Esporte

Tite convoca seleção brasileira para os três próximos jogos das Eliminatórias da Copa com destaques da Olimpíada; veja lista

Os atacantes da seleção brasileira olímpica Richarlison e Matheus Cunha comemoram a medalha de ouro em Tóquio-2020 – Kyodo News/Getty Images

O técnico Tite anunciou na manhã desta sexta-feira, 13, a lista de convocados da seleção brasileira para os três próximos jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, com muitas novidades. São seis atletas que conquistaram o ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Além da volta de Daniel Alves e Richarlison, presença constante na seleção principal, Tite chamou Guilherme Arana, Bruno Guimarães, Claudinho e Matheus Cunha.

Rafinha, meia-atacante do Leeds United, da Inglaterra, é outra novidade da lista. Cinco jogadores que atuam no Brasil também foram chamados. Além dos já mencionados Guilherme Arana e Daniel Alves, também fazem parte da convocação o goleiro Weverton (Palmeiras), o meia Everton Ribeiro e o atacante Gabigol (ambos do Flamengo).

A agenda de compromissos da seleção inicia contra o Chile, no dia 2 de setembro, no estádio Monumental, em Santiago. Depois, dois compromissos no país: a Argentina, no dia 5, na Neo Química Arena, e o Peru, o dia 9, na Arena Pernambuco. O coordenador da seleção Juninho Paulista informou que a CBF tem a intenção de levar a partida contra o Uruguai pelas Eliminatórias, na próxima data Fifa, para Manaus.

O Brasil lidera as Eliminatórias com 100% de aproveitamento. Em seis partidas disputadas, venceu todas. A rodada tripla colocará novamente a Argentina, algoz brasileiro na decisão da Copa América, no caminho. No último dia 10 de julho, liderados por Lionel Messi, surpreenderam ao vencer por 1 a 0 no Maracanã. Os rivais ocupam a segunda colocação, também invictos, com três vitórias e três empates.

Os convocados:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Ederson (Manchester City) e Weverton (Palmeiras)

Laterais: Daniel Alves (São Paulo), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus) e Guilherme Arana (Atlético Mineiro)

Zagueiros: Thiago Silva (Chelsea), Marquinhos (PSG), Éder Militão (Real Madrid) e Lucas Veríssimo (Benfica)

Meio-campistas: Casemiro (Real Madrid), Bruno Guimarães (Lyon), Fabinho (Liverpool), Fred (Manchester United), Claudinho (Zenit), Everton Ribeiro (Flamengo) e Lucas Paquetá (Lyon)

Atacantes: Roberto Firmino (Liverpool), Gabigol (Flamengo), Gabriel Jesus (Manchester City), Matheus Cunha (Hertha Berlin), Neymar (PSG), Raphinha (Leeds United), Richarlison (Everton)

Veja

Opinião dos leitores

  1. Gabigol? Como ele mesmo disse, só joga na várzea, quando vai para o profissional não faz nada.

    1. Já disse, titia, tem que trocar o retentor que se gastou por muito uso. Ou então ir numa retífica pra dar um passe.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

VÍDEO: Ponteiro da seleção brasileira de vôlei mostra quarto da Vila Olímpica, samba, quase quebra cama e viraliza

Foto: Reprodução

O ponteiro da seleção brasileira de vôlei Douglas Souza usou as redes sociais na madrugada desta terça-feira para fazer um tour do quarto da vila olímpica onde está hospedado. Empolgado com a chegada, postou uma sequência de vídeos em que brincou sobre a cama e a altura do apartamento. O Brasil estreia nas Olimpíadas de Tóquio na próxima sexta, às 23h05 (horário de Brasília) contra a Tunísia.

Determinado a testar a resistência da cama de material reciclável, aposta do Comitê Organizador por questão de sustentabilidade, o campeão olímpico em 2016 arriscou uns pulos e ainda sambou em cima do móvel.

“Gente, vocês viram que quase quebrou a cama? Que fez um ‘trec’. Eu tô muito em choque. Eu tinha certeza que só a minha ia fazer isso. Tinha muita certeza. Ainda bem que não quebrou. Deu certo. Deu pra sambar, deu pra quicar. Não, mentira. Mas vocês entenderam, cama super aprovada. Aguenta mais de 200kg”

Determinado a testar a resistência da cama de material reciclável, aposta do Comitê Organizador por questão de sustentabilidade, o campeão olímpico em 2016 arriscou uns pulos e ainda sambou em cima do móvel.

“Gente, vocês viram que quase quebrou a cama? Que fez um ‘trec’. Eu tô muito em choque. Eu tinha certeza que só a minha ia fazer isso. Tinha muita certeza. Ainda bem que não quebrou. Deu certo. Deu pra sambar, deu pra quicar. Não, mentira. Mas vocês entenderam, cama super aprovada. Aguenta mais de 200kg”

Outro vídeo com Douglas Souza viralizou nesta terça. A influenciadora e ex-BBB Camilla de Lucas postou o catwalk (andar de passarela) do jogador antes do treino da seleção brasileira, que fez sucesso com os internautas.

Confira os jogos do Brasil na primeira fase:

23/07 (sexta) – 23h05 – Brasil x Tunísia

26/07 (segunda) – 09h45 – Brasil x Argentina

28/07 (quarta) – 09h45 – Brasil x Rússia

29/07 (quinta) – 23h05 – Brasil x EUA

31/07 (sábado) 23h05 – Brasil x França

Globo Esporte

Opinião dos leitores

  1. Poderiam ter levado o ouro sim, mas sem Douglas contra ROC e o excesso de procrastinação e homofobia de Renan e o restante da curriola o castigo veio a cavalo

    1. Esse é mais um da turminha lacradora. Por isso o brasileiro é mal visto no exterior.

    2. Douglas foi simplesmente o melhor jogador da seleção, mas procrastinado por Renan e seus colegas de “equipe” e porísso retornam para o Brasil chupando manga.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

“Treinar o Flamengo é treinar a seleção brasileira”, diz Renato Gaúcho em chegada ao clube”

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O Flamengo apresentou, no início da tarde desta segunda-feira (12), o técnico Renato Gaúcho. O novo comandante chegou afirmando que está realizando um sonho e colocando o clube no patamar da seleção brasileira”.

“Acima de tudo é um prazer estar aqui com essa oportunidade, este grande clube. Eu falei que eu tinha o sonho e hoje eu estou realizando este sonho. Todo treinador tem que pensar alto e treinar o Flamengo, na minha opinião, é a mesma coisa que treinar a seleção brasileira.

Confira os principais trechos da coletiva de Renato Gaúcho:

EMOÇÃO DE COMANDAR O FLAMENGO

É emocionante. Título é sempre título. Hoje à frente do Flamengo é um título que eu ainda não tenho como treinador. Lembro até hoje de ter dado volta olímpica em 87 no Maracanã. Espero que com esse grupo, agora como treinador, eu possa realizar esse sonho. Estou bastante emocionado, falei isso com o Braz e com o Bruno. Poder voltar ao Flamengo, ao Maracanã, e estar ao lado desse grupo vencedor, acima de tudo. Tenho certeza que o torcedor entende que sou um profissional. Espero que a torcida possa voltar ao Maracanã, eu sei da força dela de todas as vezes que nos enfrentamos”.

UTILIZAR A BASE

Por onde eu passo, gosto de trabalhar com os garotos. Ontem mesmo no Maracanã, após a partida, falei com as pessoas aqui no Flamengo e pedi para marcar coletivo de hoje contra os garotos para poder começar a observar. Não tenho de lançar garoto, mas tem que ser na hora certa, no momento certo, para não queimá-lo. No Grêmio, descobrimos vários garotos lá que tiveram sucesso no profissional. Sempre que eu achar que está na hora de ser aproveitado, vai acontecer

SEM ATRITOS COM O CLUBE

Não lembro de atritos com o clube ou com a torcida. Maior prova é que, no jogo beneficente que o Zico faz todo o ano, o Zico brincava: “Está vendo, você é ídolo a torcida gosta de você.”. Nos últimos dias, eu estava na praia e tive que ir embora pelo excesso de carinho, de fotos. A torcida pode ficar tranquila que trabalho não vai faltar. Vamos trabalhar para que a gente possa continuar dando alegria ao torcedor.

COBRANÇAS PELO PODERIO FINANCEIRO

Se você gastar R$ 100 por mês num clube, isso vai ser cobrado. Se gastar R$ 100 milhões, vai ser cobrado. Acho que todo torcedor quer ver o time campeão. Claro que quando você gasta muito e qualifica seu grupo, você tem mais chances. O PSG, quanto que ele gastou? E não foram campeões. No Flamengo, as chances de conquistar são maiores, sem dúvidas. O Palmeiras, Atlético, Flamengo gastaram muito e, por isso, chegam toda hora.

AVALIAÇÃO DO ELENCO

O elenco é maravilhoso, muito forte. Se vai ganhar tudo, vamos trabalhar para isso. Palmeiras, Atlético-MG também querem. Todo mundo quer. Qual clube que entra na competição e não quer ganhar? Mas o elenco do Flamengo é forte, sim. Perdeu algumas peças? Perdeu. Mas ainda é muito forte.

COMPARAÇÕES COM JORGE JESUS

Na época do Jorge, ele fez um excelente trabalho, conquistou. Domenec e Ceni tentaram, e eu vou continuar tentando também. Mas cada um tem seu trabalho, suas ideias. Todos eles, antes do Jesus, o próprio Jesus, depois o Dome, Ceni, todo mundo tentou. Eu vou continuar tentando e trabalhando. Se todo clube que contratasse um treinador tivesse 100% de certeza que seria campeão, ele assinava um contrato de 10 anos.

VOLTA DO PÚBLICO

Com segurança e seguindo os protocolos, eu sou a favor. Joguei com a camisa do Flamengo como jogador, eu sei a força da torcida. Enfrentei o Flamengo no Maracanã, com essa torcida maravilhosa. É o nosso 12º jogador. Muita gente já foi vacinada, já teve (Covid). Então, com segurança, eu sou a favor da volta do público aos estádios.

ESTILO DE JOGO

O Flamengo sempre joga para vencer. Eu sempre tive essa opinião. Coloquei os clubes que trabalhei sempre para frente, em busca da vitória. O clube que busca a vitória está mais perto da vitória do que da derrota. O Flamengo, sem dúvida, vai jogar pra frente. Cada treinador tem uma maneira de trabalhar, vou trocar umas ideias com os jogadores. Vou procurar botar em prática aquilo que acho que é melhor para o clube.

SITUAÇÃO DOS ZAGUEIROS

Quando cheguei no Grêmio, por exemplo, o Arthur que foi vendido ao Barcelona estava para ser emprestado ao Ceará. Eu segurei e deu no que deu. No momento que você tem um grupo da forma que o Flamengo tem, e acima de tudo trocar ideia com o jogador… Eu gosto de passar muito confiança aos jogadores. Fundamental é o chefe passar confiança para você e vou passa confiança aos zagueiros. Tenho visto os jogos do Flamengo e vi coisas de bom e vi coisas que podemos ajustar.

REFORÇOS

Reforços, todo treinador gosta de ter. Às vezes nem sempre é possível. Até porque hoje temos que entender o motivo financeiro que todos os clubes passam pela pandemia. Lógico que o clube vai sentir. Não só o Flamengo, mas no mundo todo. Eu vou trocar muitas ideias com esse grupo aqui. Lá na frente a gente vê tem essa necessidade, dentro da possibilidade que a diretoria vai em dar.

RECUSAS A SANTOS E CORINTHIANS

Recusei o convite do Santos, o convite do Corinthians, agradeço, mas eu precisava de férias. No momento que eu descansei, apareceu o convite do Flamengo. E essa oportunidade sem dúvida eu peguei porque já descansei e estou realizando o meu grande sonho.

Goal

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Ação na Justiça do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT quer obrigar Seleção Brasileira a usar camisa 24 na final da Copa América

Foto: GLEDSTON TAVARES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO (27.jun.2021)

O Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT tenta obrigar que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) adote a camisa de número 24 durante a final da Copa América, neste sábado (10), onde o Brasil enfrenta a Seleção Argentina no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, às 21h.

A Ação Civil protocolada, nesta quinta-feira (8), pelo movimento LGBT acusa a entidade de homofobia, e cita que o número ignorado pela Seleção Brasileira é “historicamente relacionado ao homem gay no Brasil”.

Caso a justiça acate a decisão, o volante Douglas Luiz será obrigado a usar a camisa 24 ao invés da 25, número anteriormente definido pela comissão técnica.

“A Seleção Brasileira de futebol masculino, dentre todos as seleções que participam da Copa América, é a única que não usa o número 24 (vinte e quatro) nos uniformes. A numeração dos jogadores da Seleção Brasileira pula do número 23 para o 25”, ressalta a Ação Civil.

O pedido também sugere que a CBF seja multada em R$ 460 mil se descumprir a ordem, caso a liminar seja concedida pela justiça até o início do jogo. O movimento pede também um “pedido público de desculpas” por ter cometido uma discriminação.

No início do mês, a CBF disse à Justiça que a não escolha do número 24 foi por “mera liberalidade”. A entidade afirmou que o regulamento da Copa América determinava a inscrição de 23 jogadores (1 ao 23). E que posteriormente foram abertas mais cinco vagas, sendo que os números são livres. “Poderia ter sido 24, 26, 27 ou 2″, disse a entidade”.

A CNN entrou em contato com a CBF sobre esse novo pedido do Grupo Arco-Íris e aguarda um retorno.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Eu sendo presidente da CBF mandava esse bocado de sem futuro desse grupo arranjar uma lavagem de roupa, pois esse povo não tem é o que fazer, com certeza.

  2. Daqui há pouco vão entrar com uma ação para obrigar a todos da seleção a darem o toba também.

  3. De novo, isso? É regra em qualquer ordenamento jurídico decente que só se pode fazer ou deixar de fazer alguma coisa em virtude da Lei. Em qual lei está escrito que é obrigatório se usar uma camisa com o número 24 nas costas? É preciso alguma reação contra essa canalhice e contra essa estupidez.

  4. Não querem usar pq 24 quer dizer viado no jogo do bicho e ninguém é viado na seleção. Qual o problema?
    Façam um campeonato de viados e vão encher o saco do cão!!!!

  5. Essa é de lascar, esse pessoal se acha intocável, querer obrigar uma entidade à fazer usar um número só porque que eles querem, será que a justiça vai ficar refém desse grupo. Respeitem pra serem respeitados.

  6. Isso não é importante…o importante é que Witzel acaba de denunciar o motivo de Gustavo Bebianno ter sido demitido pelo Bozo: Ele denunciou ao cagão, um esquema de corrupção que ultrapassa mais de R$ 60,2 milhões em contratos com 27 empresas que atuam sem licitação em hospitais e órgãos federais do Rio de Janeiro. Resultado: foi demitido!
    Queima quengaral….

    1. Witzel??? Sério msm ??? Acredita na história da carochinha tbm ?

    2. Viiiixe…
      As empresas são dos milicianos do RJ….
      Hummm, entendi!

    3. Aquele governador que foi preso por desviar a verba da pandemia? Muito honesto ele kkkkkkkkkkk

    4. O que será que o defensor e intratável o tal de Calígula acha dessa denúncia. kkkkkkkkkkkkkkk.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Grupo LGBTQIA+ questiona a CBF na Justiça sobre omissão de uso do número 24 na seleção brasileira

Foto: Reprodução

Única seleção nacional da Copa América sem usar o número 24 entre os convocados para a competição, a Seleção é motivo de ação judicial do Grupo Arco Íris de Cidadania LGBT. A associação sem fins lucrativos, que existe há 25 anos, questiona as razões pelas quais a CBF não utiliza o numeral na camisa em competições oficiais.

A “ação de justificação com pedido de explicações” foi distribuída na noite deste domingo, na 10ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. A CBF ainda não se manifestou sobre a ação – também não o fez no questionamento do site “Uol”, que fez reportagem sobre a ausência do 24 entre os convocados da Copa América.

O grupo pede respostas em 48 horas para estas cinco perguntas:

A não inclusão do número 24 no uniforme oficial nas competições constitui uma política deliberada da interpelada?

Em caso negativo, qual o motivo da não inclusão do número 24 no uniforme oficial da interpelada?

Qual o departamento dentro da interpelada,que é responsável pela deliberação dos números no uniforme oficial da seleção?

Quais as pessoas e funcionários da interpelada, que integram este departamento que delibera sobre a definição de números no uniforme oficial?

Existe alguma orientação da FIFA ou da CONMEBOL sobre o registro de jogadores com o número 24 na camisa?

O mês de junho é do orgulho LGBTQIA+ e o dia 28 de junho, nesta segunda-feira, é o Dia Internacional do Orgulho Gay. Alguns clubes brasileiros, como Flamengo, Fluminense, Vasco, entre outros, fizeram manifestações de respeito e apoio à causa. A CBF publicou à meia-noite uma mensagem em suas redes sociais.

A ação lembra que a CBF “tem papel preponderante neste debate.” Cita também que recentemente o Superior Tribunal de Justiça Desportiva passou a punir clubes com cantos homofóbicos de torcidas nos estádios.

“É dela a responsabilidade de mudar esta cultura dentro do futebol. Quando a CBF se exime de participar, a torcida entende que é permitido, que é aceitável, e o posicionamento faz com que, aos poucos, esta cultura mude.”

O texto do Grupo Arco-Íris, que lembra reportagem do Esporte Espetacular – veja o vídeo no início da reportagem – com pesquisa em diversos clubes brasileiros que também não utilizam o número, cita que o 24 é constantemente, e historicamente, relacionado com o homem gay por conta do jogo do bicho, que associa este número ao veado, animal, que por sua vez, é utilizado como forma de ofensa para a comunidade LGBTI+.

“Sendo assim, o fato da numeração da seleção brasileira pular o número 24, considerando a conotação histórico cultural que envolta esse número de associação aos gays, deve ser entendido como uma clara ofensa a comunidade LGBTI+ e como uma atitude homofóbica.”

Globo Esporte

Opinião dos leitores

  1. Agora falando sério! Seria muito chato mesmo um jogador com essa camisa 24 (ops!) perder um gol feito ou errar um pênalti na cara do gol! Ainda ser chamado de Viaaaaado!? Pura implicância com o n° 24, que no Jogo do Bicho, uma instituição respeitadíssima, diga-se de passagem tem a figura do mamífero galhudo, o Veado registrado com n°24!

  2. Não querem que a gente dê o fiofó também não? Vão se lascar, homi. Ou melhor, vão dar esse furico véio e deixe de encher o saco do povo. É como disseram aí, mais atrás: foram dar corda a esses porras, agora tão querendo mais da conta.

  3. Ommi, mande esse povo arranjar uma lavagem de roupa, pois a CBF tem coisas muito mais importante para fazer do que dar satisfação a essa turma por causa de um número qualquer em seu uniforme da seleção brasileira, eu sendo dirigente não colocaria.

  4. Oxi: se hoje em dia alguém chama um gay de viado ta lascado, o numero 24 se refere a isso, ai como pode eles vir cobra da CBF o uso do 24…?? não se ofendem em ser chamado de viado? num entendo mais eh nada.

    saudade dos viados vei macho das antigas dava o cu e era respeitado.

  5. A Baitolagem continua em alta. Se não estou enganado, nos EUA e no Canadá tem cidade que, nos edifícios/elevadores não tem o número 13. Do 12° passa para o 14°. Não consta que ninguém tenha entrado na justiça por causa do número omitido. Frescuras aguda desse tal de Lgbt.

  6. Não sei pq o cara quer ser gay mais não podem chamá-lo, a mulher quer ser homem sem pênis a qualquer custo, ser hetero e crime no Brasil?

  7. tanta coisa para resumir em sem baitola esse tal lgtb-ku+rla realmente não tem o que fazer, so falta dizer que a culpa e do MITO

  8. Do jeito que estão dando evidencia a esse tipo de comportamento, tá ficando impraticável é uma neurose sem fim.

  9. Pense em um troço sem futuro e sem ter o que fazer esses tal nde lgbtyjkw+cu tudo isso para chamar atenção

  10. É falta de coragem moral da cpf.

    Fica com mimimi.

    É só dizer: nenhum jogador quer usar o 24 pq, no Brasil, 24 é veado no jogo do bicho.

  11. É por isso que esse país é uma Merda, um bando de desocupado querendo tumultuar o país vão procurar uma lavagem de roupa , o país cheio de problema pra resolver vem uma ruma de viado tumultuar.

  12. Não concordo Neto, Zezin Tomaz e Manoel F, são parrudos, ótimos defensores, Devia falar com TITE, quem sabe ele não passa a usar a camisa e tem logo dois legitimos representantes do movimento atuando na seleçao usando a camisa.

  13. Estamos no fim do mundo,só não ver quem não quer.Falta só criminalizar quem agora se identifica como heterosexual.

  14. agora deu o stopô. Tudo relacionado a tal grupinho, têm de serem explicados. PQP desses mimimi.

  15. Não pode usar. A camisa com o número 24 é exclusividade de titia Calígula, aquela que adora uns cunhão roxo do véio.

  16. Fiz questão de colocar o número 24 no final da placa do carro, sei que quando for vender o preço será mais alto, nada contra quem queima o anel…

  17. Como entender tal questionamento se a própria associação declara que o referido número sempre foi usado de forma pejorativa contra gays, me parece que a lógica é evitar exatamente o uso.

  18. Isso é uma baitolagem grande, e falta do que fazer. Vão procurar uma lavagem de roupa ou algum ladrão pra defender, já que Lázaro morreu. Tem luladrao, que é seu comandante em chefe, se agarem com esse fela.

    1. Só estão querendo holofote… não precisa disso… a omissão do número 24 não é nenhuma afronta… afronta seria se a CBF tivesse justificado a ausência por associação aos gays… a esquerda e a mídia deu corda demais para o público LGBTQA+ e aí saem estas bobagens. Quando eu era criança a homossexualidade era altamente reprimida, depois passou a ser tolerada, depois aceita por parte significativa da sociedade, depois passou a ser incentivada (passando dos limites), só falta quererem que seja obrigatória… LGBTQA+ são pessoas que devem ser respeitadas da mesma forma que os heterossexuais, qualquer preconceito deve ser repudiado e punido, mas não precisa de mimimi deste tipo…

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Seleção Brasileira mantém terceiro lugar em nova atualização do ranking da Fifa

Foto: Guito Moreto / Agência O Globo

A Fifa divulgou, nesta quinta-feira, uma nova atualização de seu ranking de seleções. Sem mudanças nos dez primeiros colocados em relação à última atualização, em dezembro, o Brasil manteve o terceiro lugar, atrás da líder Bélgica e da campeã mundial França.

As principais alterações na tabela foram de seleções africanas, com a Uganda (83ª), que perdeu quatro posições. Atuais campeã e vice do Campeonato das Nações Africanas, Marrocos (33º) subiu duas posições e Mali (54º), três.

O ranking, que utiliza uma nova fórmula de cálculo desde agosto de 2018, contabiliza pontos por competições Fifa, torneios de confederações e amistosos. Campeão da Copa América, mas sem jogos disputados desde a última atualização, o Brasil soma 1743 pontos, contra 1755 dos franceses e 1780 dos belgas.

A pontuação, que define os cabeças de chave dos grupos da Copa do Mundo, será atualizada novamente em abril, desta vez após o jogos de eliminatórias para o torneio.

Confira o atual top 10:

1. Bélgica – 1780 pontos

2. França – 1755 pontos

3. Brasil – 1743 pontos

4. Inglaterra – 1670 pontos

5. Portugal – 1662 pontos

6. Espanha – 1645 pontos

7. Argentina – 1642 pontos

8. Uruguai – 1639 pontos

9. México – 1632 pontos

10. Itália – 1625 pontos

O Globo

Opinião dos leitores

  1. A seleção brasileira deixou de jogar futebol ⚽ de verdade, à mais de dez anos, já vinha sendo maqueada a um bom tempo e a maquiagem caiu de vez na copa dos 7a1?‍♂️

  2. Só for no Ranking do time mais enfeitado.
    e cada carro alegórico que entra em campo que dá nojo.
    saudades do tempo que os jogadores bebiam, andavam com puta (ou traveco) e ganhava campeonato!!!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Atleta do América é convocado para a Seleção Brasileira de Beach Soccer

Foto: CBSB – Confederação de Beach Soccer do Brasil

O técnico da seleção brasileira Gilberto Costa convocou 17 atletas para um período de uma semana de treinos. Na lista, nomes já consagrados com a camisa amarelinha e duas jovens revelações do Campeonato Brasileiro, o goleiro Bobô e o ala Gerlan, ambos da equipe do Sampaio Corrêa.

Gilberto também convidou o técnico da Bolívia Querida, Carlos Jaques, para integrar o grupo da comissão técnica durante o período, que se inicia nesta segunda-feira (23/11) e vai até sábado (28/11).

Confira os convocados:

GOLEIROS

Bobô (Sampaio Corrêa-MA)
Mão (Anchieta-ES)
Rafa Padilha (Vasco da Gama-RJ)

DEFENSORES

Antonio (Flamengo-RJ)
Brendo (Anchieta-ES)
Bruno Xavier (Anchieta-ES)
Catarino (Vasco da Gama-RJ)
Jordan (Vasco da Gama-RJ)
Thanger (Flamengo-RJ)

ALAS

Benjamin Jr. (Vasco da Gama-RJ)
Datinha (Sampaio Corrêa-MA)
Gerlan (Sampaio Corrêa-MA)
Filipe (Flamengo-RJ)
Mauricinho (Vasco da Gama-RJ)

ATACANTES

Edson Hulk (América-RN)
Lucão (Vasco da Gama-RJ)
Rodrigo (Flamengo-RJ)

Com informações da CBSB

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Potiguar Gabriel Veron é convocado para seleção brasileira sub-20

 Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

O técnico André Jardine, da seleção brasileira sub-20, divulgou nesta noite de terça-feira a lista da primeira convocação da categoria em 2020. São 23 nomes que vão se reunir em Itu, interior de São Paulo, entre os dias 21 e 31 de outubro.

Neste período, a Seleção sub-20 fará dois jogos-treinos: contra o time sub-23 do Corinthians, no dia 28, e contra a equipe profissional do Ituano, dia 31.

O treinador chamou três jogadores de fora do país – o lateral-direito Yan Couto, revelado pelo Coritiba, hoje no Girona, Lucas Freitas, do Real Valladolid, e Morato, do Benfica.

A lista tem sete campeões mundiais sub-17 – do torneio disputado ano passado no Brasil – e ainda nomes conhecidos e que atuam nos times principais de clubes brasileiros, como o atacante Talles Magno, do Vasco, Gabriel Verón, do Palmeiras, e Kaio Jorge, do Santos.

O clube com maior número de convocados foi o Athletico, com quatro atletas. Depois, o Vasco, com três. Fluminense, Corinthians e Palmeiras cederam dois cada.

Jardine enfrentou novas dificuldades em formar a lista, principalmente por não se tratar de data Fifa – ou seja, sem qualquer obrigação de liberação de atletas. Um dos jogadores sondados foi Gustavo Maia, do Barcelona, que não liberou o jogador. O treinador ainda deve encontrar novos problemas para receber atletas, pois alguns deles estão sendo aproveitados no profissional.

A seleção sub-20 se prepara para o Sul-Americano da categoria, que será disputado em fevereiro de 2021, na Colômbia.

Confira toda a lista:

Goleiros

Leonardo Linck – Athletico
Lucão – Vasco
Matheus Donelli – Corinthians

Zagueiros

Luan Freitas – Fluminense
Lucas Freitas – Real Valladolid
Morato – Benfica
Luan Patrick – Athletico

Laterais

Khellven – Athletico
Yan Couto – Girona
Ramon – Flamengo
Wellington Damascena – São Paulo

Meias

Bruno Gomes – Vasco
Danilo – Palmeiras
Diego Rosa – Grêmio
Gustavo Mantuan – Corinthians
Mauricio – Cruzeiro
Zanocelo – Ponte Preta

Atacantes

Gabriel Verón – Palmeiras
Jajá – Athletico
Kaio Jorge – Santos
Luiz Henrique – Fluminense
Talles Magno – Vasco
Yuri Alberto – Internacional

Globo Esporte

Opinião dos leitores

  1. Parabéns ao jovem atleta que vem se destacando em sua profissão, que Deus possa lhe propiciar cérebro suficiente, para que ele possa construir uma carreira sólida e vitoriosa.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Tite anuncia lista de convocados da seleção brasileira para encarar Argentina e Coreia do Sul

Foto: Reprodução/vídeo

O técnico Tite convocou nesta sexta-feira (25) a seleção brasileira para os últimos amistosos contra Argentina e Coreia do Sul, que acontecem em novembro. O atacante Neymar, que lesionou a coxa esquerda na partida contra a Nigéria, não foi convocado.

Tite optou por não convocar jogadores do Flamengo, líder do Campeonato Brasileiro e finalista da Libertadores, para os amistosos. O clube carioca disputará a final do torneio continental no dia 23 de novembro, contra o River Plate. Nenhum time brasileiro teve jogadores na lista.

Neymar era a principal dúvida da lista. A expectativa é que ele retorne aos treinos com o clube francês apenas no meio de novembro. A convocação também conta com o retorno do goleiro Alisson, do Liverpool, que está recuperado de lesão.

O Brasil encara a Argentina no dia 15 de novembro, na Arábia Saudita, e a Coreia do Sul no dia 19, nos Emirados Árabes.

Veja a lista:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Daniel Fuzato (Roma) e Ederson (Manchester City);

Defensores: Danilo (Manchester City), Emerson (Bétis), Alex Sandro (Juventus), Renan Lodi (Atlético de Madrid), Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético de Madrid), Marquinhos e Thiago Silva (PSG);

Meio-campistas: Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Paquetá (Milan), Douglas Luiz (Aston Villa) e Philippe Coutinho (Liverpool);

Atacantes: David Neres (Ajax), Roberto Firmino (Liverpool) , Gabriel Jesus (Manchester City), Richarlison (Everton), Rodrygo (Real Madrid) e Willian (Chelsea).

UOL

Opinião dos leitores

    1. Esse tite é muito do malandro, ganhando uma fabula para não fazer nada. É um zero a esquerda.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

FOTOS: Alunos do CEI Zona Sul são convocados para a Seleção Brasileira de Karatê

Fotos: Divulgação

Dez atletas alunos do CEI Zona Sul, foram convocados a integrarem a Seleção Brasileira de Karatê, no Panamericano, que acontecerá no México, nos dias 25 e 26 de Outubro.

O convite surgiu após o destaque na participação do Campeonato Brasileiro realizado no mês de julho em João Pessoa. Os atletas, Cauan Augusto, Dante Fernandes, Luiz Vinícius, Heitor Dias, Luiz Felipe, Tomás Sena, Caio Gomes, Pedro Harry, Maria Eduarda e Betina de Medeiros, obtiveram excelentes resultados o que resultou na convocação para Seleção Brasileira.

Durante a competição eles estarão distribuídos nas categorias:

Kata individual e kumitê até 7 anos masculino – (Caio Gomes)

Kata e kumitê 8 e 9 anos masculino e feminino – (Pedro Harry e Maria Eduarda Lacava)

Kata e kumitê 10 e 11 anos masculino e feminino – (Heitor Dias, Luiz Vinícius, Tomás Sena e Betina de Medeiros)

Kata e kumitê 12 e 13 anos masculino – (Luiz Felipe Lins, Dante Fernandes)

Kata e kumitê 14 e 15 anos masculino – (Cauan Augusto)

Os atletas são treinados duas vezes por semana pela professora de karatê e também integrante da comissão técnica da seleção do RN de karatê-dô, Cynthia Cinara que afirma ter ficado imensamente feliz pois visualiza que os resultados de todo o trabalho realizado na escola em parceria e incentivo dos pais está surtindo um efeito altamente positivo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Seleção brasileira recua para 3ª posição no ranking masculino da Fifa

Foto: Divulgação/Fifa

A seleção brasileira caiu uma posição no ranking mundial masculino da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e agora está na terceira posição. De acordo com a lista, divulgada nesta quinta-feira (19), a Bélgica continua no topo e a França subiu para a segunda colocação.

As demais seleções que ocupam o Top 10 são Inglaterra (4º), Portugal (5º), Uruguai (6º), Espanha (7º), Croácia (8º), Colômbia (9º) e Argentina (10º).

O maior avanço entre agosto e setembro foi obtido pela seleção da ilha caribenha de Granada, que subiu 13 colocações e passou para a 160ª posição. As maiores quedas ocorreram com a Nicarágua e com Eswatini (antiga Suazilândia), que caíram 11 colocações. A Nicarágua está na 148ª posição e Eswatini, na 150ª.

Agência Brasil

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Copa do Mundo Feminina: confira o guia completo da Seleção Brasileira; meninas estreiam neste domingo

A Copa do Mundo da França pode marcar o último ato de Marta no maior palco do seu esporte, a derradeira oportunidade de o Brasil desfrutar do talento da maior jogadora de todos os tempos numa campanha mundialista. Mas as previsões para o Brasil na França são bastante pessimistas.

A geração que chega à Copa está farta de seus fracassos habituais e traumatizada por jamais ter alcançado um título de elite. O desafio psicólogico imposto ao time de Oswaldo Alvarez, o Vadão, é tremendo: sua equipe sabe que perdeu o protagonismo no cenário mundial. Não apenas se distanciou de seus rivais mais tradicionais como se viu superada por potências emergentes. É triste admitir, mas as brasileiras não são favoritas.

O histórico recente é tenebroso. Desde a conquista da Copa América, que garantiu em abril de 2018 a vaga no Mundial, as canarinhas ganharam apenas uma vez em 11 partidas e hoje vivem uma série ininterrupta de nove derrotas. Se antes a CBF dizia que a estratégia era fazer a equipe enfrentar adversárias fortes, como Japão, EUA e Austrália, derrotas para azarões como a Escócia (1 a 0) mudaram os planos: o Brasil será a única seleção que não terá disputado amistosos nas últimas duas datas Fifa anteriores ao Mundial.

Esse cenário preocupante piora diante da falta de orientação do time de Vadão. Nos amistosos, o técnico parecia experimentar ao acaso, escalando jogadoras em funções que elas jamais exerceram num antiquado e problemático 4-4-2 que mal consegue dar solidez à defesa e ainda afasta Marta da região onde consegue ser mais perigosa pelo Orlando Pride. O resultado é uma imensa dificuldade de encarar uma defesa bem postada.

Time tem dificuldade de encarar uma defesa bem postada

Sem a consistência defensiva de Rafaelle, zagueira do Changchun Yatai-CHN que não se recuperou de uma cirurgia no joelho, Vadão preferiu Érika, experiente mas de baixa prestação. O fantasma das contusões também assombrou o ataque, onde Bia Zaneratto (Hyundai Red Angels, da Coreia do Sul) fraturou a fíbula e perdeu os últimos amistosos. A atacante do São Paulo, Cristiane, também enfrentou problemas físicos e, aos 34 anos, decolou do Rio fazendo tratamento em pleno voo. Marta também sentiu dores na coxa esquerda, mas não parece assustar.

Por outro lado, a veterana Formiga esbanja saúde aos 41 anos e renovou seu contrato com o Paris Saint-Germain por mais duas temporadas. Ela vai disputar seu sétimo Mundial, combinando experiência com meninas recém-chegadas, como a atacante Geyse, de 20 anos, do Benfica-POR.

QUEM TREINA A SELEÇÃO

CRÉDITOS DA IMAGEM: FIFA

Oswaldo Alvarez, mais conhecido como Vadão, é um treinador de 62 anos cuja única experiência com o futebol feminino é na seleção brasileira. Vadão ganhou destaque no mercado nacional no começo da carreira, em 1992, quando treinou o modesto time do Mogi-Mirim, do Campeonato Paulista. Na época, Vadão imprimiu um estilo de jogo que rendeu ao time o apelido de “Carrossel Caipira”, em alusão exagerada à seleção da Holanda de 1974. Aquela equipe, no entanto, serviu como trampolim para a carreira de Rivaldo. Vadão treinou times importantes no futebol brasileiro, como São Paulo e Corinthians, mas jamais conseguiu um título de expressão. Depois de rodar por equipes das divisões intermediárias, foi contratado em 2014 para assumir pela primeira vez a seleção feminina. Nessa primeira passagem, ele ficou no cargo por dois anos. No Mundial de 2015, foi eliminado nas oitavas de final. Na Rio-2016, ficou em quarto lugar. Vadão deixou o cargo ao fim de 2016, mas foi recontratado para substituir Emily Lima em 2017.

A ESTRELA DO TIME

CRÉDITOS DA IMAGEM: AFP

Os seis títulos de melhor jogadora do mundo colocam Marta no indiscutível posto de principal jogadora do Brasil. Por mais que o tempo passe e ela já tenha 33 anos, a superioridade técnica da camisa 10 e a falta do surgimento de uma jogadora com talento similar mantêm em Marta os holofotes da seleção brasileira. Não é mais a faiscante dribladora, capaz de correr o campo inteiro até fazer o gol, e nem precisa: aprendeu a jogar mais perto da área para aproveitar sua letalidade, embora o técnico Vadão às vezes lhe peça mais sacrifícios. Mas a alagoana ainda mantém sua essência, seu sonho de ser campeã do mundo, e é dos pés dela que a magia pode aparecer.

CURIOSIDADES

Filha de um caminhoneiro e de uma empregada doméstica em osasco, Cristiane frequentemente trocava as tarefas de casa, como lavar pratos, para jogar bola escondida com os meninos da rua – cabia a um deles ficar de vigia para quando a mãe chegasse – o que levou a matriarca a sempre checar se os pés dela estavam sujos. “Tudo era bola para mim”, relembra ela, que arrancava as cabeças das bonecas para chutar pelos corredores. Num de seus primeiros clubes, ela tinha de caminhar 50 minutos todos os dias para chegar ao treino.

HISTÓRIA DO FUTEBOL FEMININO NO PAÍS

O futebol feminino foi proibido no Brasil por decreto presidencial, assinado por Getúlio Vargas em 1941. O argumento na época era que o esporte era uma atividade “incompatível com as condições da natureza feminina”. Embora a fiscalização não fosse tão intensa, a lei criou uma cultura subversiva em torno da modalidade, algo que tem resíduos até os dias de hoje, quarenta anos depois do fim do banimento. Só na década de 1980 os times das mulheres começaram a surgir, e a primeira competição nacional, a Taça Brasil, foi disputada de 1983 até 2003. Após intervalo de três anos, o torneio evoluiu para a Copa do Brasil, que ainda não dava às meninas um período satisfatório de atividade ao longo do ano.

O Brasileirão feminino surgiu em 2013 e tem evoluído de formato ao longo dos anos. Atualmente, os times masculinos da Série A são obrigados por regulamento da CBF a montarem equipes femininas. Já a seleção brasileira estreou oficialmente em 1986, contra Estados Unidos e China, mas levou dois anos para voltar a atuar, já na Copa do Mundo de 1988. O Brasil participou de todas os Mundiais até aqui e foi vice-campeão em 2007. A equipe tem duas medalhas de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas-2004 e Pequim-2008.

QUEM VAI SURPREENDER

Na última temporada, a atacante Geyse marcou 48 gols em 27 jogos e tem apenas 21 anos. Atualmente joga no Benfica de Portugal. A fragilidade da segunda divisão portuguesa, na qual o clube dela joga, pode levantar dúvidas, já que as Encarnadas impõem placares bizarros, como 32 a 0 contra o Pego e 22 a 0 contra a União Almeirim. No entanto, deve-se considerar que Geyse também se mostrou perigosa no Sul-Americano sub-20, no qual foi artilheira com 12 gols.

OBJETIVO REALISTA

Embora o senso comum tenha se acostumado a favoritar seleções brasileiras em qualquer torneio, o retrospecto recente indica que alcançar as quartas já será um feito surpreendente. A projeção realista é oitavas de final, e a partir daí é lucro.

ORÇAMENTO ANUAL PARA A SELEÇÃO

Estrategicamente, a CBF não informa individualmente quanto gasta com a seleção feminina. A entidade junta essa despesa com todas as seleções de base, de ambos os gêneros. Em 2018, isso representou investimento de R$ 36,6 milhões. Para o Brasileirão feminino, a CBF destinou outros R$ 11,3 milhões. Já a seleção principal masculina, sozinha, gerou despesa de R$ 132,6 milhões.

JOGADORAS REGISTRADAS

3.239 jogadoras, segundo a CBF.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Essas mulheres do futebol… sei não. Tenho cá minhas dúvidas. E elas também não ajudam, parecem mais dispostas a confundir do que esclarecer.

    1. BG.
      Imagine vê a governadora jogando com a camisa 10 da seleção junto com Marta, seria o máximo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

CBF está finalizando mudanças no escudo da Seleção Brasileira, diz site

Seleção Brasileira tem o mesmo escudo desde 1991 (FOTO: Divulgação)

O escudo que aparece no uniforme da Seleção Brasileira deve mudar em breve. De acordo com o site “Mantos do Futebol”, a CBF já está planejando alterações que deixem o símbolo mais moderno.

Em 2018, o jornal O Globo já tinha publicado que a CBF contratou uma agência para fazer isso. Agora o site diz que a mesma empresa está em fase de revisão do projeto. Mas ainda não há uma previsão de quando o escudo será divulgado.

A intenção da CBF é resolver um problema em relação ao futebol feminino. Atualmente as 5 estrelas do penta precisam aparecer em quaisquer uniformes, mesmo naqueles específicos para mulheres. Porém, com a nova mudança, será permitido que cada modalidade tenha uma quantidade de estrelas. Por enquanto o time feminino não foi campeão mundial.

Se a mudança realmente acontecer, não será a primeira vez. O escudo atual só existe desde 1991. E desde então ele foi atualizado duas vezes, apenas para inclusões de mais estrelas, em 1994 e 2002.

Jovem Pan

Opinião dos leitores

    1. É PARA HOMENAGEAR O MAIOR DO NORTE-NORDESTE DO PAÍS: O PODEROSO MECÃO!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

ESSE É CRAQUE: David Neres está convocado para a Seleção Brasileira; jogador do Ajax, da Holanda, substituirá Vinícius Júnior, desconvocado por lesão

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

A comissão técnica da Seleção Brasileira convocou nesta sexta-feira (08) o atacante David Neres, do Ajax, da Holanda.

David foi chamado para a vaga de Vinícius Júnior, desconvocado por conta de uma lesão no tornozelo direito.

Nos últimos dois dias, o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, seguiu o protocolo de trabalho da comissão técnica e entrou em contato com o Real Madrid para confirmar a lesão de Vinícius e a impossibilidade de sua presença nos amistosos do mês de março.

Após o contato e com as informações repassadas ao coordenador da Seleção Brasileira, Edu Gaspar, a comissão técnica optou, com base em suas recentes observações, pela convocação de David Neres.

Edu Gaspar também conversou com os jovens jogadores, Vinícius Júnior e David Neres, para comunicar as decisões tomadas pela comissão.

– São dois jovens talentos que conseguiram destaque em campeonatos de alta competitividades e foram convocados pelo momento pessoal e pelo desempenho demonstrado. Somos uma comissão que está próxima dos jogadores e fiz questão de ligar para eles e passar as boas vindas ao David e nosso apoio ao Vinícius para uma excelente recuperação”.

A Seleção Brasileira se apresenta a partir do dia 17 deste mês na cidade do Porto, em Portugal, onde enfrentará o Panamá no dia 23 (sábado). No dia 26, em Praga, a adversária será a República Tcheca.

As informações são da CBF

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Com Vinicius Junior, Tite convoca seleção brasileira para amistosos contra Panamá e República Tcheca; confira

Foto: André Mourão / MoWA Press

O técnico Tite anunciou nesta quinta-feira a convocação da seleção brasileira para os amistosos contra Panamá (no Porto) e República Tcheca (em Praga), nos dias 23 e 26 de março, respectivamente. As partidas servirão de testes para a disputa da Copa América de 2019, que será realizada no Brasil. A maior novidade da lista de Tite é o atacante Vinicius Junior, do Real Madrid. Com apenas 18 anos, ele recebe a primeira oportunidade na Seleção principal. Lucas Paquetá, do Milan, e Felipe Anderson, do West Ham, ganham chance no meio de campo.

– Estava aberto à ascensão de novos valores, equipes com uma exigência técnica e emocional muito alta, o credencia. Ele tem em torno de 30 jogos, e isso é considerável pelo desempenho que tem, não só na análise de números. Eu quero ter essa afirmação da evolução – disse Tite.

Dois nomes de destaque no cenário europeu estão na lista de Tite: o zagueiro Militão, do Porto, e o meia Felipe Anderson, do West Ham. Sobre o meia, o treinador exaltou a quantidade de assistências que consegue dar na Premier League:

– Felipe empresta suas características ao sistema. Vem dando assistências na Premier League, o que é considerável. Militão tem 25 jogos como zagueiro, e agora temos a função de preparar atletas importantes para a Copa do Mundo. Trabalhar com novos valores que estão se afirmando, e o Militão está inserido nesse aspecto de zagueiro para a Copa. Prefiro ele como zagueiro.

A maior ausência, que já estava confirmada, é o atacante Neymar, do Paris-Saint Germain. O jogador, que sofreu uma fratura no quinto metatarso do pé direito, só deve voltar aos gramados em abril. A ideia é disputar as quartas de final da Liga dos Campeões, caso o PSG conquiste a classificação. O primeiro passo já foi dado, pois o time francês venceu por 2 a 0 o jogo de ida contra o Manchester United, fora de casa, pelas oitavas de final.

– Diferentemente da preparação para a Copa do Mundo, quando ele (Neymar) chegar na Copa América já vai ter jogado mais de quatro, cinco ou seis partidas. Até na Champions, se o Paris passar. Vai estar em melhores condições físicas do que foi para a Copa de 2018 – afirmou o preparador-físico da Seleção, Fábio Mahseredjian.

A seleção brasileira está no Grupo A da Copa América do Brasil, que conta também com Bolívia, Venezuela e Peru. A estreia do Brasil será no dia 14 de junho contra os bolivianos, no Morumbi. Na sequência, o time de Tite pega a equipe venezuelana em Salvador e encerra sua participação na primeira fase contra os peruanos na Arena Corinthians.

Confira a lista de convocados:

GOLEIROS:

Alisson – Liverpool
Éderson – Manchester City
Weverton – Palmeiras

LATERAIS:

Daniel Alves (PSG)
Danilo (Manchester City)
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Alex Sandro (Juventus)

ZAGUEIROS

Marquinhos (PSG)
Miranda (Internazionale)
Thiago Silva (PSG)
Militão (Porto)

MEIO-CAMPO

Casemiro (Real Madrid)
Fabinho (Liverpool)
Arthur (Barcelona)
Allan (Napoli)
Paquetá (Milan)
Felipe Anderson (West Ham)
Coutinho (Barcelona)

ATACANTES

Everton (Grêmio)
Richarlison (Everton)
Vinicius Junior (Real Madrid)
Firmino (Liverpool)
Gabriel Jesus (Manchester City)

Globo Esporte

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

FOTO: Potiguar chega ao topo da elite da ginástica rítmica e é convocada para Seleção Brasileira para disputas do Pan-Americano e Mundial

Foto: cedida

Após seletiva em São Paulo no último dia 23, o Rio Grande do Norte chegou ao topo da elite da ginástica rítmica, com a atleta potiguar Maria Eduarda Moraes e sua treinadora Gilmara Lira, da Aginat – Associação de Ginástica de Natal.

Elas foram convocadas a integrar a seleção brasileira de GR e irão representar nosso país no Pan-Americano em junho, no México, e no Mundial Juvenil, que acontecerá em julho na Rússia.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *