Política

Arthur Lira cria ‘sistema de castas’ para distribuir R$ 11 bilhões em emendas a deputados

A votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, no final da semana passada, trouxe um susto e uma certeza. O susto veio com a aprovação de um fundo eleitoral que triplica os valores destinados aos partidos nas eleições do ano que vem.

Já a certeza é a de que, de todas as autoridades da República, nenhuma hoje tem tanto poder quanto o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Além de ter nas mãos a prerrogativa de decidir pautar ou não um dos mais de 120 pedidos de impeachment contra Jair Bolsonaro, Lira controla hoje a distribuição de R$ 11 bilhões em emendas parlamentares, mais do que o orçamento de sete ministérios, como o de Minas e Energia e o de Ciência e Tecnologia, e quatro vezes o orçamento do Meio Ambiente. E nem mesmo o governo consegue saber com precisão como essa bolada está sendo distribuída.

Os R$ 11 bilhões de Lira são o quinhão destinado à Câmara neste ano de uma inovação orçamentária conhecida como emendas de relator ou RP9 – no popular, o “orçamento secreto” revelado pela primeira vez pelo jornal O Estado de S.Paulo. Uma outra fatia de R$ 5,8 bilhões será distribuída no Senado.

Essas emendas são tratadas como secretas porque, ao contrário das regulares, em que os parlamentares carimbam os projetos que desejam patrocinar informando seus nomes ou o das bancadas de cada estado, nesta modalidade de emenda não é pública a informação sobre quem está enviando o dinheiro, nem quais são os critérios que determinam o quanto e onde os recursos serão gastos.

A única coisa que se sabe é que para conseguir ter acesso aos recursos na Câmara é preciso passar pelo crivo de Arthur Lira. Com a ajuda de um grupo restrito de assessores, quase todos egressos do gabinete do ex-senador Romero Jucá (MDB-RR), o presidente da Câmara controla o atendimento das demandas de líderes partidários de acordo com a fidelidade às causas do governo e a proximidade de cada grupo com ele próprio.

O modus operandi foi descrito à reportagem por ministros, líderes partidários, deputados, senadores e assessores ouvidos nos últimos dias conforme uma classificação que um deles classificou como semelhante a um “sistema de castas”.

Por esse critério, deputados da base (ou oposicionistas com canal privilegiado com Lira) são a casta menos aquinhoada. Conseguem liberar R$ 20 milhões para enviar para suas bases. Líderes partidários, casta intermediária, têm acesso a algo como R$ 80 milhões cada um. Mas, como se diz no Congresso, “há líderes e líderes”. Os mais próximos a Lira formam uma elite que têm direito a carimbar mais de R$ 100 milhões só para si.

O tamanho da bancada também pesa na distribuição dos recursos. Assim, por exemplo, bancadas grandes como a do PL (41 deputados) ou a do PSL (com 53) – desde que estejam fechados com o presidente da Casa – recebem mais. Quem recebe quanto, porém, é informação guardada a sete chaves.

Na semana passada, graças a uma publicação feita nas redes sociais pelo prefeito de Campestre, em Alagoas, foi possível descobrir que Lira enviou R$ 500 mil para a cidade gastar no serviço de saúde local como parte de sua cota nas emendas de relator. Ela está registrada no sistema do Ministério da Saúde, mas não aparece o nome do autor, só a cidade agraciada e o valor. Foi preciso cruzar a informação do post com a do sistema oficial para checar a origem do dinheiro, para saber que ele veio das emendas de relator.

Acontece que, diferentemente do que ocorreu no ano passado, quando pedidos de liberação de verba foram enviados aos ministérios por ofícios que discriminavam qual parlamentar era o “dono” daquela emenda, hoje os pedidos são concentrados nas mãos do relator do Orçamento, o senador Marcio Bittar (MDB-AC), que registra tudo numa planilha que, no início do mês, já tinha 90 mil linhas.

Além disso, se no ano passado o ministro Luiz Eduardo Ramos, então na Secretaria de Governo, participava da peneira sobre quem seriam os “donos” do dinheiro empenhado via “orçamento secreto”, neste ano nem mesmo eles o Palácio do Planalto tem acesso à informação completa.

Lira nega ter todo esse poder. “Tem comissão do Orçamento, tem plenário, tem relator-geral, não é presidente da Casa quem define isso. O relator é quem envia aos ministérios. Você imagina que vou sair ligando de deputado para deputado?”, disse o presidente da Câmara. Mas ele também não explica quem faz esse trabalho.

Na prática, o orçamento secreto tornou o governo ainda mais dependente de Lira, que nos cálculos dos líderes partidários construiu uma rede de influência de cerca de 300 deputados (de um total de 513).

“O Lira aprova qualquer coisa na Câmara hoje”, disse um deputado que pediu para não ter seu nome divulgado.

Só nos últimos 20 dias, foram liberados R$ 1,2 bilhão, como parte do que se chamou na Câmara de “esforço para a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias” – essa mesma que aumentou os valores para o Fundo Eleitoral no ano que vem. Apesar da votação a jato, feita horas após a apresentação do texto pelo relator, Juscelino Filho (DEM-MA), a lei passou na Câmara com 278 votos favoráveis, alguns inclusive da oposição.

Neste ano até agora, os empenhos de recursos via emenda de relator já superam R$ 3,3 bilhões.

Durante a votação da LDO, o líder da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), propôs retirar essas emendas do Orçamento do ano que vem. “Isso não vai terminar bem, vai dar em escândalo. Estamos fazendo o alerta antes que isso ocorra”, disse Molon da tribuna da Câmara.

Seus colegas deram de ombros. Parece que, assim como Arthur Lira, eles também não têm do que reclamar.

Malu Gaspar – O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Fraudar eleições é isso, distribuir verbas parlamentares pra corrupção, e com o dinheiro da corrupção interferir nos resultados das eleições. Elegendo maus deputados que só lutam pra manter esse sistema que subtrai criminosamente dinheiro do povo, pra manter uns poucos como reis. Fraudar urnas eletrônicas jamais, todos os partidos podem acompanhar seus votos desde a sessão até o resultado do TSE. No sistema antigo sim, era fraude por cima de fraude, todo tem lembranças de fatos de fraudes.

  2. O bolsonaro apoiou o Lira porque sabia que este iria querer o que ele tinha a ofertar. Em troca nada passa contra o bolsonaro. Para completar, o Cunha (aquele dos 100 milhões de cunhas) irá juntar-se a trupe de bolsonaro. Para delírio dos bichos de chifres (milhões de Roberto Jefferson)

    1. Manda quem pode, obedece quem tem juízo.
      Vc?????
      Bom!!!
      Fica aí chupando o dedo, e idolatrando o seu ídolo ladrão de nove dedos.
      É so isso que cabe a vc, e mais nada.
      No máximo um PF e um pão com mortadela, pra vê se vc morde ao menos a língua e para de conversar merda.
      Kkkkkkkkkkkk
      Tá F… vc.
      Mito, Fábio, Lira até 2026.
      Xau nhonho, bjinhos nesses derrotados.

  3. Parabéns ao MINTOmaníaco das rachadinhas que apoiou Lira e gastou nosso dinheiro pra bancar a eleição dele! Ele até criou um novo “mensalão” afinal eh a nova política né?!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Polícia Civil conclui inquérito sobre morte de jovem comerciante em Natal e seis pessoas são indiciadas, entre elas, irmã e cunhado

Policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) concluíram, nesta terça-feira (14), o inquérito policial referente ao crime de homicídio que vitimou Pollyana Nataluska Costa de Medeiros, 22 anos, ocorrido no dia 18 de maio, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, em Natal. A investigação resultou no indiciamento de seis pessoas pelos crimes de homicídio qualificado e associação criminosa.

O inquérito policial foi concluído após a deflagração de duas fases da Operação “Off Road”, que teve como objetivo o cumprimento de mandados de prisão em desfavor dos envolvidos. Na primeira fase, foram detidos: Alcivan Bernardo da Silva, conhecido como “Bileu”, apontado como condutor da moto utilizada no dia do crime; João Paulo Rocha, conhecido como “Rocha”, apontado como o autor do disparo, e Orklisthye Mayklie Moronel Matias de Oliveira, conhecido como “Maikon”, dono da motocicleta utilizada na ação.

Já na segunda fase, os cumprimentos de mandados foram em desfavor dos possíveis mandantes do crime: a irmã da vítima, Paloma Nataluska Costa de Medeiros; o cunhado da vítima, Luciano Cabral de Souza; e Josivan Pereira da Silva.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Sobre o crime

O homicídio foi praticado no dia 18 de maio deste ano, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, zona Norte de Natal. Quando os dois suspeitos chegaram ao estabelecimento comercial em que Pollyana Nataluska trabalhava, realizaram a abordagem e conduziram a vítima até a parte de trás do estabelecimento, onde efetuaram um disparo.

Com SECOMS/Polícia Civil RN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

PORTALEGRE: Acusado de ‘tortura, comerciante no interior do RN diz que foi ameaçado de morte e que está ‘arrependido’

A Tribuna do Norte destaca em reportagem nesta quarta-feira(15) que o comerciante Alberan de Freitas Epifânio afirmou que não houve “crime de tortura”. Segundo Alberan, houve um desentendimento entre ele e o homem que aparece no vídeo. Além disso, Alberan alega que foi ameaçado de morte. “Não considero tortura. A cena realmente é desagradável para os olhos, foi jogada nas redes sociais e o povo não tem conhecimento de como aconteceu. Eu (estava) num momento de fúria, de raiva, nunca tinha passado por isso. Hoje, estou arrependido. Naquele momento, revoltado, por ter sido ameaçado, exagerei. Reconheço isso. Estou assustado com a repercussão nas redes sociais. Perdi o controle”, afirmou.

A reportagem ainda destaca que Alberan conta que estava com amigos, na frente de casa, quando foi abordado por Luciano, que teria pedido bebida e carne. Após dar “dois pedaços de carne”, Alberan teria pedido para Luciano se retirar do local. Inconformado, segundo Alberan, Luciano teria feito uma ameaça de morte. “Ele gritou: eu vou lhe matar de faca (sic). E tem mais uma, eu vou destruir o seu comércio. Ele pegou uma pedra e foi até lá”, relata. Alberan foi até a porta do seu comércio, onde, segundo conta, presenciou Luciano dando pedradas na porta. Além disso, afirma que foi agredido.

Alberan de Freitas Epifânio disse que, após isso, deu “ordem de prisão” e amarrou Luciano, dirigindo-se à Polícia em seguida, que estava vazia. Em seguida, ainda seguindo o relato de Alberan, Luciano foi solto, depois de prometer não repetir o mesmo comportamento.

Veja mais detalhes AQUI em reportagem na íntegra.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Em greve, trabalhadores do DETRAN-RN realizam Ato Público no Centro Administrativo

Fotos: Divulgação

Iniciando a terceira semana de greve, os trabalhadores e trabalhadoras do DETRAN-RN realizam um novo Ato Público em frente à Governadoria, no Centro Administrativo de Natal. A atividade acontece na manhã dessa quarta-feira, 15 de setembro.

A expectativa do coordenador de Comunicação do SINAI-RN e servidor da Autarquia, Alexandre Guedes, é de que delegações de servidores de todos as unidades do DETRAN no Estado participem do Ato que vai pautar o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) da categoria, a realização de concurso público e o pagamento de direitos devidos aos trabalhadores.

A categoria é orientada a participar da atividade trajando roupa na cor preta, em sinal de protesto.

 

Opinião dos leitores

  1. Chegou a hora da população se unir e cobrar a saída dessa que foi a PIOR governadora da história do RN.

    O povo está sem segurança, sem saúde, sem educação, os fornecedores do estado não recebem os seus pagamentos e demite os seus funcionários…

    Chegamos ao nosso limite!! FORA FÁTIMA URGENTE

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Justiça recebe denúncia do MP e torna réu homem que sacou arma durante protesto de mulheres em Natal

Foto: Reprodução

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou um vigilante que sacou uma arma de fogo contra manifestantes durante um protesto em Natal. A denúncia já foi recebida pela Justiça potiguar e o homem virou réu em uma ação penal.

Os crimes de ameaça foram cometidos no dia 26 de agosto deste ano contra pessoas que fechavam a rua Manoel Miranda, na praça Gentil Ferreira, no bairro do Alecrim, durante um protesto contra violência doméstica. O réu irá responder cinco vezes pelo crime de ameaça, com a agravante de um dos crimes ter sido praticado contra uma mulher grávida. Ele portava uma pistola.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Com 1,1 milhão de vacinas contra Covid distribuídas nesta quarta, governo federal liberou doses suficientes para imunizar 100% dos brasileiros acima de 18 anos com a 1ª dose

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na companhia dos ministros Fábio Faria e Ciro Nogueira, celebrou um dado histórico para o país nesta quarta-feira(15).

Nesta data, o envio de 1,1 milhão de doses da vacinas contra a Covid aos estados, representa a imunização de toda a população brasileira acima de 18 anos, através da 1ª dose.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Cientistas da UFRN recebem do INPI o patenteamento de nova tecnologia inovadora que promete ser mais uma alternativa para o diagnóstico do câncer e de doenças inflamatórias crônicas

 Fotos: Cícero Oliveira – Agecom/UFRN

Um grupo de seis cientistas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu, na quarta-feira passada, dia 8, do Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI), o patenteamento de uma nova tecnologia inovadora que promete ser mais uma alternativa para o diagnóstico do câncer e de doenças inflamatórias crônicas. O dispositivo que recebeu o registro consiste em utilizar anticorpos altamente específicos direcionados para alguns elementos celulares, chamados de “marcadores”. Essas substâncias são então combinadas com uma molécula fluorescente, situação que permite a visualização das células cancerígenas em um microscópio de fluorescência, por exemplo.

“Esse marcador pode ser uma proteína pró-inflamatória, uma proteína de superfície celular que permita identificar determinada célula, e pode ser alguma proteína específica produzida por esta célula em contextos diversos. São inúmeras as possibilidades. No estudo do câncer, por exemplo, a técnica nos permite identificar quais células estão envolvidas tanto no combate, como também na progressão do tumor, identificar a origem de tumores metastizados, bem como a forma com que essas células atuam, além de nos permitir visualizar algumas das mudanças que as mutações do câncer geram nas células”, pontua Vinícius Barreto Garcia.

Aluno de doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (PPgCSa), ele idealizou, executou os experimentos e escreveu o pedido de patente. No estudo, os pesquisadores usam a técnica da imunofluorescência, ferramenta valiosa para se compreender como as nossas células e órgãos se comportam durante determinada doença e como ambos respondem a tratamentos. O uso do termo valioso não é à toa: como técnica de ponta, a imunofluorescência depende de reagentes caros – especificamente nesse caso, os anticorpos associados ao fluoróforo, partícula fluorescente.

Vinícius explica que a técnica utilizada é também resultado da procura por uma alternativa mais barata, que pode ser produzida pelo próprio laboratório na UFRN, e cujos resultados sejam equivalentes à técnica padrão já consolidada. “Pesquisadores no Brasil frequentemente são expostos a situações em que eles têm que ‘fazer mais com menos’, e nossa invenção é um retrato disso”, frisa o estudante. Na pesquisa, o grupo substituiu o anticorpo associado ao fluoróforo por nanopartículas de ouro. A partir daí, desenvolveram dois protocolos para viabilizar a execução da técnica não só em período padrão (de em torno de 35 horas), como também num protocolo mais curto, de 16 horas. As nanopartículas de ouro possuem propriedades físico-químicas únicas, permitindo a sua interação com membranas e, consequentemente, as suas aplicações biomédicas.

Barateamento e rapidez

“O nosso invento torna a técnica de imunofluorescência mais barata e rápida. Isso é bastante interessante, tanto para a pesquisa acadêmica, como para o diagnóstico. Na época em que estávamos desenvolvendo esses protocolos, a imunofluorescência padrão para 100 amostras nos custava em torno de 6 mil reais e demandava um tempo de 35 horas, enquanto os protocolos com nanopartículas de ouro nos custavam em torno de 2 mil reais e podemos utilizá-las mesmo em protocolos mais curtos, de 16 horas”, explica Raimundo Fernandes de Araújo Júnior.

Atualmente desenvolvendo atividades acadêmicas na Holanda, o professor Raimundo Araújo coordenou os experimentos, cujos resultados pavimentaram parcerias com equipes da Europa e da América do Sul. O docente realça que a patente é fruto de um esforço conjunto entre o Laboratório de Investigação do Câncer e Inflamação (LAICI), que conta com professores do Departamento de Morfologia (DMOR), de Farmacologia (DBF) e do Instituto de Química. Dentro do grupo de inventores envolvidos, estão Ana Luíza Cabral de Sá Leitão Oliveira, Luiz Henrique da Silva Gasparotto, Heloiza Fernanda Oliveira da Silva e Aurigena Antunes de Araújo.

O LAICI, há menos de três anos, ampliou os testes da nanopartícula de ouro aplicada à imunofluorescência em tecidos parafinizados, o que resultou na publicação de um paper. No trabalho, além dos protocolos reivindicados na patente, foi criado mais um protocolo que consiste já na utilização do anticorpo com fluoróforo em conjunto com as nanopartículas. Como consequência, as nanopartículas mostraram-se como potencializadores da fluorescência emitida pelo fluoróforo do anticorpo, permitindo, assim, que o anticorpo fosse utilizado em uma diluição bem maior quando associado às nanopartículas de ouro.

“Consideramos que a tecnologia já está plenamente desenvolvida, pois foi toda pensada para se adequar à realidade do nosso próprio laboratório. Assim, para as nossas pesquisas, ela já é plenamente executável, e também pode ser para qualquer laboratório que utilize imunofluorescência em seus estudos. Mas, sem dúvidas, sempre há espaço para aprimoramentos. Tudo vai depender do tipo de aplicação a que essa tecnologia será destinada”, explica Raimundo.

“A necessidade é a mãe das invenções”

Da monitoria do componente Histologia, no segundo semestre da graduação, a biomédico formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, mestre em Ciências da Saúde pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (2017), aluno de doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde e aprovado recentemente em concurso para docência, são menos de dez anos. O relativo pouco espaço temporal não impediu Vinícius Barreto Garcia de enxergar a ciência como instrumento de produção aplicada de conhecimento voltado para necessidades coletivas.

“No ensino médio eu tinha um professor que dizia que ‘a necessidade é a mãe das invenções’. Elaborar uma patente me permitiu vivenciar essa verdade. É um processo que te apresenta um problema que milhares de outros pesquisadores já conhecem, mas te obriga a pensar numa solução que nenhum deles pensou. Assim, ao ser um cientista-inventor, eu acabo tornando mais palpáveis algumas descobertas científicas que pareceriam um tanto abstratas para um leigo. Uma coisa é você dizer que descobriu um novo gene que está envolvido no processo de metástase. Outra é você apresentar para um paciente com câncer um medicamento inovador que pode frear esse processo, ou até curá-lo. Por isso, os programas de pós-graduação deveriam incentivar mais dos seus alunos a produção de patentes. Nos torna cientistas mais completos e diferenciados”, coloca o doutorando.

Refletindo, Vinícius vai um pouco além. Destaca o processo de patenteamento como item agregador, pois contribui para a relevância da Universidade diante a sociedade, sem falar da relevância para o aprimoramento das pesquisas e dos métodos diagnósticos. “Falando como estudante de doutorado, o processo instiga no aluno pesquisador o seu lado criativo e inventivo, além de ser um diferencial na nossa carreira. Todo aluno de doutorado deve produzir, pelo menos, um paper. Assim, ter artigos publicados é o mínimo que se espera de nós. Uns produzem mais, outros menos. Uns publicam em revistas com mais relevância que outros, mas, embora o esforço para publicar um artigo científico exercite muito o lado investigativo e questionador do pesquisador, esse é apenas um aspecto do valor que um cientista tem para a sociedade. O outro aspecto é a capacidade dele de resolver problemas, e foi isso que conseguimos com essa nossa patente”, finaliza.

Com UFRN

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Radialista é vítima de sequestro relâmpago no início da madrugada e tem carro levado por assaltantes em Natal

Foto: Ilustrativa

O portal G1-RN noticia que um radialista foi vítima de sequestro relâmpago e teve o carro levado por assaltantes na madrugada desta quarta-feira (15), em Natal. O caso foi registrado na Polícia Civil. De acordo a polícia, o homem saiu do trabalho por volta de meia-noite e seguia para casa, no bairro Bom Pastor, quando, próximo de casa, foi abordado por dois criminosos armados que pularam na frente do carro, entraram e anunciaram o assalto.

A matéria, que preferiu não identificar a vítima, relata que os assaltantes colocaram uma arma na sua nuca e a obrigaram a dirigir por várias ruas da cidade, no sentido a Macaíba, na região metropolitana de Natal. Durante o trajeto, eles procuravam objetos de valor no carro.

Segundo o G1-RN, percebendo a demora da vítima para chegar em casa, familiares ligaram para o celular do radialista. Na ocasião, um dos criminosos atendeu tentando se passar por ele, mas os familiares perceberam que a voz era diferente e foram à delegacia de plantão registrar o desaparecimento do homem. Em meio ao trauma, felizmente, o radialista foi liberado perto de Macaíba, em uma estrada sem muitos imóveis. Ele afirmou que caminhou até encontrar um motel, onde pediu ajuda à recepcionista para ligar para a família e a polícia.

O carro dele foi levado pelos criminosos e não foi localizado até a publicação desta matéria.

Opinião dos leitores

  1. O RN está entregue e sob o comando dos bandidos, a população está assombrada e acuada! O (des)governo de Fátima Bezerra nada faz e tenta enganar o povo com propagandas enganosas…

    FORA FÁTIMA O RN NÃO AGUENTA MAIS TANTA VIOLENCIA

  2. Segundo um tal babão da “guvernadora” e que se diz secretário de segurança pública, toda essa criminalidade é atípica… Os únicos crimes que ele pretende reprimir a mando da sua chefa é dos empresários que deseja manter suas lojas abertas, dos trabalhadores que querem trabalhar e dos cidadãos que estão cansados de esperar a ação do governo para reprimir a bandidagem e resolve fazer justiça com as próprias mãos… Mas aguardar o que de um governo que adora enaltecer bandidos?

  3. A insegurança no RN está sem controle. Não são dias atípicos, é a realidade diária. O governo de Fátima é um fracasso. Não temos saúde, educação, segurança…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comportamento

Com sexo oral ‘mal feito’ entre maiores queixas, pesquisa revela o que mulheres casadas buscam em aventuras extraconjugais

Foto: Ilustrativa

O que leva uma pessoa a buscar uma relação fora do casamento? Embora ainda seja consideradas tabu, as relações extraconjugais estão relacionadas a algo muito simples: a busca pela satisfação sexual. É o que mostra a pesquisa realizada pela Ashley Madson, site de relacionamento voltado para pessoas casadas.

Segundo o levantamento realizado com 2.267 usuárias da plataforma, 21 de julho de 2021 e 28 de julho de 2021, 64% das mulheres se sentiram sexualmente negligenciadas em seu casamento, e 44% dizem que a falta de sexo interessante e frequente é o que as leva a trair. E esta negligência na cama pode servir de gatilho para as mulheres que estão em busca de satisfação sexual.

“Um equívoco comum é que as mulheres perdem o interesse pelo sexo mais rápido do que os homens em relacionamentos de longo prazo”, diz Isabella Mise, Diretora de Comunicações da Ashley Madison. “Isso não poderia ser menos verdadeiro. Agora, mais do que nunca, as mulheres não estão dispostas a sacrificar sua vida sexual pela monogamia. Se eles não estão encontrando satisfação em seu relacionamento principal, elas vão procurar fora.”

Sexo oral bem feito é diferencial

De acordo com a pesquisa, o sexo oral é um dos atos mais mencionados para definir se o parceiro é bom de cama e uma preferência entre as usuárias do site, que dizem procurar alguém que ‘mande bem’ com a boca e língua. Ao que parece, os maridos andam deixando a desejar nesta parte.

Entre as entrevistadas, apenas 23% das mulheres recebem sexo oral regularmente de seu parceiro principal, mas esse número sobe para 58% quando se trata de seu amante – e eles (os amantes) estão fazendo isso melhor. Enquanto 48% das mulheres consideram seu amante um especialista em sexo oral, ou pelo menos “muito bom”, apenas 31% dizem o mesmo sobre seu cônjuge.

Delas – IG

 

Opinião dos leitores

  1. Nada justifica a infidelidade. Não está feliz? Pede para sair. Isso vale para homens e mulheres. A outra questão é que certamente essas mulheres se perfumam e asseiam para encontrar com o amante, mas para os maridos ficam na bagaça, e tanto as mulheres quanto os homens devem manter a chama acesa, não deve ser responsabilidade exclusiva de um ou outro. Mulher adora se vitimizar.

  2. Tem marido que não faz a coisa certa aí vem o personal trainer, que fica só esperando a hora, e craw…e tem umas personal trainers mulheres que fazem ainda melhor e tomam a mulher do cabra fraco.

  3. Alguém tem que dizer a verdade. O “gatilho” da infidelidade é a falta de caráter. Está insatisfeito(a)? Tenha caráter, seja adulto e correto: converse sobre e trabalhe pra resolver. Não deu certo? Divórcio. É uma derrota do ponto de vista cristão, de fato, mas é uma saída honesta.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Inovação: CEO da Interjato Soluções fará apresentação em reunião que discute investimentos 2022 do BNB

Foto: Divulgação

A Interjato Soluções tem se posicionado cada vez mais como uma empresa em busca de inovação constante. O CEO da Interjato, Erich Rodrigues, foi convidado pelo Banco do Nordeste para fazer uma apresentação sobre as potencialidades e desafios da Inovação durante a reunião do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) 2022 do Banco do Nordeste.

Na programação para o FNE 2022, o Banco do Nordeste consulta o setor produtivo – um dos atores importantes no processo –, para definir quais áreas receberão recursos e em quais volumes, contribuindo com a definição dessa destinação.

“Inovação não é mais sobre melhoria em processos ou diferenciação de mercado. É uma questão de sobrevivência e necessidade das empresas para continuarem participando de um mundo cada vez mais globalizado”, defende Erich Rodrigues, que reforça: “Inovar é a nova palavra de ordem e precisa estar dentro de empresas de todos os portes. Vemos de forma positiva a iniciativa do BNB de colocar como um dos itens temáticos para investimentos de 2022 e é sinal também que o Banco está em sintonia com temas importantes para nossa economia”.

O CEO da Interjato Soluções defende que as empresas precisam ter essa capacidade de inovação, de geração de diferenciais e também de aplicação muito rápidas para uma progressão contínua. E complementa: “Na Interjato temos o objetivo de inovar a todo momento. Quando pensamos no Hub de Inovação, nos propomos a reunir a experiência de parceiros nacionais e internacionais para troca de conhecimentos e experiências, de modo a fomentar oportunidades para buscar novas soluções para as dores das empresas, do ecossistema e do Rio Grande do Norte”, reforça Erich Rodrigues.

A Interjato Soluções tem se posicionado ao longo dos últimos anos entre as melhores empresas de implementação, integração e operação de tecnologia do país. Potencializando oportunidades em inovação, a Interjato tem ainda, contribuído para o desenvolvimento tecnológico da região Nordeste através do Hub de Inovação, espaço que propõe integrar aceleração de projetos, desenvolvimento de soluções, geração de negócios e aprendizado.

Sobre a Interjato Soluções

Com a missão de prover as melhores tecnologias para integração digital, a Interjato Soluções é referência para soluções em conectividade, videomonitoramento inteligente, cloud computing e telefonia, além de projetos personalizados para clientes públicos e corporativos, com soluções aplicadas em toda região Nordeste.

www.interjato.com.br

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Leilão on-line do TRT-RN acontece dia 22 com vários imóveis, veículos e bens materiais; veja lista completa

Foto: Divulgação

Na semana nacional da execução trabalhista, o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região realizará no dia 22 de setembro, às 10h a 1ª praça e 11h a 2ª praça, leilão exclusivamente online através do site www.lancecertoleiloes.com.br, com vários imóveis, veículos e bens materiais, com lances iniciais a partir de 50% do valor de avaliação na 2ª praça, podendo ser parcelado em até 30 meses, seguindo as regras constantes em edital.

A lista completa dos bens que serão leiloados é bastante diversificada, e pode ser vista no site https://www.lancecertoleiloes.com.br/leilao/220921TRT1 (1ª praça) e https://www.lancecertoleiloes.com.br/leilao/220921TRT2 (2ª praça), assim como o edital. Para participar, é necessário que o interessado faça o cadastro no site, na aba “cadastre-se”.

Mais informações sobre os leilões ou auxílio para o cadastro, contatar o leiloeiro Francisco Doege nos telefones (84) 99865-2897 ou (84) 3223-4146, e para acesso a todos os leilões da Lance Certo Leilões estão expostos no Instagram @lancecertoleiloes e no site https://www.lancecertoleiloes.com.br.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *