Greve na Procissão de Santa Rita de Cássia

O ano passado teve carro dos bombeiros na procissão

A procissão de encerramento da festa de Santa Rita de Cássia foi um sucesso de público, aproximadamente 60.000 pessoas nas ruas de Santa Cruz para prestigiar, agradecer e reverenciar a padroeira do município.

Mas duas coisas chamaram a atenção: a falta do mundo politico que todo ano se fazia presente. A Governadora Rosalba Ciarline, por exemplo, que no ano passado ia até batizado do filho de Chico Prego com Vaninha Farofa levou falta. A outra foi a gritante falta de apoio do Governo para uma das festas religiosas mais tradicionais do Estado. A festa de Santa Rita cresceu tanto que o engarrafamento ontem chegou a Tangará, foram mais de 500 ônibus na cidade, só no santuário estacionaram 280. Simplesmente não tinha polícia de trânsito, o governo não enviou policia de transito, assim como também não destinou verba para o Auto de Santa Rita de Cassia, que este ano não foi realizado. Mas o que mais aborreceu todos em Santa Cruz, foi o carro para levar a Santa, pois o do Bombeiro não foi enviado, nem muito menos avisado que não iria, só depois da demora  que o Pároco Padre Vicente entrou em contato por telefone com o Bombeiros e que foi avisado que o carro estava quebrado e não teria como ir. Bom, a procissão chegou há atrasar 50 minutos e toda essa multidão esperando, se espremendo e se acotovelando. Depois da decepção acabou a Santinha indo nos braços dos seus fiéis.

Ontem à noite a revolta contra o descaso do Governo era grande, do Padre Vicente Neto, passando pelo ex-prefeito Tomba, o ex-deputado Claudio Porpino, o vice-prefeito Joca Ferreira e até o Prefeito Péricles que tem uma simpatia pela Governadora soltaram o verbo contra a Rosa.

Agora curiosidade do Blog, já que o projeto atual do governo são as greves, será que ele fez greve em Santa Cruz ontem?