Indicados de Walter Alves voam no Governo

Na política todos sabem que quem apoia um determinado político em uma campanha vencedora para o Poder Executivo tem como “brinde” uma participação no primeiro escalão. Isso vale pra Prefeitura, Governo e Presidência. Em todo canto funciona assim.

Pois bem, nas eleições 2010, o PMDB praticamente todo apoiou a reeleição do então governador Iberê Ferreira de Souza. Praticamente, porque o deputado estadual Walter Alves, também conhecido como Waltinho, optou por seguir o PMDB do pai Garibaldi Alves e apoiar a então senadora Rosalba Ciarlini. Como consequência à campanha vitoriosa, o político conseguiu emplacar nomes para a Secretaria de Estado de Turismo (Sectur) e na Companhia Potiguar de Gás (Potigas).

Mas nesses 15 meses da Rosa a frente do Governo do Estado, nenhuma das indicações conseguiu, de fato, fincar os pés no cargo. Ramzi Elali e Saulo Carvalho deixaram seus cargos respectivamente na Sectur e Potigas e pelo visto não foi por incompetência ou por problemas com a governadora, e sim com o próprio indicador Walter Alves.

Fontes ligadas aos indicados e ao PMDB revelaram que, fora a falta de prestígio, problemas também com o deputado estadual, motivaram suas respectivas saídas. Que tanto Saulo, quanto Ramzi, não conseguiram atender aos anseios do parlamentar. Resumindo? Os dois terminam não durando muito nos cargos.

O blog sabe que Ramzi Elali já estava insatisfeito com a geladeira que vinha tomando do governo, sendo excluído em vários pontos, mas no caso de Saulo Carvalho, que vinha fazendo um grande trabalho? Porque será que ele saiu? Inclusive, temos informações que de grandes amigos, Waltinho e Saulo ultimamente nem se falam mais.

Fato: todo mundo que o peemedebista indica, simplesmente, está voando. Porque será?