O SANGÉ das quadrilhas no RN

O BlogdoBG noticiou dia 24 de maio que o Governo iria ajudar as quadrilhas juninas de Mossoró e as de Natal não. O Blog tinha apanhado essa informação no próprio site da Liga Independente de Quadrilhas Juninas do Rio Grande do Norte num artigo escrito pelo seu presidente, Humberto Floriano. A resposta da Secretaria Extraordinária de Cultura do RN foi rápida. Por email, informou que a informação do presidente da Liga não procedia e que, devido às dificuldades que o Governo tem passado, nenhuma quadrilha junina do RN receberia ajuda.

Informou, ainda, que, mesmo sendo uma pessoa dedicada e com muitos serviços prestados a cultura, a governadora Rosalba Ciarlini havia decidido tomar essa atitude por contenção de gastos e ajustes na maquina governamental.  Ainda no mesmo dia me ligou a secretária de Cultura, professora Isaura Rosado, pessoa do meu bem querer e pela qual tenho muito respeito, confirmando que realmente a situação era difícil e que nenhuma quadrilha receberia ajuda financeira, uma vez que a situação financeira do governo era crítica  e que ela, Isaura, tinha avisado o presidente da Liga sobre isso. Agradeci a atenção da professora, fiz o devido esclarecimento no blog no dia 26 de maio. Quando foi ontem, 30, me surpreendo com o edital do governo informando que, devido aos pedidos significativos, decidiu ajudar as quadrilhas do RN com a verba de R$ 500.000,00(Quinhentos Mil Reais).  Beleza, acho lindas as quadrilhas juninas, inclusive todo ano acompanhava o trabalho de Marilene Dantas e Graça Motta quando Wilma era prefeita e investiu para valer nas quadrilhas. É bonito demais, gente, ver festival e apresentação de quadrilhas. Mas o que me pergunto é que planejamento é esse do governo que em cinco dias muda três vezes o caminho num único assunto. O que me pergunto, sem demagogia, é se os pedidos dos professores e dos policiais também não são significativos. Se os pedidos dos servidores da Emater e dos próprios funcionários da Fundação José Augusto, vinculada a Secretaria de Cultura não são significativos. Que danado de planejamento tão volúvel é esse do Governo de Estado?

Segue releese do Governo:

(mais…)

Rosalba corta ajuda para as quadrilhas de Natal e matém para as de Mossoró

Foto Canindé Soares

Blog reproduz texto do Presidente da Liga Independente de Quadrilhas Juninas do Rio Grande do Norte, Humberto Floriano.

A Governadora do Estado do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, excluiu a Cidade do Natal dos Festejos Juninos de 2011. Esta informação foi prestada por nossa Secretária de Cultura Professora Isaura Rosado, ao Presidente da Liga Independente de Quadrilhas Juninas do Estado do Rio Grande do Norte – LIQUAJUTERN Humberto Floriano. Na oportunidade, Professora Isaura explicou que, este ano, toda a ajuda governamental às quadrilhas juninas será concentrada apenas para as cidades de Mossoró, Açu e Currais Novos e que, infelizmente, Natal ficaria fora.
Esta é a primeira vez, desde o início dos festivais de quadrilhas juninas, na década de 80 do século passado, que o Governo do Estado não participa dos festejos Juninos na capital. É como se Natal não fizesse parte do Estado do Rio Grande do Norte. A Governadora se esqueceu muito rapidamente das nossas promessas de campanha, quando afirmou que daria a Natal a mesma atenção que fosse dada à Mossoró. A desculpa da falta de verba para atender a todas as necessidades culturais não convence, uma vez que para Mossoró não tem faltado dinheiro do cofre estadual.
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Aussângela disse:

    isso é pra todo o RIO GRANDE DO NORTE aprender
    votaram na ROSA agora aguentem…..
    a ROSA é a BORBOLETA dao certinho…
    ´fazem promessas é nao cumprem!!!!!!!!

  2. Alice disse:

    Borboleeta com Rosa Combinam
    #FATO

  3. RODRIGAO disse:

    MUITO IMPORTANTE ISSO !

  4. Faustino disse:

    Ah, tá. Pensei que fosse para outro tipo de quadrilha. Confirmando o que se falou na campanha: olhos voltado para seu umbigo, O país de Mossoró. Deveriam seguir o exemplo da Paraíba, para forró de plástico, nada!!!! valorizar a cultura popular, em todas as regiões.

  5. Fernando disse:

    A notícia reflete o que fora abertamente discutido na campanha passada. Natal não quis acreditar, agora aguente Mossoró sendo a capital política do Estado. Em que pese a força da economia de Natal, a maior população, Rosalba já demonstrou que governa para sua terra, Mossoró. Esse governo começa muito mal.