Moro tinha “investigação seletiva” e “predileção pelo PT”, diz Carla Zambelli

Foto: Montagem

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) comentou nesta segunda-feira (25), ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, sobre a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça e as críticas feitas por ele contra o presidente Jair Bolsonaro. Na entrevista, a parlamentar afirmou que o agora ex-ministro tinha “investigação seletiva” e “predileção pelo PT”.

— Ele tinha predileção em investigar e condenar o PT, legitimamente (…) Se falava (dentro da Polícia Federal) sobre a falta de suporte operacional para que a investigação corresse mais solta. Hoje, eu olho para trás e verifico que essa falta de suporte operacional pode estar ligada ao fato de que o Sergio Moro tinha uma investigação seletiva — disse.

Aliada do presidente, a deputada também falou sobre a entrevista dada por Moro ao Fantástico, da TV Globo, em que ele afirma que faltou apoio de Bolsonaro no combate à corrupção — uma de suas bandeiras de campanha. Segundo a parlamentar, Bolsonaro tem sim compromisso em combater a corrupção, mas que investigações “estão focando” os filhos dele “de uma maneira fora do normal”.

— Ele (Bolsonaro) disse que não queria ser blindado pela PF. Com todas as letras. E que estava pedindo que a Justiça seja feita na sua plenitude. (…) Estão focando a investigação nos filhos do presidente de uma maneira fora do normal. Por que a investigação em cima do presidente Bolsonaro correu a toque de caixa? — questionou.

Já sobre a recente aproximação do governo com parlamentares do chamado centrão, Carla Zambelli defendeu a estratégia. Nos últimos dias, o Planalto já entregou espaços importantes da máquina pública a partidos como PP, PL e Republicanos.

— Um cargo ou outro sendo preenchido pelo centrão pode fazer com que haja corrupção? Pode, mas serão descobertas. Se cobrou que o presidente tivesse uma base, e quando ele tem uma base é criticado.

Zero Hora

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Ministério da Justiça e da SEGURANÇA Pública.

  2. Pedro disse:

    O brasileiro tem mania de teorias conspiratórias que usa como combustível a fofoca e a intriga seletiva, o ex Juiz Moro, pelas razões que só ele sabe, deixou o Governo, mais nos deixa um legado fortíssimo dentro da justiça, ter colocado nove dedos na cadeia e desmantelado o esquema de roubo no país não tem preço, o resto é choro e lamúria.

  3. Francisco disse:

    Será se também com os filhos do Bolsonaro? Tanto que não tentou intervir na PF do RJ, preterindo as mordomias de ministro e que essa senhora também tem, mas aí seus princípios e caráter se espatifariam.

  4. Luiz Eduardo disse:

    Basicamente Moro julgou processo da lava jato e não tem nenhum político do PSDB que tenha passado pelo juiz Moro.Como ele poderia julgar ou proteger,essa teoria não tem sustentação.

    • Cigano Lulu disse:

      Juiz nenhum escolhe os processos de que vai cuidar. Procure inteirar-se melhor sobre a estrutura do Poder Judiciário no Brasil.

  5. Cigano Lulu disse:

    Cobrar que o presidente tenha uma base parlamentar sólida é uma coisa legítima, já ter uma base corrupta… Aí é lá "uma mão lava a outra".

  6. Paulo disse:

    Sobre os cargos, acho normal e republicano os cargos de porte pequeno, mais esta claro que o linha é dura se tentar roubar vai pra cadeia , diferente de Lula e Dilma que defenderam os companheiros ate hoje , outra coisa muito diferente é que os cargos de 1,2 e muitos de 3 escalão estão sobre a tutela do Presidente, Agora Sobre o Moro, acho que o Ego e a vaidade somados a influencia do esposa (muito ligada a João Doria) e A Joice acabaram levando ele a cometer deslises políticos e é desta forma que se fica quando isso ocorre

Sobre Moro, advogado de Bolsonaro diz que presidente “foi vítima de um ministro que pulou cerca para avançar dentro do poder Executivo”

Foto: Marcos Corrêa/PR

Advogado do família Bolsonaro, Frederick Wassef afirmou, nesta quarta-feira (20) em entrevista à CNN , que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) “foi vítima de um ministro que pulou a cerca para avançar dentro do poder Executivo e de atos de prerrogativa do poder Executivo”. A fala foi em referência ao ex-ministro da Justiça, Sergio Moro .

O advogado afirma que a nomeação do diretor-geral da Polícia Federal (PF) é uma função exclusiva do presidente e não ser necessário nenhuma justificativa para se realizar mudanças no comando da corporação. Dessa forma, ele culpou Moro por querer manter o ex-diretor-geral Mauricio Valeixo , enquanto Bolsolnaro queria substituí-lo.

Sobre o vídeo da reunião ministerial do dia 22, que está sendo analisado em sigilo pelo inquérito que investiga suposta tentativa de interferências de Bolsonaro na PF, o advogado disse que é fantasia acreditar que houve ato irregular ou ilícito do presidente.

“Eu convido todo mundo a um raciocínio simples: alguém em uma reunião ministerial, na presença de 30 ministros [são 22 ministro no governo Bolsonaro], alguém pode acreditar que o presidente vai comentar ou praticar um ato irregular ou ilícito, ou coagir um ministro ou querer fazer um interferência? Isso beira uma fantasia”.

Ele também negou o possível vazamento de uma operação da PF para o filho do presidente e senador Flávio Bolsonaro. “Jamais o senador Flávio teve qualquer informação privilegiada de qualquer informação em curso. Estamos tendo de novo o meu cliente vítima de Fake News e de situações inexistentes”.

“Não passa de uma campanha contra o senador e o presidente”, alegou o advogado da família Bolsonaro.

Último Segundo – IG, com CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Este com a faixa auriverde é a miss Brasil?

  2. sps disse:

    Agora Bolsonaro é vitma de Moro. E antes?
    Moro saiu, agora não presta mais.. mas quando estava no poder.. ah !! Era outra coisa.
    Poupe-me de tanta hipocrisia. Já foi longe demais.

  3. Pedro disse:

    Senhor advogado, todos sabem que essa é a sua missão, tem um almofadinha que defende nove dedos, mais é lamentável o comportamento desse atual presidente, ele devia inicialmente não misturar família com governança, depois, que a campanha acabou e finalmente que o Brasil precisa de equilíbrio.

Advogado pede ao STJ abertura de inquérito sobre denúncias de ex-assessor de Joice, contra Dória, Moro e outros por suposta ligação com atentado contra Bolsonaro

O advogado Paulo Carvalhosa impetrou notícia crime com pedido de abertura de inquérito policial no Superior Tribunal de Justiça (STJ) a partir de denúncias divulgadas pelo ex-assessor da deputada federal Joice Hasselman, Silvio Frutuoso divulgadas em vídeos nas redes sociais.

O advogado aponta que o ex-assessor, que teria tido caso amoroso com a deputada, divulgou que ela pediu criação de perfis fakes contra Bolsonaro e relatou ainda que figuras públicas como o governador de São Paulo, João Dória e o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, fariam parte do grupo criminoso juntamente com Adélio Bispo, autor da facada contra Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bader disse:

    Eu quero vê o mar pegar fogo pra comer peixe frito kkk

    Eu não duvido de mais nada. Quem pensa que Moro 3 bobinho está enganado é um covarde e mau caráter.

    Idiota é quem acredita em #moropresidente.

    Quem te viu quem te vê. Quem diria que ele um dia disse que não tinha pretensões políticas rsrs imagina se não tivesse. Entrou no sistema corrompeu-seu.

  2. Gadominion disse:

    Por coincidência são os desafetos do bozo🤡

  3. Felipe disse:

    Sem pé nem cabeça, igual aos eleitores do bozo.

  4. Anderson disse:

    Vão descobrir que Trump junto com Xi Ji Ping são os cabeças desse mega complô, kkkkk….

  5. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Estou vendo a hora essa turma de Bolsonaro dizer que D.Pedro Segundo ainda está vivo

  6. EDILSON disse:

    SE FOR VERDADE ESSA NOTICIA, O BICHO VAI PEGA.

    • Dulce disse:

      Eu também acredito em mula sem cabeça. Tentam de todas as formas atingir Moro. Pior que o homem tem uma couraça. rsrsrs

Moro diz que comunicava Bolsonaro sobre ‘operações sensíveis’ da PF

Foto: REUTERS/Adriano Machado

No depoimento de sábado, Sergio Moro afirmou que tem mensagens no celular que mostram que ele comunicava Jair Bolsonaro sobre “operações sensíveis” da Polícia Federal, “após deflagração”.

Uma das principais queixas de Bolsonaro em relação ao ex-ministro era falta de informações por parte da PF. O presidente disse que queria obter relatórios de inteligência para tomar decisões.

Moro disse que Bolsonaro deveria esclarecer que tipo de informação pretende obter no contato direto com o diretor-geral, “já que tinha acesso à produção de inteligência da PF via SISBIN e ABIN”.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carla disse:

    Na verdade o traidor é o Bolsonaro , totalmente sem caráter !
    Moro 2022

  2. Otávio disse:

    Moro presidente!!
    DEUS acima de tudo, JUSTIÇA acima de todos.

    • Raimundo disse:

      Moro agora não se elege mais nem para síndico de condomínio.
      Os zumbis de esquerda votam em quem o "deus" Lula mandar.
      Para a esquerda e centrão, Deus não existe, o estado é laico, drogas devem ser liberadas, sexo deve ser ensinado nas escolas.

  3. Abestalhado disse:

    Mas não passava detalhes das operações em andamento que envolvem o presidente, seus filhos e amigos. Esse povo ligado ao partido 38 é muito sacaneado pelos amigos do Japonês da PF. Ficam escondendo informações sigilosas que podem incriminar o clã Naro.

    • Raimundo disse:

      Falou a turma de Lula e Maduro, ainda não conformados com a derrota em 2018.
      Não respeitam a democracia e querem levar no tapetão.
      O foro de São Paulo ê uma seita.
      Seguem as ordens da cúpula, que por meio de marketing a peso de ouro, tentam desacreditar quem se opõe a implantação do comunismo.
      Os fanáticos ficam repassando memes com o objetivo de iludir a população.
      Já ouvi até áudio de idosa dizendo que está trancada em casa porque Bolsonaro mandou, obrigou.
      Esquerda é cinismo, deboche e fake news.

    • Abestalhado disse:

      Concordo com você amigo. É isso que eu tô dizendo. Nosso presidente, assim como seus filhos e seguidores são limpos. Por isso que acho que parece que Moro e alguns amigos do Japa são comunistas ligados à esquerda comunista, querendo prejudicar o Mito. Claro que o presidente tem direito de saber tudo que está sendo investigado pelos homens de preto.

Moro relata mensagem de Bolsonaro: ‘Quero apenas a PF do Rio’

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro afirmou em seu depoimento prestado no último sábado que recebeu uma mensagem de celular do presidente Jair Bolsonaro na qual ele teria afirmado expressamente que “queria” a Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro sob sua influência, sem explicar seus interesses específicos nesse cargo.

Nas dez páginas de seu depoimento à PF, Moro detalhou as pressões feitas pelo presidente para trocar cargos da Polícia Federal desde agosto do ano passado, que incluíam mudar o superintendente do Rio e demitir o então diretor-geral Maurício Valeixo — que acabou sendo exonerado no mês passado e gerou a crise que resultou no anúncio de demissão do próprio ministro da Justiça.

Nessa mensagem citada no depoimento, Bolsonaro teria dito a Moro que o então ministro da Justiça poderia escolher todos os demais superintendentes da PF, mas que ele queria definir o nome para o Rio de Janeiro.

“No começo de março de 2020, estava em Washington, em missão oficial com o Dr. Valeixo; que recebeu mensagem pelo aplicativo de Whatsapp do Presidente da República, solicitando, novamente, a substituição do Superintendente do Rio de Janeiro, agora Carlos Henrique; que a mensagem tinha mais ou menos o seguinte teor: ‘Moro você tem 27 Superintendências, eu quero apenas uma, a do Rio de Janeiro'”, relatou no depoimento. A PF tem superintendências em cada um dos 26 Estados e uma no Distrito Federal.

VEJA MAIS: Em depoimento, Moro disse que “não afirmou que o presidente teria cometido algum crime”; leia a íntegra de esclarecimentos do ex-ministro à PF

Nesta segunda-feira, Bolsonaro nomeou o novo diretor-geral da PF, Rolando Alexandre de Souza, e uma das suas primeiras medidas foi justamente trocar o comando da Superintendência da PF do Rio. A mudança foi vista por investigadores como uma corroboração das acusações de Moro.

O depoimento do ex-ministro foi enviado pela PF na tarde de segunda-feira ao gabinete do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), e juntado ao processo. Transcrito em dez páginas, o depoimento reitera as declarações feitas por Moro em seu anúncio de demissão e traz novos detalhes sobre os fatos. A defesa de Moro chegou a solicitar mais cedo ao STF que seu depoimento com as acusações a Bolsonaro fosse publicizado “com intuito de evitar interpretações dissociadas de todo o contexto das declarações e garantindo o direito constitucional de informação integral dos fatos relevantes”.

Apesar do ex-ministro ter entregado seu telefone celular à PF para cópia das conversas, fontes da perícia da Polícia Federal apontam que esse diálogo era antigo e ainda não foi localizado no aparelho. O ex-ministro afirma que as indicações de superintendentes deveriam ser feitas todas pela PF e ele não escolhia nomes para as superintendências, por avaliar que seria uma interferência indevida.

No depoimento, o ex-ministro disse que não sabia as razões pelas quais o presidente queria indicar um nome de sua confiança para a PF do Rio e afirmou que isso deveria ser questionado ao próprio Bolsonaro.

Segundo Moro, a primeira tentativa feita por Bolsonaro de trocar o comando da PF do Rio foi em agosto do ano passado, de forma verbal, em uma reunião no Palácio do Planalto. O superintendente na época era Ricardo Saadi.

“Em agosto de 2019 houve uma solicitação por solicitação por parte do Presidente da República de substituição do Superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro, Ricardo Saad”, diz Moro. Prossegue o depoimento: “Essa solicitação se deu de forma verbal, no Palácio do Planalto”.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Henrique Chal disse:

    Isto é que é um Carioca, apaixonado pela Superintendência do Rio de Janeiro.
    Será que algunm dos meninos já hospedou-se por lá ?

Aras pede que PF ouça ministros, delegados e recupere registro de reunião entre Moro e Bolsonaro

Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu nesta segunda-feira (4) que o Supremo Tribunal Federal (STF) autorize novas diligências no inquérito que apura suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

As medidas serão analisadas pelo ministro relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello. Caberá a ele autorizar os depoimentos e enviar as medidas para cumprimento na PF.

Os pedidos de Aras se concentram em quatro frentes:

depoimentos de pessoas citadas por Moro na denúncia;

recuperação de áudio ou vídeo que, supostamente, comprove a denúncia;

verificação das assinaturas do ato de exoneração do ex-diretor-geral da PF Maurício Valeixo;

perícia nas informações obtidas a partir do celular de Moro.

Entenda, em matéria na íntegra, cada um dos pedidos, clicando aqui no Justiça Potiguar.

Moro indicou a existência de pelo menos sete provas para corroborar as acusações de que Bolsonaro tentou interferir indevidamente na PF

Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

No depoimento de mais de oito horas prestado no último sábado, o ex-ministro da Justiça Sergio Moro indicou à Polícia Federal a existência de pelo menos sete provas para corroborar as acusações de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir indevidamente na PF. Dentre essas provas, Moro citou que ministros da ala militar do governo federal – Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) – foram testemunhas das pressões de Bolsonaro sobre a PF e poderão confirmar seus relatos.

O assunto se tornou objeto de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), aberto a pedido do procurador-geral da República Augusto Aras depois que Moro anunciou sua demissão do governo e acusou o presidente de tentar realizar interferências políticas na corporação e querer frear investigações contra aliados. O ex-ministro deixou seu cargo no mesmo dia que Bolsonaro demitiu o então diretor-geral da PF Maurício Valeixo, pessoa da confiança de Moro no comando da corporação.

Caso realmente comprovem as acusações do ex-ministro, esses elementos podem demonstrar a prática de irregularidades por parte do presidente da República nas tentativas de interferência na Polícia Federal. Fazem parte desse conjunto de provas tanto os elementos entregues diretamente por Moro como a indicação de testemunhas e documentos a serem obtidos pela investigação da PF.

O principal elemento é o aparelho celular de Moro, que foi entregue aos investigadores para cópia do conteúdo das conversas com Bolsonaro e com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP). Como o ex-ministro apagava com frequência suas mensagens por temer um novo ataque hacker, as conversas são relativas a um período recente, de aproximadamente 15 dias. Os peritos da PF conseguiram recuperar as mensagens referentes a esse período.

Moro entregou o conteúdo integral do seu celular, mas análise preliminar da PF detectou que não havia informações relevantes para o inquérito dentre as conversas mantidas por Moro com ministros e integrantes do governo federal, por isso esses diálogos não foram copiados.

Dentre as mensagens trocadas entre o ex-ministro e o presidente, a perícia da PF confirmou a existência do diálogo no qual Bolsonaro manifesta a Moro uma preocupação com inquérito em curso no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre fake news que poderia atingir dez a doze deputados bolsonaristas. Na conversa, revelada pelo “Jornal Nacional”, Bolsonaro afirma a Moro: “Mais um motivo para a troca”, uma referência à sua intenção de demitir Valeixo.

Informações preliminares da perícia da Polícia Federal apontam que também há, no celular do ex-ministro, mensagens enviadas por Bolsonaro na qual ele manifestaria vontade de trocar o comando da Superintendência da PF em Pernambuco, mais uma mensagem indicando preocupação do presidente com inquéritos em curso no STF e outra conversa na qual Bolsonaro verbalizou sua intenção de demitir Valeixo. Peritos da PF ainda farão um relatório sobre o conteúdo das conversas existentes no celular.

Outra prova citada por Moro é a existência de um registro, gravado em vídeo, de reunião do conselho de ministros do governo federal no último dia 22 de abril na qual o presidente expressou sua intenção de trocar o superintendente da PF no Rio de Janeiro e ameaçou demitir Moro caso ele não concordasse com a substituição. O fato foi revelado neste domingo pelo GLOBO.

O ex-ministro afirmou aos investigadores que essas reuniões do conselho de ministros costumavam ser gravadas pelo Palácio do Planalto e que outros ministros presentes à reunião testemunharam o diálogo. Moro, porém, não dispunha desse arquivo de vídeo para entregar à PF. O material deverá ser obtido ao longo do inquérito.

Em seu depoimento, Sergio Moro também citou a existência de prova testemunhal de diversos delegados da PF que podem confirmar as pressões feitas por Bolsonaro na corporação. Citou como testemunha dos fatos o ex-diretor Maurício Valeixo e também os ministros da ala militar do governo federal, como Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo). Segundo Moro, esses ministros acompanharam as pressões de Bolsonaro para trocar nomes dentro da PF. Investigadores apontam que os depoimentos dos ministros precisarão ser colhidos para que a investigação verifique a veracidade dos fatos, o que os colocará em posição desconfortável.

Moro também indicou como prova da veracidade de suas declarações o histórico de pressões de Bolsonaro para a troca da Superintendência da PF no Rio, que teve início em agosto do ano passado com declarações públicas do presidente sobre sua intenção de nomear um novo superintendente. Na ocasião, Bolsonaro chegou a dizer que demitiria o diretor-geral Maurício Valeixo caso não pudesse escolher a nomeação de um superintendente da corporação. Outro elemento apontado pelo ex-ministro foi o pronunciamento público de Bolsonaro após seu pedido de demissão, no qual ele confirmou que havia pedido acesso a relatórios de inteligência da PF e admitiu sua intenção de trocar integrantes de cargos de comando da PF.

Moro aponta provas documentais

Sobre esses relatórios, o ex-ministro apontou a existência de provas documentais tanto dentro da Polícia Federal como na Agência Brasileira de Inteligência (Abin) que comprovam o envio de relatórios de inteligência da corporação destinados à tomada de decisões estratégicas pelo presidente, o que desmentiria as declarações de Bolsonaro de que não tinha acesso a esse tipo de informação.

O ministro Celso de Mello, do STF, autorizou na segunda-feira passada (27) a abertura deste inquérito, após o pedido feito por Aras. Devido a trâmites burocráticos, o processo ainda não tinha sido enviado para a PF dar prosseguimento às diligências na semana passada. Com isso, Celso de Mello determinou na quinta-feira o prazo de cinco dias para o depoimento de Moro. Esse depoimento foi colhido no sábado na Superintendência da PF em Curitiba, por integrantes da PF em Brasília e da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Agora, caberá à PGR indicar nesta segunda (4) a realização de novas diligências pela PF para dar prosseguimento às investigações. O processo está no gabinete do ministro Celso de Mello, que já recebeu o depoimento de Moro. Após a definição das novas diligências, o ministro deve enviar a íntegra do inquérito para a PFpara que o Serviço de Inquéritos Especiais (Sinq), órgão da corporação que cuida de investigações em trâmite no STF, dê prosseguimento às diligências.

Também nesta segunda, Bolsonaro nomeou um novo diretor-geral para a PF, o delegado Rolando Alexandre de Souza. Ele trabalhava na Abin com Alexandre Ramagem, o nome inicialmente nomeado pelo presidente para o comando da PF mas que foi barrado por decisão do ministro Alexandre de Moraes, que entendeu haver desvio de finalidade na nomeação, tomando como base as acusações feitas por Moro de que Bolsonaro queria nomear uma pessoa de sua confiança no comando da PF.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sebastião disse:

    Xiii, f****, o que der pra ele, vai dar pra os generais. Eu já disse, o cara pra botar na cadeia luladrão, petralhas, comparsas, mega empresários, precisa ser muito casca grossa. Moro 2022

    • Anônimo disse:

      Colocou esse povo na cadeia mas trouxe junto a recessão e o desemprego isso ninguém fala pois não protegeu os trabalhadores principalmente os da construção civil

    • Lobinha disse:

      Tião, vc deu um certeiro nos petralhas e nos apoiadores de Bolsonaro. Esse Moro é um caningado da mulesta pra acabar com a raça desses corruptos.

    • Fernando disse:

      Não tem nada haver com recessão e desemprego, quem deixou esses males, foram os petralhas, o Moro fez limpar o país desses falsos homens público, ou acha que deveríamos conviver com esses ratos saqueando trilhões de reais dos cofres públicos, e o pais não sofreriam as sequelas disso. Corrupção, colapsa saúde, onde hoje é uma incógnita quantos morrerão quando o pico da pandemia chegar, se não tivesse ladrões de dinheiro público, tínhamos uma saúde descente, perceba isso.

LULA: “Moro era um juiz medíocre. Sem a toga, ele não é ninguém e é isso que ele vai aprender agora”

Foto: Reprodução/Twitter

O ex-presidente Lula voltou a atacar o ex-juiz Sérgio Moro. Dessa vez, a manifestação ocorreu através das redes sociais. O Jornal Nacional, da Rede Globo, também foi seu alvo: “O Moro era um juiz medíocre. Ele é resultado de 20 minutos todo dia no Jornal Nacional inflando ele. Ele poderia ter pedido desculpas e ter assumido que me julgou politicamente. Sem a toga, ele não é ninguém e é isso que ele vai aprender agora.”

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Papa Jerry Moon disse:

    E esse bicho fala?

  2. Ivan. disse:

    Aguarde,2022 vem aí. Moro neles.

  3. José disse:

    LULA = BOZO: ODEIAM O MORO; A GLOBO E À VERDADE.

  4. NACIA disse:

    LULALADÃO é o MAIOR CULPADO DO BOLSO SER PRESIDENTE. POR ROUBAR TANTO E ESCULHAMBAR O BRASIL O POVO VOTOU NO DOIDO PARA VÊ SE MUDAVA. INFELIZMENTE ESTAMOS NESSA SITUAÇÃO.

  5. Fica em casa disse:

    Vlw BG , só uma postagem sobre Lula para fazer o gado mugir alto novamente kkkkk pena que tem que falar mal do juizeco tendencioso e cheio de interesses particulares kkkk, o gado tava desnorteado desde semana passada kkkk agora voltou a ecoar o mantra "luladrao" enquanto isso o líder da boiada segue fazendo besteira e tocando berrante……..MUUUUUUUUU

  6. Gustavo disse:

    MELHOR SER NINGUÉM DO QUE LADRÃO.

  7. Raimundo disse:

    O lula é um ninguém condenado

  8. Ivana Gadelha disse:

    Ele não é mais ninguém ,mas vc vive falando dele! Prepare-se para 2022 contra MORO.

  9. EDSON ALBUQUERQUE disse:

    LULA CAIU NA DESGRACA PQ DEIXAR UM JUIZ MEDIOCRE LHE PRENDER KKKK

  10. Manoel disse:

    E você Lula, era ladrão, é ladrão e vai ser sempre ladrão.

  11. Rafael Pinheiro disse:

    Todo Brasileiro de bem deveria dar menos cartaz, e não repercutir o que esse LADRÃO, CONDENADO fala. Se todos não derem trela a esse corrupto ele some ao esgoto, lugar em que ele e nossa GOVERNADORA merecem ficar

  12. Pedro disse:

    Eita fofinho pingunço, ele foi convidado para dar aulas nas maiores universidades do mundo, não é como vc que precisa de dinheiro público para manter a família e a quadrilha.

  13. Pedro disse:

    Meu Deus, quanta arrogância, petulância, ignorância, mediocridade, podem vir de um analfabeto, que saiu do Nordeste passando fome, teve a oportunidade de ser gente, jogou fora com suas safadezas e prepotência. Esse caduco devia voltar à cadeia, de onde não deveria ter saído. Uma pena não sermos um país sério. É um asno seguido por muitos asnos, esse rapar devia escovar a boca, não sei que fala mais besteira, ele ou o presidente, estamos ferrados.

  14. José Medeiros do Nascimento disse:

    Deletéria da raça humana lula ladrão

  15. Gabriel Fernandes disse:

    Puts, estamos bem na fita. Duas porcarias, Bolsonaro e Lula. E os fanáticos ainda se digladiando por causa dos dois. Esse outro, dê uma explicação plausível do apartamento e do sítio. Nada, só querer desmoralizar a justiça. Existiu algo diferente, mas teve sim investigação e corrupção! Isso é fato!

  16. Manoel disse:

    Exato presidente. Além de medíocre,
    o juiz parcial era um lambe botas do imbecil da presidência. O cara tem 75 anos e é lúcido como nunca. Nao é a toa q saiu com 85% de aprovação do seu governo.

    • Manoel disse:

      Menos xará! Lula já deixou de ser popular faz tempo e hoje goza de grande rejeição pois todos sabem o quanto ele roubou o povo brasileiro… Já tem várias condenações e virão outras!

  17. Arthur disse:

    Lula tá se esforçando, mas tem que comer muito feijão e arroz pra ganhar de Bolsonaro no quesito falação de asneira, talvez com a ajuda de Dilma ele consiga um dia.

  18. Boni disse:

    ah ladrãooooo

  19. Fernando disse:

    Em qualquer país sério do mundo esse CANALHA do luladrão, não passava de um estorvo falastrão. Ninguém nem perceberia sua sórdida insignificância. Como temos ainda muitos idiotizados, dão ouvidos a gente dessa subespécie.

  20. Papa Jerry Moon disse:

    Nesse momento de descaminhos do governo federal é hora da campanha #Volta Lula.
    Pra cadeia.

  21. Gui morais disse:

    Esse era um medíocre torneiro mecânico, virou um ex presidente e ex presidiário, hoje ele é condenado em duas instâncias, como o maior LADRÃO DO MUNDO, segundo o Google.
    É pouco, ou quer mais????
    Já, MORO, ex juiz, ex ministro, e hoje é um HERÓI VIVO.
    Kkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkkkkk
    Chupa Luiz Inácio.
    Kkkkkkkk
    Kkkkkk
    LADRÃO!!!!!!

  22. Agamenon disse:

    E você Lula é um ladrãozinho medíocre que prejudicou a sociedade com seus roubos mibilionários, esse escárnio não tem moral para falar nem da vida dele, isso é um doente. LULA PRESO!!

  23. Cigano Lulu disse:

    Lembrando Millôr Fernandes, o Brasil é o único país do mundo onde os ratos enchem a pança e depois põem a culpa no queijo.

  24. Lourdes Siqueira disse:

    Esse ancião delinquente deveria explicar antes de tudo como os filhos ficaram milionários….
    Campanha para doação de óleo de peroba para Lula.

  25. Anti-Político de Estimação disse:

    Duas legítimas porcarias, Lula e Bolsonaro. E o bloco dos trouxas correndo atrás desses dois, kkkk.

    • Cidadão Indignado disse:

      Concordo plenamente! Comentário inteligente e de bom senso.

    • Carlão disse:

      Adiciono a rede globo e rede record, como televisões estrume que o povo defende.

Moro é denunciado à comissão de ética da presidência por aceitar cargo em troca de vaga no STF

Foto: Reprodução/Migalhas

Um grupo de 14 advogados e juristas apresentou nesta quarta-feira, 29, denúncia contra o ex-ministro Sergio Moro perante a Comissão de Ética Pública da Presidência da República.

A petição aponta desvios éticos cometidos por Moro ao negociar troca de favores, mediante a qual permaneceria à frente da pasta ministerial desde que viesse a ser posteriormente indicado ao cargo de ministro do STF.

Os juristas ainda identificam uma ilegal vinculação da aceitação do cargo público pelo ex-ministro com seus interesses pessoais privados, ao negociar indevidamente o pagamento de pensão à sua família.

Por fim, a denúncia expõe a omissão de Moro ao deixar de reportar às autoridades competentes atos ilícitos praticados pelo presidente Jair Bolsonaro dos quais teve ciência enquanto exercia a função de ministro.

Matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zé Ruela disse:

    É impressionante como se vai de herói a bandido em tão pouco tempo. Vários homens até então honrados, ex-aliados do Bozó, são execrados publicamente após contrariarem o menino maluquinho. Trabalho sujo do gabinete do ódio direcionado a manutenção, em suas fileiras, dos fanáticos e ignorantes. Bebiano, Mandetta, Gen. Santos Cruz, Moro e quantos outros (um partido inteiro, o PSL). Agora a brincadeira é com o Centrão. Quem vai trair quem?

  2. Zé Ninguém disse:

    Vamos deixar o LULADÃO PINGUÇO e o CAPETÃO MICO CÃO falando só nas próximas eleições. Vamos procurar eleger um honesto normal. Nós os esquecidos de sempre, não devemos continuar elegendo os corruptos e incompetentes de sempre.

  3. Jr disse:

    Mas quem ofereceu o cargo? Esqueceram foi?

  4. Pedro disse:

    Excelente alcunha Ze ninguém, vc faz jus a ela…….😁😁😁😁😁😁😁😁😁

    • Zé Ninguém disse:

      "eu sou do povo….eu sou o zé ninguém…aqui embaixo as leis são diferentes ". Pedro vc é o cara! Não é piada. Vejo que você é inteligente e importante. Parabéns! Eu sou mesmo um zé ninguém.

  5. Pedro disse:

    Esses incompetentes, e aqui tem muitos, covardes, sem formação digna, querem um holofote para as suas medíocres carreiras. Bando de bunda mole de paletó e gravata, queriam vcs ter a capacidade é hombridade do ex juiz e ministro MORO. vc chafurdar na lama da covardia e da inveja.

  6. Sérgio Nogueira disse:

    Tem gente que deve se orgulhar em fazer papel de idiota.
    Ele não tem qualquer ligação com o Governo então essa "denúncia" desses "adevogados" para a Comissão e nada dá no mesmo.
    Além disso o próprio Moro negou essa troca quando disse que não estava a venda.
    Mas para quê se ater aos fatos se é possível pagar de lacrador?

  7. Ilca Liguori disse:

    Se houvesse uma condicionante, por que ele teria saído?

    • M.D.R. disse:

      O BOZO , só convidou MORO a ser MINISTRO devido trabalho de referência sobre LAVA JATO, com isto o BOZO seria beneficiado. Mas o tiro saiu pela culatra e quem cresceu o MINISTRO e BOZO ñ aceita ninguém na
      frente do IBOPE. MORO PARA PRESIDENTE EM 2022.

  8. Anti-Político de Estimação disse:

    Agora que não serve mais aos interesses do Poder Central vai ser execrado.

  9. Zé Ninguém disse:

    Agora o BOZOTRALHA acredita no que LULADÃO falava. Esse Moro nunca prestou….. O filme TROPA DE ELITE 3 está passando na vida real. Depois Padilha faz o filme.

    • Anti-Político de Estimação disse:

      Como dizia o Capitão Nascimento : "O sistema é f#da parceiro !".

    • BRASILACIMADETUDO disse:

      Vejo que o Zé Ninguém está do lado de Bolsonaro… Vida difícil para o que acompanham os PTRALHAS… Se Falar de Bolsonaro, admitem que o Moro é correto e justo. Se falarem de Moro, aceitam que Bolsonaro está fazendo um governo correto… kkkkk

  10. Arnaldo disse:

    Bando de bundas sujas,tem moral pra denunciar um homem que se não fosse ele ,não tinha lava jato e o Bolsonaro não teria ganho.É o maior brasileiro de todos os tempo.Tem o que vcs nunca vai ter:coragem e honradez.

  11. Não vai dar nada. disse:

    Isso é Brasil.

    • Paranhos disse:

      Quem tentou persuadir moro prometendo o cargo de ministro, praticou ilicitude; e também quem tenta subornar o ministro a cometer ilícito através de suborno, e não consegue o intento. Transgrediu novamente as leis. Portanto, quem cometeu atos ilegais não foi Moro, e sim o Presidente da República, Bolsonaro. Querem inverter os papéis, tentando condenar quem não aceitou ser subornado.

Interino da PF foi indicado por Moro e tem boa relação com Alexandre de Moraes

Com a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da PF, o comando interino da corporação ficou com o delegado Disney Rosseti.

Braço direito do ex-diretor-geral, Maurício Valeixo, Rosseti foi indicado ao cargo por Sergio Moro no início do ano passado e tem ótima relação com Moraes, informa Fabio Leite na Crusoé.

Os dois se aproximaram no período em que o magistrado foi ministro da Justiça no governo Michel Temer, entre 2016 e 2017, e Rosseti comandava a superintendência da PF em São Paulo.

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose Leomax disse:

    Alexandre de Moraes igualou-se a Sérgio Mouro: está com um reizinho na barriga. Acha-se dono da cocada preta.

  2. Raimundo disse:

    A atribuição é garantida ao presidente pela constituição, Morais estupra a construção em praça pública com interesses escusos

    • Marcos Benício disse:

      E o Princípio da Impessoalidade, fica onde?
      Acho que você precisa estudar mais Direito Constitucional!

  3. Nunes disse:

    Alexandre de Morais está protegendo o seu nomeador , Michel Temer. A constituição federal diz que o Presidente é quem nomeia o diretor geral da PF. Esse Ministro vai ser desmoralizado , vamos aguardar . Quem vai derrubar essa liminar será o proprio Presidente do STF. Vamos ver

  4. EDILSON disse:

    Agora será que deu a entender, qual o motivo do ministro reprovado pra juiz intervir na nomeação do chefe maior do governo brasileiro. #Mito 2022

    • paulo disse:

      BG
      Interferência do judiciário no executivo, esse País tá caminhando ninguém sabe pra onde. A constituição rasgada todo todo dia por quem tem o dever de obedece-la. A mulher que queria ensacar vento que o sr. lewandoski junto com o sr. renan calheiros (minusculo mesmo) mantiveram os "direitos políticos", ainda bem que o povo Mineiro deu a resposta certa pra esse ministro e o senador de Alagoas. Cassada pelas urnas.

Mourão critica Moro e justifica conversas do governo com o centrão em busca por estabilidade

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

Três dias depois da crise instalada no governo com a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse nessa segunda-feira (27) que o episódio não se deu de forma apropriada.

“Dentro da minha cultura, a forma como o ex-ministro Moro saiu não é a mais apropriada. Ele poderia simplesmente ter solicitado sua demissão. Só isso já seria um problema para o governo pelas próprias características do Sergio Moro e tudo o que ele representa para o país. Vida que segue agora”, disse Mourão em uma videoconferência com a consultoria política Arko Advice.

Na videoconferência, Mourão afirmou que Moro teve “um papel importantíssimo na vida nacional” ao longo da Operação Lava Jato.

“Por sua resiliência, por sua seriedade, ganhou papel importante na mitologia nacional, na mitologia temporária que se vive no Brasil”, disse o vice-presidente.

“Ele fez um bom trabalho no Ministério da Justiça. Entretanto, como todo e qualquer relacionamento entre um chefe e seus subordinados, termina por ocorrer algumas rusgas”, afirmou Mourão.

Indagado sobre a aproximação de Bolsonaro com partidos do chamado centrão —como Republicanos, PP e PL—, conhecido por trocar apoio no Congresso por recursos e cargos, Mourão afirmou que trata-se de uma busca por estabilidade.

O vice-presidente disse que, no começo da gestão Bolsonaro, havia um entendimento de que seria possível governar com base no pragmatismo e nas ideias reformistas da agenda do Executivo.

“Num primeiro momento, esta concertação funcionou”, disse Mourão. “A partir do final do ano passado e começo do ano [2020], obrigou o presidente a buscar nova forma de diálogo com o Congresso, buscando efetivamente, como outros presidentes tiveram que fazer, uma aproximação mais cerrada junto aos partidos políticos, de modo que construa uma base que lhe dê certa estabilidade para tentar aprovar aquilo que julgamos necessário”, afirmou o vice-presidente.

Para Mourão, o movimento de Bolsonaro para passar a ter uma base parlamentar efetiva irá “operar para a redução de tensões”.

Com Folha de SP e Valor

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Boni disse:

    Mourão, é eleitor de lula aquele quê nunca roubou.

  2. Cidadão pagador de impostos disse:

    Amigos de Bolsonaro: Roberto Jeferson, Valdemar Costa Neto, Artur Lira, Kassab…
    só amigos do alheio…
    Ahahahahahah

  3. Flávio Matias disse:

    Bolsonaro precisa entender que enquanto ele ficar soltando o verbo, sem distribuir a verba dos recursos públicos, só vai escutar gritos e ranger dos dentes dos viciados em dinheiro público.
    Veja que não se fala em corrupção, mas a forma como o Presidente fala e como ele não aceita a corrupção. É uma evolução enorme em um país onde tudo gira em função da troca de cargos e usurpação do dinheiro do povo.
    Sem haver aparelhamento estatal e verba pública para alguns, tudo revolta, reclamação, inconformismo, planejamento de golpe, projeto de retomada do poder e outras coisas que demonstram preocupação com o povo e a democracia.

  4. Mary disse:

    Se. Vixe presidente, ESTABILIDADE a que PREÇO??!! Vergonha doa senhores. 2022 eu acerto meu voto

  5. Fica em casa disse:

    Tuuuuuuuuudo P*TA !!!!!!

    Acabou a velha política, não vamos negociar nada, acabou a patifaria !!

    Muuuuuuuuuu

    • Delano disse:

      Tem experiência nisso, e torce pra que outros sejam ludibriados também. Pior que continua adorando CORRUPTOS condenados.

    • Raimundo disse:

      Falou o seguidor do chefe do mensalão e do petrolao.

  6. Ojuara disse:

    Conhecimento aborrece muita gente, principalmente se for um petralha, defensor do querido LULADRAO. Corrupto, bandido de marca maior, um idiota, analfabeto e que ainda tem um séquito de seguidores, todos semelhantes a ele.

  7. Tobias disse:

    O grande problema MOURÃO, é que essa estabilidade, é feita com o nosso dinheiro, a conta fica pra nós pagar.
    Um povo que já vive sofrido, já paga caro o custo desses parlamentares, e agora vamos pagar, pra esses caras deitarem e rolarem com o nosso dinheiro.
    Sendo assim, eles e o presidente sai bem na foto, e o povo que se lasque.
    Não pode ser assim, de jeito nenhum.
    Esses sangues sugas tem que caírem nas próximas eleições.
    Não é possível!!!!
    Acorda meu povo!!!

  8. Zé Ninguém disse:

    A Liga da Justiça da República do Paraná sabe trabalhar. A equipe que saiu de Curitiba para Brasília está toda de volta. Estão preparando a cama para o afastamento do Capetão. Quem vai assumir a presidência é MOURÃO. Em 2022 é Moro Presidente e Dallagnol vice.

  9. Sergio disse:

    Resumindo: é igual ao titular, um nescio, apedeuta , embuste. Em suma, um pulha!

Moro já interferiu politicamente na PF em defesa de Bolsonaro, diz Freixo

Foto: Adriano Machado/Reuters

“Já houve interferência política feita pelo próprio Sergio Moro nas ações da Polícia Federal em defesa de Jair Bolsonaro.” A declaração foi dada, em entrevista ao vivo ao UOL, nesta segunda (27), pelo deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ). Próximo da família da vereadora Marielle Franco, executada em março de 2018, ele acompanha as investigações e diz que o, agora, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública fez aquilo que denunciou que o presidente da República desejava fazer.

“Sergio Moro está dizendo agora que a interferência pode se agravar de uma coisa que ele, de alguma maneira, já foi testemunha e participou”, avalia. “O que não podemos deixar é que isso vire uma regra, que o novo chefe da Polícia Federal seja alguém que opere em cima de denúncias para atender o interesse de uma família e não os interesses da República.”

Freixo deu entrada, na manhã desta terça (28), com uma ação na 13ª Vara da Justiça Federal, pedindo a anulação da nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo de delegado-geral da PF, publicada hoje no Diário Oficial da União, no lugar de Maurício Valeixo. O advogado-geral da União, André Mendonça, será o novo ministro da Justiça.

“Nenhuma questão pessoal contra o Ramagem, mas existe o princípio da impessoalidade. Nesse momento, há investigações da PF sobre milícias, fakenews e pessoas que participam de atos pedindo o fechamento do Congresso”, afirma. “Algumas investigações esbarram em gente muito próxima ao presidente, inclusive seus filhos. Há um debate muito grande sobre a isenção. Quem diz isso não sou eu, é o ex-ministro Sergio Moro. Bolsonaro querer colocar alguém com relação próxima com seus filhos no cargo viola essa impessoalidade.” Ramagem é amigo pessoal dos filhos do presidente.

De acordo com relato de Freixo ao UOL, Moro tentou levar o caso para a Polícia Federal a a partir do momento em que a investigação das mortes de Marielle e de seu motorista, Anderson Gomes, esbarrou em pessoas próximas ao presidente. Seja por conta do endereço de Ronnie Lessa (matador de aluguel, vizinho de Bolsonaro, preso sob a acusação de ter participado do crime), seja por conta do polêmico depoimento do porteiro do condomínio – que havia afirmado que alguém na casa de Bolsonaro havia autorizado a entrada de Élcio Queiroz, outro acusado de ter cometido o crime.

Marcelo Freixo já havia afirmado que a atuação do então ministro no caso mostrou que Moro “assumiu de vez o papel de advogado particular do clã presidencial”. E que ele não se constrangia em “usar o aparato policial do Estado brasileiro para intimidar um porteiro, homem humilde que mora numa área controlada por milícia, transformando uma testemunha em réu, para proteger a família Bolsonaro”.

Segundo ele afirmou ao UOL, o ex-ministro nunca havia demonstrado interesse no caso Marielle, nem oferecido que a Polícia Federal auxiliasse tecnicamente a Polícia Civil do Rio de Janeiro. “Mas quando foi para defender o presidente, não a vítima, houve um interesse repentino de Moro, tentando – inclusive – interceder na investigação”, diz.

Coluna Leonardo Sakamoto – UOL

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vitor Silva disse:

    Pelos comentários a gente vê que vocês não aprendem nunca. Deixem de defender Lula, mito, moro e outros, bando de jumento. Quem protege bandido e bandido tbm.

  2. Antonio Turci disse:

    Moro é um homem de fibra. Nós, brasileiros, a ele devemos muito. Cumpriu seu dever com grande competência quando Juiz da Lava Jato e honrou o Governo Federal e o Brasil enquanto Ministro da Justiça e Segurança Pública. Só não vê quem não quer.

  3. Delano disse:

    Se moro tivesse intervido na PF em favor de Bolsonaro, ele não teria motivo pra se demitir, continuaria ministro, desfrutando privilégios. No entanto relegou a tudo, preferiu a dignidade e servidão da coisa certa, mesmo sofrendo todo tipo de pressão.

  4. Edilson disse:

    Eu não lê nada sobre a interferência de lula em 2007 a favor de seu compadre na operação xeque-mate aonde o próprio pte foi gravado e os diretores da pf e abim forão substituindo, agora nesse governo de Bolsonaro é só o que se fala. #Mito 2022.
    Vamos deixar o homem trabalhar que o Brasil vai melhorar.

  5. Sérgio Nogueira disse:

    Tanto faz o que esse psolento diz quanto o que o gato enterra.

  6. gusthenrique disse:

    A esquerda ganhou a companhia de bolsonaristas no trabalho de assassinar a reputação de Sérgio Moro. Isso é emblemático. Pobre Brasil.

    • Marcos Vinícios disse:

      Verdade! São farinha do mesmo saco, não há diferença. São cúmplices, e o tal Freixo é uma espécie das mais perigosas.

Bolsonaro determina que seja mantida segurança de Moro

FOTO: MATEUS BONOMI/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) determinou que a segurança do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro seja mantida mesmo após o ex-juiz da Lava Jato pedir demissão do cargo na última sexta-feira (24).

A informação foi confirmada via telefone pela assessoria de imprensa do GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

O R7 Planalto também questionou por quanto tempo a segurança será mantida, mas ainda não obteve resposta.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luzinete viegas disse:

    Gente! Luz e Paz é do que estamos precisando. Acabem com está guerra.

  2. Zé Ninguém disse:

    Os MITRALHAS estão querendo rastrear o Moro. Tropa de Elite 3 já está rolando na vida real. Depois o Padilha faz o filme.

  3. Luzinete viegas disse:

    Meu Deus! Não vejo a hora desse nosso País encontrar a Paz desejada. Nem está pandemia acalmou a revolta dessa gente. Mortais ! Vamos trabalhar em favor da Paz! Pra que tanto veneno ? Isto Faz mal a quem dele se alimenta. Precisamos de Luz nāo de trevas. ACODEM! Pelo amor de Deus! Esta vida é passageira! Vamos plantar o bem!

  4. Zé Ninguém disse:

    Vai rastrear Moro. Esse meu presidente é sabido….. Lembrei de Adriano. Foi ligar para o advogado, morreu. Cuidado Moro! Os MITRALHAS são danados.

  5. lulao disse:

    vixe.estao de olho se liga moro.

  6. Paulo disse:

    Presidente é um homem! espero chilique do ex ministro passe que ele tenha sucesso em seu futuro. um barulho desse por conta de um delegado que já estava querendo sair !
    talvez no mundo real se possa entender como os brasileiros comuns vivem.

  7. Véio de Rui disse:

    O mito é diferente!

  8. Renner disse:

    Agora gostei…ponto para o presidente.

    • Anderson disse:

      Se moro morrer, quem o Sr. Acha que levará a culpa, principalmente agora que ele tem algo a dizer?

  9. Naldinho disse:

    Blefe. Isto é uma defesa prévia, pois se acontecer alguma coisa com Moro, ele acha que vai estar isento. Me engana que eu gosto.

“Ele não esteve comigo durante a campanha”, diz Bolsonaro, sobre Moro

Jair Bolsonaro disse que Sergio Moro não esteve ao seu lado na campanha de 2018.

“Ele não esteve comigo durante a campanha. Eu não sei em quem ele votou no primeiro turno e nem quero saber.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ROBSON MAX disse:

    MORO 2022

  2. Breno disse:

    A lama da corrupção está no Congresso Nacional. Não esperem que trocando o presidente as coisas vão entrar nos trilhos. Ou Bolsonaro dissolve o Congresso ou vai ter que entrar no jogo desses bandidos parlamentares!

    • Cigano Lulu disse:

      Bolsonaro é originário da mesma nata putrefacta, ele atuou por longos 28 anos nos subterrâneos do famigerado baixo-clero. Quer mais?

  3. Ricardo disse:

    Moro não esteve na Campanha do Presidente e nem poderia. Na época ele fazia parte do Judiciário que tem um rigoroso Código de Condutam e o Presidente sabe bem disso.

  4. Lulu disse:

    Moro 2022, fora Bolsonaro.

  5. Apolônio disse:

    E ele por algum acaso mentiu?a petralhada vai ter que engolir!

    • Dorgas disse:

      Apenas não disse a verdade! Votei nele…pense num arrependimento! Melhor o Mourão!

Bolsonaro diz que compromisso de Moro é “com seu ego”

Jair Bolsonaro, em pronunciamento, diz que o compromisso de Sergio Moro é “consigo próprio, com seu ego”.

“Uma coisa é você admirar uma pessoa, outra é conviver com ela.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rocha Neto disse:

    Pra mim o único erro do ex-ministro Moro, no pronunciamento e inerente ao seu comportamento como autoridade foi ter escutado tudo aquilo do presidente bipolar que temos, e só ter vindo a revelar agora. Presumo que se o delegado federal tivesse continuado no cargo, o segredo iria continuar guardado. Moro pecou! Mas ninguém é perfeito.

  2. Apolônio disse:

    Tô com vc e não abro meu presidente,o MITO incomoda todo o sistema!estou com o senhor até o fim!

Flávio Dino diz que Moro é o “Fiat Elba” de Bolsonaro

Fotos: Reprodução/Twitter

O governador do Maranhão, Flávio Dino, outro postulante ao Palácio do Planalto em 2022, comparou a situação de Jair Bolsonaro à de Fernando Collor às vésperas de seu impeachment, em 1992.

“Moro está para Bolsonaro como o Fiat Elba esteve para Collor. A prova que faltava. Agora não falta mais”, tuitou o governador nordestino.

“Do ponto de vista jurídico, o depoimento de Moro constitui prova de crimes de responsabilidade contra a probidade na administração, contra o livre exercício dos Poderes e contra direitos individuais.”

E ainda:

“O depoimento de Moro sobre aparelhamento político da Polícia Federal como base para o ato de exoneração do delegado Valeixo constitui forte prova em um processo de impeachment.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Neto disse:

    Dino esqueceu de citar que o sítio e o triplex estão pra Lula…..

  2. Antonio Turci disse:

    Bolsonaro escorregou. Moro tem uma bela história.

  3. Terto Ramos disse:

    Moro presidente!!!
    Nós não podemos de maneira nenhuma entregar esse País a esses comunistas de jeito nenhum!!!
    Esse Dino é a febre que deu nu C… do guaxinim.
    É a última pedra do bornar.
    Há é o Fiat elba ???
    E vc tem a cara do 147, não tem o que tirar.
    Saí fora
    Comunista.
    Vcs acabaram com o País.
    Esquerdistas derrotados, o povo da direita, já mais vai permitir esses desonesto no poder.
    Ja mais!!!!

    • MITO, M I T O, M I T O disse:

      Jamais…jamais
      Deu refluxo depois da saída de Moro?

  4. Soraya disse:

    Bolsonaro acabou, Moro 2022