Diversos

Grupo LGBTQIA+ questiona a CBF na Justiça sobre omissão de uso do número 24 na seleção brasileira

Foto: Reprodução

Única seleção nacional da Copa América sem usar o número 24 entre os convocados para a competição, a Seleção é motivo de ação judicial do Grupo Arco Íris de Cidadania LGBT. A associação sem fins lucrativos, que existe há 25 anos, questiona as razões pelas quais a CBF não utiliza o numeral na camisa em competições oficiais.

A “ação de justificação com pedido de explicações” foi distribuída na noite deste domingo, na 10ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. A CBF ainda não se manifestou sobre a ação – também não o fez no questionamento do site “Uol”, que fez reportagem sobre a ausência do 24 entre os convocados da Copa América.

O grupo pede respostas em 48 horas para estas cinco perguntas:

A não inclusão do número 24 no uniforme oficial nas competições constitui uma política deliberada da interpelada?

Em caso negativo, qual o motivo da não inclusão do número 24 no uniforme oficial da interpelada?

Qual o departamento dentro da interpelada,que é responsável pela deliberação dos números no uniforme oficial da seleção?

Quais as pessoas e funcionários da interpelada, que integram este departamento que delibera sobre a definição de números no uniforme oficial?

Existe alguma orientação da FIFA ou da CONMEBOL sobre o registro de jogadores com o número 24 na camisa?

O mês de junho é do orgulho LGBTQIA+ e o dia 28 de junho, nesta segunda-feira, é o Dia Internacional do Orgulho Gay. Alguns clubes brasileiros, como Flamengo, Fluminense, Vasco, entre outros, fizeram manifestações de respeito e apoio à causa. A CBF publicou à meia-noite uma mensagem em suas redes sociais.

A ação lembra que a CBF “tem papel preponderante neste debate.” Cita também que recentemente o Superior Tribunal de Justiça Desportiva passou a punir clubes com cantos homofóbicos de torcidas nos estádios.

“É dela a responsabilidade de mudar esta cultura dentro do futebol. Quando a CBF se exime de participar, a torcida entende que é permitido, que é aceitável, e o posicionamento faz com que, aos poucos, esta cultura mude.”

O texto do Grupo Arco-Íris, que lembra reportagem do Esporte Espetacular – veja o vídeo no início da reportagem – com pesquisa em diversos clubes brasileiros que também não utilizam o número, cita que o 24 é constantemente, e historicamente, relacionado com o homem gay por conta do jogo do bicho, que associa este número ao veado, animal, que por sua vez, é utilizado como forma de ofensa para a comunidade LGBTI+.

“Sendo assim, o fato da numeração da seleção brasileira pular o número 24, considerando a conotação histórico cultural que envolta esse número de associação aos gays, deve ser entendido como uma clara ofensa a comunidade LGBTI+ e como uma atitude homofóbica.”

Globo Esporte

Opinião dos leitores

  1. Agora falando sério! Seria muito chato mesmo um jogador com essa camisa 24 (ops!) perder um gol feito ou errar um pênalti na cara do gol! Ainda ser chamado de Viaaaaado!? Pura implicância com o n° 24, que no Jogo do Bicho, uma instituição respeitadíssima, diga-se de passagem tem a figura do mamífero galhudo, o Veado registrado com n°24!

  2. Não querem que a gente dê o fiofó também não? Vão se lascar, homi. Ou melhor, vão dar esse furico véio e deixe de encher o saco do povo. É como disseram aí, mais atrás: foram dar corda a esses porras, agora tão querendo mais da conta.

  3. Ommi, mande esse povo arranjar uma lavagem de roupa, pois a CBF tem coisas muito mais importante para fazer do que dar satisfação a essa turma por causa de um número qualquer em seu uniforme da seleção brasileira, eu sendo dirigente não colocaria.

  4. Oxi: se hoje em dia alguém chama um gay de viado ta lascado, o numero 24 se refere a isso, ai como pode eles vir cobra da CBF o uso do 24…?? não se ofendem em ser chamado de viado? num entendo mais eh nada.

    saudade dos viados vei macho das antigas dava o cu e era respeitado.

  5. A Baitolagem continua em alta. Se não estou enganado, nos EUA e no Canadá tem cidade que, nos edifícios/elevadores não tem o número 13. Do 12° passa para o 14°. Não consta que ninguém tenha entrado na justiça por causa do número omitido. Frescuras aguda desse tal de Lgbt.

  6. Não sei pq o cara quer ser gay mais não podem chamá-lo, a mulher quer ser homem sem pênis a qualquer custo, ser hetero e crime no Brasil?

  7. tanta coisa para resumir em sem baitola esse tal lgtb-ku+rla realmente não tem o que fazer, so falta dizer que a culpa e do MITO

  8. Do jeito que estão dando evidencia a esse tipo de comportamento, tá ficando impraticável é uma neurose sem fim.

  9. Pense em um troço sem futuro e sem ter o que fazer esses tal nde lgbtyjkw+cu tudo isso para chamar atenção

  10. É falta de coragem moral da cpf.

    Fica com mimimi.

    É só dizer: nenhum jogador quer usar o 24 pq, no Brasil, 24 é veado no jogo do bicho.

  11. É por isso que esse país é uma Merda, um bando de desocupado querendo tumultuar o país vão procurar uma lavagem de roupa , o país cheio de problema pra resolver vem uma ruma de viado tumultuar.

  12. Não concordo Neto, Zezin Tomaz e Manoel F, são parrudos, ótimos defensores, Devia falar com TITE, quem sabe ele não passa a usar a camisa e tem logo dois legitimos representantes do movimento atuando na seleçao usando a camisa.

  13. Estamos no fim do mundo,só não ver quem não quer.Falta só criminalizar quem agora se identifica como heterosexual.

  14. agora deu o stopô. Tudo relacionado a tal grupinho, têm de serem explicados. PQP desses mimimi.

  15. Não pode usar. A camisa com o número 24 é exclusividade de titia Calígula, aquela que adora uns cunhão roxo do véio.

  16. Fiz questão de colocar o número 24 no final da placa do carro, sei que quando for vender o preço será mais alto, nada contra quem queima o anel…

  17. Como entender tal questionamento se a própria associação declara que o referido número sempre foi usado de forma pejorativa contra gays, me parece que a lógica é evitar exatamente o uso.

  18. Isso é uma baitolagem grande, e falta do que fazer. Vão procurar uma lavagem de roupa ou algum ladrão pra defender, já que Lázaro morreu. Tem luladrao, que é seu comandante em chefe, se agarem com esse fela.

    1. Só estão querendo holofote… não precisa disso… a omissão do número 24 não é nenhuma afronta… afronta seria se a CBF tivesse justificado a ausência por associação aos gays… a esquerda e a mídia deu corda demais para o público LGBTQA+ e aí saem estas bobagens. Quando eu era criança a homossexualidade era altamente reprimida, depois passou a ser tolerada, depois aceita por parte significativa da sociedade, depois passou a ser incentivada (passando dos limites), só falta quererem que seja obrigatória… LGBTQA+ são pessoas que devem ser respeitadas da mesma forma que os heterossexuais, qualquer preconceito deve ser repudiado e punido, mas não precisa de mimimi deste tipo…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA AgoraSei/96FM: Veja os candidatos mais citados na disputa para deputado estadual

Foto: reprodução

O Jornal das 6 divulgou hoje (16), com exclusividade, os números da pesquisa AgoraSei/96FM. Na disputa pela vagas da Assembleia Legislativa do RN, os 23 mais citados (houve empate no 0,4%) foram os seguintes:

1.    NELTER QUEIROZ 1,9%
2.    DOUTOR BERNARDO 1,7%
3.    GEORGE SOARES 1,7%
4.    TOMBA 1,5%
5.    GETÚLIO REGO 1,4%
6.    KLEBER RODRIGUES 1,2%
7.    EZEQUIEL FERREIRA 1,2%
8.     TAVEIRA JUNIOR 1,1%
9.    FRANCISCO DO PT 1,0%
10.    ISOLDA DANTAS 1,0%
11.    RAIMUNDO FERNANDES 1,0%
12.    ADJUTO DIAS 0,9%
13.    VIVALDO COSTA 0,9%
14.    GUSTAVO CARVALHO 0,7%
15.    GALENO TORQUATO 0,7%
16.    HERMANO MORAIS 0,6%
17.    NEILTON DIÓGENES 0,6%
18.    UBALDO FERNANDES 0,5%
19.    CRISTIANE DANTAS 0,5%
20.    TEREZINHA MAIA 0,4%
21.    JORGE DO ROSÁRIO 0,4%
22.    CORONEL AZEVEDO 0,4%
23.    JADSON 0,4%

A pesquisa AgoraSei/96FM foi realizada entre os dias 11 e 14 de agosto, ouvindo 1.200 eleitores. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro máxima é de 2.8 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada na justiça eleitoral com a identificação rn-09248/2022.

96 FM Natal

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA AgoraSei/96FM: Veja os candidatos mais citados para deputado federal pelo RN

Foto: reprodução

O Jornal das 6 divulgou hoje (16), com exclusividade, os números da pesquisa AgoraSei/96FM. Na disputa pelas oito vagas do Rio Grande do Norte na Câmara dos Deputados, os 20 nomes mais citados foram:

1. GARIBALDI FILHO 2,2%
2. NATÁLIA BONAVIDES 1,9%
3. BRILHANTE 1,6%
4. JOÃO MAIA 1,5%
5. ROBINSON FARIA 1,4%
6. KELPS LIMA 1,0%
7. BETO ROSADO 1,0%
8. MINEIRO 1,0%
9. KALINE DE DR BERNARDO 0,9%
10. GENERAL GIRÃO 0,7%
11. DRA VANESSA 0,7%
12. BENES LEOCÁDIO 0,7%
13. PAULINHO FREIRE 0,6%
14. THABATTA PIMENTA 0,5%
15. LAWRENCE AMORIM 0,5%
16. JAIME CALADO 0,5%
17. GILVAN ALVES 0,5%
18. CARLA DICKSON 0,5%
19. SAMANDA 0,4%
20. FERNANDINHO DAS PADARIAS 0,4%

A pesquisa AgoraSei/96FM foi realizada entre os dias 11 e 14 de agosto, ouvindo 1.200 eleitores. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro máxima é de 2.8 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada na justiça eleitoral com a identificação rn-09248/2022.

96 FM Natal

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“PALAVRA DADA, COMPROMISSO ASSUMIDO”: Walter Alves diz que Rafael Motta sabia do entendimento entre Fátima e Carlos Eduardo

Foto: reprodução/YouTube

Candidato a vice-governador e companheiro de chapa da governadora Fátima Bezerra, o deputado federal Walter Alves (MDB) garantiu que o deputado federal Rafael Motta (PSB), ao contrário do que afirmou em entrevista à rádio Princesa, em Assu, sabia do entendimento entre a governadora e o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves.

“Ele sabia perfeitamente do entendimento existente entre a governadora e Carlos Eduardo”, afirmou Walter Alves, lembrando que recebeu Rafael Motta, seu colega de Câmara, para um café em seu apartamento.

“Política não tem contrato. Tem palavra, compromisso e ele sabia”, garantiu o candidato a vice-governador.

“Ele teve dificuldade na nominata e resolveu apostar na candidatura ao Senado, mas que ele sabia do entendimento, ele sabia. Sabia perfeitamente do momento, do compromisso, da palavra. E palavra dada, compromisso assumido”.

As declarações de Walter Alves põem por em xeque a versão de Rafael Motta de que não foi consultado sobre o entendimento que levou a governadora a escolher Carlos Eduardo Alves como pré-candidato ao Senado.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PESQUISA AgoraSei/96FM/SENADO: Rogério Marinho empata com Carlos Eduardo na estimulada, e lidera com folga na espontânea

O Jornal das 6 divulgou hoje (16), com exclusividade, os números da pesquisa AgoraSei/96FM. Para o Senado Federal, a pequisa apontou a liderança, com folga, do ex-ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho (PL) no levantamento espontâneo. Os números foram:

No levantamento estimulado, os números são os seguintes, com empate técnico entre Rogério Marinho (PL) e Carlos Eduardo Alves (PDT). A margem de erro da pesquisa é de 2.8 pontos percentuais.

A pesquisa AgoraSei/96FM foi realizada entre os dias 11 e 14 de agosto, ouvindo 1.200 eleitores. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro máxima é de 2.8 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada na justiça eleitoral com a identificação rn-09248/2022.

96 FM Natal

Opinião dos leitores

  1. BG, você só divulga as pesquisas que lhe convém. Faça um jornalismo imparcial. Divulgue as pesquisas por completo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Brasil registra 206 óbitos e 23 mil casos nas últimas 24h

Foram divulgados os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta terça-feira (16), de acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass):

– O país registrou 206 óbitos nas últimas 24h, totalizando 681.763 mortes;

– Foram 23.030 novos casos de coronavírus registrados, no total 34.201.208;

A média móvel de óbitos nos últimos sete dias é de 176. A a média móvel de novos casos é de 19.326.

O ministério da Saúde calcula que mais de 33 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

PIADA PRONTA: Carlos Eduardo vai à Justiça porque Rogério enquanto ministro trouxe recursos demais para o RN

Foto: reprodução

Quando a gente pensa que já se viu de tudo em campanha política no RN, eis mais um capítulo da série Sucupira Perde. A assessoria jurídica do candidato Carlos Eduardo Alves entrou com uma ação contra o ex-ministro Rogério Marinho porque ele teria favorecido demais o Rio Grande do Norte enquanto esteve à frente do Ministério do Desenvolvimento Regional.

É isso mesmo: Carlos Eduardo achou ruim que o Estado tenha recebido recursos para obras que beneficiaram o RN e a cidade do Natal, que ele já foi prefeito. Pela ação, teria sido abuso de poder econômico o ministro, que é do Rio Grande do Norte, querer mandar verbas para realização de obras no Estado.

Foi enquanto Rogério esteve à frente do Desenvolvimento Regional que foram viabilizados a engorda da praia de Ponta Negra, o terminal turístico da Redinha, transporte coletivo através do VLT, obras de abastecimento como o Canal do Apodi, Oiticica e as águas da transposição do Rio São Francisco.

Não é possível que do alto de sua soberba e arrogância, Carlos Eduardo ache que a régua a ser seguida é a de quando foi prefeito de Natal, quando o marcado imobiliário dizia que “ele mais trabalhou pela cidade de Parnamirim do que por Natal.”

É como diz a máxima: “Quem não faz pelos seus, não faz por ninguém”.

Opinião dos leitores

  1. Olhemos para os patrasmente da política de Sucupira”Natal”as figuras são as mesmas e a culpa não é de Odorico, é do eleitor

  2. Pra piorar o ex prefeito de Natal apoia um projeto de porto-indústria multipropósito na distante e pouco populosa Caiçara do Norte , que dizem poder gerar 25 mil empregos lá e ZERO na GRANDE NATAL. Desprezaram a vocação, a estrutura e grande potencial portuário de Natal e que é estratégico para o maior desenvolvimento econômico e da empregabilidade na Grande Natal, o maior colégio eleitoral do RN. Além das propostas portuárias da CODERN e do Jean-Paul (CERNE) no bairro Salinas, há a desse ambientalista, que se diferencia ao propor terminais também antes da ponte inclusive pra atender grandes cruzeiros e cargas especiais pré montadas das futuras eólicas offshore. #ProjetoCiplate #NovoPortoNatal

  3. É impressionante o devaneio desse candidato nessa campanha. Parece que a cada dia ele se tocou que deu uma errada grande em suas alianças e sente que a derrota está próxima. Deus é que sabe o que ele ainda vai fazer daqui para o dia da eleição. Juízo boneco de Olinda!

  4. Ele faz o papel de um cachorro vira lata da Guvernadora Fátima do PT. Quem com porcos anda, farelo come.
    Me desculpe os vira latas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

TSE autoriza mais 9 militares na inspeção do código-fonte das urnas eletrônicas

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou a inclusão de mais nove militares no grupo designado para inspecionar a segurança das urnas eletrônicas. O pedido partiu do Ministério da Defesa e foi concedido pelo presidente da Corte, Luiz Edson Fachin. Outros nove já faziam parte da equipe que examina o código-fonte.

O Ministério da Defesa sustenta que os militares têm conhecimento em linguagem de programação e, por isso, podem auxiliar tecnicamente as Forças Armadas no processo de auditoria das urnas.

Participarão da inspeção mais três militares da Força Aérea; três da Marinha e outros três do Exército. Eles terão acesso aos códigos-fontes até 19 de agosto. O prazo original foi ampliado pelo TSE. Inicialmente, a inspeção se encerraria no último dia 12/8.

O acesso aos códigos-fontes do sistema de votação foi aberto em outubro de 2021 para todas as entidades cadastradas para auditoria. As Forças Armadas estão entre elas.

O código-fonte é formado por 17 milhões de linhas de comandos escritos em linguagem de programação, que compõem um software. A partir dele, o ministério pode testar a tecnologia, achar possíveis falhas e sugerir correções, por exemplo. A intenção é checar a confiabilidade do sistema eleitoral.

A fiscalização dos militares envolve polêmica. Recentemente, conforme revelado pelo colunista Rodrigo Rangel, o Ministério da Defesa designou o coronel do Exército Ricardo Sant’ana para inspecionar o código-fonte das urnas eletrônicas do TSE. Sant’ana fazia críticas à segurança do equipamento nas redes sociais.

Alguns posts compartilhados pelo militar com seus seguidores no Facebook envolvem, inclusive, questionamentos à integridade do próprio sistema de votação adotado pelo TSE. Uma publicação de Ricardo chegou a ser marcada pela rede social como “informação falsa”. Diante disso, o TSE decidiu por afastá-lo dos trabalhos.

Como de praxe, O TSE autorizou as Forças Armadas a garantirem a segurança durante a votação. O contexto atual, porém, é diferente dos demais pleitos eleitorais, em que também se teve a participação de militares no resguardo das votações. Em movimento inédito, as Forças Armadas, amparadas pelo Ministério da Defesa, têm atuado em peso na fiscalização das urnas eletrônicas, colocadas em xeque pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Metrópoles

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Vereadores começam a votar mudanças no Código Tributário de Natal

Foto: Francisco de Assis

Os vereadores de Natal aprovaram em primeira discussão, durante a sessão ordinária desta terça-feira (16), o Projeto de Lei Complementar 10/2022, de autoria do Chefe do Poder Executivo, que acrescenta e altera mais de 30 artigos referentes ao Código Tributário do Município.

O projeto deve retornar à segunda discussão em dez dias e tem a justificativa de corrigir vícios redacionais que geram interpretações dúbias e que dificultam a aplicação das normas vigentes, entre outros pontos, como inserir a impossibilidade de vinculação entre a base de cálculo do ITIV e do IPTU, adequar às mudanças promovidas na Constituição Federal e revogar legislações, como a que criou o Proeduc (Programa de Incentivo à Educação Universitária).

A vereadora Nina Souza (PDT) explicou que hoje o Proeduc não é mais praticado e que, apesar de ter sido importante para muitos estudantes, o momento atual é diferente. “O momento agora não permite renúncia, que vai fazer falta. Estamos em luta para as crianças do ensino fundamental terem acesso à escola e nossos professores receberem o reajuste do piso. A prerrogativa legal do município é com a educação infantil e fundamental e a educação superior deve ficar por conta da União, que fica com a maior parte do bolo tributário”, disse.

Para evitar a revogação do programa, a vereadora Ana Paula (SD) apresentou emenda, mas foi rejeitada. “É um programa que dá direito ao filho do pobre cursar o ensino superior, mas não retira orçamento da educação infantil. Funciona com renúncia fiscal no valor de 2% para conceder bolsa aos alunos. Se comparar, o Munícipio concedeu renúncia de 100% às empresas de transportes. É questão de prioridade”, argumentou.

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Consumidores apresentam quase 1 milhão de reclamações na Anatel

Foto: Marcelo Casal Jr

Relatório divulgado esta semana pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostra que durante o primeiro semestre de 2022, foram registradas um total de 951,3 mil reclamações contra prestadoras de serviços de banda larga fixa, TV por assinatura e telefonias móvel e fixa.

De acordo com a Anatel, o número de queixas apresentadas junto ao serviço de atendimento ao consumidor representa um volume 6,5% menor do que o registrado no segundo semestre de 2021. Segundo a agência, o Índice de Reclamações (IR), que é calculado a partir do número de reclamações mensais das prestadoras por mil acessos caiu de 0,55 para 0,51 entre o segundo semestre de 2021 em relação ao primeiro semestre de 2022.

“O resultado do primeiro semestre desse ano retoma a tendência de queda nas reclamações desde o recorde de 4 milhões de queixas registradas em 2015. A redução foi interrompida nos dois primeiros anos da pandemia de covid-19”, informou a agência. O serviço que registrou maior número de reclamações foi referente ao celular pós-pago, com 360.068 queixas e com IR de 0,59. Em segundo lugar está o serviço de banda larga fixa, com 240.098 reclamações e IR em 0,81.

O serviço de celular pré-pago foi o terceiro maior alvo de reclamações, com 143.739 queixas e um IR de 0,20; seguido do serviço de telefonia fixa (135.271 reclamações e IR em 0,85) e da TV por assinatura (65.887 reclamações e IR em 0,72). As reclamações contra as prestadoras desses serviços podem ser feitas de forma online, no site da Anatel, onde há uma área específica para isso, com um passo a passo que ajuda o consumidor a fazer a reclamação.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Narrativa da esquerda sobre duplicação da BR 304 não se sustenta e provoca ‘bate-boca de palavras ao vento’

 

Foto: Canindé Soares

A confusão começou no fim de semana com repercussão nas redes sociais da esquerda do que seria o veto do presidente Bolsonaro à duplicação da BR-304 na Lei de Diretrizes Orçamentárias.

O ex-ministro Rogério Marinho veio a público lembrar que LDO não garante obra nenhuma. E que lugar de botar recursos é no Orçamento Geral da União, cuja discussão e aprovação é em novembro geralmente.

Então, hoje, senador Jean Paul Prates, pelas mãos de quem a celeuma começou, foi de novo para as redes e imprensa.

Caindo na armadilha provocada por Marinho, Jean Paul Prates foi desmentir algo que não foi dito. Isso porque JPP tratou como se os recursos estivessem no OGU, que, como se sabe, nem foi aberto para discussão.

O senador petista, cujo trabalho é conhecer leis e legislar, conseguiu unir o nada a lugar algum e está vendendo a narrativa como se fosse um grande feito. Uma perda de tempo, na verdade.

Ao que parece, o senador Jean mesmo sendo legislador, não entende de cortes no orçamento. Talvez o único corte que ele assimilou sem problemas foi ser excluído com maestria da chapa majoritária da governadora Fátima Bezerra.

Opinião dos leitores

  1. muita cara de pau! os senadores jean prates e zenaide maia foram contra a destinação de recursos da bancada federal para a obra acima.

  2. Pessoal vamos votar em LULADRAO, pois só assim levará mais 200 anos para se conclui esta obra semelhante a reta tabajara que já passa dos 20 anos, pouco mais de 30km, logo 300 km será pouco mais de 200 anos. Kkkk
    Vamos votar em LULADRAO e fatão GD, segundo o 🐀 de nove dedos, que tudo dará certo, prá eles claro.

  3. Faz 3 anos e 8 meses que esse imundo entrou e a reta Tabajara estava quase feita e ele não terminou, imagine a BR 304, isso é uma aberraçao

    1. Acho que voce nunca passou na reta tabajara pq dizer que ela estava pronta e em 3a e 8m não foi feito nada e só nao esta terminada pq os deputados junto com a governadora retiraram 16 milhões para comprar vacina que nunca chegaram e não se sabe onde foi parar o dinheiro

    2. Chora, POSSILGA! Imagina se o presidente fosse Haddad, precisa falar como andam as estradas sob administração do RN? Esses esquerdista parecem que acham que o povo é retardado igual a eles. PQP.

  4. Fatão que empurrou essa bucha desconhecida aqui no RN.
    Agora tá aí siscando atrás que carlos alves se eleja pra ele se eleger também, sem nenhum voto, sem ser votado.
    Homi pegue o bêco pro RJ e nunca mais apareça aqui.
    BOZO no primeiro turno 22.

  5. Jean Paul é uma nulidade política, não passa de mais um aproveitador do nível de Carlos Eduardo, de quem é suplente, ele foi escanteado por Fátima e pelo PT e ainda tem a coragem de vir a público propagar Fake News e demonstrar incompetência.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *