Polêmica sobre “vacina de Doria” cria impasse entre Moro, João Amoêdo e Eduardo Bolsonaro nas redes. Entenda

A aplicação da vacina contra o coronavírus em São Paulo virou motivo de impasse entre o ex-juiz Sergio Moro, o fundador do partido Novo, João Amoêdo, e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PST-SP) nas redes sociais.

A polêmica começou após declaração do governador de São Paulo, João Doria, afirmando que a aplicação do medicamento será obrigatória no estado.

O primeiro a comentar o tema foi João Amoêdo, que se declarou a favor da vacinação compulsória no Twitter. Ele escreveu que ‘quem se recusar a tomar o medicamento deve ‘permanecer isolado até que todos os demais sejam vacinados’.

Moro compartilhou a publicação do fundador do Novo, afirmando que ela deveria ser respeitada, mesmo sem deixar claro se concordava com a opinião. O ex-ministro da Justiça usou o tema como gancho para defender a liberdade de expressão.

‘É preciso respeitar as opiniões contrárias, sem ofensas. Tolerância é o cerne do liberalismo político e do espírito da democracia’, escreveu.

Já o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro’, contrário à obrigatoriedade, compartilhou as duas postagens em suas redes sociais e aproveitou para criticar Moro e Amoêdo de uma só vez.

‘Deixa eu te ferrar, mas é para o seu bem tá? E você tem que me respeitar, senão você é que é o ditador autoritário. E enquanto prendiam senhoras inocentes nas ruas com a desculpa da pandemia esses nada fizeram’, escreveu.

Foto: Reprodução

Sonar – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. jose disse:

    Se alguém quiser se arriscar a tomar uma vacina feita ás pressas, por algumas instituições, NÃO TODAS,, no.minimo suspeitas, inclusive as da China e Rússia., Tome. Mas obrigar todos, independente de sua posição, liberdade e direitos constitucionais, creio que não é correto em uma democracia. Vejam o que aconteceu com o isolamento, agora, os estudos da OMS diz que o isolamento não foi a melhor opção para combater a pandemia. No meu caso, prefiro esperar pra ver o que vai acontecer ao primeiro rebanho a ser"vacinado". Tenho minha experiência com a da gripe que nao foi boa,nao esrou a fim de arriscar com algo feito assim, as carreiras.

  2. Francisco Canindé de lima disse:

    Francisco Canindé de Lima o povo tem que se vacinar sim pra se precaver se

  3. Mínion de Peixeira disse:

    Prudência e sofisticação.
    Cê curtchi?

  4. J. Peixoto disse:

    É por isso que tenho certeza.
    Mito 2022, tranquilo e calmo.
    Dá pitaco é muito fácil.
    Porque não deram a cara pra bater em pleno pico da pandemia igual o MITO fez???
    Ôôô Presidente véi duro.
    Tamos juntos meu Presidente!!!

  5. Chocolate 🍫 Garoto 👦 disse:

    4 💩

  6. avelino disse:

    O DORIA, AMOEDO , EDUARDO BOLSONARO E O EX JUIZ E EX MINISTRO MORO, SÃO POR ACASO DA AREA MEDICA? ENTÃO SE LIGUEM E TOMEM A VACINA QUEM QUIZER TOMAR E PRONTO. MISTURA AUTORIDADES E EX AUTORIDADES COM PANDEMIA E POLITICA NÃO LEVA A NADA. E A VACINA DA DENGUE?

  7. Anti-Político de Estimação disse:

    Esse políticos canalhas NUNCA estiveram preocupados de verdade com o povo. Só se preocupam com os seus próprios interesses.
    E os patetas batendo palmas e brigando por eles, kkkkk.

COMENTE AQUI