Diversos

Grupo LGBTQIA+ questiona a CBF na Justiça sobre omissão de uso do número 24 na seleção brasileira

Foto: Reprodução

Única seleção nacional da Copa América sem usar o número 24 entre os convocados para a competição, a Seleção é motivo de ação judicial do Grupo Arco Íris de Cidadania LGBT. A associação sem fins lucrativos, que existe há 25 anos, questiona as razões pelas quais a CBF não utiliza o numeral na camisa em competições oficiais.

A “ação de justificação com pedido de explicações” foi distribuída na noite deste domingo, na 10ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. A CBF ainda não se manifestou sobre a ação – também não o fez no questionamento do site “Uol”, que fez reportagem sobre a ausência do 24 entre os convocados da Copa América.

O grupo pede respostas em 48 horas para estas cinco perguntas:

A não inclusão do número 24 no uniforme oficial nas competições constitui uma política deliberada da interpelada?

Em caso negativo, qual o motivo da não inclusão do número 24 no uniforme oficial da interpelada?

Qual o departamento dentro da interpelada,que é responsável pela deliberação dos números no uniforme oficial da seleção?

Quais as pessoas e funcionários da interpelada, que integram este departamento que delibera sobre a definição de números no uniforme oficial?

Existe alguma orientação da FIFA ou da CONMEBOL sobre o registro de jogadores com o número 24 na camisa?

O mês de junho é do orgulho LGBTQIA+ e o dia 28 de junho, nesta segunda-feira, é o Dia Internacional do Orgulho Gay. Alguns clubes brasileiros, como Flamengo, Fluminense, Vasco, entre outros, fizeram manifestações de respeito e apoio à causa. A CBF publicou à meia-noite uma mensagem em suas redes sociais.

A ação lembra que a CBF “tem papel preponderante neste debate.” Cita também que recentemente o Superior Tribunal de Justiça Desportiva passou a punir clubes com cantos homofóbicos de torcidas nos estádios.

“É dela a responsabilidade de mudar esta cultura dentro do futebol. Quando a CBF se exime de participar, a torcida entende que é permitido, que é aceitável, e o posicionamento faz com que, aos poucos, esta cultura mude.”

O texto do Grupo Arco-Íris, que lembra reportagem do Esporte Espetacular – veja o vídeo no início da reportagem – com pesquisa em diversos clubes brasileiros que também não utilizam o número, cita que o 24 é constantemente, e historicamente, relacionado com o homem gay por conta do jogo do bicho, que associa este número ao veado, animal, que por sua vez, é utilizado como forma de ofensa para a comunidade LGBTI+.

“Sendo assim, o fato da numeração da seleção brasileira pular o número 24, considerando a conotação histórico cultural que envolta esse número de associação aos gays, deve ser entendido como uma clara ofensa a comunidade LGBTI+ e como uma atitude homofóbica.”

Globo Esporte

Opinião dos leitores

  1. Agora falando sério! Seria muito chato mesmo um jogador com essa camisa 24 (ops!) perder um gol feito ou errar um pênalti na cara do gol! Ainda ser chamado de Viaaaaado!? Pura implicância com o n° 24, que no Jogo do Bicho, uma instituição respeitadíssima, diga-se de passagem tem a figura do mamífero galhudo, o Veado registrado com n°24!

  2. Não querem que a gente dê o fiofó também não? Vão se lascar, homi. Ou melhor, vão dar esse furico véio e deixe de encher o saco do povo. É como disseram aí, mais atrás: foram dar corda a esses porras, agora tão querendo mais da conta.

  3. Ommi, mande esse povo arranjar uma lavagem de roupa, pois a CBF tem coisas muito mais importante para fazer do que dar satisfação a essa turma por causa de um número qualquer em seu uniforme da seleção brasileira, eu sendo dirigente não colocaria.

  4. Oxi: se hoje em dia alguém chama um gay de viado ta lascado, o numero 24 se refere a isso, ai como pode eles vir cobra da CBF o uso do 24…?? não se ofendem em ser chamado de viado? num entendo mais eh nada.

    saudade dos viados vei macho das antigas dava o cu e era respeitado.

  5. A Baitolagem continua em alta. Se não estou enganado, nos EUA e no Canadá tem cidade que, nos edifícios/elevadores não tem o número 13. Do 12° passa para o 14°. Não consta que ninguém tenha entrado na justiça por causa do número omitido. Frescuras aguda desse tal de Lgbt.

  6. Não sei pq o cara quer ser gay mais não podem chamá-lo, a mulher quer ser homem sem pênis a qualquer custo, ser hetero e crime no Brasil?

  7. tanta coisa para resumir em sem baitola esse tal lgtb-ku+rla realmente não tem o que fazer, so falta dizer que a culpa e do MITO

  8. Do jeito que estão dando evidencia a esse tipo de comportamento, tá ficando impraticável é uma neurose sem fim.

  9. Pense em um troço sem futuro e sem ter o que fazer esses tal nde lgbtyjkw+cu tudo isso para chamar atenção

  10. É falta de coragem moral da cpf.

    Fica com mimimi.

    É só dizer: nenhum jogador quer usar o 24 pq, no Brasil, 24 é veado no jogo do bicho.

  11. É por isso que esse país é uma Merda, um bando de desocupado querendo tumultuar o país vão procurar uma lavagem de roupa , o país cheio de problema pra resolver vem uma ruma de viado tumultuar.

  12. Não concordo Neto, Zezin Tomaz e Manoel F, são parrudos, ótimos defensores, Devia falar com TITE, quem sabe ele não passa a usar a camisa e tem logo dois legitimos representantes do movimento atuando na seleçao usando a camisa.

  13. Estamos no fim do mundo,só não ver quem não quer.Falta só criminalizar quem agora se identifica como heterosexual.

  14. agora deu o stopô. Tudo relacionado a tal grupinho, têm de serem explicados. PQP desses mimimi.

  15. Não pode usar. A camisa com o número 24 é exclusividade de titia Calígula, aquela que adora uns cunhão roxo do véio.

  16. Fiz questão de colocar o número 24 no final da placa do carro, sei que quando for vender o preço será mais alto, nada contra quem queima o anel…

  17. Como entender tal questionamento se a própria associação declara que o referido número sempre foi usado de forma pejorativa contra gays, me parece que a lógica é evitar exatamente o uso.

  18. Isso é uma baitolagem grande, e falta do que fazer. Vão procurar uma lavagem de roupa ou algum ladrão pra defender, já que Lázaro morreu. Tem luladrao, que é seu comandante em chefe, se agarem com esse fela.

    1. Só estão querendo holofote… não precisa disso… a omissão do número 24 não é nenhuma afronta… afronta seria se a CBF tivesse justificado a ausência por associação aos gays… a esquerda e a mídia deu corda demais para o público LGBTQA+ e aí saem estas bobagens. Quando eu era criança a homossexualidade era altamente reprimida, depois passou a ser tolerada, depois aceita por parte significativa da sociedade, depois passou a ser incentivada (passando dos limites), só falta quererem que seja obrigatória… LGBTQA+ são pessoas que devem ser respeitadas da mesma forma que os heterossexuais, qualquer preconceito deve ser repudiado e punido, mas não precisa de mimimi deste tipo…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Itália suspende uso obrigatório de máscaras ao ar livre; acessório ainda é obrigatório quando há aglomeração

Turistas visitam o Coliseu em sua reabertura, após flexibilização das restrições contra a Covid-19 na Itália – 01/02/2021 Vincenzo Pinto/AFP

A Itália suspendeu nesta segunda-feira, 28, a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre. Seguindo o mesmo caminho de França, Espanha e Reino Unido, o país avança no retorno à normalidade mais de um ano depois de ter sido o epicentro da pandemia do novo coronavírus, em março de 2020.

A suspensão ocorre em um momento de controle do vírus no país, com os números de novos casos, internações e mortes em constante queda. A obrigatoriedade no uso de máscaras foi imposta durante a segunda onda de casos na Itália, em outubro, quando um novo descontrole da pandemia assolou o país.

A medida relacionada às máscaras faz parte de uma série de mudanças realizadas pelo governo italiano. Com a campanha de vacinação cada vez mais avançada, o primeiro-ministro Mauro Draghi continua seguindo com o processo de retorno à normalidade no país. Além de bares, restaurantes, cinemas e academias abertas, a circulação de pessoas pelo país também está liberada. O uso de máscaras em lugares fechados, no entanto, permanece valendo, assim como em casos de aglomeração ao ar livre.

Das 20 regiões do país, 19 estão na zona branca, o nível de risco mais baixo na escala do país. A exceção é o Vale de Aosta, região no noroeste da Itália com pouco mais de 125 mil pessoas, que está na zona amarela, o segundo nível mais baixo.

A decisão segue a tendência de outros países do continente que resolveram acabar com a obrigatoriedade do uso de máscaras, como França e Espanha. Apesar do avanço, os governos seguem recomendando a população que permaneça em alerta e respeitando as medidas de distanciamento devido à preocupação com as novas variantes.

Após assinar a portaria que colocou quase todo o país na zona branca, o ministro da Saúde, Roberto Speranza, alertou os italianos sobre o perigo ainda existente.

“É um resultado encorajador, mas ainda é preciso cautela e prudência, sobretudo à luz das novas variantes. A batalha ainda está vencida”, disse em uma publicação no Facebook.

Desde o início da pandemia, mais de 4,26 milhões de casos do novo coronavírus foram registrados na Itália, totalizando mais de 127 mil mortes. Cerca de 26% de sua população está completamente vacinada, ao mesmo tempo que mais da metade já recebeu ao menos a primeira dose da vacina.

Veja

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Lula ganhou mais uma no STF

Foto: Reprodução/via Congresso em Foco

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski decidiu nesta segunda-feira (28) que a Justiça Federal não poderá mais utilizar as informações do acordo de leniência da Odebrecht em uma das ações penais da Lava Jato contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A decisão vale para o inquérito relacionado à sede do Instituto Lula, no qual o ex-presidente chegou a ser considerado réu com mais três pessoas.

O caso está na lista de processos enviados à Justiça Federal do Distrito Federal depois que o STF declarou a incompetência da Justiça Federal do Paraná para analisar quatro ações sobre Lula.

Nessa ação penal, o Ministério Público afirma que a construtora Odebrecht comprou um terreno de R$ 12 milhões para o instituto construir a nova sede. Segundo a denúncia, a compra seria propina para Lula. A defesa do ex-presidente nega essa acusação.

Com G1

Opinião dos leitores

  1. Essas almas sebosas,tem que ser eternamente gratos,por terem sidos indicados e nomeados ministros do STF,sem saberem de nada a não ser por serem admiradores e defensores dos corruptos e da corrupção.almas sebosas que envergonham o Brasil e o mundo .

  2. Na mesma proporção em que se ocupam em inocentar esse nojento desprezível, atacam o Presidente de todos os modos. A ditadura está presente, só os asnos não enxergam.

  3. Esse Sr. é um “SANTO” . Só fez o bem ao Brasil. Vai ser canonizado como São Lula ou Santo Lula ? Qual a melhor forma ? Ou cabra bom !

    1. Presidente eleito de lavada no primeiro turno já está de bom tamanho.

  4. O marreco condenou o Presidente Lula baseado em fantasias de delações… O ex-juiz ladrão tirou Lula da disputa, quebrou o país e ainda enfiou um genocida na presidência da república.
    Fico imaginando os trouxas que chamavam moro de herói…
    Antes que eu esqueça, das 17 ações contra Lula, 14 já foram arquivadas ou ele foi inocentado.

    1. Zé ruela, já vimos que vc é um ferrenho defensor de bandidos, logo ou é um semelhante ou é beneficiado de alguma forma, seu cabra de peia.

    2. Você é um ser desprezível. Nem vale a pena desconstruir essa falsa narrativa acima. Economia quebrada quem entregou foi o pt, energúmeno.

    3. Não seja idiota, o juíz que vc chama de ladrão, é o juíz que não tem uma acusação de roubo, muito pelo contrário ele recuperou 20 bilhões que tinham sido roubados da quadrilha comandada por esse que você e uma maioria do stf comandada por Gilmar mendes e levandovisk considera inocente, ou tiveram as sentenças de vários processos de corrupção anuladas, mesmo com a sentença condenatória na 2a instância confirmada. Por último, quem quebra o país é um ladrão de um trilhão de reais, ou quem estanca a roubalheira e recupera parte dos bilhões de reais roubados? Outra, só não recupera mais porque o stf impediu de continuar a recuperação. Não consigo entender o cara endeusar um ladrão, acho até que deve fazer o mesmo com um macho da mulher dentro de casa, deve tratar a pão de ló. Rsrsrs

    4. Esse é um tipo de “gente” que merece sofrer na vida. Por sua própria ignorância e estupidez

    5. Pura verdade, Tomaz…
      Mas Moro já está tendo o castigo que merece (queria o Supremo, acabou desempregado..kkkk)…falta o genocida…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO: Em Israel, crianças em escola comemoram o fim do uso de máscaras

O fim da obrigatoriedade do uso de máscaras é esperado por vários países. Em Israel, não é mais necessário usar o equipamento de proteção, inclusive dentro das unidades de ensino. O país tem, aproximadamente, 70% da população vacinada contra a covid-19. Um vídeo emocionante mostra o momento em que uma professora informa aos alunos que eles já poderiam tirar a máscara, que usavam há mais de um ano.

Assista ao vídeo:

Revista Oeste

Opinião dos leitores

  1. Pelas postagens verificadas nos últimos anos, parece que o mundo se resume apenas a alguns países, tais como Israel.
    Como será que que estão os outros países fora da “BOLHA” do Wadzap, tipo Alemanha, Itália, Inglaterra, Dinamarca, Portugal, Espanha, África do Sul, Angola, México, Canadá, etc, etc, etc?
    Vamos ficar na bolhinha, dentro do cercadinho das Fakes News, até quando?

    1. No Canada mais de 70% da população vacinada e os númenos excelentes.

  2. Aqui no RN, no governo de uma “professora”, nem às escolas públicas os alunos podem ir.
    Lamentável!

  3. Que país comunista e ditador é esse q mesmo com a população quase toda vacinada só agora liberou o uso de máscaras e há pouco tempo reduziu as medidas de distanciamento social ? Ah, é Israel…

    1. É que lá, se uniram para vencer o coronavirús e não precisar derrubar o Presidente, simples assim.
      Se liga Mané, salve o resto de sua massa encefálica que lhe resta kkkk

    2. 🤭🤭🤭🤭🤭
      E pq não usaram cloroquina? 🤔
      Dr Bozo não tá sabendo disso…

    3. E a esquerda (juntamente com a Globo) enlouquecida pq o Presidente Bolsonaro pediu um estudo ao Ministro da Saúde a respeito da dispensa do uso da máscara. Nada mais razoável…

    4. Calígula, sempre estou tentando “salvar o resto da minha massa encefálica”, por isso mesmo não vivo em “bolhas” nem tenho político de estimação (muito menos os corruptos ou os que cometem peculato como “rachadinhas”) … Já pelo que vc escreve e defende cegamente, deve ter “queimado” sua diminuta massa encefálica comendo capim cloroquinado… KKK

    5. Pense numa pessoa sem cérebro e ter o que fazer……..pensou? Se a resposta ficou ente Zezin Tomaz e Manoel Fossa…….10.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Com cerca de 55% totalmente vacinados, Israel retira obrigatoriedade de uso de máscara em locais fechados

Foto: Mostafa Alkharouf/Anadolu Agency via Getty Images (21.abr.2021)

Israel retirou a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção contra a Covid-19 aos seus cidadãos nesta terça-feira (15), encerrando uma de suas últimas restrições principais, já que novas infecções por Covid-19 continuaram a diminuir e o país continua a vacinar.

As crianças foram para a escola e os adultos trabalharam sem máscaras pela primeira vez em mais de um ano. Os israelenses não precisam usar máscaras ao ar livre desde abril.

Cerca de 55% dos 9,3 milhões de habitantes de Israel estão totalmente vacinados – participação praticamente inalterada pela expansão da elegibilidade deste mês para incluir jovens de 12 a 15 anos.

Israel registrou neste mês zero ou uma morte diária de Covid-19, mostram dados do Ministério da Saúde. As novas infecções estão em declínio constante, após uma queda acentuada em fevereiro e março.

O ministério disse que máscaras ainda serão exigidas para não vacinados ou funcionários em instalações médicas, além de pessoas em quarentena e de passageiros em voos comerciais.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. A CPI dos nossos brilhantes Omar, Randolfe e Calheiros, vai convocar o primeiro ministro Israelense, vai perguntar o remédio, sobre o gabinete paralelo, vai passar o currículo da especial Luana Araujo e confessar que vai mandar prender o presidente, é muita otoridade.

  2. É impressionante a onda dominante que surge quando se quer alguma coisa neste país, seja uma reforma de governo, seja um evento em qualquer área, uma opção política-ideológica com repercussão no bolso dos cidadãos, a exemplo das tomadas, placas de veículo etc. Pois bem, quando houve a onda pela construção de estádios foi a mesma coisa. A verdade é que não se contou a quantidade de mortos das vítimas pela falta de vagas, UTI e até de hospitais, desde a opção feita pela copa do mundo e não pela saúde. Também não se tem ideia da quantidade de mortos por dia decorrentes de outras causas como dengue, gripe influenza, câncer etc. A realidade será sempre superior as narrativas ou opções ideológicas e culturais.

  3. Verdade. Aqui só em 2030 que vão retirar a obrigatoriedade, afinal a focinheira é um símbolo ideológico da esquerda.

  4. Aqui no Brasil devido a birra dos governadores com o Presidente, essa obrigatoriedade, só terminará, quando 100% tiverem tomado a terceira dose.

    1. Falou quem fica o dia inteiro dentro de casa e mandando os OUTROS arriscarem a vida na rua… para não prejudicar o genocida de estimação.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo

Proposta do Plano Diretor de Natal para ampliação de uso da Via Costeira possibilitará retomada do turismo

Foto: Alex Régis/Secom

A ampliação do uso da área da Via Costeira, como uma das propostas listadas na revisão do Plano Diretor de Natal (PDN), tem o objetivo de possibilitar a implementação de novos empreendimentos turísticos. A proposta da minuta será votada nos dias 14,15 e 16 de junho na última conferência de revisão do plano da cidade. Após esta etapa, o PDN segue para a Câmara Municipal, onde será discutido e votado.

De acordo com o secretário de turismo de Natal, Fernando Fernandes, a Via Costeira carece de investimentos estratégicos em termos de turismo e de acessibilidade, mas possui grande potencial exploratório para investimento em pontos que podem ser reorganizados.

Para ele, a Via Costeira passará de uma Zona Especial de Interesse Turístico (ZET) e estará dentro das chamadas Áreas Especiais de Interesse Turístico e Paisagístico. Com isso, a implementação de empreendimentos de uso misto para o favorecimento do turismo local e o investimento dos pequenos e médios empreendimentos, podem atrair mais turistas para a localidade.

 

Opinião dos leitores

  1. Espero que um dia retirem o engessamento dessa cidade, que tem a pior (e bote pior nisso) orla dentre todas as capitais do nordeste.

  2. O Turismo começa pelo AEROPORTO> O nosso é inviável hoje. A segurança não existe, o serviço de transporte publico não existe, o valor da corrida em Taxi é alto. A rede de hotéis é BOA, o resto deixa a desejar. Chegar em S. Gonçalo às duas da manhã para se deslocar para ponta negra, o cabra tem que ter aquilo se não deixa amanhecer o dia. Volta o Augusto Severo já.

  3. Hoje andamos em natal e vamos a cidade no lixo …uma capital que era conhecida por sua limpeza e organização hj não passa de uma imundice por todo lugar nao temos mais orla não temos mais duas limpas tudo um lixo…vejo João Pessoa estar uma formosura de cidade….prefeito sem futuro esse daqui junto com a governadora que também não faz nada …a desculpa é a pandemia …onde tá a reurbanização da redinha …onde tá melhorias da vias de Natal…so tem obra aqui financiada pelo governo federal..que vergonha .

  4. A retomada do turismo em Natal e no RN envolve muito mais que isso! Tem que investir em segurança e infraestrutura, além de uma boa campanha de divulgação… Não adianta liberar a construção na via costeira inteira se virar a bagunça e sujeira que existem hoje nas praias urbanas de Natal…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Pazuello diz que uso do aplicativo TrateCov foi suspenso após ser alterado por hacker, que colocou alteração na rede pública: “tem todo o Boletim de Ocorrência e vou disponibilizar”

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello afirmou nesta quinta-feira (20) à CPI da Pandemia que o aplicativo TrateCov foi hackeado e, por isso, apresentava resultados diferentes do esperado.

Pazuello afirmou ainda que a ideia original do Ministério da Saúde era oferecer uma ferramenta que auxiliasse os médicos a fazerem um diagnóstico mais rápido de casos de Covid-19 diante da velocidade com a qual a doença se espalhava no Amazonas.

“No dia 6 de janeiro a secretaria Mayra [Pinheiros], quando voltou de Manaus, trouxe a sugestão de fazermos uma plataforma, uma calculadora, que facilitasse o diagnóstico (…) Temos que separar o que foi feito, o resultado, com a ideia do projeto. A ideia era uma calculadora que facilite o diagnóstico”, disse o ex-ministro.

O ex-ministro afirmou que a ideia era, após os médicos colocarem os sintomas observados no aplicativo – dando pesos para cada um deles – receber uma sugestão de diagnóstico. Ele disse, porém, que depois da apresentação o TrateCov foi hackeado e teve seus parâmetros alterados.

“Naquele dia [10 de janeiro] a plataforma foi hackeada, roubada por um cidadão, que foi descoberto. Ele alterou dados lá dentro e colocou na rede pública. Quem colocou foi ele, tem todo o Boletim de Ocorrência e vou disponibilizar aos senhores”, detalhou.

“Quando descobrimos que ele foi hackeado mandei tirar do ar imediatamente. O TrateCov, no fim das contas, nunca foi utilizado por médico algum. Ele foi retirado. Ele foi iniciado, apresentado ainda não concluso.”

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. O hacker gravou uma reportagem de vários minutos e passou na TV Brasil… O cabra é bom demais né?
    (O cabra velho mentiroso esse general)

    1. Conversa bonita do general. Perdeu o medo de mentir. Quero ver esse B.O. e saber o nome do hacker. Será o mesmo que invadiu os celulares e roubou as conversas dos procuradores da Lava Jato?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Reserva Papéis ajuda empresas a otimizarem o uso de papel no dia a dia

Foto: Divulgação

Um processo natural vem acontecendo ao redor do mundo: o de um novo perfil de consumo, muito mais consciente sobre a preservação ambiental. Essa nova consciência atinge não só pessoas da sociedade comum, mas também grandes e pequenas empresas que, cada vez mais, estão se reposicionando e construindo um uso muito mais consciente do papel. Um outro ponto que está sempre em evidência é o da economia de materiais e, por isso, cada vez mais empresas se interessam em buscar formas de otimizar seu consumo.

Para o diretor da Reserva Papéis, Moura Júnior, “ter acesso a um papel certificado de boa qualidade reflete não só na questão ambiental, como também na economia, já que é necessária uma quantidade muito menor para atingir os objetivos desejados”.

Você pode conhecer mais sobre a qualidade dos produtos da Reserva Papéis acessando o site  reservapapeis.com.br ou o instagram @reservapapeis.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Conselho Federal de Medicina (CFM) divulga resolução sobre uso da hidroxicloroquina por inalação

Foto: Reuters / Diego Vara / Direitos Reservados

O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou, no Diário Oficial da União desta quinta-feira (13) uma resolução que estabelece a inalação de hidroxicloroquina e cloroquina enquanto “procedimento experimental”.

A administração do medicamento só poderá ser feita conforme regras aprovadas pelo sistema formado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), que é a instância máxima de avaliação ética em protocolos envolvendo seres humanos, e pelos Comitês de Ética em Pesquisa (CEP), que são as instâncias regionais em todo território nacional.

De acordo com o CFM, a decisão veio após o conselho “se debruçar sobre aventada possibilidade de a apresentação inalada desses fármacos ser uma alternativa para reduzir o risco de eventos adversos e aumentar eficácia no tratamento contra a covid-19”.

Em sua análise, o CFM pondera que a hidroxicloroquina para uso inalatório não é recomendada pelo fabricante e que não há na literatura nenhuma informação sobre a eficácia e segurança da medicação aplicada por essa via. Segundo o conselho, são, portanto, necessárias pesquisas que comprovem a eficácia e segurança, assim como a dose a ser aplicada.

Em nota, o CFM informa que tem “competência legal de determinar o que é, ou não é, tratamento experimental no país” e que, com base nessa outorga legal, elaborou um parecer que “estabelece critérios e condições para a prescrição de cloroquina e de hidroxicloroquina em pacientes com diagnóstico confirmado de covid-19, delegando ao médico e ao paciente a autonomia de decidirem juntos qual a melhor conduta a ser adotada, desde que com o consentimento livre e esclarecido firmado por ambas as partes”.

O CFM, no entanto, alerta que a “simples dissolução” de um comprimido de hidroxicloroquina para produzir uma solução para inalação “não deve ser considerada, em vista dos excipientes presentes no produto, que podem ser agressivos às vias aéreas, e da dificuldade de estabelecer as dosagens compatíveis com os limites da administração inalada”.

A entidade acrescenta que a obtenção de nova apresentação medicamentosa para uso inalatório “é um processo complexo, da competência de farmacêuticos especializados em técnica farmacêutica”, e que esse é um “fato que não pode ser ignorado pelo médico que pretende prescrever tal produto, pois se trata de procedimento experimental e está fora de sua competência responsabilizar-se pela qualidade, pureza e segurança de um produto experimental que foi processado por outro profissional de saúde”.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Ou seja, os médicos bolsonaristas que fizeram nebulização com a cloroquina são ASSASSINOS!!!

    1. Vc deve, URGENTEMENTE, buscar um atendimento psicológico, “cumpanhero”.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Relatório do TCE mostra que RN recebeu no ano passado R$ 750 milhões da União para serem usados livremente

Foto: Ilustrativa/Dado Galdieri

O Governo do Rio Grande do Norte recebeu do Governo Federal R$ 1,1 bilhão em recursos extraordinários em 2020, destinados às ações de saúde, assistência social e compensação financeira em razão da queda na arrecadação. É o que aponta o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN) de acordo com auditoria sobre impactos da pandemia do coronavírus nas finanças do Rio Grande do Norte.

VEJA MAIS: Auditoria do TCE-RN confirma que Governo do Estado recebeu do Governo Federal R$ 1,1 bilhão em transferências extraordinárias em 2020; veja destinação de recursos

Conforme auditoria que pode ser conferida na íntegra (AQUI),  do total de recursos disponibilizados ao Estado, a maior parte é de livre alocação, ou seja, podem ser usados livremente pelo Governo. O  montante representou R$ 750,9 milhões.

Opinião dos leitores

  1. É muito fácil se manter bem informados. Pesquisar no portal FNS. Aí vc sabe quanto entrou nos cofres do RN

  2. Pesquisar no portal do governo federal . Total de repasse para o GOVERNO DO RN . 2020 e 2021. Aproximadamente 7 bilhões de REAIS

  3. Os desviadores de dinheiro público ganham confiança na impunidade…Perdem o medo da justiça!!! Obrigado STF!!! Obg Gilmar Mendes e Carmem Lúcia!!! Enquanto vc´s forem ministros os corruptos terão amparo!!!!

  4. Além dos recordes de arrecadação, dinheiro a fole pra gastar como quizer, o que se vê é um governo incompetente, fraco.
    Não investe no básico.
    Afinal!!
    Pra onde foi essa bolada de dinheiro???
    Nem prestar contas, não prestam, então deixam uma margem grande pra gente dizer; que só podem estarem DESVIANDO.

  5. Exatamente, Créditos de caráter Extraordinários recebidos através transferências correntes da União para serem utilizados na saúde em caráter de urgência devido ao decreto de calamidade pública, onde a Gorvernadora disse que utilizou os tais recursos para suprir perdas de receitas, e logo em seguida o Secretário de Tributação soltou nota em que afirmou que o Estado bateu recorde de arrecadação de receitas próprias enfatizado o ICMS, haja vista teve investimentos em fiscalização e barreiras nas dívisas do RN. Ou seja, uma grande contradição!!!

  6. Isso é muito recurso e nao deveria ter 3000 mortes… e ainda nao sei no que o Estado investiu, pq so vejo propaganda fake sem sentido. Ate hoje nao temos hospital de campanha estadual, quem executa as vacinas sao os municipios, quem mantem UPA com milhares de pacientes sao os municipios, e o Estado so faz propaganda e decreto com base num comite de ciencias que parece ser de políticas sociais… pq ciencias medicas com evidencias so vejo no municipio de natal. So a ciencia medica salva vidas, mas suquinho de laranja com dipirona é o que? So estatística e numero de mortes so servem pra provar a inercia do Estado do RN, responsavel pela aplicacao dos recursos enviados pela uniao por decisao do STF. Pelo menos pra isso ta servindo os numeros, mostrar a mortalidade no qual o Estado do RN se meteu.

  7. 5000 milhões é só a folha de pagamento de 1 mês.
    Esse dinheiro num dá nem pra saída.
    Ajudou, claro que ajudou mas o que o governo federal só consegue fazer o básico e vende para seus apoiadores como o extraordinário.
    O povinho "distraído" esse que apoia o goveno federal.
    kkkkkkkkkkkkk

    1. Santos, lembrando a vc que essa verba foi para o combate ao COVID, prioritariamente. Porém, a verba pode ser usada como quiser… Mas não foi verba para pagar funcionalismo não. Acho que o distraído e desinformado aqui é vc, cara.

    2. Concordo com o Neto, o Presidente não enviou recursos para pagar funcionário, isso é receita que o próprio estado já tem garantido para este fim. O presidente enviou recursos para comprar insumos e investir na prevenção e combate ao Covid. Mas o que muito se viu foram desvios de recursos e utilização em outros lugares e para outros fins. Distraído é quem não viu, ou finge não ver o que os governadores andam fazendo, muitos estado e município fecharam pela primeira fez em muito tempo suas contas no azul, graças a este dinheiro enviado para o enfrentamento ao Covid, mas que fora usado para outro fim.

    3. Vc que é teleguiado. Esses recursos somente foram direcionados para a COVID. Afora isso tem a remessa de recursos normais que cabem aos Estados e decorrem de lei, além do ICMS arrecadado mensalmente pelo Estado do RN que gira em torno de 500 milhões. Já que vc se acha muito bem informado, poderia colocar aqui o somatório de todos esses recursos porque a sua governadora não tem o menor em divulgar.

    4. Lendo o que vc escrevei deu pra perceber que a distração dificulta o entendimento do mundo em volta.
      Certamente nem leu o post que só tem dois paragrafos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Grupo de entidades médicas pede banimento do uso de cloroquina e ivermectina contra Covid-19

Foto: Edilson Dantas/Agência O Globo

Um grupo de associações médicas divulgou nota nesta terça-feira defendendo que medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19, como a cloroquina e a ivermectina, devem ter sua utilização “banida”. Os remédios citados no texto são defendidos pelo presidente Jair Bolsonaro. As sociedades também defendem o isolamento social e pedem medidas para acelerar a compra do chamado “kit intubação”.

A manifestação ocorreu em um boletim do Comitê Extraordinário de Monitoramento Covid-19, organizado pela Associação Médica Brasileira (AMB), e conta com o apoio de sociedades especializadas e de associações locais dos estados.

As entidades ressaltam no texto que, na última semana, o Brasil representou 25% das mortes registradas em todo o mundo por Covid-19 e que em breve o país ultrapassará a marca de 300 mil óbitos causados pela doença.

O objetivo do boletim é esclarecer condutas dos médicos, orientar pacientes e “conclamar as autoridades responsáveis à urgente resolução de casos que exclusivamente delas dependem”.

“Reafirmamos que, infelizmente, medicações como hidroxicloroquina/cloroquina, ivermectina, nitazoxanida, azitromicina e colchicina, entre outras drogas, não possuem eficácia científica comprovada de benefício no tratamento ou prevenção da Covid-19, quer seja na prevenção, na fase inicial ou nas fases avançadas dessa doença, sendo que, portanto, a utilização desses fármacos deve ser banida”, diz um dos trechos do documento.

Em relação ao “kit intubação”, as organizações afirmam que “são urgentes esforços políticos, diplomáticos e a utilização de normativas/leis de excepcionalidade, para solucionar a falta de medicamentos ao atendimento emergencial” e que “na ausência destes fármacos, não é possível oferecer atendimento adequado para salvar vidas”.

O boletim também defende que “o isolamento social, com a menor circulação possível de pessoas, segue sendo imperioso para conter a propagação viral”. De acordo com as entidades, “todos, sem exceção, temos de seguir à risca as medidas preventivas: uso correto de máscara, distanciamento social, evitar aglomerações, manter o ambiente bem ventilado e higienizando, ficar em isolamento respiratório assim que houver suspeita de Covid-19, identificar os contactantes, higienizar frequentemente as mãos”.

No último dia 4, o Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou uma nota onde defendeu que medidas restritivas locais têm chances de “reduzir momentaneamente a pressão sobre o sistema de saúde, como tentativa de evitar o colapso”, mas que podem também gerar “consequências graves de efeito duradouro para a sociedade, como o fechamento de empresas, desemprego e surgimento de doenças mentais em adultos e crianças”.

O texto disse ainda que a adoção dessas medidas deviam “ser precedida de análise criteriosa de indicadores epidemiológicos, capacidade da rede de atendimento e impactos sociais e econômicos, devendo ser de curta duração e considerar as realidades específicas”. O CFM também destacou o uso de máscara, a higienização frequente das mãos, o distanciamento social e a proteção de olhos e mucosas e os cuidados com os grupos vulneráveis, como forma de proteger a vida, além de pedir a vacina a “todos os brasileiros, no menor espaço de tempo”.

Na nota desta terça-feira, as organizações também fazem “votos especiais” ao cardiologista Marcelo Queiroga, indicado para assumir o Ministério da Saúde, mas que ainda não tomou posse.

O texto diz que “os brasileiros almejam que vossa gestão ecoe e se guie exclusivamente pela voz da ciência; que seja um exemplo de independência na implantação de políticas/medidas consistentes e necessárias à resolubilidade e qualidade do sistema; de conduta ética; de compromisso com a melhor Medicina; e, acima de tudo, com a saúde de todos os cidadãos”.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Tem muitas associações médicas infestadas de esquerdistas e negacionistas. Essas sim são negacionistas Chegar a esse ponto de pedir banimento de medicamentos que salvaram a vida de Davip Up, Kalil e tantos outros médicos importantes.
    Deusnulivre, pobre de nós seres humanos comuns, leigos.

  2. Queiroz, vc está desatualizado sobre Araraquara/SP. O número de contaminados aumentou 30%.
    Procure se informar.

  3. Isso é uma associação médica de petistas e seus puxadinhos , torcendo para aumentar o número de mortes , dúvido que eles não recrutem para seu familiares e para se próprio igual ao médico de Dória David Uip.

  4. Os genocidas são realmente defensores da morte. Cegos , comandados por um neofascista que torce pelo extermínio de seu povo , mas quando chega a hora da vacina são os primeiros da fila.

  5. O que os brasileiros querem é poder escolher o que tomar , essas associações estão com viés político e tem que ser responsabilizadas pelas mortes que por ventura vierem ocorrer pela falta de tratamento precoce .

  6. Como nenhum medicamento tem eficácia comprovada para a COVID, na prática, o que essa turma está dizendo é: Fiquem casa e, se pegarem covid, esperem o caso se agravar pra ser entubado.

  7. Movimento puramente político. E bem direcionado. Pior é que simplesmente pedem o banimento de todas as opções de medicamentos existentes, mas não apresentam uma solução. Ou seja, é para não prescrever nada nem na prevenção, nem na gravidade. São esses que usam do nome genocida para os outros.

  8. Eu usei alguns desses. Conheço vários amigos, inclusive petistas, que tomam ivermectina como se fosse vacina. Há inúmeros médicos e estudos mundiais que recomendam. Médicos potiguares recomendam. Por que não deixam os médicos e as pessoas escolherem o que usar? Da minha parte, uso qualquer coisa que possa ajudar e não apresente grandes riscos. As pessoas precisam deixar os outros viver, fazerem suas escolhas. Que vício autoritário é esse? Sossegue, cuidem de suas vidas. Se não quer tomar o remédio, vá tomar o que quiser, onde quiser. Esse papo já deu.

  9. Quer uma razão simples para não usar essas drogas? O mundo todo não usa, e tem a mesma pandemia no quintal. Apenas… É burrice mesmo, não tem outro nome para quem AINDA defende esses kits covid. Se seu médico prescreveu, mude de médico ! Urgente !

    1. Isso mesmo. Escolha o médico que diz? vá para casa, não tome nada e se piorar, quando estiver muito pior, quando tiver puxando o ar, venha para cá para nós entubarmos e rezar para você sobreviver. Esses são os melhores médicos. Enquanto isso o sistema carcerário daqui do RN adotou o tratamento precoce, inclusive com Ivermectina e até a atual data não teve nenhuma morte.

  10. Por que essa obsessão contra o tratamento precoce? Remédios baratos, praticamente sem efeitos colaterais e que estão apresentando resultados positivos contra o vírus. Já há países que estão usando oficialmente. E muita gente que critica está tomando escondido como se fosse vacina. Essa epidemia está mostrando a hipocrisia, a índole autoritária e as más intenções de muitos. Se não quer usar, não use, fique em casa e aguarde a falta de ar.

  11. Uma perguntinha básica; quantos governadores e prefeitos subscreveram essa nota tão bem direcionada?

  12. Quanto custa a intubação..? E a ivermectina..?
    Infelizmente, os lucros falam mais alto. Nada barato presta e nem é eficaz. Complicado!

    1. Potiguar, essa sua mesma pergunta pode ser feita para o lockdow. O lockdow até agora não foi eficaz.

    2. Antenado, o Lockdown não funciona na sua cabeça porque você está alienado pelas mentiras que o seu ídolo sagrado espalha todo vez que abre a boca. Em Araraquara, aonde a situação estava descontrolada houve uma redução de 50% de casos após a adoção de um Lockdown. Pare com esse negacionismo doentio. Procure se informar fora dessa bolha infectada do bolsonarismo.

  13. Eu não consigo entender esse pessoal que luta contra o tratamento precoce. Quando existia o Mais Médicos, diziam que era um programa importantíssimo porque ali existia uma medicina preventiva e evitava que as pessoas agravassem de alguma doença que tivessem. Com o surgimento do Covid, agora a medicina preventiva não funciona e nao tem comprovação científica. Meu Deus, que loucura o tempo que estamos vivendo. Pura ideologia!

  14. Esse grupo são os principais genocida e nagacionista do tratamento precoce, eles tem apoio de prefeito e governadores ditadores de tiranetes.

  15. Chegamos a um ponto muito triste na história da humanidade. Realmente como seres humanos estamos involuindo. As pessoas que tem o dever de salvar vidas condenando a tentativa de evitar que uma doença se agrave. Tentem pelo menos se não der certo tenta outra coisa, estamos em guerra e todas as armas que temos tem que ser utilizadas. Uma triste história da humanidade.

  16. Eu sou prova viva que esses medicamentos são eficazes no tratamento contra a COVID19.
    Que Deus tenha misericórdia daqueles que estão com COVID19 e são atendidos por um desses médicos.

    1. Tu deu sorte de pegar uma variante fraca e ia ficar boa de qualquer jeito (assim como tem milhares que não sentem uma dor na unha)…. se tu tivesse pego a mais forte, não tem cloroquina, azitromicina, ivermectina nem ozônio que desse jeito.

  17. Gostaria de saber qual dos medicamentos que estão usando nos hospitais tem escrito na bula que é eficaz para Covid-19. Ou simplesmente estão internando sem fazer uso de nenhum medicamento? Vejo muitos casos de ficarem trocando de medicamento para saber qual atua melhor no tratamento. Esta troca de medicamento é comprovação cientifica ou empírica?

  18. Só procure um hospital quando sentir falta de ar. Mandetta.
    Ainda bem que a natureza criou esse monstro do Coronavirús. Luiz Inácio Lula da Silva.
    Bolsonaro tem razão.
    O Véio é disparado o Melhor Presidente.

    1. Carissimo .O mandeta sabia tanto de covid como toda a entidade médica do mundo.Hoje ainda se sabe alguma coisa .No início da pandemia não se sabia nada .Ou seja : só procurar quando estava com falta de ar era tão somente o que se pensava naquele contexto.

    2. Lucis, eu discordo totalmente, as notícias vindas da África sobre a suspeita da Ivermectina como responsável pela baixa mortalidade naquela região já existia em março do ano passado. No início da pandemia a Universidade de Monash na Austrália já havia estudos In Vitro sobre a eficácia dessa droga. Maus políticos sempre enxergaram atenuantes da crise como uma ameaça ao que esses psicopatas enxergam como oportunidade: compras sem licitação, verbas federais abundantes e pouca fiscalização dos órgãos de controle.

    3. Em toda moléstia quanto antes se começar o tratamento melhor, essa orientação de Mandeta não se sustenta! Como pode um médico orientar para esperar a evolução oara só depois buscar ajuda? Isso é inconcebível e criminoso. Não tem defesa!

    4. "Acorda Brasil" tá precisando acordar!
      Esse papo de ivermectina na África não passa de uma grande mentira já desmascarada. Não há evidência nenhuma que lá foi distribuída em massa ivermectina p a população. Lá há grande subnotificacao de casos e mesmo assim eles aumentaram. Por fim, um estudo que funciona in vitro não necessariamente funciona em humanos. Ou seja, a África não serve como parâmetro.

    5. Essa calígula não escreve nada que tenha fundamento, são apenas palavras que ela gosta de ouvir e escrever.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Alemanha, Itália e França alegam “precaução” e proíbem uso da vacina da AstraZeneca

Foto: Gareth Fuller/Pool via AP

Os governos de Alemanha, Itália e França anunciaram nesta segunda-feira que suspenderão o uso da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica britânica AstraZeneca e a Universidade de Oxford. Os três disseram que a medida foi tomada por “precaução”, devido aos relatos de formação de coágulos sanguíneos em pessoas que receberam o imunizante.

Em nota, o governo da Alemanha afirmou que a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), o órgão regulador do setor na União Europeia (UE), decidirá “se as novas informações afetarão a autorização da vacina”.

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse que a aplicação do imunizante será suspensa até terça-feira, quando EMA deve se pronunciar sobre os casos de formação de coágulos.

Vários países europeus suspenderam total ou parcialmente a aplicação da vacina da AstraZeneca por causa dos casos de formação de coágulos sanguíneos. A Itália já havia interrompido a aplicação de um lote específico do imunizante na semana passada. Outros países, como o Reino Unido, defenderam a segurança da vacina e mantém seu uso.

Na semana passada, tanto a EMA como a Organização Mundial da Saúde (OMS) disseram que não havia evidências entre a formação dos coágulos e a vacina da AstraZeneca. A OMS recomendou que as doses do imunizante continuem sendo aplicadas normalmente.

Valor

Opinião dos leitores

  1. O que esse povo tem haver com isso? Essa vacina foi colocada por vocês bolsoloides como sendo uma vacina que acabaria com a coronavac da China. Vocês não tem memória mais eu tenho . Mesmo assim, vamos torcer que seja algo solucionavel pro bem de todos.

    1. Falou o zumbi de esquerda.
      Nenhum país desenvolvido usa vacina da China…
      Querendo queimar a vacina britânica e defendendo a chinesa…

  2. Dá para entender um cacete desse? As hienas lulistas conseguem explicar? Já que arrotam as melhores soluções para "a paz, economia, educação, meio ambiente e saúde?"

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: Médicos europeus pedem uso urgente da ivermectina no tratamento contra a covid

O uso da Ivermectina no tratamento preventivo da Covid-19 volta a ser debatido em várias partes do mundo. Em Portugal, um grupo de médicos pediu às autoridades de Saúde a inclusão da Ivermectina no combate ao novo coronavírus. Reportagem da RedeTV! AQUI detalha repercussão.

Opinião dos leitores

  1. Bom, então né? Sem querer entrar no mérito de (se funciona ou não) é simples, o medicamento não causa danos, é barato e é encontrado facilmente, então é 2 opções ou vc toma ou espera o milagre da vacina. Negar que funciona é o mesmo que alegar que a vacina imuniza. Tudo boato! Quem é contra é só não tomar quando se contaminar. Deixe a critério médico após ser entubado!

  2. Eu acho que faltei no dia da história hipnose coletiva…
    É sério que você estão discutindo política aqui?
    Agente faz uma pesquisa na net pra ver se tem alguma notícia boa, mas nada mudou… Um monte louco colocando política em tudo… Fazendo comentário sem prezar pelo respeito com o próximo… Querendo empurrar suas convicções goela abaixo dos outros, na força, na arrogância, na fake news.
    Isso é muito triste!!!

  3. Estratégia espera da Rede TV Pegar um grupo de médicos de Portugal, país já assolado por negacionistas, e transformar em MÉDICOS EUROPEUS para propagar mais forte a informação em grupinhos de nas redes. É o mesmo que pegar um grupo de médicos do Equador e noticiar que "foram médicos sul-americanos"
    Aquela história, contar um monte de mentiras dizendo só a verdade. Discurso pegando forte na mídia direcionada
    Detalhe: a agência reguladora portuguesa já havia desligitimado o pedido deles um dia antes de virar notícia nos grupinhos daqui

    1. Desista, este tipo de ser humano, é o mesmo que grita "molusco livre", deve ter perdido o pão com mortadela, está mais que comprovado que ajuda muito amenizar, ninguem até hoje falou que é a cura, porém, o desejo, é se contaminar sem agravantes, para nos tornarmos imunizados, ao invés de uma vacina sem garantias, e nisos, a ivermectina tem ajudado muito.

  4. Dizem que realmente tem eficácia no tratamento precoce, o problema é que tem gente que toma como preventivo.

  5. Infelizmente, algumas pessoas ainda não entenderam o recado dado por vários médicos mundiais.
    O tratamento da COVID depende de vários fatores sendo um deles o tratamento com a Ivermectina seja antes dos sintomas ou no início dos sintomas primeiros 5 dias.
    Recado dado : toma quem acredita e não toma quem não acredita. Não critiquem o que os outros vão fazer, cada um vai colher suas decisões seja nessa vida ou na outra.
    Abraço e deixem de politizar suas decisões.

  6. BOLSONARO DIZ TODOS OS DIAS.
    NEGACIONISTA É QUEM NEGA OS REMÉDIOS PRECOCES.
    AINDA ONTEM NA LIVE DISSE.
    SE UMA NOVA CEPA DO CORONA VIRUS ME PEGAR, TOMO ESSES TRENS DE NOVO, SEM MEDO.
    SEGUNDO ELE, O QUE NÃO MATA, ENGORDA.
    Ô VÉI MACHO DA GOTA SERENA.

  7. A cambada negacionista da ivermectina desapareceu do BG. Kkkkkkk Bolsonaro tem razão seus mimisento.

  8. Este remédio já foi comprovado que não tem eficiencia nenhuma para tratamento de covid.
    BG deixe de ser teimoso, assista o video da entrevista coletiva do LAIS da Ufrn.

    1. Isso é o que vc e os "cientistas" da esquerda falam, como a tal Marise Reis, que depois teve que passar vergonha e se desmentir ao dizer que 90% dos internados em UTI com covid tinham tomado ivermectina. Há inumeros relatos de médicos, cientistas e pesquisadores comprovando a eficácia, mas toma quem quer, quem não quiser, pode tomar 51 junto com o nove dedos.

    2. Falta de comprovação científica é diferente de comprovação de ineficácia. Comprovação científica não se consegue de um dia pro outro.

    3. A Ivermectina é um tratamento precoce, antes do contágio com o Vírus.

  9. Os sábios atacantes contra o uso da ivermectina, levaram essa discussão para o lado político com inúmeros reflexos negativos na saúde da população, simplismente para desclassificado atos do presidente, uma pena, podem e devem ter ocorrido muitas mortes em decorrencia desse ato infantil. Difícil agora justificar essa luta irracional.

  10. Nunca ouvi ninguém dizer que Ivermectina cura Covid19, mas que, em muitos organismos pide atenuar os efeitos do vírus. Não é 100%. Aliás, sabemos que um mesmo medicamento pode curar A e não curar B. Mas tome quem quer.

  11. Será que os comunistas vão tomar a ivermectina, inclusive os adoradores do lulaladrao.

  12. Espera aí … coisa do louco Bolsonaro! Não tem comprovação. Tá doido?
    O farmacêutico foi processado por ter falado que o cara tomou.
    Como vão usar?

    1. Isso Por enquanto é na Europa.
      Aqui é governador e prefeitos esquerdista que botam descredito.
      Mas tem resultados extraordinário a ivemectina.
      Tem muito, mais muitos médicos aqui no RN afavor do uso, inclusive o que é prefeito de Natal.

  13. Exatamente! Os médicos de Barcelona -Rn, Equador-Rn , Nova York- Maranhão, todos atestam a eficácia do produto.

  14. Aqui o presidente é genocida por falar em tratamento precoce utilizando fármacos. Melhor mesmo é atender a determinação do Mandeta, não fazer nada, esperar e quando estiver morrendo sem ar, rezar para que tenha uma vaga na UTI e que seu organismo suporte.

    1. Tem uma pesquisa rodando por aí falando que mandetta vai derrotar Bolsonaro. Respeita o grande ex ministro do cansaço! Kkkk

  15. Só nessa merda de Brasil que a ordem é matar o povo para culpar o presidente.

  16. É GOPI
    É GOPI
    É GOPI……
    NÃO FAÇAM ISSO……QUANTO PIRO, MELHOR,……
    É GOPI
    É GOPI
    É GOPI……

    1. Não é remedio para piolho, é veneno para piolho, se fosse remedio o piolho iria ficar bom, kkkkk, por isso que os parasitas da esquerda não querem tomar, tem medo de morrer, kkkkkkkk bando de piolho que vive as custas do sangue dos outros…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Anvisa aprova uso do antiviral Remdesivir por pacientes com Covid-19

Foto: Ulrich Perrey/Reuters

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta sexta-feira (12) o uso do antiviral remdesivir como o primeiro medicamento a ter recomendação em bula para pacientes com o novo coronavírus.

O remdesivir recebeu em outubro aprovação nos Estados Unidos da FDA (Food and Drug Administration, órgão equivalente à Anvisa) para uso como medicamento oficial para o tratamento da Covid-19.

Quando foi infectado pelo novo coronavírus, no fim de setembro, o ex-presidente dos EUA Donald Trump fez uso do antiviral para se tratar seguindo orientação de sua equipe médica.

Em novembro, porém, a Organização Mundial da Saúde (OMS) atualizou suas orientações contínuas sobre os medicamentos contra Covid-19 e desaconselhou o uso remdesivir para tratar pacientes hospitalizados, independentemente da gravidade da doença.

De acordo com a atualização, publicada na revista médica BMJ, as evidências não sugeriam que o remdesivir afetava o risco de morte por Covid-19 ou necessidade de ventilação mecânica, entre outros resultados importantes.

Além disso, em entrevista à CNN a vice-diretora geral da OMS, Mariângela Simão, explicou que a orientação era baseada em diversos estudos que, no total, somaram mais de 7 mil pacientes avaliados que usuaram o remédio contra o novo coronavírus.

“Esses estudos mostraram que o remdesivir não adiciona nada em termos de mortalidade ou progressão da doença para pacientes leves e, além de tudo, ele é injetável e bastante caro. A OMS recomenda mais estudos e pesquisas sobre o remdesivir. Com o conhecimento atual, ele não altera a progressão da doença e não evita mortes”, disse a médica sanitarista, na época.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Valor da Ivermectina: 0,3 centavos de dólar; valor do remdesivir: 3 mil dólares! A Ivermectina, mesmo sem eficácia oficialmente comprovada, mas com vários exemplos robustos de eficácia pelo mundo, notadamente nos países africanos, é usada no tratamento precoce e na fase 1 da doença. Já o remdesivir, é usado para pacientes em estado grave, com sintomas de pneumonia. Esse é o medicamento que a Anvisa aprovou? Sem mais.

  2. Agora estamos vendo porque tanto esforço para desqualificar a Ivermectina. Ela pode atrapalhar o faturamento das farmacêuticas na venda destas novas drogas. Quem tiver bala para pagar caro por este Antiviral, não precisa recorrer ao tratamento precoce. Não precisa mais discutirmos tanto sobre a eficácia ou não da Ivermectina, pois já existe uma outra alternativa no mercado, é só pagar por ela.

    1. EXATAMENTE CLAUDIO…..
      A TURMA DO QUANTO PIOR, MELHOR, ESTÁ DESESPERADA.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sete países europeus suspendem provisoriamente uso de lote da vacina Oxford para investigar supostos coágulos mortais

Foto: MIGUEL MEDINA / AFP

Sete países europeus suspenderam temporariamente o uso de um lote da vacina contra a Covid-19 de Oxford/AstraZeneca como medida preventiva, para investigar se há relação com efeitos colaterais graves. Foram eles Dinamarca, Islândia, Áustria, Luxemburgo, Letônia, Estônia e , Lituânia. Além disso, Itália e Noruega também suspenderam a vacinação com o imunizante enquanto aguardam investigações.

No caso da Dinamarca, que anunciou a suspensão nesta quinta-feira (11), o ministro da Saúde Magnus Heunicke disse no Twitter que esta é uma medida de precaução, seguindo “sinais de um possível efeito colateral sério na forma de coágulos sanguíneos mortais”. O país não informou quantos relatos de coágulos sanguíneos ocorreram. A Dinamarca suspenderá o uso da vacina por duas semanas, com nova avaliação marcada a partir do dia 22 de março.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) disse que está investigando, mas até o momento não encontrou nenhuma evidência ligando a vacina aos casos.

Os anúncios não interrompem o uso do imunizante na campanha de vacinação brasileira.

“A segurança da vacina foi extensivamente estudada em ensaios clínicos de fase 3 e dados revisados por pares confirmam que a vacina é geralmente bem tolerada”, disse a AstraZeneca em um comunicado.

A Autoridade Sanitária Dinamarquesa destacou, em comunicado, que o país não abandonou a vacina de Oxford/AstraZeneca. “Mas estamos pausando seu uso. Há uma boa documentação de que a vacina é segura e eficaz”, acrescentou.

Stephen Evans, professor de farmacoepidemiologia da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, afirmou que a suspensão na Dinamarca representa uma “abordagem super cuidadosa, com base em alguns relatórios isolados na Europa”.

— O problema com relatos espontâneos de suspeitas de reações adversas a uma vacina é a enorme dificuldade de distinguir um efeito causal de uma coincidência — afirmou.

Suspensão pela Europa

O lote número ABV5300 da vacina foi entregue a 17 países da União Europeia e compreende 1 milhão de doses.

No final de semana passado as autoridades da Áustria já haviam pausado o uso do lote do imunizante após relato de morte por distúrbios de coagulação e de um caso de embolia pulmonar entre pessoas que haviam sido vacinadas.

A EMA disse na quarta-feira que seu comitê de segurança está investigando os casos relatados no país, mas atualmente não há indicação de que tenham sido provocados pela vacina.

A agência afirmou que o número de eventos tromboembólicos — marcados pela formação de coágulos sanguíneos — em pessoas que receberam a vacina de Oxford/AstraZeneca não é maior do que o observado na população em geral, com 22 casos de tais eventos sendo relatados entre 3 milhões de pessoas que foram vacinadas até 9 de março.

O Globo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governador do Texas-EUA extingue uso obrigatório de máscaras e manda abrir empresas

Foto: Getty Images

O governador Greg Abbott anunciou nessa terça-feira (2) que está retirando a determinação do uso de máscara de proteção contra a Covid-19 no Texas (EUA), mesmo com as autoridades de saúde alertando que não se podem diminuir as restrições de segurança.

Abbott fez o anúncio durante um evento da Câmara de Comércio de Lubbock, onde emitiu uma ordem executiva rescindindo a maioria de suas ordens executivas anteriores, como o decreto da máscara.

Ele também disse que negócios de qualquer tipo poderão abrir 100% a partir de 10 de março. “Muitos texanos foram excluídos das oportunidades de emprego. Muitos proprietários de pequenas empresas têm lutado para pagar suas contas. Isso deve acabar. Agora é hora de abrir o Texas 100%”, disse ele.

O governador do Mississippi, Tate Reeves, também anunciou na terça-feira o fim de todos os decretos de máscara do condado e disse que as empresas podem reabrir a 100% da capacidade. As novas medidas entrarão em vigor nesta quarta-feira (3), disse Tate.

“Nossas hospitalizações e o número de casos despencaram e a vacina está sendo rapidamente distribuída. Está na hora!”, tuitou Reeves na terça-feira.

Os texanos ‘dominaram’ a luta contra a Covid-19, diz Abbott

O anúncio da Abbott ocorre enquanto os casos de Covid-19 e as hospitalizações continuam diminuindo em todo o país. No entanto, especialistas em saúde dizem que relaxar as restrições agora pode levar a outro aumento, especialmente com a disseminação das variantes.

No ano passado, os texanos “dominaram os hábitos diários para evitar pegar Covid”, disse Abbott. Na segunda-feira, 6,57% dos texanos foram totalmente vacinados, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

A Abbott disse na terça-feira que 5,7 milhões de vacinas foram administradas no estado, há um excedente de equipamentos de proteção individual (PPE) e “10 milhões de texanos se recuperaram da Covid”.

“A remoção de mandatos estaduais não encerra a responsabilidade pessoal e o cuidado com seus familiares, amigos e outras pessoas em sua comunidade”, disse Abbott. “Pessoas e empresas não precisam que o estado lhes diga como operar.”

Em um comunicado na terça-feira, a juíza do condado de Harris, Lina Hidalgo, disse discordar da decisão do governador.

“Retirar as intervenções críticas de saúde pública” que estão funcionando não tornará as comunidades do Texas mais seguras ou acelerará o retorno à normalidade, disse Hidalgo.

“Cada vez que as medidas de saúde pública foram retiradas, vimos um aumento nas hospitalizações”, dizia o comunicado dela.

Hildago disse que o país está “cada vez mais perto da linha de chegada desta pandemia”. “Agora não é o momento de reverter os ganhos que trabalhamos tanto para alcançar”, diz a declaração da juíza. “Na melhor das hipóteses, a decisão de hoje é uma ilusão. Na pior, é uma tentativa cínica de distrair os texanos das falhas de supervisão estatal de nossa rede elétrica.”

Jason Brewer, porta-voz do grupo de lobby de varejo Retail Industry Leaders Association, disse em um comunicado que “relaxar os protocolos de segurança de bom senso, como usar máscaras, é um erro”.

“Retroceder nas medidas de segurança colocará injustamente os funcionários do varejo de volta ao papel de fazer cumprir as diretrizes ainda recomendadas pelo CDC e outros defensores da saúde pública”, dizia a declaração de Brewer.

“Isso também pode comprometer a segurança das farmácias e mercearias que estão se preparando como centros de vacinação.”

Pessoas que não usarem máscaras não serão penalizadas

Abbott disse que sabe que algumas autoridades temerão que a abertura 100% do estado leve ao agravamento da Covid em suas comunidades. Ele diz que sua ordem executiva trata dessa preocupação.

“Se as hospitalizações da Covid em qualquer uma das 22 regiões hospitalares no Texas subirem acima de 15% da capacidade de leitos do hospital naquela região por sete dias consecutivos, então um juiz do condado dessa região pode usar estratégias de mitigação da Covid em seu condado”, disse Abbott.

No nível do condado, porém, um juiz não pode colocar ninguém na prisão por não seguir as ordens da Covid e nenhuma penalidade pode ser imposta a pessoas que não usam máscaras, disse Abbott.

“Se as restrições forem impostas em nível de condado, todas as entidades devem ser autorizadas a operar pelo menos 50% da capacidade”, disse ele.

Os prefeitos de Mission, Houston e Dallas disseram que continuariam a incentivar o uso de máscaras ou exigiriam máscaras em seus respectivos prédios urbanos, apesar da ordem executiva da Abbott.

O prefeito de Houston, Sylvester Turner, disse que o anúncio do Abbott “realmente mina todos os sacrifícios que foram feitos por profissionais médicos, médicos, enfermeiras, trabalhadores do EMS, bombeiros, policiais, funcionários municipais e pessoas da comunidade”.

O prefeito de Austin, Steve Adler, disse a Anderson Cooper da CNN, na noite de terça-feira, que todos na cidade estavam “simplesmente pasmos” com o anúncio de Abbott.

“É incompreensível, considerando onde estamos”, disse Adler. Ele disse que trabalharam muito para “arriscar” o Covid-19 na cidade e no condado de Travis.

Adler disse que ele e o juiz do condado de Travis, Andy Brown, enviaram uma carta ao gabinete do governador na terça de manhã “implorando para que ele não o fizesse”.

A cidade continuará seu mandato de máscara e a câmara de comércio em Travis County emitiu um comunicado instando seus negócios membros a continuar a exigir máscaras também, disse Adler.
“Isso é autoajuda neste momento”, disse Adler.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. “Nossas hospitalizações e o número de casos despencaram e a vacina está sendo rapidamente distribuída. Está na hora!”, tuitou Reeves na terça-feira.
    A pergunta é : PRECISA DESENHAR ??????????

  2. Vcs leram a matéria, burrominions?
    A hospitalização despencou e a vacina tá sendo aplicada a todo vapor… NÃO SE APLICA AQUI!
    Meu Deus..?…vcs são burros assim mesmo ou fizeram o curso de medicina pelo whatsapp com o Dr Bolsominto?

  3. Governador Macho, cunhudo, cunhão rôxo.
    Certíssimo.
    A Governadora Fátima do RN trata os potiguares como cachorros, com funcinheiras na face.
    #BOLSONARO TEM RAZÃO
    É MITO 2022

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *