Doria vai antecipar abertura de cinemas, teatros e academias

Foto: Flickr

O governador João Doria decidiu antecipar a possibilidade de abertura de cinemas, teatros, academias e eventos de negócios em São Paulo. Segundo apurou a CNN com duas fontes, a mudança será divulgada na coletiva desta sexta-feira (3).

Em contrapartida, serão exigidos rígidos protocolos de controle e horário bastante limitado. O centro de contingência está avaliando pleitos de vários setores para alterações no plano de reabertura.

Inicialmente essas atividades só poderiam voltar a funcionar na fase “verde” do Plano São Paulo, que exige forte queda no número de óbitos por coronavírus e utilização de leitos de UTI abaixo de 60%.

Agora será permitida a abertura de cinemas, teatros, academias e eventos de negócios na fase “amarela”, um pouco mais flexível na evolução da doença e com exigência de utilização de leitos de UTI abaixo de 70%.

Com o avanço da doença no interior, apenas a capital paulista está na fase “amarela”. O prefeito Bruno Covas já declarou que pretende aguardar a avaliação da vigilância sanitária antes de reabrir cinemas, teatros e academias. Na próxima segunda-feira, bares e restaurantes voltam a funcionar na capital.

CNN Brasil

Doria prolonga período de quarentena em São Paulo por mais 15 dias

Foto: © Rovena Rosa/Agência Brasil

O governador de São Paulo, João Doria, prolongou, pela quinta vez, o período de quarentena no estado paulista. Com isso, a nova quarentena no estado vai durar mais 15 dias, valendo do dia 15 de junho até o dia 28 de junho.
O estado está em quarentena por causa da pandemia do novo coronavírus desde o dia 24 de março.

Apesar da prolongação da quarentena, algumas regiões do estado já estão abrindo parte de suas atividades. Isso está previsto no Plano São Paulo, de reabertura da atividade econômica do estado.

O protocolo é regionalizado e dividido em cinco fases, que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul).

O Plano São Paulo começou a funcionar no dia 1º de junho. A capital paulista está na fase laranja, onde estava permitida a abertura de shoppings e comércio de rua – por quatro horas – e de imobiliárias e concessionárias.

Agência Brasil

Doria cede e Grande SP terá ‘microrregiões’ para flexibilização

Plano do governo de São Paulo para flexibilização da quarentena — FotoS: Governo de São Paulo/Divulgação

O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (29) que a Região Metropolitana será dividida em 5 microrregiões para futuras análises de flexibilização da quarentena nos municípios.

A decisão atendeu parcialmente um pedido feito pelos prefeitos das cidades da Grande São Paulo que se reuniram na quinta-feira (28) no Palácio dos Bandeirantes. Eles reivindicaram uma nova análise da situação de flexibilização da quarentena das cidades e a divisão da região metropolitana em 6 microrregiões.

“A região metropolitana de São Paulo, a chamada grande São Paulo, será agora dividida em 5 regiões, 5 regiões de saúde no plano São Paulo. Por abrigar mais de 22 milhões de habitantes e contar com uma organização de saúde com distribuição de leitos e internação hospitalar própria, considerando a complexidade, o seu tamanho, a disposição e a capacidade de prefeitos e prefeitas da região metropolitana, nós agora teremos 5 regiões de saúde. Com esta divisão será possível ter uma análise ainda mais precisa de critérios técnicos de saúde, classificação de fases de retomada consciente da economia e a definição apropriada para região metropolitana, Alto Tietê, ABC, Alto Juqueri, Sudoeste e Oeste”, disse o governador João Doria (PSDB) em coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (29).

No entanto, apesar da divisão, o secretário de desenvolvimento do estado, Marco Vignoli, disse que, por enquanto, as cidades da Grande São Paulo ainda permanecerão na fase 1, alerta máximo, em que nenhuma medida de flexibilização é permitida.

“Não existe nenhuma alteração imediata de fase com nenhuma das 5 regiões daqui da região metropolitana de São Paulo, mas fica muito claro que o trabalho em conjunto de aumento de leitos é fundamental pra que a gente possa, com segurança, fazer essa retomada consciente com eles”, disse Vignoli.

A região metropolitana será dividida em 5 microrregiões, são elas:

Norte/ Franco da Rocha: Caieiras, Cajamar, Francisco morato, Franco da Rocha, Mairiporã.

Leste/ Alto Tietê – Guarulhos: Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano.

Sudeste/ Grande ABC: Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul.

Sudoeste/ mananciais: Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista.

Oeste/ Rota dos Bandeirantes: Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora de Bom Jesus e Santana do Parnaíba.

“Esse modelo das regionais de saúde foi dialogado primeiro com o comitê de contingência, foi aprovado no comitê de contingência, na sequência desse processo, os 38 prefeitos, portanto, os 5 consórcios que representam os 38 prefeitos, por unanimidade, concordaram que este é o melhor modelo para se analisar a região metropolitana de São Paulo, que compreende 22 milhões de pessoas, e, portanto, através das sub-regiões de governo e das redes regionais de assistência à saúde, nós vamos agora analisar a região metropolitana”, disse Vignoli.

Flexibilização na capital

O plano de prorrogação da quarentena obrigatória com flexibilização progressiva a partir de 1º de junho foi anunciado pelo governo do Estado na quarta-feira (27) e prevê cinco etapas. Ele divide as regiões do estado por cores, de acordo com critérios definidos pela secretaria estadual da Saúde e pelo Comitê de Contingência do Coronavírus.

Nesta classificação, a capital paulista foi considerada como em fase de controle (laranja), ou seja, município que está em fase de atenção para eventuais liberações. De acordo com o secretário estadual de desenvolvimento econômico, Marco Vignoli, o motivo que levou o governo de São Paulo a classificar a Grande São Paulo na fase 1 e a capital na fase 2 está na capacidade hospitalar de cada um deles.

“Nós temos 2 campos que são analisados pelo comitê de contingência pra verificar a retomada consciente. Um deles, a evolução da pandemia e nesse quesito tanto a capital quanto os municípios da região metropolitana estão dentro dos parâmetros. O que faz a região metropolitana estar em um parâmetro diferente da capital é a capacidade hospitalar, então, nós dividimos em 5 sub-regiões e essas sub-regiões tem uma capacidade hospitalar diferente da capital de São Paulo, então, não tem relação com o fluxo das pessoas, mas sim com a capacidade que cada uma dessas regiões tem de atendimento”, disse Vignoli.

Na fase laranja o governo permite, com restrições, a reabertura de alguns setores da economia a partir do dia 1º de junho, desde que aprovado pela Prefeitura do município, são eles:

Atividades imobiliárias
Escritórios
Concessionárias
Comércio
Shopping Center

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse na quinta-feira (28) que a abertura gradativa de alguns setores da economia na cidade só será permitida após envio de protocolo e aprovação da vigilância sanitária da gestão municipal.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Esse é apenas mais um pilantra no meio de tantos, verborrragico, inconsequente, dissimulado, egocêntrico, puxa saco, mentiroso, incompetente como a maioria dos seus colegas políticos. Os brasileiros precisam deixar de acreditar nessa corja.

BANDEIRA BRANCA: “Vamos em paz, presidente. Vamos pelo Brasil e vamos juntos”, diz Doria, durante reunião com governadores

João Doria estendeu a bandeira branca a Jair Bolsonaro na reunião dos governadores com o presidente.

“Quero cumprimentar a forma com que essa reunião está sendo conduzida, para a união de todos. O Brasil precisa estar unido para vencer a crise e proteger a saúde dos brasileiros”, disse o governador de São Paulo.

“Fico feliz, presidente Jair Bolsonaro, por perceber em todas as intervenções, a começar da sua, que este é o sentimento. […] Vamos em paz, presidente. Vamos pelo Brasil e vamos juntos.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Só de olho disse:

    Cadê a valentia de outrora??? Capitulou, arrochado???

  2. Azevedo disse:

    Esse Doria é um dos maiores bandidos da política brasileira, pois está fabricando Mirtes por Covid 19 para derrubar o presidente da Repubica e pegar dinheiro da união.

  3. Tony disse:

    É Claro , se os governadores não agirem como doidos, o Brasil entra no colapso total…ja ouviram falar que o psiquiatra trabalha o doente como se ele fosse também….o cara estava cpm o gás da euforia mental, quantos iriam morrer dessa pandemia esquizofrênica

  4. Paulo Roberto disse:

    Esse Dória tem jeito, conversa e atitude de traíra. Com se fala no interior "caba de peia"!

  5. Paulo disse:

    BG
    Esse dória tem o sorriso nos lábios e o coração de lobo devorador. Todo cuidado é pouco. O show na televisão que ele tem feito diariamente não merece a menor credibilidade, está fazendo campanha politica antecipada.

  6. LEO disse:

    Cuidado com a RASTEIRA,Presidente!!!

  7. J.Dantas disse:

    Onde dinheiro e cacete for e não resolver, aumente gradativamente…em algum momento, resolve…kkkkkk

  8. Fernando Bastos disse:

    Cuidado Presidente, poderá está surgindo aí um novo ADÉLIO DÓRIA, reforça o colete porque poucos acreditam em milagres de santos de pau oco.

  9. Ivan disse:

    O nome disso é PRESIDENCIALISMO DE COALIZÃO…Deus nos ajude…

  10. Zé Povinho disse:

    Morde-assopra oportunista!

    • Neco disse:

      Bolsonaro briga com governadores: "bruto, inábil, ditador (ou sem moral), só quer saber de proteger os filhos, cadê o Queiroz, que impor suas pautas".
      Bolsonaro dialoga com governadores: "morde-e-assopra", tá se aproximando do centrão, já entregou ministérios por mdb/pp de porteira fechada, banana, frouxo, com medo do impitiman.
      Situações opostas, mesmo ódio dos perdedores. Vai ter mais em 26, abiguinhos.

Doria diz que não vai receitar o uso de hidroxocloroquina para pacientes com sintomas leves de covid-19 por decreto

FOTO: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta segunda-feira(18) que o estado não vai receitar o uso de hidroxocloroquina para pacientes com sintomas leves de covid-19 caso a medida seja estabelecida pelo governo federal.

Em entrevista coletiva concedida no Palácio dos Bandeirantes, o político tucano afirmou que o estado não vai aceitar a prescrição de receita médica por decreto.

“Quero dizer que não se prescreve receita por decreto. São Paulo não vai aceitar que, por decreto, se estabeleça receituário médico. Nenhuma parte do mundo se trata saúde por decreto ou medida de ordem política”, disse.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Erbio disse:

    E Dória é médico pra receitar? Muito simples , quem não concordar , faz uma declaração, registra no cartório e anexa a Identidade. Aí eu digo que tem aquilo roxo.

  2. Chicó disse:

    A questão não é de saúde. É política !!!

  3. Anti-Político de Estimação disse:

    Quem tem que receitar remédio não é Prefeito, não é Governador, não é Presidente da República e nem político nenhum : quem tem prerrogativa e competência para isso são os médicos e os farmacêuticos.
    Chega a ser patético esse debate idiota que vem sendo levado já há algum tempo pelos políticos e pelos seus seguidores e babões.

  4. Severino disse:

    É ele quem receita?

  5. ANDERSON disse:

    Esse é o lixo em pessoa! Vai fazer o quê, Doria?! Esperar mais mortos?! Só porque o possível decreto seria assinado por um adversário político teu?! Talvez seja o limite imundo da política! Talvez!

  6. Antenado disse:

    Bateu o desespero. Burro. Está dando um tiro no pé.

  7. Chico disse:

    Jáaaaaaaaa?
    A bolsoquina????.
    O boneco vai aceitar??

Em vídeo, Bolsonaro chama Doria de ‘bosta’ e governo Witzel de ‘estrume’

O vídeo da já famosa reunião de 22 de abril, no Palácio do Planalto reserva ataques diretos de Jair Bolsonaro a dois dos seus principais inimigos políticos.

O governador de São Paulo, João Doria, é chamado de “bosta” pelo presidente. Já as “pessoas do governo do Rio”, comando por Wilson Witzel, são chamadas por Bolsonaro de “estrume”.

Os ataques do presidente aos adversários se dão no contexto de paranoia e de perseguição política que rondam o Planalto há meses. O presidente diz na gravação que iria fazer mudanças no governo porque não poderia “apanhar sozinho” de seus adversários.

Como o Radar mostrou mais cedo, após o termino da exibição do vídeo da reunião do dia 22 de abril no Palácio Planalto, a defesa de Sergio Moro, que acompanhou a sessão, disse que o material “confirma integralmente” a versão do ex-ministro.

Dois interlocutores envolvidos na exibição do vídeo nesta terça confirmaram ao Radar que o presidente cita a família e amigos como motivo para as trocas na Polícia Federal. O presidente justifica no vídeo que precisava de informações de inteligência da PF para evitar que investigações em curso na PF prejudicassem “a minha família e meus amigos” e reclama — usando palavrões — da falta de informações.

Segundo Moro, na reunião o presidente Jair Bolsonaro teria cobrado a substituição do diretor-geral da PF e do superintendente no Rio. “O material confirma integralmente as declarações do ex-ministro Sérgio Moro na entrevista coletiva de 24 de abril e no depoimento prestado à PF em 2 de maio”, afirmaram os advogados do ex-ministro.

Os advogados mantiveram o pedido para que a íntegra do vídeo seja divulgada e reforçaram que durante o encontro não foram tratados temas sensíveis à segurança nacional.

Radar – Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Noel disse:

    Bosta, estume servem de adubo.
    Estes dois aí nem pra isso servem.

  2. Anti-Político de Estimação disse:

    "…Dois interlocutores envolvidos na exibição do vídeo nesta terça confirmaram ao Radar que o presidente CITA A FAMÍLIA E AMIGOS como MOTIVO para as TROCAS na Polícia Federal…" .
    Será que ainda precisa desenhar para que os fundamentalistas entendam ??

  3. Carlúcio disse:

    A que nível chegamos.

  4. Guilherme disse:

    Pra trabalhar com esse homem tem que aguentar muita baixaria, muita palavra de baixo calão, enfim…tem que precisar muito de dinheiro para suportar conviver com ele. Uma lástima tem um chefe assim. Faz pena!

Advogado pede ao STJ abertura de inquérito sobre denúncias de ex-assessor de Joice, contra Dória, Moro e outros por suposta ligação com atentado contra Bolsonaro

O advogado Paulo Carvalhosa impetrou notícia crime com pedido de abertura de inquérito policial no Superior Tribunal de Justiça (STJ) a partir de denúncias divulgadas pelo ex-assessor da deputada federal Joice Hasselman, Silvio Frutuoso divulgadas em vídeos nas redes sociais.

O advogado aponta que o ex-assessor, que teria tido caso amoroso com a deputada, divulgou que ela pediu criação de perfis fakes contra Bolsonaro e relatou ainda que figuras públicas como o governador de São Paulo, João Dória e o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, fariam parte do grupo criminoso juntamente com Adélio Bispo, autor da facada contra Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bader disse:

    Eu quero vê o mar pegar fogo pra comer peixe frito kkk

    Eu não duvido de mais nada. Quem pensa que Moro 3 bobinho está enganado é um covarde e mau caráter.

    Idiota é quem acredita em #moropresidente.

    Quem te viu quem te vê. Quem diria que ele um dia disse que não tinha pretensões políticas rsrs imagina se não tivesse. Entrou no sistema corrompeu-seu.

  2. Gadominion disse:

    Por coincidência são os desafetos do bozo🤡

  3. Felipe disse:

    Sem pé nem cabeça, igual aos eleitores do bozo.

  4. Anderson disse:

    Vão descobrir que Trump junto com Xi Ji Ping são os cabeças desse mega complô, kkkkk….

  5. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Estou vendo a hora essa turma de Bolsonaro dizer que D.Pedro Segundo ainda está vivo

  6. EDILSON disse:

    SE FOR VERDADE ESSA NOTICIA, O BICHO VAI PEGA.

    • Dulce disse:

      Eu também acredito em mula sem cabeça. Tentam de todas as formas atingir Moro. Pior que o homem tem uma couraça. rsrsrs

Doria decreta luto oficial enquanto durar pandemia em São Paulo

Foto: © REUTERS / Ricardo Moraes / direitos reservados

O governador de São Paulo, João Doria, decretou luto oficial em todo o estado, a partir desta quinta-feira (7), até quando durar o período de pandemia do coronavírus. Segundo Doria, o objetivo da medida é lembrar os mortos por coronavírus no estado. O decreto será publicado no Diário Oficial de amanhã.

“Lamentavelmente, ultrapassamos 3 mil mortos com coronavírus, maior volume da história do estado de São Paulo, em circunstância de apenas 60 dias. Em respeito a famílias e amigos desses que perderam suas vidas, amanhã o Diário Oficial virá com o decreto de luto oficial em todo o estado, enquanto a crise do coronavírus e a pandemia perdurarem. Será um gesto de solidariedade”, disse Doria.

Até este momento, São Paulo tem 37.853 casos confirmados de coronavírus, com 3.045 mortes. A taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) está em torno de 67,2%, com 86,6% de ocupação na Grande São Paulo. Há 3.404 pessoas internadas em UTIs em todo o estado, com suspeita ou confirmação de coronavírus, além de 5.197 em tratamento em enfermarias.

“Queria reforçar a questão do número de óbitos para que as pessoas olhem para esses números e procurem se salvar em casa. Ficar em casa significa se salvar, para que não se exponha e não adquira a doença e não seja mais um caso confirmado em São Paulo. Isso vai passar. Nós vamos vencer, mas precisamos tomar muito cuidado agora, porque estamos brincando com a sorte”, afirmou o secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann.

Para Doria, o Brasil deve “se tornar o novo epicentro mundial da pandemia”, já que o coronavírus “está se espalhando rapidamente para cidades menores do país”. O país já tem mais de 114 mil casos confirmados de coronavírus, somando quase 8 mil mortes.

Com Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. disse:

    o quê, exatamente, essa nota de 200 tem feito certo, visto que em seu estado têm se manifestado a maior quantidade de notificações? Se estivesse "acertando", o resultado não deveria ser exemplar?
    Fato é que esse governador tem se aproveitado dessa doença como palanque. Nada mais que isso.

  2. André Fortes disse:

    Dória não vale nada, mas no Brazil, se te chamam de comunista é porque alguma coisa você tá fazendo certo.

João Doria, esposa e filhos são ameaçados de morte; polícia investiga

Foto: Reprodução/Arquivo

O governador de São Paulo, João Doria, encaminhou mensagens contendo ameaças de morte enviadas a esposa Bia Doria para a inteligência da Polícia Civil. Nas mensagens, Doria, Bia e os filhos do casal teriam sido ameaçados, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Desde que a quarentena começou no estado que o governador de São Paulo tem sofrido ameaças. No final do mês de março, Doria recebeu mensagens nas redes sociais e no próprio celular afirmando que a residência dele seria invadida.

O advogado de Doria , Fernando José da Costa, vai entrar com uma ação criminal contra a autora das mensagens enviadas para Bia.

Quarentena

Com baixa do isolamento social, a cidade o estado de São Paulo teve um aumento significativo de novos casos confirmados da Covid-19 , o novo coronavírus .

Na capital, as medidas passaram a ser mais rígidas para dificultar a circulação de pessoas e o contágio pelo vírus , apesar da previsão estadual de flexibilização do comércio prevista para o dia 11 de maio.

Último Segundo – IG

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Véi de Rui disse:

    Quem mora em São Paulo a ameaça de morte é nítida devido esse vírus que tá dando sem pena

  2. Paulo disse:

    BG
    Esse "governador" de S.P. quer se manter na midia a todo custo. Incrível este individuo, o que ele tem feito de enfrentamento ao governo Federal não está no gibi,todo dia fazendo pantim na TV. com essa "prestação de contas" junto com o babaca do prefeito covas. Deveriam terem vergonha dessa campanha sórdida e cuidar dos Paulistanos que lhe elegeram e estão abandonados.

    • Amauri disse:

      Quem tem que tomar vergonha na cara são o minions tipo você que passam pano diariamente para os ataques à constituição promovidos pelo seu mito golpista de araque que ao invés de mandar o povo ficar em casa, mobiliza e apoia campanha presidencial pra 2022 e ainda debocha dos mortos que só aumentam no Brasil pelo covid e pela incompetência desse psicopata. VOCÊS minions criaram esse monstro .

Doria vai apresentar plano de saída gradual da quarentena

Foto: Divulgação

João Doria vai apresentar na quarta-feira um plano de saída gradual da quarentena em São Paulo, iniciada em 24 de março.

O programa valerá, inicialmente, a partir de 11 de maio, dia seguinte ao término da quarentena. Ou seja, o fim do isolamento social não será antecipado, como quer Jair Bolsonaro.

Elaborado por uma equipe multidisciplinar que envolveu a indústria, comércio, o setor de serviços e a área de ciência e tecnologia, o plano foi concebido pelos secretários Henrique Meirelles (Fazenda) e Patrícia Ellen (Desenvolvimento Econômico), e por economistas como Ana Carla Abrão e Pérsio Arida. Foram ouvidos ainda 338 dirigentes empresariais e empresários.

Lauro Jardim – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Os governadores estão de parabéns, seguindo passo à passo pra superar a crise sanitária.
    A primeira ação foi restringir a circulação pra reduzir o contágio e os planos de retomadas são posteriores, logicamente. E o governo federal, mesmo contra gosto do presidente , está tomando as medidas de proteção social para as pessoas, e para as empresas.
    Logo logo sairemos dessa.

  2. Victorino disse:

    Esse é um cordeirinho na pele de um demônio. O FHC já estar queimando o Hulk, o garoto propaganda da Globo, para colocar esse aí.

  3. Arthur disse:

    É importante que todos os governadores criem esse plano de retomada gradual da economia, para quando a ciência sinalizar que já é o momento, estejamos todos prontos.

Doria prorroga quarentena em SP até 10 de maio devido a pandemia de coronavírus

Vista da Avenida Paulista no feriado da Sexta-feira da Paixão, 10 de abril — Foto: Mister Shadow/Estadão Conteúdo

O governador João Doria (PSDB) anunciou a prorrogação da quarentena no estado de São Paulo por causa da pandemia de coronavírus até o dia 10 de maio. Essa já é a segunda prorrogação da quarentena que teve início no dia 24 de março nos 645 municípios do estado. O estado registra 853 mortes provocadas pela Covid-19 e 11.568 casos confirmados de contaminação.

“Até o dia 10 de maio, domingo, está prorrogada a decisão no estado de São Paulo, valendo a prorrogação para os 645 municípios do estado de São Paulo. A prorrogação foi amparada pelo Grupo de Contingência da Covid-19, um comitê médico composto por 15 membros, são especialistas, eles que orientam todas as decisões tomadas pelo governo do estado de São Paulo e também da Prefeitura de São Paulo”, afirmou Doria.

O governador ressaltou que segue a ciência e as recomendações das autoridades sanitárias. “Há um mês, aqui em São Paulo, tínhamos a primeira morte. Hoje já são 853 mortes. Infelizmente, os casos estão em expansão”, declarou.

“Para reabrir o comércio e os serviços precisamos ter o sistema de saúde também em condições de atendimento para salvar vidas. Aqui não tomamos medidas irresponsáveis, precipitadas ou baseadas no achismo ou ideologia”, disse Doria.

O infectologista David uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, ressaltou a importância de observar a evolução do vírus em outros países. “Nós estudamos todos os cenários todos os dias desde o primeiro dia. O vírus é invisível. As pessoas tem a falsa impressão que ele não acontece na sua cidade. E não é assim que funciona. Nós não estamos inventando nada nos estamos tendo a oportunidade de aprender com quem nos antecedeu na pandemia. Eu fico surpreso que as pessoas não consigam entender o que já aconteceu. Olha o que aconteceu na Itália. Nós estamos tendo a oportunidade em nos antecipar. Não tem novidade, está acontecendo uma curva de ascensão menor e isso é graças as medidas que foram tomadas precocemente.”

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), fez um apelo para a população ficar em casa durante o feriado prolongado do dia 21 de abril, Dia de Tiradentes. “Por enquanto, o isolamento social é o melhor remédio que temos contra o coronavírus”, disse.

Covas ressaltou a lotação dos hospitais na capital paulista. “O vírus está se espalhando, já temos vítimas em todos os bairros e regiões da capital. Estamos abrindo novos leitos quase todos os dias. Ontem, 561 leitos foram entregues no Hospital de Campanha do Anhembi, mesmo assim hospitais estão ficando lotados apesar de todo esforço que a prefeitura está fazendo pra criação de novas vagas. Não vai adiantar se a população não seguir o que for recomendado”, disse.

O término da quarentena estava previsto para o dia 22 de abril. Apesar da taxa de isolamento estar abaixo do índice desejado, Doria disse que vai confiar na população e não anunciou nenhuma medida de endurecimento das regras da quarentena. “Fechar estradas e rodovias não há nenhuma decisão nesse sentido. Nós respeitamos apenas as decisões locais de prefeituras de cidades turísticas em relação de limitar acesso durante os feriados prolongados e finais de semana apenas aos residentes e proprietários de casas.”

A medida obriga o fechamento do comércio e mantém apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança.

A prorrogação da quarentena ocorreu devido ao número crescente de casos de contaminação e de mortes registradas, além do baixo índice do isolamento social da população. Nesta quinta (16), o índice de isolamento foi de 49%, de acordo com o sistema de monitoramento que utiliza sinais de celulares para saber se as pessoas estão em casa e localizar aglomerações. O governo diz que a taxa ideal para tentar impedir o avanço da doença é de 70%.

Poderão continuar funcionando na quarentena:

(mais…)

“Se você não atrapalhar, o Brasil vai decolar e conseguir sair da crise. Saia do palanque”, diz Bolsonaro a Doria

Foto: Reprodução/Twitter

Em videoconferência, Jair Bolsonaro disse a João Doria que o governador não tem autoridade moral para criticá-lo porque foi eleito governador de SP às custas do presidente, informa a Folha.

“Se você não atrapalhar, o Brasil vai decolar e conseguir sair da crise. Saia do palanque.”

A declaração foi uma resposta a Doria, que havia criticado o pronunciamento de Bolsonaro na noite de terça-feira (24) e disse que o presidente precisa “dar o exemplo”.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nordestino disse:

    Esse país é um cabaré, se tivesse homem já tinha tirado esse infeliz da costa oca, filho do satanás na tapa.
    Essa desgraça até no nome de Jesus Cristo fala.
    Xô Satanaro

  2. Antonio Turci disse:

    Enquanto o MITO trabalha a Esquerdalha late.

    • Sérgio disse:

      É verdade. Dória é um comunista perigoso. Agente da Venezuela…

  3. Chicao disse:

    Esse canalha do Dória,foi eleito governador de SP na carona do Pte Bolsonaro,sozinho nao tem voto, imagina pra Presidente,não ganha mais nem pra Governador de SP…….

  4. Ricardo Bezerra disse:

    Ser Bolsominion é um vírus com o surto maior de que o covid 19,meu Deus do céu, enquanto pessoas que defende essas regras voltar tudo ao normal do Brasil tiver alguém próximo infectado de forma grave, não vai mudar esse posicionamento, pensei num virus que ataca covid19x Bolsominion, a diferença é que um já a OMS registrou como Pandemia e ou outro ainda não.

  5. Allan Laranjeiras disse:

    Dória 2022…meu presidente!

  6. Barba disse:

    Canalha é meu peru!

  7. Thomás Cardoso disse:

    O QUE O GOVERNO FEDERAL FEZ CONTRA CORONAVÍRUS:
    O Brasil é o 3° país a ter a maior quantidade de respiradores no mundo, perdendo somente para os EUA e a Alemanha.
    Na Itália milhares de idosos estão morrendo por falta destes aparelhos!!
    Mas por que temos tantos respiradores ? O ministério da saúde vem se preparando se o caos com doentes se instalar!
    Os governos estaduais além de mandar fechar o comércio e locais públicos, tomaram que medidas efetivas contra o coronavírus? Só o isolamento resolve? Criticando eles estão, mas quais medidas eles tomaram?
    Além disto, o governo brasileiro tem tomado providências na saúde e tendo cuidados com a situação social e a economia.
    *QUE MEDIDAS JÁ TOMOU:*
    – Liberação IMEDIATA de R$ 8 bilhões para a saúde;
    – Serão zerados impostos sobre 67 produtos que previnem e combatem o Coronavírus;
    – Presidente sugeriu e a Anvisa liberou que todas as farmácias de manipulação produzam álcool gel;
    – Liberação de R$ 60 bilhões para a manutenção de empregos;
    – Antecipação da primeira parcela do 13° para abril e a segunda para maio para aposentados e pensionistas do INSS;
    – Ministério da Educação libera R$ 450 milhões para ajudar escolas na compra de itens de saúde como álcool gel e sabonete;
    – Suspensão de visitas nos Presídios Federais;
    – Substituição de aulas presenciais por aulas a distância;
    – Restrição à entrada de estrangeiros por fronteiras do país;
    – Projeto de simplificação temporária de regras trabalhistas;
    – Trabalhador e empregador poderão celebrar acordos individuais, respeitados os limites da Constituição;
    – Auxílio emergencial de R$ 15 bilhões p/trabalhadores informais;
    – R$5bi p/pequenas e microempresas;
    – Desburocratização para importação de insumos e matéria-prima;
    – Prorrogação do prazo de pagamento do FGTS, injetando R$ 30 bi na economia;
    – Adiamento do pagamento do Simples Nacional, c/economia de R$ 22,2 bilhões p/pequenas e médias empresas;
    – Redução de 50% nas contribuições p/o Sistema S, beneficiando empregadores;
    – +5 mil médicos p/reforço no combate ao vírus;
    – Instalação de mais 2 mil leitos no Brasil p/atendimento a pacientes;
    – Distribuição de 30 mil kits para diagnóstico do Coronavírus.;
    – R$ 432 milhões para os estados;
    – Repasse de R$ 4,5 bilhões do fundo do DPVAT p/combate ao coronavírus;
    – Suspensão da prova de vida por 120 dias, SEM interrupção dos pagamentos –INSS;
    – Antecipação do abono salarial p/junho, injetando R$12,8 bilhões na economia;
    – Inclusão de mais 1 milhão de pessoas no Bolsa Família, com liberação de R$ 3,1 bilhões;
    – R$ 5 bilhões em crédito para pequenas e microempresas;
    – Criação do Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos do Covid-19;
    – Criação do Comitê de Especialistas Rede Vírus, p/promover pesquisas relacionadas ao coronavírus;
    – Liberação de R$ 147 bilhões para reduzir os efeitos do coronavírus da seguinte forma:
    .R$ 83,4 Bi p/a população mais vulnerável;
    .R$ 59,4 Bi p/manutenção de empregos;
    .R$ 5 Bi no combate à pandemia.
    Em governo passado a mídia falaria sobre cada uma dessas medidas exaustivamente, fariam programas sobre elas. Mas hoje, elas estão sem receber os recursos públicos, nem falam nisso, passam o dia criticando a fala do Presidente. País manipulado pela mídia sem compromisso com a verdade.

    • arqueiro -) disse:

      Manda as fontes desses dados aí por favor…

    • Tarcísio Eimar disse:

      Rapaz se for verdade a metade disso, não precisa fazer mais nada

    • Jose disse:

      O governo do RN tem 54 respiradores quebrados e não sabia, a empresa que conserta estava com o pagamento dos seviços de manutenção atrasados, ai vem falar besteira, ainda faz um contrato de propaganda de 3.000.000,00 , sem licitação, ainda não falar em pagar os salário atrasados dos servidores da saúde.

  8. Silva disse:

    Não tem papa na língua ! É isso que incomoda a muitos !

  9. Silva disse:

    Esse Doria é um canalha.
    Não tem votos pra ser presidente.
    Tá aí, pra avacalhar, ele a folha de São Paulo e o grupo dos marinhos.

VÍDEO: Major Olímpio e Doria discutem e quase saem no tapa; senador chama governador de “vagabundo”

A visita de João Doria ao Departamento de Operações Policiais Estratégicas – DOPE na manhã desta segunda-feira (16/3) foi marcada por um embate com o senador Major Olímpio. Na confusão, o parlamentar chamou o governador de vagabundo e que estava agindo como um moleque.

O senador contido por vários seguranças e expulso do local. Em sua rede social, Major Olímpio, afirmou Doria escalou policiais para ficarem horas aguardando para que ele fizesse uma foto. ” Mostrei a verdade e quando ele chegou, me insultou e se escondeu atrás de policiais que ele mesmo desvaloriza, mas que estão cumprindo sua missão e juramento. Covarde e mentiroso”.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Chico Melo disse:

    Vamos avisar a Ciro Gomes que o remédio pra doido é outro doido.

    Boa tarde!

  2. Hélio Silva disse:

    Este senador e um desequibrado na época em que Alkmin era governador vivia fazendo essa palhaçada ainda bem que nao votei nesse desequilibrado com meu voto não seria nem vereador imbecil acha que pode tudo boa Doria

  3. Paulo disse:

    Os políticos eleitos pelos sabidos de São Paulo. VERGONHA NACIONAL.

  4. Antonio Turci disse:

    Baixaria da "píula!

Doria se irrita com “desafio” lançado por Bolsonaro aos governadores sobre o preço dos combustíveis: “gestão se faz com responsabilidade, não com populismo”

Foto: Marcos Corrêa/PR

João Doria ficou irritado com o “desafio” lançado por Jair Bolsonaro aos governadores, mais cedo, ao falar sobre o preço dos combustíveis.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta quarta-feira (5) ao blog que a postura do presidente Jair Bolsonaro ao desafiar os governadores a zerarem o ICMS sobre combustíveis é “populista” e “uma tentativa de transferir a responsabilidade” para solução do problema para os Estados.

“Gestão se faz com responsabilidade, não com populismo. É preciso ter cuidado. Muitos Estados estão em grave crise fiscal e zerar o ICMS seria de uma grande irresponsabilidade. Não é responsável que Bolsonaro transfira a responsabilidade para os governadores”, afirmou Dória.

Segundo o governador de São Paulo, outros colegas já manifestaram logo cedo manifestações de repúdio “ao desafio” feito pelo presidente. Segundo eles, se o presidente realmente quer resolver o problema, deveria chama-los para uma conversa e negociação, e não ficar fazendo desafios públicos.

Na avaliação de governadores, o presidente tenta jogar a população contra eles. Para eles, a mensagem que o presidente passa é a de que os governadores é que não desejam resolver o problema. E, com isso, fica bem com a opinião pública e joga o desgaste para os Estados.

A fala do presidente foi uma reação a uma nota divulgada nesta semana por governadores, dizendo que não era possível atender aos pedidos do presidente de modificar a tributação do ICMS sobre os combustíveis da bomba para as refinarias.

No texto, os governadores disseram que o ICMS responde por boa parte da receita dos Estados e mudar a sistemática colocaria em risco a situação de alguns deles. Eles defenderam, então, que o presidente zerasse a cobrança de PIS/Cofins e Cide sobre os combustíveis. No caso do diesel, a Cide já está zerada. No da gasolina, PIS/Cofins tem uma alíquota de 15%.

A maior parcela de tributos fica realmente por conta do ICMS, que varia de 25% (caso de São Paulo) a 34% (Rio de Janeiro). Os governadores dizem que qualquer mudança nas alíquotas precisa ser discutida dentro da reforma tributária, buscando um equilíbrio fiscal não só da União como também dos Estados.

Blog Valdo Cruz – G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Outro detalhe, tem algum servidor do Estado achando bom essa brincadeira do presidente? Só pra constar, o ICMS dos combustíveis corresponde por cerca 20% da arrecadação de ICMS do Estado.
    Dá eco a essa brincadeira de péssimo gosto que o presidente falou, que infelizmente ainda acha que está no palanque, é desejar ficar sem salário.
    Ser racional pode ser menos prejudicial.

  2. Palmeiras disse:

    Só lembrando que esses impostos eles vão tirar em outra coisa governo nem um facilita nada pra população.

  3. Nando disse:

    Sintomas do Bozovirus: O cara começa a rinchar,Termina chamado o jegue de Mito

  4. Santos disse:

    Gostei do desafio… bora lá… como o governo federal tem dois, deveria começando a zerar 1.
    Se o Estado baixar o ICMS, o governo federal zera o segundo. Aí eu quero vê se o Estado vai deixar e certamente deverá zerar o ICMS. AÍ o povo agradece.

    Aguardando o primeiro ato.
    Vamos lá presidente!

    KKKKKKKKKKKKKKK

  5. Jacques disse:

    Infelizmente o Dória não é o cara mais apropriado para fazer esse tipo de comentário, pois é o populista encarnado.

  6. François Cevert disse:

    Vai aparecer um monte de 'foquinha' patendo palmas e gritando "mito… mito… mito"!!!

    • Delano disse:

      Vai, bate palmas e diz: 30 é pouco, bote 40. Eu adoro é muito mais

  7. Anti-Político de Estimação disse:

    Essa bobagem que o Presidente fica defendendo para jogar para a sua platéia de admiradores não quebraria só os Estados, mas também os Municípios, pois 25% da arrecadação estadual com o ICMS dos combustíveis OBRIGATORIAMENTE é destinada aos entes municipais.
    Chega de farofa !!

    • André disse:

      pois quando a gasolina aumentar , não reclame, ao contrário, bata palma , a pessoa ver cada coisa , uma pessoa defender imposto , procure melhora pra vc, e não pra quem vc vota.

    • Erminizildo disse:

      Caro André, no tempo de Dilma o preço era a metade. Acredito que você votou em Bozo, deveria pagar gasolina mais cara só quem votou nele ne.

  8. Luiz Antônio disse:

    A principal característica do político brasileiro, a demagogia.

  9. Plínio disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Começou a gritaria, a choradeira, o esperneio, essa turma da oposição só quer mamar… "Pau que bate em Chico, bate em Francisco".
    O governo extingue o DPVAT o PSOL judicializa a VOLTA do IMPOSTO;
    O governo cria a carteira de estudante virtual GRATUITA, os SINDICATOS querem a CARTEIRA PAGA DE VOLTA;
    O governo fala em RETIRADA de IMPOSTO, os governadores chamam de MEDIDA POPULISTA… Eita país de cabeça para baixo… Bom mesmo é o "projeto político" do bolsa família

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Não esqueça que o "projeto político" Bolsa Família até décimo-terceiro salário passou a ter.

  10. Jose de Arimatea Lopes Fernandes disse:

    Se existe por parte dos governador o reconhecimento de que a carga tributária sobre combustíveis estar muito alta, porque não fazem uma contra proposta, de baixar esses impostos num determinado percentual e num prazo pre estabelecido.

Em menos de quatro meses, azeda relação entre Frota e Doria

Foto: Internet | reprodução

Alexandre Frota chegou ao PSDB em meados de agosto. Os menos de quatro meses de convivência já foram suficientes para desandar sua relação com João Doria, patrocinador de sua entrada no tucanato.

Recentemente, Frota enviou um áudio de 8 minutos para aliados em que descarrega sua irritação com Doria. Nele, desabafa sobre falta de prestígio.

Na gravação, Frota queixa-se de seu quinhão na partilha de emendas, reclama que não recebeu nenhum diretório para chamar de seu e cita o pedido não atendido para indicar nomes a cargos. Não só isso.

Acusa Doria de escantêa-lo desde a chegada de Gustavo Bebianno ao PSDB e, por fim, avisa que votará no candidato de Aécio Neves (Celso Sabino), e não no de Doria (Beto Pereira), na disputa pela liderança da legenda na Câmara.

— Eu não tenho por que lutar pelo Doria, não tenho por que agradar ao Doria. Vou agradar ao meu amigo de 30 anos, que é o Aécio.

Lauro Jardim – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JUNINNNN disse:

    ESSE FROTA É O SUCESSOR DE TIRIRICA. RESUMINDO… UM PALHAÇO.

  2. Zanoni disse:

    Está pensando que é filme pornô, que o pau come a todo momento…kkkkkkkkkk

  3. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Realmente o nível desse PSL Frota todos conhecem têm uma que morou na Espanha que o Bozo perguntou se ela era prostituta lá é por aí vai

  4. Silva disse:

    É mais um oportunista na política, não se elege mais nunca.

  5. paulo disse:

    BG
    Esse é tipo de "correligionário" indecente. A politica Brasileira esta mesmo na SARJETA.

  6. Andinho disse:

    Esse Frota é um ser asqueroso, um indivíduo desqualificado.

  7. Aprende a votar disse:

    O Ator de filmes de sexo explícito, que se elegeu pelos votos dos bolsonaristas, sempre teve esse caráter aproveitador, oportunista e de outros tantos outros adjetivos não mencionáveis.
    Estava no PSL esperando receber cargos, dinheiro de emendas, facilidades, não recebeu. Saiu chutando Bolsonaro e foi para os braços de Dória.
    Chegou lá e fez as mesmas exigências, foi ignorado. Já colocou seu ácido discurso na praça.
    Melhor assim, o povo recebe as provas de quem é Alexandre Frota.
    O maior problema dele é que está do lado errado da política, tem que dobrar a esquina e se filiar a turma do toma lá, dá cá.

Após chamar manifestante de ‘vagabundo’, Doria se desculpa em vídeo: ‘Acabei me excedendo’

Foto: Reprodução/Twitter

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), usou as redes sociais, nesta quarta-feira (16), para se desculpar por ter chamado manifestantes de “vagabundos” e “canalhas” durante um evento em Taubaté, no interior, na terça-feira (15) (veja o vídeo abaixo). No vídeo publicado em seu perfil oficial, ele disse foi “vítima de uma operação orquestrada por uma turma de baderneiros”.

“Acabei me excedendo e respondi à altura que naquele momento exigia”, afirmou.

Doria participou do evento na cidade de Taubaté e, enquanto discursava, foi chamado de “mentiroso” e “Pinóquio” pelos manifestantes, que usavam microfone e uma caixa de som. Doria rebateu e pediu vaias ao grupo e fez críticas diretas ao senador Major Olimpio (PSL).

“Povo trabalhador, levante o seu braço, mostre que você trabalha, mostre que você gosta de Taubaté. Mostre aqui para esses vagabundos que não têm o que fazer que quem tem o que fazer tem o direito de se divertir. Tem o direito a usufruir a sua vida em paz e tranquilidade. Vai cobrar do Major Olimpio os seus ‘duzentinho’ (sic) para vir aqui falar bobagem no microfone. Vai para casa aposentado, vai para casa amigo”, disse o governador na terça-feira.

No vídeo publicado nesta quarta-feira, o governador diz que foi “hostilizado por esse pequeno grupo que tentava me impedir de falar, gritando ofensas durante todo o tempo.”

“A minha manifestação não foi para ofender ninguém, nenhuma classe, principalmente de aposentados. Eu reagi, sim, para responder aquele pequeno grupo de baderneiros que ali estavam, com uma minoria que torce contra.”

Na segunda-feira (14), Doria participou de um evento com a Polícia Militar e com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e foi vaiado. Na ocasião, ele disse que a manifestação foi orquestrada.

“O nosso Olimpio [senador Major Olimpio, do PSL], o major Mecca [deputado estadual pelo PSL] e Gil Diniz [PSL], com um conjunto de pessoas, montaram uma operação exatamente no sentido de criar constrangimento ao governador de São Paulo”, afirmou Doria.

O que disse o governador

“Pessoal, com a consciência de quem começou a trabalhar aos 13 anos de idade para ajudar a minha mãe a comprar comida e a pagar a conta de luz da nossa casa e com a história de quem assumiu o governo de São Paulo e doa mensalmente todos os meus salários para o terceiro setor, eu quero dizer que ontem [terça-feira (15)], infelizmente, fui vítima de uma operação orquestrada por uma turma de baderneiros, de perturbadores, que não têm apreço pela verdade, pela justiça e pela boa educação. Eu fui à uma solenidade em Taubaté e lá fui hostilizado por esse pequeno grupo que tentava me impedir de falar, gritando ofensas durante todo o tempo contra mim. E ontem, confesso, eu acabei me excedendo e respondi à altura que naquele momento exigia, sem pensar que também ali haviam outras pessoas que nada tinham a ver com o grupo de baderneiros que ali estavam. Pessoas que estavam ali para se divertir ao lado dos seus familiares e filhos. Portanto, a essas pessoas, e aos aposentados, eu peço desculpas. A minha manifestação não foi para ofender ninguém, nenhuma classe, principalmente de aposentados. Eu reagi, sim, para responder aquele pequeno grupo de baderneiros que ali estavam, com uma minoria que torce contra, mas eu vou continuar trabalhando, vou continuar fazendo aquilo que sempre fiz ao longo da minha vida, produzindo, criando e agora, no governo, ajudando a criar oportunidades para os brasileiros que vivem em São Paulo. Oportunidades de trabalho e oportunidade de uma vida melhor. Aos arruaceiros, a minha distância e o meu repúdio. Aos aposentados, às pessoas de bem, a essas sim, o meu respeito e a minha admiração.”

G1