lorota e mentiras e mostrar a realidade.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Entre fatores que determinaram a decisão de devolução do aeroporto da Grande Natal, Inframérica destaca tarifas “inferiores e defasadas”

Foto: Reprodução/site oficial

Segundo a Inframérica, em nota, alguns fatores determinaram a decisão da Companhia em buscar a relicitação da concessão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Uma das justificativas é em relação ao tráfego de passageiros “que foi negativamente impactado principalmente pela severa e longa crise econômica enfrentada pelo país, ocorrida justamente no período inicial da concessão e que impactou diretamente o turismo na região. Nos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) feitos pelo Governo Federal no início da concessão, a expectativa era que o terminal potiguar movimentasse 4,3 milhões de passageiros em 2019. Contudo, o fluxo registrado foi de 2,3 milhões, cerca da metade do que era previsto nos estudos”.

Disse mais:

“Além disso, as tarifas de embarque de Natal são 35% inferiores se comparado aos demais aeroportos privatizados do país sob o mesmo regime tarifário (dados de dezembro de 2019). As tarifas de navegação aérea do Aeroporto de Natal também estão defasadas. Os valores cobrados pelas outras torres de controle chegam a ser 301% mais altas que a do Aeroporto de Natal”, destaca, em trecho.

Leia íntegra de nota em post abaixo:

Inframerica solicita à União devolução amigável do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal

Opinião dos leitores

  1. Esse consórcio bofote deve ir mesmo embora, aquele monstrengo ser fechado, o Aeroporto Augusto Severo reativado, e a população do estado devia mandar a GD junto com eles, soltem aí em qualquer canto, menos no RN. Se continuar ela vai deixar o estado pior que o RJ.

  2. Hospital ideal para o coronavírus, Sr. Edson, dado o isolamento.
    O perigo são as ambulâncias serem assaltadas.

  3. SÓ PRA LEMBRAR AOS ZEZINS, O AEROPORTO DE PARNAMIRIM É MILITAR, A AERONALTICA SEDIA O ESPAÇO PORQUE NATAL NÃO TINHA AEROPORTO, OUTRA COISA SAIAM DE NATAL, VÃO CONHECER OUTROS AEROPORTOS E VEJAM QUE SÃO CONSTRUIDOS LONGE DO CENTRO DA CIDADE

    1. Fortaleza, JPessoa, Recife, Salvador, Brasília, entre outros são todos dentro da cidade! Geralmente são construídos afastados mas com o desenvolvimento das cidades, são engolidos! O daqui de Natal exageraram e muito no afastamento do aeroporto.

  4. ACHO QUE DEVERIA FAZER DAQUILO QUE CHAMAM DE AEROPORTO , UM GRANDE HOSPITAL PARA ATENDER TODA A POPULAÇÃO TANTO DA ZONA NORTE COMO TAMBEM DOS INTERIORES VIZINHOS.

  5. Volta Aeroporto Augusto Severo!
    Nunca deveria ter deixado de ter parado.
    Agora que muita gente ganhou dinheiro com o aeroporto de SGA, o antigo pode voltar.

  6. É muito cômodo dizer que o aeroporto é longe, coisa de gente que é acostumado a viver dentro de um ovo.
    O aeroporto de Parnamirim só serve pra museu

    1. Não é bem pelo fato de ser longe, mas de não ser integrado à cidade. Aeroportos como o Galeão, no Rio de Janeiro, e Cumbica, em São Paulo também são afastados das áreas mais centrais e turísticas dessas cidades, porém estão inseridas no contexto urbano destas metrópoles, possuem facilidade de meios de transporte, os quais estão interligados (ônibus, carros, metrô, trens, barcas etc). Você, por exemplo, leva mais de uma hora para sair da Zona Sul do Rio e chegar ao aeroporto do Galeão, mas tem vários meios de chegar. Voltando a Natal, o que encontramos é um aeroporto praticamente inserido em zona rural, isolado, sem interligação com meios de transporte (que já são deficientes por aqui), onde você precisa passar por estradas desertas para chegar ao terminal, e ao chegar se depara com um estacionamento "pedágio", estrategicamente posicionado de modo a atrapalhar a recepção dos turistas e viajantes pelos poucos meios que lhes restam para chegar na cidade (taxi, carro por aplicativo, vans de recepção etc). Não adianta agora chorar pelo leite derramado. É muito improvável que o aeroporto retorne ao local anterior. O que resta é governo e concessionária encararem os problemas de frente, sem fecharem os olhos, e procurar soluções viáveis (policiamento permanente, fim do "pedágio" etc). Não pode simplesmente continuar do jeito que está.

    2. Ainda bem que apareceu 01 favorável ao problemático aeroporto de SGA.
      Melhor assim pois dizem que toda unanimidade é burra.
      Mas em terra de coroné é assim mesmo, 85% contra o aeroporto, 14% indiferente e 1% favorável e como os 5% são políticos ou ligado a eles, o 1% leva e o resto fique a reclamar.

  7. BG
    O "elefantinho BRANCO" gestado por henriquinho e seus amiguinhos de Brasilia. Não podia ser diferente.

  8. Na teoria a governadora sempre foi d palanque contrário aos Alves e está perdendo uma excelente oportunidade para dar o destino ao qual esse aeroporto de São Gonçalo foi inventado, transporte de carga e, talvez, vôos internacionais.
    Deveria reativar o aeroporto de Parnamirim para os vôos nacionais o mais rápido, vai agradar grande parte da população votante no RN.
    Mas como a política é exercida da forma mais rasteira, estão preocupados em procurando um culpado, apontar o dedo a esse ou aquele, desprezível e desnecessário.
    Então vem ocorrendo a diminuição do fluxo turístico, por acaso isso seria culpa apenas dos governos?
    Os serviços e preços praticados nos hotéis, restaurantes, passeios, acesso a lagoas não colaboraram diretamente para isso?
    Tem a insegurança no RN que a anos vem amedrontando o turista e piora a cada dia.
    Enfim, situação anunciada a muito tempo, que foi negligenciada e agora tem que ser resolvida. Mas parece que vão tapar o sol com peneira, fazendo um arrumado e deixando o ruim aeroporto ainda pior. Depois vem a queda do turismo, o desemprego e vão se fazer de desentendidos. Não esqueçam, João Pessoa está bem mais estruturada e fica logo ali.

  9. Pelo amor de Deus, gente! Vamos aproveitar essa oportunidade e tentar com o governo federal o retorno ao Augusto Severo! Este maldito aeroporto do fim do mundo está acabando com o turismo do RN.

  10. “Além disso, as tarifas de embarque de Natal são 35% inferiores se comparado aos demais aeroportos privatizados do país sob o mesmo regime tarifário (dados de dezembro de 2019). As tarifas de navegação aérea do Aeroporto de Natal também estão defasadas. Os valores cobrados pelas outras torres de controle chegam a ser 301% mais altas que a do Aeroporto de Natal”, destaca, em trecho.

    HAHAHAHAHAHAHHHAHA
    Só pode ser fake news, ou o cara é vesgo e vive numa realidade alternativa

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Inframerica solicita à União devolução amigável do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal

(Foto: Jobson Galdino/Divulgação)

A Inframerica, concessionária do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, solicitou à União a devolução do terminal potiguar. Se a solicitação for aprovada, haverá um processo de licitação e a operação do Aeroporto de Natal será transferida para um novo operador. Com isto, a Inframerica deverá receber uma indenização, baseada principalmente no valor dos investimentos não amortizados, a ser determinada pelos órgãos competentes.

Durante o trâmite administrativo de análise do pedido, e até que haja a relicitação e a entrada de um novo operador, a administradora manterá todas as operações do aeroporto, com a mesma qualidade e segurança, bem como a execução de todos os contratos em vigor com seus colaboradores, cessionários fornecedores e companhias áreas. A concessionária informa que o pedido de devolução está circunscrito exclusivamente à concessão do Aeroporto da Grande Natal.

O Aeroporto da Grande Natal foi o primeiro aeroporto do Brasil transferido para a iniciativa privada, em 2011, e o primeiro aeroporto federal a ser construído do zero pelo setor privado. A concessionária iniciou suas operações em maio de 2014, oito meses antes do prazo previsto em contrato de concessão, e deu à população local um aeroporto novo, moderno e confortável, inclusive com obras não obrigatórias realizadas pela Concessionária. Nos anos de 2016 e 2017, o terminal aéreo recebeu o prêmio de “Melhor aeroporto da região nordeste do Brasil” e “Melhor do país” em sua categoria. A administradora já investiu no Aeroporto da Grande Natal aproximadamente R$ 700 milhões em valores nominais até dezembro de 2019.

Alguns fatores determinaram a decisão da Companhia em buscar a relicitação da concessão. Uma das justificativas é em relação ao tráfego de passageiros que foi negativamente impactado principalmente pela severa e longa crise econômica enfrentada pelo país, ocorrida justamente no período inicial da concessão e que impactou diretamente o turismo na região. Nos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) feitos pelo Governo Federal no início da concessão, a expectativa era que o terminal potiguar movimentasse 4,3 milhões de passageiros em 2019. Contudo, o fluxo registrado foi de 2,3 milhões, cerca da metade do que era previsto nos estudos. Além disso, as tarifas de embarque de Natal são 35% inferiores se comparado aos demais aeroportos privatizados do país sob o mesmo regime tarifário (dados de dezembro de 2019). As tarifas de navegação aérea do Aeroporto da Grande Natal também estão defasadas. Os valores cobrados pelas outras torres de controle chegam a ser 301% mais altas que a do Aeroporto da Grande Natal.

Apesar do déficit recorrente da operação aeroportuária, que tem requerido que os acionistas realizem aportes anuais para a manutenção do empreendimento, a administradora está adimplente com todas as suas obrigações estabelecidas no contrato de concessão e pactuadas junto às instituições financeiras, a exemplo do pagamento das outorgas e financiamentos com o BNDES.

“A devolução amigável e relicitação, na forma prevista pela legislação, é a melhor saída para a concessão do Aeroporto de Natal. Diversos fatores nos levaram à decisão. A operação do terminal acabou se mostrando financeiramente desafiador, e esta é a maneira de se encerrar o Contrato de forma amigável, sem traumas, e sem impacto para a operação aeroportuária, lojistas, turismo, passageiros, e operações aéreas. Queremos assegurar também o compromisso com todos os nossos funcionários, que não serão prejudicados durante o processo de análise até a relicitação, quando uma nova empresa assumirá a administração. Reiteramos nosso compromisso com o desenvolvimento da infraestrutura no Brasil, e continuamos atentos a novas oportunidades de investimentos no país”, esclarece o presidente da Inframerica, Jorge Arruda. O executivo ainda pontua que todo o processo está sendo feito observando as regras de governança corporativa e compliance, com estrito cumprimento à legislação.

O pedido de relicitação ora proposto é medida prevista na legislação brasileira. Em 2019 abriu-se a possibilidade de relicitação pelo Governo Federal. Em agosto do ano passado foi feito o decreto e em novembro saiu a Resolução da ANAC, disciplinando como funcionaria a devolução amigável. O pedido da concessionária passa, agora, a tramitar nas instâncias competentes.

A Inframerica reforça que o Aeroporto da Grande Natal seguirá operando com as mesmas condições de segurança e excelência na prestação do serviço, e honrará com todos os seus compromissos. Nenhum passageiro, funcionário, fornecedor ou companhia aérea será prejudicado no transcurso do pedido de devolução. Toda operação acontecerá normalmente e em observância às normas de segurança da aviação civil, e com a parceria que sempre teve com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Com este pedido de relicitação, a concessionária acredita que um novo operador, com novas condições contratuais terá mais chance de ter uma operação sustentável a longo prazo.

Opinião dos leitores

  1. AGORA VEMOS GRANDES ENTENDIDOS COMENTARISTAS, E ESQUECEM QUE O RN PERDEU ESPAÇO PARA O AEROPORTO DE JOÃO PESSOA PORQUE LÁ O GOVERNO TEVE VISÃO DE FUTURO, BAIXOU O VALOR DO ICMS DO QUEROSENE DE AVIAÇAO, AI PERDEMOS MUITOS VOOS, É SÓ ISSO, A EMPRESA TAMBEM É FRACA NÃO TEM UM PROJETO PARA CAPTAR MAIS VOOS CHEGANDO E SAINDO DE NATAL

  2. Este foi um presente de grego que D Rosalba junto com os ALVES deixaram para terminar de afundar o RN – a construção desse aeroporto em terreno dos alves e a arena das dunas que contribuíram para as dividas do RN.
    Tínhamos um aeroporto central e que atendia com mais alguma reforma as necessidades do estado, fizeram um elefante branco e agora entregam o pacote .
    Vergonhoso e agora o antigo foi transformado em museu e o RN?

  3. Essa foto já diz tudo. Quem precisa ficar a espera de um vôo, sofre nesse aeroporto. Até a farmácia que tinha lá dentro fechou. A pessoa morre com uma dor de ouvido( o que é comum) e não tem uma "píula" pra tomar. Tem que andar com kit do deserto.

  4. Acho que houve falta de planejamento, venderam uma utopia deste aeroporto, sem fazer um estudo sério de mercado e estrutura do estado, infelizmente quem pagou caro foi a população, porém não tem desculpa, pois nesse mesmo período houve um crescimento de movimento exponencial nos aeroportos de Fortaleza e Recife, Fortaleza sendo hoje referência em voos internacionais. A verdade que infelizmente RN não tem condições estruturais de concorrer com CE e PE. Sou a favor do livre mercado, mas infelizmente o liberalismo que se prática neste país não condiz com a realidade, quem investe alto, assume um risco de ganhar e perder, mas aqui a visão do empreendedor é apenas de falar o seguinte jargão " Difícil empreender no país" só querem o bônus sem assumir o ônus, colocando culpa nos governos de esquerda e direita, isto é, independente do perfil ideológico. Diante disso, hoje estou com receio sobre os ganhos reais das privatizações para sociedade como todo.

    1. Excelente o seu comentário, especialmente no que tange aos "liberais de ocasião", que é o que mais se vê no nosso Brasil.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Presidente do Sindicato de Hotéis do RN alerta perdas do turismo com devolução do aeroporto

O presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares do Rio Grande do Norte, Habib Chalita, mostrou sua preocupação com a devolução por parte da Inframerica ao governo federal da concessão do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, localizado em São Gonçalo do Amarante.

Chalita alertou que, nos últimos anos, o turismo potiguar tem sofrido perdas consideráveis e isso tem se refletido na economia deste importante setor da cadeia produtiva. “As diárias de hotéis foram afetadas, o preço das passagens continuam caras e isso só dificulta a quem trabalha neste setor do turismo”, comentou.

Ele destacou que “o poder público até tem trabalho pelo setor. Contudo, é preciso fazer mais, ter mais empenho”. “O turismo de Natal e do estado são fundamentais para nossa economia”, disse.

Opinião dos leitores

  1. O que mais prejudicou foi à mudança do aera porto, bem localizado que era e em ponto estratégico.

  2. O setor hoteleiro do RN na verdade são grandes sugadores dos recursos públicos do Estado e Município de Natal, não é de hoje que se investe milhões em infra estruturas para o resultado ir para o bolso de meia duzia de hoteleiros.

  3. Vamos pedir o apoio politico para trazer de volta o funcionamento do Aeroporto Augusto Severo em Parnamrim que ja teria um grandioso atrativo de desembarcar no museu da II Guerra. Sucesso absoluto.

    1. Fale com o Gal. Girão (o nome dele é Gal!), ele é o embaixador da taba junto ao Cap. Messias.

  4. Peraí gente! O aeroporto NÃO vai fechar! O fluxo de turistas não está caindo por causa do fim da concessão do aeroporto e sim por que o Estado está com uma violência sem controle (a começar dos assaltos chegando e saindo do aeroporto), como também preços das passagens elevados e por fim a diminuição mundial de fluxo de turistas devido ao coronavírus…

    1. A questão de distância é muito relativa. Para quem mora em Ponta Negra por exemplo o novo aeroporto ficou distante. Porém para nós da Zona Norte é muito bom.

    2. Esse djalmir é doente mental, ponta negra com turismo movimenta mais de 60 % do aeroporto. Portanto, o aeroporto teria q pensar primeiro nesses consumidores, Pra se viabilizar economicamente.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *