Bandido provoca vários acidentes após tiroteio e assaltos em série na Antônio Basílio

Foto: PH Vídeo

 

Tiros. Batidas de carro. Um verdadeiro caos foi instalado hoje em Lagoa Nova, zona Sul de Natal após uma ação criminosa.

No início da tarde desta quinta-feira (8), um ladrão roubou uma caminhonete Nissan Frontier, na avenida Antônio Basílio, e, segundo populares, durante a fuga saiu trocando tiros com policiais que passavam pelo local.

Empreendendo fuga, o ladrão saiu provocando vários acidentes. Ele chegou a colidir o veículo roubado em um carro de funerária, no cruzamento com a Prudente de Morais. Com o veículo batido, ele novamente saiu atirando e tomou um segundo veículo de assalto – um Fiat Palio de cor escura.

Já existe informações de que o assaltante já teria trocado o Pálio por um veículo Renault Sandero. Nesse momento a Polícia Militar está em diligência a procura do criminoso.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rejane menezes disse:

    Estar  de mais,  ninguém merece tanta violência , estar na hora do MÃO BRANCA voltar a atacar com força é só como vai melhorar, acredito que na  ÉPOCA do MÃO BRANCA  tudo era mais calmo,  pois os bandidos não queriam morrer. e agora só vai resolver se for assim ; matou .roubou .assaltou , violentou morreuuuuuuuuuu. Porque depois que saiu essa lei de  maus tratos bandidos é cheio de direito e quem não tem direito somos  nos cidadães de bem ,que quando eles atacam não estão nem ai para os maus tratos com pessoas do bem ( jovens , adultos, crianças e idoso ) isto é um absurdo . Estou falando como vitima que  fui terça feira 06/03/2012 por volta das 18;30 que levaram o carro do meu filho da porta de casa. e fui realmente chamada de vagabunda por eles.  MÃO BRANCA TA NA HORA DE ATACAR  DE NOVO COMO NO PASSADO.

  2. Indignada disse:

    Isso aconteceu em frente ao prédio onde moro. E o assaltante tinha um ajudante, porque ele fugiu no carro escuro sentado no banco do carona, com outro dirigindo. Era branco, tinha camisa amarela clara e calça jeans. Foi realmente um caos e fiquei muito assustada. Não consigo achar isso banal nem comum, me manterei indignada diante de uma coisa dessas a vida inteira.

COMENTE AQUI