Poeta Crispiniano Neto chama DJ em Mossoró de "burro, leviano, ignorante, incapaz, estúpido e habitante de esgoto"

O Blog reproduz a 1º parte da coluna do Poeta Crispiniano Neto desta terça-feira no Jornal de Fato de Mossoró. O Título do Post dele é o seguinte “Mais uma vez o DJ “Bolinha”. Ira pouca é bobagem, segue:

Há algum tempo tive que dizer umas verdades sobre um tal DJ Balinha, que prefiro chamar de DJ “bolinha” por motivos óbvios. Ele tratava como bandidos, cafajestes, lixo, todos os petistas, um conjunto de um milhão de brasileiros, na sua imensa maioria gente de grande respeito, de ricas biografias, de excelentes folhas de serviços prestados ao Brasil em geral ou às suas cidades em particular, gente que há trinta anos convive com a diferença dentro ou fora do poder, respeitando, convivendo, ajudando a construir a democracia neste e a reconstruir o País que foi destruído pelos ídolos do referido DJ. Tive que dizer nesta coluna que o rapaz é que representa todos os adjetivos que costuma vomitar contra os petistas, na sua sesquipedal ignorância, leviandade extrema e burrice militante.

Ele ficou na dele e eu fiquei na minha, nunca mais tratei dele, até porque tenho coisas mais importantes a fazer e assuntos mais dignos de nota que este habitante do esgoto. Inclusive, no Mossoró Cidade Junina, recebi um convite todo especial do amigo Lenilton para um privilegiado passeio no Pau-de-arara eletrônico, projeto que merece todo o nosso respeito, até pelo grande empreendedor e produtor de eventos que é Lenilton.

Gentilmente, recusei o convite e para que Lenilton não pensasse que era qualquer coisa contra ele ou o projeto esclareci que estava sabendo que era o tal DJ Balinha que se encontrava ali conduzindo a programação, queria poupar-me da desagradável companhia e poupar o próprio Lenilton de algum episódio desagradável já que, beirando os 56 anos de idade, não estou pronto para aguentar determinados abusos de gente incapacitada para o convívio social.

Agora recebo um e-mail de leitor, que denuncia o caráter autoritário, discriminatório, estúpido deste “didjeizinho” que não pode nem brincar de esconde-esconde porque ele mesmo “se acha”. E o que denuncia o caro leitor: Que o “Aprendiz de Pinochet” ameaça cortar de uma comunidade que domina na internet, quem não pensar como ele pensa. E determinou artigos da sua “Lei do Cão”:

1º – A partir de HOJE, 19 de Novembro de 2011, quem dirigir a palavra a minha pessoa me acusando de babão ou outro adjetivo utilizado na política para mentes fracas será EXPULSO da comunidade MOSSORÓ. E segue na sua sanha hitlerista: 2º – Eu jamais em hipótese alguma defendi políticos ou partidos, independente de onde sejam. Sou apenas ANTI-PT CONFESSO, e em minha cidade sempre votei e votarei em quem for contra o PT; 3º – Defendo minha cidade, independente de quem esteja no poder, se Fafá, Larissa, Renato Fernandes, Paulo Doido, Chico Tesourão ou quem quer seja, pois graças a Deus, tenho a certeza que jamais teremos um prefeito do PT. Portanto, quem estiver lá para mim não faz diferença, pois sou autônomo e não dependo de políticos; 4º – O único evento da prefeitura que faço parte durante o ano é o Mossoró Cidade Junina, e mesmo assim não trabalho para a prefeitura, pois toco em 2 locais do evento que são particulares, que é o Camarote Thermas e o Pau-de-Arara Eletrônico, que ambos são de empresários que me pagam pelo serviço, pois o público paga para ter acesso a eles; 5º – Se estou sempre divulgando os avanços e comprovação do crescimento de nossa cidade, isso é coisa pessoal, pois gosto de mostrar o que é bom e benéfico, pois isso fortalece mais meu marketing e trabalho pessoal no campo da cultura musical. E por fim: 6º – Em nenhum momento venho aqui atacar pessoas ou políticos de NOSSA CIDADE, mesmo que sejam do PT. Respeito todos e cada um, e todos sabem que eu apenas divulgo minha cidade e os benefícios da mesma. Mesmo tendo um PETISTA que já falou MAL de mim em sua coluna no jornal, só porque eu DIVULGAVA OS PODRES E ROUBALHEIRAS DO PT. E por ironia do destino, esse mesmo está envolvido em escândalo de desvios de dinheiro!”. Claro que o cafajeste está me fazendo uma acusação de corrupção, pois o único petista que lhe esfregou a verdade nas fuças fui eu. Antes, porém quero dizer que enquanto um petista chamado Lula tinha o poder de acatar um projeto de censura à internet, projeto criado pelo senador tucano Eduardo Azeredo, não o fez. Assim como convive com todas as críticas da imprensalona e vem vencendo a todos.

Quanto à denúncia de que o petista que falou dele numa coluna e está envolvido em escândalos financeiros, exijo que o senhor Balinha, ou “bolinha”, como é mais conhecido pelos pais que já se tocaram de que não devem deixar seus filhos acompanharem os “embalos” deste rapaz, bem como nos bastidores do submundo do crime, prove o que diz.

Desconheço qualquer acusação de corrupção contra mim. De modo que espero que se o “djidjei” é tão corajoso quanto quer fazer parecer, ponha meu nome na denúncia. Covarde como ele é, duvido muito. Mas o desafio está posto.

 

Motorista inocente passou 4 anos preso em São Paulo por engano

Essa história absurda aconteceu em São Paulo, segue reportagem do Estadão:

De repente, a enfermeira M. R. A., vítima de um assalto em 2001 em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, parou de folhear o álbum que lhe entregaram na delegacia, apontou uma das fotos e disse: “Foi este aqui!”.

O motorista Fabiano Ferreira Russi , então com 25 anos, não tinha ideia do que estava acontecendo quando, dias depois, recebeu a visita de um oficial de Justiça que o intimou a comparecer ao fórum. Sem experiência em abordagens oficiais nem dinheiro para contratar advogado, ele recebeu voz de prisão, foi indiciado, processado e passou quatro anos “por engano” na cadeia.

Tudo começou em um domingo de junho de 1998, quando o ônibus que levava Fabiano e um grupo de ruidosos torcedores do Santos ao Estádio do Morumbi foi parado pela polícia. “No meio da revista, soltaram um rojão e policiais quiseram saber quem foi. Como ninguém respondeu, foram todos levados para o distrito. Eram mais ou menos uns 30.”

Na delegacia, antes de liberar o grupo, o delegado anotou os números de RG dos detidos e mandou bater suas fotografias. Fabiano, que nunca tinha tido passagem pela polícia ou se metido em confusão, virou bandido três anos depois. A acusação: ter abordado a enfermeira com um comparsa em Taboão por volta das 21h30 de 17 de outubro e a baleado no joelho. Além dela, uma amiga estava no local no momento do crime.

Na hora aproximada do assalto, Fabiano trabalhava como manobrista e mensageiro em um hotel quatro estrelas na Vila Madalena, zona oeste da capital. Pelo menos duas testemunhas e um registro na folha de ponto atestaram. “Nem que quisesse, ele conseguiria ir de Vila Madalena a Taboão da Serra a tempo de cometer o crime”, argumenta a defensora pública Maíra Coraci Diniz.

Pesadelo. No fórum, o pesadelo apenas começava. “Sem eu saber o motivo, eles me deram voz de prisão. Falaram do assalto, eu disse que estava trabalhando. O juiz pediu que eu solicitasse, por telefone, comprovação do RH. O funcionário disse que precisava da autorização do gerente. E o gerente, a do dono. O dono ficou com medo de ver o hotel associado a escândalo e não mandou.”

O juiz então avisou que, enquanto o hotel não se pronunciasse, Fabiano “ficaria recluso”. Após ser intimado, o hotel enfim enviou a comprovação. Fabiano, então, assinou um documento se comprometendo a comparecer no fórum para as audiências. No dia seguinte, foi demitido.

Na audiência de acusação, foi reconhecido de novo pela enfermeira – desta vez por trás de um vidro espelhado. Segundo a defensora, embora esse tipo de reconhecimento determine a presença de mais de dois suspeitos, no caso de Fabiano, “era ele e ele”. “O pior é que, da primeira vez, pela foto, ela disse que o assaltante tinha estatura mediana. Meço 1,90 m”, diz o motorista.

Casado com uma cabeleireira, quatro enteados, Fabiano é filho de um metalúrgico e uma dona de casa e diz que os pais ficaram em estado “deplorável”.

Na audiência de defesa, uma das testemunhas “mudou de ideia” e disse que “não tinha certeza” de que Fabiano estava mesmo trabalhando em 17 de outubro. “Contratei um advogado que era cliente da minha mulher. Mas ele era tributarista e disse que não poderia fazer muito. Criminalista custava R$ 20 mil, R$ 30 mil, não tinha esse dinheiro.”

Para completar, a enfermeira passou a dizer que ele a estava ameaçando. Fabiano diz que jamais viu o rosto dela. “Ela mora na mesma cidade, mas não tenho vontade de procurá-la. Melhor deixá-la viver a vida dela.”

Condenado em 2005, ele entrou com recurso e ficou em liberdade. Em 2007, perdeu a apelação: o primeiro desembargador votou favoravelmente a ele, o revisor foi contra e o terceiro o condenou.

Cadeia. Fabiano passou 11 dias no DP de Taboão da Serra, três meses no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Itapecerica da Serra, onde 37 pessoas ocupavam cela para 12, e três meses no CDP de Parelheiros. Em seguida, ficou 2,5 anos em penitenciária na divisa com Mato Grosso. Nesse tempo, leu sobre processos, estudou Código Penal e escreveu carta ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) – que foi parar na mesa de Maíra. “Em Taboão não há Defensoria Pública. Senão, ele teria sido assistido na primeira vez em que esteve no fórum por um advogado.” Maíra diz que recebe muitas cartas como a de Fabiano. “No desespero, injustiçados escrevem a ministros do STF, ao presidente da República, ao papa.”

Em 2009, após fazer prova do Enem e lecionar em fundação de amparo ao preso, ele ganhou direito de cumprir pena no semiaberto. Está livre desde 13 de outubro. Pelos anos perdidos na cadeia, os salários que deixou de ganhar, as sequelas em sua história, Fabiano quer ser ressarcido. “Aprendi que existe classe rica, média, pobre e a dos presidiários. Esses não têm suporte nenhum para reintegração, ressocialização, nada.”

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ernany81 disse:

    quem era pra ressarcir ele era a mulher que o acusou

  2. Manuel Sabino disse:

    As pessoas não sabem como é fácil ser condenado injustamente.
    Basta que alguém o ache parecido com outro alguém que realmente cometeu um crime. Ou que alguém tenha raiva suficiente de você para o acusar de algo que você não fez.
    Diz a jurisprudência que, em crimes como este (clandestinos), onde só estão o acusado e a vítima, a palavra desta tem especial valor. Como praticamente não existe investigação, mesmo apenas com o dedo do acusador apontado para você, a chance é de 90% para condenação.
    Com a palavra da vítima, a polícia encerra o caso e encaminha o MP que, na dúvida, denuncia (in dubio pro societate). Na audiência, já tachado de bandido, o acusado tem poucas chances de reverter sua sorte, ainda mais com o valor maior para a palavra da vítima.
    Uma defensoria Pública bem estruturada minimizaria estes erros, mas é difícil um Governo que queira investir muito em salvaguardar os direitos dos pobres…

Construtora MRV é autuada em R$ 11 milhões por trabalho escravo

A construtura MRV Engenharia (MRVE3) foi autuada pelo Ministério Público do Trabalho pela utilização de trabalhadores em condição análoga à escravidão em duas obras no interior do estado de São Paulo, conforme informações da Agência Brasil. A companhia poderá ser multada em até R$ 11 milhões pelas as ações civis públicas, que foram propostas depois que fiscais flagraram a existência de trabalho escravo na construção dos empreendimentos da empresa.

No caso do residencial Beach Park, em Americana, os fiscais observaram cerca de 60 operários sem receber salários, alojamentos e moradias fora do padrão legal e aliciamento de trabalhadores. Contudo, a empresa tenta utilizar a terceirização dos serviços nas obras como justificativa para as irregularidades e, com isso, transferir a responsabilidade trabalhista às pequenas empresas.

Apesar das objeções da companhia, o procurador Cássio Calvilani Dalla-Déa, do Ministério Público do Trabalho em Araraquara, comentou que a companhia não pode usar a terceirização como desculpa porque existia uma série de outras empresas, mas os operários estavam sendo subordinados e recebiam ordens de empregados da MRV.

Enquanto isso, nas obras do condomínio Spazio Mont Vernon, em São Carlos, a fiscalização documentou péssimas condições de conservação e higiene de colchões e o não fornecimento de armários, roupas de cama e travesseiros para aproximadamente 12 trabalhadores que ali permaneciam. Entre as outras irregularidades, foram relatadas falta de proteção contra quedas e alojamentos improvisados. Além disso, foi flagrado um canteiro de obras desorganizado, com detritos acumulados e desrespeito às normas de segurança e saúde do trabalho.

Grande número de irregularidades

“Nos dois casos, o número de irregularidades foi bem grande”, comentou Calvilani em entrevista à Agência Brasil. No caso específico de São Carlos, “havia a retenção da carteira de trabalho e atrasos de salários, o que prendia o trabalhador àquela condição degradante”, levando a classificação de situação análoga a de escravo.

Um levantamento realizado pela Gerência Regional do Trabalho em Campinas mostrou que a MRV possui 70 autuações entre 2007 e 2010, quase sempre por descumprimento de normas de saúde e segurança do trabalho. No processo ajuizado em Americana, o Ministério Público pede a condenação da companhia ao pagamento de R$ 10 milhões, já em São Carlos, os procuradores pedem R$ 1 milhão para reparo dos danos causados aos operários.

Além disso, o Beach Park, em Americana, é uma das obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal, que estava incluída no Programa Minha Casa, Minha Vida. Em resposta à Agência Brasil, a MRV informou que ainda não foi informada oficialmente sobre o assunto, “desta forma, ainda não pode se manifestar a respeito”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. regia disse:

    eu e meu marido compramos um apartamento portal da lagoa para numca mais euma propagana emganosa ela parece nao botar trabalhadores na obra aobra nao tem nem um avaço parece parada e o tempo passado e nos pagando juros abosivo era para ter uma lei que a companhance esse tipo de comstrutora . para as pessoas que sonha com acasa propia nao passar por esse colpe os empeemdimento nao terminam nunca se duvidar a gente morre e nao recebe . o empredimento . mais si as taxas absivas esssa nao param de chegar nas nossas residencia. nao a conselho nimguem entrar nessa fria .

Brasileiros preferem Twitter e Facebook liberados no trabalho a ter salário alto

Esta impressionou. 44% dos jovens profissionais no Brasil preferem ter internet liberada para acessar redes sociais como Twitter e Facebook do que um salário alto. É o resultado da pesquisa Cisco Connected World Tecnology, que entrevistou 2,8 mil pessoas em 14 países, incluindo o nosso. Além disso, segundo o estudo, 74% dos brasileiros dizem que negariam uma oferta de trabalho ou dariam um jeito de acessar escondido caso as redes sociais fossem bloqueadas.

E você?

Via InfoMoney

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Breno Cardoso disse:

    sou mais o salário alto, trabalho não lugar para ficar acessando redes sociais, acessa em casa. Se quiser acessar no trabalho, bota crédito no smartphone

Esposa põe Marido a venda em site de classificados após ele passar 48 horas jogando videogame

“Fácil para manter, apenas comida e água a cada três, cinco horas”.

Não, não se trata de uma anúncio de venda de cachorro. Alyse Bradley , de Logan (Utah, EUA), está vendendo o próprio marido, Kyle, de 22 anos.

“Ele adora comer e jogar videogame o dia todo”, escreveu ela no site de classificados Craiglist.

Kyle não sai da frente do computador, reclama a esposa. O soldado retornou recentemente do Afeganistão por causa de um ferimento nas costas. Segundo ele, o videogame é a única forma de se manter em contato com outros militares em ação no país asiático.

“Eu quase não o vejo. Então um dia eu disse: Vou botá-lo no Craiglist”, afirmou ela ao “Logan Herald” após o marido passar 48 horas seguidas com o videogame. O jogo preferido dele é “Modern Warfare”.

O anúncio foi uma brincadeira de Alyse, mas é bom Kyle abrir bem o olho!

Apesar de ser uma brincadeira, Alyse recebeu várias ofertas por Kyle

PageNotFound

Facebook admite espionar usuários

O nome disso para mim é espionagem. Segue matéria do Link, no Estadão:

O diretor de engenharia do Facebook, Arturo Bejar, revelou ao jornal USA Today detalhes do mecanismo que o Facebook usa para rastrear usuários. A postura revela uma preocupação do Facebook em relação às suas políticas de privacidade – a rede social fechará um acordo para ser fiscalizada pelo governo americano.

Segundo Bejar, o Facebook guarda o histórico de navegação de seus usuários poir 90 dias. Isso é feito atrás de cookies, pequenos arquivos que registram informações dos usuários para facilitar a navegação pelo browser (como lembrar logins e senhas). Além de facilitar, os cookies registram também dados de navegação, que são usados para monitorar o comportamento dos usuários.

Os cookies armazenam dados como nome, e-mail, preferências (como os ‘likes’) e informações técnicas como IP e sistema operacional do usuário. Os cookies coletam as informações e as atrelam às contas dos usuários (se ele estiver logado no Facebook). Se não estiver, e simplesmente passar pelo Facebook, há um cookie que continua ativo, coletando os mesmos dados (que aí não são relacionados à conta).

De acordo com Bejar, isso aprimora a segurança no Facebook, ajudando a identificar e bloquear contas falsas e ataques. Isso também aumenta a receita do site, porque segmenta a audiência e atrai mais anunciantes.

“Mesmo se você se deslogar, o Facebook continua sabendo e pode rastrear todas as páginas que você visita”, escreveu o hacker Nik Cubrilovic, o primeiro a revelar que o Facebook rastreia usuários mesmo após o logout. “O Facebook está apenas alterando o estado dos cookies, em vez de removê-los quando o usuário se desloga. Se eu visitar qualquer página com o botão de curtir ou qualquer outro widget, a informação, como o ID da minha conta, continua sendo enviado para o Facebook.”

Os mecanismos de rastreamento do Facebook despertaram a preocupação do governo americano, que pediu expliações à rede. Os senadores republicanos Ed Markley e Joe Barton enviaram uma carta à Mark Zuckerberg questionando como funciona o sistema que relaciona os dados dos usuários com os anúncios. Zuckerberg tem de responder até o dia 1 de dezembro.

No começo de outubro, a edição impressa do Link trazia uma reportagem e um infográfico que explicam como o Facebook rastreia seus usuários mesmo quando eles não estão logados.

Guarda Municipal tem 9 dias para deixar sede, senão será despejada

A situação de precariedade da guarda municipal de Natal voltou a destaque no RNTV segunda edição.

Na semana passada, este blog noticiou em primeira mão o caso dos carros bloqueados pela locadora por falta de pagamento. Os veículos, seis num total, ficaram parados no local onde foram trancados pelo monitoramento eletrônico.

Hoje a categoria voltou à telinha para denunciar mais: falta material de expediente – até folha para um ofício -, há gratificações atrasadas e eles receberam ordem de despejo: o proprietário da sede, alugada sob protesto da guarda, não vê dinheiro há onze meses.

A Guarda deverá desocupar o prédio atual, na Avenida Rui Barbosa, em até 30 de novembro.

O secretário municipal de Segurança, Carlos Paiva, informou que os problemas estão sendo contornados.

Micarla será convocada à CEI dos Contratos

Através de seu Twitter, a vereadora Sargento Regina comentou que já encaminhou requerimento à CEI dos Contratos pedido convocação da Prefeita Micarla de Sousa (PV).

A ida da prefeita, embora a CEI tenha instrumentos legítimos para fazê-la depor, não está certa. Micarla pode apelar ás vias legais para prorrogar seu depoimento, ou até mesmo não ir, do mesmo jeitinho que Carlos Eduardo fez na CEI dos Medicamentos.

Para os vereadores, já existem elementos suficientes que justificam a presença de Micarla de Sousa na CEI.

Esperemos.

Governo atualiza em R$ 3,50 e quer salário mínimo de R$ 622,00

Deu no Uol

O Ministério do Planejamento enviou nesta segunda-feira ofício ao Congresso pedindo a atualização do valor do salário mínimo no ano que vem para 622,73 reais.

Segundo informações da Agência Câmara, a diferença de 3,52 reais em relação ao valor inicialmente proposto se refere à elevação da estimativa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que reajusta o mínimo.

O aumento na projeção do índice consta do ofício enviado pelo Planejamento ao Congresso, com o objetivo de atualizar os parâmetros econômicos da peça orçamentária para o ano que vem.

Inicialmente, a projeção de inflação pelo INPC era de 5,7 por cento para este ano o que, somada a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto do ano passado, de 7,5 por cento, resultava em um reajuste do salário mínimo de 13,6 por cento, para 619,21 reais.

A estimativa do INPC foi reajustada para 6,65 por cento, com isso o reajuste do mínimo passa para 14,26 por cento em relação aos 545 reais atuais.

Ainda de acordo com as informações da Agência Câmara, com a mudança, os gastos do governo com o Regime Geral da Previdência Social subirão 6,5 bilhões de reais em relação ao projeto original, para 320,4 bilhões de reais no ano que vem.

A diferença terá de ser coberta pelo relator geral do Orçamento no Congresso, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Serra diz que o problema de Cyro é clínico

José Serra e Ciro Gomes têm pouca coisa em comum além de terem coabitado o PSDB e de terem sido impedidos pelo eleitor de chegar à Presidência da República.

Hoje, representam dois tipos semelhantes de ostracismo, ambos dedicados a projetos presidenciais rejeitados pelos respectivos partidos.

No mais, querem ver a caveira um do outro. Na semana passada, falando ao repórter Fernando Rodrigues, Ciro fustigou Serra.

Acusou-o de conspirar na Constituinte de 1988 contra a Zona Franca de Manaus, o Nordeste e o Centro-Oeste.

Nesta segunda (21), Serra pendurou em seu blog uma resposta. Depois de desmentir Ciro, anotou:

“…A verdade está de um lado, Ciro Gomes está de outro; de um lado, estão os fatos; do outro, a imaginação fértil deste senhor, especialmente quando se refere a mim…”

“…Às vezes, suspeito que seja um caso clínico.”

Ciro costuma dizer que fala mal de Serra porque o conhece do ninho tucano, que frequentou antes de mudar-se para o PPS e, depois, para o PSB.

Considerando-se as juras de ódio eterno, a dupla parece encenar um tipo de divórcio incomum na política: irreconciliável. Viverão separados até que a morte os junte.

Josias de Souza

Do Blog: A única coisa que não entendo é como Patricinha Pilar é casada com um doido desses. Nam

20 mil pessoas vão à missa da padroeira de Natal

Fiéis celebram Nossa Senhora da Apresentação na Pedra do Rosário

Adriano Abreu/Tribuna do Norte

Cerca de 20 mil foram à missa da Pedra do Rosário, na Avenida do Contorno, na primeira celebração deste 21 de novembro, dedicado à Nossa Senhora da Apresentação.

A imagem da padroeira de Natal foi conduzida pelo Barco Chama-Maré do Iate Clube até o monumento da Pedra do Rosário, no qual o caixote com a santa foi encontrado por pescadores há 258 anos. Um chuva de papel picado recebeu nossa padroeira, muito bonito

De políticos foram anunciados a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) – a quem se sucedeu um silêncio – Wilma de Faria, Carlos Eduardo e o vereador Assis Oliveira – todos aplaudidos.

A programação de logo mais será a seguinte:

14h – 8º Caminhada com Maria, que sair do Santuário dos Mártires para a Catedral Metropolitana

17h – Missa campal, na Catedral Metropolitana, com a chegada da imagem de Nossa Senhora da Apresentação presidida pelo arcebispo, Dom Matias Patrício.

Presos chegam a custar nove vezes mais que estudantes no Brasil

O Globo de hoje alerta que enquanto o país investe mais de R$ 40 mil por ano em cada preso em um presídio federal, gasta uma média de R$ 15 mil anualmente com cada aluno do ensino superior — cerca de um terço do valor gasto com os detentos. Já na comparação entre detentos de presídios estaduais, onde está a maior parte da população carcerária, e alunos do ensino médio (nível de ensino a cargo dos governos estaduais), a distância é ainda maior: são gastos, em média, R$ 21 mil por ano com cada preso — nove vezes mais do que o gasto por aluno no ensino médio por ano, R$ 2,3 mil.

Para pesquisadores tanto de segurança pública quanto de educação, o contraste de investimentos explicita dois problemas centrais na condução desses setores no país: o baixo valor investido na educação e a ineficiência do gasto com o sistema prisional.

Apenas considerando as matrículas atuais, o chamado investimento público direto por aluno no país deveria ser hoje, no mínimo, de 40% a 50% maior, aponta a Campanha Nacional pelo Direito à Educação, que desenvolveu um cálculo, chamado custo aluno-qualidade, considerando gastos (de salário do magistério a equipamentos) para uma oferta de ensino de qualidade.

— Para garantir a realização de todas as metas do Plano Nacional de Educação que está tramitando no Congresso, seriam necessários R$ 327 bilhões por ano, o que dobra o investimento em educação — afirma Daniel Cara, coordenador da campanha.

Verbas minguadas para educação

Para Cara, não seria o caso de falar em sobreinvestimento no preso, “até porque vemos como é precária a situação das penitenciárias brasileiras”, e porque, lembra ele, a prisão é uma “instituição total, o preso vive lá”:

— Mas há, sem dúvida, subinvestimento em educação. O que é mais grave se considerarmos que, nos direitos sociais, a educação é o que abre as portas para os outros direitos. A violência não vem pela pobreza, vem pela desigualdade. Por isso, um investimento maior no conjunto dos direitos sociais, e aí se inclui a educação, poderia diminuir a despesa com segurança.

O gasto com educação poderia melhorar com maior foco na aprendizagem, destaca Mozart Neves Ramos, do Todos pela Educação e do Conselho Nacional de Educação (CNE):

— É verdade que o Brasil ainda investe pouco na educação básica, e mais dinheiro é fundamental. No entanto, é necessário que a verba chegue à escola e que seja mais bem aplicada. Melhorar a eficiência da gestão dos recursos é importantíssimo. Uma boa gestão pode criar uma escola motivadora. E um aluno que tem sucesso escolar raramente abandona a escola e está mais longe de ser preso.

— Minha mãe, que está presa há três meses, estudou só até a 2 série. Eu acredito que ela está presa também por conta do pouco conhecimento que tem. Nunca soube que carreira seguir, nunca teve um ensino que a fizesse ter alguma perspectiva — diz Debora Magalhães, filha de Vitânia, presa por tráfico de drogas em Bangu.

Briga entre integrantes do Só Para Contrariar dentro de ônibus acaba com músicos demitidos e a pé na beira da estrada

Uma briga entre membros da banda Só Pra Contrariar (SPC) terminou na polícia, durante a madrugada desta segunda-feira. O grupo saiu de um show no Espírito Santo e seguia de ônibus para Uberlândia, no Triângulo Mineiro, cidade de origem da banda. O grupo de pagode surgiu em 1989 e teve como vocalista o cantor Alexandre Pires, atualmente em carreira solo.

De acordo com a Polícia Militar (PM), por volta de 4h, o veículo da banda seguia pela BR-452 quando o cantor Fernando Pires, irmão de Alexandre, se desentendeu com dois integrantes do grupo. Os músicos pediram demissão dentro do ônibus e foram obrigados a descer em plena rodovia.

O veículo parou para que as vítimas desembarcassem com seus pertences e seus instrumentos às margens da BR, logo em seguida o resto da banda seguiu viagem. Os policiais militares deram apoio aos integrantes expulsos até a chegada de uma van que veio de Uberaba resgatá-los.

Estado de Minas

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anonimo disse:

    As vitimas, não foram 2 pessoas, foram 9, sendo 2 percussionistas, 1 baixista, 1 guitarrista, 1 violonista, 1 tecladista, 1 assistente de palco e 2 técnicos de áudio.   

Comando Geral da PM irá apurar ação de policial que apontou arma contra fotógrafa do Diário de Natal

A fotógrafa do Diário de Natal, Ana Amaral foi vítima de intimidação policial enquanto registrava imagens no entorno do estádio Nazarenão na tarde desse domingo(20), na partida entre América e Paysandu, em jogo válido pela última rodada do grupo E, no Campeonato Brasileiro da Série C. Na ocasião, ela flagrou a ação de pelo menos cinco policiais militares que agrediam um torcedor não identificado.

Segundo a fotógrafa, um dos policiais que estava escorado acompanhando a ação contra o torcedor pediu que ela parasse de registrar as imagens de forma agressiva. “ Ele não chegou a encostar em mim, mas foi muito grosso, mesmo depois de me identificar como uma profissional que registrava aquele momento”, disse.

Ana Amaral ainda revelou que tentou argumentar sobre a necessidade do registro da imagem, mas o policial que estava de colete, apontou a sua arma em direção a região da cabeça da fotógrafa insistindo mais uma vez que ela saísse.” Nesse instante eu parei de registrar, fiquei muito nervosa, comecei a chorar e sai do local com medo de uma atitude inconseqüente do PM”, disse a profissional de imprensa.

A reportagem do Diário de Natal entrou em contato com o Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Francisco Canindé Araújo, que confirmou que entrou em contato com a fotógrafa solicitando as imagens do policial.” Pedi que ela registre esse fato nesta terça-feira, dia útil, em nosso comando para que possamos identificar o responsável pela ação”, disse.

O coronel Araújo também destacou que apesar da situação do policial em um momento de tumulto esteja acompanhado de tensão, o fato não justifica a ação.” Iremos apurar o que realmente aconteceu e se confirmado, tomaremos as providências, principalmente, por esse tipo de conduta não fazer parte da Polícia Militar”, finalizou o comandante geral da PM.

DN Online

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lúcia Azevedo disse:

    Fui vítima de abuso de autoridade de policiais militares que também apontaram a arma para o carro que eu estava dizendo que era roubado, sem ser. Como fiquei muito nervosa e gritei, disseram que era caso de desacato. Entrei com uma ação contra o Estado que é responsável por esses PM. O coorporativismo é muito grande, e o cel deveria averiguar melhor essa conduta, pois já está virando rotina. Só a semana passada li uns tres casos semelhantes em jornais e blogs aqui no RN.

  2. LEILA disse:

    O Cel Araújo tem conhecimento também da arma 1.40 que foi apontado por um PM para uma mãe e duas crianças na praia de Maracajaú dia 02 de janeiro deste ano.Sem contar com agressões físicas, comprovadas em exames de corpo delito. Inclusive outros fatos q aconteceram,  tudo devidamente comprovado com fotos.
    Será q o caso da fotógrafa ( que merece toda justiça do mundo) será apurado antes do nosso?…se for o caso, se necessitar q a imprensa toda tome conhecimento para resolvermos, tornaremos público o fato, até na imprensa nacional.Tomara q o caso de Ana Amaral não seja tão lento como o nosso…pois  o sofrimento de toda uma família e a sensação de impunidade é horrível…só quen teve uma arma apontada sem condições de se defender sabe essa sensação, q se agrava mais qdo é direcionada para duas crianças. Espero q cel Araújo tome as devidas providencias nos dois casos, pois Políciais Militares que ao invés de defender age com essas atitudes não deve ter o direito de vestir a farda da PM.

Presidente do América, Hermano Morais é roubado por "torcedor" durante comemoração do time

Durante a comemoração da volta a série B, o presidente do América, o deputado estadual Hermano Morais, foi vítima de um furto de um próprio “torcedor” – entre aspas de novo – do time, conforme o vídeo abaixo, do pessoal da Caju TV:

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro Henrique disse:

    O fato é lamentável mesmo. A questão é que nessas “festas” sempre há infiltrados com a intenção de praticar pequenos roubos/furtos. Até em festas fechadas acontecem isso. Recentemente, essa prática foi denunciada em massa nos jornais em pleno Rock In Rio. Até artistas globais reclamaram de furto dentro dos camarotes “VIPS”.
    O que eu vejo é que essa divulgação tem sido mais destacada pela torcida do ABC, apenas para desmerecer o acesso do seu arquirrival. (faz parte da rivalidade)
    A referida torcida não pode esquecer que durante a sua festa de acesso o ano passado, vários relatos de assaltos, roubos foram noticiados em Ponta Negra, inclusive o Praia Shopping teve que fechar as portas, pois muitas lojas estavam sendo roubadas no momento em que o trio da comemoração passava em frente. Fora veículos, hotéis e restaurantes da redondeza que também sofreram esses ataques.
    LEMBRAM NÃO ?????

  2. Roberiodfreitas disse:

    Gabriel O Pensador – Pega Ladrão

  3. Breno Cardoso disse:

    kkkkkkkkkk foi pra pagar a passagem de volta pra Natal

  4. Suzy_g A T A disse:

    Pelo menos o ladrão com a camisa do ABC não roubou o presidente. Já o tordedor do mequinha de Goianinha… Não dispensou nem o "home".

  5. Robson disse:

    Engraçado que no seu Blog não saiu o ladrão de celular com a camisa do ABC….kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Anônimo disse:

      Publicamos semana passada Robson, o meliante com a camisa do ABC furtando um celular. É só conferir.

    • Leaniorobson disse:

      Desculpe a falha por não ter visto….veleu a correção ! Parabéns pelo Blog !

  6. Marcelo Porto disse:

    Tinha q ser na festinha do mequinha kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 
    esse comemorou roubando até no ultimo segundo… kkkkkkkkkk

  7. E. Costa disse:

    Concordo com Ana, o rapaz com a camisa do ABCFC foi malandro mesmo!! AGORA ROUBAR O PRESIDENTE DE SEU TIMINHO DE GOIANINHA… É DEMAIS!!

    E. Costa

  8. Sergeybubika disse:

    Uma pena, pois sou amigo de Hermano, mas, imaginem o que as câmeras não filmaram

  9. Ana disse:

    Esqueceram de comentar aqui também de um certo "torcedor" do ABC que furtou um celular em uma loja de aparelhos eletrônicos, com varias câmeras ao redor dele! Ele "enrrolou" a vendedora ate um momento de distração e furtou o celular, e depois disse que não queria mais "comprar" nada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. 

  10. Totinha Rocha disse:

    kkkkkkkkkkkkkkk, Ô toricda amunndiçada, não respeita nem o cara que não vai conseguir ser prefeito de Natal.

  11. Leia Ferreira disse:

    E essa cambada de torcedor do America de Goianinha ainda nos chama, nós ABCdista campeão Brasileiro de 2010, de Fasqueira e agora que torcedores desse time do interior roubam até o presidente do clube podemos chamar de que? Ladrões? Safados? Descuidistas? Alô Deus a Fasqueira te agradece Senhor.