Mais de 20% dos americanos preferem internet do que um ano de sexo

É isso mesmo que você leu. Segundo um estudo divulgado na última segunda-feira pelo Boston Consulting Group, se o ~mundo maravilhoso da internet~ fosse um país, ele seria – daqui a quatro anos – a 5ª maior economia do mundo, responsável por um PIB (Produto Interno Bruto) de 4,2 trilhões de dólares.

De acordo com a pesquisa, os únicos países reais que continuariam à frente da Republica da Internet seriam os Estados Unidos, a China, o Japão e a Índia. Outra comparação para deixar tudo ainda mais claro: o Brasil – que vive um momento de expansão ‘nunca visto na história desse país’ – já festejou ao ser apontado recentemente, pelo jornal britânico Guardian, como a sexta maior economia do mundo.

E olha que essa não foi a única descoberta interessante do estudo. Segundo o Boston Consulting Group, o número de usuários da web deve chegar a 3 bilhões de pessoas em 2016 –em 2010, o número estimado era de 1,9 bilhão.

Se isso se concretizar, fico até ansioso para ver a importância que a internet deve alcançar lá. É que na mesma pesquisa, os americanos foram instigados a respondem do que abririam mão para poder navegar a internet: mais de dois terços disseram que abandonariam o café, mas – pasmem – 21% dos americanos abririam mão de sexo por um ano para continuar online.

Fonte: Super