REPERCUSSÃO NACIONAL: Policiais e bombeiros militares entram em greve no RN, destaca O Globo

Policiais e bombeiros do Rio Grande do Norte entraram em greve nesta terça-feira. As categorias reivindicam melhorias estruturais, envio da Lei de Promoção de Praças para a assembleia do estado e concurso público. Nesta manhã será realizada uma assembleia para decidir pelo fim ou pela manutença da paralisação.

O secretário de Segurança Pública e da Defesa Social Elieser Girão afirmou que o estado possui efetivo suficiente para atender os serviços de segurança mesmo com a paralisação. O secretário se pronunciou após publicação de mensagens na internet que alertavam para possíveis arrastões e saques durante a greve.

— Isso não vai acontecer — garante.

Elieser Girão classificou os textos como terroristas e informou que a Secretaria abriu uma investigação para apurar suas origens.

— Estamos com investigações abertas em função de mensagens, que eu classifico como sendo mensagens terroristas, pregando o terror na população, dizendo que vai haver quebra, saques, homicídios, por causa dessa paralisação — disse em entrevista a Intertv, afiliada da TV Globo.

Sobre a greve, Girão afirma que o governo não aceita a greve porque a negociação não foi interrompida e que a paralisação foi originada de uma associação e não de um sindicato.

— A associação tem papel de associação e não de sindicato. Eles precisam entender isso. Não vou aceitar que pessoas levantem bandeiras políticas no meio da associação. Eles são profissionais que estão trabalhando e devem trabalhar.

O Globo

A notícia já ganhou destaques em outros grandes portais, como Estadão, Uol e outros.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Claus disse:

    Esse secretário é um palhaço mesmo, dizer que o estado tem como atender os serviços de segurança mesmo com a paralisação, secretário o estado não tem como atender o tal serviço com o efetivo completo imagine com essa paralisação, secretário volte pro seu EB, e pare de conversar asneira.

  2. Sergio Nogueira disse:

    Triste ocaso de um Governo que na verdade ninguém sabe se começou. Passados os quatro anos a Prefeita estadual não tem nada o que apresentar, nenhum projeto que alavancasse o RN, nenhuma ação concreta que trouxesse melhorias ao povo.
    Crise na saúde, que até Secretário demitido em feriado após reportagem da Globo, na educação, na segurança, estradas que não foram recuperadas, o prolongamento da Prudente que não conseguiram fazer 250 metros por ano e enfim concluí-lo.
    Penso que o caso é de sentir vergonha pela incapacidade administrativa cujos auxiliares, domésticos, inclusive, e outros que só conheciam o horizonte mossoroense do mundo, afundaram, impediram ou nada fizeram.
    Aguarda-se pedido de desculpas.

COMENTE AQUI