Saúde

Pesquisar sobre saúde na internet ajuda pessoas a reconhecerem sintomas, reconhece estudo em Harvard

Foto: Pixabay

Sinto febre alta e dor de cabeça. Se eu perguntar ao Google, ele vai me dizer que pode ser uma simples gripe, mas também há a possibilidade de se tratar de um caso de dengue. Ou então meningite. E quem sabe hepatite E? Que atire a primeira pedra quem nunca recorreu à internet diante dos primeiros sinais de que algo no seu corpo talvez estivesse errado.

Esse hábito é tão comum, que pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, decidiram analisá-lo para entender seus impactos na vida das pessoas.

“Frequentemente, eu recebo pacientes que só vieram até o meu consultório porque pesquisaram alguma coisa no Google e a internet disse que eles têm câncer”, relata, em nota, David Levine, um dos autores da investigação. “Eu pensei: isso acontece com todos? Quanta cibercondria [ansiedade resultante de buscas online relacionadas à saúde] a internet está criando?”, questiona.

Publicado no periódico JAMA Network Open no último dia 29 de março, o estudo contou com 5 mil pessoas e utilizou descrições de doenças que costumam afetar a população, como viroses, ataque cardíaco e derrame. Cada participante teve que ler uma lista de sintomas e imaginar que eles se aplicavam a alguém próximo, como um amigo ou familiar. Em seguida, os indivíduos forneceram um diagnóstico com base nas informações dadas. Depois, eles procuravam os sintomas na internet e apresentavam novamente um veredicto.

Após identificar qual seria a condição correspondente aos sintomas, os participantes selecionaram um grau de triagem para cada caso, variando entre “deixe o problema de saúde melhorar por conta própria” e “ligue para a emergência”. Além disso, foi solicitado que os indivíduos registrassem os próprios níveis de ansiedade.

Os pesquisadores concluíram que as buscas online deram uma pequena ajuda às pessoas, que apresentaram diagnósticos mais corretos após recorrerem à internet. Não foi registrada uma melhora na habilidade de escolher a triagem mais adequada e tampouco foram identificadas alterações na ansiedade.

“Nosso trabalho sugere que provavelmente não há problema em dizer aos nossos pacientes para pesquisarem sintomas”, afirma Levine. “Isso começa a formar a base da evidência de que não há tanto perigo e que, na verdade, pode existir alguma vantagem”, complementa.

Apesar disso, os especialistas reconhecem que há uma certa limitação no estudo, uma vez que os participantes imaginaram que os sintomas se aplicavam a algum amigo ou parente. Não se sabe se as pessoas agiriam da mesma forma caso elas mesmas estivessem sob análise. Além disso, a pesquisa não representa todos os internautas que utilizam a internet para fazer buscas relacionadas à saúde.

Galileu

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

ALERTA: Brasil é o país com maior número de vítimas de phishing na internet

Foto: © Marcello Casal jr/Agência Brasil

Em 2020, o Brasil foi o país mais atingido por tentativas de roubo de dados pessoais ou financeiros de pessoas na internet, prática denominada em inglês de phishing. Com essas informações, golpistas prejudicam a vítima de diversas formas, seja acessando recursos ou enganando pessoas se fazendo passar por ela.

O percentual de usuários brasileiros que tentou abrir pelo menos uma vez links enviados para roubar dados representa 19,9% dos internautas do país. Em segundo lugar no ranking de países vem Portugal (19,7%), seguido da França (17,9%), Tunísia (17,6%), de Camarões (17,3%) e da Venezuela (16,8%).

O levantamento foi feito pela empresa de segurança da informação Kaspersky sobre práticas de phishing e spam no mundo. De acordo com a companhia, entre fevereiro e março do ano passado, o número de ataques cresceu 120% no Brasil.

Os golpes foram aplicados por meio de links em mensagens ou sites falsos, que se passam por empreendimentos conhecidos, como grandes cadeias de varejo online – Amazon e outras.

Os exemplos mais comuns foram golpes em que os criminosos enviaram mensagens se passando por essas lojas e pedindo para a vítima contactar as áreas de comunicação com o cliente ou de suporte, com sistemas para roubar dados dos usuários acionados.

Aplicativos de comunicação, especialmente o Whatsapp, tornaram-se os principais canais para aplicar esses golpes. Usuários receberam mensagens com promessas de prêmios com links que levavam a sites falsos destinados a roubar informações da vítima.

Pandemia

O contexto da pandemia também levou golpistas a enviar falsas pesquisas ou mensagens anunciando prêmios ou ajuda financeira a pequenas e médias empresas.

No Brasil, as tentativas de golpe envolveram diversos aspectos relacionados à pandemia, como o requerimento do auxílio emergencial do governo federal, o cadastro para receber a vacina e o uso do recém lançado sistema PIX.

“Apesar do alto índice, vale destacar uma queda importante em relação a 2019. Naquele ano, mais de 30% dos brasileiros haviam tentado, ao menos uma vez, abrir um link que levava a uma página de phishing, dez pontos percentuais a mais do que em 2020. Isso mostra que as campanhas e alertas sobre esse tipo de golpe têm deixado as pessoas mais atentas, mas não significa que não precisamos evoluir, pois as estatísticas permanecem muito ruins”, avalia Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil.

Outro método empregado pelos golpistas foi a chantagem contra usuários. Esta pode ocorrer com ameaças de liberação de determinados dados ou de uma suposta gravação da vítima com algum comportamento cuja revelação poderia trazer impactos a sua imagem, como assistir vídeos com pornografia.

O relatório registrou casos de chantagem contra empresas também. Os golpistas exigiam pagamentos sob a ameaça de realizar ataques de negação de serviço (DDoS), indicando que teriam informações confidenciais ou estratégicas das empresas.

Os alvos mais frequentes dos ataques foram as lojas online, com 18,12%. Elas foram seguidas por portais globais de internet (15,9%), bancos (10,7%), redes sociais e blogs (10%) e sistemas de pagamento (8,4%).

Spam

O relatório também analisou a prática de envio de mensagens em massa, conhecida como spam. Em 2020, este tipo de envio representou 50% do tráfego de e-mails. O resultado, no entanto, indica queda de 6.14 pontos percentuais em relação a 2019. No total, foram enviados 183,4 milhões de anexos maliciosos no ano passado.

O país que mais enviou spams foi a Rússia, com 21,27%. Em seguida vêm Estados Unidos (10,47%), Alemanha (10,97%) e China (6,21%). O Brasil foi responsável por 3,26% de ataques do tipo.

Cuidados

Para evitar cair nestes golpes é importante tomar alguns cuidados. O mais importante é evitar clicar em links de mensagens de e-mail, SMS ou redes sociais de pessoas ou organizações desconhecidas.

Caso vá clicar em algum link, é importante conferir o site para onde está sendo direcionado. Caso não tenha certeza de que o site é seguro, o aconselhável é não inserir informações pessoais, especialmente financeiras – número de cartão de crédito, por exemplo.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Condenada por golpes na internet, ‘Barbie do crime’ ganha direito a domiciliar

Foto: Reprodução/Instagram

A Justiça autorizou, na quinta-feira (25), a prisão domiciliar da modelo Bruna Cristine Menezes de Castro, de 30 anos, conhecida como ‘Barbie do crime’, em Goiânia. A medida foi tomada horas depois de ela se apresentar ao Poder Judiciário devido a um mandado expedido pelo descumprimento da pena estipulada por aplicar golpes pelas redes sociais.

Bruna foi condenada a 1 ano e 9 meses de prisão em 2015 por vender celulares a duas pessoas, mas nunca ter entregado os produtos. Durante o julgamento, ela confessou o crime e disse que estava arrependida.

Na época, a Justiça converteu a pena em prestação de serviços à comunidade e pagamento de multa de 10 salários mínimos. Porém, ela deixou de cumprir a determinação judicial e não compareceu a audiências. Com isso, o juiz Wilson da Silva Dias determinou a prisão dela, em 18 de fevereiro.

“O quadro desenhado nesta execução penal é absolutamente constrangedor do ponto da punibilidade, pois, desde 2017, a sentenciada não cumpre a pena de prestação de serviços à comunidade, sendo inexitosa sua localização em razão da diversidade de mudança de domicílio sem comunicar a este juízo, além de incorrer em descumprimento das condições judiciais e legais da pena restritiva de direito imposta”, justificou o magistrado.

Bruna, então, se apresentou na quinta-feira, mas a defesa entrou com um recurso e, no mesmo dia, foi determinado que ela fique em prisão domiciliar até uma nova audiência, quando serão definidas as medidas a serem tomadas.

O principal argumento para justificar a prisão domiciliar foi o fato de ela ser mãe de duas crianças com menos de 12 anos. A defesa da modelo disse que aguarda apenas a verificação interna dentro da unidade prisional para que ela coloque a tornozeleira eletrônica e fique em prisão domiciliar.

“É importante ressaltar que ela nunca teve a intenção de querer desvencilhar-se de suas obrigações impostas. Tanto é verdade que se apresentou espontaneamente acompanhada pelos seus advogados”, disse, em nota, a defesa.

Segundo a Justiça, Bruna também é investigada no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Distrito Federal.

‘Barbie do crime’

Bruna foi presa em 11 de agosto de 2015 por suspeita de estelionato, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, a jovem, apelidada de “Barbie do crime”, mantinha perfis nas redes sociais de venda de produtos importados e aplicava golpes em clientes de Goiás e de outros estados.

Conforme informou a corporação na época do crime, mais de 100 pessoas procuraram a polícia alegando terem sido vítimas de Bruna. Porém, nem todas deram continuidade ao inquérito, segundo os investigadores.

Os clientes denunciaram que, após receber o pagamento pelos produtos, ela não entregava as encomendas, alegando problemas de saúde ou familiares. Para que pudesse receber o dinheiro das falsas vendas, ela usou contas bancárias de cerca de dez pessoas, que tinham emprestado os dados a ela.

Conforme a investigação, Bruna também mentiu que estava com câncer para receber dinheiro do ex-namorado Ryan Balbino, que mora no Rio de Janeiro. Segundo a polícia, a modelo fingiu ser o próprio pai para dar notícias sobre uma falsa operação para tratar um câncer no útero. O homem revela que depositou mais de R$ 15 mil para o falso tratamento.

G1 – Goiás

Opinião dos leitores

  1. Homem, uma gata dessa nem precisa aplicar golpe. Eu pago as contas delas ainda garanto uma mesada para os filhos. É só vir embora pra Natal!???????????????

  2. Assassinos, ladrões, trambiqueiros, corruptos tem direito a liberdade, só não pode falar mal de ministro, aí é prisão na certa, e se prender corruptos do alto escalão, terá que ser investigado e até julgado até anularem todo o processo. Ainda tem gente sonhando com um país justo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

FOTOS: Cabo Telecom é mais uma vez vítima de sabotagem em sua rede de internet

Fotos: Divulgação

Atos de vandalismo contra a estrutura de rede e fibra óptica da Cabo Telecom passaram a ser recorrentes desde dezembro de 2019. Além dos registros em áreas públicas, também vêm acontecendo em locais privados, como em condomínios atendidos pela Cabo Telecom em vários bairros de Natal. Na madrugada desta terça-feira (09), a equipe técnica da empresa foi surpreendida por cortes em cabos de rede de fibra óptica em via pública no município de São Gonçalo do Amarante, deixando cerca de 1.035 clientes sem sinal de internet.

É importante ressaltar que, nas duas décadas de história da Cabo Telecom, uma empresa genuinamente potiguar, apenas no último ano esses atos de sabotagem e vandalismo começaram a acontecer nas redes de fornecimento de internet da empresa. De acordo com o Departamento de Engenharia, no último ano foram registrados 37 casos de vandalismo em várias regiões de Natal, Parnamirim e São Gonçalo do Amarante, como: Mãe Luíza, Petrópolis, Tirol, Lagoa Nova, Nova Descoberta, Potilândia, Passagem de Areia, Nova Parnamirim, Golandim, Jardim Lola, Amarante e outras. São cortes em redes de fibra óptica, cabeamentos e instalações.

A Cabo Telecom tem comunicado todos os eventos de vandalismo à autoridade policial competente, para a investigação dos ilícitos e identificação dos responsáveis. Além disso, os casos também estão sendo reportados à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que é responsável pela fiscalização e regulamentação dos serviços de TV, internet e telefonia.

“O que vem ocorrendo é, em sua maioria, destruição de propriedade, principalmente dos cabos da rede de fibra óptica. Registramos ocorrências em condomínios residenciais e em fiações de rua, como no caso mais recente. O corte que identificamos nesta madrugada, em São Gonçalo do Amarante, deixou usuários de várias regiões da cidade sem internet e TV por 9 horas”, explica Décio Frederico Bueno Feijó, diretor de engenharia da Cabo Telecom.

Para o diretor presidente da empresa, Cláudio Alvarez, essas sabotagens não afetam apenas os clientes atendidos pela rede danificada, mas todo o funcionamento da empresa. “Nós tivemos mais corte de cabo na rua em 2020 do que durante todos os 20 anos da empresa, antes da chegada desses novos concorrentes. Quando ocorre um caso como esse, nossas equipes se voltam para solucionar o problema imediatamente. Além do prejuízo financeiro decorrente desses crimes, a maior preocupação da empresa reside nos clientes, que ficam injustamente privados do acesso aos serviços por fatores totalmente alheios à Cabo Telecom”, explica

Ainda de acordo com ele, esses casos de vandalismo deixam um alerta ao usuários e a sociedade em geral: “é importante que toda a população saiba o que realmente ocorre, para que, na hora de contratar e escolher as prestadoras de serviços de internet, procure empresas sérias, comprometidas com o serviço que prestam e que respeitem os concorrentes”, enfatiza Alvarez.

Opinião dos leitores

  1. Foi a própria cabo que ordenou o rompimento dos cabos?
    Foram os concorrentes?
    Foram funcionários insatisfeitos?
    Foram maloqueiros?
    Foi Lula?
    Foi Bolsonaro?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

RN ganha nova Delegacia Virtual para registros de ocorrência pela internet

FOTO: SESED/ASSECOM

A Polícia Civil do RN tem uma boa notícia para os potiguares e visitantes. A partir das 8h da segunda-feira (21), começa a funcionar no Rio Grande do Norte a sua nova Delegacia Virtual. A ferramenta, que ficará à disposição da população 24 horas, está sendo implantada em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Neste primeiro momento, a Delegacia Virtual possibilita a comunicação de 19 tipos de ocorrências, entre elas furtos, extravios e crimes de menor potencial, como ameaça, calúnia, injúria, difamação e estelionato. Porém, ela também poderá abranger outros tipos de crimes. A novidade estará disponível por meio da integração do sistema nacional com os sistemas estaduais, garantindo maior eficiência, segurança, agilidade e comodidade para a comunicação de ocorrências.

Adson Maia, delegado responsável pela implantação da Delegacia Virtual no RN, explica que existe um diferencial desta nova ferramenta em comparação à Delegacia Eletrônica que já existe em funcionamento no estado. “Até então, o cidadão que usava a internet para registrar uma ocorrência, ele precisava ficar acessando o sistema para acompanhar se o registro feito havia sido aceito e homologado. Agora, neste novo modelo, assim que o registro é aprovado e formalizado, o próprio sistema envia o B.O. automaticamente para o e-mail informado pelo comunicante”, destacou.

Ainda de acordo com o delegado, o usuário pode fazer a comunicação de qualquer lugar, basta utilizar um dispositivo eletrônico com conexão de internet, seja por smartphone, computador ou tablete.

Para a delegada-geral da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, Ana Claudia Saraiva Gomes, a Delegacia Virtual é uma ferramenta que “facilita e amplia o atendimento à população, principalmente nestes tempos de pandemia, permitindo que a pessoa permaneça em casa. E é preciso destacar que ela dá mais agilidade às equipes de investigação, que receberão a comunicação da ocorrência em um tempo mais rápido, otimizando bastante e fortalecendo a própria Delegacia Virtual”.

Economia

Segundo o Ministério da Justiça, além da padronização de informações, a utilização da Delegacia Virtual garante economia de recursos públicos e custo zero com a adoção de aplicações para registro e gestão de boletins de ocorrências e procedimentos pela Polícia Civil. A solução possibilita realizar customizações e inclusões de novos tipos de comunicação de ocorrências, inclusive de forma temporária, como, por exemplo, durante a pandemia da Covid-19.

Como acessar

Para acessar a nova Delegacia Virtual e fazer o registro de um Boletim de Ocorrência pela internet, o usuário deve acessar o site da Polícia Civil do RN (www.policiacivil.rn.gov.br) e clicar no menu DELEGACIA VIRTUAL ou no BANNER NA PARTE INFERIOR.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polêmica

Infectada com Covid-19, Miss Brasil Mundo 2019 vai à padaria, e gera revolta na internet

 (Foto: Reprodução Instagram)

Elis Miele, Miss Brasil Mundo 2019, causou polêmica nas redes sociais ao postar que, mesmo infectada com Covid-19, foi até a padaria, pois não queria ficar sem o pãozinho diário.

“Estou dando um pulinho ali na padaria para comprar alguma coisa para comer porque a gente está com fome. Eu até mandei mensagem para os meninos, na padaria que eu sempre compro, se eles entregavam. Falaram que não, perguntei se eu podia pegar aí na porta”, afirmou dentro do carro, usando máscara hospitalar.

“Não foi o caso dela, graças a Deus, mas fiquei com medo, sabe? Tive medo de não quererem me atender por causa do Covid, sabe? Sei que tem um preconceito muito grande com a doença. Vou comer meu pãozinho que eu estou com vontade. Não vejo a hora disso acabar, para voltar a minha rotina”.

Após a polêmica, a mineira, que tem 68,7 mil seguidores, fechou sua conta no Instagram, porém continua dando o que falar no Instagram da Rainha Matos. “Irresponsável é pouco…”, escreveu um seguidor. “Não tem 01 pingo de vergonha na cara, né?”, afirmou outra. “Motivo de perder a faixa de miss, já que responsabilidade social é importante”, questionou uma seguidora.

Globo, via Glamour

Opinião dos leitores

  1. Povo babaca, o que tem de mais , se ela cumpriu os protocolos, a coisas louca, pior fazem por aí. Besteira.

  2. Essa traço fácil com covid 19, 20 ou 30, kkkk
    Pode me chamar minha filha eu levo , pão, café o que você quiser.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTOS: Empresa potiguar provedora de internet é vítima de atos de vandalismo e sabotagem

Cabo Telecom tem cabos de fibra óptica cortados e fornecimento de internet é interrompido em vários bairros de Natal. Fotos: Divulgação

Na tarde desta quarta-feira (30), técnicos da Cabo Telecom receberam um chamado para solucionar problemas de conexão no bairro de Lagoa Nova. Ao chegarem ao local, se depararam com cabos de fibra óptica cortados de forma proposital. De acordo com a equipe, atos de vandalismo contra a estrutura de rede e fibra óptica da Cabo Telecom passaram a ser recorrente nos últimos meses, principalmente a partir de Dezembro de 2019. Além dos registros em áreas públicas, atos de vandalismo como esse também vêm acontecendo em locais privados, como os condomínios atendidos pela Cabo Telecom em vários bairros de Natal.

Diante da ocorrência dos atos de vandalismo e sabotagem recorrentes, que prejudicam toda a coletividade de usuários, a Cabo Telecom tem comunicado todos os eventos à autoridade policial competente, para a investigação dos ilícitos e identificação dos responsáveis. Além disso, os casos também estão sendo reportados à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que é responsável pela fiscalização e regulamentação dos serviços de TV, internet e telefonia.

“O que vem ocorrendo são casos de sabotagens, em sua maioria com destruição de propriedade, principalmente dos cabos da rede de fibra óptica. Registramos ocorrências em condomínios residenciais e em fiações de rua, como no caso mais recente. O corte que identificamos ontem em Lagoa Nova, deixou usuários de várias regiões sem internet e TV por cinco horas”, explica Decio Frederico Bueno Feijo, diretor de engenharia da Cabo Telecom.

De acordo com relatório de sinistro, que registra ocorrências dessa natureza, elaborado por técnicos da empresa, moradores de condomínios residenciais relatam a presença de técnicos de empresas concorrentes e, em seguida, acontece a queda nos serviços da Cabo. As queixas ocorreram em Natal nos bairros Tirol, Candelária, Capim Macio, Ponta Negra e em Parnamirim, Emaús. O relatório também aponta que os cortes nos cabos evidenciam a existência de sabotagem, já que não há furtos e são danificados de forma específica, comprometendo o fornecimento de internet.

Os atos prejudicam tanto os clientes, que têm o serviço interrompido, quanto a imagem da empresa. “Ontem foram 15.000 pessoas atingidas pelo corte dos fios de fibra óptica em Lagoa Nova, os problemas chegaram até os clientes de Tirol, Petrópolis e até Cidade Alta”, pontua Cláudio Alvarez, diretor-presidente da Cabo Telecom

Segundo ele, essas sabotagens não afetam apenas os clientes atendidos pela rede danificada, mas todo o funcionamento da empresa. “Quando ocorre um caso como esse, toda a equipe se volta para solucionar o problema, então os demais serviços ficam suspensos. Além do prejuízo financeiro decorrente da sabotagem, a maior preocupação da empresa reside nos clientes, que ficam injustamente privados do acesso aos serviços por fatores totalmente alheios à Cabo Telecom. É importante que os nossos Clientes e toda a população saibam o que realmente ocorre, para que, na hora de contratar serviços e escolher as prestadoras, procurem empresa sérias. Nós da Cabo Telecom temos como premissa básica a maior transparência e respeito aos nossos clientes e assim será sempre”, Cláudio”.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

FOTOS E VÍDEOS: Derrota de 5 a 0 do Flamengo na Libertadores gera memes e zoações na internet

Foto: POOL/AFP via Getty Images

Além de ver o time perder de 5 a 0 para o Independiente Del Valle, o torcedor do Flamengo ainda está tendo que lidar com as zoações dos rivais nas redes sociais. Após a goleada no Equador, as redes sociais foram tomadas por memes com a derrota do Rubro-Negro. Confira AQUI.

Esporte Interativo.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro defende liberdade na internet, e comenta sobre projeto das fake news: ‘acho que não vai vingar’

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que acredita que o projeto que visa coibir a produção e a disseminação de fake news, aprovado na terça-feira no Senado, “não vai vingar”. Bolsonaro avaliou que o texto terá dificuldades na Câmara, onde será analisado agora, e ressaltou que, caso a proposta seja novamente aprovada, ele ainda poderá vetá-la.

— Acho que na Câmara vai ser difícil ser aprovado. Se for, cabe a nós a possibilidade do veto. Acho que não vai vingar esse projeto — disse Bolsonaro a apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada.

A proposta teve 44 votos favoráveis e 32 contrários. Bolsonaro disse que um senador relatou a ele ter se equivocado, porque a votação foi virtual, como já ocorre há mais três meses. O presidente não revelou o nome do senador, mas afirmou que o mesmo pode ter ocorrido com outros parlamentares.

— Eu falei com um senador que votou favorável. Ele falou que como estava na virtual, ele se equivocou. Assim deve ter acontecido com outros.

O presidente ainda defendeu a liberdade na internet e afirmou que ninguém é mais criticado do que ele.

— Tem que ter liberdade. Ninguém mais do que eu é criticado na internet. Eu nunca reclamei. No meu Facebook, quando o cara faz baixaria, eu bloqueio. Direito meu.

O texto aprovado pelo Senado exige a rastreabilidade de mensagens enviadas por aplicativos a mais de mil usuários, identificação de conteúdos impulsionados e sanções às plataformas que descumprirem a lei. A proposta foi chamada de Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet.

O Globo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Escola de Natal lança espaço na internet aberto ao público com dicas de lazer e cultura para toda a família

Fotos: Divulgação

Há pelo menos dois meses as famílias viram a rotina mudar radicalmente. Estão todos em casa, desfrutando de mais tempo juntos. Mais tempo para brincadeiras, para conversar, para preparar o lanche da tarde, para assistir a um bom filme, para se distrair com um jogo. São várias as possibilidades. Pensando nisso, a Maple Bear Natal reservou um espaço dentro da sua página na internet com várias opções de lazer, entretenimento e dicas culturais.

O “Maple Bear At Home” reúne indicações de diversas atividades para várias faixas etárias e é aberto ao público. No espaço, serão disponibilizados links para canais do Youtube que tenham contação de histórias infantis, rodas de cantigas, dicas de leitura, tour virtual por museus, indicação de concertos on-line, sites de culinária, atividades em inglês, aplicativos para exercícios físicos, entre outras coisas. A página já está no ar e será atualizada toda semana.

“O espaço é mais um canal para dar suporte às famílias nesse período de isolamento social. É uma forma de ajudar nossos alunos e outras crianças a desenvolveram suas habilidades, com dicas educativas. O mais interessante é que essa página vai proporcionar momentos de lazer individual e em conjunto, com toda família. Eles vão podem socializar mais, estar mais juntos um dos outros”, explicou a diretora da unidade de Educação Infantil da Maple Bear Natal, Julyana Freitas. Para acessar todas essas possibilidades, basta entrar na página maplebearnatal.com.br/at-home

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Médico alerta para os riscos do ‘desafio da farinha’, que viralizou na internet

Ao colocar o produto em contato com os olhos ou aspirá-lo, participante pode sofrer com conjuntivite e até pneumonia química. Foto: Jogador Roberto Firmino faz o desafio da farinha com a esposa/Reprodução

Se você é adepto das redes sociais, provavelmente já deve ter visualizado algum de seus amigos no ‘Desafio da farinha’. A brincadeira consiste em um quiz onde o desafiado responde a perguntas de probabilidades mergulhando a cabeça de outros dois amigos e familiares em pratos ou travesseiros cheios do produto. A intenção é apontar entre os dois participantes, qual deles é o mais provável, ou tem posturas mais parecidas, com a situação apresentada pelo desafiador. Mas na brincadeira aparentemente inofensiva, e até mesmo engraçada, está uma série de riscos, conforme alerta especialistas.

“A farinha pode atingir os olhos, pode ser inalada ou aspirada pela boca ou nariz. Nos olhos ela pode provocar conjuntivite química, por irritação pela farinha. Já na via aérea o produto pode provocar rinite e faringite, principalmente em pacientes que já têm tendência a alergias”, alerta o médico Maurício Cavalcante, clínico geral e pediatra do Sistema Hapvida, do qual a RN Saúde faz parte.

O médico complementa destacando que se o participante aspirar a farinha, e ela atingir os brônquios e alvéolos, o paciente pode até evoluir para um quadro de pneumonia química. “Justamente por isso essa é uma brincadeira que deve ser evitada, para não se expor a esses riscos”, finaliza.

Opinião dos leitores

  1. Acho errado avisar. Quem faz uma imbecilidade dessas não merece transmitir os genes pra geração seguinte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Eleitores do RN já podem solicitar título e mudança de domicílio pela internet, informa TRE; veja como

O TRE-RN passa a oferecer a partir desta quarta-feira, 22 de abril de 2020, a opção de alistamento, transferência de domicilio e regularização do título através da internet, aqui mesmo no site da Justiça Eleitoral.

A Resolução Número 08/20, assinada pelo desembargador presidente Glauber Rêgo, no dia 20 de abril de 2020, tem como objetivo facilitar o acesso do eleitor aos serviços da Justiça Eleitoral durante a suspensão do expediente presencial em todas as unidades do Rio Grande do Norte, medida adotada para prevenir servidores e eleitores do contágio pela Covid-19.

No site, o eleitor poderá requerer a primeira via do título (alistamento), fazer a mudança de domicílio (transferência), alterar dados pessoais, alterar local de votação por justificada necessidade de facilitação de mobilidade ou revisão para a regularização de inscrição cancelada.

O prazo para requisitar qualquer mudança termina em 6 de maio próximo, quando o cadastro eleitoral será fechado. Clique aqui e confira a íntegra da Resolução 08/2020.

Siga os seguintes passos para realizar o atendimento remoto.

1. Prepare a documentação que será anexada ao requerimento.
Digitalize ou tire fotos dos seguintes documentos:

Documento oficial de identidade com foto (frente e verso).
Comprovante de residência.
Comprovante de pagamento de débito com a Justiça Eleitoral (quando houver débito).
Comprovante de quitação do serviço militar, para o alistamento, sendo o requerente do sexo masculino (exigência a partir de 18 anos até 31 de dezembro do ano que completar 45 anos).

Faça também uma “selfie” segurando, ao lado de sua face, o documento oficial de identificação, com o lado que contenha a foto voltado para a câmera. É proibida a utilização de qualquer adereço, vestimenta ou aparato que impossibilite a completa visão de sua face, tais como óculos, bonés, gorros, entre outros.

Atenção: As imagens devem estar totalmente legíveis, sob pena de indeferimento do requerimento.

Tamanho máximo por arquivo: 10 MB.

Formatos permitidos: PNG, PDF e JPG.

Em casos específicos, como primeiro título ou transferência de domicílio sem a biometria do eleitor, o requerente poderá ser convocado posteriormente para se apresentar ao cartório eleitoral ao qual está inscrito e proceder a coleta dos dados biométricos para validação do documento.

No caso de documentação incompleta ou de dúvida sobre os documentos apresentados, o eleitor pode ser acionado pelo cartório para complementar a documentação. Por isso é importante que o eleitor informe os dados de contato (telefone e e-mail) corretamente em seu Formulário de Regularização Eleitoral.

2. Faça seu requerimento

No campo Título de eleitor, na tela de identificação do requerente, somente selecione a opção NÃO TENHO se você nunca possuiu título eleitoral. Caso contrário, débitos indevidos podem ser gerados ou seu requerimento pode ser indeferido.

Informe, quando solicitado no formulário, pelo menos um telefone para contato, pois caso a documentação enviada esteja incompleta, será facultado ao juízo eleitoral a colocação do requerimento em diligência para pedido de complementação, que se não atendido, poderá resultar em indeferimento do requerimento.

O requerimento será concluído somente após análise das informações prestadas e dos documentos apresentados, confrontando-os com a imagem do requerente e sua respectiva fotografia no documento de identificação.

Iniciar seu atendimento remoto

3. Mudança de Domicílio ou Regularização de Inscrição

Verifique se possui débito com a Justiça Eleitoral.

Antes de solicitar alteração de endereço ou de outros dados pessoais, bem como no caso de regularização de inscrição, verifique se possui débito com a Justiça Eleitoral. Caso possua, emita o boleto e efetue o pagamento através do Banco do Brasil.

Foi disponibilizado pelo Banco do Brasil, em caráter excepcional e enquanto durarem os efeitos da pandemia, a opção para pagamento da GRU Simples (multa emitida) em terminais de autoatendimento do Banco do Brasil com cartão de débito de outros bancos.

Consultar débitos.

4. Acompanhe seu requerimento
Verifique se seu requerimento já foi analisado pela Justiça Eleitoral.

Acompanhar requerimento.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Colégio Porto vai disponibilizar 100 aulas em vídeo na internet para estudantes do ensino médio do RN

Fotos: Reprodução

Os professores do Colégio Porto gravaram 100 aulas em vídeo para oferecer a todos os estudantes do ensino médio do Rio Grande do Norte. Metade desse material já está disponível na internet. A iniciativa é um gesto de responsabilidade social da escola mediante a suspensão das aulas provocada pela pandemia do novo Coronavírus.

Os estudantes das redes pública estadual e municipal e da rede privada podem ter acesso às aulas gravadas em vídeo por meio do canal do Colégio Porto no Youtube. Lá, estão disponíveis conteúdos de todas as disciplinas das três séries do ensino médio.

“É uma forma de agirmos positivamente num momento que precisamos tanto de positividade, humanidade. Se temos aulas tão significativas, por que não disponibilizar? Nos reconhecemos como educadores e, como tais, temos que entender que educar também é isso: partilhar”, disse a diretora pedagógica do Colégio Porto, Ana Cristina Dias. A escola também se colocou à disposição da Secretaria Estadual de Educação para disponibilizar as videoaulas em outras ferramentas tecnológicas que vêm sendo utilizadas pelo Governo.

Os alunos do Colégio Porto têm acesso a esse material por meio de uma ferramenta do Google For Education, chamada de Google Sala de Aula. Os conteúdos dão continuidade ao que estava sendo ministrado antes da interrupção das atividades. Diariamente, os estudantes ainda assistem a cinco horas de aulas, ao vivo, por meio do Google Meet.

“As aulas estão sendo ofertadas para dar sequência ao aprendizado até que seja possível se reestabelecer a normalidade na rotina dos estudantes, e tenha passado esse momento de extrema dificuldade que o Brasil e vários países enfrentam”, reforça, Ana Cristina. Todos os vídeos foram gravados dois dias depois da suspensão das aulas, em dois estúdios montados dentro da escola, em horários divididos por professor, para evitar aglomerações.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Isolamento por coronavírus muda padrão de consumo da internet no Brasil; entenda

Coronavírus mudou padrão de uso da rede, dos escritórios e universidades para as residências. — Foto: Mario Alberto Magallanes Trejo/FreeImages

O isolamento social causado pelo coronavírus aumentou o consumo de internet e causou mudanças no padrão de consumo da rede. O tráfego de dados usados em conferências de vídeo, serviços de streaming, notícias e sites de comércio virtual subiu desde a declaração da pandemia — principalmente nos países mais afetados.

Segundo o IX.br, projeto do Comitê Gestor da Internet no Brasil que promove infraestrutura dos Ponto de Intercâmbio de Internet, houve um aumento do tráfego, mas nada fora do normal.

“O que estamos percebendo, além de um pequeno aumento de banda consumida, é uma mudança no perfil do uso de cada horário”, explica Julio Sirota, gerente de infraestrutura do IX.br.

“Agora está muito parecido com um domingo, com as pessoas iniciando o uso pela manhã e ao redor do meio-dia fica um uso constante e um pico à noite, com horário de maior uso”.

A Anatel chegou até a recomendar a provedores que aumentem a capacidade fornecida aos usuários por causa da doença, inclusive com acesso sem cobrança na franquia de dados a informações oficiais do Ministério da Saúde. As operadoras de telefonia, em posicionamento conjunto, afirmaram que “reforçaram o compromisso com a garantia de conectividade”.

De acordo com a Cloudflare, empresa especializada em serviços para internet, não é incomum que existam diferenças de tráfego durante períodos do dia e é normal o aumento em eventos específicos, como as Olimpíadas ou a Copa do Mundo — e até manifestações religiosas como o Ramadan, época de jejum tradicional da cultura islâmica.

Na Europa, onde a crise causada pela doença está mais acentuada, os Pontos de Intercâmbio têm apresentado alta no consumo de banda de 10% a 20% em países como Alemanha e Reino Unido — e até 40% na Itália, país com o segundo maior número de casos registrados da doença.

Dados agregados pela Cloudflare mostram que o consumo tem peculiaridades: durante anúncios televisivos de Emmanuel Macron, presidente da França, o consumo de dados diminuiu, presumivelmente porque os franceses acompanharam pela TV. O mesmo aconteceu quando o governo da Holanda anunciou o fechamento do lojas, em um posicionamento via rádio.

Em universidades europeias, o isolamento fez com que o uso da internet se tornasse mais parecido com os dos finais de semana, quando esses lugares têm menos acessos.

Rede é feita para resistir a mudanças

Apesar do leve aumento e das mudanças do perfil de consumo, não há preocupação com eventual interrupção do serviço. Embora alguns aplicativos e sites fiquem fora do ar ou tenham problemas de serviço, o núcleo da internet é mais robusto.

De acordo com Sirota, do IX.br, a internet é uma rede muito distribuída e resiliente, bastante imune a falhas. “A internet no brasil é muito robusta. Não devemos ter problemas nesse sentido”, disse. “Temos muita capacidade instalada, principais provedores de conteúdo tem bastante conectividade, e acesso é um gargalo.”

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Pedido de renovação da Carteira de Habilitação pode ser feito pela Internet, informa Detran; veja passo a passo

Foto: Arquivo/Detran-RN

Os motoristas que precisam renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) agora podem fazer o agendamento online e concluir todo o processo sem precisar ir ao Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran). Com o novo recurso, o usuário inicia o processo em casa e finaliza na clínica médica para onde será direcionado pelo sistema, podendo agendar dia e horário para o atendimento.

Quem fizer o pedido de Renovação pela Internet, vai conseguir emitir o boleto para pagamento e saber para qual clínica médica será encaminhado. Na própria clínica, será realizada a captura de imagem e das impressões digitais dos condutores. O serviço está disponível inicialmente em Natal e será expandido para todas as unidades do Detran no Rio Grande do Norte.

O Chefe de Gabinete do Detran, Osmar Paiva Filho, explica que o novo serviço vai utilizar a tecnologia para facilitar a vida dos cidadãos. “Essa opção de atendimento evita a necessidade de se dirigir a uma unidade física do Detran para fazer o pedido de renovação da CNH, o que vai colaborar no nosso planejamento de desafogar as unidades e reduzir as filas, proporcionando cada vez mais comodidade para realização dos serviços”, comentou o chefe de Gabinete.

Ao acessar a página do Detran, logo na página inicial o usuário encontra um banner para Renovação da CNH, clicando nesse link vai preencher todos os dados solicitados. Em seguida, receberá o boleto para pagamento das taxas e será direcionado para a clínica onde fará os procedimentos. Ao concluir essa etapa, é preciso se dirigir à clínica médica para coleta de imagem, assinatura e impressões digitais, levando comprovante de pagamento, CNH vencida e comprovante de residência.

Cerca de cento e trinta mil processos de Renovação de Habilitação foram realizados no Detran/RN em 2019, é o que mostram os dados contabilizados pela Subcoordenadoria de Informática do órgão. A renovação da CNH é necessária ser feita a cada 5 anos para quem tem menos de 65 anos, acima dessa idade, a renovação deve ser feita a cada 3 anos. O condutor precisa ainda passar por exames médicos para continuar conduzindo o veículo.

Passo a passo para fazer a Renovação Online:

1. Acessar o site do Detran e clicar na Imagem Consulta Pessoas e Boletos;

2. Informar o CPF, Número Registro, marcar a Captcha e clicar no botão Consultar;

3. Conferir os Dados e Clicar na Imagem “Renovação CNH”;

4. Ler as orientações iniciais e clicar em “Prosseguir”;

5. Informar os Dados para conferência e Clicar em “Prosseguir”;

6. Escolher se Exerce Atividade Remunerada ou Não;

7. Caso exerça atividade remunerada, é questionado se será necessário adicionar algum curso de especialização e clicar em “Avançar”;

8. Conferir os dados, escolher a Ciretran e a forma de Entrega.

Opinião dos leitores

  1. O Processo é até rápido com exceção do pagamento da taxa de renovação no Pag Facil: Sistema arcaico e ineficiente que remete à década de 1980, sistema “fora do ar” constantemente, demora na fila por mais de 01:30h e ainda sob a possibilidade do pagamento “não ter caído no sistema da clínica”, acarretando a postergação do exame clínico para o dia seguinte. Fui testemunha em 14jan2020 no Via Direta e é inconcebível semelhante realidade em pleno século 21, com o sistema de compensação bancária existente há muito tempo. Sofrível é a palavra para esse atendimento.

  2. Se o agendamento for igual para identidade (2 via ) estamos lascados. Faz mais de dois meses que tento agendar e não consigo

  3. Traduzindo; AS CLÍNICAS ESTÃO GANHANDO $$$$$$$$$$$$ , engraçado que não vi nenhum processo de licitação para essas clínicas, MP ACORDEM

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trânsito

Restituição do DPVAT feita pela internet a partir desta quarta

Foto: Reprodução

Os donos de veículos que pagaram o seguro-obrigatório DPVAT desde o dia 1º de janeiro até a quinta-feira (9), quando o STF (Supremo Tribunal Federal) liberou a redução média de 85,4% dos valores para este ano, serão ressarcidos pela internet a partir desta quarta-feira (15), segundo a Seguradora Líder, administradora do consórcio DPVAT.

O recurso estará disponível por meio do site https://restituicao.dpvatsegurodotransito.com.br. A restituição da diferença dos valores pagos será feita diretamente na conta-corrente ou conta poupança do proprietário do veículo, informou a Líder.

Como solicitar o ressarcimento?

Para realizar a solicitação, será necessário informar:

– CPF ou CNPJ do proprietário;

– Renavam do veículo;

– E-mail de contato;

– Telefone de contato;

– Data em que foi realizado o pagamento a maior;

– Valor pago;

– Banco, Agência e Conta corrente ou conta poupança do proprietário.

A restituição será feita por meio de depósito, exclusivamente na conta do proprietário.

Ao enviar a solicitação, o proprietário receberá um número de protocolo para o acompanhamento da restituição, no mesmo site. Após o cadastro, a restituição será processada em até dois dias úteis, dependendo, apenas, da compensação bancária para a sua finalização.

Site irá receber apenas pedidos de ressarcimento de 2020

Só serão recebidos os pedidos de restituição da diferença de valores pagos referente ao Seguro DPVAT 2020.

Para o proprietário que pagou o Seguro DPVAT 2020 duas ou mais vezes, a solicitação da restituição destes valores deve ser feita pelo https://www.seguradoralider.com.br/Contato/Duvidas-Reclamacoes-e-Sugestoes.

Os proprietários de frotas de veículos devem enviar um e-mail para restituicao.dpvat@seguradoralider.com.br.

Entenda o caso

A discussão começou no ano passado, quando o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória extinguindo a cobrança. O STF, no entanto, anulou a decisão da Presidência.

Para Bolsonaro, o seguro onera os motoristas e seria extinto também para evitar fraudes e amenizar os custos de supervisão. O fim do DPVAT atendia a uma recomendação do Tribunal de Contas da União.

O STF, por sua vez, deu parecer favorável à ação do partido Rede Sustentabilidade, segundo a qual o seguro é importante por garantir indenizações às pessoas que se acidentam no trânsito e ainda porque parte de seu valor serve para financiar o Sistema Único de Saúde.

Passada essa fase da disputa, veio a segunda. Dias depois da decisão do Supremo, Bolsonaro, em entrevista, afirmou que o DPVAT poderia até existir, mas teria um desconto significativo.

Por determinação do CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados), em 27 de dezembro, o valor extra cobrado no pagamento do IPVA seria reduzido. Quatro dias depois, o presidente do STF, Dias Toffoli, suspendeu a resolução do CNSP que reduzia o preço do DPVAT, considerando que o conselho tentava driblar a decisão do Supremo ao praticamente zerar o valor do seguro.

R7

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *